SlideShare uma empresa Scribd logo
Missão América


Oração


   •     Oração – No sentido teológico significa: Conjunto de palavras que
       expressam um pensamento completo; elevação da alma a Deus; intercessão;
       suplica; convicção que o Pai celeste providencia cuidado sobre nós.
   •    No grego - (proseuché) – Significa “pedir orando” ou “orar orando.


I Samuel 12:23
Quanto a mim, longe de mim que eu peques contra o Senhor, deixando de orar por
vós; antes vos ensinarei o caminho bom e direito.

   01)        Alusão

       Em determinado período Bíblico o povo de Israel estava murmurando
contra o Senhor. E como de costume, pressionavam ao profeta que estivesse
prestando assistência diante de Deus.
       Conquanto que nesse evento que o Profeta Samuel escreveu o versículo
acima, o Senhor se fez notório através de trovões e chuvas, levando o povo a temer
e conseqüentemente revogar a opinião conta o Soberano Mestre.
       A oração é a chave da dispensa de Deus, basta entramos pelo caminho da
meditação que as bênçãos começam serem derramadas em nossas vidas.
     Alguém pode até imaginar que orar seja algo complexo e misterioso; porém
orar é tão simples como conversar com uma pessoa amiga. Posso até dar o
exemplo de uma companhia que passa todo o dia ao nosso lado, o qual não falta
assunto para conversar.
       Da mesma forma acontece em relação a Deus; Ele está conosco todos os
momentos do dia, e geralmente nós só procuramos a sua presença quando estamos
dentro de um templo ou nos momentos de aflição. Mas Deus tem nos
acompanhado a cada segundo da nossa existência e geralmente não entendemos,
chegando ao ponte de pensarmos que Ele vive distante em um céu no infinito.

02) Oração não é um culto nem um tempo estabelecido

Salmo 55:17
De tarde e de manhã e ao meio dia orarei, clamarei; e Ele ouvirá a minha voz.

       O salmista mostra que tinha uma afinidade com o Senhor, de uma maneira
tão profunda a ponto de está a todo o momento conversando e adquirindo
respostas do céu.
       O escritor americano MAX, sempre levava a sua filhinha para um parque
distante do seu apartamento para que a mesma tivesse contato com a natureza e a
vida livre do campo. Um determinado dia quando ele de dirigiu para comprar
sorvete, observou a sua criança com a boca cheia de areia daquele campo, e Max
carinhosamente retirou toda a sujeira da boca lhe dando a doçura do sorvete que
trazia nas mãos.
Missão América



      Levando esse exemplo para o campo espiritual, podemos entender que
Deus tem feito o mesmo conosco nos dias atuais. Ele quer somente adoçar a nossa
boca e retirar a sujeira que trazemos em nossos lábios, e nós como de praxe
queremos continuar com a imundice do pecado.
      Entretanto, Max não deixou de amar a sua criança por comer areia, de forma
que Deus também não deixa de nos amar. Ele limpa a nossa boca e adoça em todo
momento.

Daniel 6:10
Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa, e três
vezes no dia se punha de joelhos e orava, e dava graça, diante do seu Deus como
também antes costumava fazer.

       No versículo acima escrito narra uma adversidade que o profeta Daniel
estava passando na Babilônia, em que os ímpios o odiava por ter uma intima
comunhão com Deus.
       Os babilônicos iludiram ao rei Dario, dizendo que em certo período
ninguém poderia fazer nenhuma petição a nenhum deus, senão ao imperador. Aos
que desobedecesse seria lançado na cova dos leões.
       Mas, Daniel não se abalou, continuou orando e buscando ao Senhor como
fazia anteriormente. Isso mostra que o inimigo das nossas almas não quer que o
homem fale com Deus. Todas as vezes que colocamos o propósito de está na
presença do Senhor, certamente que o inimigo criará situações para interromper a
nossa comunhão.
    • Se fossemos um carro, Deus iria ser o combustível
    • Se fossemos uma terra, Ele com certeza iria nos cultivar
    • Se fossemos um avião, navio ou locomotiva, o Senhor seria o piloto
    Mas somos a sua imagem e semelhança, e com certeza, Ele quer controlar os
    nossos corações através das nossas orações e instruções Bíblicas a cada dia.


