Internet na evangelização

1.263 visualizações

Publicada em

Um dos slides do 6º CONAGE

  • DEUS É AMOR: E É O EXERCÍCIO DESTE AMOR QUE PROVA A SUA EXISTÊNCIA: (JR.5.21) Ouvi agora isto, ó povo insensato que tendes olhos e não vedes, tendes ouvidos e não ouvis; (1TS.4.3) pois esta é a vontade de Deus: A vossa santificação, que vos abstenhais da prostituição; (LS.1.12/13) porque Deus não fez a morte, nem se alegra na perdição dos vivos: Não queirais buscar ansiosos a morte, no descaminho da vossa vida, nem adquirais a perdição com as obras das vossas mãos: (HC.2.19) Ai daquele que diz ao pau: Acorda! E à pedra muda: Desperta! Pode o ídolo ensinar? Eis que está coberto de ouro e de prata, mas no seu interior não há fôlego nenhum: (AT.3.15) Dessarte, matastes o Autor da Vida, a quem Deus ressuscitou dentre os mortos, do que nós somos testemunhas: (JB.7.48) Porventura creu Nele alguém dentre as autoridades, ou algum dos fariseus? (RM.3.3) E daí? Se alguns não creram, a incredulidade deles virá desfazer a fidelidade de Deus? (JB.3.23) Ora, o seu mandamento é este: (MC.12.33) Amar a Deus de todo o coração, de todo o entendimento e de toda a força, e amar ao próximo como a si mesmo: (JB.4.23) Mas vem a hora e já chegou, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade; porque são estes que o Pai procura para seus adoradores: (LS.19.23) E há quem fala francamente e não diz senão a verdade, (RM.4.3) pois que diz a escritura? (JB.4.24)Deus é Espírito;e importa que os seus adoradores o adorem em espírito e em verdade, (RM.1.20) porque os atributos invisíveis de Deus, assim o seu eterno poder, como também a sua própria divindade; claramente se reconhecem desde o principio do mundo, sendo reconhecidos pelas cousas que foram criadas: (HB.11.1) Ora, a fé é a certeza de cousas que se esperam, a convicção de fatos que não se vêem: ((SL.100.3) Sabei que o Senhor é Deus, foi Ele quem nos fez e Dele somos; somos o seu povo e o rebanho do seu pastoreio: (CL.3.23/24) Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como sendo para o Senhor, e não parta homens; cientes de que recebereis do Senhor a recompensa da herança: A Cristo, o Senhor, é que estais servindo; (DT.1.38) porque Ele fará com que Israel a receba: (SL.32.11) Alegrai-vos no Senhor e regozijai-vos, ó Justos, exultai-vos, todos que sois retos de coração; (1TS.3.8) porque agora vivemos, se é que estais firmes no Senhor: (1cO.15.38) Portanto, amados irmãos, sede firmes, inabaláveis e abundantes na Obra do Senhor, Sabendo que no Senhor o vosso trabalho não é vão: (LE.12.13) De tudo o que se tem ouvido a suma é: Temei a Deus e guardai os seus mandamentos;porque isto é dever de todo Homem: (JR.21.8) Eis que ponho diante de vós o caminho da vida e o caminho da morte: (JB.14.6) Eu sou o caminho a verdade e a vida: (LV.19.4) Não vos virareis para os ídolos, nem vos fareis deuses de fundição: Eu sou o Senhor Vosso Deus: (IS.41.4) Quem fêz e executou tudo isto?(DT.27.26) Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo: (IS.46.8) Lembrai-vos disto e tende ânimo, ó prevaricadores; (LS.14.12) porque o culto aos ídolos é o princípio da corrupção da vida: (AT.3.17) Agora, Irmãos, Eu sei que o fizestes por ignorância, como também as vossas autoridades; (IS.9.16) porque os Guias deste povo são enganadores, e os que Por eles são dirigidos, são devorados:(TG.121) Portanto, despojando-vos de toda impureza e acumulo de maldade; acolhei, com mansidão, a palavra em vós implantada, a qual é poderosa para salvar a vossa alma: PAUSA PARA UM ALERTA GERAL Saibam todos os povos que: Caso a mídia mundial à partir do Brasil, persista em ignorar a Augusta Presença de Deus entre nós; em esconder e boicotar a Santa Obra da criação do seu reino na terra; eis que, simplesmente, EU me calarei! Arnaldo ou Israel
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui

Internet na evangelização

  1. 1. Internet na Evangelização Ir. Afonso Murad
  2. 2. Uma novidade.... <ul><li>A Igreja tem dificuldade em lidar com os instrumentos “midiáticos”, pois eles exigem uma competência específica. </li></ul><ul><li>Temos muitos analfabetos digitais. </li></ul><ul><li>Moralismo e preconceito: </li></ul><ul><li>- “a internet é um antro de perdição”, </li></ul><ul><li>- ela esvazia a vida familiar e a convivência humana. </li></ul>
  3. 3. Internet <ul><li>A Internet é uma rede de computadores mundial de acesso de público ilimitado que utiliza uma infra-estrutura de telecomunicações homogênea. </li></ul><ul><li>Atualmente qualquer pessoa física ou jurídica pode participar da Internet. </li></ul><ul><li>Requisitos: possuir um computador, um programa (software) e uma conexão com um provedor de acesso. </li></ul>
  4. 4. Uma rede.. <ul><li>A internet é mais do que uma rede de computadores. </li></ul><ul><li>Transformou-se numa Rede de redes entre pessoas e organizações. </li></ul><ul><li>Não tem dono ou um poder central, embora seja monitorada e controlada de várias formas. </li></ul><ul><li>A internet facilita a comunicação entre pessoas, grupos e organizações por meio de muitos recursos. </li></ul>
  5. 5. Recursos da Internet <ul><li>correio eletrônico (email ou emeio); </li></ul><ul><li>redes ou grupos em torno a assuntos comuns; </li></ul><ul><li>redes de relacionamento (Orkut e Facebook); </li></ul><ul><li>comunicação instantânea interpessoal através de escrita, voz ou vídeo (MSN ou Skype); </li></ul><ul><li>vídeo-conferência (três ou mais pessoas conectadas); </li></ul><ul><li>site (sítio ou página na internet); </li></ul><ul><li>portal (página mais complexa, que se abre para várias áreas da informação); </li></ul><ul><li>blog (diário virtual que permite participação do internauta); </li></ul><ul><li>compartilhamento de textos, músicas ou vídeos (como Youtube e Scribd), </li></ul><ul><li>biblioteca virtual (como o Google books) </li></ul><ul><li>mensagens para celulares e smartphones. </li></ul><ul><li>transmissão de dados de natureza técnica: planilhas financeiras, projetos, dados contábeis, listas de nomes, estatísticas, fichas cadastrais, registros e documentos. </li></ul><ul><li>meio de entretenimento: vídeos, clipes, rádio e TV em tempo real. </li></ul><ul><li>espaço de compra e venda (mercado virtual). </li></ul>
  6. 6. Internet e os jovens <ul><li>A internet faz parte do dia a dia dos jovens, a ponto de constituir parte de sua cultura. </li></ul><ul><li>Transitam no mundo virtual com facilidade e são capazes de realizar tarefas simultâneas: estudar, ouvir rádio e digitar mensagens na internet. </li></ul><ul><li>Fascinam-se com as comunidades virtuais, compartilham imagens, sons e experiências. </li></ul><ul><li>Utilizam a internet como instrumento de pesquisa para uso escolar e acadêmico. </li></ul><ul><li>*** Oferece perigos e oportunidades para evangelizar crianças, adolescentes e jovens. </li></ul>
  7. 7. Jovens evangelizadores na Internet <ul><li>Evangelizar os jovens no espaço virtual da internet, com todos os recursos possíveis. </li></ul><ul><li>Identificar e engajar os jovens criativos, para que sejam produtores de conhecimento e de informação na internet. Evangelizadores de outros jovens no mundo virtual e real! </li></ul><ul><li>Somente acreditando nos jovens e investindo neles, realizará esta missão. </li></ul>
