SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
O outono é a estação do
ano que sucede ao verão
e antecede o inverno.
É caraterizado por
queda na temperatura, e
pelo amarelar e início da
queda das folhas das
árvores, que indica a
passagem de estações
(exceto nas regiões
próximas ao equador).
O outono do hemisfério
norte é chamado de
"outono boreal", e o do
hemisfério sul é chamado
de "outono austral".
O "outono boreal“ tem
início, no hemisfério
norte, a 22 ou 23 de
setembro e termina a 21
ou 22 de dezembro.
O "outono austral" tem
início, no hemisfério sul,
a 20 de março e termina
a 20 ou 21 de junho.
Aprecio os momentos distintos
que todas as estações nos dão,
mas o Outono é especial. O pôr-
do-sol pincela o céu com umas
cores únicas, as árvores tingidas,
o prazer de ouvir o estalar de
uma folha quando a calcamos, as
primeiras chuvas e o cheiro a
terra que elas libertam, a
temperatura arrefecida mas
agradável… E têm que concordar
quando digo que há álbuns que
só batem no Outono.
As castanhas são os aquénios.
Presume-se que a castanha seja oriunda da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a
história da civilização ocidental desde há mais de 100 mil anos.
A par com o pistácio, a castanha constituiu um importante contributo calórico ao homem
pré-histórico que também a utilizou na alimentação dos animais.
Os gregos e os romanos colocavam castanhas em ânforas cheias de mel silvestre. Este
conservava o alimento e impregnava-o com o seu sabor. Os romanos incluíam a castanha
nos seus banquetes. Durante a Idade Média, nos mosteiros e abadias, monges e freiras
utilizavam frequentemente as castanhas nas suas receitas. Por esta altura, a castanha, era
moída, tendo-se tornado mesmo um dos principais farináceos da Europa.
Apesar das poucas uvas, lá conseguiram fazer cerca de 10L de vinho
doce.
Sendo 5L dele para serem bebidos como vinho doce e outros 5L para
jeropiga......venha agora o S.Martinho para prova-la com as
castanhas!!!!!
Dióspiro ou caqui é um fruto tropical, de cor mais ou menos alaranjada, com a pele lisa e um sabor muito doce. Consome-se como fruta
fresca, embora se possa utilizar no fabrico de pasteis ou marmeladas.
Amêndoa semente do fruto da amendoeira, é de fácil aproveitamento no cardápio do homem. Coberta por uma pele fina e
acastanhada, envolvida numa casca dura que protege a semente, ela é uma ótima opção para combinar em sua dieta, garantindo vários
benefícios à saúde.
Romã é uma infrutescência da romãzeira (Punica granatum), fruto vulgar no mediterrâneo oriental e médio oriente onde é tomado como
aperitivo, sobremesa ou algumas vezes em bebida alcoólica. O seu interior é subdividido por finas películas, que formam pequenas sementes
possuidoras de uma polpa comestível
Milho (Zea mays subsp. mays) é uma planta cultivada bastante diferente das plantas selvagens das quais se originou, chamadas de
teosintos. Com muitos cultivares e híbridos, a planta pode atingir de 70 cm a 2,5 m de altura, ter um ciclo de vida de 3 meses a 10 meses, e
ter grãos apropriados para fins bastantes específicos, como por exemplo farinha ou pipoca, ou para ser utilizado como milho verde, isto é,
com seus grãos ainda bem hidratados.
Marmeleiro (Cydonia oblonga), é uma pequena árvore, único membro do género Cydonia, da família Rosaceae, cujos frutos são
chamados marmelos. É originário das regiões mais amenas da Ásia Menor e Sudeste da Europa. Também é conhecido pelos nomes de
marmeleiro-da-europa, marmelo e pereira-do-japão.
Noz é uma fruta considerada seca, portadora de uma semente; poucas vezes será possível encontrá-la com duas sementes. As nozes reais
provêm dos carvalhos, constituindo as bolotas; das avelaneiras, das faias, das castanheiras, das nogueiras e da castanha-de-caju.
Avelã é uma fruta considerada exótica, nascida da aveleira, cientificamente conhecida como Corylus avellana, da família Betulaceae. Ela é
originária da América do Norte, particularmente as espécies Corylus americana e C. cornuta.
Castanhas são os aquénios do ouriço, o fruto capsular epinescente do castanheiro-da-europa. Presume-se que a castanha seja oriunda
da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a história da civilização ocidental desde há mais de 100 mil anos
Jeropiga é uma bebida alcoólica tradicional em Portugal. É preparada
adicionando aguardente ao mosto de uva para parar a fermentação,
resultando uma bebida mais alcoólica que o vinho.
jeropiga
Halloween - conhecido como Dia das Bruxas - é uma
celebração popular de culto aos mortos.
A popularidade do Halloween é maior em alguns países de
língua anglo-saxônica (especialmente nos EUA), cujo
significado se refere à noite sagrada de 31 de Outubro,
véspera do feriado religioso do Dia de Todos os Santos.
A tradição do Halloween foi levada pelos irlandeses aos
Estados Unidos, onde a festa é efusivamente comemorada.
Trabalho realizado
por:
BA
GC

