inversor de frequencia

7.202 visualizações

Publicada em

eletrica

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.202
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.023
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
420
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • <number>
  • inversor de frequencia

    1. 1. Motores | Automação | Energia | Tintas
    2. 2. O quê é um Inversor deO quê é um Inversor de Frequência ?Frequência ? O inversor de freqüênciaO inversor de freqüência é um equipamento eletrônicoé um equipamento eletrônico desenvolvido para variar adesenvolvido para variar a velocidade de motores develocidade de motores de indução trifásico.indução trifásico.
    3. 3. MÉTODOS UTILIZADOS PARAMÉTODOS UTILIZADOS PARA VARIAÇÃO DE VELOCIDADEVARIAÇÃO DE VELOCIDADE  Motor de dupla polaridadeMotor de dupla polaridade  Variadores mecânicos.Variadores mecânicos. - Polias fixas- Polias fixas - Polia variadora- Polia variadora - Moto Variadores- Moto Variadores  Variadores eletromagnéticosVariadores eletromagnéticos  Variadores Eletro EletrônicosVariadores Eletro Eletrônicos
    4. 4. Inversores de FreqüênciaInversores de Freqüência Conversor CA/CCConversor CA/CC VARIADORES ELETRÔNICOSVARIADORES ELETRÔNICOS
    5. 5. Equacionamento Básico daEquacionamento Básico da Máquina AssincronaMáquina Assincrona n = 120 . f . (1-s) p C ≈ φ . I2 φ ≈ U f Onde :Onde : C = torque= torque I2 = corrente rotórica= corrente rotórica φ = fluxo magnético= fluxo magnético U = Tensão= Tensão f = freqüência= freqüência s = escorregamento= escorregamento p = número de pólos= número de pólos n = Velocidade do motor= Velocidade do motor
    6. 6. Existem dois tipos de InversoresExistem dois tipos de Inversores de Frequência.de Frequência. Inversores de Frequência controle escalar de velocidadeInversores de Frequência controle escalar de velocidade Inversores de Frequência controle vetorial de velocidadeInversores de Frequência controle vetorial de velocidade 10
    7. 7. Inversores de Frequência com controleInversores de Frequência com controle escalar de velocidadeescalar de velocidade Os inversores de freqüência com controleOs inversores de freqüência com controle escalar de velocidade, controlam somente a Tensão eescalar de velocidade, controlam somente a Tensão e a Freqüência aplicadas ao motor, deixando o torquea Freqüência aplicadas ao motor, deixando o torque do motor proporcional a esta relação ou seja,do motor proporcional a esta relação ou seja, constante, porem não identificam as alterações naconstante, porem não identificam as alterações na rotação do motor devido as possíveis variações narotação do motor devido as possíveis variações na carga.carga. Curva de Tensão e Freqüência
    8. 8. Inversores de Frequência comInversores de Frequência com controle vetorial de velocidadecontrole vetorial de velocidade O inversor de freqüência vetorial, alem de controlar aO inversor de freqüência vetorial, alem de controlar a Tensão e Freqüência aplicadas ao motor controla também oTensão e Freqüência aplicadas ao motor controla também o Torque, em função das possíveis variações de carga.Torque, em função das possíveis variações de carga. Ele detecta as variações de carga através da correnteEle detecta as variações de carga através da corrente do motor quando trabalha no modo de controle Vetorialdo motor quando trabalha no modo de controle Vetorial Sensorless ou através de um taco gerador de pulso (Encoder)Sensorless ou através de um taco gerador de pulso (Encoder) acoplado ao eixo do motor quando trabalha no modo Vetorialacoplado ao eixo do motor quando trabalha no modo Vetorial com encoder (opcional)com encoder (opcional) I1 = Corrente total do motor (medida)= Corrente total do motor (medida) Im = Corrente de Magnetização (medida)= Corrente de Magnetização (medida) I2 = Corrente Rotórica (Calculada)= Corrente Rotórica (Calculada)
    9. 9. Tabela de comparação entreTabela de comparação entre tecnologias de controle detecnologias de controle de velocidade.velocidade. Item Inversores Escalares Inversores Vetoriais Sensorless C/ encoder Conversor C.C. com realimentação Servo Acionamento C/realimentação Faixa ideal de trabalho Regulação de velocidade Resposta dinâmica Controle de torque Torque com velocidade zero Depende do escorregamento ( +/- 1% ) 0,5 % 0,01 % 0,5 % 0,005 % 0,5 a 1 s 0,2 s 0,03 s 0,06 s 0,004 s Não disponível Disponível Disponível DisponívelSomente limite Não disponível Não disponível Disponível Disponível ( tempo restrito ) Disponível De 6Hz a 60Hz De 3Hz a 60Hz De 0,5Hz a 60Hz De 18 rpm a 1800 rpm De 0,01Hz a 60Hz
