SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
11
Guido Mantega
Ministro da Fazenda
Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social
Brasília, 30 de agosto de 2012
Perspectivas da
economia
brasileira
2
A falta de crescimento e o encolhimento do
comércio continuam a predominar nas economias
avançadas.
Países emergentes já sentem os efeitos da crise
internacional.
Em termos de gravidade e consequências, a crise
de 2012 se assemelha à de 2009.
A economia mundial continua mergulhada numa
grave crise, mas o Brasil retoma o crescimento
3
3
Produção industrial, variação do mês em relação ao mesmo mês do ano
anterior, em %
Fonte: Bloomberg
Elaboração: Ministério da Fazenda
Crise afeta a produção industrial dos emergentes
4
Economia brasileira se acelera ao longo de 2012
Trimestre contra trimestre imediatamente anterior, com ajuste sazonal, em %
Fontes: IBGE, Bradesco,
Credit Suisse, JP Morgan
Elaboração: Ministério da Fazenda
5
1. Política monetária mais eficiente, com juros
menores e redução dos spreads
2. Política cambial resultando num real mais
competitivo
3. Política de solidez fiscal, com contenção de
gastos de custeio e aumento dos investimentos
4. Redução de tributos: desoneração
5. Redução de custos: infraestrutura
Principais medidas estruturais e conjunturais para
sustentar o desenvolvimento
6
Taxa de juros nominal (meta Selic) e taxa de juros real ex-ante*, em % a.a.
Fonte: Banco Central do Brasil
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Razão das taxas dos contratos de swap-DI 360 dias pela
mediana das expectativas de inflação acumulada para os
próximos 12 meses.
** Calculada com base em dados do Banco Central de 24/8.
Política monetária: as viúvas da arbitragem
7
Taxa de juros (em % ao ano) e prazo médio (em dias)
Fonte: Banco Central do Brasil
Elaboração: Ministério da Fazenda
Queda da SELIC já começa a
surtir efeitos para os tomadores finais, mas...
8
Juros e spreads (em % ao ano)
Fonte: Banco Central do Brasil
Elaboração: Ministério da Fazenda
... spreads ainda permanecem em níveis elevados
Pessoa Física Pessoa Jurídica
9
Spread bancário, em junho de 2012, em % a.a.
Fonte: Banco Central para o Brasil,
IFS para os demais
Elaboração: Ministério da Fazenda
Spread = lending rate – deposit rate
* Brasil: Junho de 2012
** IFS: Junho de 2012
*** IFS: Julho de 2012
Brasil tem spreads entre os mais altos do mundo
10
Taxas de juros às pessoas físicas no crédito pessoal, em % a.a.
Fonte: Credit Suisse
Elaboração: Ministério da Fazenda
Bancos públicos
lideram redução dos juros e spreads
11
Desembolsos do BNDES, em R$ bilhões
Fonte: BNDES
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Projeção do BNDES
Financiamento ao investimento
Expansão dos desembolsos do BNDES
TJLP: 5,5% ao ano
12
 Redução das taxas de juros, de 5,5% para 2,5% ao ano, até
31/12/2012, para as seguintes linhas:
o Caminhões
o Máquinas e Equipamentos (FINAME)
o Procaminhoneiro
 Prorrogação, até 31/12/2012, das condições especiais do
PSI4 para investimentos, P&D e Inovação
 Caminhões e vagões: depreciação acelerada
Financiamento ao Investimento
Medidas anunciadas ontem (29 de agosto)
13
 Bens de Capital Usados
• Máquinas-ferramentas, caminhões-tratores, carretas,
cavalos-mecânicos
• Taxas: TJLP + 1% + remuneração básica de 1,8%
• Dotação: R$ 1,0 bilhão
 BNDES Refin Bens de Capital e Transportes
• Para empresas do setor de fabricação de máquinas e
equipamentos, incluindo ônibus e caminhões
• Para empresas do setor de transporte rodoviário de
carga
Novas Linhas de Financiamento
14
Contratação de crédito habitacional da CAIXA, em R$ bilhões
Fonte: Caixa Econômica Federal
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Projeção da Caixa Econômica Federal.
** Valores realizados até 20/8/2012
Expansão do crédito habitacional
15
Estoque de títulos corporativos, em % do PIB
Fonte: BIS e IEDI
Elaboração: Ministério da Fazenda
Mercado brasileiro de títulos corporativos ainda
é pouco desenvolvido
16
Captações financeiras, em R$ bilhões
Fontes: Banco do Brasil,
CVM e Andima
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Inclui debêntures, notas promissórias, FIDCs (Fundos de
Investimento em Direitos Creditórios), CRIs (Certificados de
Recebíveis Imobiliários), CRAs (Certificados de Recebíveis
do Agronegócio) e CCBs (Cédulas de Crédito Bancário).
Crescimento do mercado de renda fixa*
17
Cotação do dólar comercial, em R$/US$
Fonte: Banco Central do Brasil
Elaboração: Ministério da Fazenda
POLÍTICA CAMBIAL: SELIC, reservas e restrições aos fluxos
especulativos levam à taxa de câmbio mais competitiva
A guerra cambial continua
18
Resultado fiscal do setor público consolidado, em % do PIB
Fonte: Banco Central do Brasil
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Projeção do Ministério da Fazenda com base nos
parâmetros de mercado (Pesquisa Focus) e no
