SlideShare uma empresa Scribd logo
Nº 1.889 - (Ano B/Roxo ou Róseo) 3º Domingo do Advento 11 de dezembro de 2011

                         Dia da Coleta para a Evangelização

              NA ALEGRIA, ESPEREMOS O SENHOR!

                                                (2x), mais uma vez repito: alegrai-vos
                                                sempre no Senhor!
                                                C.1: A terceira vela, que acenderemos na
                                                Coroa do Advento, nos fará sentir que já
                                                percorremos um bom caminho de prepa-
                                                ração para o Natal.
                                                C.2 Cheios do Espírito do Senhor, cante-
                                                mos, iniciando nossa celebração.

                                                02. CANTO (fazer cópias)
                                                O Espírito do Senhor repousa sobre
                                                mim,/ o Espírito do Senhor me esco-
                                                lheu e me enviou.
                                                1. Para dilatar o seu Reino entre as na-
                                                ções,/ para anunciar a Boa Nova aos seus
                                                pobres,/ para proclamar a alegria e apaz:/
                                                exulto de alegria em Deus, meu Salvador.
– Enquanto as pessoas vão chegando, pode-se     2. Para dilatar o seu Reino entre as na-
cantar o refrão:                                ções,/ consolar os corações esmagados
Abra a porta, abra a janela, venha ver quem é
que vem! É Jesus que vem chegando, Ele é o      pela dor;/ para proclamar sua graça e sal-
nosso bem!                                      vação,/ acolher quem sofre e chora sem
                                                apoio e sem consolo.
01. MOTIVAÇÃO                                   3. Para dilatar o seu Reino entre as na-
C.1 "Alegrai-vos sempre no Senhor! De           ções,/ para anunciar a libertação e a salva-
novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor         ção;/ para anunciar seu amor e seu per-
está perto".                                    dão,/ para celebrar a sua glória entre os
C.2 Este Terceiro Domingo do Advento é o        povos.
Domingo da alegria pela proximidade do
Senhor.                                         03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO
Refrão: Alegrai-vos sempre no Senhor            D. Exultantes de alegria no Senhor, sau-
demos a família divina: Em nome do Pai,         graça do Senhor e da chegada do Messias.
do Filho e do Espírito Santo. Amém.             Ouçamos com atenção.
D. O Deus que faz repousar seu Espírito
sobre nós, na espera confiante do Salva-        PRIMEIRA LEITURA: Is 61,1-2a.10-11
dor, esteja sempre convosco.
Todos: Bendito seja Deus...                     L.1 Leitura do Livro do Profeta Isaías.
                                                SALMO RESPONSORIAL: Lc 1
04. ACENDIMENTO DA 3ª VELA                      (Magnificat)
(Uma grávida acende a 3ª vela da Coroa do       Refrão: A minh'alma se alegra no meu
Advento, enquanto a assembleia canta a 3ª es-
trofe do canto 136)                             Deus.
C.1 A terceira vela acesa nos convida à ale-
                                                SEGUNDA LEITURA: 1Ts 5, 16-24
gria e ao júbilo pela aproximação da che-
gada de Jesus. Nosso coração transborda         L.2 Leitura da Primeira Carta de São
de alegria pela proximidade da chegada do       Paulo aos Tessalonicenses.
Salvador. Esta vela lembra ainda a alegria
                                                EVANGELHO: Jo 1, 6-8.19-28
celebrada pelo rei Davi no cumprimento da
promessa de Deus que, agora, está se cum-       CANTO DE ACLAMAÇÃO
prindo em Maria.                                Aleluia, Aleluia, Aleluia.
                                                Solo: O Espírito do Senhor sobre mim fez
05. DEUS NOS PERDOA                             a sua unção, enviou-me aos empobreci-