    10. 10. CFW09 - RegenerativoCFW09 - Regenerativo Rede de Alimentação CFW09 -HDCFW-09 - RB
    11. 11. CFW09 - RegenerativoCFW09 - Regenerativo MOTORREDE GERADORREDE Ponte regenerativa Ponte inversora
    12. 12. Linha WEGLinha WEG
    13. 13. Dados Gerais dos Inversores WEGDados Gerais dos Inversores WEG Padronização de programação; Grau de proteção: CFW08 – NEMA 1 e IP 20 CFW09 – NEMA 1, NEMA 4, IP 20 E IP 56 CFW10 – IP20 CFW11 – NEMA 1, IP 21, IP 54 Faixa de freqüência de saída; CFW08, CFW10 e CFW11 – 0 – 300 Hz CFW09 – 0 – 204 Hz Ponte inversora a transistor IGBT; IHM Remota para painéis: Cabos de 1; 2; 3; 5; 7,5 e 10 m (ou mais sob consulta) (***)Cabos de 1; 2; 3; 5; 7,5 e 10 m (ou mais sob consulta) (***) (***) Exceto CFW10
    14. 14. Rampa Linear e rampa tipo “S”Rampa Linear e rampa tipo “S” Frenagem CCFrenagem CC Função de JOGFunção de JOG Curva U/F ajustávelCurva U/F ajustável Função Multi-Speed - 8 velocidadesFunção Multi-Speed - 8 velocidades Rejeição de freqüências críticasRejeição de freqüências críticas Ride-ThroughRide-Through (***)(***) Função Flying StartFunção Flying Start (***)(***) Compensação de escorregamentoCompensação de escorregamento (***)(***) Exceto CFW10 Dados Gerais dos Inversores WEGDados Gerais dos Inversores WEG
    15. 15. Rede de comunicação nos Inversores WEGRede de comunicação nos Inversores WEG CFW08 CFW09 CFW10 CFW11 Serial RS-232 KCS KCS - RS-232-01 Serial RS-485 KRS-485 EBA ou EBB - RS-485-01 ModBus RTU Via RS-232 ou RS-485 Int. RS-232 ou RS-485 - RS-485-01 ProfiBus DP KCR-485 + MFW-01/PD KFB-PD - ProfiBusDP-01 * Em breve CANopen OK – Inversor especial Placa PLC - CAN-01 * Em breve DeviceNet OK – Inversor especial KFB-DN ou Placa PLC - DeviceNet-05 Ethernet IP - * Em breve - EtherNet IP-05 * Em breve
    16. 16. Frenagem ReostáticaFrenagem Reostática CFW08*, CFW09, CFW10**, CFW11CFW08*, CFW09, CFW10**, CFW11 * CFW08 disponível nas mecânicas 2, 3 e 4* CFW08 disponível nas mecânicas 2, 3 e 4 ** CFW10 somente nos modelos 4A – 110V e 7,3 e 10A – 220V** CFW10 somente nos modelos 4A – 110V e 7,3 e 10A – 220V Regulador PID:Regulador PID: CFW08, CFW09, CFW 10 e CFW11CFW08, CFW09, CFW 10 e CFW11 Dados Gerais dos Inversores WEGDados Gerais dos Inversores WEG
    17. 17. CFW09 Frenagem reostáticaCFW09 Frenagem reostática Energia dissipada por efeito Joule Módulo de frenagem Resistor de frenagem GERADORREDE Não ocorrerá o bloqueio do inversor na execução da rampa.
    18. 18. Fluído Bomba Sensor Entrada da bomba: 3411RPM - 2,83KGFM Alimentação 220V Aplicações PID - BombaAplicações PID - Bomba
    19. 19. Multi-SpeedMulti-Speed Ajuste de até 8 velocidades pré-programadas, via software. Comandadas por 3 entradas digitais no inversor. Vantagens: imunidade a ruídos elétricos, simplificação de comando e ajustes. DI´s F1 P122 DI 4 DI 5 DI 6 ON OFF F2 P123 F8 P129 F7 P128 F6 P127 F5 P126 F4 P125 F3 P124
    20. 20. Para dimensionar um Inversor , é necessário saberPara dimensionar um Inversor , é necessário saber Aplicação (tipo de carga)Aplicação (tipo de carga) Corrente do MotorCorrente do Motor Potência do MotorPotência do Motor Tensão de AlimentaçãoTensão de Alimentação A faixa de velocidade de operação:A faixa de velocidade de operação: ( velocidade mínima e máxima )( velocidade mínima e máxima ) Informações básicas para o dimensionamento Informações para o dimensionamento correto do motor DimensionamentoDimensionamento
    21. 21. Placa dePlaca de Identificação doIdentificação do MotorMotor DIMENSIONAMENTODIMENSIONAMENTO
    22. 22. CURVA DE CONJUGADO x ROTAÇÃO PARA MOTORESCURVA DE CONJUGADO x ROTAÇÃO PARA MOTORES AUTOVENTILADOS, ACIONADOS COM INVERSOR DEAUTOVENTILADOS, ACIONADOS COM INVERSOR DE FREQÜÊNCIA.FREQÜÊNCIA. 0.55 0.60 0.65 0.70 0.75 0.80 0.85 0.90 0.95 1.00 1.05 0.0 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1.0 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 [f/fn] - Freqüência (p.u.) [TR]-Reduçãonotorque(p.u.) A B C
    23. 23. CURVA DE CONJUGADO x ROTAÇÃO PARA MOTORES COMCURVA DE CONJUGADO x ROTAÇÃO PARA MOTORES COM VENTILAÇÃO INDEPENDENTE, ACIONADOS COM INVERSORVENTILAÇÃO INDEPENDENTE, ACIONADOS COM INVERSOR DE FREQÜÊNCIA.DE FREQÜÊNCIA. 0.55 0.60 0.65 0.70 0.75 0.80 0.85 0.90 0.95 1.00 1.05 0.0 0.1 0.2 0.3 0.4 0.5 0.6 0.7 0.8 0.9 1.0 1.1 1.2 1.3 1.4 1.5 1.6 [f/fn] - Freqüência [TR]-Reduçãonotorque(p.u.)
    24. 24. ““AgradecemosAgradecemos a atenção e aa atenção e a presença de todos”.presença de todos”. www.weg.com.br Contato: Marcio Rosa WEG Automação E-mail: marcior@weg.net Tel.: 11-5053-2332 Cel.: 11-8181-2995 www.weg.n et

    ×