O slideshow foi denunciado.

Slides lesões no esporte

823 visualizações

Publicada em

Material utilizado para aula expositiva

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Slides lesões no esporte

  1. 1. Acidentes comuns nos esportes O que fazer? Primeiros socorros
  2. 2. • Apesar do conceito de esporte está diretamente relacionado a saúde, as lesões esportivas e os acidentes são extremamente frequentes, é muito difícil alguém praticar um esporte durante a vida e não sofrer algum tipo de lesão ou acidente por mínimo que seja. • Todas as pessoas estão sujeitas a episódios de traumatismos ósteoarticulares (contusões, luxações, torções, etc), especialmente as que praticam esportes, sejam elas profissionais ou amadoras. • Os atletas profissionais estão sujeitos a lesões com muito mais frequência, devido a intensidade do treino. Dependendo da modalidade as lesões são mais comuns em determinadas partes do corpo.
  3. 3. • Os amadores podem sofrer lesões por não estarem acompanhados de profissionais capacitados . O primeiro passo é procurar um médico para uma avaliação prévia do condicionamento físico e um profissional de educação física para orientar o seu treino. • Uma pessoa sedentária não deve, de início, começar a correr ou a fazer qualquer exercício de maior impacto, essas atividades exigem preparação, treinamento e condicionamento físico. • Um bom programa de condicionamento físico deve conter alongamento, prevenindo lesões musculares e tendinosas, possíveis dores musculares e aumentando a amplitude dos movimentos articulares. É muito importante que se faça o alongamento ao final do exercício, pois a atividade tem a função de relaxar a musculatura. • Depois de seguir certos cuidados, é sempre bom verificar alguns sintomas do corpo no momento da atividade. Rosto muito vermelho, tontura, dores musculares, de coluna, de joelho, podem ser um sinal de esforço inadequado. Nesses casos, o ideal é parar o exercício e estudar a causa por meio de exames e orientação profissional, pois o exercício deve proporcionar acima de tudo prazer e bem estar.
  4. 4. LESÕES INTRÍNSECAS: Causadas por fatores individuais e biológicos (fatores antropométricos, história do atleta, nível de condicionamento) LESÕES EXTRÍNSECAS: Causadas por fatores externos e do meio ambiente (piso, equipamento esportivo, condições climáticas) Causas das lesões
  5. 5. Escoriações e cortes • - Cortes: São as lesões na pele causados por algo afiado, como uma faca. • - Escoriações: lesão que ocorre na superfície da pele, como quando caímos e arrastamos o joelho ou qualquer outra parte no chão. Uma escoriação mais profunda e que acomete o tecido subcutâneo é denominada de laceração.
  6. 6. Como proceder, então, após uma lesão: – Antes de manusear qualquer lesão, deve-se lavar as mãos com água e sabão, ou álcool gel se disponível e utilizar luvas de procedimento. – Pequenos cortes, perfurações superficiais e escoriações podem ser tratados apenas com limpeza local. Água e sabão neutro são suficientes na maioria dos casos. Outra opção é irrigação com soro fisiológico. Deve-se limpar até desaparecer qualquer sinal de sujeira ou corpo estranho como terra, grama etc. – Lesões mais profundas e cortes mais extensos devem ser avaliados por um médico para decidir se há necessidade de realizar sutura com pontos. De qualquer modo, a limpeza primária pode ser feita com água corrente ou soro fisiológico. Se notar presença de corpo estranho na ferida, vá ao médico.
  7. 7. Contusões • É a pancada ou o tombo que machuca tecidos e até músculos, mas não causa dano ósseo.A região atingida fica dolorida, inchada e roxa. Ela se forma por causa do rompimento de capilares e as vezes de vasos maiores no momento da batida. Em geral, a contusão afeta só os tecidos superficiais
  8. 8. O que fazer após a pancada • A primeira providência é aplicar gelo para aliviar a dor e o inchaço local.
  9. 9. Fratura • As fraturas podem ser definidas como uma ruptura parcial ou total do osso e podem ser classificadas em abertas ou fechadas, de acordo com o lesionamento da pele ou não. Uma fratura fechada é quando não ocorre o rompimento da pele, já a exposta é quando a pele é rompida e o osso apresenta-se exposto. Por existir maior possibilidade de infecção, a fratura exposta é considerada mais perigosa que a fratura fechada. • As fraturas são facilmente percebidas, seja pelo aparecimento dos ossos através da pele (fratura exposta) ou pela dor, quando é realizada a palpação do local.Além disso, dificuldade em movimentar o membro acometido ou deformidades que caracterizam a quebra dos ossos podem ser percebidas. A realização de exames radiológicos confirma o diagnóstico de fraturas.
  10. 10. Oque não fazer • Não movimente a vítima até imobilizar o local atingido, principalmente se houver suspeita de fratura na coluna vertebral. • Não dê qualquer alimento ao ferido, nem mesmo água. O que fazer • Solicite assistência médica, enquanto isso mantenha a pessoa calma e aquecida ou protegida do sol. • Imobilize o osso ou articulação com uma tala e se possível remova a vítima logo para o pronto socorro. • Se possível, mantenha o local afetado em nível mais elevado que o resto do corpo e aplique compressas de gelo para diminuir o inchaço, a dor e a progressão do hematoma.
  11. 11. Entorse É um movimento atípico, geralmente rotacional, que lesiona ligamentos da articulação. Embora o grande esforço a que a articulação seja submetida possa provocar apenas a distensão dos ligamentos, a entorse costuma provocar o rompimento parcial ou completo deles, por vezes associado a lesões na cápsula fibrosa que reveste a articulação.