cumprimento da meta cheia do resultado primário.
Solidez da política fiscal
19
Dívida líquida do setor público, em % do PIB
Fonte: Banco Central do Brasil e
Ministério da Fazenda
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Projeção do Ministério da Fazenda com base nos
parâmetros de mercado (Pesquisa Focus) e no
cumprimento da meta cheia do resultado primário.
Dívida do setor público em declínio
2020
Lista de desonerações em 2012
Medidas
Impacto em 2012
(em R$ bilhões)
Redução da CIDE para zero para gasolina e diesel 8,8
Redução do IPI (automóveis, caminhões, material de construção, linha branca,
BK, móveis, papel de parede etc.) 8,6
Redução para zero do prazo de apropriação dos créditos de PIS/COFINS sobre
aquisição de bens de capital 7,6
Aumento dos limites das faixas de tributação do SIMPLES e MEI 5,7
REINTEGRA - Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários
para Empresas Exportadoras 4,6
Desoneração da folha de pagamentos para 15 setores 3,0
Redução do IOF sobre operações de crédito pessoa física (de 3% para 1,5%) 2,8
Alíquota zero de PIS/COFINS sobre trigo e massas 1,1
Banda Larga - Redes 0,4
Dedução do IR da contribuição patronal paga pelo empregador doméstico 0,4
Demais 0,4
TOTAL 43,4
21
 Oneração do IPI de carros importados
 Operação “Maré vermelha” e outras ações
 Compras governamentais – têxteis,
complexo da saúde, caminhões,
ônibus,ambulâncias etc.
 Resolução nº 72, do Senado Federal
(“Guerra dos Portos”)
Outras medidas
22
Em R$ bilhões de 2011
Fonte: Associação Brasileira da Infraestrutura e
Indústrias de Base - ABDIB
Elaboração: Ministério da Fazenda
Investimentos em infraestrutura
23
Em R$ bilhões de 2011
Fonte: BNDES e Bradesco
Elaboração: Ministério da Fazenda
Perspectivas de Investimento: 2012-2015
24
Programa de Aceleração do Crescimento, valores empenhados, R$ bilhões
Fonte: STN/Ministério da Fazenda e
Senado Federal
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Dotação orçamentária atualizada em julho de 2012,
incluindo PAC equipamentos
Dinamismo do PAC
25
Investimentos, em R$ bilhões
Fonte: STN/Ministério da Fazenda
Elaboração: Ministério da Fazenda
Programas habitacionais: Minha Casa Minha Vida
26
Fonte: Petrobras
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Divulgado em 14 de junho de 2012
Petrobras garante robustez do investimento
Plano de Negócios da Petrobras*,
2012 a 2016, em US$ bilhões
Exploração e Produção 141,8
Refino, Transporte e Comercialização 65,5
Gás & Energia 13,8
Petroquímica 5,0
Distribuição 3,6
Biocombustíveis 3,8
Total 236,5
27
Fonte; Secretaria de Aviação Civil
Elaboração: Ministério da Fazenda
Plano de concessões de aeroportos
28
Em R$ bilhões
Fonte: Ministério dos Transportes
Elaboração: Ministério da Fazenda
Concessões em ferrovias e rodovias
Investimentos Totais:
R$ 133 bilhões
Rodovias: R$ 42 bi Ferrovias: R$ 91 bi
Em 5 anos:
R$ 23,5 bi
Em 25 anos:
R$ 18,5 bi
Em 5 anos:
R$ 56 bi
Em 25 anos:
R$ 35 bi
29
Em R$ bilhões*
Fonte: CONAB/MAPA e MDA
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Inclui PRONAF.
Plano Safra atinge níveis recordes
30
Posição do Brasil no ranking mundial, por quantidade produzida e exportada
Fonte: FAO
Elaboração: Ministério da Fazenda
Liderança agrícola
31
Variação anual de novos postos de trabalho, em milhões
Fonte: RAIS e CAGED/MTE
Elaboração: Ministério da Fazenda
*Acumulado em doze meses até julho de 2012,
considerando as declarações feitas fora do prazo.
DINAMISMO DO MERCADO INTERNO
Evolução do emprego formal
32
Massa salarial, taxa de crescimento anual, em %
Fonte: IBGE (Pesquisa Mensal do Emprego)
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Taxa acumulada em 12 meses até maio de 2012
Massa salarial em expansão
33
Vendas no comércio varejista ampliado, com ajuste sazonal, em % a.a.
Fonte: IBGE
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Acumulado em 12 meses até junho de 2012.
Mercado interno dinâmico
34
Consumo das famílias em 2020 no Brasil e demais países, em trilhões de R$
Fonte: McKinsey e Fecomércio
Elaboração: Ministério da Fazenda
Brasil será o 5º maior mercado consumidor do
mundo em 2020
3535Fonte: McKinsey, Escopo, Euromonitor, Melhores e Maiores, Anfavea e Abraciclo
Elaboração: Ministério da Fazenda
Brasil está entre os mais importantes mercados
de consumo do mundo
3636Fonte: McKinsey, Escopo, Euromonitor, Melhores e Maiores, Anfavea e Abraciclo
Elaboração: Ministério da Fazenda
Ranking dos maiores mercados
de consumo do mundo
37
Composição das classes sociais brasileiras, em milhões de pessoas*
Fonte: FGV
Elaboração: Ministério da Fazenda
*A partir dos dados da PNAD (IBGE).
Um país de classe média
38
No final de cada período, em US$ bilhões
Fonte: Banco Central do Brasil
Elaboração: Ministério da Fazenda
* Acumulado em 12 meses até julho de 2012.
CONFIANÇA:
Investimento direto estrangeiro em níveis elevados
Julho de 2012: US$ 8,4 bilhões
3939