D. "Afastai-vos de toda espécie de mal-         dos a fazer feliz proclamação.
dade! Tudo aquilo que sois seja conser-
vado sem mancha alguma para a vinda             Proclamação do Evangelho de Jesus
de nosso Senhor Jesus Cristo!" Nos lem-         Cristo segundo João.
bra Paulo na liturgia de hoje. Façamos um       (Um grupo da comunidade poderia encenar o
                                                evangelho. Cada personagem pode ser carac-
instante de silêncio, inclinemos nossa cabe-    terizada e assim permanecer toda a celebração,
ça e cubramos nosso rosto com as mãos,          compondo naturalmente, a equipe de celebração).
pedindo perdão dos nossos pecados.
D. Confessemos os nossos pecados: Con-          08. PARTILHANDO A PALAVRA
fesso a Deus...                                 O profeta Isaías, enviado por Deus, conta
                                                sua vocação: "O Espírito do Senhor Deus
06. ORAÇÃO                                      está sobre mim, porque o Senhor me un-
D. Ó Deus do Universo, o Vosso povo             giu; enviou-me a anunciar a Boa-Nova
prepara, fervoroso, o Natal do Senhor.          aos pobres, a curar as feridas do cora-
Dai-nos a graça de trilhar com alegria          ção e proclamar a liberdade aos cativos,
o caminho que Ele nos abriu e celebrar          a libertação aos que são presos e a pro-
sempre o Vosso louvor. Por Cristo, nos-         clamar um ano de graça do Senhor".
so Senhor! Amém.                                Os reis eram ungidos com óleo; porém, é o
                                                Espírito do Senhor que unge o profeta. Os
07. DEUS NOS FALA                               enlutados de Sião, destinatários desta pa-
C.2 Hoje a Palavra do Senhor fala de ale-       lavra, são convidados a se regozijarem. Não
gria, esperança, promessa de justiça, cura      se trata só de uma libertação política, mas,
de feridas, redenção aos cativos, tempo da      sobretudo, de uma libertação espiritual. A
escravidão a que Israel esteve submetido        09. PROFISSÃO DE FÉ
foi um tempo de conversão a Deus.               D. Professemos nossa fé no "Senhor que
A vocação e a missão do profeta condu-          fará germinar a justiça e a sua glória
zem à exultação de alegria. O profeta entoa     diante de todas as nações". Creio em
seu Magnificat e serve-se das imagens de        Deus...
festa (vestimentas, joias): "A própria terra
faz brotar sua vegetação". A alegria é          10. PRECES DA COMUNIDADE
profunda. Não apenas exterior. É inocên-        D. Nosso Deus é um Deus que salva. Po-
cia, salvação e justiça que exprimem esse       demos falar-lhe com o coração aberto e
louvor.                                         cheio de confiança, através de nossas pre-
A Bíblia é fermento de mudança social. O        ces.
Advento é um tempo de preparação para           L.1 Que a vida dos membros da nossa co-
celebrar o nascimento do Rei num estábu-        munidade seja um alegre e real anúncio de
lo. A comunidade preocupa-se em anunci-         libertação para os pobres, os que sofrem,
ar à humanidade um projeto de libertação        os oprimidos por qualquer forma de escra-
total dos homens e das mulheres de nosso        vidão, rezemos ao Senhor.
tempo.                                          L.2 Por nosso bispo Dom Zanoni que no
A primeira Carta aos Tessalonicenses é o        dia 15 completará quatro anos de pastoreio
primeiro escrito do Novo Testamento. A          em nossa diocese, rezemos ao Senhor.
palavra-chave dessa epístola de São Paulo       L.1 Que a Coleta da Evangelização de hoje
é "Evangelho". Para São Paulo, a Boa-Nova       seja sinal concreto de participação no anún-
de Jesus Cristo era verdadeiramente boa,        cio do evangelho, rezemos ao Senhor.
pois se destinava à salvação de todos. Em-      (preces espontâneas)
bora os tessalonicenses precisassem corri-
gir sua conduta em alguns aspectos da vida, a   11.     CAMPANHA            PARA      A
disposição fundamental deles era louvável.      EVANGELIZAÇÃO
                                                C.1 Dentre os objetivos da Campanha para
"Ficai sempre alegres!" Por quê? Para ele
                                                a Evangelização destacamos:
