SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
SINAIS DE PONTUAÇÃO
PONTUAÇÃO
Os sinais de pontuação fazem parte
da escrita e são muito importantes para nos
fazermos entender e para percebermos o
que os outros nos querem transmitir.

As falhas na pontuação são, muitas
vezes, suficientes para tornar os textos
pouco compreensíveis e terem sentidos
completamente diferentes, consoante a
pontuação.
"Um homem escreveu numa parede a seguinte
frase:
Salazar pode morrer não faz falta à nação.
Apanhado, foi conduzido à PIDE, onde tentou
explicar, que não o tinham deixado acabar a
frase, faltava a pontuação.
Voltou a escrever, desta vez com pontuação e
foi solto de seguida.
Como pontuou ele a frase?
1. Pontua as frases de modo a terem sentido:
a. A minha mãe comprou-me um casaco umas
calças umas botas e umas sapatilhas
b. Quem me dera poder ir contigo à festa
c. Hoje de manhã
encomenda

o carteiro deixou esta

d. Ó Pedro estou cansado de te dizer para
chegares a horas
e. Quando puderes passa lá por casa para que
o Artur possa conversar contigo
f. Irritado com o barulho o professor disse
Parem com essa algazarra
g. Ora bolas

Outra vez a chover

h. Naquela carteira havia de tudo lenços de
papel porta-moedas documentos batom de
cieiro rebuçados
2. Reescreve as frases seguintes e pontua-as
correctamente, acrescentando vírgulas onde
façam falta:

a. A Rita comprou cadernos livros e lápis de
cor.
b. Durante o filme alguns adormeceram outros
conversaram outros abandonaram a sala.
c. Estou farta de te aturar Anabela!
d. Usa-se a vírgula para separar as frases
assindéticas isto é não ligadas por meio de
conjunção.
3. Nas frases seguintes, há vírgulas a mais ou
a menos. Reescreve-as e justifica as tuas
correcções.
a. No Verão é necessário protegermo-nos
dos raios solares.
b. A Mariana quando tem tempo, vai ao
ginásio.

c. O meu pai, costuma ir semanalmente a
Espanha.
d. Os dois famosos viajantes contaram, duas
histórias incríveis.
Escreve o texto colocando a pontuação correcta,
os parágrafos e as maiúsculas na anedota:

Uma mulher chega ao consultório de um médico
e
diz
senhor
doutor
quando
usar
óculos vou poder ler bem com certeza que sim
minha senhora respondeu o médico ah
finalmente vou deixar de ser analfabeta
Quando a senhora entrou no
consultório o médico perguntoulhe a senhora está a sentir-se
melhor não senhor doutor mas
então não seguiu a minha
recomendação para tomar o
calmante e dormir com a janela
aberta segui sim senhor doutor
confirmou a doente e a asma não
desapareceu
admirou-se
o
médico não senhor doutor mas
desapareceram dois relógios de
ouro uns castiçais a aparelhagem
de som e o televisor
Sinal

Utilização

Ponto final (.)

Usa-se no final do período, indicando que o sentido está
completo e nas abreviaturas (Dr., Exa., Sr.); marca uma pausa
grande.
Ex: O céu está azul e a brisa é suave.

Ponto de
interrogação (?)

Usa-se no final de uma frase interrogativa directa e indica uma
pergunta.
Ex.: Disseste alguma coisa?

Ponto de
exclamação (!)

Usa-se no final de qualquer frase que exprime sentimentos,
emoções, dor, ironia e surpresa.
Ex: Ai! Socorro!

Ponto e vírgula (;)

Indica uma pausa maior do que a vírgula, mas menor do que o
ponto final.
Ex.: Alguns tipos de problemas da cidade são: a poluição, que é
provocada pelos fumos industriais, pelos escapes dos
automóveis e pela produção de detritos de origem doméstica,
industrial, hospitalar ou outra; a degradação dos edifícios; a
diminuição dos espaços verdes; o envelhecimento da população;
etc...);
b) numa listagem de tópicos
Ex.: Numa exposição oral, devemos assumir uma postura
correcta e adequada:
Sinal

Utilização
A vírgula - indica uma pausa menor e utiliza-se no interior da frase, em
diversas situações.
► usa-se para separar o nome do lugar, nas datas.
Ex: Torre de Moncorvo, 23 de Setembro de 2001.
► usa-se nas enumerações de palavras com a mesma função na frase;
Ex: Os familiares, os bombeiros e a GNR procuraram o Francisco.