03) Posições Para Orar

   A) Orar Deitado –

Salmo 4:4
Pertubai-vos e não pequeis; falai-vos em vosso coração sobre a cama e calai-vos

       Enfatiza o momento que o salmista enfrentava uma dificuldade e não
encontrava posição para buscar a Deus. Um exemplo simples, é quando estamos
acometido por alguma enfermidade e não temos condição física de dobrar os
joelhos diante do Senhor.
       Há uma espécie de planta no deserto conhecida como “Pitacho”; a mesma
cresce apenas com dois copos de água por ano. Isso mostra a força de vontade e o
desejo da vida na natureza. Dessa forma podemos retratar esse exemplo para a
nossa vida, que em determinado momento passamos por grande angustia e falta
Missão América


palavras para adorar a Deus. Mas façamos como o Pitacho, que cresce apenas com
um pouco de água.
      Se faltar oração, podemos resolver o problema apenas com um pouco de
palavras puras diante do Senhor.

   B) Orar de Joelhos

Daniel 6:10
Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa (Ora,
havia no seu quarto janelas abertas da banda de Jerusalém), e três vezes no dia
punha de joelhos e orava, e dava graça diante do seu Deus como também antes
costumava fazer.

       Desta vez fiz questão de mostrar uma partícula de realce (Ora, havia no seu
quarto janelas abertas da banda de Jerusalém), para chamar a sua atenção sobre a
importância que os Judeus tinha para com Jerusalém. Entretanto a nossa Jerusalém
é espiritual, isso significa que Deus está no céu.
       O salmista também foi enfático quando citou o seguinte:

Salmo 121:1
Elevo os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro? O meu socorro vem
do Senhor que fez o céu e a terra.

       Entendemos que o nosso alvo está nas alturas, e não nas artimanhas
terrenas; tudo que o homem faz é imperfeito. Mas nas coisas criadas por Deus,
podemos encontrar perfeição.
       Conheço pessoas que se dobram diante de tudo para adorar, menos na
presença de Deus. Eles podem até dizer que adora, mas as suas praticas não
condizem com a Bíblia, e estão muito longe da realidade espiritual ensinada por
Jesus Cristo.
       Existe um pensamento que diz: “Quantidade não é qualidade”. Em
determinada ocasião é verdade, e em outra não.
       Imagine um restaurante famoso (cinco estrelas), e você pedindo ao garçom
o prato mais caro da casa; e no momento ele lhe servir apenas uma pequena
porção de determinada alimentação, a qual não lhe dar condições de saciar a fome
naquele momento.
       De forma que você reclame ao garçom, e em resposta ele diga: “Quantidade
não é qualidade”. Notoriamente isso não é verdade; temos a obrigação de entregar
a Deus uma quantidade e qualidade maior das nossas ações, especialmente das
nossas orações.

      c)     Orar em Pé e de Mãos Levantadas

I Timoteo 2:8
Quero, pois que os homens orem em todo lugar, levantando as mãos santas, sem ira
nem contenda.
Missão América


       Podemos encontrar outras orações como em “ I Samuel 1:10, 26; no
episódio que Ana, a sua mãe orava e recebeu critica do sacerdote Eli julgando que
ela estava embriagada. Mostra que orar não exige regras nem fanatismo humano, e
sim, pureza de coração nas palavras que dizemos a Deus, bem como sinceridade
nas nossas petições, e agradecimento, tendo por último uma adoração verdadeira
oferecida ao Soberano Criador.

       Conheço a historia de uma senhora que possua uma casa no litoral da
Irlanda; fez uma surpresa a toda comunidade quando apareceu na lista dos que
assinavam para ligar a sua casa na energia elétrica. Já que se tratava de uma
senhora de muitas posses, porém avarenta.
       Entretanto, no dia que o profissional fazia a leitura daquela empresa, na
casa da senhora avarenta, percebeu que o relógio do seu medidor mal tinha saído
do lugar, não havendo como registrar o consumo. Entretanto ele perguntou para
aquela mulher se a sua energia estava em ordem. – Ela respondeu que sim.
       Ele por sua vez tentou entender aquela situação, e a mulher lhe explicou que
só usava a energia elétrica na hora de pegar as velas e acender, vindo apagar a luz
novamente.

       Notoriamente existem milhares de pessoas que em relação a Deus se
comportam dessa forma. Tem a energia do Senhor a sua disposição e não querem
fazer uso, continuando em travas, pensando que as coisas de Deus se acabam.
       Se o homem conhece-se o poder de uma oração, o mundo teria menos caos.
Posso até dizer que na comunidade evangélica existem salvos que temem orar para
não despertar a fúria do inimigo das nossas almas.