a alegria é um elemento constitutivo do Reino
                                                C.2 "Garantir que a Igreja tenha recur-
de Deus entre todos (Rm 14,17). É fruto
                                                sos para o trabalho de Evangelização nas
do Espírito no coração dos cristãos (Gl
                                                regiões pobres como a Amazônia e a pe-
5,22). Ela se mantém em meio às persegui-
                                                riferia das grandes cidades ou nas ações
ções (1Ts 1, 6) até o martírio (Fl 2, 17-18).
                                                das pastorais das CEBs e ajudar na ma-
Ela é, portanto, normal e não um acessório.     nutenção da própria CNBB".
Não é circunstancial. É preciso alegrar-se      Refrão: Vem Senhor, vem nos salvar,
sempre. Essa alegria é plena porque está        com o teu povo vem caminhar. (2x)
"com o Senhor". O futuro ilumina o presen-      D. Oremos: (pausa): Senhor Jesus Cris-
te: é possível regozijar-se, porque "o Se-      to, Vós nos deixastes a missão de
nhor está próximo" (Fl 4, 5).                   evangelizar. Ajudai-nos a sentir a bele-
A alegria acompanha a aproximação do            za de crer em Vós. Despertai em nós a
Natal. Há muitos motivos para vivermos          consciência da grandeza da missão.
felizes, alegres. Mas, infelizmente, fugimos    Renovai o ardor e a responsabilidade
ou resistimos à alegria. Entreguemo-nos à       dos cristãos na participação da obra da
alegria que brota do amor a Deus!               evangelização. Dai-nos um coração ge-
neroso para colaborar espiritual e ma-                 Senhora de Guadalupe, padroeira da Amé-
terialmente na missão. Com nossa                       rica Latina. No dia 13 recordamos o martí-
oferta, feita com alegria, testemunha-                 rio de Santa Luzia, padroeira de muitas co-
mos a alegria de sermos vossa Igreja                   munidades em nossa diocese.
discípula missionária. Amém!
                                                       17. BÊNÇÃO E DESPEDIDA
12. APRESENTAÇÃO DOS DONS                              D. O Senhor esteja convosco...
C.1 Façamos hoje nossa oferta para a Cam-              D. Que Deus onipotente e misericordioso
panha para a Evangelização. Com esse                   vos ilumine com o Advento do seu Filho, em
espírito de solidariedade e testemunho, os             cuja vinda credes e cuja volta esperais, e
recursos arrecadados, em todo o Brasil,                derrame sobre vós as suas bênçãos.
serão repartidos priorizando sempre as                 Todos: Amém!
regiões mais carentes e as necessidades mais           D. Que durante esta vida ele vos torne fir-
urgentes. Ofertemos durante o nosso canto.             mes na fé, alegres na esperança e solícitos
Do céu vai descer o Cordeiro... nº 478                 na caridade.
                                                       Todos: Amém!
13. PAI NOSSO                                          D. Alegrando-nos agora pela vinda do Sal-
D. "Rezai sem cessar... Aquele que vos                 vador feito homem, sejais recompensados
chamou é fiel", fala-nos São Paulo na Se-              com a vida eterna, quando vier de novo em
gunda Leitura. Rezemos com confiança:                  sua glória.
Pai nosso...                                           Todos: Amém!
                                                       D. Abençoe-nos Deus todo-poderoso, Pai
14. ABRAÇO DA PAZ                                      e Filho e Espírito Santo.
D. Na alegre expectativa pela chegada do               Todos: Amém!
Salvador, saudemo-nos uns aos outros.                  D. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe.
                                                       Todos: Graças a Deus!
15. ORAÇÃO
D. Nós Vos louvamos, Deus de bonda-                    18. CANTO
de, porque nos alegrastes na mesa da                   Eu quero ver... nº 772
Vossa Palavra. Que a Vossa misericór-
dia nos acompanhe, nos torne portado-
res da boa nova da libertação e nos pre-
pare para as festas que se aproximam.
Por Cristo, nosso Senhor! Amém.
                                                            Leituras para a 3ª Semana do Advento

