SlideShare uma empresa Scribd logo
POEMA: MORRER NÃO É O FIM
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
Morrer não é o fim, mas sim uma passagem,
Da vida para um plano além da nossa miragem.
É o ciclo que encerra, mas também recomeça,
Uma jornada nova, uma realidade outra.
Morrer é libertar-se deste corpo tão frágil,
É deixar para trás o mundo, o tangível.
É descansar em paz, num sono profundo,
Renascer no universo, no etéreo e no mundo.
É como o pôr do sol que se despede do dia,
Abrindo espaço para a noite que inicia.
É como a folha que cai, deixando a árvore vazia,
Mas preparando o solo para a nova vida, com alegria.
Morrer é transformar-se em energia e luz,
É soltar amarras e voar, como um gavião azul.
É fazer parte do cosmos, das estrelas e da brisa,
É transcender o tempo, é ser parte da eternidade divisa.
Morrer não é o fim, é apenas um começo,
Uma transição que nos leva a um novo apreço.
É a dança da existência, o ritmo que não para,
A jornada da alma que nunca se separa.
Então, quando chegar a hora de partir deste plano,
Aceitemos com serenidade, sem medo ou engano.
Pois a morte é o elo que nos conecta ao mistério,
À vida após a vida, ao infinito cenário.
POEMA: VIDA
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
Vida, oh maravilhosa e efêmera jornada,
Uma trama de momentos que se entrelaça,
Tecida com fios de risos e lágrimas derramadas,
Uma obra-prima em constante dança.
Nasces como a aurora, um raio de luz dourada,
Inocência e curiosidade, uma alma desperta,
Explorando o mundo com mente encantada,
Cada dia novo, uma página aberta.
És o vento que sopra suavemente nos campos,
A fragrância das flores, a melodia do riacho,
A força que nos ergue após os tropeços e os trambolhões,
Uma sinfonia de experiências onde o tempo faz seu laço.
Em tuas estações, sorrimos e choramos,
Aprendemos lições, crescemos a cada passo,
Nos encontros e despedidas nos encontramos,
E mesmo nas tristezas, mantemos nosso compasso.
Vida, és um presente, um enigma a decifrar,
Um caminho de descobertas que nunca cessa,
Com coragem, amor e sonhos a alimentar,
Continuamos a jornada com esperança acesa.
Então, abraçamos cada dia com gratidão,
Celebramos a vida em sua plenitude,
Compartilhamos amor e compreensão,
Nesta incrível viagem de magnitude.
Vida, és um poema que nunca cessa,
Uma história escrita por nossas escolhas,
Vamos vivê-la com intensidade e destreza,
Deixando nossa marca, como autênticas folhas.
POEMA: UMA PARTIDA INESPERADA
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
Na encruzilhada da vida, um vento cortante soprou,
Uma partida inesperada, um adeus que ecoou.
O coração parou, em suspenso o tempo ficou,
Um vazio profundo, uma dor que se espalhou.
Era como uma estrela que se apaga no céu noturno,
Deixando saudade e memórias a eternamente eternizar.
A vida, tão imprevisível, como um rio taciturno,
Levou-te sem aviso, sem chances de reencontrar.
Na curva do destino, uma ausência se instalou,
Uma saudade que se faz presente, um lamento no ar.
Mas no eco das risadas e dos momentos que ficaram,
Teu espírito perdura, como uma estrela a brilhar.
As lágrimas regam as flores da memória,
Os sorrisos compartilhados, como luz a irradiar.
A partida inesperada, uma página de nossa história,
Escrita com amor, um capítulo difícil de superar.
Na sombra da saudade, encontramos a força,
Para honrar tua vida, teu legado a perpetuar.
Apesar da partida inesperada e da tristeza que açoita,
Encontraremos paz, sabendo que em nossos corações,
estarás a habitar.
POEMA: QUEM SOU EU?
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
Sou o eco das palavras, a voz no silêncio profundo,
Uma criação de sonhos, um ser em constante segundo.
Sou a jornada das ideias, o pensamento a vagar,
Um espectro de possibilidades, um ser em se revelar.
Sou a sombra das memórias, o eco do passado,
Um amálgama de experiências, um enigma elaborado.
Sou feito de histórias, de risos e de dor,
Um ser em constante transformação, a cada novo alvorecer.
Sou um reflexo da sociedade, um produto do tempo,
Um ser em busca de significado, de propósito que sustento.