       Tem o adágio popular que diz: “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho
come”. Mas um sábio evangélico plagiou da seguinte forma: “ Se correr o bicho
pega, se orar o bicho corre”

04)   Epilogo

        Todos os homens bem sucedidos na Bíblia, foram vitoriosos através da
oração. Existe um fato interessante na Inglaterra, foi quando uma determinada
rainha confessou que temia mais um crente orando, que todo o exercito de sua
nação fortemente.
        Começando do patriarca Abraão, e outros homens como Moisés, Samuel,
Elias, Eliseu e o próprio Jesus Cristo, todos estiveram diante de Deus fervorosos em
oração.

       Conta-se a historia de um homem que fazia parte da orquestra imperial de
uma determinada nação. Entretanto aquele homem nunca havia aprendido sequer
um instrumento, apenas gesticulava no meio da orquestra, e como soldo recebia as
melhores influencias no reinado além de um grande salário.
       Certa feita, o imperado decretou que ouviria todos os músicos tocarem
individualmente. Por sua vez, aquele pobre homem entrou em desespero pela data
Missão América


marcada está próxima, e não havia aprendido o instrumento que ele carregava na
sua bagagem. E no desespero aquele homem suicidou-se.

      Assim se comportam muitos cristãos no seio das suas igrejas, que em
determinado momento fazem parte da grande orquestra de oração, louvando e
adorando ao Grande Rei. Mas quando se pede para orar individualmente, eles não
sabem se quer uma simples palavras do acorde celestial.

      A oração é a lavanca que move a mão de que move a terra. Isso quer dizer
que orar é acessar o amor de Deus em nosso favor.

       Entretanto a melhor posição e situação para se orar devem ser em todo
lugar a toda hora.

          A Oração é um processo e não um evento.
Presbítero – Robson Colaço de Lucena
Webmaster Alice Alves de Lucena
Webmaster – Alisson Alves de Lucena

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
Lourinaldo Serafim
 
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
José Carlos Polozi
 
O quarto de eliseu
O quarto de eliseuO quarto de eliseu
O quarto de eliseu
Instituto Teológico Gamaliel
 
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNOLIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
Lourinaldo Serafim
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
Ebook jesus o nosso modelo
Ebook jesus o nosso modeloEbook jesus o nosso modelo
Ebook jesus o nosso modelo
fabiteodoro
 
Lição 3 - A adoração após a queda
Lição 3 - A adoração após a quedaLição 3 - A adoração após a queda
Lição 3 - A adoração após a queda
Natalino das Neves Neves
 
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Regio Davis
 
23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc b - dia 09.09.2012 - missa...
23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc   b - dia 09.09.2012 - missa...23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc   b - dia 09.09.2012 - missa...
23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc b - dia 09.09.2012 - missa...
saobeneditoesaocristovao
 
Jejum
JejumJejum
2021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 072021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 07
Joel Silva
 
JORMI - Jornal Missionário n° 58
JORMI - Jornal Missionário n° 58JORMI - Jornal Missionário n° 58
JORMI - Jornal Missionário n° 58
trabalho como autonomo
 
2021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 082021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 08
Joel Silva
 
2 o que_te_fez_cair
2 o que_te_fez_cair2 o que_te_fez_cair
2 o que_te_fez_cair
Josenilton Pinheiro Pinheiro
 
Desejosepulcral
DesejosepulcralDesejosepulcral
Desejosepulcral
Pastor Robson Colaço
 
Chamada e Escolha
Chamada e EscolhaChamada e Escolha
Chamada e Escolha
lucena
 
Chamada e escolha
Chamada e escolhaChamada e escolha
Chamada e escolha
Pastor Robson Colaço
 
Jovem
JovemJovem
Jovem
lucena
 
Esaú o profano
Esaú o profanoEsaú o profano
Esaú o profano
Sidinei Kauer
 
Oração que transporta montes gordon lindsay
Oração que transporta montes   gordon lindsayOração que transporta montes   gordon lindsay
Oração que transporta montes gordon lindsay
deusdetdfsoares
 

Mais procurados (20)

LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉLIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
LIÇÃO 03 - ABRAÃO, A ESPERANÇA DO PAI DA FÉ
 
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
[EBD Maranata] Lição 05 - Isaque | Revista Heróis do Antigo Testamento | 05/0...
 
O quarto de eliseu
O quarto de eliseuO quarto de eliseu
O quarto de eliseu
 
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNOLIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
LIÇÃO 05 - CAIM ERA DO MALIGNO
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
19 02 12
 
Ebook jesus o nosso modelo
Ebook jesus o nosso modeloEbook jesus o nosso modelo
Ebook jesus o nosso modelo
 
Lição 3 - A adoração após a queda
Lição 3 - A adoração após a quedaLição 3 - A adoração após a queda
Lição 3 - A adoração após a queda
 
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
Lição 03 - Abraão, a Esperança do Pai da Fé
 
23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc b - dia 09.09.2012 - missa...
23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc   b - dia 09.09.2012 - missa...23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc   b - dia 09.09.2012 - missa...
23º Domingo do Tempo Comum - 09/09/2012 Xxiii tc b - dia 09.09.2012 - missa...
 
