Jornal escolar 21.º ed.

824 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
824
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
320
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Jornal escolar 21.º ed.

  1. 1. EBI DE GINETES Volume 21, Edição 21 Setembro de 2014 N E S T A E D I Ç Ã O : Coordenador:Coordenador:Coordenador:Coordenador: Max Teles Colaboradores:Colaboradores:Colaboradores:Colaboradores: Fátima Perestre- lo; Elsa Rego; Corália Henriques; João Pinto; Marco Tavares; Cle- mentina Botelho; núcleo Ensino Especial Alunos:Alunos:Alunos:Alunos: Sofia Filipe; Margarida Custódio PALAVRAS D’ENCANTAR Editorial 2 EB 2,3 de Ginetes festeja Dia da Europa 3, 4 Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor 5 O Museu Veio à Esco- la 6 Palestra com o escri- tor Pedro Paulo Câmara 7 40 anos do 25 de Abril 8 Dia Mundial da Terra / Dia Mundial do Ambiente 9 Visita de estudo 10 Projeto “À Descoberta de Lisboa” 11 As nossas dúvidas 12 PARADOXOS DO NOSSO TEMPO 13 CDEG Ténis de Mesa 14 CDEG ARE E Voleibol 15 CDEG Atletismo 16,17,1 8,19,20 , 21 Convívio de Final de Ano do NEE 22,23 Anedotas Secas 24 EB 2,3 DE GINETES EB 2,3 de Ginetes festeja Dia da Europa Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor Palestra com o escritor Pedro Paulo Câmara Visita de estudo ao Eco parque em Ponta Delgada e Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores CDEG Olímpico Jovem Nacional 14 e 15 de junho Campeão Nacional CDEG Ténis de Mesa CDEG ARE E Voleibol
  2. 2. Volume 21, Edição 21Página 2 Editorial O Clube de Jornalismo da EBIG deseja um bom ano letivo de 2014-2015 a todos os docentes e funcionários. O Jornal Escolar só existe se tiver arti- gos ligados às vossas atividades que vêm desenvolvendo ao longo do período. No entanto, tem-se verificado um certo distancia- mento entre o que é feito no nosso agrupa- mento de escolas e o que é publicado. Como coordenador do Clube de Jorna- lismo – responsável pela elaboração do Jornal Escolar - apelo a todos para uma maior parti- cipação com artigos e fotos dos vários even- tos ou trabalhos que alunos, professores e funcionários tenham organizado ou participa- do. A 20.ª edição do Jornal Escolar Pala- vras d’Encantar em papel, já seguiu para todas as escolas do nosso agrupamento, para as Juntas de Freguesia; para as Casas do Povo, entre outras entidades externas. Con- sultem o Blog do Clube de Jornalismo da EBIG - http:// clubedejornalismoebig.blogspot.com/ Com os nossos sinceros cumprimentos. Coordenador do Clube de Jornalismo _______________________________
  3. 3. Volume 21, Edição 21Página 3 EB 2,3 de Ginetes festeja Dia da Europa No dia 9 de maio de 2014, na EB 2,3 de Ginetes, festejou-se o Dia da Europa, em que parte da comunida- de educativa deu um significativo con- tributo. Assim, o Presidente do Conse- lho Executivo, auxiliado por alguns alu- nos, hastearam as três bandeiras – Regional; Nacional e Europeia, acom- panhados por uma banda improvisada, composta por alunos da nossa escola, tocando o Hino da Europa. Numa conjuntura de austerida- de pela Europa fora e em particular em Portugal, esperemos que haja alguma coesão e solidariedade entre os povos Europeus, de forma a superarmos este fosso que existe entre os países do centro e os periféricos. O sentimento europeísta, embo- ra um pouco desvanecido, ainda sub- siste no sentimento coletivo português, por isso os nossos jovens fizeram questão em participar neste dia come- morativo. Prof. Max Teles
  4. 4. Volume 21, Edição 21Página 4 EB 2,3 de Ginetes festeja Dia da Europa No dia 9 de maio de 2014, na EB 2,3 de Ginetes, festejou-se o Dia da Europa. O clube Europeu fez uma bela exposição. Os alu- nos construíram maquetas dos principais monumentos ou símbolos dos 27 países pertencentes à União Euro- peia. Parabéns pela ousada e bem conseguida exposição. Prof. Max Teles
