SlideShare uma empresa Scribd logo
Nº 1.905 (Ano B/Roxo ou Róseo) - 4º Domingo da Quaresma - 18 de março de 2012

            CF/2012: "QUE A SAÚDE SE DIFUNDA SOBRE A TERRA"

                   DEUS NÃO ABANDONA SEU POVO

                                                 02. CANTO
                                                 Pecador, agora é tempo... n° 170

                                                 03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
                                                 D. Em nome do Pai e do Filho e do
                                                 Espírito Santo. Amém!
                                                 D. A graça, o amor e a comunhão da Trin-
                                                 dade Santa estejam convosco.
                                                 Todos: Bendito seja Deus que nos reu-
                                                 niu no amor de Cristo.

                                                 04. DEUS NOS PERDOA
                                                 C.2 Neste Domingo recordamos o encon-
                                                 tro de Jesus com Nicodemos e recebemos
                                                 do Senhor o anúncio de sua paixão e en-
                                                 trega de sua vida como prova de amor a
                                                 todos nós. Confiantes na salvação ofere-
Colocar o carta da CF em destaque: não colocá-   cida por Deus em Jesus, cantemos, pedin-
lo no ambão e nem no altar.                      do perdão.
                                                 Senhor que viestes salvar... nº 189
01. MOTIVAÇÃO                                    D. Deus de bondade, Pai de puro amor,
C.1 Irmãs e irmãos sejam todos bem vindos        perdoai os nossos pecados e nos
a esta celebração. Neste 4° Domingo da           conduzais à vida eterna. Amém.
Quaresma, chamado liturgicamente o Do-
mingo da alegria. A Liturgia da Palavra nos      05. ORAÇÃO
convida a uma reflexão profunda sobre a fé       D. Deus eterno e todo poderoso, vós
e sua ligação com a cruz redentora de Je-        que nos destes Jesus Cristo para nos-
sus. Confiantes no amor de Deus, iniciemos       sa salvação, aumentai em nós o desejo
cantando:                                        de conversão para que possamos mor-
rer para o pecado e ressurgir para uma        O jogo das alianças políticas e das rebeli-
vida nova, junto a Vós. Por nosso Se-         ões dos notáveis provocava o grande po-
nhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na uni-       der babilônico. E em 586 antes de Cristo
dade do Espírito Santo. Amém.                 acontece o grande exílio, chamado Exílio
                                              da Babilônia, que dura até o reinado de
06. DEUS NOS FALA                             Ciro, rei persa, que venceu o exército
                                              babilônico.
PRIMEIRA LEITURA:                             Mas, o texto em questão (vv. 22-23) aponta
2Cr 36, 14-16.19-23                           para a esperança, sinal de que nem tudo
                                              está perdido por causa das traições do
L.1 Leitura do Segundo Livro das Crô-         povo. Deus não abandona seu povo. Move
nicas.                                        até o espírito de reis pagãos para que seu
                                              povo seja libertado.
SALMO RESPONSORIAL – 136(137)                 No evangelho, Nicodemos é a figura de
Refrão: Que se prenda a minha língua          todos nós que pretendemos ser fiéis ao pro-
ao céu da boca, se de ti, Jerusalém, eu       jeto de Deus, mas que nem sempre sabe-
me esquecer!                                  mos como fazer ou quais são os desdobra-
                                              mentos da fidelidade. Ele é membro do
SEGUNDA LEITURA: Ef 2, 4-10                   Sinédrio, o supremo tribunal que julgará
                                              Jesus à morte. Permanecendo no Sinédrio,
L.2 Leitura da Carta de São Paulo aos         Nicodemos se tornará cúmplice da morte
