SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 1
Baixar para ler offline
As Mouras Encantadas do Castelo de LamegoJá vai para 90 anos, quando o Sr. Joaquim de Sousa Macário, general de Brigada reformado,contava a Lamecenses uma história do Castelo de Lamego, que ouvira, na sua infância, a "uma criada velhinha". E, nessa altura, dizia o Sr. General: a lenda ia esquecendo à geração contemporânea.Um Rei Mouro, muito antigo, levado por poderosa fada feiticeira, mandou abrir, secretamente, no bairro do castelo, três túneis para uma sala, cada qual com a sua porta fechada. Mais, fez afixar uma legenda à entrada destas portas. Numa estava escrito: "peste que pode matar gente até uma légua em volta "; Noutra: "tesouro de grande riqueza"; e, numa terceira: "encantamento". Mas, ficou também ali uma advertência: cuidado, que estão as legendas trocadas.Este senhor do Castelo, um dia,receando ser morto pelo nosso Rei Dom AfonsoHenriques, resolveu fugir, sem ver modo de levar consigo a suas 3 filhas "formosíssimas e jovens". Assim, pediu a uma fada feiticeira que o acompanhava, que as encantasse. Tomaramas três lindas mouras o bálsamo do encantamento, que lhes permitia "duração eterna", ficando guardadas "no dito subterrâneo aonde existem"... Também foi encerrado, noutro túnel, o tesouro real.E lá se foi o rei mouro para os Algarves. Pensava voltar um dia, com a fada que lhe desencantaria as filhas, e haveria igualmente o tesouro escondido. Faleceu em Tavira. A fada que o acompanhou, também.Continuam no bairro do Castelo as três princesas mouras... Quem as procura receia abrir por engano o túnel da peste, e todos têm desistido.Com a "recuperação" da área do castelo para breve, espera-se encontrar o tesouro-- o que poderá valorizar muito a zona sob o ponto de vista turístico...Quanto às mouras, se forem encontradas-- é que não parece possível desencantá-las, uma vez que fada do encantamento, como dissemos, faleceu no Algarve. O que foi lamentável a muitos títulos, não sendo o menos importante a continuação desta história.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O espelho e a máscara
O espelho e a máscaraO espelho e a máscara
O espelho e a máscaraasevero81
 
O príncipe nabo 5
O príncipe nabo 5O príncipe nabo 5
O príncipe nabo 5Gisela Alves
 
A Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal Henriques
A Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal HenriquesA Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal Henriques
A Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal HenriquesCascais - Portugal
 
Alexandre dumas o máscara de ferro
Alexandre dumas   o máscara de ferroAlexandre dumas   o máscara de ferro
Alexandre dumas o máscara de ferroAriovaldo Cunha
 
A Lenda De Coimbra.
A Lenda De Coimbra.A Lenda De Coimbra.
A Lenda De Coimbra.turma6G
 
Christian jacq pedra de luz 3 - paneb o ardente
Christian jacq   pedra de luz 3 - paneb o ardenteChristian jacq   pedra de luz 3 - paneb o ardente
Christian jacq pedra de luz 3 - paneb o ardenteAriovaldo Cunha
 
Lendas de-portugal
Lendas de-portugalLendas de-portugal
Lendas de-portugalJWM V.
 
O top + da leitura, outubro de 2010
O top + da leitura, outubro de 2010O top + da leitura, outubro de 2010
O top + da leitura, outubro de 2010Maria Bragança
 
O homem da máscara de ferro
O homem da máscara de ferroO homem da máscara de ferro
O homem da máscara de ferroprof.aldemir2010
 
Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!Lucimeire Lima
 
O castelo de almourol
O castelo de almourolO castelo de almourol
O castelo de almourolMara Ferreira
 
A aia conto e question
A aia conto e questionA aia conto e question
A aia conto e questionostrapaula
 
Eça de queiroz o bem e o mal
Eça de queiroz o bem e o malEça de queiroz o bem e o mal
Eça de queiroz o bem e o malLuzia Gabriele
 

Mais procurados (18)

Trabalho lp
Trabalho lpTrabalho lp
Trabalho lp
 
O espelho e a máscara
O espelho e a máscaraO espelho e a máscara
O espelho e a máscara
 