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cópia de biomas janaina e bruna 6b
Cópia de biomas   janaina e  bruna 6bCópia de biomas   janaina e  bruna 6b
Cópia de biomas janaina e bruna 6b
pptmeirelles
 
áRvores do rs 4º ano 2011 helena
áRvores do rs  4º ano 2011   helenaáRvores do rs  4º ano 2011   helena
áRvores do rs 4º ano 2011 helena
Elisângela Ribas
 
Cartilha arvores mirante
Cartilha arvores miranteCartilha arvores mirante
Cartilha arvores mirante
neasedema
 

Mais procurados (17)

Árvores do RS
Árvores do RSÁrvores do RS
Árvores do RS
 
áRvores do rs 4°b
áRvores do rs 4°báRvores do rs 4°b
áRvores do rs 4°b
 
Arvores do RS: Henrique
Arvores do RS: HenriqueArvores do RS: Henrique
Arvores do RS: Henrique
 
Arvores do rs
Arvores do rsArvores do rs
Arvores do rs
 
O loureiro
O loureiroO loureiro
O loureiro
 
Árvores do 4B: Helena
Árvores do 4B: HelenaÁrvores do 4B: Helena
Árvores do 4B: Helena
 
Veget madeira e acores
Veget madeira e acoresVeget madeira e acores
Veget madeira e acores
 
Cópia de biomas janaina e bruna 6b
Cópia de biomas   janaina e  bruna 6bCópia de biomas   janaina e  bruna 6b
Cópia de biomas janaina e bruna 6b
 
Atividade Roberta
Atividade RobertaAtividade Roberta
Atividade Roberta
 
Floresta da Madeira
Floresta da MadeiraFloresta da Madeira
Floresta da Madeira
 
Oliveira
OliveiraOliveira
Oliveira
 
áRvores do rs 4º ano 2011 helena
áRvores do rs  4º ano 2011   helenaáRvores do rs  4º ano 2011   helena
áRvores do rs 4º ano 2011 helena
 
Outono
OutonoOutono
Outono
 
Cartilha arvores mirante
Cartilha arvores miranteCartilha arvores mirante
Cartilha arvores mirante
 
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANALAPRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
APRESENTAÇÃO SOBRE O BIOMA PANTANAL
 
Ilha da-trindade-3775
Ilha da-trindade-3775Ilha da-trindade-3775
Ilha da-trindade-3775
 
Ilhadatrindade
IlhadatrindadeIlhadatrindade
Ilhadatrindade
 

Destaque (20)

Primeiros socorros
Primeiros socorros Primeiros socorros
Primeiros socorros
 
Super lua
Super  luaSuper  lua
Super lua
 
Ricardo bombeiro
Ricardo bombeiroRicardo bombeiro
Ricardo bombeiro
 
A Europa
A Europa A Europa
A Europa
 
Bombeiros voluntários
Bombeiros voluntáriosBombeiros voluntários
Bombeiros voluntários
 
O dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambienteO dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambiente
 
Organização das nações gui
Organização das nações guiOrganização das nações gui
Organização das nações gui
 
Como escrever um e mail
Como escrever um e mailComo escrever um e mail
Como escrever um e mail
 
Em caso de emergência
Em caso de emergênciaEm caso de emergência
Em caso de emergência
 
A Europa
A EuropaA Europa
A Europa
 
O meu dia a dia
O meu dia a diaO meu dia a dia
O meu dia a dia
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Prevenção e higiene oral
Prevenção e higiene oralPrevenção e higiene oral
Prevenção e higiene oral
 
Outono
OutonoOutono
Outono
 
Locais a contactar em caso de emergência
Locais  a contactar em caso de emergênciaLocais  a contactar em caso de emergência
Locais a contactar em caso de emergência
 
As nações unidas
As nações unidasAs nações unidas
As nações unidas
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
Europa
EuropaEuropa
Europa
 
O sol para a vida
O sol para a vidaO sol para a vida
O sol para a vida
 

Semelhante a outono (8)

Frutas tropicais
Frutas tropicais  Frutas tropicais
Frutas tropicais
 
Floresta da Madeira (plantas)
Floresta da Madeira (plantas)Floresta da Madeira (plantas)
Floresta da Madeira (plantas)
 
Floresta da Madeira
Floresta da MadeiraFloresta da Madeira
Floresta da Madeira
 
2941627
29416272941627
2941627
 
Frutas E Legumes Acerola
Frutas E Legumes AcerolaFrutas E Legumes Acerola
Frutas E Legumes Acerola
 
Frutas da amazônia
Frutas da amazôniaFrutas da amazônia
Frutas da amazônia
 
DicionáRio Ilustrado De Jardinagem
DicionáRio Ilustrado De JardinagemDicionáRio Ilustrado De Jardinagem
DicionáRio Ilustrado De Jardinagem
 
Outono turma 5
Outono turma 5Outono turma 5
Outono turma 5
 

Mais de Alexandra Leal (8)

Dia Mundial da Árvore
Dia Mundial da ÁrvoreDia Mundial da Árvore
Dia Mundial da Árvore
 
O dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambienteO dia mundial do ambiente
O dia mundial do ambiente
 
Bombeiros
BombeirosBombeiros
Bombeiros
 
Manel maia
Manel maiaManel maia
Manel maia
 
Loja do cidadão
Loja  do cidadãoLoja  do cidadão
Loja do cidadão
 
Dia internacional da pessoa com deficiência
Dia internacional da pessoa com deficiênciaDia internacional da pessoa com deficiência
Dia internacional da pessoa com deficiência
 
Amigos de 4 patas
Amigos de 4 patasAmigos de 4 patas
Amigos de 4 patas
 
Alimentação
AlimentaçãoAlimentação
Alimentação
 

Último

Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 

Último (20)

Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 

outono

  • 1.
  • 2. O outono é a estação do ano que sucede ao verão e antecede o inverno. É caraterizado por queda na temperatura, e pelo amarelar e início da queda das folhas das árvores, que indica a passagem de estações (exceto nas regiões próximas ao equador). O outono do hemisfério norte é chamado de "outono boreal", e o do hemisfério sul é chamado de "outono austral". O "outono boreal“ tem início, no hemisfério norte, a 22 ou 23 de setembro e termina a 21 ou 22 de dezembro. O "outono austral" tem início, no hemisfério sul, a 20 de março e termina a 20 ou 21 de junho.
  • 3. Aprecio os momentos distintos que todas as estações nos dão, mas o Outono é especial. O pôr- do-sol pincela o céu com umas cores únicas, as árvores tingidas, o prazer de ouvir o estalar de uma folha quando a calcamos, as primeiras chuvas e o cheiro a terra que elas libertam, a temperatura arrefecida mas agradável… E têm que concordar quando digo que há álbuns que só batem no Outono.
  • 4. As castanhas são os aquénios. Presume-se que a castanha seja oriunda da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a história da civilização ocidental desde há mais de 100 mil anos. A par com o pistácio, a castanha constituiu um importante contributo calórico ao homem pré-histórico que também a utilizou na alimentação dos animais. Os gregos e os romanos colocavam castanhas em ânforas cheias de mel silvestre. Este conservava o alimento e impregnava-o com o seu sabor. Os romanos incluíam a castanha nos seus banquetes. Durante a Idade Média, nos mosteiros e abadias, monges e freiras utilizavam frequentemente as castanhas nas suas receitas. Por esta altura, a castanha, era moída, tendo-se tornado mesmo um dos principais farináceos da Europa.
  • 5. Apesar das poucas uvas, lá conseguiram fazer cerca de 10L de vinho doce. Sendo 5L dele para serem bebidos como vinho doce e outros 5L para jeropiga......venha agora o S.Martinho para prova-la com as castanhas!!!!!
  • 6.
  • 7. Dióspiro ou caqui é um fruto tropical, de cor mais ou menos alaranjada, com a pele lisa e um sabor muito doce. Consome-se como fruta fresca, embora se possa utilizar no fabrico de pasteis ou marmeladas. Amêndoa semente do fruto da amendoeira, é de fácil aproveitamento no cardápio do homem. Coberta por uma pele fina e acastanhada, envolvida numa casca dura que protege a semente, ela é uma ótima opção para combinar em sua dieta, garantindo vários benefícios à saúde. Romã é uma infrutescência da romãzeira (Punica granatum), fruto vulgar no mediterrâneo oriental e médio oriente onde é tomado como aperitivo, sobremesa ou algumas vezes em bebida alcoólica. O seu interior é subdividido por finas películas, que formam pequenas sementes possuidoras de uma polpa comestível Milho (Zea mays subsp. mays) é uma planta cultivada bastante diferente das plantas selvagens das quais se originou, chamadas de teosintos. Com muitos cultivares e híbridos, a planta pode atingir de 70 cm a 2,5 m de altura, ter um ciclo de vida de 3 meses a 10 meses, e ter grãos apropriados para fins bastantes específicos, como por exemplo farinha ou pipoca, ou para ser utilizado como milho verde, isto é, com seus grãos ainda bem hidratados. Marmeleiro (Cydonia oblonga), é uma pequena árvore, único membro do género Cydonia, da família Rosaceae, cujos frutos são chamados marmelos. É originário das regiões mais amenas da Ásia Menor e Sudeste da Europa. Também é conhecido pelos nomes de marmeleiro-da-europa, marmelo e pereira-do-japão. Noz é uma fruta considerada seca, portadora de uma semente; poucas vezes será possível encontrá-la com duas sementes. As nozes reais provêm dos carvalhos, constituindo as bolotas; das avelaneiras, das faias, das castanheiras, das nogueiras e da castanha-de-caju. Avelã é uma fruta considerada exótica, nascida da aveleira, cientificamente conhecida como Corylus avellana, da família Betulaceae. Ela é originária da América do Norte, particularmente as espécies Corylus americana e C. cornuta. Castanhas são os aquénios do ouriço, o fruto capsular epinescente do castanheiro-da-europa. Presume-se que a castanha seja oriunda da Ásia Menor, Balcãs e Cáucaso, acompanhando a história da civilização ocidental desde há mais de 100 mil anos
  • 8. Jeropiga é uma bebida alcoólica tradicional em Portugal. É preparada adicionando aguardente ao mosto de uva para parar a fermentação, resultando uma bebida mais alcoólica que o vinho. jeropiga
  • 9. Halloween - conhecido como Dia das Bruxas - é uma celebração popular de culto aos mortos. A popularidade do Halloween é maior em alguns países de língua anglo-saxônica (especialmente nos EUA), cujo significado se refere à noite sagrada de 31 de Outubro, véspera do feriado religioso do Dia de Todos os Santos. A tradição do Halloween foi levada pelos irlandeses aos Estados Unidos, onde a festa é efusivamente comemorada.
  • 10.
  • 11.