SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 14
Pirâmide Social Brasileira
Pirâmide Social brasileira


Classe A – milhões e bilhões
Classe B – mais de 10 salários por mês
Classe C – de 3 à10 salários por mês
Classe D – de 1 à 3 salários por mês
Classe E – até 1 salário por mês
CLASSE   2005 2006 2007 2008 2009 2010
         %    %    %    %    %    %


A/B      15   18   15   15   16   21

C        34   36   46   45   49   53

D/E      51   46   39   40   35   25
Posição Política:


Conservador
Reacionário
Reformista
Revolucionário
PROJETO LIBERAL E NEOLIBERAL
           - Estado Mínimo
                -Lucro
-Liberdade e primazia do mercado
            sobre o estado
       - Beneficia a oligarquia
    - Mão invisível do mercado,
  que dirige todas as sociedades,
   por força de auto-regulação.
- O preço social desta alternativa:
      desemprego, falências,
         recessão e miséria.
REGRAS DO NEOLIBERALISMO
               Desterritorialização
  - Abertura das fronteiras dos países pobres
para a colocação dos produtos dos países ricos;
                - protecionismo.
                  Flexibilização
     Modifica-se a legislação previdenciária;
    Retiram-se direitos dos trabalhadores.
               Desregulamentação
       - O funcionário público é o inimigo
         número um da doutrina liberal:
           -Campanhas de difamação;
  -Desmantelamento dos Planos de Carreira;
     -Não realização de concursos públicos.
Prática pedagógica à base do liberalismo

       “A Geografia Tradicional,
        calcada no positivismo,
     enfatiza a simples descrição
              da paisagem
     a partir de uma sistemática
          compartimentação,
            na qual o maior,
              o mais alto,
      o melhor são ressaltados”;
História Tradicional:

  “O tempo, na sua ordenação,
  é negado na categoria passado
pela sociedade ocidental capitalista,
que parece estar sempre buscando
      as soluções no futuro e
          negligenciando
  a necessidade de compreensão
           do passado.”
            Castrogiovani
MATERIALISMO HISTÓRICO

Marx desmistifica a política liberal:
- Conflito de classes antagônicas;
- Interesses irreconciliáveis;
-O estado é a expressão legal,
jurídica e policial, dos interesses
dos proprietários privados
dos meios de produção
 ou classe dominante
-Reduz a cidadania aos direitos
dos proprietários privados;
PROBLEMATIZAÇÕES DE MARX

“Como os seres humanos passaram
da submissão ao Rei
à obediência ao poder
impessoal de um Estado?”

“Por que o vínculo entre
 o poder econômico e o poder político
 não é percebido pela sociedade e,
sobretudo, pelos que não têm
 poder econômico e político?”
No Brasil, a partir de 1978
(III Encontro Nacional de Geógrafos),
 a ciência geográfica passa a adotar
       o materialismo histórico
    como método de investigação.

A Geografia Crítica é a nova proposta
        da ciência geográfica:
 possibilita ao aluno a compreensão
     da organização do espaço;
Materialismo histórico:

Materialismo porque somos o que
 as condições materiais
nos determinam a ser e pensar.

Histórico porque a sociedade
e a política dependem da ação concreta
dos seres humanos;
“A sociedade se constitui:
 a partir de condições materiais de produção
        e da divisão social do trabalho.

 As mudanças históricas são determinadas
           pelas modificações
      naquelas condições materiais
      e naquela divisão do trabalho.

A consciência humana é determinada a pensar
        as idéias que pensa por causa
           das condições materiais
         instituídas pela sociedade”;
“Para compreender esse espaço
                 é necessário
         compreender as relações
             entre os homens:
  como as sociedades historicamente,
   utilizando os recursos disponíveis,
transformam e organizam as paisagens
        a partir de seus interesses,
  defendendo e criando novos valores
      e estabelecendo contradições,
como utilizam os elementos da natureza
   que são desigualmente distribuídos
       e aproveitados por poucos”.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...
As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...
As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...
Larissa Santos
 
Estado e Welfare State
Estado e Welfare StateEstado e Welfare State
Estado e Welfare State
rodrigodalri
 
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroNovo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Fernando Alcoforado
 
Liberalismo 2° Fase (Eja)
Liberalismo 2° Fase (Eja)Liberalismo 2° Fase (Eja)
Liberalismo 2° Fase (Eja)
guest147da1
 
Constituinte já novo foco do movimento de massa no brasil
Constituinte já novo foco do movimento de massa no brasilConstituinte já novo foco do movimento de massa no brasil
Constituinte já novo foco do movimento de massa no brasil
Fernando Alcoforado
 

Mais procurados (20)

Aula1 - Fundamentos
Aula1 - FundamentosAula1 - Fundamentos
Aula1 - Fundamentos
 
Modelo neoliberal e a resistência dos Trabalhadores
Modelo neoliberal e a resistência dos TrabalhadoresModelo neoliberal e a resistência dos Trabalhadores
Modelo neoliberal e a resistência dos Trabalhadores
 
Neoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociaisNeoliberalismo e desigualdades sociais
Neoliberalismo e desigualdades sociais
 
As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...
As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...
As relações entre o público e o privado nas políticas educacionais no context...
 