O príncipe nabo 5
O príncipe nabo 5O príncipe nabo 5
O príncipe nabo 5
 
A Saga de Mitrax I / A Grande Rainha
A Saga de Mitrax I / A Grande RainhaA Saga de Mitrax I / A Grande Rainha
A Saga de Mitrax I / A Grande Rainha
 
A Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal Henriques
A Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal HenriquesA Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal Henriques
A Lenda da Boca do inferno - por João Aníbal Henriques
 
As mil-e-uma-noite
As mil-e-uma-noiteAs mil-e-uma-noite
As mil-e-uma-noite
 
Inaudita guerra
Inaudita guerraInaudita guerra
Inaudita guerra
 
Alexandre dumas o máscara de ferro
Alexandre dumas   o máscara de ferroAlexandre dumas   o máscara de ferro
Alexandre dumas o máscara de ferro
 
A Lenda De Coimbra.
A Lenda De Coimbra.A Lenda De Coimbra.
A Lenda De Coimbra.
 
Ficha de leitura
Ficha de leituraFicha de leitura
Ficha de leitura
 
Christian jacq pedra de luz 3 - paneb o ardente
Christian jacq   pedra de luz 3 - paneb o ardenteChristian jacq   pedra de luz 3 - paneb o ardente
Christian jacq pedra de luz 3 - paneb o ardente
 
Lendas de-portugal
Lendas de-portugalLendas de-portugal
Lendas de-portugal
 
O top + da leitura, outubro de 2010
O top + da leitura, outubro de 2010O top + da leitura, outubro de 2010
O top + da leitura, outubro de 2010
 
O homem da máscara de ferro
O homem da máscara de ferroO homem da máscara de ferro
O homem da máscara de ferro
 
Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!Cordel adolescente, ô xente!
Cordel adolescente, ô xente!
 
O castelo de almourol
O castelo de almourolO castelo de almourol
O castelo de almourol
 
A aia conto e question
A aia conto e questionA aia conto e question
A aia conto e question
 
Eça de queiroz o bem e o mal
Eça de queiroz o bem e o malEça de queiroz o bem e o mal
Eça de queiroz o bem e o mal
 

Destaque

Disturbios alimentares
Disturbios alimentaresDisturbios alimentares
Disturbios alimentaresVitor Souza
 
Minhas férias para a glória de deus
Minhas férias para a glória de deusMinhas férias para a glória de deus
Minhas férias para a glória de deusJean Francesco
 
Minho 8ºA
Minho   8ºAMinho   8ºA
Minho 8ºAPOISPOIS
 
Balada junho/julho de 2013
Balada junho/julho de 2013Balada junho/julho de 2013
Balada junho/julho de 2013Lili Nabais
 
Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)
Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)
Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)profacacio
 
Novos Instrumentos Fanfarra
Novos Instrumentos FanfarraNovos Instrumentos Fanfarra
Novos Instrumentos Fanfarramidiasvidal
 
A espiritualidade do advento
A espiritualidade do adventoA espiritualidade do advento
A espiritualidade do adventoJean Francesco
 
Quero ir á escola
Quero ir á escolaQuero ir á escola
Quero ir á escolazuceac
 
Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)Jean Francesco
 
Arquitectura 8ºB Ana
Arquitectura 8ºB AnaArquitectura 8ºB Ana
Arquitectura 8ºB AnaManhente9a
 
Sobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsbSobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsbSergiana Helmer
 
Que tanto sabes
Que tanto sabesQue tanto sabes
Que tanto sabesdaniiel23
 

Destaque (20)

Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Trabalho de EA
Trabalho de EATrabalho de EA
Trabalho de EA
 
Laescalera2
Laescalera2Laescalera2
Laescalera2
 
Deus Sertao
Deus SertaoDeus Sertao
Deus Sertao
 
Ppt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não FumadorPpt Dia Não Fumador
Ppt Dia Não Fumador
 
Disturbios alimentares
Disturbios alimentaresDisturbios alimentares
Disturbios alimentares
 