Sou uma dança de emoções, um mar de sensações,
Uma constelação de sonhos, anseios e inspirações.
Sou o desejo de aprender, a busca pelo conhecimento,
Um viajante no espaço e no tempo, sempre em movimento.
Sou a curiosidade que me impulsiona a explorar,
Um ser em busca de si mesmo, em constante despertar.
Sou uma gota no oceano, uma peça no tabuleiro,
Um ser em relação, em conexão com o mundo inteiro.
Sou o que fui, o que sou e o que posso vir a ser,
Uma centelha de vida, um ser único a florescer.
Quem sou eu? Uma pergunta sem resposta final,
Um mistério a desvendar, um caminho sem final.
Sou a busca constante, a jornada sem fim,
Um ser em constante evolução, até o último confim.
POEMA: MINHA PRIMA SELENE
Simone Helen Drumond Ischkanian
Nas asas da tristeza, um nome ecoa,
Selene Nascimento Ribeiro de Freitas, uma estrela que voa.
Uma prima querida, agora no céu a brilhar,
Seu nome carregado de saudade, uma história a lembrar.
Nos olhos dela, um mundo inteiro resplandecia,
Sonhos, risos, momentos que vivia dia após dia.
Agora, nas memórias, ela permanecerá,
Um raio de luz que na escuridão jamais se apagará.
Cada lembrança é um elo, um abraço no coração,
A saudade se entrelaça com amor e compreensão.
A partida é uma jornada que não compreendemos,
Mas nas estrelas do céu, seu espírito agora vemos.
Selene, nome que ecoará nas noites estreladas,
Uma alma que partiu, mas jamais será apagada.
Na família, nas histórias, nas lágrimas que caem,
Seu legado permanece, nas memórias que a vida tecem.
Que o tempo cure as feridas, que a saudade encontre calma,
E que sua lembrança nos guie, como uma estrela-guia na alma.
Selene Nascimento Ribeiro de Freitas, para sempre lembrada,
Um nome que vive em nossos corações, uma luz que jamais será
apagada.
POEMA: SAUDADES DO MEU PAI.
Simone Helen Drumond Ischkanian
Nas ondas do tempo, a saudade persiste,
Do pai querido, a figura que tanto me assiste.
Ademir Drumond de Carvalho, nome que ecoa,
Nas memórias e no coração, a lembrança que entoa.
Seus passos ficaram marcados na jornada,
Lições de vida, amor e força compartilhada.
No abraço, nas palavras, no olhar que me guiava,
Seu legado vive, nas lembranças que me abraçavam.
A falta é uma presença que se faz sentir,
As memórias são as asas que nos fazem partir.
Ademir Drumond de Carvalho, eternamente presente,
Em cada história contada, em cada pensamento ardente.
O tempo pode separar, mas não apaga o que foi,
As lembranças são pontes, as histórias um cordão
umbilical.
A saudade é um vínculo, uma forma de amar,
No coração, no espírito, na vida, é algo inquebrável.
Que o tempo cure a dor, traga paz ao coração,
E que a saudade seja um sussurro suave, uma canção.
Ademir Drumond de Carvalho, para sempre lembrado,
Num lugar especial na alma, onde nunca será apagado.
POEMA: OS SONHOS FLORESCEM
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
No palco dos pensamentos, os sonhos florescem,
Como sementes de esperança que o coração aquecem.
São as asas da imaginação, que nos levam a voar,
Para lugares distantes, onde a realidade não pode alcançar.
São vislumbres do que poderia ser, do que almejamos,
Uma sinfonia de desejos, uma dança de objetivos traçados.
Os sonhos nos impulsionam a avançar, a persistir,
A buscar as estrelas, mesmo quando o céu parece cobrir.
São os arquitetos do futuro, os guias do nosso caminho,
Pintando quadros de possibilidades, com cada traçoinho.
Os sonhos nos inspiram a crescer, a transformar,
A superar obstáculos e barreiras, sem desanimar.
Eles são a faísca que acende a chama interior,
A força que nos faz lutar com fervor.
Os sonhos são o alvo da nossa jornada,
Uma luz que nos guia, mesmo quando a estrada é escarpada.
Mas os sonhos também são frágeis, como cristais,
Requerem cuidado, esforço e dedicação constantes.
Não basta apenas sonhar, é preciso agir,
Transformar os desejos em realidade, para seguir.
Então, mantenhamos os sonhos vivos e ardentes,
Pois são a essência da vida, nossos horizontes pendentes.
Sonhemos, persigamos, ousemos ser quem queremos,
Pois nos sonhos encontramos o potencial que não vemos.
POEMA: OS SONHOS FLORESCEM
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
