Aula desigualdade social e jean jacques rousseau

750 visualizações

Publicada em

Aproximação teórica sobre a desigualdade social no Brasil e o pensamento de Rousseau

Publicada em: Governo e ONGs
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
750
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula desigualdade social e jean jacques rousseau

  1. 1. PROBLEMAS SOCIAIS DE NOSSA ATUALIDADE: UM OLHAR FILOSÓFICO DESIGUALDADE SOCIAL
  2. 2. O QUE É A DESIGUALDADE SOCIAL?
  3. 3. O QUE É DISIGUALDADE SOCIAL?  Desigualdade social é um conceito que afeta principalmente os país não desenvolvidos e subdesenvolvidos, onde não há um equilíbrio no padrão de vida dos seus habitantes, seja no âmbito econômico, escolar, profissional, de gênero, entre outros. O fenômeno da desigualdade social é marcado principalmente pela desigualdade econômica, ou seja, quando a renda é distribuída heterogeneamente na sociedade; sendo uns detentores de muitos bens, enquanto outros vivem na extrema miséria.
  4. 4. O QUE É DESIGUALDADE SOCIAL?  Segundo dados da Receita Federal sobre o IRPF (Imposto de Renda de Pessoa Física) de 2012 o Brasil se encontra no seguinte cenário: - os 50,00% mais pobres detêm 2,00% da riqueza (18,600,000 milhões de brasileiros são donos de 0.044920000) - 36,99% dos brasileiros detêm 10,60% da riqueza (73,980,000 milhões de brasileiros são donos de 0.238076000) - 13,01% possuem 87,40% da riqueza (26,020,000 milhões de brasileiros são donos de 1.963004000)  - No Brasil, estima-se que 16 milhões de pessoas ainda permanecem na pobreza extrema.
  5. 5. JEAN JACQUES ROUSSEAU  Jean Jacques Rousseau (1712 - 1778)  Nasceu em Genebra.  Além de ser escritor e filósofo, desenvolveu diversas atividades como a música.  Colaborou com o movimento Enciclopedista.  Sua presença foi dominante na Revolução Francesa.
  6. 6. JEAN JACQUES ROUSSEAU  PRINCIPAIS OBRAS: Discurso sobre as ciências e as artes ( o Primeiro Discurso-1750); O Adivinho da Aldeia (1753); Discurso sobre a origem da desigualdade ( o Segundo Discurso- 1754); A Nova Heloísa (1761); O Contrato Social (1762); Emílio (1762); As Confissões (autobiografia), publicada após a morte do autor.
  7. 7. O ESTADO DE NATUREZA É homem despojado de tudo o que é adquirido no convívio social; Ágil, forte e robusto devido às vicissitudes como o clima e ferocidade dos animais; Limitado pela infância e velhice, mas não por doenças, por esta ser mais condizente com o estado civil e não com o estado natural; Guiado por 2 princípios ou sentimentos naturais: necessidade de conservação e a piedade;
  8. 8. O ESTADO DE NATUREZA  O homem natural desejava apenas a alimentação, a fêmea e o repouso; seus males eram a fome e a dor;  Difere dos outros seres sensíveis pela liberdade e pela perfectibilidade e não pela racionalidade;  A tranquilidade de suas paixões o impede de agir mal. Neste estado as diferenças são, tão e somente, físicas;
  9. 9. A ORIGEM DAS DESIGUALDADES  PRIMEIRO GRAU DE DESIGUALDADE As relações tornam-se mais comuns, devido à proximidade estabelecida pela busca do comodismo, propiciando a constituição da família que faz do homem um ser mais fraco fisicamente. Os homens ao conviverem mais próximos passam a se apreciar mutuamente e se lhes forma no espírito a ideia de consideração e cada um pretendeu ter direito a ela. O primeiro que cercou um terreno e atreveu-se a dizer: Isto é meu, e encontrou pessoas simples o suficiente para acreditar nele, foi o verdadeiro fundador da sociedade civil. Houve reivindicação das terras e divisão destas justificada pelo trabalho e tempo empreendido nelas, devido o desenvolvimento da agricultura e da metalurgia. Os que ficaram sem terras submeteram-se aos que tinham através do trabalho.
  10. 10. A ORIGEM DAS DESIGUALDADES  SEGUNDO GRAU DE DESIGUALDADE Da primeira desigualdade surge a segunda: a necessidade de um governo, a instituição da magistratura, pacto concebido entre o povo e o chefe eletivo, onde ambos se obrigaram a observar as leis estipuladas. Esses cargos, de eletivos passaram a ser hereditários, e de funcionários, os chefes passaram a ser proprietários do Estado, subjugando aqueles a quem deveriam representar.
  11. 11. A ORIGEM DAS DESIGUALDADES  TERCEIRO GRAU DE DESIGUALDADE O despotismo - É a evolução do segundo grau de desigualdade, ocasionado por um governo mal constituído. A desigualdade de consideração e de autoridade forçou os homens que viviam em sociedade a compararem-se e a tomar conhecimento de suas diferenças.
  12. 12. AONDE VOCÊ MORA HÁ DESIGUALDADE SOCIAL?

×