Minhas férias para a glória de deus
Minhas férias para a glória de deusMinhas férias para a glória de deus
Minhas férias para a glória de deus
 
estatística
estatísticaestatística
estatística
 
A Generosidade
A GenerosidadeA Generosidade
A Generosidade
 
Minho 8ºA
Minho   8ºAMinho   8ºA
Minho 8ºA
 
Balada junho/julho de 2013
Balada junho/julho de 2013Balada junho/julho de 2013
Balada junho/julho de 2013
 
Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)
Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)
Cap. 3 - Um mundo de países (8º ano)
 
AfroPoemas
AfroPoemasAfroPoemas
AfroPoemas
 
Novos Instrumentos Fanfarra
Novos Instrumentos FanfarraNovos Instrumentos Fanfarra
Novos Instrumentos Fanfarra
 
A espiritualidade do advento
A espiritualidade do adventoA espiritualidade do advento
A espiritualidade do advento
 
Quero ir á escola
Quero ir á escolaQuero ir á escola
Quero ir á escola
 
Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)
 
Arquitectura 8ºB Ana
Arquitectura 8ºB AnaArquitectura 8ºB Ana
Arquitectura 8ºB Ana
 
Sobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsbSobre o processo de organização da nsb
Sobre o processo de organização da nsb
 
Que tanto sabes
Que tanto sabesQue tanto sabes
Que tanto sabes
 

Semelhante a As Mouras Encantadas de Lamego

Categorias da Narrativa em "A Aia"
Categorias da Narrativa em "A Aia"Categorias da Narrativa em "A Aia"
Categorias da Narrativa em "A Aia"Maria João C. Conde
 
Lendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de PortugalLendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de Portugalguest1b247a
 
Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia AMLDRP
 
A aia resumo com analise mt bom
A aia resumo com analise mt bomA aia resumo com analise mt bom
A aia resumo com analise mt bomostrapaula
 
Fi a aia muito bom
Fi a aia muito bomFi a aia muito bom
Fi a aia muito bomostrapaula
 
Novela Ribatejana A Princesa, Má, TomáSia
Novela Ribatejana  A Princesa, Má, TomáSiaNovela Ribatejana  A Princesa, Má, TomáSia
Novela Ribatejana A Princesa, Má, TomáSiaxannoka
 
Resumo da obra literária a Aia - Português 9º ano
Resumo da obra literária a Aia - Português 9º anoResumo da obra literária a Aia - Português 9º ano
Resumo da obra literária a Aia - Português 9º anoAnaMargaridaParreira1
 
A Aia - sistematização.pptx
A Aia - sistematização.pptxA Aia - sistematização.pptx
A Aia - sistematização.pptxfernandomondim
 
Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"Inês Santos
 
Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)
Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)
Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)helena takahashi
 

Semelhante a As Mouras Encantadas de Lamego (20)

A bela adormecida
A bela adormecidaA bela adormecida
A bela adormecida
 
Categorias da Narrativa em "A Aia"
Categorias da Narrativa em "A Aia"Categorias da Narrativa em "A Aia"
Categorias da Narrativa em "A Aia"
 
Lendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de PortugalLendas de alguns distritos de Portugal
Lendas de alguns distritos de Portugal
 
Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia Recensão crítica - a aia
Recensão crítica - a aia
 
Lenda da cova da moura
Lenda da cova da mouraLenda da cova da moura
Lenda da cova da moura
 
Lendas de Portugal
Lendas de PortugalLendas de Portugal
Lendas de Portugal
 
Lendas de-portugal
Lendas de-portugalLendas de-portugal
Lendas de-portugal
 
A aia resumo com analise mt bom
A aia resumo com analise mt bomA aia resumo com analise mt bom
A aia resumo com analise mt bom
 
A aia
A aiaA aia
A aia
 
Camões / Os Lusíadas
Camões / Os LusíadasCamões / Os Lusíadas
Camões / Os Lusíadas
 
1ª Ficha Formativa
1ª Ficha Formativa1ª Ficha Formativa
1ª Ficha Formativa
 
Fi a aia muito bom
Fi a aia muito bomFi a aia muito bom
Fi a aia muito bom
 
Novela Ribatejana A Princesa, Má, TomáSia
Novela Ribatejana  A Princesa, Má, TomáSiaNovela Ribatejana  A Princesa, Má, TomáSia
Novela Ribatejana A Princesa, Má, TomáSia
 