A vida é uma melodia que se desenrola,
Uma música que transcende, que nos envolve e consola.
Notas de alegria, acordes de tristeza,
Uma sinfonia completa, cheia de beleza.
Cada dia é uma nova nota a ser tocada,
Cada experiência uma harmonia a ser explorada.
Ritmos variados, altos e baixos se entrelaçam,
Criando uma composição única, que nossos corações abraçam.
Os momentos felizes são como notas altas e brilhantes,
Ecoam como risos, como raios de sol radiantes.
As dificuldades são os tons mais profundos e sombrios,
Ensinando-nos lições, fortalecendo nossos sentidos.
As relações são os instrumentos que se unem,
Formando um conjunto de sons que nos mantêm.
A família, os amigos, as pessoas que encontramos,
Cada uma traz sua melodia, seus acordes se entrelaçando.
Às vezes, a música é suave e serena,
Como uma brisa suave que nos envolve e amena.
Outras vezes, é intensa e vibrante como um trovão,
Desafiando-nos a dançar, a seguir em frente sem razão.
Mas independente da melodia que a vida toque,
Cabe a nós a escolha de como nela embarcar.
Podemos ser os maestros de nossos destinos,
Conduzindo nossa música com propósito, sem se amedrontar.
Então, ouçamos a música da vida com coração aberto,
Apreciemos cada nota, cada acorde, cada trecho.
Cantemos nossa própria canção, sigamos nosso ritmo,
Pois a vida é uma sinfonia única, um presente que não tem limite.
POEMA: MAMÃE QUERIDA, DALVA COSTA DO NASCIMENTO
Simone Helen Drumond Ischkanian
Nas linhas do carinho, seu amor se revela,
Mamãe querida, Dalva Costa do Nascimento, a estrela.
Suas palavras ecoam como um abraço apertado,
Uma declaração de amor que nunca será apagado.
Cada gesto, cada sorriso, cada cuidado,
Um vínculo único e profundo, por todas as estradas.
Seu nome carrega amor, memórias emolduradas,
Mamãe querida, Dalva Costa do Nascimento, sua luz nunca
será apagada.
Obrigado por seus sacrifícios, por cada momento compartilhado,
Pelos ensinamentos, pelo amor que sempre nos guiou.
Nas palavras simples, no olhar atencioso,
Sentimos seu afeto, um laço forte e caloroso.
Mamãe, seu amor é como um raio de sol,
Que ilumina nossos dias, mesmo quando parece serem fúteis.
Seu nome é sinônimo de carinho e devoção,
Uma força inabalável, um amor sem comparação.
Nesta mensagem de amor e gratidão sincera,
Saiba que você é amada, agora e para sempre, mamãe querida.
Dalva Costa do Nascimento, sua presença é um presente,
Um tesouro na vida, um amor que é constante.
POEMA: OS SONHOS FLORESCEM
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
Recomeçar é como o nascer do sol no horizonte,
Uma oportunidade de renovar, um novo horizonte.
É deixar para trás o que já não serve mais,
Abrir as asas da coragem e seguir adiante, em paz.
Recomeçar é aprender com o passado, com as dores,
É colher as lições, sem se prender a rancores.
É enxergar novas possibilidades à frente,
E caminhar com determinação, mesmo que seja devagar e
paciente.
É como a semente que brota do solo escuro,
Crescendo para o céu, em direção ao futuro.
Recomeçar é renovar a esperança dentro de si,
Construir a partir dos escombros, alcançar o que se persegue,
enfim.
Pode ser desafiador, pode exigir força e persistência,
Mas recomeçar é descobrir uma nova essência.
É traçar um caminho onde antes só havia vazio,
É dar a si mesmo a chance de florescer, crescer, ser desafio.
Então, se a vida pedir que recomece uma vez mais,
Lembre-se do seu valor, da força que você traz.
Cada recomeço é uma página em branco para escrever,
Uma oportunidade de ser quem você deseja ser.
Recomece, ouse enfrentar o desconhecido,
Pois dentro de você reside um poder escondido.
A vida é uma jornada de recomeços e aprendizados,
E a cada passo dado, um novo horizonte é desenhado.
POEMAS
Simone Helen Drumond Ischkanian
Sandro Ischkanian
Nome: _______________________________________
Série: _______________________________________
PROJETO: UM POEMA POR DIA.
Nome: _______________________________________
Série: _______________________________________
PROJETO: UM POEMA POR DIA.
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________
_________________________________________

