Federação de redes e mídias sociais virtuais

805 visualizações

Publicada em

Apresentação para contextualização do artigo apresentado na I Jornada de Mídias e Religiões na UNISINOS em São Leopoldo, nos dias 03 e 04 de outubro de 2012.

Informações com o autor:
http://diaspora.juntadados.org/u/jeanjose;
http://twitter.com/jeanjose
skype: jjean.bianchi

Attribution-NonCommercial-ShareAlike
CC BY-NC-SA

Esta licença permite que você remixe, adapte e crie obras não-comercial, desde que seja dado crédito ao autor e licenciar suas novas criações sob os mesmos termos.
Lembre sempre da dar os devidos créditos ao autor deste trabalho, valorize e incentive a pesquisa!

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
805
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Federação de redes e mídias sociais virtuais

  1. 1. Federação de redes e mídias sociais virtuais Sistema de informação para a comunicação da Pastoral da Juventude Por Jean José F. Bianchi
  2. 2. A Pastoral da Juventude ...é uma das organizações religiosas da Igreja Católica, com foco na organização social específica para jovens. ...Estima-se 30 mil grupos de Jovens no Brasil! ... Por volta de 120 na Diocese de Chapecó
  3. 3. A Comunicação“Comunicar-se é mais do que expressar ideias ou trocar pontos de vista. É o processo pelo qual nos relacionamos com os outros e buscamos informações essenciais para nossa vida diária, intervindo, assim, nas circunstâncias que nos cercam.“O‘Rourke (2010)
  4. 4. Direito a ComunicaçãoAntes de se definir, projetar ou construirsistemas de informação, se deve garantir odireto a comunicação, e a internet como umadas bases do avanço tecnológico!
  5. 5. Internet como via de Comunicação• “[...] ARPANET, PRNET e SATNET. Todas usando redes de pacotes, porém de maneiras distintas e incompatíveis entre si. O projeto de interconexão de redes heterogêneas, conforme fora prometido, foi lançado, e chamava-se Projeto INTERNET.”
  6. 6. Internet como via de Comunicação• O que antes eram redes incompatíveis entre si, sendo uma MULTI-NET, podem se comunicar! Redes integradas e assim chama-se INTER-NET.
  7. 7. Crescimento da Internet• Formatos de mídias com capacidade de interação entre os usuários;• Crescimento da web 2.0 [Receptor e Produtor de conteúdo];• Boom dos sites de redes sociais virtuais meados do ano 2000 (Facebook, Orkut, Linkedin, Badoo, Blog spot, WordPress...)
  8. 8. Problemas com a informação• Jovens começam a ter contato com diversas realidades, o discurso e o debate começam a mudar de posição (semântica dos grupos de jovens);• Jovens criam debates em diversos lugares (redes, sites, mídias)
  9. 9. Filosofia de Berners-Lee• “[...]o método de armazenamento não deve colocar as suas próprias restrições sobre a informação. É por isso que uma "teia" de notas com links (como referências) entre eles é muito mais útil do que um sistema fixo hierárquico “ (BERNERS-LEE, 1989)
  10. 10. Filosofia de Berners-Lee• “na prática, é útil para o sistema estar ciente dos tipos genéricos de as ligações entre os itens (dependências, por exemplo) e os tipos de nós (pessoas, coisas, documentos...), sem impor quaisquer limitações”. (BERNERS-LEE)
  11. 11. O que são essas “Limitações”?• Ao se registrar em uma rede social virtual, as informações dos usuários estão restritas a essa rede ou plataforma, onde raramente se encontram funções para a migração ou acesso a esses dados.
  12. 12. Disputa por usuários...• As ferramentas e alternativas de migração que se tem, são apenas para que o usuário troque de rede, gerando uma disputa por usuários entre as grandes plataformas gestoras de redes sociais virtuais.
  13. 13. Alternativas contra os monopólios• “Assim como as pessoas podem ligar uns aos outros, não importa qual provedor de telefone a que pertencem, assim como e-mail permite que as pessoas enviem mensagens uns aos outros, independentemente do seu provedor de e- mail[...]”
  14. 14. Web Social Federada• Surgem discussões e projetos para que as redes sociais virtuais possam ser integradas para o livre acesso a conteúdo mediada apenas pelo proprietário da informação, no caso o usuário que utiliza destas redes.• Para essa proposta dá-se o nome de Web Social Federada.• Dois grandes grupos que defendem e geram essa propostas e projetos para federar a web, são World Wide Web Consortium (W3C) e a EU FP7 PrimeLife project
  15. 15. Federação de Mídias Sociais• Vendo a necessidade de acesso as redes e mídias sociais, se usa do termo web social federada, para dar o nome de Federação de Mídias e Redes Sociais Virtuais.• Dar a capacidade dos usuários para mover seus dados de plataforma para plataforma.
  16. 16. A Single User with Multiple ProfilesExemplos desse formato: Rede Social Distribuída Diaspora* é uma rede distribuídaem que computadores separados conectam uns aos outros diretamente, sem passar por qualquertipo de servidor central.
  17. 17. A Single User with a Distributed Social Graph
  18. 18. Proposta para a Comunicação da PJ• “Uma Mídia ou Rede Social Federada, portanto, seria aquela em que seus usuários pudessem beneficiar-se de seus recursos não só entre os usuários daquela rede, mas também com usuários pertencentes a outras redes fortalecendo a comunicação e processos de formação para demais pessoas”(BIANCHI,2012)
  19. 19. Considerações Finais• Diferente dos grandes sites de redes sociais, se podem manter ali apenas assuntos de pastoral, criando um perfil para cada jovem e saber como é sua atuação pastoral• Se ganha agilidade para encontrar informações, pois todos os pontos de discussão terão seu atalho no perfil desta rede da PJ de cada Jovem.
  20. 20. Considerações Finais• Tem-se a filosofia de portabilidade de dados• Usuário é dono dos seus dados e informações, modelo capaz de combater aos monopólios de gestão de dados e informação na WEB.• A comunicação flui e a Pastoral da Juventude terá conteúdo e poder de acompanhar, sugerir e analisar sua atividade pastoral,• Ganho de qualidade no conteúdo e abrangendo um número maior de jovens.
  21. 21. OBRIGADOdiaspora.juntadados.org/u/jeanjose

×