  5. 5. Volume 21, Edição 21Página 5 Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor O Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor é um evento comemorado todos os anos no dia 23 de Abril, e organizado pela UNESCO para promover a o prazer da leitura, a publicação de livros e a proteção dos direitos autorais. A data de 23 de Abril foi escolhida, porque nesta data do ano de 1616 morreram Miguel de Cervantes, William Shakespeare e Garcilaso de la Vega. Para além disto, nesta data, em outros anos, também nasceram ou morreram outros escritores importantes como Maurice Druon, Vladi- mir Nabokov, Josep Pla e Manuel Mejía Vallejo. Na nossa escola, a biblioteca escolar come- morou o dia do livro e dos direitos do autor nos dias 23 de abril, com duas turmas do 5º ano, 5º B e 5º C, e no dia 29 de abril com turmas do 8º A, 8º C e 9ª A. As turmas do 5º ano acompanhadas pelas docentes Ana Costa, Andreia Henriques e Fátima Perestrelo realizaram o círculo de leitura e a roda dos livros. Os alunos participaram nas ativida- des com entusiasmo e interesse. Prof.ª Fátima Perestrelo
  6. 6. Volume 21, Edição 21Página 6 O Museu Veio à Escola O Museu veio à EB 2,3 de Ginetes, no dia 5 de junho, para mostrar um pou- co da cultura açoriana. Duas senhoras mos- traram aos nosso alunos como se fabricavam peças de artesanato tipicamente açoriano. Os alunos ficaram bastante agradados. Prof.ª Elsa Rego
  7. 7. Volume 21, Edição 21Página 7 Palestra com o escritor Pedro Paulo Câmara No dia 29 de abril algumas turmas do 3º Ciclo, 8º A, 8º C e 9ºA, celebraram o dia do livro e dos direitos do autor com o escri- tor Pedro Câmara que nos agra- ciou com a sua presença. Este evento foi organizado pela coorde- nadora da biblioteca com o apoio do Conselho Executivo. O escritor foi entrevistado pelos alunos do 9ºA e ao longo desta entrevista apresentou os seus livros, debruçando-se sobre alguns aspetos da sua obra poéti- ca, falou da sua motivação para a escrita e para a leitura e da importância das mesmas. O escritor Pedro Câmara declamou alguns poemas e mencionou que a sua nova obra seria de outro género literário, um romance, sendo apresentado ao público em junho. Houve momentos de leitura e declamação de poe- mas do escritor pelos alunos e a aluna apresentou um poema original. Prof. Max Teles Um escritor local O escritor Pedro Câmara nasceu em Ponta Delgada em 1980 e é natural da fre- guesia dos Gine- tes. Licenciou-se em Português- Inglês na Universidade dos Açores e exerce as funções de professor e Coordenador do Centro de Ocupa- ção Circum-Escolar “Farol dos Sonhos”. Em 2011 publicou o livro de poesia “Perfumes” e em 2013 o livro “Saliências”. Em 2012 partici- pou no concurso “Jovem Criador Aveiro 2012”, sendo distinguido com uma menção honrosa com o conto “Madrugadas”.
  8. 8. Volume 21, Edição 21Página 8 40 anos do 25 de Abril Entre os dias 24 de abril e 30 de maio a biblioteca escolar realizou uma exposição comemorativa dos 40 anos do 25 de abril de 1974. Os alunos puderam consultar os car- tazes, jornais e livros com informações sobre os acontecimentos da época. Os alunos que frequentam a bibliote- ca puderam apreciar esta exposição. Algu- mas turmas do 5º e 6º anos acompanhados pelos seus professores de História e Geo- grafia de Portugal visitaram a mesma. Prof.ª Fátima Perestrelo
  9. 9. Volume 21, Edição 21Página 9 Dia Mundial da Terra / Dia Mundial do Ambiente Caminhada aos Mosteiros No dia dezanove de maio de 2014 todas as turmas do terceiro ciclo realizaram uma caminhada à praia dos Mosteiros, no âmbito da comemoração dos Dias Mundiais da Terra e do Ambiente, organizada pelo gru- po 520 (Biologia e Geologia). A atividade decorreu de forma muito positiva, visto que a totalidade dos objetivos planificados para a mesma foram cumpridos. Sendo de salientar o empenho e interesse demonstrado pelos alunos e professores acompanhantes nos vários momentos da ati- vidade supramencionada. Prof.ª Corália Henriques