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Os desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasil
Os desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasilOs desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasil
Os desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasilFernando Alcoforado
 
Emprego e Renda no Brasil Pós Crise
Emprego e Renda no Brasil Pós CriseEmprego e Renda no Brasil Pós Crise
Emprego e Renda no Brasil Pós CriseGleisi Hoffmann
 
Brasil: Cenários 2008-2014 e a Crise Mundial
Brasil: Cenários 2008-2014 e a Crise MundialBrasil: Cenários 2008-2014 e a Crise Mundial
Brasil: Cenários 2008-2014 e a Crise MundialMacroplan
 
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013Paulo Franco
 
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROO DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROFernandoAlcoforado1
 
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasA iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasFernando Alcoforado
 
20120605 juros o dia em que o muro caiu
20120605 juros o dia em que o muro caiu20120605 juros o dia em que o muro caiu
20120605 juros o dia em que o muro caiuredesocialellus
 
Apresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido MantegaApresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido MantegaCartaCapital
 
Neoliberalismo e desnacionalização da economia do brasil
Neoliberalismo e desnacionalização da economia do brasilNeoliberalismo e desnacionalização da economia do brasil
Neoliberalismo e desnacionalização da economia do brasilFernando Alcoforado
 
9º balanço do PAC - Quadro Macroeconômico
9º balanço do PAC - Quadro Macroeconômico9º balanço do PAC - Quadro Macroeconômico
9º balanço do PAC - Quadro MacroeconômicoPalácio do Planalto
 
Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)
Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)
Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)Ministério da Economia
 

Mais procurados (17)

Os desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasil
Os desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasilOs desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasil
Os desastrosos governos neoliberais e antinacionais do brasil
 
Emprego e Renda no Brasil Pós Crise
Emprego e Renda no Brasil Pós CriseEmprego e Renda no Brasil Pós Crise
Emprego e Renda no Brasil Pós Crise
 
Brasil: Cenários 2008-2014 e a Crise Mundial
Brasil: Cenários 2008-2014 e a Crise MundialBrasil: Cenários 2008-2014 e a Crise Mundial
Brasil: Cenários 2008-2014 e a Crise Mundial
 
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
Economia Brasileira Pespectivas AGO2013
 
Panorama Brasil/Argentina - Set/2013
Panorama Brasil/Argentina - Set/2013Panorama Brasil/Argentina - Set/2013
Panorama Brasil/Argentina - Set/2013
 
