SlideShare uma empresa Scribd logo
A Contrarreforma
1)Para conter o avanço da Reforma, a Igreja Católica decidiu iniciar um movimento conhecido como Reforma Católica ou_______ ____________
2) Reforma Católica foi impulsionada por 3 ordens. Quais são elas?
a)Ordem dos Jesuítas, Index e Inquisição b)Ordem dos Papas, Concílio de Padres e Inquisição
c)Ordem dos Jesuítas, Concílio de Trento e Inquisição
3)No período da Contrarreforma os cardeais da Igreja Católica, sob a direção do papa, reuniram-seentre 1545 e 1563 na cidade de Trento, na Itália,
para discutir as reformas. Assinale V(verdadeiro) e F (falso) nas frases que trazem as reformas do Concílio de Trento.
( ) O Concílio de Trento aceitou as mudanças doutrinárias realizadas pelos reformistas.
( ) Condenou a corrupção interna proveniente da venda de cargos eclesiásticos, relíquias e indulgências.
( ) Reafirmou que um bom católico é julgado só por suas boas obras e o dízimo.
( ) Exigiu-se que o clero voltasse a ter uma vida simples, espiritual e obrigação de ter uma conduta exemplar.
( ) O Concílio de Trento reafirmou a divisão da comunidade cristã na disputaentre católicos e protestantes por adeptos
4)Na contrarreforma a Igreja Católica crio também o Index para ao menos tentar controlar ideias contrárias a sua doutrina, pensando nisso, explique
a criação desse índice._____________________________________________________________________________________________________
5)A Reforma católica teve forte apoio dos reis de Portugal e da Espanha, países que contribuíram com a expansão do catolicismo na América através
das missões dos _____________.
a) Padres diocesanos da ordem de São Pedro. b) Papas da ordem de São Bento. c) Jesuítas da ordem da Companhia de Jesus.
6)A Reforma Católica surgiu, no seu interior, com duplafinalidade nesse período tão conturbado parao clero romano. Assinale a alternativa que
relata tais finalidades para a contrarreforma.
a) Montar seminários paraos padres e catequese. b) Criar novas doutrinas e aceitar novas propostas religiosas.
c) Mudar os rituais católicos e se separar da política. d) Conter o avanço do protestantismo ediscutir as críticas internas da própriaigreja
7) O Concílio de Trento convocado pelo papaPaulo III para dar início á reforma católica. O que foi reafirmado nesta ocasião?_________________
_______________________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
8) O que a Igreja condenou em Trento?____________________________________________________________________________________
9) A Igreja determinou a reorganização do tribunal de Santo Ofício da Inquisição. Qual era o objetivo deste tribunal?_________________________
_______________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
10)Com a tarefa de expandir o catolicismo e conquistar novos adeptos foi criada a Companhia de Jesus em 1534.Quem foi seu fundador?Como os
jesuítas ficaram conhecidos?_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________________
A Contrarreforma
1)Para conter o avanço da Reforma, a Igreja Católica decidiu iniciar um movimento conhecido como Reforma Católica ou_______ ____________
2) Reforma Católica foi impulsionada por 3 ordens. Quais são elas?
a)Ordem dos Jesuítas, Index e Inquisição b)Ordem dos Papas, Concílio de Padres e Inquisição
c)Ordem dos Jesuítas, Concílio de Trento e Inquisição
3)No período da Contrarreforma os cardeais da Igreja Católica, sob a direção do papa, reuniram-seentre 1545 e 1563 na cidade de Trento, na Itália,
para discutir as reformas. Assinale V(verdadeiro) e F (falso) nas frases que trazem as reformas do Concílio de Trento.
( ) O Concílio de Trento aceitou as mudanças doutrinárias realizadas pelos reformistas.
( ) Condenou a corrupção interna proveniente da venda de cargos eclesiásticos, relíquias e indulgências.
( ) Reafirmou que um bom católico é julgado só por suas boas obras e o dízimo.
( ) Exigiu-se que o clero voltasse a ter uma vida simples, espiritual e obrigação de ter uma conduta exemplar.
( ) O Concílio de Trento reafirmou a divisão da comunidade cristã na disputaentre católicos e protestantes por adeptos
4)Na contrarreforma a Igreja Católica crio também o Index para ao menos tentar controlar ideias contrárias a sua doutrina, pensando nisso, explique
a criação desse índice._____________________________________________________________________________________________________
5)A Reforma católica teve forte apoio dos reis de Portugal e da Espanha, países que contribuíram com a expansão do catolicismo na América através
das missões dos _____________.
a) Padres diocesanos da ordem de São Pedro. b) Papas da ordem de São Bento. c) Jesuítas da ordem da Companhia de Jesus.
6)A Reforma Católica surgiu, no seu interior, com duplafinalidade nesse período tão conturbado parao clero romano. Assinale a alternativa que
relata tais finalidades para a contrarreforma.
a) Montar seminários paraos padres e catequese. b) Criar novas doutrinas e aceitar novas propostas religiosas.
c) Mudar os rituais católicos e se separar da política. d) Conter o avanço do protestantismo ediscutir as críticas internas da própriaigreja
7) O Concílio de Trento convocado pelo papaPaulo III para dar início á reforma católica. O que foi reafirmado nesta ocasião?_________________
_______________________________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________
8) O que a Igreja condenou em Trento?____________________________________________________________________________________
9) A Igreja determinou a reorganização do tribunal de Santo Ofício da Inquisição. Qual era o objetivo deste tribunal?_________________________
_______________________________________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
10)Com a tarefa de expandir o catolicismo e conquistar novos adeptos foi criada a Companhia de Jesus em 1534.Quem foi seu fundador?Como os
jesuítas ficaram conhecidos?_______________________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________________________________________