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf

Eterna e bela cancao
Eterna e bela cancaoEterna e bela cancao
Eterna e bela cancao
Mensagens Virtuais
 
Alguns Poemas Escritos no Recanto das Letras
Alguns Poemas Escritos no Recanto das LetrasAlguns Poemas Escritos no Recanto das Letras
Alguns Poemas Escritos no Recanto das Letras
terreza lima
 
Poemas de Maria do Carmo Marino Schneider
Poemas de Maria do Carmo Marino SchneiderPoemas de Maria do Carmo Marino Schneider
Poemas de Maria do Carmo Marino Schneider
Renata Bomfim
 
Eperança e desesperança
Eperança e desesperançaEperança e desesperança
Eperança e desesperança
marlicasoares
 
Poesias e pensamentos Cidinei Barbosa
Poesias e pensamentos Cidinei BarbosaPoesias e pensamentos Cidinei Barbosa
Poesias e pensamentos Cidinei Barbosa
Cidinei Milagres
 
P O R S E R A M O R
P O R  S E R  A M O RP O R  S E R  A M O R
P O R S E R A M O R
guest2c857d
 
Contemp novembro__19
Contemp  novembro__19Contemp  novembro__19
Contemp novembro__19
michelechristine
 
Letras musicas coral
Letras musicas coralLetras musicas coral
Letras musicas coral
Nome Sobrenome
 
Folhas em versos
Folhas em versosFolhas em versos
Folhas em versos
Luciano Cordier
 
A MULHER EM TODOS OS SENTIDOS
A MULHER EM TODOS OS SENTIDOSA MULHER EM TODOS OS SENTIDOS
A MULHER EM TODOS OS SENTIDOS
Silvio Luzardo Mello
 
Leituras
LeiturasLeituras
Leituras
guida04
 
Contemp setembro__10
Contemp  setembro__10Contemp  setembro__10
Contemp setembro__10
michelechristine
 
Contemp julho__25
Contemp  julho__25Contemp  julho__25
Contemp julho__25
michelechristine
 
Contemp julho__25
Contemp  julho__25Contemp  julho__25
Contemp julho__25
michelechristine
 
Filipa Duarte
Filipa Duarte Filipa Duarte
Filipa Duarte
davidaaduarte
 
AS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMO
AS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMOAS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMO
AS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMO
MauricioSantini
 
TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)
TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)
TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)
eliana862656
 
José Saramago - Poesia
José Saramago - PoesiaJosé Saramago - Poesia
José Saramago - Poesia
guida04
 
Que jamais
Que jamaisQue jamais
Que jamais
Mensagens Virtuais
 
Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias
Cassiano Santana
 

Semelhante a 1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf (20)

Eterna e bela cancao
Eterna e bela cancaoEterna e bela cancao
Eterna e bela cancao
 
Alguns Poemas Escritos no Recanto das Letras
Alguns Poemas Escritos no Recanto das LetrasAlguns Poemas Escritos no Recanto das Letras
Alguns Poemas Escritos no Recanto das Letras
 
Poemas de Maria do Carmo Marino Schneider
Poemas de Maria do Carmo Marino SchneiderPoemas de Maria do Carmo Marino Schneider
Poemas de Maria do Carmo Marino Schneider
 
Eperança e desesperança
Eperança e desesperançaEperança e desesperança
Eperança e desesperança
 
Poesias e pensamentos Cidinei Barbosa
Poesias e pensamentos Cidinei BarbosaPoesias e pensamentos Cidinei Barbosa
Poesias e pensamentos Cidinei Barbosa
 
