SlideShare uma empresa Scribd logo
• Ramo das Ciências que se ocupa do estudo
da formação, distribuição e classificação dos
fenómenos vulcânicos.
Vulcanologia
• Os materiais provêm geralmente de magmas que se
encontram em profundidade, em reservatórios
denominados câmaras magmáticas.
De onde provêm os materiais
expelidos pelos vulcões?
• Os vulcões são
aberturas naturais
na crusta terrestre
que põem em
comunicação com a
superfície uma
grande diversidade
de materiais.
Vulcão
• Caracteriza‐se pela ocorrência de erupções
vulcânicas.
Vulcanismo
• Tipos principais de
manifestações de
vulcanismo
– Vulcanismo central
– Vulcanismo fissural
Vulcanismo
Estrutura do
aparelho vulcânico
Estrutura do
aparelho vulcânico
• Câmara
magmática
– Local onde estão
armazenados os
materiais em
fusão.
Estrutura do
aparelho vulcânico
• Chaminé
vulcânica
• Conduta irregular
por onde ascende
o material até à
superfície.
Estrutura do
aparelho vulcânico
• Cratera
• Concavidade, mais
ou menos circular,
que corresponde ao
alargamento da
chaminé vulcânica.
Estrutura do
aparelho vulcânico
• Cone vulcânico
• Estrutura resultante da
acumulação de
materiais emitidos pelo
vulcão.
• Esta estrutura é por
vezes atravessada por
condutas de menor
dimensão que
correspondem a
chaminés vulcânicas
laterais.
LÍQUIDOS GASOSOS SÓLIDOS
Lava Gases Piroclastos
Magma
emitido por
um vulcão
que consolida
à superfície à
medida que
arrefece.
São vários os
gases libertados
durante uma
erupção,
predominando o
vapor de água.
São também
libertados,
monóxido de
carbono, dióxido
de carbono,
enxofre, azoto.
Materiais rochosos de diferentes dimensões.
Cinzas Lapilli Bombas
Materiais rochosos
de dimensões
inferiores a 2 mm.
Materiais rochosos de
dimensões
compreendidas entre
2 e 64 mm.
Materiais rochosos
de dimensões
superiores a 64 mm.
Materiais expelidos
pelos vulcões
Materiais expelidos
pelos vulcões
• Estruturas
vulcânicas
que
resultam da
solidificação
de uma lava
muito
viscosa no
interior da
chaminé
vulcânica.
Agulhas vulcânicas
• Estruturas vulcânicas
que se formam em
vulcões cuja lava muito
viscosa não escoa a
grande distância da
cratera, formando um
relevo que esconde a
chaminé.
Domos vulcânicos
• Piroclastos de
diversas
dimensões,
envolvidos em
gases a altíssimas
temperaturas.
• As nuvens
ardentes
deslocam‐se a
grande
velocidade.
Nuvens ardentes
Atividade Efusiva
Exemplo: Kilauea ‐ Havai
Atividade
Mista
Atividade Explosiva
Exemplo: Eyjafjallajokull ‐ Islândia Exemplo: Santiaguito ‐ Guatemala
Tipos de
atividade vulcânica
Atividade vulcânica efusiva
• Emissões calmas de lava de baixa viscosidade, baixo
teor de gases e elevado teor de água.
• Podem constituir‐se pequenos repuxos de lava.
• Na cratera, formam‐se lagos de lava que podem
transbordar, formando rios ou torrentes de lava.
Exemplo de Atividade Vulcânica Efusiva
Vulcão Kilauea - Havai
Atividade vulcânica explosiva
• Emissões violentas de piroclastos.
• Formação de nuvens ardentes que se deslocam a alta
velocidade e temperatura o que torna a sua passagem
altamente destruidora.
• A lava por ser muito viscosa pode consolidar na
chaminé formando domos ou agulhas vulcânicas que
impedem a libertação de gases, o que pode provocar
explosões de grande violência.
Exemplo de Atividade Vulcânica Explosiva
Vulcão Santiaguito - Guatemala
Atividade vulcânica mista
• Ocorrência de pequenas explosões com libertação de
piroclastos que alternam com emissões de lava de
viscosidade moderada.
Exemplo de Atividade Vulcânica Mista
Vulcão Eyjafjallajokull - Islândia
CARACTERÍSTICAS
DA ATIVIDADE
VULCÂNICA
ATIVIDADE
EFUSIVA MISTA EXPLOSIVA
Viscosidade da
lava
Baixa Moderada Alta
Teor em gases da
Lava
Baixo Moderado Alto
Teor em água da
Lava
Alto Moderado Baixo
Correntes de lava Abundantes Moderadas Raras
Piroclastos Inexistentes Lapilli, bombas e cinzas
Lapilli, bombas e cinzas.
Formação de nuvens ardentes.
Tipo de cone
vulcânico
Baixo e de base larga,
constituído exclusivamente por
lava. Pode reduzir‐se a uma
simples fissura.
Intermédio
Elevado, de base estreita e
constituído por lava e
piroclastos variados. Formação
de domas e agulhas.
Principais características dos diferentes
tipos de erupções vulcânicas
– Com o decorrer da atividade vulcânica pode ocorrer um
esvaziamento da câmara magmática.
– Esse esvaziamento da câmara magmática ocasiona perda
de apoio do aparelho vulcânico, com a consequente
incapacidade de suportar o próprio peso.
– Pode suceder‐se o abatimento da parte central do vulcão,
originando‐se, assim, uma caldeira.
– Após a formação das caldeiras, e com o passar dos anos,
estas vão‐se enchendo com água proveniente das chuvas
ou de ribeiros que nela confluem, dando origem a lagoas.
Formação de uma caldeira