Jejum
JejumJejum
Jejum
 
2021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 072021 1º trimestre jovens lição 07
2021 1º trimestre jovens lição 07
 
JORMI - Jornal Missionário n° 58
JORMI - Jornal Missionário n° 58JORMI - Jornal Missionário n° 58
JORMI - Jornal Missionário n° 58
 
2021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 082021 1º trimestre jovens lição 08
2021 1º trimestre jovens lição 08
 
2 o que_te_fez_cair
2 o que_te_fez_cair2 o que_te_fez_cair
2 o que_te_fez_cair
 
Desejosepulcral
DesejosepulcralDesejosepulcral
Desejosepulcral
 
Chamada e Escolha
Chamada e EscolhaChamada e Escolha
Chamada e Escolha
 
Chamada e escolha
Chamada e escolhaChamada e escolha
Chamada e escolha
 
Jovem
JovemJovem
Jovem
 
Esaú o profano
Esaú o profanoEsaú o profano
Esaú o profano
 
Oração que transporta montes gordon lindsay
Oração que transporta montes   gordon lindsayOração que transporta montes   gordon lindsay
Oração que transporta montes gordon lindsay
 

Destaque

Dia Paz
Dia PazDia Paz
Redes Sociais
Redes SociaisRedes Sociais
Redes Sociais
José Calasanz
 
CáLculo+D..
CáLculo+D..CáLculo+D..
CáLculo+D..
guestc61fbf
 
Palestra 24 03 09
Palestra 24 03 09Palestra 24 03 09
Palestra 24 03 09
guestf5b016
 
O Twitter na sala dos 4 anos
O Twitter na sala dos 4 anosO Twitter na sala dos 4 anos
O Twitter na sala dos 4 anos
Ana Dominguez
 
Examen. Luis
Examen. LuisExamen. Luis
Examen. Luis
guest64a51c8
 
M07c Product info PL Rev 0
M07c Product info PL Rev 0M07c Product info PL Rev 0
M07c Product info PL Rev 0
Belinda Price
 
Formato proyectos de aula estado colombiano - proyecto
Formato proyectos de aula estado colombiano - proyectoFormato proyectos de aula estado colombiano - proyecto
Formato proyectos de aula estado colombiano - proyecto
angelmanuel22
 
Pisosd termicos
Pisosd termicosPisosd termicos
Pisosd termicos
Sebastian Polo
 
Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996
Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996
Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996
Otto Krauth
 
Catalogo De Livros
Catalogo De LivrosCatalogo De Livros
Catalogo De Livros
SALE4LESS
 
ApresentaçãO Modelo De GestãO 24 06 2009
ApresentaçãO Modelo De GestãO   24 06 2009ApresentaçãO Modelo De GestãO   24 06 2009
ApresentaçãO Modelo De GestãO 24 06 2009
Instituto de Governo Eletrônico, Inteligências e Sistemas - i3G
 
Institucional Innovation Office
Institucional Innovation OfficeInstitucional Innovation Office
Institucional Innovation Office
Innovation Office
 
áLbum De FotografíAs
áLbum De FotografíAsáLbum De FotografíAs
áLbum De FotografíAs
Paulina
 
Proyecto de vida lerin (ppt)
Proyecto de vida lerin (ppt)Proyecto de vida lerin (ppt)
Proyecto de vida lerin (ppt)
Lerin Ochoa
 
Informatica Arce Ciminera
Informatica Arce CimineraInformatica Arce Ciminera
Informatica Arce Ciminera
micaela123
 
Diapositivas 21 con video y musica
Diapositivas 21 con video y musicaDiapositivas 21 con video y musica
Diapositivas 21 con video y musica
Raquel Ocampo Carreño
 
Festejos de São Benedito 2013
Festejos de São Benedito 2013Festejos de São Benedito 2013
Festejos de São Benedito 2013
Adriano de Paula
 
Lerin Ochoa 4to. PGA
Lerin Ochoa 4to. PGALerin Ochoa 4to. PGA
Lerin Ochoa 4to. PGA
Lerin Ochoa
 

Destaque (20)

Dia Paz
Dia PazDia Paz
Dia Paz
 
Redes Sociais
Redes SociaisRedes Sociais
Redes Sociais
 
CáLculo+D..
CáLculo+D..CáLculo+D..
CáLculo+D..
 