P O R S E R A M O R
P O R  S E R  A M O RP O R  S E R  A M O R
P O R S E R A M O R
 
Contemp novembro__19
Contemp  novembro__19Contemp  novembro__19
Contemp novembro__19
 
Letras musicas coral
Letras musicas coralLetras musicas coral
Letras musicas coral
 
Folhas em versos
Folhas em versosFolhas em versos
Folhas em versos
 
A MULHER EM TODOS OS SENTIDOS
A MULHER EM TODOS OS SENTIDOSA MULHER EM TODOS OS SENTIDOS
A MULHER EM TODOS OS SENTIDOS
 
Leituras
LeiturasLeituras
Leituras
 
Contemp setembro__10
Contemp  setembro__10Contemp  setembro__10
Contemp setembro__10
 
Contemp julho__25
Contemp  julho__25Contemp  julho__25
Contemp julho__25
 
Contemp julho__25
Contemp  julho__25Contemp  julho__25
Contemp julho__25
 
Filipa Duarte
Filipa Duarte Filipa Duarte
Filipa Duarte
 
AS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMO
AS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMOAS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMO
AS HISTÓRIAS QUE EU CONTEI PRA MIM MESMO
 
TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)
TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)
TRABALHO DE GRUPO_LIRICA DE CAMÕES (sonetos e outros poemas)
 
José Saramago - Poesia
José Saramago - PoesiaJosé Saramago - Poesia
José Saramago - Poesia
 
Que jamais
Que jamaisQue jamais
Que jamais
 
Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias Escolhendo Poesias
Escolhendo Poesias
 

Mais de SimoneDrumondIschkan

10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf
10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf
10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf
SimoneDrumondIschkan
 
05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM NYELSEN TURMA 2.pdf
05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM   NYELSEN TURMA 2.pdf05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM   NYELSEN TURMA 2.pdf
05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM NYELSEN TURMA 2.pdf
SimoneDrumondIschkan
 
23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf
23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf
23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf
SimoneDrumondIschkan
 
PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
SimoneDrumondIschkan
 
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
SimoneDrumondIschkan
 
2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...
2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...
2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...
SimoneDrumondIschkan
 
43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf
43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf
43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf
SimoneDrumondIschkan
 
1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf
1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf
1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf
SimoneDrumondIschkan
 
AEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdf
AEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdfAEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdf
AEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdf
SimoneDrumondIschkan
 
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
SimoneDrumondIschkan
 

Mais de SimoneDrumondIschkan (10)

10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf
10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf
10_06 RELATÓRIO FINAL DO PROJETO DE EXTENSÃO ODS 8.pdf
 
05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM NYELSEN TURMA 2.pdf
05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM   NYELSEN TURMA 2.pdf05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM   NYELSEN TURMA 2.pdf
05_04 PROJETO DE EXTENSÃO EM NYELSEN TURMA 2.pdf
 
23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf
23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf
23_06 SONHEI QUE SE REALIZARIA EM PARA 2024.pdf
 
PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 2 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
 
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
PARTE 1 2024 Artigo Exploração sexual de crianças e adolescentes no mundo vir...
 
2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...
2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...
2024 Artigo Os avanços e os desafios da inclusão LGPD nas políticas públicas ...
 
43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf
43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf
43 PLANNER INCLUSÃO corpo gestos e movimentos.pdf
 
1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf
1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf
1 O CUPUAÇU HOMENAGEM A ANA PEIXOTO FRUTAS DO QUINTAL .pdf
 
AEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdf
AEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdfAEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdf
AEE CADERNO DE ATIVIDADE Sistema Respiratório 1A.pdf
 
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
 

Último

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
marcos oliveira
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Anesio2
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 

Último (20)

A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
Operações de adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdfTrabalho Colaborativo na educação especial.pdf
Trabalho Colaborativo na educação especial.pdf
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdfIdeais do Ministério jovem Adventista pdf
Ideais do Ministério jovem Adventista pdf
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 

