Liberdade

7.472 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.472
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
417
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
142
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Liberdade

  1. 1. LIBERDADE
  2. 2. Liberdade significa o direito de agir segundo o seu livre arbítrio, de acordo com a própria vontade, desde que não prejudique outra pessoa, é a sensação de estar livre e não depender de ninguém.
  3. 3. A liberdade ocupa um lugar de primeira grandeza nas reflexões dos filósofos. Com efeito, ela é o princípio e o fim de toda a filosofia. Que a liberdade se situe no princípio da filosofia, isso é uma evidência: filosofar é pensar por si mesmo, isto é, exercer livremente o seu juízo, submeter todas as questões a um exame livre, recusar qualquer autoridade estranha à razão. A filosofia certifica a liberdade pelo próprio exercício de pensar. Mas a liberdade não está só no princípio da filosofia. Ela está também no centro da sua reflexão e dos seus debates. É que a liberdade é o ideal que a filosofia procura e se propõe, na prática, realizar. O facto de a liberdade estar no princípio e no fim de toda a filosofia testemunha a sua inscrição no coração das preocupações essenciais da humanidade. Pois para todos os homens a liberdade é encarada como o primeiro de todos os bens. E se a liberdade é, antes de tudo o mais, apreendida como uma exigência e um direito inalienável, é porque é ela que dá sentido e valor à vida humana.
  4. 4. Liberdade, em filosofia, pode ser compreendida tanto negativa quanto positivamente. Sob a primeira perspectiva denota a ausência de submissão, servidão e de determinação; isto é, qualifica a independência do ser humano. Na segunda, liberdade é a autonomia e a espontaneidade de um sujeito racional; elemento qualificador e constituidor da condição dos comportamentos humanos voluntários.
  5. 5. Diversos filósofos estudaram e publicaram suas obras sobre a liberdade, como Marx, Sartre, Descartes, Kant, e outros. Para Descartes a liberdade é motivada pela decisão do próprio indivíduo, mas muitas vezes essa vontade depende de outros fatores, como dinheiro ou bens materiais.
  6. 6. Segundo Kant, liberdade está relacionado com atonia, é o direito do indivíduo dar suas próprias regras, que devem ser seguidas racionalmente. Essa liberdade só ocorre realmente, através do conhecimento das leis morais e não apenas pela própria vontade da pessoa. Kant diz que a liberdade é o livre arbítrio e não deve ser relacionado com as leis. Para Sartre, a liberdade é a condição de vida do ser humano, o princípio do homem é ser livre. O homem é livre por si mesmo, independente dos fatores do mundo, das coisas que ocorrem, ele é livre para fazer o que tiver vontade.
  7. 7. A história desse conceito perpassa os estudos de épocas e pensadores diversos e registra a interpretação de doutrinas sociais bastante variadas. Podemos fazer uma distinção inicial entre o que se convencionou chamar de concepção “negativa” e “positiva” da liberdade. Em seu sentido negativo, liberdade significa a ausência de restrições ou de interferência. O sentido positivo de liberdade significa a posse de direitos, implicando o estabelecimento de um amplo âmbito de direitos civis, políticos e sociais. O crescimento da liberdade é concebido como uma conquista da cidadania.
  8. 8. A profundeza da liberdade, começar com aquilo que está mais perto: nós mesmos. A grandeza da liberdade, a verdadeira liberdade, a dignidade, a sua beleza, está em nós quando a ordem é completa. E essa ordem só vem quando somos uma luz para nós mesmos. Liberdade para fazer o que quisermos, para ter o emprego de que gostamos, liberdade para escolher uma pessoa, liberdade para ler qualquer livro, ou liberdade para não ler absolutamente nada.
  9. 9. Em um sentido ético, trata-se do direito de escolha pelo indivíduo de seu modo de agir, independentemente de qualquer determinação externa. "A liberdade consiste unicamente em que, ao afirmar ou negar, realizar ou enviar o que o entendimento nos prescreve, agimos de modo a sentir que, em nenhum momento, qualquer força exterior nos constrange" (Descartes). De maneira geral, a liberdade de indivíduos ou grupos sempre sugere, ou tem a possibilidade de implicar, a limitação da liberdade de outros.
  10. 10. Alunos: David, Máira, Maria Celina e Yessica. Turma: 3º B

×