Trabalho realizado por:      Joana Silva      Nº 12 / 8º A
 Introdução Ficha técnica do livro Biobibliografia da autora Apresentação geral do livro Transcrição de frases/ Ideia...
 Olá, chamo-me Joana Silva, sou aluna da turma A do  8º ano. Após a leitura da obra, A Lua de Joana, realizei esta  apre...
 Título: A lua de Joana Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez Editora: Babel Edição: 22ª Local de edição: Lisboa, Portug...
 Maria Teresa Maia Gonzalez, é uma escritora  portuguesa, nascida em Coimbra, em 1958. Licenciada em Língua e Literatura...
    Este livro fala-nos de uma rapariga como tantas  outras, estuda, tem amigos, família, alegrias e  tristezas, essa rap...
     Após a morte de Marta, Joana mudou o seu quarto  pondo tudo de cor branca paredes, cortinas, roupeiro...  e pendurou...
     Quando a sua avó morre Joana fica muito triste,  porque a avó era a única pessoa, após a morte de  Marta, com quem J...
     Após algum tempo Diogo começa a pedir dinheiro a  Joana sem justificar, mas esta acaba por descobrir que  Diogo se e...
      Foi no momento em que Diogo estava a ingerir    aquela substância que Joana, sem pensar, também    experimentou.  ...
 “ Então, num momento completamente louco, desvairada, passei-me da    cabeça e pedi-lhe para experimentar um bocado, só ...
 A relação existente entre o título e a obra em si é que: Joana tomava muitas decisões em cima da sua Lua era para lá q...
 Na minha opinião este livro é muito interessante, mostra-nos um  dos caminhos que não devemos seguir, bem como, nunca  e...
 Embora pensemos saber o que está certo ou errado, até dar opinião sobre os erros dos outros, temos sempre de ter present...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A lua de joana joana gonçalves

10.530 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.530
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
108
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A lua de joana joana gonçalves