Cap.7
Cap.7Cap.7
Cap.7
 
Estado Contemporâneo
Estado ContemporâneoEstado Contemporâneo
Estado Contemporâneo
 
Estado e Welfare State
Estado e Welfare StateEstado e Welfare State
Estado e Welfare State
 
Área de Integração
Área de Integração Área de Integração
Área de Integração
 
Notas criticas sobre_justica_estado_e_direito_no_mundo_contemporaneo
Notas criticas sobre_justica_estado_e_direito_no_mundo_contemporaneoNotas criticas sobre_justica_estado_e_direito_no_mundo_contemporaneo
Notas criticas sobre_justica_estado_e_direito_no_mundo_contemporaneo
 
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroProjeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Projeto de novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
 
Formação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasilFormação da questão social no brasil
Formação da questão social no brasil
 
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuroNovo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
Novo modelo de sociedade a ser edificado no futuro
 
Desigualdade copeba
Desigualdade copebaDesigualdade copeba
Desigualdade copeba
 
Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020Estado, poder, política, cidadania 2020
Estado, poder, política, cidadania 2020
 
Alexis de tocqueville
Alexis de tocquevilleAlexis de tocqueville
Alexis de tocqueville
 
Ciência política [1o gq] Marx
Ciência política [1o gq] MarxCiência política [1o gq] Marx
Ciência política [1o gq] Marx
 
Liberalismo 2° Fase (Eja)
Liberalismo 2° Fase (Eja)Liberalismo 2° Fase (Eja)
Liberalismo 2° Fase (Eja)
 
Liberalismo
LiberalismoLiberalismo
Liberalismo
 
Constituinte já novo foco do movimento de massa no brasil
Constituinte já novo foco do movimento de massa no brasilConstituinte já novo foco do movimento de massa no brasil
Constituinte já novo foco do movimento de massa no brasil
 
Capitalismo 2
Capitalismo 2Capitalismo 2
Capitalismo 2
 

Semelhante a Trabalhando Ciências Humanas nos Anos Iniciais II

Aula de pós graduação polítca social e questão social1
Aula de pós graduação   polítca social e questão social1Aula de pós graduação   polítca social e questão social1
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
Estevam Cesar
 
4ufkfdqg(2)
4ufkfdqg(2)4ufkfdqg(2)
4ufkfdqg(2)
mauxa
 
04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok
04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok
04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok
Albano Goes Souza
 
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
Karl  Marx E A  História Da  Exploração AtualizadoKarl  Marx E A  História Da  Exploração Atualizado
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
roberto mosca junior
 
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociaisSociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Edenilson Morais
 
Trabalho de adm ii terceiro setor
Trabalho de adm ii   terceiro setorTrabalho de adm ii   terceiro setor
Trabalho de adm ii terceiro setor
wallom
 

Semelhante a Trabalhando Ciências Humanas nos Anos Iniciais II (20)

Aula de pós graduação polítca social e questão social1
Aula de pós graduação   polítca social e questão social1Aula de pós graduação   polítca social e questão social1
Aula de pós graduação polítca social e questão social1
 
TRABALHO DE NEOLIBERALISMO
TRABALHO DE NEOLIBERALISMOTRABALHO DE NEOLIBERALISMO
TRABALHO DE NEOLIBERALISMO
 
Programa pcb para as cidades
Programa pcb para as cidadesPrograma pcb para as cidades
Programa pcb para as cidades
 
Programa do psol
Programa do psolPrograma do psol
Programa do psol
 
Programa do psol
Programa do psolPrograma do psol
Programa do psol
 
4ufkfdqg(2)
4ufkfdqg(2)4ufkfdqg(2)
4ufkfdqg(2)
 
4ufkfdqg
4ufkfdqg4ufkfdqg
4ufkfdqg
 
4ufkfdqg(2)
4ufkfdqg(2)4ufkfdqg(2)
4ufkfdqg(2)
 
As Fronteiras do Neoextrativismo na América Latina .pdf
As Fronteiras do Neoextrativismo na América Latina .pdfAs Fronteiras do Neoextrativismo na América Latina .pdf
As Fronteiras do Neoextrativismo na América Latina .pdf
 
Surgimento e institucionalização do Serviço Social no Brasil
Surgimento e institucionalização do Serviço Social no BrasilSurgimento e institucionalização do Serviço Social no Brasil
Surgimento e institucionalização do Serviço Social no Brasil
 