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Reforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e ContrarreformaReforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e Contrarreforma
phrity
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
E.E. Prof. João Magiano Pinto
 
Motivação - Luteranismo
Motivação - LuteranismoMotivação - Luteranismo
Motivação - Luteranismo
Alexandra Paz
 
Tempo de reformas
Tempo de reformasTempo de reformas
Tempo de reformas
JULIO CESAR BATISTA BOIA
 
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante   um resumo dos principais movimentosReforma protestante   um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Carlos132Silva
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
Douglas Barraqui
 
As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.
As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.
As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.
Jose Ribamar Santos
 
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReformaA Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
ProCarreira
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
Zé Knust
 
Atividades sobre reforma protestante
Atividades sobre reforma protestanteAtividades sobre reforma protestante
Atividades sobre reforma protestante
Zé Knust
 
A Reforma protestante
A Reforma protestanteA Reforma protestante
A Reforma protestante
Luiz Angelo
 
Reforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.modernaReforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.moderna
Edvaldo Lopes
 
O Tempo Das Reformas Religiosas
O Tempo Das Reformas ReligiosasO Tempo Das Reformas Religiosas
O Tempo Das Reformas Religiosas
Ana Batista
 
A Reforma
A ReformaA Reforma
A Reforma
Rui Neto
 
Ipb
IpbIpb
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
harlissoncarvalho
 
Reforma e Contra-Reforma Religiosa
Reforma e Contra-Reforma ReligiosaReforma e Contra-Reforma Religiosa
Reforma e Contra-Reforma Religiosa
baianinhohistoriador
 
A reforma protestante (3)
A reforma protestante (3)A reforma protestante (3)
A reforma protestante (3)
Fernanda Silva
 
Polo centro reforma religiosa - ppt
Polo centro   reforma religiosa - pptPolo centro   reforma religiosa - ppt
Polo centro reforma religiosa - ppt
Jorge Marcos Oliveira
 
Reforma Protestante 1° Ano
Reforma Protestante 1° AnoReforma Protestante 1° Ano
Reforma Protestante 1° Ano
danibronstrup
 

Mais procurados (20)

Reforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e ContrarreformaReforma Protestante e Contrarreforma
Reforma Protestante e Contrarreforma
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
 
Motivação - Luteranismo
Motivação - LuteranismoMotivação - Luteranismo
Motivação - Luteranismo
 
Tempo de reformas
Tempo de reformasTempo de reformas
Tempo de reformas
 
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante   um resumo dos principais movimentosReforma protestante   um resumo dos principais movimentos
Reforma protestante um resumo dos principais movimentos
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.
As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.
As reformas religiosas do séc.XVI e sua implicações atuais.
 