  1. 1. Trabalho realizado por: Joana Silva Nº 12 / 8º A
  2. 2.  Introdução Ficha técnica do livro Biobibliografia da autora Apresentação geral do livro Transcrição de frases/ Ideias relevantes Relação título obra Reação pessoal à obra Conclusão
  3. 3.  Olá, chamo-me Joana Silva, sou aluna da turma A do 8º ano. Após a leitura da obra, A Lua de Joana, realizei esta apresentação em PowerPoint sobre a obra. Espero que gostem!
  4. 4.  Título: A lua de Joana Autora: Maria Teresa Maia Gonzalez Editora: Babel Edição: 22ª Local de edição: Lisboa, Portugal Data da edição: 2010
  5. 5.  Maria Teresa Maia Gonzalez, é uma escritora portuguesa, nascida em Coimbra, em 1958. Licenciada em Língua e Literaturas Modernas, pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, foi professora de Língua Portuguesa de 1982 a 1997. Deu início à sua carreira como escritora de literatura juvenil em 1989, tem vários livros publicados como: Gaspar e Mariana, A Fonte dos Segredos, , A Lua de Joana (o seu maior sucesso editorial), Sempre do Teu Lado, O Clube dos Atores, A Cruz Vazia,... Maria Teresa Maia Gonzalez é também autora da coleção “ Profissão: Adolescente”, começou também a escrever uma coleção de peças de teatro, chamada “ Um Palco na Escola”, para serem representadas nas escolas. É ainda coautora da coleção “Clube das Chaves”, com Maria do Rosário Pedreira.
  6. 6.  Este livro fala-nos de uma rapariga como tantas outras, estuda, tem amigos, família, alegrias e tristezas, essa rapariga chama-se Joana. A Joana perdeu a sua amiga a Marta, que morreu devido ao consumo de drogas. Como escape para superar a perda da amiga a Joana escreve-lhe cartas, todos os dias a contar-lhe como foi o seu dia a dia. Quando escreve essas cartas, Joana escreve tudo o que se passa ao longo dos seus dias, porque ao faze-lo sente-se mais próxima de Marta, mesmo não entendendo o que levou a amiga a meter-se nas drogas.
  7. 7.  Após a morte de Marta, Joana mudou o seu quarto pondo tudo de cor branca paredes, cortinas, roupeiro... e pendurou um baloiço em forma de lua, no meio do quarto. Joana coloca-a em quarto crescente, quando quer pensar, e em quarto minguante, quando está triste. A sua família não lhe dá atenção, exceto a sua avó Ju. A sua mãe está sempre na loja, onde trabalha, o seu pai quase nunca o vê, porque está sempre a trabalhar, e o seu irmão é muito difícil de aturar.
  8. 8.  Quando a sua avó morre Joana fica muito triste, porque a avó era a única pessoa, após a morte de Marta, com quem Joana podia contar, estava sempre lá quando ela precisava. Após o sucedido Joana só já pode contar com Diogo, irmão de Marta, e com Ana Rita, rapariga que terá levado Marta para o mundo das drogas e amiga de Diogo. Ao longo do tempo Joana foi fazendo mudanças no seu quarto, este todo branco ficou cheio de posters e com outras coisas que Joana ia colocando dentro do seu quarto, e também mudou a sua aparência física.
  9. 9.  Após algum tempo Diogo começa a pedir dinheiro a Joana sem justificar, mas esta acaba por descobrir que Diogo se envolveu nas drogas, como a sua irmã Marta. Um dia Joana foi a casa de Diogo e viu que o tinham agredido fisicamente, e esta não sabia o que fazer, apenas sabia que o tinham agredido por ter dívidas, por causa das drogas. Diogo pediu a Joana para telefonar à Ana Rita, para esta trazer droga a casa de Diogo, e como este não tinha dinheiro para pagar Joana foi a sua casa e deu, como pagamento, um dos seus imensos relógios, que o pai lhe oferecera.
  10. 10.  Foi no momento em que Diogo estava a ingerir aquela substância que Joana, sem pensar, também experimentou. A partir daí Joana começou a vender todas as suas coisas para ter dinheiro para comprar droga. Chegou uma altura em que Diogo e Joana tentaram sair desse mundo, Diogo conseguiu, mas Joana acabou por morrer, como a sua amiga Marta.
  11. 11.  “ Então, num momento completamente louco, desvairada, passei-me da cabeça e pedi-lhe para experimentar um bocado, só para ver que efeito aquilo tinha. ”, pág. 153 “ Às vezes tenho tanta vontade de falar com o meu pai que ligo para o consultório. (…) Será que ele não percebe que preciso dele? (…) Que será preciso acontecer para ele ver, para ele me ver?! ”, pág. 156 “ Vou para de escrever. Dói-me a mão, dói-me o corpo, dói-me o pensamento. Dói-me a coragem que não tenho. ”, pág. 156 “ (…) nunca imaginei que fosse tão fácil uma pessoa passar-se para o lado de lá, o lado para onde tu te passaste, o lado que eu sabia que era errado! ”, pág. 166 “ Ele ficou no quarto. (…) Agora tinha todo o tempo do mundo. Para quê? ”, pág. 171
  12. 12.  A relação existente entre o título e a obra em si é que: Joana tomava muitas decisões em cima da sua Lua era para lá que ela ia quando se sentia triste, por isso, a sua Lua é parte de si e da sua história, e é a confirmação, estando em quarto crescente, que Joana tinha muito em que pensar, logo estava muito insegura e com muitas dúvidas em relação à sua vida.
  13. 13.  Na minha opinião este livro é muito interessante, mostra-nos um dos caminhos que não devemos seguir, bem como, nunca experimentar. Ensina-nos a escolher melhor com que pessoas lidamos no nosso dia a dia, e nunca fazermos o mesmo que a outra pessoa faz só por ela ser nossa amiga. No nosso caminho devemos ser nós próprios e ter consciência dos nosso atos. Na minha opinião, penso também que este livro devia ser lido ou relido por adultos ou por pessoas que já têm filhos , pois este livro passa uma mensagem muito importante, dar mais importância e a estarem mais atentos e apoia-los se tiverem algum problema.
  14. 14.  Embora pensemos saber o que está certo ou errado, até dar opinião sobre os erros dos outros, temos sempre de ter presente um dia posso ser eu. Quanto aos pais que tanto amam os seus filhos, atenção um presente não compra um minuto nem que seja um minuto em silêncio mas juntos.

×