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a 005862911.pdf

Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
Catir
 
Vulcanismo1
Vulcanismo1Vulcanismo1
Actividade vculcânica 7ano
Actividade vculcânica 7anoActividade vculcânica 7ano
Actividade vculcânica 7ano
Leonardo Alves
 
Vulcanologia7
Vulcanologia7Vulcanologia7
Vulcanologia7
anabela
 
Vulcanismo
Vulcanismo Vulcanismo
Vulcanismo
Gabriela Bruno
 
vulcanismo.ppt
vulcanismo.pptvulcanismo.ppt
vulcanismo.ppt
MikeMicas
 
tipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 anotipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 ano
David Aps
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
turmabgranja
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
Sara Carvalhosa
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
Leonardo Alves
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
Leonardo Alves
 
Vulcanismo.pdf
Vulcanismo.pdfVulcanismo.pdf
Vulcanismo.pdf
Paulo Ricardo
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
Pelo Siro
 
vulcanismo
 vulcanismo vulcanismo
vulcanismo
Terceiro Calhau
 
Vulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismoVulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismo
Wendell Fabrício
 
Vulcanismo2
Vulcanismo2Vulcanismo2
Vulcanismo2
home
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
João Monteiro
 
9 vulcanologia
9   vulcanologia9   vulcanologia
9 vulcanologia
margaridabt
 
7 vulcanologia
7   vulcanologia7   vulcanologia
7 vulcanologia
margaridabt
 

Semelhante a 005862911.pdf (20)

Vulcão
VulcãoVulcão
Vulcão
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
Vulcanismo1
Vulcanismo1Vulcanismo1
Vulcanismo1
 
Actividade vculcânica 7ano
Actividade vculcânica 7anoActividade vculcânica 7ano
Actividade vculcânica 7ano
 
Vulcanologia7
Vulcanologia7Vulcanologia7
Vulcanologia7
 
Vulcanismo
Vulcanismo Vulcanismo
Vulcanismo
 
vulcanismo.ppt
vulcanismo.pptvulcanismo.ppt
vulcanismo.ppt
 
tipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 anotipos de vulcanismo 7 ano
tipos de vulcanismo 7 ano
 
Vulcoes
VulcoesVulcoes
Vulcoes
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
Vulcanismo.pdf
Vulcanismo.pdfVulcanismo.pdf
Vulcanismo.pdf
 
Vulcanologia
VulcanologiaVulcanologia
Vulcanologia
 
vulcanismo
 vulcanismo vulcanismo
vulcanismo
 
Vulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismoVulcanismo e plutonismo
Vulcanismo e plutonismo
 
Vulcanismo2
Vulcanismo2Vulcanismo2
Vulcanismo2
 
Vulcanismo
VulcanismoVulcanismo
Vulcanismo
 
9 vulcanologia
9   vulcanologia9   vulcanologia
9 vulcanologia
 
7 vulcanologia
7   vulcanologia7   vulcanologia
7 vulcanologia
 

Mais de rickriordan

Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
rickriordan
 
Atmosfera e água . Conceito e importânciapdf
Atmosfera e água . Conceito e importânciapdfAtmosfera e água . Conceito e importânciapdf
Atmosfera e água . Conceito e importânciapdf
rickriordan
 
introdução a química. História , conceitopptx
introdução a química. História , conceitopptxintrodução a química. História , conceitopptx
introdução a química. História , conceitopptx
rickriordan
 
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptxRochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
rickriordan
 
3.Membrana e especializações.pdf
3.Membrana e especializações.pdf3.Membrana e especializações.pdf
3.Membrana e especializações.pdf
rickriordan
 
Biotecnologia .pptx
Biotecnologia .pptxBiotecnologia .pptx
Biotecnologia .pptx
rickriordan
 
frutas.pptx
frutas.pptxfrutas.pptx
frutas.pptx
rickriordan
 
orgãos do sentido.pdf
orgãos do sentido.pdforgãos do sentido.pdf
orgãos do sentido.pdf
rickriordan
 
