Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais

67.187 visualizações

Publicada em

1 comentário
11 gostaram
Estatísticas
Notas
  • QUANDO VOCE APRENDER A DETERMINAR A SUA VIDA NUNCA MAIS SERÁ A MESMA!
    A DETERMINAÇÃO FUNCIONA EM TODAS AS AREAS DE SUA VIDA.
    BAIXE ESTE LIVRO AQUI E AGORA JÁ.
    Preço Simbólico R$ 2.99 cada Exemplar e-book.
    http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/6985578/determinacao-o-pensamento-positivo/
    SEM AMOR NINGUÉM VIVE!
    ESTÁ COM QUEM VOCÊ AMA TRAZ A PAZ PARA A SUA VIDA O DINHEIRO PASSA A CIRCULAR LIVREMENTE EM SUA VIDA PORQUE VOCÊ ESTÁ EM PAZ.
    ESTES LIVROS ESTÃO NOS MAIORES SITES CULTURAL DE 245 NAÇÕES DO MUNDO!
    ESTES LIVROS SÃO REFERENCIA MUNDIAL EM TODOS OS MEIOS DE COMUNICAÇÃO DO PLANETA!
    ESTÁ DISPONIVEL PARA VOCE ! R$ 2.99 (preço simbólico)
    Baixe este livro agora mesmo e tome posse de uma vida sentimental feliz! Este livro é um testemunho real e o que está escrito nele é verdadeiro. Disponível em vários idiomas.
    http://www.saraiva.com.br/chamam-me-lene-estou-vivendo-um-grande-7003798.html?PAC_ID=123827,
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
67.187
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
125
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
859
Comentários
1
Gostaram
11
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentaçãp projeto de leitura nos anos iniciais