16. AVISOS                                             2ª Gl 4, 4-7 / Sl 95(96) / Lc 1, 39-47
D. Vamos nos preparar de maneira ade-                  3ª Sf 3, 1-2.9-13 / Sl 33(34) / Mt 21, 28-32
                                                       4ª Is 45, 6b-8.18.21b-25 / Sl 84(85) / Lc 7, 19-23
quada para o Santo Natal participando da               5ª Is 54, 1-10 / Sl 29 (30) / Lc 7, 24-30
Novena e fazendo a nossa Confissão.                    6ª Is 56, 1-3a.6-8 / Sl 66(67) / Jo 5, 33-36
– Amanhã celebramos a festa de Nossa                   Sáb.: Gn 49, 2.8-10 / Sl 71(72( / Mt 1, 1-17

 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177
   Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br
                 Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br
        Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusOficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Bernadetecebs .
 
Lição 9 - Um Chamado à Adoração e um Alerta
Lição 9 - Um Chamado à Adoração e um AlertaLição 9 - Um Chamado à Adoração e um Alerta
Lição 9 - Um Chamado à Adoração e um Alerta
Éder Tomé
 
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao SenhorLição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Éder Tomé
 
Folheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom TcFolheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom Tc
Antonio de Lima
 
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completoLivro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Bernadetecebs .
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
Folheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom TcFolheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom Tc
Antonio de Lima
 
Dia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e OraçãoDia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e Oração
nsaparecida
 
Uma voz
Uma vozUma voz
Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011
Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011
Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011
joaquim2010_2011
 
Oração, cura e restauração_1242014_GGR
Oração, cura e restauração_1242014_GGROração, cura e restauração_1242014_GGR
Oração, cura e restauração_1242014_GGR
Gerson G. Ramos
 
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Gustavo Scheffer
 
24 12 11
24 12 1124 12 11
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao SenhorLição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Éder Tomé
 
46 - boletim da ipbjn - 09-12-2012
46 - boletim da ipbjn - 09-12-201246 - boletim da ipbjn - 09-12-2012
46 - boletim da ipbjn - 09-12-2012
Erikson Araújo
 
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de LivretoCelebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
nsaparecida
 
2009 07-12, xv domingo do tempo comum
2009 07-12, xv domingo do tempo comum2009 07-12, xv domingo do tempo comum
2009 07-12, xv domingo do tempo comum
leniogravacoes
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
21052012
2105201221052012
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
Gustavo Scheffer
 

Mais procurados (20)

Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de DeusOficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
Oficio Divino das Comunidades - Oração do Povo de Deus
 
Lição 9 - Um Chamado à Adoração e um Alerta
Lição 9 - Um Chamado à Adoração e um AlertaLição 9 - Um Chamado à Adoração e um Alerta
Lição 9 - Um Chamado à Adoração e um Alerta
 
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao SenhorLição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
 
Folheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom TcFolheto 1745 17º Dom Tc
Folheto 1745 17º Dom Tc
 
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completoLivro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
Livro ODC -oficio-divino-das-comunidades-completo
 
29 01 12
29 01 1229 01 12
29 01 12
 
Folheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom TcFolheto 1746 18º Dom Tc
Folheto 1746 18º Dom Tc
 
Dia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e OraçãoDia da Bíblia e Oração
Dia da Bíblia e Oração
 
Uma voz
Uma vozUma voz
Uma voz
 
Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011
Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011
Ano 2 boletim informativo 8_agosto 2011
 
Oração, cura e restauração_1242014_GGR
Oração, cura e restauração_1242014_GGROração, cura e restauração_1242014_GGR
Oração, cura e restauração_1242014_GGR
 
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
Folheto Litúrgico do mês de fevereiro 2014
 
24 12 11
24 12 1124 12 11
24 12 11
 
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao SenhorLição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
Lição 10 - Rendendo Graças ao Senhor
 
46 - boletim da ipbjn - 09-12-2012
46 - boletim da ipbjn - 09-12-201246 - boletim da ipbjn - 09-12-2012
46 - boletim da ipbjn - 09-12-2012
 
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de LivretoCelebração Sirlene - Formato de Livreto
Celebração Sirlene - Formato de Livreto
 
2009 07-12, xv domingo do tempo comum
2009 07-12, xv domingo do tempo comum2009 07-12, xv domingo do tempo comum
2009 07-12, xv domingo do tempo comum
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
21052012
2105201221052012
21052012
 
2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum2º domingo do tempo comum
2º domingo do tempo comum
 

Destaque

Missa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tardeMissa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tarde
Gustavo Scheffer
 
Missa 26 02 de manhã
Missa 26 02 de manhãMissa 26 02 de manhã
Missa 26 02 de manhã
Gustavo Scheffer
 
18 03 12
18 03 1218 03 12
9ª noite do trigo ivete
9ª noite do trigo  ivete9ª noite do trigo  ivete
9ª noite do trigo ivete
Gustavo Scheffer
 
04 03 12
04 03 1204 03 12
26 02 12
26 02 1226 02 12
25 03 12
25 03 1225 03 12
19 02 12
19 02 1219 02 12
11 03 12
11 03 1211 03 12
13 11 11
13 11 1113 11 11
06 11 11
06 11 1106 11 11
12 02 12
12 02 1212 02 12
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Gustavo Scheffer
 
12 10 11
12 10 1112 10 11
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Gustavo Scheffer
 

Destaque (15)

Missa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tardeMissa 26 02 de tarde
Missa 26 02 de tarde
 
Missa 26 02 de manhã
Missa 26 02 de manhãMissa 26 02 de manhã
Missa 26 02 de manhã
 