  10. 10. Volume 21, Edição 21Página 10 Visita de estudo ao Eco par- que em Ponta Delgada e Observatório Vulcanológico e Geotérmico dos Açores No dia cinco de junho de 2014 todas as turmas do sétimo ano realizaram uma visi- ta de estudo ao Eco parque e ao Observató- rio Vulcanológico e Geotérmico dos Açores, organizada pela professora de Ciências Natu- rais, Corália Henriques. A atividade decorreu de forma muito positiva, visto que a totalidade dos objetivos planificados para a mesma foram cumpridos. Sendo de salientar o empenho e interesse demonstrado pelos alunos e professores acompanhantes nos vários momentos da ati- vidade supramencionada. Prof.ª Corália Henriques
  11. 11. Volume 21, Edição 21Página 11 Projeto “À Descoberta de Lisboa” Castelo de S. JorgeCastelo de S. JorgeCastelo de S. JorgeCastelo de S. Jorge –––– Grupo de alunos do 9ºC e os professores Ivone Monteiro, Clementina Botelho e Marco TavaresGrupo de alunos do 9ºC e os professores Ivone Monteiro, Clementina Botelho e Marco TavaresGrupo de alunos do 9ºC e os professores Ivone Monteiro, Clementina Botelho e Marco TavaresGrupo de alunos do 9ºC e os professores Ivone Monteiro, Clementina Botelho e Marco Tavares Um grupo de doze alunos e três professores da comunidade educativa desta EBI de Ginetes realizou uma viagem de estudo a Lisboa no passado mês de julho. A descoberta da cidade de Lisboa visou estabelecer a ligação entre e escola e o mundo real, contextualizan- do aprendizagens desenvolvidas na sala de aula (em História a respeito dos descobrimen- tos e da cidade de Lisboa e em Português quando da abordagem de Os Lusíadas e do estudo dos episódios relativos à partida das naus de Belém e à viagem para Índia). Testemunho dos alunos participantes:
  12. 12. Volume 21, Edição 21Página 12 As nossas dúvidas E se o mundo fosse quadrado em vez de redondo? Não poderíamos dar a volta ao mundo. E se o mundo fosse todo de água? Nós não andávamos, apenas nadávamos. E se eu fosse um avião? Conseguiria ver os meus amiguinhos todos de lá de cima. E se eu nascesse uma borboleta em vez de gente? Toda a gente gostaria de mim, mas não me apanhariam. E se eu fosse o coração de uma pessoa? Bateria de felicidade ao sentir a amizade dos meus amigos. E se eu andasse ao contrário? Seria como o caranguejo e via a vida de per- nas para o ar. E se eu fosse um cão abandonado? Percorreria o mundo todo à procura de um dono responsável. E se eu fosse uma mosca? Bateria as asas duas mil vezes por minuto. E se eu fosse um peixe? Não falaria e, se calhar, até me fritavam. E se as árvores falassem? Eu ficaria toda a tarde a conversar com elas. E se tudo fosse a preto e branco? O mundo seria triste e deixaria de ser colori- do. E se falássemos todos a mesma língua? Não aprenderíamos inglês. E se fossemos todos iguais? Não seríamos únicos e não aprenderíamos nada de novo. E se existissem elefantes na minha ilha? Iríamos ser todos esmagados. Porque é que eu só tenho dois pais e não tenho mais? Porque para eu nascer, é preciso um homem e uma mulher. E se eu fosse um robot? Eu faria muitas coisas ao mesmo tempo. E se eu fosse invisível? Pregaria partidas a várias pessoas. E se nós andássemos todos de branco? Não saberíamos quem era quem. E se as árvores tivessem mãos em vez de folhas? Elas, quando caíssem, percorreriam o mundo todo. E se eu fosse mágica? Eu faria um mundo melhor. Desenvolvimento Pessoal e Social ( DPS )