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReformaA Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
A Igreja na Reforma Protestante #Achei500AnosReforma
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
 
Atividades sobre reforma protestante
Atividades sobre reforma protestanteAtividades sobre reforma protestante
Atividades sobre reforma protestante
 
A Reforma protestante
A Reforma protestanteA Reforma protestante
A Reforma protestante
 
Reforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.modernaReforma religiosa.moderna
Reforma religiosa.moderna
 
O Tempo Das Reformas Religiosas
O Tempo Das Reformas ReligiosasO Tempo Das Reformas Religiosas
O Tempo Das Reformas Religiosas
 
A Reforma
A ReformaA Reforma
A Reforma
 
Ipb
IpbIpb
Ipb
 
Reforma protestante
Reforma protestanteReforma protestante
Reforma protestante
 
Reforma e Contra-Reforma Religiosa
Reforma e Contra-Reforma ReligiosaReforma e Contra-Reforma Religiosa
Reforma e Contra-Reforma Religiosa
 
A reforma protestante (3)
A reforma protestante (3)A reforma protestante (3)
A reforma protestante (3)
 
Polo centro reforma religiosa - ppt
Polo centro   reforma religiosa - pptPolo centro   reforma religiosa - ppt
Polo centro reforma religiosa - ppt
 
Reforma Protestante 1° Ano
Reforma Protestante 1° AnoReforma Protestante 1° Ano
Reforma Protestante 1° Ano
 

Semelhante a A contrarreforma

7º ano história
7º ano    história7º ano    história
7º ano história
Danuzia Dalat
 
157
157157
Aula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptx
Aula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptxAula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptx
Aula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptx
repertoriorenan
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
Mateus2014
 
1.1 as indulgências e os protestantes
1.1 as indulgências e os protestantes1.1 as indulgências e os protestantes
1.1 as indulgências e os protestantes
Luiz Antonio Souza
 
As reformas religiosas - 7ºs anos
As reformas religiosas - 7ºs anosAs reformas religiosas - 7ºs anos
As reformas religiosas - 7ºs anos
Ferdinando Scappa
 
Lista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestanteLista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestante
Elisângela Martins Rodrigues
 
Contra reforma católicaf
Contra reforma católicafContra reforma católicaf
Contra reforma católicaf
Zé Lagrama
 
8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx
8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx
8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx
melocassia2502
 
Estudo dirigido revisao_prova_historia
Estudo dirigido revisao_prova_historiaEstudo dirigido revisao_prova_historia
Estudo dirigido revisao_prova_historia
Sol Stabile
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
Teresa Maia
 
1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas
1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas
1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas
Pelo Siro
 
Reforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra ReformaReforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra Reforma
Luiz Henrique Ferreira
 
Crise do catolicismo.pptx
Crise do catolicismo.pptxCrise do catolicismo.pptx
Crise do catolicismo.pptx
DouglasPereira177705
 
Pdf 5 dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueira
Pdf 5   dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueiraPdf 5   dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueira
Pdf 5 dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueira
Paulo Dias Nogueira
 
Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano. Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano.
HizqeelMajoka
 
A Reforma Protestante
A Reforma ProtestanteA Reforma Protestante
A Reforma Protestante
Alberto Simonton
 
A reforma de Bento XVI
A reforma de Bento XVIA reforma de Bento XVI
A reforma de Bento XVI
rafael-brodbeck
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Credos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdf
Credos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdfCredos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdf
Credos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdf
Randecio
 

Semelhante a A contrarreforma (20)

7º ano história
7º ano    história7º ano    história
7º ano história
 
157
157157
157
 
Aula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptx
Aula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptxAula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptx
Aula 14 - Contrarrefotrma Cat.ólica.pptx
 
A reforma protestante
A reforma protestanteA reforma protestante
A reforma protestante
 
1.1 as indulgências e os protestantes
1.1 as indulgências e os protestantes1.1 as indulgências e os protestantes
1.1 as indulgências e os protestantes
 
As reformas religiosas - 7ºs anos
As reformas religiosas - 7ºs anosAs reformas religiosas - 7ºs anos
As reformas religiosas - 7ºs anos
 
Lista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestanteLista exercícios reformaprotestante
Lista exercícios reformaprotestante
 
Contra reforma católicaf
Contra reforma católicafContra reforma católicaf
Contra reforma católicaf
 
8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx
8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx
8122-TRILHAS-EFAF-SLIDES-HI-7A-M2-C4.pptx
 
Estudo dirigido revisao_prova_historia
Estudo dirigido revisao_prova_historiaEstudo dirigido revisao_prova_historia
Estudo dirigido revisao_prova_historia
 