1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf

  • 1. POEMA: MORRER NÃO É O FIM Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian Morrer não é o fim, mas sim uma passagem, Da vida para um plano além da nossa miragem. É o ciclo que encerra, mas também recomeça, Uma jornada nova, uma realidade outra. Morrer é libertar-se deste corpo tão frágil, É deixar para trás o mundo, o tangível. É descansar em paz, num sono profundo, Renascer no universo, no etéreo e no mundo. É como o pôr do sol que se despede do dia, Abrindo espaço para a noite que inicia. É como a folha que cai, deixando a árvore vazia, Mas preparando o solo para a nova vida, com alegria. Morrer é transformar-se em energia e luz, É soltar amarras e voar, como um gavião azul. É fazer parte do cosmos, das estrelas e da brisa, É transcender o tempo, é ser parte da eternidade divisa. Morrer não é o fim, é apenas um começo, Uma transição que nos leva a um novo apreço. É a dança da existência, o ritmo que não para, A jornada da alma que nunca se separa. Então, quando chegar a hora de partir deste plano, Aceitemos com serenidade, sem medo ou engano. Pois a morte é o elo que nos conecta ao mistério, À vida após a vida, ao infinito cenário.
  • 2. POEMA: VIDA Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian Vida, oh maravilhosa e efêmera jornada, Uma trama de momentos que se entrelaça, Tecida com fios de risos e lágrimas derramadas, Uma obra-prima em constante dança. Nasces como a aurora, um raio de luz dourada, Inocência e curiosidade, uma alma desperta, Explorando o mundo com mente encantada, Cada dia novo, uma página aberta. És o vento que sopra suavemente nos campos, A fragrância das flores, a melodia do riacho, A força que nos ergue após os tropeços e os trambolhões, Uma sinfonia de experiências onde o tempo faz seu laço. Em tuas estações, sorrimos e choramos, Aprendemos lições, crescemos a cada passo, Nos encontros e despedidas nos encontramos, E mesmo nas tristezas, mantemos nosso compasso. Vida, és um presente, um enigma a decifrar, Um caminho de descobertas que nunca cessa, Com coragem, amor e sonhos a alimentar, Continuamos a jornada com esperança acesa. Então, abraçamos cada dia com gratidão, Celebramos a vida em sua plenitude, Compartilhamos amor e compreensão, Nesta incrível viagem de magnitude. Vida, és um poema que nunca cessa, Uma história escrita por nossas escolhas, Vamos vivê-la com intensidade e destreza, Deixando nossa marca, como autênticas folhas.
  • 3. POEMA: UMA PARTIDA INESPERADA Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian Na encruzilhada da vida, um vento cortante soprou, Uma partida inesperada, um adeus que ecoou. O coração parou, em suspenso o tempo ficou, Um vazio profundo, uma dor que se espalhou. Era como uma estrela que se apaga no céu noturno, Deixando saudade e memórias a eternamente eternizar. A vida, tão imprevisível, como um rio taciturno, Levou-te sem aviso, sem chances de reencontrar. Na curva do destino, uma ausência se instalou, Uma saudade que se faz presente, um lamento no ar. Mas no eco das risadas e dos momentos que ficaram, Teu espírito perdura, como uma estrela a brilhar. As lágrimas regam as flores da memória, Os sorrisos compartilhados, como luz a irradiar. A partida inesperada, uma página de nossa história, Escrita com amor, um capítulo difícil de superar. Na sombra da saudade, encontramos a força, Para honrar tua vida, teu legado a perpetuar. Apesar da partida inesperada e da tristeza que açoita, Encontraremos paz, sabendo que em nossos corações, estarás a habitar.