  8. 8. Por que evangelizar também pela internet <ul><li>Custo de implantação e manutenção mínimo, comparado com outras mídias, como rádio, TV e jornal. </li></ul><ul><li>Reforça a mensagem transmitida. Possibilita a atualização de notícias, acesso à informação já veiculada e a interatividade com o público. </li></ul><ul><li>A Igreja pode mostrar sua face plural e diversificada. Estimula-se a tolerância, a caridade e o debate enriquecedor. Favorece a construção da unidade na diversidade. </li></ul><ul><li>Comunidades sociais (como Orkut e Facebook) e sites ajudam a estreitar os laços da Igreja-comunidade com seus membros. Os momentos comunitários se prolongam e ganham visibilidade. </li></ul><ul><li>Comunica e testemunha a fé cristã de muitas formas: textos, fotos, aúdio e vídeo. </li></ul><ul><li>Estimula e prepara as novas gerações para que sejam protagonistas da evangelização, agentes ativos e criativos. </li></ul>
  9. 9. Por que evangelizar pela internet <ul><li>O ferece um espaço de interlocução com pessoas de outras crenças, que buscam a Deus, cultivam a espiritualidade e a ética. </li></ul><ul><li>Fonte de informação mais acessível, fácil, rápida e econômica. </li></ul><ul><li>Fonte de subsídios: Auxilia o agente de pastoral, fornecendo-lhe dados sobre cultura contemporânea e religião. </li></ul><ul><li>Dá visibilidade às iniciativas sociais e ambientais promovidas ou apoiadas pelas Igrejas </li></ul>
  10. 10. UM ALERTA <ul><li>O espaço virtual não substitui o presencial, pois a vivência da fé postula vínculos afetivos e proximidade entre as pessoas. </li></ul><ul><li>A evangelização pela internet não é a solução, mas somente uma parte dela. Há que se cuidar da qualidade dos processos evangelizadores com comunidades efetivas. </li></ul><ul><li>A comunicação pela internet enriquece, amplia, diversifica e divulga uma prática real, sustentada em pessoas e processos. Não é uma imagem simulada. </li></ul>
  11. 11. Exigências da evangelização pela internet <ul><li>Aprender o que é específico da internet, suas possibilidades e limites. </li></ul><ul><li>Recorrer a um profissional da área e oferecer formação específica para presbíteros e leigos, superando o amadorismo e a improvisação. </li></ul><ul><li>A cultura midiática valoriza a imagem, a estética, o “design” -> beleza, clareza e navegabilidade dos sites eclesiais, para ser atrativos. </li></ul><ul><li>A mensagem escrita na internet é breve, concisa e direta  Expressar-se com menos palavras, concentrando-se no essencial. Falar menos e dizer mais. </li></ul><ul><li>Manter e atualizar o que se criou. </li></ul><ul><li>Navegar constantemente na rede e identificar oportunidades e tendências. </li></ul><ul><li>Constituir de uma equipe que maneje, com eficiência e criatividade, o espaço evangelizador na Internet. </li></ul>
  12. 12. Internet: um apelo à conversão <ul><li>Renovar o próprio contéudo da mensagem, numa relação dialogal com o mundo contemporâneo. </li></ul><ul><li>Vencer a tentação da autosuficiência, do orgulho e do senso de superioridade. </li></ul><ul><li>Sermos mais humildes, peregrinos e construtures da Igreja “Povo de Deus”, acolhendo a pluralidade e promovendo o diálogo. </li></ul>
  13. 13. Discípulos missionários... <ul><li>Suscitar uma grande comunidade de aprendizagem, de forma que as pessoas e os grupos aprendam uns com os outros. </li></ul><ul><li>Âmbitos: </li></ul><ul><li>conteúdo, </li></ul><ul><li>metodologia para evangelizar, </li></ul><ul><li>partilha de experiências bem sucedidas, </li></ul><ul><li>difusão de ferramentas. </li></ul><ul><li>* Romper o isolamento e favorecer a “gestão do conhecimento” na pastoral. Assim, a Igreja anunciará a Boa Nova de forma inculturada. </li></ul>
  14. 14. <ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>[email_address] </li></ul><ul><li>www.twitter.com/afonsomurad </li></ul><ul><li>www.ecologiaefe.blogspot,com </li></ul><ul><li>www.maenossa.blogspot.com </li></ul>

×