Vírgula ( , )

► emprega-se, frequentemente, antes da conjunção «mas» e separa as
conjunções «porém», «todavia», «contudo»
Ex: Francisco perdeu-se, mas os cães acompanharam-no. Francisco
perdeu-se, todavia, os cães acompanharam-no.
► utiliza-se para separar o nome que se chama (vocativo) e as
explicações no meio das frases.
Ex: Francisco, como te protegeste do frio?
O pastor catalão, um excelente cão de companhia, protegeu a criança.
► emprega-se para isolar os complementos circunstanciais.
Ex: Naquele dia, Francisco perdeu-se.
Nos montes, a criança seguia acompanhada pelos cães.
Reticências (...)

Dois pontos (:)

Travessão (-)

As reticências utilizam-se para indicar uma interrupção
no pensamento ou uma hesitação, surpresa
Ex: Se ao menos pudesse ouvir a sua voz... / Não sei se
espere mais tempo...);
Os dois pontos anunciam o discurso directo ou introduzem
uma explicação, uma enumeração ou citação.
Ex: A mãe disse:
Ele voltou para trás: tinha-se esquecido da carteira e dos
óculos.
Camões escreveu: «Amor é um fogo que arde sem se ver».
Marca o início e o fim das falas, no diálogo para distinguir
cada um dos interlocutores; as orações intercaladas; as
sínteses no final de um texto. Substitui os parênteses.
Ex: - Que linda paisagem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Texto argumentativo exemplo
Texto argumentativo exemploTexto argumentativo exemplo
Texto argumentativo exemplo
 
Morfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes GramaticaisMorfologia - Classes Gramaticais
Morfologia - Classes Gramaticais
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
 
1.conto, características
1.conto, características1.conto, características
1.conto, características
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Classes de palavras
Classes de palavrasClasses de palavras
Classes de palavras
 
Paralelismo
ParalelismoParalelismo
Paralelismo
 
Metrificação e escansão
Metrificação e escansãoMetrificação e escansão
Metrificação e escansão
 
Classe de palavras verbos
Classe de palavras   verbosClasse de palavras   verbos
Classe de palavras verbos
 
Coesao textual 1
Coesao textual 1Coesao textual 1
Coesao textual 1
 
Metrificação
MetrificaçãoMetrificação
Metrificação
 
Variedades Linguísticas
Variedades LinguísticasVariedades Linguísticas
Variedades Linguísticas
 
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
Expressoes modalizadoras gqm_26_04 (1)
 
Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto Interpretação e Compreensão de Texto
Interpretação e Compreensão de Texto
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃOAULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
AULA 05 - DICAS DE REDAÇÃO - DETALHES QUE FARÃO DIFERENÇA NA SUA REDAÇÃO
 
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
AULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTOAULA 02 -  FATORES DE TEXTUALIDADE  - PRONTO
AULA 02 - FATORES DE TEXTUALIDADE - PRONTO
 
Poesia
PoesiaPoesia
Poesia
 
Adjetivos
AdjetivosAdjetivos
Adjetivos
 

Semelhante a 2 pontuação (20)

Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Sinais semsom
Sinais semsomSinais semsom
Sinais semsom
 
Pontuação Gráfica
Pontuação GráficaPontuação Gráfica
Pontuação Gráfica
 
Prova da cidade de português 6ª series
Prova da cidade de português 6ª seriesProva da cidade de português 6ª series
Prova da cidade de português 6ª series
 
Prova da Cidade Português - 7ª Serie
Prova da Cidade Português - 7ª SerieProva da Cidade Português - 7ª Serie
Prova da Cidade Português - 7ª Serie
 
Escrita Criativa - Roseane Queiroz
Escrita Criativa - Roseane QueirozEscrita Criativa - Roseane Queiroz
Escrita Criativa - Roseane Queiroz
 
Lab5 teste aval_3a
Lab5 teste aval_3aLab5 teste aval_3a
Lab5 teste aval_3a
 
Sinais sem som
Sinais sem somSinais sem som
Sinais sem som
 
4. diagnotico _3_ano_lp
4. diagnotico _3_ano_lp4. diagnotico _3_ano_lp
4. diagnotico _3_ano_lp
 
4. diagnotico _3_ano_lp
4. diagnotico _3_ano_lp4. diagnotico _3_ano_lp
4. diagnotico _3_ano_lp
 
4. diagnotico _3_ano_lp
4. diagnotico _3_ano_lp4. diagnotico _3_ano_lp
4. diagnotico _3_ano_lp
 
pontuacao.ppt
pontuacao.pptpontuacao.ppt
pontuacao.ppt
 
Pontuacao 2015
Pontuacao 2015Pontuacao 2015
Pontuacao 2015
 
SARESP Prova por-8 ef-manha
SARESP Prova por-8 ef-manhaSARESP Prova por-8 ef-manha
SARESP Prova por-8 ef-manha
 