Texto de moniz bandeira
Texto de moniz bandeiraTexto de moniz bandeira
Texto de moniz bandeira
 
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONAROO DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
O DESASTRE ECONÔMICO DO BRASIL COM O GOVERNO BOLSONARO
 
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequênciasA iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
A iminente explosão da dívida pública no brasil e suas graves consequências
 
Economia
Economia Economia
Economia
 
Artigo: O Popular - Pinóquio e o déficit
Artigo: O Popular - Pinóquio e o déficitArtigo: O Popular - Pinóquio e o déficit
Artigo: O Popular - Pinóquio e o déficit
 
O futuro do estado do rio de janeiro
O futuro do estado do rio de janeiroO futuro do estado do rio de janeiro
O futuro do estado do rio de janeiro
 
20120605 juros o dia em que o muro caiu
20120605 juros o dia em que o muro caiu20120605 juros o dia em que o muro caiu
20120605 juros o dia em que o muro caiu
 
Apresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido MantegaApresentação do ministro Guido Mantega
Apresentação do ministro Guido Mantega
 
Neoliberalismo e desnacionalização da economia do brasil
Neoliberalismo e desnacionalização da economia do brasilNeoliberalismo e desnacionalização da economia do brasil
Neoliberalismo e desnacionalização da economia do brasil
 
9º balanço do PAC - Quadro Macroeconômico
9º balanço do PAC - Quadro Macroeconômico9º balanço do PAC - Quadro Macroeconômico
9º balanço do PAC - Quadro Macroeconômico
 
Crise mundial de 2014
Crise mundial de 2014Crise mundial de 2014
Crise mundial de 2014
 
Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)
Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)
Medidas de Reforma Fiscal - Regime Especial de Contingenciamento (REC)
 

Semelhante a 2012 cdes

Plano Brasil Maior - Novas medidas
Plano Brasil Maior - Novas medidasPlano Brasil Maior - Novas medidas
Plano Brasil Maior - Novas medidasIpdmaq Abimaq
 
[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil Maior
[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil Maior[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil Maior
[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil MaiorAgroTalento
 
Apresentação Ministro Guido Mantega Novas Medidas Brasil Maior
Apresentação Ministro Guido Mantega   Novas Medidas Brasil MaiorApresentação Ministro Guido Mantega   Novas Medidas Brasil Maior
Apresentação Ministro Guido Mantega Novas Medidas Brasil MaiorNewKnights
 
Novas medidas Plano Brasil Maior
Novas medidas Plano Brasil MaiorNovas medidas Plano Brasil Maior
Novas medidas Plano Brasil MaiorRoberto Dias Duarte
 
Relatório Anual 2012
Relatório Anual 2012Relatório Anual 2012
Relatório Anual 2012BNDES
 
O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...
O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...
O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...Gilton Paiva
 
Ameaças ao desenvolvimento do brasil e como superá las
Ameaças ao desenvolvimento do brasil e como superá lasAmeaças ao desenvolvimento do brasil e como superá las
Ameaças ao desenvolvimento do brasil e como superá lasFernando Alcoforado
 
Conferência MG 2024 | Conjuntura econômica e perspectivas para 2024
Conferência MG 2024 |  Conjuntura econômica e perspectivas para 2024Conferência MG 2024 |  Conjuntura econômica e perspectivas para 2024
Conferência MG 2024 | Conjuntura econômica e perspectivas para 2024E-Commerce Brasil
 
Brasil necesita viviendas
Brasil necesita viviendasBrasil necesita viviendas
Brasil necesita viviendasagasull_lopez
 
Apresentação de Marcio Percival
Apresentação de Marcio PercivalApresentação de Marcio Percival
Apresentação de Marcio PercivalCartaCapital
 
14 30 23.09.09 Luciano Coutinho Grand
14 30   23.09.09   Luciano Coutinho   Grand14 30   23.09.09   Luciano Coutinho   Grand
14 30 23.09.09 Luciano Coutinho GrandDaniel Florence
 
Investimento, financiamento e o BNDES
Investimento, financiamento e o BNDES Investimento, financiamento e o BNDES
Investimento, financiamento e o BNDES BNDES
 
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...DenizecomZ
 
Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...
Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...
Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...Fernando Alcoforado
 
Apresentação Setrans Pernambuco 2011
Apresentação Setrans Pernambuco 2011Apresentação Setrans Pernambuco 2011
Apresentação Setrans Pernambuco 2011pontodepauta.com.br
 