Efésios                                       de Jesus. Ele custou a entender isso e pare-
                                              ce que entendeu tarde, pois se encontra
EVANGELHO: Jo 3, 14-21                        novamente com Jesus somente após a morte
                                              deste.
CANTO DE ACLAMAÇÃO                            O evangelho de hoje tem início com a me-
Louvor a Vós, ó Cristo, Rei... nº 369 (4°     mória da serpente que Moisés, no deserto,
Dom. Quaresma)                                levantou sobre um poste. Quem fosse mor-
                                              dido por uma cobra venenosa, ao levantar
Proclamação do Evangelho de Jesus             o olhar para a serpente de bronze, ficava
Cristo segundo João                           curado. Diz Jesus: "do mesmo modo que
                                              Moisés levantou a serpente no deserto,
07. PARTILHANDO A PALAVRA                     assim é preciso que o Filho do Homem
Avisado pelos profetas, o povo ainda se       seja levantado, para que todos os que
deixou corromper pela influência estrangei-   crerem tenham Nele a vida eterna" (vv.
ra. O profeta Jeremias o acusou de já estar   14-15). Eva caiu em tentação porque não
habituado ao mal (Jr 13,23). As ameaças       levantou o olhar para Deus. Contemplando
dos profetas não eram levadas a sério. Mas,   o crucificado somos desenvenenados da
tudo indicava sua concretização. A Terra      mentira, serpente que nos roubou o conhe-
Prometida, o rei davídico e o Templo esta-    cimento do Pai. A nossa salvação é crer em
vam prestes a serem afastados do povo, que    Jesus crucificado.
não optou definitivamente pela fidelidade à   Deus ama a todos indistintamente. Ele não
aliança, abandonando o projeto de Deus.       deseja que as pessoas se percam, nem sente
satisfação em condenar alguém. O prazer         quaresmal se preparam mais intensamente
de Deus é salvar a todos; é desarmar a to-      para o novo nascimento; que eles cresçam
dos com a lógica do amor.                       sempre mais na fé e sejam apoiados pelo
A vida de Jesus provoca as pessoas à deci-      nosso testemunho de seguimento sincero a
são. Para João, o julgamento se dá aqui e       Jesus Cristo, nosso Salvador, rezemos:
agora no confronto das pessoas e da soci-       L.2 Pelas paróquias de Águia Branca e Alto
edade com a pessoa e a prática de Jesus.        Rio Novo, que a exemplo de São José, seu
O tempo do julgamento é o momento em            padroeiro, trabalhem pela justiça, cumprin-
que vivemos. Estar a favor da vida é estar      do a vontade de Deus, rezemos
com Jesus. Não estar com Ele é patrocinar       D. Senhor, tudo é vosso dom; de vós es-
a morte. Nicodemos caiu nesta tentação. E       peramos, com fé, a realização dos desejos
todos nós estamos passíveis a ela.              que vós mesmo nos inspirastes. Por Cristo,
Deus se mostra libertador em Jesus. Acre-       nosso Senhor. Amém.
ditar nesse nome é ser a favor da vida em
todas as suas expressões, aproximando-se        10. CAMPANHA DA SOLIDARIEDA-
da luz e seguindo a verdade. No texto de        DE
João, o alto ou elevado é o próprio Jesus       D. Deus, bom e fiel, jamais se cansa de
elevado na cruz. Nascer do alto significa ser   chamar os que erram a uma verdadeira con-
como Jesus nas palavras e nas ações.            versão e que, em Jesus Cristo, levantado
Paulo diz que a fé é o compromisso que          na cruz, nos cura de todo mal, nos ensina a
brota espontâneo em quem se descobre            solidariedade geradora de paz. Que Ele nos
salvo e glorificado. Ter fé é acreditar que     conceda a riqueza da graça para que, re-
fomos criados por Deus pelo e para amor,        novados pelo Espírito Santo possamos
o qual é experimentado na prática das boas      corresponder a seu desígnio de amor eter-
obras preparadas pelo próprio Deus.             no e infinito.
                                                Aclamemos, no Domingo de Ramos e da
08. PROFISSÃO DE FÉ                             Paixão do Senhor, a Jesus Cristo, Deus fei-
D. Creio em Deus...                             to homem, que deu a Vida para nos salvar,