Energia.pptx
Energia.pptxEnergia.pptx
Energia.pptx
rickriordan
 
separacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.ppt
separacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.pptseparacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.ppt
separacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.ppt
rickriordan
 
otomo-110301222738-phpapp02.ppt
otomo-110301222738-phpapp02.pptotomo-110301222738-phpapp02.ppt
otomo-110301222738-phpapp02.ppt
rickriordan
 
000728502.pdf
000728502.pdf000728502.pdf
000728502.pdf
rickriordan
 
tabela periodica.pdf
tabela periodica.pdftabela periodica.pdf
tabela periodica.pdf
rickriordan
 
Unidades de medidas.pptx
Unidades  de medidas.pptxUnidades  de medidas.pptx
Unidades de medidas.pptx
rickriordan
 
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdforgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
rickriordan
 
PLANTAS AMAZONICAS.ppt
PLANTAS AMAZONICAS.pptPLANTAS AMAZONICAS.ppt
PLANTAS AMAZONICAS.ppt
rickriordan
 
Movimento.pptx
Movimento.pptxMovimento.pptx
Movimento.pptx
rickriordan
 
001678868.pdf
001678868.pdf001678868.pdf
001678868.pdf
rickriordan
 
001706774.pdf
001706774.pdf001706774.pdf
001706774.pdf
rickriordan
 
Unidades de medidas.pdf
Unidades  de medidas.pdfUnidades  de medidas.pdf
Unidades de medidas.pdf
rickriordan
 

Mais de rickriordan (20)

Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdfVacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
Vacina, conceito, tipos, produção, aplicaçãopdf
 
Atmosfera e água . Conceito e importânciapdf
Atmosfera e água . Conceito e importânciapdfAtmosfera e água . Conceito e importânciapdf
Atmosfera e água . Conceito e importânciapdf
 
introdução a química. História , conceitopptx
introdução a química. História , conceitopptxintrodução a química. História , conceitopptx
introdução a química. História , conceitopptx
 
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptxRochas  e minerais. ( conceito, classificação)pptx
Rochas e minerais. ( conceito, classificação)pptx
 
3.Membrana e especializações.pdf
3.Membrana e especializações.pdf3.Membrana e especializações.pdf
3.Membrana e especializações.pdf
 
Biotecnologia .pptx
Biotecnologia .pptxBiotecnologia .pptx
Biotecnologia .pptx
 
frutas.pptx
frutas.pptxfrutas.pptx
frutas.pptx
 
orgãos do sentido.pdf
orgãos do sentido.pdforgãos do sentido.pdf
orgãos do sentido.pdf
 
Energia.pptx
Energia.pptxEnergia.pptx
Energia.pptx
 
separacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.ppt
separacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.pptseparacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.ppt
separacaomisturas8serie-110330134008-phpapp01.ppt
 
otomo-110301222738-phpapp02.ppt
otomo-110301222738-phpapp02.pptotomo-110301222738-phpapp02.ppt
otomo-110301222738-phpapp02.ppt
 
000728502.pdf
000728502.pdf000728502.pdf
000728502.pdf
 
tabela periodica.pdf
tabela periodica.pdftabela periodica.pdf
tabela periodica.pdf
 
Unidades de medidas.pptx
Unidades  de medidas.pptxUnidades  de medidas.pptx
Unidades de medidas.pptx
 
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdforgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
orgãos dos sentidos do corpo humano.pdf
 
PLANTAS AMAZONICAS.ppt
PLANTAS AMAZONICAS.pptPLANTAS AMAZONICAS.ppt
PLANTAS AMAZONICAS.ppt
 
Movimento.pptx
Movimento.pptxMovimento.pptx
Movimento.pptx
 
001678868.pdf
001678868.pdf001678868.pdf
001678868.pdf
 
001706774.pdf
001706774.pdf001706774.pdf
001706774.pdf
 
Unidades de medidas.pdf
Unidades  de medidas.pdfUnidades  de medidas.pdf
Unidades de medidas.pdf
 

Último

Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Falcão Brasil
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
Apresentação Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prote...
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 