Semelhante a 2012 cdes (20)

ME.pptx
ME.pptxME.pptx
ME.pptx
 
Plano Brasil Maior - Novas medidas
Plano Brasil Maior - Novas medidasPlano Brasil Maior - Novas medidas
Plano Brasil Maior - Novas medidas
 
[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil Maior
[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil Maior[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil Maior
[Apresentação] Ministro Guido Mantega - Novas Medidas do Plano Brasil Maior
 
Apresentação Ministro Guido Mantega Novas Medidas Brasil Maior
Apresentação Ministro Guido Mantega   Novas Medidas Brasil MaiorApresentação Ministro Guido Mantega   Novas Medidas Brasil Maior
Apresentação Ministro Guido Mantega Novas Medidas Brasil Maior
 
Novas medidas Plano Brasil Maior
Novas medidas Plano Brasil MaiorNovas medidas Plano Brasil Maior
Novas medidas Plano Brasil Maior
 
Novas medidas brasil maior
Novas medidas brasil maiorNovas medidas brasil maior
Novas medidas brasil maior
 
Relatório Anual 2012
Relatório Anual 2012Relatório Anual 2012
Relatório Anual 2012
 
O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...
O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...
O Mercado de Seguros no Brasil no Século XXI - Cenário econômico atual e pers...
 
Ameaças ao desenvolvimento do brasil e como superá las
Ameaças ao desenvolvimento do brasil e como superá lasAmeaças ao desenvolvimento do brasil e como superá las
Ameaças ao desenvolvimento do brasil e como superá las
 
Impactos da Economia no Varejo - Crédito e Inadimplência
Impactos da Economia no Varejo - Crédito e InadimplênciaImpactos da Economia no Varejo - Crédito e Inadimplência
Impactos da Economia no Varejo - Crédito e Inadimplência
 
Apresentação Seminário Economia
Apresentação Seminário EconomiaApresentação Seminário Economia
Apresentação Seminário Economia
 
Análise da Crise Econômica
Análise da Crise EconômicaAnálise da Crise Econômica
Análise da Crise Econômica
 
Conferência MG 2024 | Conjuntura econômica e perspectivas para 2024
Conferência MG 2024 |  Conjuntura econômica e perspectivas para 2024Conferência MG 2024 |  Conjuntura econômica e perspectivas para 2024
Conferência MG 2024 | Conjuntura econômica e perspectivas para 2024
 
Brasil necesita viviendas
Brasil necesita viviendasBrasil necesita viviendas
Brasil necesita viviendas
 
Apresentação de Marcio Percival
Apresentação de Marcio PercivalApresentação de Marcio Percival
Apresentação de Marcio Percival
 
14 30 23.09.09 Luciano Coutinho Grand
14 30   23.09.09   Luciano Coutinho   Grand14 30   23.09.09   Luciano Coutinho   Grand
14 30 23.09.09 Luciano Coutinho Grand
 
Investimento, financiamento e o BNDES
Investimento, financiamento e o BNDES Investimento, financiamento e o BNDES
Investimento, financiamento e o BNDES
 
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
Apresentação do ministro Joaquim Levy na Câmara de Comércio Brasil França - 2...
 
Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...
Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...
Vulnerabilidades econômicas externas e internas da economia brasileira e como...
 
Apresentação Setrans Pernambuco 2011
Apresentação Setrans Pernambuco 2011Apresentação Setrans Pernambuco 2011
Apresentação Setrans Pernambuco 2011
 

Mais de Juliana Sarieddine

Produtos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagco
Produtos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagcoProdutos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagco
Produtos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagcoJuliana Sarieddine
 
Monografia atendimento ao cliente
Monografia   atendimento ao clienteMonografia   atendimento ao cliente
Monografia atendimento ao clienteJuliana Sarieddine
 
Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05
Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05
Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05Juliana Sarieddine
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisJuliana Sarieddine
 
Gestao de processos_comunicacionais
Gestao de processos_comunicacionaisGestao de processos_comunicacionais
Gestao de processos_comunicacionaisJuliana Sarieddine
 
Gestão dos processos de trabalho
Gestão dos processos de trabalhoGestão dos processos de trabalho
Gestão dos processos de trabalhoJuliana Sarieddine
 
Formação econômica do brasil
Formação econômica do brasilFormação econômica do brasil
Formação econômica do brasilJuliana Sarieddine
 