                                                e sejamos generosos partilhando nossos
09. PRECES DA COMUNIDADE                        bens que contribuirão para os fundos de
D. Irmãos e irmãs, ao Senhor façamos nos-       solidariedade diocesano e nacional.
sas preces. A cada pedido rezemos juntos:       Cantando: Erguer as mãos com alegria,
Que a saúde se difunda sobre a terra,           mas repartir também o pão de cada dia!
Senhor!                                         (2x)
L.1 Para que a reflexão sobre a realidade
da saúde no Brasil suscite o espírito frater-   11. APRESENTAÇÃO DOS DONS
no e comunitário das pessoas na atenção         C.1 A Campanha da Fraternidade se ex-
aos enfermos, rezemos:                          pressa concretamente pela oferta de doa-
L.2 Para que a Pastoral da Saúde ganhe          ções em dinheiro na Coleta da Solidarie-
novo dinamismo em nossas realidades, re-        dade. É um gesto concreto de fraternidade
zemos:                                          feito em âmbito nacional, em todas as co-
L.1 Pelos catecúmenos que neste tempo           munidades cristãs, paróquias e dioceses.
Esta coleta será realizada no Domingo de               13. ABRAÇO DA PAZ
Ramos com a entrega dos envelopes. Hoje,               C.2 Em Jesus que nos tornou todos irmãos,
enquanto apresentamos ao Senhor nosso                  saudemo-nos com o abraço da paz.
Dízimo e nossas ofertas, peçamos que Ele               Canto: a escolha
nos abençoe e nos dê a graça de sermos
sempre atentos às necessidades da Igreja               14. ORAÇÃO
e de nossos irmãos e irmãs que precisam                D. Senhor, nosso Deus, nós Vos agra-
de nossa solidariedade.                                decemos por esta celebração. Fortale-
Canto: Bendito és tu... nº 490                         cidos pela Vossa Palavra queremos vi-
                                                       ver aos cuidados de Vossa graça.
12. LOUVOR E AÇÃO DE GRAÇAS                            Iluminai nossa caminhada quaresmal
D. O Senhor esteja convosco!                           para que possamos viver segundo Vos-
Todos: Ele está no meio de nós.                        sa vontade e Vos amar de todo coração.
L.1 Nós vos damos graças ó Pai, por toda               Por Cristo, nosso Senhor. Amém.
a Vossa criação e por tudo o que fizestes
no meio de nós, por meio de Jesus Cristo,              15. AVISOS
nosso Salvador, que nos destes como ima-               D. Vamos começar a preparar as celebra-
gem viva do vosso amor e da vossa bon-                 ções da Semana Santa durante esta sema-
dade.                                                  na.
Todos: Nós vos damos muitas graças,
vos rogamos ó Senhor!                                  16. BÊNÇÃO E DESPEDIDA
L.2 Como expressão do nosso louvor, co-                D. O Senhor esteja conosco.
locamos aqui este sinal da nossa fé: diante            Todos: Ele está no meio de nós.
desta cruz, a comunhão no Vosso amor e                 D. Abençoe-nos o Deus todo poderoso,
nosso desejo de corresponder com mais                  Pai e Filho e Espírito Santo. Amém!
fidelidade à missão que nos destes.
Todos: Nós vos damos muitas...                         16. CANTO
L.1 Enviai sobre nós o Vosso Espírito e                Hino da CF-2012
dai a esta terra que nos é querida uma face
nova. Que haja paz em nossas famílias e
cresça em nossa comunidade a alegria de                             Leituras para a Semana
sermos vossos.
Todos: Nós vos damos muitas...                         2ª (São José) - 2Sm 7, 4-5a.12-14.16 / Sl 88(89)
L.2 Ó Deus, criador do céu e da terra,                     Rm 4, 13.16-18.22 / Mt 1, 16.18-21.24a
toda a nossa louvação, todas estas pre-                3ª Ez 47, 1-9.12 / Sl 45(46) / Jo 5, 1-16
                                                       4ª Is 49, 8-15 / Sl 144(145) / Jo 5, 17-30
ces, chegam a Vós pelas mãos de Jesus                  5ª Ex 32, 7-14 / Sl 105(106) / Jo 5, 31-47
Cristo com quem aprendemos a rezar: Pai                6ª Sb 2, 1a.12-22 / Sl 33(34) / Jo 7, 1-2.10.25-30
Nosso...                                               Sáb.: Jr 11, 18-20 / Sl 7 / Jo 7, 40-53