18 03 12
18 03 1218 03 12
18 03 12
 
9ª noite do trigo ivete
9ª noite do trigo  ivete9ª noite do trigo  ivete
9ª noite do trigo ivete
 
04 03 12
04 03 1204 03 12
04 03 12
 
26 02 12
26 02 1226 02 12
26 02 12
 
25 03 12
25 03 1225 03 12
25 03 12
 
19 02 12
19 02 1219 02 12
19 02 12
 
11 03 12
11 03 1211 03 12
11 03 12
 
13 11 11
13 11 1113 11 11
13 11 11
 
06 11 11
06 11 1106 11 11
06 11 11
 
12 02 12
12 02 1212 02 12
12 02 12
 
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do SenhorDomingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
Domingo 01/02/2014 - Apresentação do Senhor
 
12 10 11
12 10 1112 10 11
12 10 11
 
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
Folheto Litúrgico do Mês de Março 2014
 

Semelhante a 11 12 11

MISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptxMISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptx
DanielleHashimoto
 
04 12 11
04 12 1104 12 11
28 08 11
28 08 1128 08 11
22 01 12
22 01 1222 01 12
Cat02
Cat02Cat02
08 01 12
08 01 1208 01 12
11 12-2011[1]
11 12-2011[1]11 12-2011[1]
11 12-2011[1]
Nuno Bessa
 
Advento: tempo de espera
Advento: tempo de esperaAdvento: tempo de espera
Advento: tempo de espera
Fábio Vasconcelos
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Fernando Chapeiro
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
jesmioma
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Bernadetecebs .
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênicoSemana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Armin Andreas Hollas
 
2009 07-26, xvii domingo do tempo comum
2009 07-26, xvii domingo do tempo comum2009 07-26, xvii domingo do tempo comum
2009 07-26, xvii domingo do tempo comum
leniogravacoes
 
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Bernadetecebs .
 
22 02 12
22 02 1222 02 12
16 12-2012
16 12-201216 12-2012
16 12-2012
Nuno Bessa
 
Segundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja Luterana
Segundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja LuteranaSegundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja Luterana
Segundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja Luterana
Josemar da Silva Alves Bonho
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
ParoquiaSantoAntonio3
 

Semelhante a 11 12 11 (20)

MISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptxMISSA 3DADVENTO.pptx
MISSA 3DADVENTO.pptx
 
04 12 11
04 12 1104 12 11
04 12 11
 
28 08 11
28 08 1128 08 11
28 08 11
 
22 01 12
22 01 1222 01 12
22 01 12
 
Cat02
Cat02Cat02
Cat02
 
08 01 12
08 01 1208 01 12
08 01 12
 
11 12-2011[1]
11 12-2011[1]11 12-2011[1]
11 12-2011[1]
 
Advento: tempo de espera
Advento: tempo de esperaAdvento: tempo de espera
Advento: tempo de espera
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
 
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011Voz da Paróquia - Dezembro 2011
Voz da Paróquia - Dezembro 2011
 
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...Celebração nas Comunidades  Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas  feve...
Celebração nas Comunidades Eclesiais de Base - (Quarta-Feira de Cinzas feve...
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênicoSemana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
Semana de oração pela unidade dos cristãos; culto ecumênico
 
2009 07-26, xvii domingo do tempo comum
2009 07-26, xvii domingo do tempo comum2009 07-26, xvii domingo do tempo comum
2009 07-26, xvii domingo do tempo comum
 
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...Missões no setor 2 das ce bs   paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
Missões no setor 2 das ce bs paróquia coração de jesus - diocese de sjcampo...
 
22 02 12
22 02 1222 02 12
22 02 12
 
16 12-2012
16 12-201216 12-2012
16 12-2012
 
Segundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja Luterana
Segundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja LuteranaSegundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja Luterana
Segundo Domingo no Advento - Ano B - Igreja Luterana
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
1 DIA NOVENA 061222.ppt NOVENA SANTO ANT
 

Mais de Gustavo Scheffer

São raimundo de peñafort
São raimundo de peñafortSão raimundo de peñafort
São raimundo de peñafort
Gustavo Scheffer
 
Epifania do senhor
Epifania do senhorEpifania do senhor
Epifania do senhor
Gustavo Scheffer
 
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
Gustavo Scheffer
 
21 08 11
21 08 1121 08 11
15 01 12
15 01 1215 01 12
11 09 11
11 09 1111 09 11
08 12 10
08 12 1008 12 10
07 08 11
07 08 1107 08 11