Eduardo diniz correspondentes e microcredito
Eduardo diniz correspondentes e microcreditoEduardo diniz correspondentes e microcredito
Eduardo diniz correspondentes e microcreditoJuliana Sarieddine
 
Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,
Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,
Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,Juliana Sarieddine
 
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-201308 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013Juliana Sarieddine
 

Mais de Juliana Sarieddine (15)

A marca do batom
A marca do batomA marca do batom
A marca do batom
 
Produtos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagco
Produtos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagcoProdutos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagco
Produtos cni perisdicos_economiabrasileira_2011_apresentagco
 
O momento gramsciano
O momento gramscianoO momento gramsciano
O momento gramsciano
 
Monografia atendimento ao cliente
Monografia   atendimento ao clienteMonografia   atendimento ao cliente
Monografia atendimento ao cliente
 
Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05
Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05
Microcredito microfinanças do_gov_lula_01-09-05
 
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos geraisMetodologia científica introdução e conceitos gerais
Metodologia científica introdução e conceitos gerais
 
Gestao de processos_comunicacionais
Gestao de processos_comunicacionaisGestao de processos_comunicacionais
Gestao de processos_comunicacionais
 
Gestão dos processos de trabalho
Gestão dos processos de trabalhoGestão dos processos de trabalho
Gestão dos processos de trabalho
 
Formação econômica do brasil
Formação econômica do brasilFormação econômica do brasil
Formação econômica do brasil
 
Estudo de caso procon
Estudo de caso proconEstudo de caso procon
Estudo de caso procon
 
Eduardo diniz correspondentes e microcredito
Eduardo diniz correspondentes e microcreditoEduardo diniz correspondentes e microcredito
Eduardo diniz correspondentes e microcredito
 
Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,
Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,
Comparação do sistema de tratamento de reclamações e denúncias sobre produtos,
 
Banco central
Banco centralBanco central
Banco central
 
Artigo atendimento ao cliente
Artigo   atendimento ao clienteArtigo   atendimento ao cliente
Artigo atendimento ao cliente
 
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-201308 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
08 perspectivas-da-economia-brasileira-para-2012-2013
 