Palestra 24 03 09
Palestra 24 03 09Palestra 24 03 09
Palestra 24 03 09
 
O Twitter na sala dos 4 anos
O Twitter na sala dos 4 anosO Twitter na sala dos 4 anos
O Twitter na sala dos 4 anos
 
Examen. Luis
Examen. LuisExamen. Luis
Examen. Luis
 
My cv
My cvMy cv
My cv
 
M07c Product info PL Rev 0
M07c Product info PL Rev 0M07c Product info PL Rev 0
M07c Product info PL Rev 0
 
Formato proyectos de aula estado colombiano - proyecto
Formato proyectos de aula estado colombiano - proyectoFormato proyectos de aula estado colombiano - proyecto
Formato proyectos de aula estado colombiano - proyecto
 
Pisosd termicos
Pisosd termicosPisosd termicos
Pisosd termicos
 
Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996
Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996
Apple certificate CDmatica 1.1 march 1996
 
Catalogo De Livros
Catalogo De LivrosCatalogo De Livros
Catalogo De Livros
 
ApresentaçãO Modelo De GestãO 24 06 2009
ApresentaçãO Modelo De GestãO   24 06 2009ApresentaçãO Modelo De GestãO   24 06 2009
ApresentaçãO Modelo De GestãO 24 06 2009
 
Institucional Innovation Office
Institucional Innovation OfficeInstitucional Innovation Office
Institucional Innovation Office
 
áLbum De FotografíAs
áLbum De FotografíAsáLbum De FotografíAs
áLbum De FotografíAs
 
Proyecto de vida lerin (ppt)
Proyecto de vida lerin (ppt)Proyecto de vida lerin (ppt)
Proyecto de vida lerin (ppt)
 
Informatica Arce Ciminera
Informatica Arce CimineraInformatica Arce Ciminera
Informatica Arce Ciminera
 
Diapositivas 21 con video y musica
Diapositivas 21 con video y musicaDiapositivas 21 con video y musica
Diapositivas 21 con video y musica
 
Festejos de São Benedito 2013
Festejos de São Benedito 2013Festejos de São Benedito 2013
Festejos de São Benedito 2013
 
Lerin Ochoa 4to. PGA
Lerin Ochoa 4to. PGALerin Ochoa 4to. PGA
Lerin Ochoa 4to. PGA
 

Semelhante a Oração

A verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de Deus
A verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de DeusA verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de Deus
A verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de Deus
PrMarcelo Costa
 
A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2
Antenor Antenor
 
O Poder da Oração - Autores diversos
O Poder da Oração - Autores diversosO Poder da Oração - Autores diversos
O Poder da Oração - Autores diversos
edbtr
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
José Carlos Polozi
 
Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1
Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1
Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1
Luiza Dayana
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Livro ebook-oracao-como-estilo-de-vida
Livro ebook-oracao-como-estilo-de-vidaLivro ebook-oracao-como-estilo-de-vida
Livro ebook-oracao-como-estilo-de-vida
Luis Augusto Guimarães
 
A outra face dos milagres
A outra face dos milagresA outra face dos milagres
A outra face dos milagres
EDUARDO MOURA
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
Éder Tomé
 
Nascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte IINascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte II
Adriano Gonçalves Martins
 
Praticando os cinco tipos de oração
Praticando os cinco tipos de oraçãoPraticando os cinco tipos de oração
Praticando os cinco tipos de oração
baixarlivros1
 
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
AndreLuizMontanheiro
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Carlos Allvarenga
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10
Joel Silva
 
Ele exalta a minha cabeça
Ele exalta a minha cabeçaEle exalta a minha cabeça
Ele exalta a minha cabeça
Carla Machado
 
A. w. pink culto familiar
A. w. pink   culto familiarA. w. pink   culto familiar
A. w. pink culto familiar
Deusdete Soares
 
Morrer para viver
Morrer para viverMorrer para viver
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
Antonio Silva Matias
 
A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!
A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!
A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!
alexandrep7
 
Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014
Gerson G. Ramos
 

Semelhante a Oração (20)

A verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de Deus
A verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de DeusA verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de Deus
A verdadeira adoração revela a grandeza e a glória de Deus
 
A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2A oração do x.tão 2
A oração do x.tão 2
 
O Poder da Oração - Autores diversos
O Poder da Oração - Autores diversosO Poder da Oração - Autores diversos
O Poder da Oração - Autores diversos
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 
Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1
Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1
Ebook 264 oração-como-estilo-de-vida1
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Grandesoracoes pg
 