 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177
   Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br
                 Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br
        Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Marco antonio ripari cadê a família
Marco antonio ripari   cadê a famíliaMarco antonio ripari   cadê a família
Marco antonio ripari cadê a família
Aristoteles Rocha
 
Cantos de são josé
Cantos de são joséCantos de são josé
Cantos de são josé
Maria Dnalda Silva
 
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
Edvaldo Miranda
 
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
Edvaldo Miranda
 
Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...
Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...
Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...
Bernadetecebs .
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
Joary Jossué Carlesso
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
Leigos
 
Publicação
PublicaçãoPublicação
Publicação
Leigos
 
06 11 11
06 11 1106 11 11
Oração
OraçãoOração
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe GesildoCelebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
nsaparecida
 
Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012
Fernando Chapeiro
 
Canta iao senhor
Canta iao senhorCanta iao senhor
Canta iao senhor
Hosana Donadia
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Marcos Magalhães da Silva
 
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semanaRetiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Cris Simoni
 
Dia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e OraçãoDia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e Oração
nsaparecida
 

Mais procurados (16)

Marco antonio ripari cadê a família
Marco antonio ripari   cadê a famíliaMarco antonio ripari   cadê a família
Marco antonio ripari cadê a família
 
Cantos de são josé
Cantos de são joséCantos de são josé
Cantos de são josé
 
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015 1
 
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
Boletim dominical nº 29 fagundes dia 20.09.2015
 
Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...
Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...
Roteiro celebração do grito 2011 - XVII Grito dos Excluídos - Vida em Primeir...
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
 
Publicação
PublicaçãoPublicação
Publicação
 
06 11 11
06 11 1106 11 11
06 11 11
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe GesildoCelebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
Celebração do Dia da Bíblia - Pe Gesildo
 
Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012Voz da Paróquia - Março 2012
Voz da Paróquia - Março 2012
 
Canta iao senhor
Canta iao senhorCanta iao senhor
Canta iao senhor
 
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014Lição 07   Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
Lição 07 Eliseu e o milagre da multiplicação do azeite 16/11/2014
 
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semanaRetiro do Advento_Parte 6_quarta semana
Retiro do Advento_Parte 6_quarta semana
 
Dia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e OraçãoDia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e Oração
 

Destaque

9ª noite do trigo ivete
9ª noite do trigo  ivete9ª noite do trigo  ivete
9ª noite do trigo ivete
Gustavo Scheffer
 
25 12 11
25 12 1125 12 11
04 03 12
04 03 1204 03 12
13 11 11
13 11 1113 11 11
26 02 12
26 02 1226 02 12
25 03 12
25 03 1225 03 12
11 12 11
11 12 1111 12 11

Destaque (7)

9ª noite do trigo ivete
9ª noite do trigo  ivete9ª noite do trigo  ivete
9ª noite do trigo ivete
 
25 12 11
25 12 1125 12 11
25 12 11
 
04 03 12
04 03 1204 03 12
04 03 12
 
13 11 11
13 11 1113 11 11
13 11 11
 
26 02 12
26 02 1226 02 12
26 02 12
 
25 03 12
25 03 1225 03 12
25 03 12
 
11 12 11
11 12 1111 12 11
11 12 11
 

Semelhante a 18 03 12

11 09 11
11 09 1111 09 11
29 01 12
29 01 1229 01 12
02 11 11
02 11 1102 11 11
05 02 12
05 02 1205 02 12
28 08 11
28 08 1128 08 11
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
Leigos
 
Publicação Abril
Publicação AbrilPublicação Abril
Publicação Abril
Leigos
 
4. Abril.pdf
4. Abril.pdf4. Abril.pdf
4. Abril.pdf
Leigos
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
Joary Jossué Carlesso
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Bernadetecebs .
 
A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6A unica via da salvacao joao 14 6
22 02 12
22 02 1222 02 12
01 01 12
01 01 1201 01 12
008 corintios 2º
008 corintios 2º008 corintios 2º
008 corintios 2º
Diógenes Gimenes
 
Cat02
Cat02Cat02
04 09 11
04 09 1104 09 11
Jormi - Jornal Missionário n° 44
Jormi - Jornal Missionário n° 44Jormi - Jornal Missionário n° 44
Jormi - Jornal Missionário n° 44
trabalho como autonomo
 
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênicoSemana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Armin Andreas Hollas
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
José Vieira Dos Santos
 

Semelhante a 18 03 12 (20)

11 09 11
11 09 1111 09 11
11 09 11
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
02 11 11
02 11 1102 11 11
02 11 11
 
05 02 12
05 02 1205 02 12
05 02 12
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
28 08 11
 
Publicação Mensal
Publicação MensalPublicação Mensal
Publicação Mensal
 
Publicação Abril
Publicação AbrilPublicação Abril
Publicação Abril
 
4. Abril.pdf
4. Abril.pdf4. Abril.pdf
4. Abril.pdf
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
15 01 12
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
 
A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6
 
22 02 12
22 02 1222 02 12
22 02 12
 
01 01 12
01 01 1201 01 12
01 01 12
 
008 corintios 2º
008 corintios 2º008 corintios 2º
008 corintios 2º
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
04 09 11
04 09 1104 09 11
04 09 11
 