2012 cdes

  • 1. 11 Guido Mantega Ministro da Fazenda Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social Brasília, 30 de agosto de 2012 Perspectivas da economia brasileira
  • 2. 2 A falta de crescimento e o encolhimento do comércio continuam a predominar nas economias avançadas. Países emergentes já sentem os efeitos da crise internacional. Em termos de gravidade e consequências, a crise de 2012 se assemelha à de 2009. A economia mundial continua mergulhada numa grave crise, mas o Brasil retoma o crescimento
  • 3. 3 3 Produção industrial, variação do mês em relação ao mesmo mês do ano anterior, em % Fonte: Bloomberg Elaboração: Ministério da Fazenda Crise afeta a produção industrial dos emergentes
  • 4. 4 Economia brasileira se acelera ao longo de 2012 Trimestre contra trimestre imediatamente anterior, com ajuste sazonal, em % Fontes: IBGE, Bradesco, Credit Suisse, JP Morgan Elaboração: Ministério da Fazenda
  • 5. 5 1. Política monetária mais eficiente, com juros menores e redução dos spreads 2. Política cambial resultando num real mais competitivo 3. Política de solidez fiscal, com contenção de gastos de custeio e aumento dos investimentos 4. Redução de tributos: desoneração 5. Redução de custos: infraestrutura Principais medidas estruturais e conjunturais para sustentar o desenvolvimento
  • 6. 6 Taxa de juros nominal (meta Selic) e taxa de juros real ex-ante*, em % a.a. Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: Ministério da Fazenda * Razão das taxas dos contratos de swap-DI 360 dias pela mediana das expectativas de inflação acumulada para os próximos 12 meses. ** Calculada com base em dados do Banco Central de 24/8. Política monetária: as viúvas da arbitragem
  • 7. 7 Taxa de juros (em % ao ano) e prazo médio (em dias) Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: Ministério da Fazenda Queda da SELIC já começa a surtir efeitos para os tomadores finais, mas...
  • 8. 8 Juros e spreads (em % ao ano) Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: Ministério da Fazenda ... spreads ainda permanecem em níveis elevados Pessoa Física Pessoa Jurídica
  • 9. 9 Spread bancário, em junho de 2012, em % a.a. Fonte: Banco Central para o Brasil, IFS para os demais Elaboração: Ministério da Fazenda Spread = lending rate – deposit rate * Brasil: Junho de 2012 ** IFS: Junho de 2012 *** IFS: Julho de 2012 Brasil tem spreads entre os mais altos do mundo
  • 10. 10 Taxas de juros às pessoas físicas no crédito pessoal, em % a.a. Fonte: Credit Suisse Elaboração: Ministério da Fazenda Bancos públicos lideram redução dos juros e spreads
  • 11. 11 Desembolsos do BNDES, em R$ bilhões Fonte: BNDES Elaboração: Ministério da Fazenda * Projeção do BNDES Financiamento ao investimento Expansão dos desembolsos do BNDES TJLP: 5,5% ao ano
  • 12. 12  Redução das taxas de juros, de 5,5% para 2,5% ao ano, até 31/12/2012, para as seguintes linhas: o Caminhões o Máquinas e Equipamentos (FINAME) o Procaminhoneiro  Prorrogação, até 31/12/2012, das condições especiais do PSI4 para investimentos, P&D e Inovação  Caminhões e vagões: depreciação acelerada Financiamento ao Investimento Medidas anunciadas ontem (29 de agosto)
  • 13. 13  Bens de Capital Usados • Máquinas-ferramentas, caminhões-tratores, carretas, cavalos-mecânicos • Taxas: TJLP + 1% + remuneração básica de 1,8% • Dotação: R$ 1,0 bilhão  BNDES Refin Bens de Capital e Transportes • Para empresas do setor de fabricação de máquinas e equipamentos, incluindo ônibus e caminhões • Para empresas do setor de transporte rodoviário de carga Novas Linhas de Financiamento
  • 14. 14 Contratação de crédito habitacional da CAIXA, em R$ bilhões Fonte: Caixa Econômica Federal Elaboração: Ministério da Fazenda * Projeção da Caixa Econômica Federal. ** Valores realizados até 20/8/2012 Expansão do crédito habitacional
  • 15. 15 Estoque de títulos corporativos, em % do PIB Fonte: BIS e IEDI Elaboração: Ministério da Fazenda Mercado brasileiro de títulos corporativos ainda é pouco desenvolvido
  • 16. 16 Captações financeiras, em R$ bilhões Fontes: Banco do Brasil, CVM e Andima Elaboração: Ministério da Fazenda * Inclui debêntures, notas promissórias, FIDCs (Fundos de Investimento em Direitos Creditórios), CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários), CRAs (Certificados de Recebíveis do Agronegócio) e CCBs (Cédulas de Crédito Bancário). Crescimento do mercado de renda fixa*
  • 17. 17 Cotação do dólar comercial, em R$/US$ Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: Ministério da Fazenda POLÍTICA CAMBIAL: SELIC, reservas e restrições aos fluxos especulativos levam à taxa de câmbio mais competitiva A guerra cambial continua
  • 18. 18 Resultado fiscal do setor público consolidado, em % do PIB Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: Ministério da Fazenda * Projeção do Ministério da Fazenda com base nos parâmetros de mercado (Pesquisa Focus) e no cumprimento da meta cheia do resultado primário. Solidez da política fiscal