Reforma e contrarreforma
Reforma e contrarreformaReforma e contrarreforma
Reforma e contrarreforma
 
1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas
1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas
1225721227 o tempo_das_reformas_religiosas
 
Reforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra ReformaReforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra Reforma
 
Crise do catolicismo.pptx
Crise do catolicismo.pptxCrise do catolicismo.pptx
Crise do catolicismo.pptx
 
Pdf 5 dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueira
Pdf 5   dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueiraPdf 5   dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueira
Pdf 5 dons e ministérios - monografia - paulo dias nogueira
 
Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano. Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano.
Resumo sobre a a matéria (A reforma protestante e a contrarreforma) de 8ºano.
 
A Reforma Protestante
A Reforma ProtestanteA Reforma Protestante
A Reforma Protestante
 
A reforma de Bento XVI
A reforma de Bento XVIA reforma de Bento XVI
A reforma de Bento XVI
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Credos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdf
Credos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdfCredos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdf
Credos e Confissões de Fé - Esequias Soares.pdf
 

Mais de Thais Ribeiro

A reforma protestante2
A reforma protestante2A reforma protestante2
A reforma protestante2
Thais Ribeiro
 
A arte do renascimento
A arte do renascimentoA arte do renascimento
A arte do renascimento
Thais Ribeiro
 
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonialBrasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
Thais Ribeiro
 
A sociedade mineira
A sociedade mineiraA sociedade mineira
A sociedade mineira
Thais Ribeiro
 
Exercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismoExercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismo
Thais Ribeiro
 
Palavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesa
Palavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesaPalavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesa
Palavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesa
Thais Ribeiro
 
A arte no renascimento 1
A arte no renascimento 1A arte no renascimento 1
A arte no renascimento 1
Thais Ribeiro
 
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º anoIluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Thais Ribeiro
 
Planos de trabalho 2017
Planos de trabalho 2017Planos de trabalho 2017
Planos de trabalho 2017
Thais Ribeiro
 

Mais de Thais Ribeiro (9)

A reforma protestante2
A reforma protestante2A reforma protestante2
A reforma protestante2
 
A arte do renascimento
A arte do renascimentoA arte do renascimento
A arte do renascimento
 
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonialBrasil e a crise do antigo sistema colonial
Brasil e a crise do antigo sistema colonial
 
A sociedade mineira
A sociedade mineiraA sociedade mineira
A sociedade mineira
 
Exercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismoExercicios sobre o iluminismo
Exercicios sobre o iluminismo
 
Palavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesa
Palavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesaPalavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesa
Palavras cruzadas sobre as mudanças trazidas pela revolução francesa
 
A arte no renascimento 1
A arte no renascimento 1A arte no renascimento 1
A arte no renascimento 1
 
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º anoIluminismo cruzadinhas 8º ano
Iluminismo cruzadinhas 8º ano
 
Planos de trabalho 2017
Planos de trabalho 2017Planos de trabalho 2017
Planos de trabalho 2017
 