Jormi - Jornal Missionário n° 44
Jormi - Jornal Missionário n° 44Jormi - Jornal Missionário n° 44
Jormi - Jornal Missionário n° 44
 
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênicoSemana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
 
Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014Hora Santa Vocacional 2014
Hora Santa Vocacional 2014
 

Mais de Gustavo Scheffer

Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Gustavo Scheffer
 
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Gustavo Scheffer
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Gustavo Scheffer
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
Gustavo Scheffer
 
São raimundo de peñafort
São raimundo de peñafortSão raimundo de peñafort
São raimundo de peñafort
Gustavo Scheffer
 
Epifania do senhor
Epifania do senhorEpifania do senhor
Epifania do senhor
Gustavo Scheffer
 
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
Gustavo Scheffer
 
27 11 11
27 11 1127 11 11
24 12 11
24 12 1124 12 11
21 08 11
21 08 1121 08 11
12 10 11
12 10 1112 10 11
08 12 10
08 12 1008 12 10
07 08 11
07 08 1107 08 11

Mais de Gustavo Scheffer (13)

Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
 
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 
São raimundo de peñafort
São raimundo de peñafortSão raimundo de peñafort
São raimundo de peñafort
 
Epifania do senhor
Epifania do senhorEpifania do senhor
Epifania do senhor
 
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
 
27 11 11
27 11 1127 11 11
27 11 11
 
24 12 11
24 12 1124 12 11
24 12 11
 
21 08 11
21 08 1121 08 11
21 08 11
 
12 10 11
12 10 1112 10 11
12 10 11
 
08 12 10
08 12 1008 12 10
08 12 10
 
07 08 11
07 08 1107 08 11
07 08 11
 

18 03 12

  • 1. Nº 1.905 (Ano B/Roxo ou Róseo) - 4º Domingo da Quaresma - 18 de março de 2012 CF/2012: "QUE A SAÚDE SE DIFUNDA SOBRE A TERRA" DEUS NÃO ABANDONA SEU POVO 02. CANTO Pecador, agora é tempo... n° 170 03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO D. Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Amém! D. A graça, o amor e a comunhão da Trin- dade Santa estejam convosco. Todos: Bendito seja Deus que nos reu- niu no amor de Cristo. 04. DEUS NOS PERDOA C.2 Neste Domingo recordamos o encon- tro de Jesus com Nicodemos e recebemos do Senhor o anúncio de sua paixão e en- trega de sua vida como prova de amor a todos nós. Confiantes na salvação ofere- Colocar o carta da CF em destaque: não colocá- cida por Deus em Jesus, cantemos, pedin- lo no ambão e nem no altar. do perdão. Senhor que viestes salvar... nº 189 01. MOTIVAÇÃO D. Deus de bondade, Pai de puro amor, C.1 Irmãs e irmãos sejam todos bem vindos perdoai os nossos pecados e nos a esta celebração. Neste 4° Domingo da conduzais à vida eterna. Amém. Quaresma, chamado liturgicamente o Do- mingo da alegria. A Liturgia da Palavra nos 05. ORAÇÃO convida a uma reflexão profunda sobre a fé D. Deus eterno e todo poderoso, vós e sua ligação com a cruz redentora de Je- que nos destes Jesus Cristo para nos- sus. Confiantes no amor de Deus, iniciemos sa salvação, aumentai em nós o desejo cantando: de conversão para que possamos mor-
  • 2. rer para o pecado e ressurgir para uma O jogo das alianças políticas e das rebeli- vida nova, junto a Vós. Por nosso Se- ões dos notáveis provocava o grande po- nhor Jesus Cristo, Vosso Filho, na uni- der babilônico. E em 586 antes de Cristo dade do Espírito Santo. Amém. acontece o grande exílio, chamado Exílio da Babilônia, que dura até o reinado de 06. DEUS NOS FALA Ciro, rei persa, que venceu o exército babilônico. PRIMEIRA LEITURA: Mas, o texto em questão (vv. 22-23) aponta 2Cr 36, 14-16.19-23 para a esperança, sinal de que nem tudo está perdido por causa das traições do L.1 Leitura do