EDUCAÇÃO, GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO.pdf
EDUCAÇÃO, GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO.pdfEDUCAÇÃO, GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO.pdf
EDUCAÇÃO, GLOBALIZAÇÃO E NEOLIBERALISMO.pdf
 
04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok
04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok
04 nascimento, claudemiro godoy do. políticas públicas e educação do campo ok
 
O estado contemporaneo
O estado contemporaneoO estado contemporaneo
O estado contemporaneo
 
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
Karl  Marx E A  História Da  Exploração AtualizadoKarl  Marx E A  História Da  Exploração Atualizado
Karl Marx E A História Da Exploração Atualizado
 
Ri soc v os direitos humanos na pós modernidade
Ri soc v os direitos humanos na pós modernidadeRi soc v os direitos humanos na pós modernidade
Ri soc v os direitos humanos na pós modernidade
 
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociaisSociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
 
Walt disney: o catecismo capitalista
Walt disney: o catecismo capitalistaWalt disney: o catecismo capitalista
Walt disney: o catecismo capitalista
 
Trabalho de adm ii terceiro setor
Trabalho de adm ii   terceiro setorTrabalho de adm ii   terceiro setor
Trabalho de adm ii terceiro setor
 
2014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 22014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 2
 
Estados del arte 2
Estados del arte 2Estados del arte 2
Estados del arte 2
 

Mais de luciany-nascimento

Escola técnica estadual achilino de santis
Escola técnica estadual achilino de santisEscola técnica estadual achilino de santis
Escola técnica estadual achilino de santis
luciany-nascimento
 

Mais de luciany-nascimento (20)

Escola técnica estadual achilino de santis
Escola técnica estadual achilino de santisEscola técnica estadual achilino de santis
Escola técnica estadual achilino de santis
 
Escola Estadual de Ensino Fundamental São Francisco de
Escola Estadual de Ensino Fundamental São Francisco deEscola Estadual de Ensino Fundamental São Francisco de
Escola Estadual de Ensino Fundamental São Francisco de
 
Escola Estadual de Ensino Médio São Izidro
Escola Estadual de Ensino Médio São IzidroEscola Estadual de Ensino Médio São Izidro
Escola Estadual de Ensino Médio São Izidro
 
A elaboração do projeto político pedagógico
A elaboração do projeto político pedagógicoA elaboração do projeto político pedagógico
A elaboração do projeto político pedagógico
 
Avaliação Emancipatória
Avaliação EmancipatóriaAvaliação Emancipatória
Avaliação Emancipatória
 
Prática Pedagógica Escola Estadual de Ensino Médio Carlos Bratz
Prática Pedagógica Escola Estadual de Ensino Médio Carlos BratzPrática Pedagógica Escola Estadual de Ensino Médio Carlos Bratz
Prática Pedagógica Escola Estadual de Ensino Médio Carlos Bratz
 
Politécnico E.E.E.M. Joaquim Nascimento Bracelos
Politécnico E.E.E.M. Joaquim Nascimento BracelosPolitécnico E.E.E.M. Joaquim Nascimento Bracelos
Politécnico E.E.E.M. Joaquim Nascimento Bracelos
 
Escola Estadual Estevão Pires de Arruda
Escola Estadual Estevão Pires de ArrudaEscola Estadual Estevão Pires de Arruda
Escola Estadual Estevão Pires de Arruda
 
Escola Estadual de Ensino Fundamental Reinoldo Sommer
Escola Estadual de Ensino Fundamental Reinoldo SommerEscola Estadual de Ensino Fundamental Reinoldo Sommer
Escola Estadual de Ensino Fundamental Reinoldo Sommer
 
Boas praticas pedagogicas educação do campo - Achilino
Boas praticas pedagogicas educação do campo - AchilinoBoas praticas pedagogicas educação do campo - Achilino
Boas praticas pedagogicas educação do campo - Achilino
 
Escola Estadual de Ensino Médio Carlos Bratz
Escola Estadual de Ensino Médio Carlos BratzEscola Estadual de Ensino Médio Carlos Bratz
Escola Estadual de Ensino Médio Carlos Bratz
 
Escola Estadual Dejalmira dos Santos Oliveira
Escola Estadual Dejalmira dos Santos OliveiraEscola Estadual Dejalmira dos Santos Oliveira
Escola Estadual Dejalmira dos Santos Oliveira
 
Escola Estadual de Ensino Fundamental Tiradentes
Escola Estadual de Ensino Fundamental TiradentesEscola Estadual de Ensino Fundamental Tiradentes
Escola Estadual de Ensino Fundamental Tiradentes
 