  13. 13. Volume 21, Edição 21Página 21 PARADOXOS DO NOSSO TEMPO O paradoxo de nosso tempo na histó- ria é que temos edifícios mais altos, mas pavios mais curtos; autoestradas mais lar- gas, mas pontos de vista mais estreitos; ... gastamos mais, mas temos menos; nós com- pramos mais, mas desfrutamos menos. Temos casas maiores e famílias menores; mais conveniências, mas menos tempo; temos mais graus académicos, mas menos senso; mais conhecimento e menos poder de julgamento; mais proficiência, porém mais problemas; mais medicina, mas menos saúde. Bebemos demais, fumamos demais, gastamos de forma perdulária, rimos de menos, dirigimos rápido demais, nos irrita- mos muito facilmente, ficamos acordados até tarde, acordamos cansados demais, rara- mente paramos para ler um livro, ficamos tempo demais diante da TV e raramente ora- mos. Multiplicamos nossas posses, mas reduzimos nossos valores. Falamos demais, amamos raramente e odiamos com muita fre- quência. Aprendemos como ganhar a vida, mas não vivemos essa vida. Adicionamos anos à extensão de nossas vidas, mas não vida à extensão de nossos anos. Já fomos à Lua e dela voltamos, mas temos dificuldade em atravessar a rua e nos encontrarmos com nosso novo vizinho. Conquistamos o espaço exterior, mas não nosso espaço interior. Fizemos coisas maiores, mas não coisas melhores. Limpamos o ar, mas poluímos a alma. Dividimos o átomo, mas não nossos preconceitos. Escrevemos mais, mas apren- demos menos. Planejamos mais, mas reali- zamos menos. Aprendemos a correr contra o tempo, mas não a esperar com paciência. Temos maiores rendimentos, mas menor padrão moral. Temos mais comida, mas menos apa- ziguamento. Prof. João Pinto Conheçam o maravilhoso mundo dos paradoxosConheçam o maravilhoso mundo dos paradoxosConheçam o maravilhoso mundo dos paradoxosConheçam o maravilhoso mundo dos paradoxos “Gato de SchrödingerGato de SchrödingerGato de SchrödingerGato de Schrödinger”
  14. 14. Volume 21, Edição 21Página 13 CDEG Ténis de Mesa O Clube Desportivo Escolar de Ginetes continua a participar no Campeonato da Associação de Ténis de Mesa, com a sua equipa sénior. De realçar, na formação da nossa equipa, a participação de professo- res, funcionários e encarregados de educação. Prof. Max Teles
  15. 15. Volume 21, Edição 21Página 14 CDEG Atividades Rítmicas Expressivas E Voleibol O Clube Desportivo Escolar de Ginetes tem desenvolvido nas áreas das ARE e do Voleibol ativida- des desportivas internas, na nossa escola, ocupando os tempos livres dos alunos, sobretudo pela hora de almoço. Também tem participado nas festas de final de período, exibido as coreografias das ARE . Bem como a promoção de vários encontros des- portivos ao longo de todo o ano. Prof. Max Teles
  16. 16. Volume 21, Edição 21Página 15 CDEG Atleta Completo O Clube Desportivo Escolar de Ginetes participou no Atleta Com- plet0, realizado no dia 29/30 de mar- ço de 2014, na pista das Laranjeiras, Ponta Delgada. Os atletas participantes foram os seguintes: Rui Viveiros infantis M e Rafael Pereira iniciados M 1.º lugar com 2494 pontos. O nosso Atleta Rafael Pereira foi selecionado para representar a AASM no Atleta Completo Regional, a realizar na Ilha Terceira. Prof. Max Teles
  17. 17. Volume 21, Edição 21Página 16 CDEG Meia Maratona Ilha Verde O Clube Desportivo Escolar de Gine- tes, no dia 06 de abril de 2014, participou na Meia Maratona Ilha Verde. Os resultados foram os seguintes: Rui Ferreira 2.º lugar Iniciados M; Laudalino Vasconcelos 2.º lugar Juniores e Rogério Brandão 1.º lugar Veteranos II. Prof. Max Teles
  18. 18. Volume 21, Edição 21Página 17 CDEG Corrida da Liberdade O Clube Desportivo Escola de Ginetes par- ticipou na Corrida da Liberdade, 25 de abril, na Ribeira Grande, com 5 atletas. Alguns atletas do nosso clube não puderam estar presentes, notando-se também a ausência de atletas de outros clubes. Resultados dos nossos atletas: Rui Viveiros 3.º lugar Infan- tis M; Rui Ferreira 3.º lugar Iniciados M; Laudalino Vasconcelos 2.º lugar Juniores M; Artur Vasconcelos 5.º lugar Seniores M e Max Teles 1.º lugar Veteranos II. Prof. Max Teles
  19. 19. Volume 21, Edição 21Página 18 CDEG Corrida do Trabalhador O Clube Desportivo Escola de Ginetes participou na Corrida do trabalhador, 01 de maio, no Parque Urbano, em Ponta Delgada, com 5 atletas. Fizemos uma excelente prova. Resultados dos nossos atletas: Rui Ferreira 3.º lugar Iniciados M; Lau- dalino Vasconcelos 1.º lugar Juniores M; Artur Vasconcelos 2.º lugar Seniores M e Tiago Ferreira 7.º lugar e ainda Max Teles 1.º lugar Veteranos II. Por equipas obtivemos o 1.º lugar em absolutos (juniores e Seniores) com 10 pontos. Prof. Max Teles