  • 4. POEMA: QUEM SOU EU? Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian Sou o eco das palavras, a voz no silêncio profundo, Uma criação de sonhos, um ser em constante segundo. Sou a jornada das ideias, o pensamento a vagar, Um espectro de possibilidades, um ser em se revelar. Sou a sombra das memórias, o eco do passado, Um amálgama de experiências, um enigma elaborado. Sou feito de histórias, de risos e de dor, Um ser em constante transformação, a cada novo alvorecer. Sou um reflexo da sociedade, um produto do tempo, Um ser em busca de significado, de propósito que sustento. Sou uma dança de emoções, um mar de sensações, Uma constelação de sonhos, anseios e inspirações. Sou o desejo de aprender, a busca pelo conhecimento, Um viajante no espaço e no tempo, sempre em movimento. Sou a curiosidade que me impulsiona a explorar, Um ser em busca de si mesmo, em constante despertar. Sou uma gota no oceano, uma peça no tabuleiro, Um ser em relação, em conexão com o mundo inteiro. Sou o que fui, o que sou e o que posso vir a ser, Uma centelha de vida, um ser único a florescer. Quem sou eu? Uma pergunta sem resposta final, Um mistério a desvendar, um caminho sem final. Sou a busca constante, a jornada sem fim, Um ser em constante evolução, até o último confim.
  • 5. POEMA: MINHA PRIMA SELENE Simone Helen Drumond Ischkanian Nas asas da tristeza, um nome ecoa, Selene Nascimento Ribeiro de Freitas, uma estrela que voa. Uma prima querida, agora no céu a brilhar, Seu nome carregado de saudade, uma história a lembrar. Nos olhos dela, um mundo inteiro resplandecia, Sonhos, risos, momentos que vivia dia após dia. Agora, nas memórias, ela permanecerá, Um raio de luz que na escuridão jamais se apagará. Cada lembrança é um elo, um abraço no coração, A saudade se entrelaça com amor e compreensão. A partida é uma jornada que não compreendemos, Mas nas estrelas do céu, seu espírito agora vemos. Selene, nome que ecoará nas noites estreladas, Uma alma que partiu, mas jamais será apagada. Na família, nas histórias, nas lágrimas que caem, Seu legado permanece, nas memórias que a vida tecem. Que o tempo cure as feridas, que a saudade encontre calma, E que sua lembrança nos guie, como uma estrela-guia na alma. Selene Nascimento Ribeiro de Freitas, para sempre lembrada, Um nome que vive em nossos corações, uma luz que jamais será apagada.
  • 6. POEMA: SAUDADES DO MEU PAI. Simone Helen Drumond Ischkanian Nas ondas do tempo, a saudade persiste, Do pai querido, a figura que tanto me assiste. Ademir Drumond de Carvalho, nome que ecoa, Nas memórias e no coração, a lembrança que entoa. Seus passos ficaram marcados na jornada, Lições de vida, amor e força compartilhada. No abraço, nas palavras, no olhar que me guiava, Seu legado vive, nas lembranças que me abraçavam. A falta é uma presença que se faz sentir, As memórias são as asas que nos fazem partir. Ademir Drumond de Carvalho, eternamente presente, Em cada história contada, em cada pensamento ardente. O tempo pode separar, mas não apaga o que foi, As lembranças são pontes, as histórias um cordão umbilical. A saudade é um vínculo, uma forma de amar, No coração, no espírito, na vida, é algo inquebrável. Que o tempo cure a dor, traga paz ao coração, E que a saudade seja um sussurro suave, uma canção. Ademir Drumond de Carvalho, para sempre lembrado, Num lugar especial na alma, onde nunca será apagado.
  • 7. POEMA: OS SONHOS FLORESCEM Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian No palco dos pensamentos, os sonhos florescem, Como sementes de esperança que o coração aquecem. São as asas da imaginação, que nos levam a voar, Para lugares distantes, onde a realidade não pode alcançar. São vislumbres do que poderia ser, do que almejamos, Uma sinfonia de desejos, uma dança de objetivos traçados. Os sonhos nos impulsionam a avançar, a persistir, A buscar as estrelas, mesmo quando o céu parece cobrir. São os arquitetos do futuro, os guias do nosso caminho, Pintando quadros de possibilidades, com cada traçoinho. Os sonhos nos inspiram a crescer, a transformar, A superar obstáculos e barreiras, sem desanimar. Eles são a faísca que acende a chama interior, A força que nos faz lutar com fervor. Os sonhos são o alvo da nossa jornada, Uma luz que nos guia, mesmo quando a estrada é escarpada. Mas os sonhos também são frágeis, como cristais, Requerem cuidado, esforço e dedicação constantes. Não basta apenas sonhar, é preciso agir, Transformar os desejos em realidade, para seguir. Então, mantenhamos os sonhos vivos e ardentes, Pois são a essência da vida, nossos horizontes pendentes. Sonhemos, persigamos, ousemos ser quem queremos, Pois nos sonhos encontramos o potencial que não vemos.