  12. 12. Tratamento Gelo, sem contato direto com a pele e aplicado por até 20 minutos, alivia. Em casos mais sérios, é preciso imobilizar ou até operar
  13. 13. Luxação • A luxação é um deslocamento da articulação que faz com que os ossos percam contato entre si. Além da dor intensa, a lesão impossibilita movimentos. • Assim como na entorse, pode provocar o rompimento parcial ou completo dos ligamentos e por vezes lesionar a cápsula fibrosa que reveste a articulação.
  14. 14. Como socorrer a vítima • O procedimento de socorro à vítima deve ser o mesmo de uma fratura. Não tentar colocar a articulação no lugar. • Imobilizar e ir direto ao hospital para que um médico especialista faça a manobra de recolocação da articulação. • Pessoas com luxações frequentes podem precisar de cirurgia.
  15. 15. Desmaio • Em geral, o desmaio é resultado de uma queda na pressão sanguínea.Como a cabeça fica no alto do corpo, ela é a primeira parte a sentir a diminuição da circulação, o que leva à falta de oxigênio no cérebro e à perda de consciência. • Antes do desmaio, a baixa no nível de oxigênio no sangue faz as células da retina não funcionarem direito, deixando a visão escura ou com pontos pretos, é relatado como “enxergar tudo preto”, enquanto os sons vão ficando cada vez mais distantes. • Antes de desmaiar é comum a pessoa apresentar sensação de moleza no corpo, suor frio, náusea, pulso fraco, pressão arterial baixa e respiração cada vez mais lenta. • Mas uma pessoa também pode desmaiar por falta de glicose no sangue. "Isso é comum entre os adolescentes, quando eles não tomam café da manhã.Como gastam muita energia, no final da manhã a glicemia está muito baixa, causando o desmaio.
  16. 16. O que fazer • Quando chega aquela sensação de tontura e perda de visão mas ainda não desmaiou, sente-a em uma cadeira e diga a ela para baixar a cabeça abaixo dos joelhos e esperar a tontura passar • Se a pessoa já desmaiou, deite-a no chão, elevando as pernas em relação ao resto do corpo para facilitar a circulação de sangue para o cérebro. • Afrouxe as roupas da vítima e ventile o ambiente • Quando ela recuperar a consciência ofereça um pouco de água com açúcar • Se apresentar ânsia de vômito, vire-a de lado • Caso
  17. 17. Parada Cardiorrespiratória • A parada cardiorrespiratória é o momento em que o coração deixa de funcionar e o indivíduo deixa de respirar, sendo necessário fazer uma massagem cardíaca para fazer com que o coração volte a bater.
  18. 18. Primeiros socorros Os primeiros socorros em caso de parada cardíaca são essenciais para manter a vítima viva enquanto a ajuda médica não chega. Assim, o mais importante é começar a massagem cardíaca, que deve ser feita da seguinte forma: • Chamar ajuda médica, ligando para o 192; • Deitar a vítima no chão, com a barriga para cima; • Levantar ligeiramente o queixo do indivíduo para cima, para facilitar a respiração • Apoiar as mãos, uma sobre a outra no peito da vítima, entre os mamilos, em cima do coração. • Fazer 2 compressões por segundo até que o coração da vítima volte a bater sozinho, ou até a chegada da ambulância. • No caso de o coração da vítima voltar a bater, é recomendado que se coloque o indivíduo na posição lateral de segurança até que a ajuda médica chegue.
  19. 19. A Escola Baiana de Medicina e Saúde Pública criou uma lista com 10 mandamentos para aqueles que prestam socorros de urgência 1. Mantenha a calma. 2.Tenha em mente a seguinte ordem de segurança quando você estiver prestando socorro: PRIMEIRO EU (o socorrista)· DEPOIS MINHA EQUIPE (Incluindo os transeuntes)· E POR ÚLTIMOAVÍTIMA. Isto parece ser contraditório a primeira vista, mas temo intuito básico de não gerar novas vítimas. 3. Ao prestar socorro, é fundamental ligar ao atendimento pré-hospital de imediato ao chegar ao local do acidente. Podemos por exemplo discar o número: 192 (SAMU) ou outra empresa de socorro. 4. Sempre verifique se há riscos no local, para você e sua equipe, antes de agir no acidente.
  20. 20. 5. Mantenha sempre o bom senso. 6. Mantenha o espírito de liderança, pedindo ajuda e afastando os curiosos. 7. Distribua tarefas, assim os transeuntes que poderiam atrapalhar lhe ajudarão e se sentirão mais úteis. 8. Evite manobras intempestivas (realizadas de forma imprudente, com pressa). 9. Em caso de múltiplas vítimas dê preferência àquelas que correm maiores risco de vida como, por exemplo, vítimas em parada cardiorrespiratória ou que estejam sangrando muito. 10. Seja socorrista e não herói (lembre-se do 2º mandamento)
  21. 21. Fontes http://www.mdsaude.com/2009/01/tratamento-de-feridas-e-machucados.html http://mundoestranho.abril.com.br/materia/qual-a-diferenca-entre-luxacao-contusao-e-entorse http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/saude-bem-estar/fraturas.htm http://www.bombeirosemergencia.com.br/fraturas.html http://www.abc.med.br/p/ortopedia-e-saude/294925/entorses+como+acontecem+o+que+fazer.htm http://www.trabalhosfeitos.com/ensaios/Primeiros-Socorros-No-Esporte-Acidentes-Contus%C3%B5es/965447.html http://saude.ig.com.br/minhasaude/primeirossocorros/desmaio/ref1237829416958.html http://www.hportugues.com.br/hospital/noticias/2006/janeiro/cuidados-ao-iniciar-uma-atividade-fisica http://www.interne.com.br/novidades/index.php?option=com_content&view=article&id=1749:cortes-arranhoes-e-escoriacoes-como- cuidar-da-ferida&catid=26:saude&Itemid=3

×