EducaçãO FíSica Powerpont

13.020 visualizações

Publicada em

Publicada em: Negócios
3 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
13.020
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
258
Comentários
3
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

EducaçãO FíSica Powerpont

  1. 1. Escola Secundária/3 de Latino Coelho<br />Educação Física<br />
  2. 2. Introdução<br /><ul><li> Neste trabalho visamos pesquisar e saber um pouco mais sobre as lesões, os seus derivados e os seus tratamentos, os focos que essas lesões são originárias, e algumas lesões de algumas modalidades.
  3. 3. Esperamos que todos gostem.</li></li></ul><li>Factores de Lesões<br />Idade;<br />Dietéticos;<br />Focos Infecciosos;<br />Frio;<br />Fadiga;<br />Calçado Desportivo;<br />Solos.<br />
  4. 4. Alguns dos Princípios do Treinamento Atlético<br />Aquecimento;<br />Intensidade;<br />Motivação;<br />Relaxamento;<br />
  5. 5. Lesões Musculares <br />Rupturas Musculares:<br /> Definimos ruptura muscular como uma solução de continuidade das fibras musculares, desencadeada pela actuação, de um esforço mecânico que ultrapassou os seus limites de resistência elástica. <br />
  6. 6. Classificação das Lesões Musculares<br />Patologia Muscular Funcional;<br />Patologia Muscular Traumática;<br />Complicações das Lesões Musculares;<br />
  7. 7. Cãibras<br /> A cãibra traduz no desportista o despertar de um mecanismo de alarme defendendo as estruturas musculares e até o próprio organismo de maiores solicitações funcionais que lhe puderam ser nefastas.<br /> A cãibra muscular é desencadeada por um espasmo muscular crónico caracterizado por uma contracção muscular intermitente, intensa, involuntária e muito dolorosa.<br />
  8. 8. Factores de Cãibra Muscular<br />Fadiga muscular e orgânica:<br />Frio e humidade atmosférica:<br />Afecções do sistema nervoso:<br />Dopagem:<br />
  9. 9. CONTRACTURAS MUSCULARES<br /> As contracturas musculares, poderão ser localizadas ou generalizada, traduzem o despoletar de um mecanismo de defesa das estruturas anatómicas hipersolicitadas ou lesadas durante a actividade física, as maiores solicitações funcionais.<br />
  10. 10. Classificação<br />Contracturas musculares funcionais<br />Imediatas;<br />Tardia;<br /> <br />Contracturas musculares patológicas<br />Associadas à lesão da fibra muscular;<br />Associadas à lesão articular;<br />Associadas à lesão muscular periférica;<br />
  11. 11. Contusões Muscular<br /> É uma lesão muscular fechada produzida pela acção de um vector externo contundente ou actuando como tal. <br /> Extremamente frequentes nos desportos de equipa e naqueles onde se permite o contacto físico, só na maioria benignas, acentuando-se as contusões ao nível das estruturas musculares da perna e algumas na coxas.<br /> As contusões do quadricipite resultam usualmente dum impacto severo quando a coxa se encontra relaxada comprimindo violentamente a massa muscular.<br />
  12. 12. Classificação:<br /> Grau I- contusão ligeira da massa muscular desencadeando-lhe uma compressão anormal.<br /> Grau II- contusão moderada de uma massa muscular desencadeando dor local, impotência funcional, limitação da modalidade articular, que poderá durar de minutos a horas.<br /> Grau III- contusão severa de uma massa muscular, desencadeando-se uma sintomatologia dolorosa, perda da função, limitação marcada da modalidade articular que poderá durar horas.<br />
  13. 13. INCIDENCIA DAS LESÕES MUSCULARES<br /> As grandes maiorias das rupturas musculares verificam-se ao nível dos grupos musculares dos membros inferiores com especial predilecção pelos músculos da coxa.<br />
  14. 14. INCIDENCIA em ALGUMAS MODALIDADE DESPORTIVA<br />
  15. 15. Andebol<br />Rupturas musculares:<br />os meias-distancias e os pivots tem mais probabilidade de contrair rupturas (+-9%), a nível dos isquiotibiais (*).<br /> <br />Contusões musculares:<br />São os pivots que detêm uma maior percentagem que contrair contusões (27%)a nível coxa.<br />
  16. 16. (*) Isquiotibiais<br />Alguns exercícios:<br />
  17. 17. Basquetebol<br />Rupturas musculares:<br />Há maior incidência no tricipitesural(*)<br />Lesões habituais ou específicas:<br />Entorse da tíbio-társica;<br />Entorses nos dedos;<br />Contusões nas mãos e dedos;<br />Deslocamentos da retina ocular;<br />
  18. 18. (*) TripciteSural<br />Exercícios:<br />
  19. 19. Ciclismo<br /> <br />Gestos desportivos que levam a uma posição viciosa defeituosa da coluna vertical.<br />Lesões Habituais ou específicas:<br /> Joelho de ciclista;<br />Cotovelo de ciclista;<br />Artroses nos punhos e cotovelos;<br />Entorses no Joelho; <br />
  20. 20. Futebol<br />Corrida, salto passe, remate, drible, com pitões que poderão provocar lesões.<br />Lesões Habituais ou específicas:<br /> Entorses do tornozelo ou joelho;<br />Entorses nos dedos do guarda-redes;<br />Mialgias;<br />Ruptura de ligamentos;<br />Lesão nos gémeos;<br />
  21. 21. Vídeo de acções provocantes de lesões:<br />Vídeo:<br />
  22. 22. Voleibol<br />Gestos desportivos como suspensão (salto ou apoio), remate, bloco, …<br /> <br />Lesões Habituais ou específicas:<br /> Entorses do joelho e tornozelo;<br />Luxações dos dedos;<br />Ombro de voleibolista;<br />
  23. 23. Tratamento<br />Gelo<br />Compressão<br />Imobilização<br />Analgésicos ou anti-inflamatórios<br />Aplicação de calor <br />Massagem<br />
  24. 24. Conclusão<br />Concluo que este trabalho teve algum gozo a fazer, visto a inexistência de conhecimentos por parte de alguns léxicos pertencentes ao trabalho.<br />Houve também dificuldade na selecção de material adequado para o entendimento futuro dos nossos colegas.<br />
  25. 25. Bibliografia<br />Massada, Leandro. 1989 lesões musculares no desporto. Editora caminho. SA<br />Massada, Leandro. 1989 Lesões típicas desportivas. Editora caminho. SA<br />

×