005862911.pdf

  • 1. • Ramo das Ciências que se ocupa do estudo da formação, distribuição e classificação dos fenómenos vulcânicos. Vulcanologia
  • 2. • Os materiais provêm geralmente de magmas que se encontram em profundidade, em reservatórios denominados câmaras magmáticas. De onde provêm os materiais expelidos pelos vulcões?
  • 3. • Os vulcões são aberturas naturais na crusta terrestre que põem em comunicação com a superfície uma grande diversidade de materiais. Vulcão
  • 4. • Caracteriza‐se pela ocorrência de erupções vulcânicas. Vulcanismo
  • 5. • Tipos principais de manifestações de vulcanismo – Vulcanismo central – Vulcanismo fissural Vulcanismo
  • 7. Estrutura do aparelho vulcânico • Câmara magmática – Local onde estão armazenados os materiais em fusão.
  • 8. Estrutura do aparelho vulcânico • Chaminé vulcânica • Conduta irregular por onde ascende o material até à superfície.
  • 9. Estrutura do aparelho vulcânico • Cratera • Concavidade, mais ou menos circular, que corresponde ao alargamento da chaminé vulcânica.
  • 10. Estrutura do aparelho vulcânico • Cone vulcânico • Estrutura resultante da acumulação de materiais emitidos pelo vulcão. • Esta estrutura é por vezes atravessada por condutas de menor dimensão que correspondem a chaminés vulcânicas laterais.
  • 11. LÍQUIDOS GASOSOS SÓLIDOS Lava Gases Piroclastos Magma emitido por um vulcão que consolida à superfície à medida que arrefece. São vários os gases libertados durante uma erupção, predominando o vapor de água. São também libertados, monóxido de carbono, dióxido de carbono, enxofre, azoto. Materiais rochosos de diferentes dimensões. Cinzas Lapilli Bombas Materiais rochosos de dimensões inferiores a 2 mm. Materiais rochosos de dimensões compreendidas entre 2 e 64 mm. Materiais rochosos de dimensões superiores a 64 mm. Materiais expelidos pelos vulcões
  • 13. • Estruturas vulcânicas que resultam da solidificação de uma lava muito viscosa no interior da chaminé vulcânica. Agulhas vulcânicas
  • 14. • Estruturas vulcânicas que se formam em vulcões cuja lava muito viscosa não escoa a grande distância da cratera, formando um relevo que esconde a chaminé. Domos vulcânicos
  • 15. • Piroclastos de diversas dimensões, envolvidos em gases a altíssimas temperaturas. • As nuvens ardentes deslocam‐se a grande velocidade. Nuvens ardentes
  • 16. Atividade Efusiva Exemplo: Kilauea ‐ Havai Atividade Mista Atividade Explosiva Exemplo: Eyjafjallajokull ‐ Islândia Exemplo: Santiaguito ‐ Guatemala Tipos de atividade vulcânica
  • 17. Atividade vulcânica efusiva • Emissões calmas de lava de baixa viscosidade, baixo teor de gases e elevado teor de água. • Podem constituir‐se pequenos repuxos de lava. • Na cratera, formam‐se lagos de lava que podem transbordar, formando rios ou torrentes de lava. Exemplo de Atividade Vulcânica Efusiva Vulcão Kilauea - Havai
  • 18. Atividade vulcânica explosiva • Emissões violentas de piroclastos. • Formação de nuvens ardentes que se deslocam a alta velocidade e temperatura o que torna a sua passagem altamente destruidora. • A lava por ser muito viscosa pode consolidar na chaminé formando domos ou agulhas vulcânicas que impedem a libertação de gases, o que pode provocar explosões de grande violência. Exemplo de Atividade Vulcânica Explosiva Vulcão Santiaguito - Guatemala
  • 19. Atividade vulcânica mista • Ocorrência de pequenas explosões com libertação de piroclastos que alternam com emissões de lava de viscosidade moderada. Exemplo de Atividade Vulcânica Mista Vulcão Eyjafjallajokull - Islândia
  • 20. CARACTERÍSTICAS DA ATIVIDADE VULCÂNICA ATIVIDADE EFUSIVA MISTA EXPLOSIVA Viscosidade da lava Baixa Moderada Alta Teor em gases da Lava Baixo Moderado Alto Teor em água da Lava Alto Moderado Baixo Correntes de lava Abundantes Moderadas Raras Piroclastos Inexistentes Lapilli, bombas e cinzas Lapilli, bombas e cinzas. Formação de nuvens ardentes. Tipo de cone vulcânico Baixo e de base larga, constituído exclusivamente por lava. Pode reduzir‐se a uma simples fissura. Intermédio Elevado, de base estreita e constituído por lava e piroclastos variados. Formação de domas e agulhas. Principais características dos diferentes tipos de erupções vulcânicas
  • 21. – Com o decorrer da atividade vulcânica pode ocorrer um esvaziamento da câmara magmática. – Esse esvaziamento da câmara magmática ocasiona perda de apoio do aparelho vulcânico, com a consequente incapacidade de suportar o próprio peso. – Pode suceder‐se o abatimento da parte central do vulcão, originando‐se, assim, uma caldeira. – Após a formação das caldeiras, e com o passar dos anos, estas vão‐se enchendo com água proveniente das chuvas ou de ribeiros que nela confluem, dando origem a lagoas. Formação de uma caldeira