Aulas de Eletrônica Analógica

4.976 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.976
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.176
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
126
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas de Eletrônica Analógica

  1. 1. O átomo e suas bandas de energia CEFET-RJ UNED Maria da Graça 1
  2. 2. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 2
  3. 3. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 3
  4. 4. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 4
  5. 5. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 5
  6. 6. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 6
  7. 7. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 7
  8. 8. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 8
  9. 9. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 9
  10. 10. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 10
  11. 11. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 11
  12. 12. (ou lacuna)CEFET-RJ UNED Maria da Graça 12
  13. 13. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 13
  14. 14. A ORIGEM DA CORRENTE ELÉTRICAA corrente eletrônica;A corrente de lacunas; CEFET-RJ UNED Maria da Graça 14
  15. 15. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 15
  16. 16. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 16
  17. 17. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 17
  18. 18. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 18
  19. 19. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 19
  20. 20. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 20
  21. 21. JUNÇÃO PN ou DIODOS SEMICONDUTORES CEFET-RJ UNED Maria da Graça 21
  22. 22. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 22
  23. 23. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 23
  24. 24. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 24
  25. 25. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 25
  26. 26. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 26
  27. 27. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 27
  28. 28. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 28
  29. 29. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 29
  30. 30. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 30
  31. 31. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 31
  32. 32. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 32
  33. 33. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 33
  34. 34. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 34
  35. 35. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 35
  36. 36. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 36
  37. 37. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 37
  38. 38. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 38
  39. 39. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 39
  40. 40. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 40
  41. 41. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 41
  42. 42. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 42
  43. 43. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 43
  44. 44. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 44
  45. 45. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 45
  46. 46. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 46
  47. 47. Analisando o ckt abaixo indique:a) Quais lâmpadas acenderiam?b) Indique se há lâmpada(s) operando em condições não favoráveis ao seu funcionamento.Qual (is)?c) Esboce o caminho da corrente para cada lâmpada acesa. D3 D1 D2 D4 CEFET-RJ UNED Maria da Graça 47
  48. 48. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 48
  49. 49. Porque o sinal senoidal é dos mais comuns e um dos maisimportantes nos estudos da eletricidade e da eletrônica? CEFET-RJ UNED Maria da Graça 49
  50. 50. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 50
  51. 51. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 51
  52. 52. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 52
  53. 53. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 53
  54. 54. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 54
  55. 55. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 55
  56. 56. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 56
  57. 57. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 57
  58. 58. ExercícioEsboce a forma de onda da saída (VS) Classifique qt a Limitação Esboce curva de transferência Se invertermos diodo e fonte como fica o sinal de saída? Durante o semiciclo negativo -(-Vep) + Vr – Vd + 3 = 0 + 5 + Vr – 0,7 + 3 =0 7,3 + Vr = 0 Vr = -7,3 volts Ir = Vr / 100 = 0,073 A ou 73 mA CEFET-RJ UNED Maria da Graça 58
  59. 59. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 59
  60. 60. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 60
  61. 61. Esboce a forma de onda de saída para o circuito apresentado CEFET-RJ UNED Maria da Graça 61
  62. 62. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 62
  63. 63. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 63
  64. 64. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 64
  65. 65. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 65
  66. 66. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 66
  67. 67. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 67
  68. 68. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 68
  69. 69. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 69
  70. 70. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 70
  71. 71. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 71
  72. 72. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 72
  73. 73. Redesenhar colocando RL e o CT na terraCEFET-RJ UNED Maria da Graça 73
  74. 74. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 74
  75. 75. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 75
  76. 76. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 76
  77. 77. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 77
  78. 78. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 78
  79. 79. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 79
  80. 80. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 80
  81. 81. Tensão de saída do TRAFO Tensão de saída do TRAFO com referência no CT Tensão de saída do TRAFO com referência no CTCEFET-RJ UNED Maria da Graça 81
  82. 82. VD1 e VD2 são as tensões retidas nos diodos Observar que a tensão na carga RL está decrementada da tensão de barreira para o silício 0,7 voltsCEFET-RJ UNED Maria da Graça 82
  83. 83. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 83
  84. 84. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 84
  85. 85. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 85
  86. 86. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 86
  87. 87. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 87
  88. 88. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 88
  89. 89. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 89
  90. 90. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 90
  91. 91. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 91
  92. 92. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 92
  93. 93. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 93
  94. 94. Questionar a turma qt ao comportamento do ckt caso nãoexista a carga RL CEFET-RJ UNED Maria da Graça 94
  95. 95. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 95
  96. 96. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 96
  97. 97. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 97
  98. 98. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 98
  99. 99. Por essas características do dispositivo diodo ZENER, de operar naregião de avalanche (ruptura ou breakdown), com tensão (VZ)praticamente constante, a sua maior aplicação em ckts eletrônicos é aregulação de tensão. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 99
  100. 100. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 100
  101. 101. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 101
  102. 102. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 102
  103. 103. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 103
  104. 104. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 104
  105. 105. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 105
  106. 106. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 106
  107. 107. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 107
  108. 108. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 108
  109. 109. TRANSISTORES BIPOLARES CEFET-RJ UNED Maria da Graça 109
  110. 110. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 110
  111. 111. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 111
  112. 112. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 112
  113. 113. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 113
  114. 114. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 114
  115. 115. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 115
  116. 116. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 116
  117. 117. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 117
  118. 118. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 118
  119. 119. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 119
  120. 120. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 120
  121. 121. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 121
  122. 122. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 122
  123. 123. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 123
  124. 124. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 124
  125. 125. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 125
  126. 126. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 126
  127. 127. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 127
  128. 128. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 128
  129. 129. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 129
  130. 130. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 130
  131. 131. ICα= IE CEFET-RJ UNED Maria da Graça 131
  132. 132. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 132
  133. 133. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 133
  134. 134. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 134
  135. 135. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 135
  136. 136. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 136
  137. 137. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 137
  138. 138. 900 CEFET-RJ UNED Maria da Graça 138
  139. 139. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 139
  140. 140. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 140
  141. 141. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 141
  142. 142. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 142
  143. 143. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 143
  144. 144. Exercícios propostos1 – Explorar os exercícios de transistor – curvas características - conforme osslides;2 – Explorar ckts Limitadores destacando curva de transferência e sinais deentrada e saída;3 – Apresentar variações de ckts limitadores para análise;4 – Particularidades do sinal senoidal;5 – Transformadores (tensões, correntes e espiras) relação Primário –Secundário;6 – Retificadores com valores dos sinais de saída (corrente e tensão), incluindoripple;7 – Diagrama em blocos de uma fonte de alimentação; CEFET-RJ UNED Maria da Graça 144
  145. 145. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 145
  146. 146. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 146
  147. 147. CEFET-RJ UNED Maria da Graça 147

×