Mais de Gustavo Scheffer (8)

São raimundo de peñafort
São raimundo de peñafortSão raimundo de peñafort
São raimundo de peñafort
 
Epifania do senhor
Epifania do senhorEpifania do senhor
Epifania do senhor
 
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
QUARTA - FEIRA - SANTO AMARO.15/01/2014
 
21 08 11
21 08 1121 08 11
21 08 11
 
15 01 12
15 01 1215 01 12
15 01 12
 
11 09 11
11 09 1111 09 11
11 09 11
 
08 12 10
08 12 1008 12 10
08 12 10
 
07 08 11
07 08 1107 08 11
07 08 11
 

11 12 11

  • 1. Nº 1.889 - (Ano B/Roxo ou Róseo) 3º Domingo do Advento 11 de dezembro de 2011 Dia da Coleta para a Evangelização NA ALEGRIA, ESPEREMOS O SENHOR! (2x), mais uma vez repito: alegrai-vos sempre no Senhor! C.1: A terceira vela, que acenderemos na Coroa do Advento, nos fará sentir que já percorremos um bom caminho de prepa- ração para o Natal. C.2 Cheios do Espírito do Senhor, cante- mos, iniciando nossa celebração. 02. CANTO (fazer cópias) O Espírito do Senhor repousa sobre mim,/ o Espírito do Senhor me esco- lheu e me enviou. 1. Para dilatar o seu Reino entre as na- ções,/ para anunciar a Boa Nova aos seus pobres,/ para proclamar a alegria e apaz:/ exulto de alegria em Deus, meu Salvador. – Enquanto as pessoas vão chegando, pode-se 2. Para dilatar o seu Reino entre as na- cantar o refrão: ções,/ consolar os corações esmagados Abra a porta, abra a janela, venha ver quem é que vem! É Jesus que vem chegando, Ele é o pela dor;/ para proclamar sua graça e sal- nosso bem! vação,/ acolher quem sofre e chora sem apoio e sem consolo. 01. MOTIVAÇÃO 3. Para dilatar o seu Reino entre as na- C.1 "Alegrai-vos sempre no Senhor! De ções,/ para anunciar a libertação e a salva- novo eu vos digo: alegrai-vos! O Senhor ção;/ para anunciar seu amor e seu per- está perto". dão,/ para celebrar a sua glória entre os C.2 Este Terceiro Domingo do Advento é o povos. Domingo da alegria pela proximidade do Senhor. 03. ACOLHIDA E SAUDAÇÃO Refrão: Alegrai-vos sempre no Senhor D. Exultantes de alegria no Senhor, sau-
  • 2. demos a família divina: Em nome do Pai, graça do Senhor e da chegada do Messias. do Filho e do Espírito Santo. Amém. Ouçamos com atenção. D. O Deus que faz repousar seu Espírito sobre nós, na espera confiante do Salva- PRIMEIRA LEITURA: Is 61,1-2a.10-11 dor, esteja sempre convosco. Todos: Bendito seja Deus... L.1 Leitura do Livro do Profeta Isaías. SALMO RESPONSORIAL: Lc 1 04. ACENDIMENTO DA 3ª VELA (Magnificat) (Uma grávida acende a 3ª vela da Coroa do Refrão: A minh'alma se alegra no meu Advento, enquanto a assembleia canta a 3ª es- trofe do canto 136) Deus. C.1 A terceira vela acesa nos convida à ale- SEGUNDA LEITURA: 1Ts 5, 16-24 gria e ao júbilo pela aproximação da che- gada de Jesus. Nosso coração transborda L.2 Leitura da Primeira Carta de São de alegria pela proximidade da chegada do Paulo aos Tessalonicenses. Salvador. Esta vela lembra ainda a alegria EVANGELHO: Jo 1, 6-8.19-28 celebrada pelo rei Davi no cumprimento da promessa de Deus que, agora, está se cum- CANTO DE ACLAMAÇÃO prindo em Maria. Aleluia, Aleluia, Aleluia. Solo: O Espírito do Senhor sobre mim fez 05. DEUS NOS PERDOA a sua unção, enviou-me aos empobreci- D. "Afastai-vos de toda espécie de mal- dos a fazer feliz proclamação. dade! Tudo aquilo que sois seja conser- vado sem mancha alguma para a vinda Proclamação do Evangelho de Jesus de nosso Senhor Jesus Cristo!" Nos lem- Cristo segundo João. bra Paulo na liturgia de hoje. Façamos um (Um grupo da comunidade poderia encenar o evangelho. Cada personagem pode ser carac- instante de