Segundo Livro das Crô- povo. Deus não abandona seu povo. Move nicas. até o espírito de reis pagãos para que seu povo seja libertado. SALMO RESPONSORIAL – 136(137) No evangelho, Nicodemos é a figura de Refrão: Que se prenda a minha língua todos nós que pretendemos ser fiéis ao pro- ao céu da boca, se de ti, Jerusalém, eu jeto de Deus, mas que nem sempre sabe- me esquecer! mos como fazer ou quais são os desdobra- mentos da fidelidade. Ele é membro do SEGUNDA LEITURA: Ef 2, 4-10 Sinédrio, o supremo tribunal que julgará Jesus à morte. Permanecendo no Sinédrio, L.2 Leitura da Carta de São Paulo aos Nicodemos se tornará cúmplice da morte Efésios de Jesus. Ele custou a entender isso e pare- ce que entendeu tarde, pois se encontra EVANGELHO: Jo 3, 14-21 novamente com Jesus somente após a morte deste. CANTO DE ACLAMAÇÃO O evangelho de hoje tem início com a me- Louvor a Vós, ó Cristo, Rei... nº 369 (4° mória da serpente que Moisés, no deserto, Dom. Quaresma) levantou sobre um poste. Quem fosse mor- dido por uma cobra venenosa, ao levantar Proclamação do Evangelho de Jesus o olhar para a serpente de bronze, ficava Cristo segundo João curado. Diz Jesus: "do mesmo modo que Moisés levantou a serpente no deserto, 07. PARTILHANDO A PALAVRA assim é preciso que o Filho do Homem Avisado pelos profetas, o povo ainda se seja levantado, para que todos os que deixou corromper pela influência estrangei- crerem tenham Nele a vida eterna" (vv. ra. O profeta Jeremias o acusou de já estar 14-15). Eva caiu em tentação porque não habituado ao mal (Jr 13,23). As ameaças levantou o olhar para Deus. Contemplando dos profetas não eram levadas a sério. Mas, o crucificado somos desenvenenados da tudo indicava sua concretização. A Terra mentira, serpente que nos roubou o conhe- Prometida, o rei davídico e o Templo esta- cimento do Pai. A nossa salvação é crer em vam prestes a serem afastados do povo, que Jesus crucificado. não optou definitivamente pela fidelidade à Deus ama a todos indistintamente. Ele não aliança, abandonando o projeto de Deus. deseja que as pessoas se percam, nem sente
  • 3. satisfação em condenar alguém. O prazer quaresmal se preparam mais intensamente de Deus é salvar a todos; é desarmar a to- para o novo nascimento; que eles cresçam dos com a lógica do amor. sempre mais na fé e sejam apoiados pelo A vida de Jesus provoca as pessoas à deci- nosso testemunho de seguimento sincero a são. Para João, o julgamento se dá aqui e Jesus Cristo, nosso Salvador, rezemos: agora no confronto das pessoas e da soci- L.2 Pelas paróquias de Águia Branca e Alto edade com a pessoa e a prática de Jesus. Rio Novo, que a exemplo de São José, seu O tempo do julgamento é o momento em padroeiro, trabalhem pela justiça, cumprin- que vivemos. Estar a favor da vida é estar do a vontade de Deus, rezemos com Jesus. Não estar com Ele é patrocinar D. Senhor, tudo é vosso dom; de vós es- a morte. Nicodemos caiu nesta tentação. E peramos, com fé, a realização dos desejos todos nós estamos passíveis a ela. que vós mesmo nos inspirastes. Por Cristo, Deus se mostra libertador em Jesus. Acre- nosso Senhor. Amém. ditar nesse nome é ser a favor da vida em todas as suas expressões, aproximando-se 10. CAMPANHA DA SOLIDARIEDA- da luz e seguindo a verdade. No texto de DE João, o alto ou elevado é o próprio Jesus D. Deus, bom e fiel, jamais se cansa de elevado na cruz. Nascer do alto significa ser chamar os que erram a uma verdadeira con- como Jesus nas palavras e nas ações. versão e que, em Jesus Cristo, levantado Paulo diz que a fé é o compromisso que na cruz, nos cura de todo mal, nos ensina a brota espontâneo em quem se descobre solidariedade geradora de paz. Que Ele nos salvo e glorificado. Ter fé é acreditar que conceda a