  20. 20. Volume 21, Edição 21Página 19 CDEG Atleta Completo Regional A AASM ficou em primeiro lugar no regional de Atleta Completo, na ilha Ter- ceira. Excelentes resultados dos atletas micaelenses permitiram o triunfo. O Rafael ajudou a Seleção da AASM a conquistar o Atleta Completo Regional, sagrando-se Vice-Campeão Regional. CDEG Olímpico Jovem AASM O Clube Desportivo Escolar de Ginetes participou no Olímpico Jovem AASM e mais uma vez o nosso atleta Rafael Pereira apurou-se para o Regional, a realizar-se nos dias 24 e 25 de maio, na Ilha Terceira. De recordar que o Rafael ajudou a Seleção da AASM a conquistar o Atleta Completo Regional na semana passada, também realizado na Ilha Terceira. Prof. Max Teles
  21. 21. Volume 21, Edição 21Página 20 Olímpico Jovem Nacional 14 e 15 de junho Campeão Nacional Mais um feito do CDEG, Cam- peão Nacional. O nosso atleta, Rafael Pereira, do Clube Des- portivo Escolar de Ginetes, sagrou-se Campeão no Olímpico Jovem, Salto em Altura, em Iniciados, em Lisboa. Saltou mais alto que todos os outros. Muitos parabéns! Prof. Max Teles
  22. 22. Volume 21, Edição 21Página 22 Convívio de Final de Ano do NEE O Núcleo de Educação Especial realizou no dia 28 de maio o seu convívio de final de ano, desta feita na freguesia das Sete Cidades. Contou com a participação de todos os alu- nos abrangidos pelo Regime Educativo Especial, docentes, técnica superior de psicologia e duas encarregadas de educação. Todos os alunos participaram no convívio com entusiasmo e interesse, percorrendo de forma adequada e respeitando os diferentes espaços no decorrer do Peddy Paper e participando de forma jovial e cordial no piquenique que se seguiu. Foi uma experiência muita positiva, enriquecedora e promotora de um convívio feliz entre todos. Aprendeu-se que cooperando com os outros em tarefas e projetos comuns e realizando atividades de forma autónoma, responsável e criativa, conseguimos ser todos melhores!! E, por favor, não se esqueçam do nosso lema: “As diferenças são o Arco-íris da Vida!” O Núcleo de Educação Especial
  23. 23. Volume 21, Edição 21Página 23
  24. 24. Volume 21, Edição 21Página 36 Anedotas Secas O que é um pontinho amarelo no Céu? É o super-tremoço! Qual é o antónimo de Skate? Molhei-te! Um homem rouba sinos de igreja e coloca-os num forno. Qual é o nome do filme? Assa sinos. Sabem porque é que o 666 é o número do Diabo? Porque o 333 é o do Monoabo e o 999 o do Triabo! Porque é que a manteiga não entrou na discoteca? Porque foi barrada! Era uma vez um cão que tinha uma pata de borracha. Um dia coçou-se... e apagou-se! Vão dois grãos de areia no deserto e diz um para o outro: - Não olhes agora, mas acho que estamos a ser seguidos... Como se chama um cão que conduz um carro? Cãodutor. Sabem porque é que os mergulhadores se atiram para trás quando mergulham do barco? Porque se se atirassem para a frente, caíam lá dentro! Sabem o que diz o tubarão à tubarona? - Tu baralhas-me! Sabem o que é um fuínho? É um buaquinho na paede. Sabem o que diz uma zebra para uma mosca? - Tu estás na minha lista negra. O Batman veste o seu Bat-fato, calça os seus Bat-sapatos e coloca a sua Bat-gravata. Onde é que ele foi? A um Bat-zado. Vão duas vacas na rua e diz um dos amendoins: Sabes... acho que estamos na anedota errada... Iam dois amendoins na rua. Um contou uma anedota, o outro descascou-se a rir. Era uma vez um cão com três patas. Sempre que ia mijar, caía. Em que parte é que as galinhas têm mais penas? Na parte de fora! Quantos homens a sério são precisos para mudar uma lâmpada? Nenhum. Homens a sério não têm medo do escuro! Uma garrafa de gás pergunta a um balão: - Posso-te contar uma anedota? - É melhor não que ainda me rebento a rir!

×