Resumo da obra literária a Aia - Português 9º ano
Resumo da obra literária a Aia - Português 9º anoResumo da obra literária a Aia - Português 9º ano
Resumo da obra literária a Aia - Português 9º ano
 
A Aia - sistematização.pptx
A Aia - sistematização.pptxA Aia - sistematização.pptx
A Aia - sistematização.pptx
 
A Aia
A AiaA Aia
A Aia
 
A Aia
A AiaA Aia
A Aia
 
Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"Tudo sobre "Os lusíadas"
Tudo sobre "Os lusíadas"
 
Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)
Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)
Sugestão de atividade de leitura e escrita (1)
 
A princesa da chuva
A princesa da chuvaA princesa da chuva
A princesa da chuva
 

Mais de Roberto Santos

Mais de Roberto Santos (9)

O Nabo
O NaboO Nabo
O Nabo
 
ProtecçãO E ConservaçãO Do Solo
ProtecçãO E ConservaçãO Do SoloProtecçãO E ConservaçãO Do Solo
ProtecçãO E ConservaçãO Do Solo
 
ApresentaçãO1
ApresentaçãO1ApresentaçãO1
ApresentaçãO1
 
Argumentar
ArgumentarArgumentar
Argumentar
 
Desenvolvimento Desigual Da Humanidade
Desenvolvimento Desigual Da HumanidadeDesenvolvimento Desigual Da Humanidade
Desenvolvimento Desigual Da Humanidade
 
EducaçãO FíSica Powerpont
EducaçãO FíSica PowerpontEducaçãO FíSica Powerpont
EducaçãO FíSica Powerpont
 
EstratéGia De Produtos
EstratéGia De ProdutosEstratéGia De Produtos
EstratéGia De Produtos
 
Adr Trabalho Final
Adr Trabalho FinalAdr Trabalho Final
Adr Trabalho Final
 
ApresentaçãO
ApresentaçãOApresentaçãO
ApresentaçãO
 

As Mouras Encantadas de Lamego

  • 1. As Mouras Encantadas do Castelo de LamegoJá vai para 90 anos, quando o Sr. Joaquim de Sousa Macário, general de Brigada reformado,contava a Lamecenses uma história do Castelo de Lamego, que ouvira, na sua infância, a "uma criada velhinha". E, nessa altura, dizia o Sr. General: a lenda ia esquecendo à geração contemporânea.Um Rei Mouro, muito antigo, levado por poderosa fada feiticeira, mandou abrir, secretamente, no bairro do castelo, três túneis para uma sala, cada qual com a sua porta fechada. Mais, fez afixar uma legenda à entrada destas portas. Numa estava escrito: "peste que pode matar gente até uma légua em volta "; Noutra: "tesouro de grande riqueza"; e, numa terceira: "encantamento". Mas, ficou também ali uma advertência: cuidado, que estão as legendas trocadas.Este senhor do Castelo, um dia,receando ser morto pelo nosso Rei Dom AfonsoHenriques, resolveu fugir, sem ver modo de levar consigo a suas 3 filhas "formosíssimas e jovens". Assim, pediu a uma fada feiticeira que o acompanhava, que as encantasse. Tomaramas três lindas mouras o bálsamo do encantamento, que lhes permitia "duração eterna", ficando guardadas "no dito subterrâneo aonde existem"... Também foi encerrado, noutro túnel, o tesouro real.E lá se foi o rei mouro para os Algarves. Pensava voltar um dia, com a fada que lhe desencantaria as filhas, e haveria igualmente o tesouro escondido. Faleceu em Tavira. A fada que o acompanhou, também.Continuam no bairro do Castelo as três princesas mouras... Quem as procura receia abrir por engano o túnel da peste, e todos têm desistido.Com a "recuperação" da área do castelo para breve, espera-se encontrar o tesouro-- o que poderá valorizar muito a zona sob o ponto de vista turístico...Quanto às mouras, se forem encontradas-- é que não parece possível desencantá-las, uma vez que fada do encantamento, como dissemos, faleceu no Algarve. O que foi lamentável a muitos títulos, não sendo o menos importante a continuação desta história.