riqueza da graça para que, re- fomos criados por Deus pelo e para amor, novados pelo Espírito Santo possamos o qual é experimentado na prática das boas corresponder a seu desígnio de amor eter- obras preparadas pelo próprio Deus. no e infinito. Aclamemos, no Domingo de Ramos e da 08. PROFISSÃO DE FÉ Paixão do Senhor, a Jesus Cristo, Deus fei- D. Creio em Deus... to homem, que deu a Vida para nos salvar, e sejamos generosos partilhando nossos 09. PRECES DA COMUNIDADE bens que contribuirão para os fundos de D. Irmãos e irmãs, ao Senhor façamos nos- solidariedade diocesano e nacional. sas preces. A cada pedido rezemos juntos: Cantando: Erguer as mãos com alegria, Que a saúde se difunda sobre a terra, mas repartir também o pão de cada dia! Senhor! (2x) L.1 Para que a reflexão sobre a realidade da saúde no Brasil suscite o espírito frater- 11. APRESENTAÇÃO DOS DONS no e comunitário das pessoas na atenção C.1 A Campanha da Fraternidade se ex- aos enfermos, rezemos: pressa concretamente pela oferta de doa- L.2 Para que a Pastoral da Saúde ganhe ções em dinheiro na Coleta da Solidarie- novo dinamismo em nossas realidades, re- dade. É um gesto concreto de fraternidade zemos: feito em âmbito nacional, em todas as co- L.1 Pelos catecúmenos que neste tempo munidades cristãs, paróquias e dioceses.
  • 4. Esta coleta será realizada no Domingo de 13. ABRAÇO DA PAZ Ramos com a entrega dos envelopes. Hoje, C.2 Em Jesus que nos tornou todos irmãos, enquanto apresentamos ao Senhor nosso saudemo-nos com o abraço da paz. Dízimo e nossas ofertas, peçamos que Ele Canto: a escolha nos abençoe e nos dê a graça de sermos sempre atentos às necessidades da Igreja 14. ORAÇÃO e de nossos irmãos e irmãs que precisam D. Senhor, nosso Deus, nós Vos agra- de nossa solidariedade. decemos por esta celebração. Fortale- Canto: Bendito és tu... nº 490 cidos pela Vossa Palavra queremos vi- ver aos cuidados de Vossa graça. 12. LOUVOR E AÇÃO DE GRAÇAS Iluminai nossa caminhada quaresmal D. O Senhor esteja convosco! para que possamos viver segundo Vos- Todos: Ele está no meio de nós. sa vontade e Vos amar de todo coração. L.1 Nós vos damos graças ó Pai, por toda Por Cristo, nosso Senhor. Amém. a Vossa criação e por tudo o que fizestes no meio de nós, por meio de Jesus Cristo, 15. AVISOS nosso Salvador, que nos destes como ima- D. Vamos começar a preparar as celebra- gem viva do vosso amor e da vossa bon- ções da Semana Santa durante esta sema- dade. na. Todos: Nós vos damos muitas graças, vos rogamos ó Senhor! 16. BÊNÇÃO E DESPEDIDA L.2 Como expressão do nosso louvor, co- D. O Senhor esteja conosco. locamos aqui este sinal da nossa fé: diante Todos: Ele está no meio de nós. desta cruz, a comunhão no Vosso amor e D. Abençoe-nos o Deus todo poderoso, nosso desejo de corresponder com mais Pai e Filho e Espírito Santo. Amém! fidelidade à missão que nos destes. Todos: Nós vos damos muitas... 16. CANTO L.1 Enviai sobre nós o Vosso Espírito e Hino da CF-2012 dai a esta terra que nos é querida uma face nova. Que haja paz em nossas famílias e cresça em nossa comunidade a alegria de Leituras para a Semana sermos vossos. Todos: Nós vos damos muitas... 2ª (São José) - 2Sm 7, 4-5a.12-14.16 / Sl 88(89) L.2 Ó Deus, criador do céu e da terra, Rm 4, 13.16-18.22 / Mt 1, 16.18-21.24a toda a nossa louvação, todas estas pre- 3ª Ez 47, 1-9.12 / Sl 45(46) / Jo 5, 1-16 4ª Is 49, 8-15 / Sl 144(145) / Jo 5, 17-30 ces, chegam a Vós pelas mãos de Jesus 5ª Ex 32, 7-14 / Sl 105(106) / Jo 5, 31-47 Cristo com quem aprendemos a rezar: Pai 6ª Sb 2, 1a.12-22 / Sl 33(34) / Jo 7, 1-2.10.25-30 Nosso... Sáb.: Jr 11, 18-20 / Sl 7 / Jo 7, 40-53 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177 Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.