Tipos de Custos em Projetos


Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP
ricardo.vargas@macrosolutions.com.br

               ...
Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP
Ricardo Vargas é especialista em gerenciamento de projetos, portfólio e riscos. Foi...
Custo

   O custo pode ser descrito como

   • direto e indireto
   • variável, fixo e semi-variável
   • recorrente e não...
Custos Diretos


      Podem ser                   São especificamente                           Incluem material,
  rastr...
Custos Diretos - Exemplos

  Valor dos                                                                     Horas de
      ...
Custos Indiretos


                                                               São custos não relacionados
    Não são ...
Custos Variáveis



                                                                           Podem ser ou não
 Variam di...
Custos Fixos

 Permanecem constantes no total,
 independentemente do volume de trabalho.

 Permanecem os mesmos quando a p...
Custos Recorrentes e Não-Recorrentes

    Custos recorrentes

    • São custos repetitivos, diretos ou indiretos, que vari...
Visite
     www.ricardo-vargas.com
Para acessar outras apresentações,
   podcasts, videos e conteúdo
 técnico sobre gerenc...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Tipos de Custos em Projetos

22.005 visualizações

Publicada em

Nesta apresentação, o Ricardo explica os tipos de custos que podem ser utilizados em um projeto, e exemplifica dada um deles.

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
22.005
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.976
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
697
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tipos de Custos em Projetos

  1. 1. Tipos de Custos em Projetos Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP ricardo.vargas@macrosolutions.com.br © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  2. 2. Ricardo Viana Vargas, MSc, IPMA-B, PMP Ricardo Vargas é especialista em gerenciamento de projetos, portfólio e riscos. Foi, nos últimos 15 anos, responsável por mais de 80 projetos de grande porte em diversos países, nas áreas de petróleo, energia, infraestrutura, telecomunicações, informática e finanças, com um portfólio de investimentos gerenciado superior a 18 bilhões de dólares. Foi o primeiro voluntário latino-americano a ser eleito para exercer a função de presidente do conselho diretor (Chairman) do Project Management Institute (PMI), maior organização do mundo voltada para a administração de projetos, com cerca de 500 mil membros e profissionais certificados em 175 países. Ricardo Vargas escreveu dez livros sobre gerenciamento de projetos, publicados em português e inglês, com mais de 200 mil exemplares vendidos mundialmente. Recebeu em 2005 o prêmio PMI Distinguished Award pela sua contribuição para o desenvolvimento do gerenciamento de projetos e o PMI Professional Development Product of the Year pelo workshop PMDome®, considerado a melhor solução do mundo para o ensino do gerenciamento de projetos. É professor de gerenciamento de projetos em diversos cursos de MBA, participando do conselho editorial de revistas especializadas no Brasil e nos Estados Unidos. Vargas é revisor reconhecido da mais importante referência no mundo sobre gerenciamento de projetos, o PMBOK Guide. Foi também chair da tradução oficial do PMBOK para o português. Engenheiro químico e mestre em Engenharia de Produção pela UFMG, Ricardo Vargas tem também o Master Certificate in Project Management pela George Washington University, além de ser certificado pelo PMI como Project Management Professional (PMP) e pela International Project Management Association como IPMA-B. Participou do programa de negociações para executivos da Harvard Law School. Durante onze anos, a partir de 1995, desenvolveu em conjunto com dois sócios um dos mais sólidos negócios de tecnologia, gerenciamento de projetos e terceirização do mercado brasileiro, que contava com 4,000 colaboradores e gerava uma receita anual de 50 milhões de dólares em 2006, quando Ricardo Vargas vendeu sua participação para se dedicar integralmente à internacionalização de seus trabalhos em gerenciamento de projetos. É membro da Association for Advancement of Cost Engineering (AACE), da American Management Association (AMA), da International Project Management Association (IPMA), do Institute for Global Ethics e da Professional Risk Management International Association (PRMIA). 2 © BY MACROSOLUTIONS SA. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  3. 3. Custo O custo pode ser descrito como • direto e indireto • variável, fixo e semi-variável • recorrente e não-recorrente © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  4. 4. Custos Diretos Podem ser São especificamente Incluem material, rastreados até um identificados com mão-de-obra e produto e são um determinado outros custos mensuráveis. objetivo de custo. diretos. © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  5. 5. Custos Diretos - Exemplos Valor dos Horas de Valor da mão- materiais trabalho de-obra direta diretos diretas Uso de Espaço Número de máquinas ocupado funcionários Uso de Uso de material serviços © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  6. 6. Custos Indiretos São custos não relacionados Não são diretamente diretamente ao produto do identificáveis projeto Incluem Suportam os negócios • benefícios adicionais principais, mas não podem • despesas gerais indiretas de ser diretamente atribuídos a fabricação projetos ou contratos • despesas gerais indiretas individuais • e despesas gerais e administrativas © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  7. 7. Custos Variáveis Podem ser ou não Variam diretamente com as proporcionais mudanças na produção a essas mudanças Incluem despesas com Se não existir produção no equipamentos e materiais, remuneração por resultado, projeto, não existirá custo frete e comissão de vendas, variável por exemplo © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  8. 8. Custos Fixos Permanecem constantes no total, independentemente do volume de trabalho. Permanecem os mesmos quando a produção é interrompida temporariamente ou nula. Incluem aluguel, depreciação, salários da equipe administrativa e gastos gerais. © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  9. 9. Custos Recorrentes e Não-Recorrentes Custos recorrentes • São custos repetitivos, diretos ou indiretos, que variam com a produção • São custos que acontecem semanalmente, mensalmente, etc Custo não-recorrente • São custos em que é realizado apenas um desembolso • São o desenvolvimento, investimento e outros custos pagos só uma vez” © BY RICARDO VIANA VARGAS. TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
  10. 10. Visite www.ricardo-vargas.com Para acessar outras apresentações, podcasts, videos e conteúdo técnico sobre gerenciamento de projetos, riscos e portfólio. © BY MACROSOLUTIONS SA

×