Livro ebook-oracao-como-estilo-de-vida
Livro ebook-oracao-como-estilo-de-vidaLivro ebook-oracao-como-estilo-de-vida
Livro ebook-oracao-como-estilo-de-vida
 
A outra face dos milagres
A outra face dos milagresA outra face dos milagres
A outra face dos milagres
 
Lição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem CessarLição 13 – Orando sem Cessar
Lição 13 – Orando sem Cessar
 
Nascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte IINascido para Gerar - Parte II
Nascido para Gerar - Parte II
 
Praticando os cinco tipos de oração
Praticando os cinco tipos de oraçãoPraticando os cinco tipos de oração
Praticando os cinco tipos de oração
 
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 13 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosa
 
2021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 102021 1º trimestre jovens lição 10
2021 1º trimestre jovens lição 10
 
Ele exalta a minha cabeça
Ele exalta a minha cabeçaEle exalta a minha cabeça
Ele exalta a minha cabeça
 
A. w. pink culto familiar
A. w. pink   culto familiarA. w. pink   culto familiar
A. w. pink culto familiar
 
Morrer para viver
Morrer para viverMorrer para viver
Morrer para viver
 
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
A entrada, saida, e permanencia de deus na historia humana.
 
A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!
A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!
A mulher do fluxo de sangue, Deus se revela!
 
Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014Discipulado e oração_Respostas_312014
Discipulado e oração_Respostas_312014
 

Mais de Pastor Robson Colaço

Tédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdf
Tédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdfTédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdf
Tédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Guardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdf
Guardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdfGuardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdf
Guardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Verum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdf
Verum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdfVerum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdf
Verum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Pseudocristianismo no contexto atual.pdf
Pseudocristianismo no contexto atual.pdfPseudocristianismo no contexto atual.pdf
Pseudocristianismo no contexto atual.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Amados do Mundo Na Prática do Pecado.pdf
Amados do Mundo Na Prática do Pecado.pdfAmados do Mundo Na Prática do Pecado.pdf
Amados do Mundo Na Prática do Pecado.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdfPropriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdfO Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdfSexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdfGrade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por CristopdfLamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Pastor Robson Colaço
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Pastor Robson Colaço
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Pastor Robson Colaço
 

Mais de Pastor Robson Colaço (20)

Tédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdf
Tédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdfTédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdf
Tédio Sexual Feminino e Relacionamento.pdf
 
Guardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdf
Guardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdfGuardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdf
Guardar Tesouros nos Céu Para Eterniade.pdf
 
Verum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdf
Verum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdfVerum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdf
Verum - Conhecendo a Verdade que Liberta.pdf
 
Pseudocristianismo no contexto atual.pdf
Pseudocristianismo no contexto atual.pdfPseudocristianismo no contexto atual.pdf
Pseudocristianismo no contexto atual.pdf
 
Amados do Mundo Na Prática do Pecado.pdf
Amados do Mundo Na Prática do Pecado.pdfAmados do Mundo Na Prática do Pecado.pdf
Amados do Mundo Na Prática do Pecado.pdf
 
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdfNorma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
Norma de Gênero - Mulheres Heterossexuais, Homossexuais e Bissexuais.pdf
 
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdfPropriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
Propriedade Peculiar de Deus - Rádio Pirauá FM.pdf
 
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdfO Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdfSexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
 
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdfGrade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
 
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por CristopdfLamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
 

Último

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 

Último (14)