silêncio, inclinemos nossa cabe- terizada e assim permanecer toda a celebração, ça e cubramos nosso rosto com as mãos, compondo naturalmente, a equipe de celebração). pedindo perdão dos nossos pecados. D. Confessemos os nossos pecados: Con- 08. PARTILHANDO A PALAVRA fesso a Deus... O profeta Isaías, enviado por Deus, conta sua vocação: "O Espírito do Senhor Deus 06. ORAÇÃO está sobre mim, porque o Senhor me un- D. Ó Deus do Universo, o Vosso povo giu; enviou-me a anunciar a Boa-Nova prepara, fervoroso, o Natal do Senhor. aos pobres, a curar as feridas do cora- Dai-nos a graça de trilhar com alegria ção e proclamar a liberdade aos cativos, o caminho que Ele nos abriu e celebrar a libertação aos que são presos e a pro- sempre o Vosso louvor. Por Cristo, nos- clamar um ano de graça do Senhor". so Senhor! Amém. Os reis eram ungidos com óleo; porém, é o Espírito do Senhor que unge o profeta. Os 07. DEUS NOS FALA enlutados de Sião, destinatários desta pa- C.2 Hoje a Palavra do Senhor fala de ale- lavra, são convidados a se regozijarem. Não gria, esperança, promessa de justiça, cura se trata só de uma libertação política, mas, de feridas, redenção aos cativos, tempo da sobretudo, de uma libertação espiritual. A
  • 3. escravidão a que Israel esteve submetido 09. PROFISSÃO DE FÉ foi um tempo de conversão a Deus. D. Professemos nossa fé no "Senhor que A vocação e a missão do profeta condu- fará germinar a justiça e a sua glória zem à exultação de alegria. O profeta entoa diante de todas as nações". Creio em seu Magnificat e serve-se das imagens de Deus... festa (vestimentas, joias): "A própria terra faz brotar sua vegetação". A alegria é 10. PRECES DA COMUNIDADE profunda. Não apenas exterior. É inocên- D. Nosso Deus é um Deus que salva. Po- cia, salvação e justiça que exprimem esse demos falar-lhe com o coração aberto e louvor. cheio de confiança, através de nossas pre- A Bíblia é fermento de mudança social. O ces. Advento é um tempo de preparação para L.1 Que a vida dos membros da nossa co- celebrar o nascimento do Rei num estábu- munidade seja um alegre e real anúncio de lo. A comunidade preocupa-se em anunci- libertação para os pobres, os que sofrem, ar à humanidade um projeto de libertação os oprimidos por qualquer forma de escra- total dos homens e das mulheres de nosso vidão, rezemos ao Senhor. tempo. L.2 Por nosso bispo Dom Zanoni que no A primeira Carta aos Tessalonicenses é o dia 15 completará quatro anos de pastoreio primeiro escrito do Novo Testamento. A em nossa diocese, rezemos ao Senhor. palavra-chave dessa epístola de São Paulo L.1 Que a Coleta da Evangelização de hoje é "Evangelho". Para São Paulo, a Boa-Nova seja sinal concreto de participação no anún- de Jesus Cristo era verdadeiramente boa, cio do evangelho, rezemos ao Senhor. pois se destinava à salvação de todos. Em- (preces espontâneas) bora os tessalonicenses precisassem corri- gir sua conduta em alguns aspectos da vida, a 11. CAMPANHA PARA A disposição fundamental deles era louvável. EVANGELIZAÇÃO C.1 Dentre os objetivos da Campanha para "Ficai sempre alegres!" Por quê? Para ele a Evangelização destacamos: a alegria é um elemento constitutivo do Reino C.2 "Garantir que a Igreja tenha recur- de Deus entre todos (Rm 14,17). É fruto sos para o trabalho de Evangelização nas do Espírito no coração dos cristãos (Gl regiões pobres como a Amazônia e a pe- 5,22). Ela se mantém em meio às persegui- riferia das grandes cidades ou nas ações ções (1Ts 1, 6) até o martírio (Fl 2, 17-18). das pastorais das CEBs e ajudar na ma- Ela