Sinais sem som
Sinais sem somSinais sem som
Sinais sem som
 
Apostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturnoApostila pronta 3º noturno
Apostila pronta 3º noturno
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
sinais de pontuacao -adaptado.ppt
sinais de pontuacao -adaptado.pptsinais de pontuacao -adaptado.ppt
sinais de pontuacao -adaptado.ppt
 
Pontuacao
PontuacaoPontuacao
Pontuacao
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 

Mais de Paulo Fonseca Pauloprofpt

Mais de Paulo Fonseca Pauloprofpt (20)

A notícia
A notíciaA notícia
A notícia
 
Síntese Cavaleiro da Dinamarca 3
Síntese Cavaleiro da Dinamarca 3Síntese Cavaleiro da Dinamarca 3
Síntese Cavaleiro da Dinamarca 3
 
Síntese Cavaleiro da Dinamarca 2
Síntese Cavaleiro da Dinamarca 2Síntese Cavaleiro da Dinamarca 2
Síntese Cavaleiro da Dinamarca 2
 
Síntese Cavaleiro da Dinamarca
Síntese Cavaleiro da DinamarcaSíntese Cavaleiro da Dinamarca
Síntese Cavaleiro da Dinamarca
 
Síntese cav da dinamarca
Síntese cav da dinamarcaSíntese cav da dinamarca
Síntese cav da dinamarca
 
O Cavaleiro Dinamarca síntese
O Cavaleiro Dinamarca sínteseO Cavaleiro Dinamarca síntese
O Cavaleiro Dinamarca síntese
 
O Cavaleiro da Dinamarca - Síntese
O Cavaleiro da Dinamarca - SínteseO Cavaleiro da Dinamarca - Síntese
O Cavaleiro da Dinamarca - Síntese
 
Apresentação c. dinamarca
Apresentação c. dinamarcaApresentação c. dinamarca
Apresentação c. dinamarca
 
Apresentação c. dinamarca
Apresentação c. dinamarcaApresentação c. dinamarca
Apresentação c. dinamarca
 
F informativa texto_opinião
F informativa texto_opiniãoF informativa texto_opinião
F informativa texto_opinião
 
Sinais pontuação auxiliares_escrita
Sinais pontuação auxiliares_escritaSinais pontuação auxiliares_escrita
Sinais pontuação auxiliares_escrita
 
F informativa texto_opinião
F informativa texto_opiniãoF informativa texto_opinião
F informativa texto_opinião
 
F informativa texto_opinião
F informativa texto_opiniãoF informativa texto_opinião
F informativa texto_opinião
 
Preposições exercícos práticos
Preposições exercícos práticosPreposições exercícos práticos
Preposições exercícos práticos
 