  1. 1. João Geraldo Leão PROJETO O ENSINO DA LEITURA NOS ANOS INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
  2. 2. JUSTIFICATIVA  O presente projeto nos leva à reflexão sobre a prática docente dos professores alfabetizadores e a importância dessa prática para a alfabetização nos anos iniciais. Teremos como meta apresentar as ideias teóricas, práticas e fazer nossa crítica pessoal, destacando pontos centrais sobre o tema abordado. Levando em conta o desafio que nos espera e a urgência que nossas ações requerem, para que nossos alunos tenham uma educação de qualidade.
  3. 3. OBJETIVO GERAL  Despertar o prazer da leitura e aguçar o potencial cognitivo e criativo do aluno;
  4. 4. OBJETIVO ESPECÍFICOS  Possibilitar o acesso aos diversos tipos de leitura na escola, buscando efetivar enquanto processo a leitura e a escrita. Promover o desenvolvimento do vocabulário favorecendo a estabilização de  formas ortográficas;  Estimular o desejo de novas leituras;  Possibilitar a vivência de emoções, o exercício da fantasia e da imaginação;  Possibilitar produções orais, escritas e em outras linguagens;  Proporcionar ao indivíduo através da leitura, a oportunidade de alargamento dos horizontes pessoais e culturais, garantindo a sua formação crítica e emancipadora.
  5. 5. SUGESTÕES PARA INCENTIVAR OS ALUNOS À LEITURA DIÁRIA.  Utilizar Crachás  Alfabeto Ilustrado  Trabalhar com Rótulos  Utilizar Textos Diversificados  Utilizar a Biblioteca Escolar ou montar cantinhos de leitura.  Organização de Projetos pedagógicos
  6. 6. 1– Utilizar Crachás  O trabalho com nomes próprios, mesmos que os alunos ainda não saibam ler é muito interessante para que cada um conheça e identifique seu próprio nome, bem como se familiarize com os nomes dos colegas. É uma forma de sensibilizar o grupo para a necessidade do trabalho em conjunto e de respeitar as diferenças e as individualidades, bem como destacar a importância de cada um dentro do grupo. Utilizando diversidade de cores, se inicia com a identificação através de cores e formas. 
  7. 7. 2 – Alfabeto Ilustrado  Além de ser uma forma dinâmica de apresentar a linguagem escrita; às crianças pode ser explorado através de músicas, histórias infantis, cantigas de rodas e dentre outras, que poderão ir de encontro com a linguagem das crianças, despertando nelas o interesse e ajudando-as a facilitar a assimilação, através da associação de cada desenho com o símbolo gráfico.
  8. 8. 3 – Trabalhar com Rótulos  O trabalho com rótulos é uma alternativa de expor a leitura partindo do cotidiano das crianças. Pedir que elas colecionem rótulos dos produtos que usam em casa: produtos alimentícios, materiais de limpeza, materiais de higiene, brinquedos, acessórios, etc. Produtos de uso diário, com os quais estejam familiarizados. Poderá ser muito significativo para a aprendizagem.
  9. 9. 4– Utilizar Textos Diversificados:  Não é preciso quebrar a cabeça para conseguir textos diversificados para serem trabalhados na sala de aula. Eles estão por toda parte: jornais, folhetos de propagandas, revistas. Até algumas embalagens de produtos alimentícios trazem pequenos textos repletos de informações. O importante é que o material escrito apresentado aos alunos seja interessante e desperte a curiosidade das crianças. Textos literários e poesias devem ser usados. 
  10. 10. 5– Utilizar a Biblioteca Escolar ou cantinho da leitura.  A biblioteca deve estar permanentemente aberta para os alunos, ter regras de empréstimo e leitura bem liberais, ser agradável e atraente.  É importante, também, que possua livros e textos bem diversificados, vídeos, DVDs, fotografias, CDs, que combinem os sistemas verbais com os não verbais. Apresentando textos que contemplem:  Histórias em quadrinhos, textos de jornais, revistas e suplementos infantis, anúncios, classificados;  Parlendas, canções, poesias, quadrinhas, trava-línguas;  Contos de fadas e de assombração, mitos e lendas populares, folhetos de cordel;  Textos teatrais;  Enciclopédias, dicionários e afins. 
  11. 11. 6 – Organização de Projetos  Os projetos é uma ótima oportunidade para que os alunos possam produzir textos com intenção clara. Eles devem ter um objetivo bem definido e, as crianças precisam entender que as pesquisas, as entrevistas, as leituras, se destinam a um fim combinado em conjunto entre a classe e o professor. Um exemplo de projeto: pesquisar problemática da comunidade local, como “a dengue” para produzir um livro, no final. Depois da pesquisa de campo, os textos são revisados, reescritos e debatidos em classe.
  12. 12. RECURSOS DIDÁTICOS  data-show,  computador,  cartazes,  DVD,  pendrive  dicionários e livros.
  13. 13. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação (Lei n.º 9394/96).  BECHARA, Evanildo. Ensino da Gramática: Opressão ou Liberdade? 7. ed. São Paulo: Ática, 1993.  DEMO, Pedro. Conhecer & Aprender: Sabedoria dos Limites e Desafios. Porto Alegre: Artes Médicas, 2000.  FERREIRO, Emília. Alfabetização em Processo. 15. ed. São Paulos: Cortez, 2004  FREIRE, Paulo. A Importância do Ato de Ler. 45. ed. São Paulo: Cortez, 2003.  LUFT, Celso P. Língua e Liberdade. 12. ed. Porto Alegr: L&PM, 1985.  MOGILNIK, Maurício. O Desafio de Alfabetizar. Revista Nova Escola. ed. especial, p. 04 – 16., 2002.  PERRENOUD, Philippe. Construir as Competências desde a Escola. Porto Alegre: Artmed, 1999.  PERRENOUD, Philippe. Ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2001.  PILETTI, Nelson. Psicologia Educacional. São Paulo:ática, 1988.  WERNECK, Hamilton. Ensinamos demais e aprendemos de menos. 6ª ed. Petrópolis: Vozes, 1993. p. 62 – 3.

×