9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 

Oração

  • 1. Missão América Oração • Oração – No sentido teológico significa: Conjunto de palavras que expressam um pensamento completo; elevação da alma a Deus; intercessão; suplica; convicção que o Pai celeste providencia cuidado sobre nós. • No grego - (proseuché) – Significa “pedir orando” ou “orar orando. I Samuel 12:23 Quanto a mim, longe de mim que eu peques contra o Senhor, deixando de orar por vós; antes vos ensinarei o caminho bom e direito. 01) Alusão Em determinado período Bíblico o povo de Israel estava murmurando contra o Senhor. E como de costume, pressionavam ao profeta que estivesse prestando assistência diante de Deus. Conquanto que nesse evento que o Profeta Samuel escreveu o versículo acima, o Senhor se fez notório através de trovões e chuvas, levando o povo a temer e conseqüentemente revogar a opinião conta o Soberano Mestre. A oração é a chave da dispensa de Deus, basta entramos pelo caminho da meditação que as bênçãos começam serem derramadas em nossas vidas. Alguém pode até imaginar que orar seja algo complexo e misterioso; porém orar é tão simples como conversar com uma pessoa amiga. Posso até dar o exemplo de uma companhia que passa todo o dia ao nosso lado, o qual não falta assunto para conversar. Da mesma forma acontece em relação a Deus; Ele está conosco todos os momentos do dia, e geralmente nós só procuramos a sua presença quando estamos dentro de um templo ou nos momentos de aflição. Mas Deus tem nos acompanhado a cada segundo da nossa existência e geralmente não entendemos, chegando ao ponte de pensarmos que Ele vive distante em um céu no infinito. 02) Oração não é um culto nem um tempo estabelecido Salmo 55:17 De tarde e de manhã e ao meio dia orarei, clamarei; e Ele ouvirá a minha voz. O salmista mostra que tinha uma afinidade com o Senhor, de uma maneira tão profunda a ponto de está a todo o momento conversando e adquirindo respostas do céu. O escritor americano MAX, sempre levava a sua filhinha para um parque distante do seu apartamento para que a mesma tivesse contato com a natureza e a vida livre do campo. Um determinado dia quando ele de dirigiu para comprar sorvete, observou a sua criança com a boca cheia de areia daquele campo, e Max carinhosamente retirou toda a sujeira da boca lhe dando a doçura do sorvete que trazia nas mãos.
  • 2. Missão América Levando esse exemplo para o campo espiritual, podemos entender que Deus tem feito o mesmo conosco nos dias atuais. Ele quer somente adoçar a nossa boca e retirar a sujeira que trazemos em nossos lábios, e nós como de praxe queremos continuar com a imundice do pecado. Entretanto, Max não deixou de amar a sua criança por comer areia, de forma que Deus também não deixa de nos amar. Ele limpa a nossa boca e adoça em todo momento. Daniel 6:10 Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa, e três vezes no dia se punha de joelhos e orava, e dava graça, diante do seu Deus como também antes costumava fazer. No versículo acima escrito narra uma adversidade que o profeta Daniel estava passando na Babilônia, em que os ímpios o odiava por ter uma intima comunhão com Deus. Os babilônicos iludiram ao rei Dario, dizendo que em certo período ninguém poderia fazer nenhuma petição a nenhum deus, senão ao imperador. Aos que desobedecesse seria lançado na cova dos leões. Mas, Daniel não se abalou, continuou orando e buscando ao Senhor como fazia anteriormente. Isso mostra que o inimigo das nossas almas não quer que o homem fale com Deus. Todas as vezes que colocamos o propósito de está na presença do Senhor, certamente que o inimigo criará situações para interromper a nossa comunhão. • Se fossemos um carro, Deus iria ser o combustível • Se fossemos uma terra, Ele com certeza iria nos cultivar • Se fossemos um avião, navio ou locomotiva, o Senhor seria o piloto Mas somos a sua imagem e semelhança, e com certeza, Ele quer controlar os nossos corações através das nossas orações e instruções Bíblicas a cada dia. 03) Posições Para Orar A) Orar Deitado – Salmo 4:4 Pertubai-vos e não pequeis; falai-vos em vosso coração sobre a cama e calai-vos Enfatiza o momento que o salmista enfrentava uma dificuldade e não encontrava posição para buscar a Deus. Um exemplo simples, é quando estamos acometido por alguma enfermidade e não temos condição física de dobrar os joelhos diante do Senhor. Há uma espécie de planta no deserto conhecida como “Pitacho”; a mesma cresce apenas com dois copos de água por ano. Isso mostra a força de vontade e o desejo da vida na natureza. Dessa forma podemos retratar esse exemplo para a nossa vida, que em determinado momento passamos por grande angustia e falta