  • 8. POEMA: OS SONHOS FLORESCEM Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian A vida é uma melodia que se desenrola, Uma música que transcende, que nos envolve e consola. Notas de alegria, acordes de tristeza, Uma sinfonia completa, cheia de beleza. Cada dia é uma nova nota a ser tocada, Cada experiência uma harmonia a ser explorada. Ritmos variados, altos e baixos se entrelaçam, Criando uma composição única, que nossos corações abraçam. Os momentos felizes são como notas altas e brilhantes, Ecoam como risos, como raios de sol radiantes. As dificuldades são os tons mais profundos e sombrios, Ensinando-nos lições, fortalecendo nossos sentidos. As relações são os instrumentos que se unem, Formando um conjunto de sons que nos mantêm. A família, os amigos, as pessoas que encontramos, Cada uma traz sua melodia, seus acordes se entrelaçando. Às vezes, a música é suave e serena, Como uma brisa suave que nos envolve e amena. Outras vezes, é intensa e vibrante como um trovão, Desafiando-nos a dançar, a seguir em frente sem razão. Mas independente da melodia que a vida toque, Cabe a nós a escolha de como nela embarcar. Podemos ser os maestros de nossos destinos, Conduzindo nossa música com propósito, sem se amedrontar. Então, ouçamos a música da vida com coração aberto, Apreciemos cada nota, cada acorde, cada trecho. Cantemos nossa própria canção, sigamos nosso ritmo, Pois a vida é uma sinfonia única, um presente que não tem limite.
  • 9. POEMA: MAMÃE QUERIDA, DALVA COSTA DO NASCIMENTO Simone Helen Drumond Ischkanian Nas linhas do carinho, seu amor se revela, Mamãe querida, Dalva Costa do Nascimento, a estrela. Suas palavras ecoam como um abraço apertado, Uma declaração de amor que nunca será apagado. Cada gesto, cada sorriso, cada cuidado, Um vínculo único e profundo, por todas as estradas. Seu nome carrega amor, memórias emolduradas, Mamãe querida, Dalva Costa do Nascimento, sua luz nunca será apagada. Obrigado por seus sacrifícios, por cada momento compartilhado, Pelos ensinamentos, pelo amor que sempre nos guiou. Nas palavras simples, no olhar atencioso, Sentimos seu afeto, um laço forte e caloroso. Mamãe, seu amor é como um raio de sol, Que ilumina nossos dias, mesmo quando parece serem fúteis. Seu nome é sinônimo de carinho e devoção, Uma força inabalável, um amor sem comparação. Nesta mensagem de amor e gratidão sincera, Saiba que você é amada, agora e para sempre, mamãe querida. Dalva Costa do Nascimento, sua presença é um presente, Um tesouro na vida, um amor que é constante.
  • 10. POEMA: OS SONHOS FLORESCEM Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian Recomeçar é como o nascer do sol no horizonte, Uma oportunidade de renovar, um novo horizonte. É deixar para trás o que já não serve mais, Abrir as asas da coragem e seguir adiante, em paz. Recomeçar é aprender com o passado, com as dores, É colher as lições, sem se prender a rancores. É enxergar novas possibilidades à frente, E caminhar com determinação, mesmo que seja devagar e paciente. É como a semente que brota do solo escuro, Crescendo para o céu, em direção ao futuro. Recomeçar é renovar a esperança dentro de si, Construir a partir dos escombros, alcançar o que se persegue, enfim. Pode ser desafiador, pode exigir força e persistência, Mas recomeçar é descobrir uma nova essência. É traçar um caminho onde antes só havia vazio, É dar a si mesmo a chance de florescer, crescer, ser desafio. Então, se a vida pedir que recomece uma vez mais, Lembre-se do seu valor, da força que você traz. Cada recomeço é uma página em branco para escrever, Uma oportunidade de ser quem você deseja ser. Recomece, ouse enfrentar o desconhecido, Pois dentro de você reside um poder escondido. A vida é uma jornada de recomeços e aprendizados, E a cada passo dado, um novo horizonte é desenhado.
  • 11. POEMAS Simone Helen Drumond Ischkanian Sandro Ischkanian Nome: _______________________________________ Série: _______________________________________ PROJETO: UM POEMA POR DIA.
  • 12. Nome: _______________________________________ Série: _______________________________________ PROJETO: UM POEMA POR DIA. _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________
  • 13. _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________ _________________________________________