é, portanto, normal e não um acessório. nutenção da própria CNBB". Não é circunstancial. É preciso alegrar-se Refrão: Vem Senhor, vem nos salvar, sempre. Essa alegria é plena porque está com o teu povo vem caminhar. (2x) "com o Senhor". O futuro ilumina o presen- D. Oremos: (pausa): Senhor Jesus Cris- te: é possível regozijar-se, porque "o Se- to, Vós nos deixastes a missão de nhor está próximo" (Fl 4, 5). evangelizar. Ajudai-nos a sentir a bele- A alegria acompanha a aproximação do za de crer em Vós. Despertai em nós a Natal. Há muitos motivos para vivermos consciência da grandeza da missão. felizes, alegres. Mas, infelizmente, fugimos Renovai o ardor e a responsabilidade ou resistimos à alegria. Entreguemo-nos à dos cristãos na participação da obra da alegria que brota do amor a Deus! evangelização. Dai-nos um coração ge-
  • 4. neroso para colaborar espiritual e ma- Senhora de Guadalupe, padroeira da Amé- terialmente na missão. Com nossa rica Latina. No dia 13 recordamos o martí- oferta, feita com alegria, testemunha- rio de Santa Luzia, padroeira de muitas co- mos a alegria de sermos vossa Igreja munidades em nossa diocese. discípula missionária. Amém! 17. BÊNÇÃO E DESPEDIDA 12. APRESENTAÇÃO DOS DONS D. O Senhor esteja convosco... C.1 Façamos hoje nossa oferta para a Cam- D. Que Deus onipotente e misericordioso panha para a Evangelização. Com esse vos ilumine com o Advento do seu Filho, em espírito de solidariedade e testemunho, os cuja vinda credes e cuja volta esperais, e recursos arrecadados, em todo o Brasil, derrame sobre vós as suas bênçãos. serão repartidos priorizando sempre as Todos: Amém! regiões mais carentes e as necessidades mais D. Que durante esta vida ele vos torne fir- urgentes. Ofertemos durante o nosso canto. mes na fé, alegres na esperança e solícitos Do céu vai descer o Cordeiro... nº 478 na caridade. Todos: Amém! 13. PAI NOSSO D. Alegrando-nos agora pela vinda do Sal- D. "Rezai sem cessar... Aquele que vos vador feito homem, sejais recompensados chamou é fiel", fala-nos São Paulo na Se- com a vida eterna, quando vier de novo em gunda Leitura. Rezemos com confiança: sua glória. Pai nosso... Todos: Amém! D. Abençoe-nos Deus todo-poderoso, Pai 14. ABRAÇO DA PAZ e Filho e Espírito Santo. D. Na alegre expectativa pela chegada do Todos: Amém! Salvador, saudemo-nos uns aos outros. D. Ide em paz e o Senhor vos acompanhe. Todos: Graças a Deus! 15. ORAÇÃO D. Nós Vos louvamos, Deus de bonda- 18. CANTO de, porque nos alegrastes na mesa da Eu quero ver... nº 772 Vossa Palavra. Que a Vossa misericór- dia nos acompanhe, nos torne portado- res da boa nova da libertação e nos pre- pare para as festas que se aproximam. Por Cristo, nosso Senhor! Amém. Leituras para a 3ª Semana do Advento 16. AVISOS 2ª Gl 4, 4-7 / Sl 95(96) / Lc 1, 39-47 D. Vamos nos preparar de maneira ade- 3ª Sf 3, 1-2.9-13 / Sl 33(34) / Mt 21, 28-32 4ª Is 45, 6b-8.18.21b-25 / Sl 84(85) / Lc 7, 19-23 quada para o Santo Natal participando da 5ª Is 54, 1-10 / Sl 29 (30) / Lc 7, 24-30 Novena e fazendo a nossa Confissão. 6ª Is 56, 1-3a.6-8 / Sl 66(67) / Jo 5, 33-36 – Amanhã celebramos a festa de Nossa Sáb.: Gn 49, 2.8-10 / Sl 71(72( / Mt 1, 1-17 Secretariado Diocesano de Pastoral Av. João XXIII, 410-Centro 29930-420-S. Mateus/ES - Tel: (27) 3763.1177 Fax 3763.3104 - E-mail: secretariado@diocesedesaomateus.org.br / Site: www.diocesedesaomateus.org.br Rádio Católica da nossa região, é a Kairós FM 94,7. www.radiokairos.com.br Associe-se ao Clube do Ouvinte e ajude a manter a rádio. Informações pelo telefone 3767-2000.