  • 3. Missão América palavras para adorar a Deus. Mas façamos como o Pitacho, que cresce apenas com um pouco de água. Se faltar oração, podemos resolver o problema apenas com um pouco de palavras puras diante do Senhor. B) Orar de Joelhos Daniel 6:10 Daniel, pois, quando soube que a escritura estava assinada, entrou em sua casa (Ora, havia no seu quarto janelas abertas da banda de Jerusalém), e três vezes no dia punha de joelhos e orava, e dava graça diante do seu Deus como também antes costumava fazer. Desta vez fiz questão de mostrar uma partícula de realce (Ora, havia no seu quarto janelas abertas da banda de Jerusalém), para chamar a sua atenção sobre a importância que os Judeus tinha para com Jerusalém. Entretanto a nossa Jerusalém é espiritual, isso significa que Deus está no céu. O salmista também foi enfático quando citou o seguinte: Salmo 121:1 Elevo os meus olhos para os montes, de onde vem o meu socorro? O meu socorro vem do Senhor que fez o céu e a terra. Entendemos que o nosso alvo está nas alturas, e não nas artimanhas terrenas; tudo que o homem faz é imperfeito. Mas nas coisas criadas por Deus, podemos encontrar perfeição. Conheço pessoas que se dobram diante de tudo para adorar, menos na presença de Deus. Eles podem até dizer que adora, mas as suas praticas não condizem com a Bíblia, e estão muito longe da realidade espiritual ensinada por Jesus Cristo. Existe um pensamento que diz: “Quantidade não é qualidade”. Em determinada ocasião é verdade, e em outra não. Imagine um restaurante famoso (cinco estrelas), e você pedindo ao garçom o prato mais caro da casa; e no momento ele lhe servir apenas uma pequena porção de determinada alimentação, a qual não lhe dar condições de saciar a fome naquele momento. De forma que você reclame ao garçom, e em resposta ele diga: “Quantidade não é qualidade”. Notoriamente isso não é verdade; temos a obrigação de entregar a Deus uma quantidade e qualidade maior das nossas ações, especialmente das nossas orações. c) Orar em Pé e de Mãos Levantadas I Timoteo 2:8 Quero, pois que os homens orem em todo lugar, levantando as mãos santas, sem ira nem contenda.
  • 4. Missão América Podemos encontrar outras orações como em “ I Samuel 1:10, 26; no episódio que Ana, a sua mãe orava e recebeu critica do sacerdote Eli julgando que ela estava embriagada. Mostra que orar não exige regras nem fanatismo humano, e sim, pureza de coração nas palavras que dizemos a Deus, bem como sinceridade nas nossas petições, e agradecimento, tendo por último uma adoração verdadeira oferecida ao Soberano Criador. Conheço a historia de uma senhora que possua uma casa no litoral da Irlanda; fez uma surpresa a toda comunidade quando apareceu na lista dos que assinavam para ligar a sua casa na energia elétrica. Já que se tratava de uma senhora de muitas posses, porém avarenta. Entretanto, no dia que o profissional fazia a leitura daquela empresa, na casa da senhora avarenta, percebeu que o relógio do seu medidor mal tinha saído do lugar, não havendo como registrar o consumo. Entretanto ele perguntou para aquela mulher se a sua energia estava em ordem. – Ela respondeu que sim. Ele por sua vez tentou entender aquela situação, e a mulher lhe explicou que só usava a energia elétrica na hora de pegar as velas e acender, vindo apagar a luz novamente. Notoriamente existem milhares de pessoas que em relação a Deus se comportam dessa forma. Tem a energia do Senhor a sua disposição e não querem fazer uso, continuando em travas, pensando que as coisas de Deus se acabam. Se o homem conhece-se o poder de uma oração, o mundo teria menos caos. Posso até dizer que na comunidade evangélica existem salvos que temem orar para não despertar a fúria do inimigo das nossas almas. Tem o adágio popular que diz: “Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come”. Mas um sábio evangélico plagiou da seguinte forma: “ Se correr o bicho pega, se orar o bicho corre” 04) Epilogo Todos os homens bem sucedidos na Bíblia, foram vitoriosos através da oração. Existe um fato interessante na Inglaterra, foi quando uma determinada rainha confessou que temia mais um crente orando, que todo o exercito de sua nação fortemente. Começando do patriarca Abraão, e outros homens como Moisés, Samuel, Elias, Eliseu e o próprio Jesus Cristo, todos estiveram diante de Deus fervorosos em oração. Conta-se a historia de um homem que fazia parte da orquestra imperial de uma determinada nação. Entretanto aquele homem nunca havia aprendido sequer um instrumento, apenas gesticulava no meio da orquestra, e como soldo recebia as melhores influencias no reinado além de um grande salário. Certa feita, o imperado decretou que ouviria todos os músicos tocarem individualmente. Por sua vez, aquele pobre homem entrou em desespero pela data
  • 5. Missão América marcada está próxima, e não havia aprendido o instrumento que ele carregava na sua bagagem. E no desespero aquele homem suicidou-se. Assim se comportam muitos cristãos no seio das suas igrejas, que em determinado momento fazem parte da grande orquestra de oração, louvando e adorando ao Grande Rei. Mas quando se pede para orar individualmente, eles não sabem se quer uma simples palavras do acorde celestial. A oração é a lavanca que move a mão de que move a terra. Isso quer dizer que orar é acessar o amor de Deus em nosso favor. Entretanto a melhor posição e situação para se orar devem ser em todo lugar a toda hora. A Oração é um processo e não um evento. Presbítero – Robson Colaço de Lucena Webmaster Alice Alves de Lucena Webmaster – Alisson Alves de Lucena