A carta
A cartaA carta
A carta
 
Banda desenhada 2
Banda desenhada 2Banda desenhada 2
Banda desenhada 2
 
Banda desenhada
Banda desenhadaBanda desenhada
Banda desenhada
 
Adjetivo
AdjetivoAdjetivo
Adjetivo
 
Texto publicitário
Texto publicitárioTexto publicitário
Texto publicitário
 
Notícias alunos
Notícias alunosNotícias alunos
Notícias alunos
 

2 pontuação

  • 2. PONTUAÇÃO Os sinais de pontuação fazem parte da escrita e são muito importantes para nos fazermos entender e para percebermos o que os outros nos querem transmitir. As falhas na pontuação são, muitas vezes, suficientes para tornar os textos pouco compreensíveis e terem sentidos completamente diferentes, consoante a pontuação.
  • 3. "Um homem escreveu numa parede a seguinte frase: Salazar pode morrer não faz falta à nação. Apanhado, foi conduzido à PIDE, onde tentou explicar, que não o tinham deixado acabar a frase, faltava a pontuação. Voltou a escrever, desta vez com pontuação e foi solto de seguida. Como pontuou ele a frase?
  • 4. 1. Pontua as frases de modo a terem sentido: a. A minha mãe comprou-me um casaco umas calças umas botas e umas sapatilhas b. Quem me dera poder ir contigo à festa c. Hoje de manhã encomenda o carteiro deixou esta d. Ó Pedro estou cansado de te dizer para chegares a horas
  • 5. e. Quando puderes passa lá por casa para que o Artur possa conversar contigo f. Irritado com o barulho o professor disse Parem com essa algazarra g. Ora bolas Outra vez a chover h. Naquela carteira havia de tudo lenços de papel porta-moedas documentos batom de cieiro rebuçados
  • 6. 2. Reescreve as frases seguintes e pontua-as correctamente, acrescentando vírgulas onde façam falta: a. A Rita comprou cadernos livros e lápis de cor. b. Durante o filme alguns adormeceram outros conversaram outros abandonaram a sala. c. Estou farta de te aturar Anabela! d. Usa-se a vírgula para separar as frases assindéticas isto é não ligadas por meio de conjunção.
  • 7. 3. Nas frases seguintes, há vírgulas a mais ou a menos. Reescreve-as e justifica as tuas correcções. a. No Verão é necessário protegermo-nos dos raios solares. b. A Mariana quando tem tempo, vai ao ginásio. c. O meu pai, costuma ir semanalmente a Espanha. d. Os dois famosos viajantes contaram, duas histórias incríveis.
  • 8. Escreve o texto colocando a pontuação correcta, os parágrafos e as maiúsculas na anedota: Uma mulher chega ao consultório de um médico e diz senhor doutor quando usar óculos vou poder ler bem com certeza que sim minha senhora respondeu o médico ah finalmente vou deixar de ser analfabeta
  • 9. Quando a senhora entrou no consultório o médico perguntoulhe a senhora está a sentir-se melhor não senhor doutor mas então não seguiu a minha recomendação para tomar o calmante e dormir com a janela aberta segui sim senhor doutor confirmou a doente e a asma não desapareceu admirou-se o médico não senhor doutor mas desapareceram dois relógios de ouro uns castiçais a aparelhagem de som e o televisor
  • 10. Sinal Utilização Ponto final (.) Usa-se no final do período, indicando que o sentido está completo e nas abreviaturas (Dr., Exa., Sr.); marca uma pausa grande. Ex: O céu está azul e a brisa é suave. Ponto de interrogação (?) Usa-se no final de uma frase interrogativa directa e indica uma pergunta. Ex.: Disseste alguma coisa? Ponto de exclamação (!) Usa-se no final de qualquer frase que exprime sentimentos, emoções, dor, ironia e surpresa. Ex: Ai! Socorro! Ponto e vírgula (;) Indica uma pausa maior do que a vírgula, mas menor do que o ponto final. Ex.: Alguns tipos de problemas da cidade são: a poluição, que é provocada pelos fumos industriais, pelos escapes dos automóveis e pela produção de detritos de origem doméstica, industrial, hospitalar ou outra; a degradação dos edifícios; a diminuição dos espaços verdes; o envelhecimento da população; etc...); b) numa listagem de tópicos Ex.: Numa exposição oral, devemos assumir uma postura correcta e adequada:
  • 11. Sinal Utilização A vírgula - indica uma pausa menor e utiliza-se no interior da frase, em diversas situações. ► usa-se para separar o nome do lugar, nas datas. Ex: Torre de Moncorvo, 23 de Setembro de 2001. ► usa-se nas enumerações de palavras com a mesma função na frase; Ex: Os familiares, os bombeiros e a GNR procuraram o Francisco. Vírgula ( , ) ► emprega-se, frequentemente, antes da conjunção «mas» e separa as conjunções «porém», «todavia», «contudo» Ex: Francisco perdeu-se, mas os cães acompanharam-no. Francisco perdeu-se, todavia, os cães acompanharam-no. ► utiliza-se para separar o nome que se chama (vocativo) e as explicações no meio das frases. Ex: Francisco, como te protegeste do frio? O pastor catalão, um excelente cão de companhia, protegeu a criança. ► emprega-se para isolar os complementos circunstanciais. Ex: Naquele dia, Francisco perdeu-se. Nos montes, a criança seguia acompanhada pelos cães.
  • 12. Reticências (...) Dois pontos (:) Travessão (-) As reticências utilizam-se para indicar uma interrupção no pensamento ou uma hesitação, surpresa Ex: Se ao menos pudesse ouvir a sua voz... / Não sei se espere mais tempo...); Os dois pontos anunciam o discurso directo ou introduzem uma explicação, uma enumeração ou citação. Ex: A mãe disse: Ele voltou para trás: tinha-se esquecido da carteira e dos óculos. Camões escreveu: «Amor é um fogo que arde sem se ver». Marca o início e o fim das falas, no diálogo para distinguir cada um dos interlocutores; as orações intercaladas; as sínteses no final de um texto. Substitui os parênteses. Ex: - Que linda paisagem