Último

Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

A contrarreforma

  • 1. A Contrarreforma 1)Para conter o avanço da Reforma, a Igreja Católica decidiu iniciar um movimento conhecido como Reforma Católica ou_______ ____________ 2) Reforma Católica foi impulsionada por 3 ordens. Quais são elas? a)Ordem dos Jesuítas, Index e Inquisição b)Ordem dos Papas, Concílio de Padres e Inquisição c)Ordem dos Jesuítas, Concílio de Trento e Inquisição 3)No período da Contrarreforma os cardeais da Igreja Católica, sob a direção do papa, reuniram-seentre 1545 e 1563 na cidade de Trento, na Itália, para discutir as reformas. Assinale V(verdadeiro) e F (falso) nas frases que trazem as reformas do Concílio de Trento. ( ) O Concílio de Trento aceitou as mudanças doutrinárias realizadas pelos reformistas. ( ) Condenou a corrupção interna proveniente da venda de cargos eclesiásticos, relíquias e indulgências. ( ) Reafirmou que um bom católico é julgado só por suas boas obras e o dízimo. ( ) Exigiu-se que o clero voltasse a ter uma vida simples, espiritual e obrigação de ter uma conduta exemplar. ( ) O Concílio de Trento reafirmou a divisão da comunidade cristã na disputaentre católicos e protestantes por adeptos 4)Na contrarreforma a Igreja Católica crio também o Index para ao menos tentar controlar ideias contrárias a sua doutrina, pensando nisso, explique a criação desse índice._____________________________________________________________________________________________________ 5)A Reforma católica teve forte apoio dos reis de Portugal e da Espanha, países que contribuíram com a expansão do catolicismo na América através das missões dos _____________. a) Padres diocesanos da ordem de São Pedro. b) Papas da ordem de São Bento. c) Jesuítas da ordem da Companhia de Jesus. 6)A Reforma Católica surgiu, no seu interior, com duplafinalidade nesse período tão conturbado parao clero romano. Assinale a alternativa que relata tais finalidades para a contrarreforma. a) Montar seminários paraos padres e catequese. b) Criar novas doutrinas e aceitar novas propostas religiosas. c) Mudar os rituais católicos e se separar da política. d) Conter o avanço do protestantismo ediscutir as críticas internas da própriaigreja 7) O Concílio de Trento convocado pelo papaPaulo III para dar início á reforma católica. O que foi reafirmado nesta ocasião?_________________ _______________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________________________________ 8) O que a Igreja condenou em Trento?____________________________________________________________________________________ 9) A Igreja determinou a reorganização do tribunal de Santo Ofício da Inquisição. Qual era o objetivo deste tribunal?_________________________ _______________________________________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ 10)Com a tarefa de expandir o catolicismo e conquistar novos adeptos foi criada a Companhia de Jesus em 1534.Quem foi seu fundador?Como os jesuítas ficaram conhecidos?_______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________________________________ A Contrarreforma 1)Para conter o avanço da Reforma, a Igreja Católica decidiu iniciar um movimento conhecido como Reforma Católica ou_______ ____________ 2) Reforma Católica foi impulsionada por 3 ordens. Quais são elas? a)Ordem dos Jesuítas, Index e Inquisição b)Ordem dos Papas, Concílio de Padres e Inquisição c)Ordem dos Jesuítas, Concílio de Trento e Inquisição 3)No período da Contrarreforma os cardeais da Igreja Católica, sob a direção do papa, reuniram-seentre 1545 e 1563 na cidade de Trento, na Itália, para discutir as reformas. Assinale V(verdadeiro) e F (falso) nas frases que trazem as reformas do Concílio de Trento. ( ) O Concílio de Trento aceitou as mudanças doutrinárias realizadas pelos reformistas. ( ) Condenou a corrupção interna proveniente da venda de cargos eclesiásticos, relíquias e indulgências. ( ) Reafirmou que um bom católico é julgado só por suas boas obras e o dízimo. ( ) Exigiu-se que o clero voltasse a ter uma vida simples, espiritual e obrigação de ter uma conduta exemplar. ( ) O Concílio de Trento reafirmou a divisão da comunidade cristã na disputaentre católicos e protestantes por adeptos 4)Na contrarreforma a Igreja Católica crio também o Index para ao menos tentar controlar ideias contrárias a sua doutrina, pensando nisso, explique a criação desse índice._____________________________________________________________________________________________________ 5)A Reforma católica teve forte apoio dos reis de Portugal e da Espanha, países que contribuíram com a expansão do catolicismo na América através das missões dos _____________. a) Padres diocesanos da ordem de São Pedro. b) Papas da ordem de São Bento. c) Jesuítas da ordem da Companhia de Jesus. 6)A Reforma Católica surgiu, no seu interior, com duplafinalidade nesse período tão conturbado parao clero romano. Assinale a alternativa que relata tais finalidades para a contrarreforma. a) Montar seminários paraos padres e catequese. b) Criar novas doutrinas e aceitar novas propostas religiosas. c) Mudar os rituais católicos e se separar da política. d) Conter o avanço do protestantismo ediscutir as críticas internas da própriaigreja 7) O Concílio de Trento convocado pelo papaPaulo III para dar início á reforma católica. O que foi reafirmado nesta ocasião?_________________ _______________________________________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________________________________ 8) O que a Igreja condenou em Trento?____________________________________________________________________________________ 9) A Igreja determinou a reorganização do tribunal de Santo Ofício da Inquisição. Qual era o objetivo deste tribunal?_________________________ _______________________________________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ 10)Com a tarefa de expandir o catolicismo e conquistar novos adeptos foi criada a Companhia de Jesus em 1534.Quem foi seu fundador?Como os jesuítas ficaram conhecidos?_______________________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________________________________________