  • 19. 19 Dívida líquida do setor público, em % do PIB Fonte: Banco Central do Brasil e Ministério da Fazenda Elaboração: Ministério da Fazenda * Projeção do Ministério da Fazenda com base nos parâmetros de mercado (Pesquisa Focus) e no cumprimento da meta cheia do resultado primário. Dívida do setor público em declínio
  • 20. 2020 Lista de desonerações em 2012 Medidas Impacto em 2012 (em R$ bilhões) Redução da CIDE para zero para gasolina e diesel 8,8 Redução do IPI (automóveis, caminhões, material de construção, linha branca, BK, móveis, papel de parede etc.) 8,6 Redução para zero do prazo de apropriação dos créditos de PIS/COFINS sobre aquisição de bens de capital 7,6 Aumento dos limites das faixas de tributação do SIMPLES e MEI 5,7 REINTEGRA - Regime Especial de Reintegração de Valores Tributários para Empresas Exportadoras 4,6 Desoneração da folha de pagamentos para 15 setores 3,0 Redução do IOF sobre operações de crédito pessoa física (de 3% para 1,5%) 2,8 Alíquota zero de PIS/COFINS sobre trigo e massas 1,1 Banda Larga - Redes 0,4 Dedução do IR da contribuição patronal paga pelo empregador doméstico 0,4 Demais 0,4 TOTAL 43,4
  • 21. 21  Oneração do IPI de carros importados  Operação “Maré vermelha” e outras ações  Compras governamentais – têxteis, complexo da saúde, caminhões, ônibus,ambulâncias etc.  Resolução nº 72, do Senado Federal (“Guerra dos Portos”) Outras medidas
  • 22. 22 Em R$ bilhões de 2011 Fonte: Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base - ABDIB Elaboração: Ministério da Fazenda Investimentos em infraestrutura
  • 23. 23 Em R$ bilhões de 2011 Fonte: BNDES e Bradesco Elaboração: Ministério da Fazenda Perspectivas de Investimento: 2012-2015
  • 24. 24 Programa de Aceleração do Crescimento, valores empenhados, R$ bilhões Fonte: STN/Ministério da Fazenda e Senado Federal Elaboração: Ministério da Fazenda * Dotação orçamentária atualizada em julho de 2012, incluindo PAC equipamentos Dinamismo do PAC
  • 25. 25 Investimentos, em R$ bilhões Fonte: STN/Ministério da Fazenda Elaboração: Ministério da Fazenda Programas habitacionais: Minha Casa Minha Vida
  • 26. 26 Fonte: Petrobras Elaboração: Ministério da Fazenda * Divulgado em 14 de junho de 2012 Petrobras garante robustez do investimento Plano de Negócios da Petrobras*, 2012 a 2016, em US$ bilhões Exploração e Produção 141,8 Refino, Transporte e Comercialização 65,5 Gás & Energia 13,8 Petroquímica 5,0 Distribuição 3,6 Biocombustíveis 3,8 Total 236,5
  • 27. 27 Fonte; Secretaria de Aviação Civil Elaboração: Ministério da Fazenda Plano de concessões de aeroportos
  • 28. 28 Em R$ bilhões Fonte: Ministério dos Transportes Elaboração: Ministério da Fazenda Concessões em ferrovias e rodovias Investimentos Totais: R$ 133 bilhões Rodovias: R$ 42 bi Ferrovias: R$ 91 bi Em 5 anos: R$ 23,5 bi Em 25 anos: R$ 18,5 bi Em 5 anos: R$ 56 bi Em 25 anos: R$ 35 bi
  • 29. 29 Em R$ bilhões* Fonte: CONAB/MAPA e MDA Elaboração: Ministério da Fazenda * Inclui PRONAF. Plano Safra atinge níveis recordes
  • 30. 30 Posição do Brasil no ranking mundial, por quantidade produzida e exportada Fonte: FAO Elaboração: Ministério da Fazenda Liderança agrícola
  • 31. 31 Variação anual de novos postos de trabalho, em milhões Fonte: RAIS e CAGED/MTE Elaboração: Ministério da Fazenda *Acumulado em doze meses até julho de 2012, considerando as declarações feitas fora do prazo. DINAMISMO DO MERCADO INTERNO Evolução do emprego formal
  • 32. 32 Massa salarial, taxa de crescimento anual, em % Fonte: IBGE (Pesquisa Mensal do Emprego) Elaboração: Ministério da Fazenda * Taxa acumulada em 12 meses até maio de 2012 Massa salarial em expansão
  • 33. 33 Vendas no comércio varejista ampliado, com ajuste sazonal, em % a.a. Fonte: IBGE Elaboração: Ministério da Fazenda * Acumulado em 12 meses até junho de 2012. Mercado interno dinâmico
  • 34. 34 Consumo das famílias em 2020 no Brasil e demais países, em trilhões de R$ Fonte: McKinsey e Fecomércio Elaboração: Ministério da Fazenda Brasil será o 5º maior mercado consumidor do mundo em 2020
  • 35. 3535Fonte: McKinsey, Escopo, Euromonitor, Melhores e Maiores, Anfavea e Abraciclo Elaboração: Ministério da Fazenda Brasil está entre os mais importantes mercados de consumo do mundo
  • 36. 3636Fonte: McKinsey, Escopo, Euromonitor, Melhores e Maiores, Anfavea e Abraciclo Elaboração: Ministério da Fazenda Ranking dos maiores mercados de consumo do mundo
  • 37. 37 Composição das classes sociais brasileiras, em milhões de pessoas* Fonte: FGV Elaboração: Ministério da Fazenda *A partir dos dados da PNAD (IBGE). Um país de classe média
  • 38. 38 No final de cada período, em US$ bilhões Fonte: Banco Central do Brasil Elaboração: Ministério da Fazenda * Acumulado em 12 meses até julho de 2012. CONFIANÇA: Investimento direto estrangeiro em níveis elevados Julho de 2012: US$ 8,4 bilhões
  • 39. 3939