Escola Estadual de Ensino Fundamental São José
Escola Estadual de Ensino Fundamental São JoséEscola Estadual de Ensino Fundamental São José
Escola Estadual de Ensino Fundamental São José
 
Escola Estadual de Ensino Fundamental Piratini
Escola Estadual de Ensino Fundamental PiratiniEscola Estadual de Ensino Fundamental Piratini
Escola Estadual de Ensino Fundamental Piratini
 
Escola Estadual de Ensino Fundamental Raimundo de Paula
Escola Estadual de Ensino Fundamental Raimundo de PaulaEscola Estadual de Ensino Fundamental Raimundo de Paula
Escola Estadual de Ensino Fundamental Raimundo de Paula
 
Escola estadual de ensino fundamental cristo rei
Escola estadual de ensino fundamental cristo reiEscola estadual de ensino fundamental cristo rei
Escola estadual de ensino fundamental cristo rei
 
Escola joaquim n. barcelos
Escola joaquim n. barcelosEscola joaquim n. barcelos
Escola joaquim n. barcelos
 
Educação do Campo
Educação do CampoEducação do Campo
Educação do Campo
 
Politica do campo 2012
Politica do campo 2012Politica do campo 2012
Politica do campo 2012
 

Trabalhando Ciências Humanas nos Anos Iniciais II

  • 2. Pirâmide Social brasileira Classe A – milhões e bilhões Classe B – mais de 10 salários por mês Classe C – de 3 à10 salários por mês Classe D – de 1 à 3 salários por mês Classe E – até 1 salário por mês
  • 3. CLASSE 2005 2006 2007 2008 2009 2010 % % % % % % A/B 15 18 15 15 16 21 C 34 36 46 45 49 53 D/E 51 46 39 40 35 25
  • 5. PROJETO LIBERAL E NEOLIBERAL - Estado Mínimo -Lucro -Liberdade e primazia do mercado sobre o estado - Beneficia a oligarquia - Mão invisível do mercado, que dirige todas as sociedades, por força de auto-regulação. - O preço social desta alternativa: desemprego, falências, recessão e miséria.
  • 6. REGRAS DO NEOLIBERALISMO Desterritorialização - Abertura das fronteiras dos países pobres para a colocação dos produtos dos países ricos; - protecionismo. Flexibilização Modifica-se a legislação previdenciária; Retiram-se direitos dos trabalhadores. Desregulamentação - O funcionário público é o inimigo número um da doutrina liberal: -Campanhas de difamação; -Desmantelamento dos Planos de Carreira; -Não realização de concursos públicos.
  • 7. Prática pedagógica à base do liberalismo “A Geografia Tradicional, calcada no positivismo, enfatiza a simples descrição da paisagem a partir de uma sistemática compartimentação, na qual o maior, o mais alto, o melhor são ressaltados”;
  • 8. História Tradicional: “O tempo, na sua ordenação, é negado na categoria passado pela sociedade ocidental capitalista, que parece estar sempre buscando as soluções no futuro e negligenciando a necessidade de compreensão do passado.” Castrogiovani
  • 9. MATERIALISMO HISTÓRICO Marx desmistifica a política liberal: - Conflito de classes antagônicas; - Interesses irreconciliáveis; -O estado é a expressão legal, jurídica e policial, dos interesses dos proprietários privados dos meios de produção ou classe dominante -Reduz a cidadania aos direitos dos proprietários privados;
  • 10. PROBLEMATIZAÇÕES DE MARX “Como os seres humanos passaram da submissão ao Rei à obediência ao poder impessoal de um Estado?” “Por que o vínculo entre o poder econômico e o poder político não é percebido pela sociedade e, sobretudo, pelos que não têm poder econômico e político?”
  • 11. No Brasil, a partir de 1978 (III Encontro Nacional de Geógrafos), a ciência geográfica passa a adotar o materialismo histórico como método de investigação. A Geografia Crítica é a nova proposta da ciência geográfica: possibilita ao aluno a compreensão da organização do espaço;
  • 12. Materialismo histórico: Materialismo porque somos o que as condições materiais nos determinam a ser e pensar. Histórico porque a sociedade e a política dependem da ação concreta dos seres humanos;
  • 13. “A sociedade se constitui: a partir de condições materiais de produção e da divisão social do trabalho. As mudanças históricas são determinadas pelas modificações naquelas condições materiais e naquela divisão do trabalho. A consciência humana é determinada a pensar as idéias que pensa por causa das condições materiais instituídas pela sociedade”;
  • 14. “Para compreender esse espaço é necessário compreender as relações entre os homens: como as sociedades historicamente, utilizando os recursos disponíveis, transformam e organizam as paisagens a partir de seus interesses, defendendo e criando novos valores e estabelecendo contradições, como utilizam os elementos da natureza que são desigualmente distribuídos e aproveitados por poucos”.