O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
– O Antigo Regime Europeu: o Estado 
Absolutista 

Idade Moderna: 
Rei = 
próprio 
Estado 
Apoio da Nobreza e do 
clero: Manutenção dos 
privilégios 
  
Apogeu do Absoluti...
Vittore Ghislandi 
Retrato de um Nobre 
c. 1730 
Pinacoteca di Brera, Milão 
Os membros do alto clero estavam 
frequenteme...
NICOLAU MAQUIAVEL (1469-1527) 
• OBRA: O Príncipe. 
• TEORIA: – “Para cada fim, há um meio adequado” 
• CONCEITOS: 
– Metá...
THOMAS HOBBES (1588-1619) 
• OBRA: O Leviatã (monstro bíblico = caos) 
• CONCEITOS: O monarca deveria se espelhar para 
ex...
JACQUES BOSSUET (1627-1704) 
• OBRA: Política segundo a Sagrada 
Escritura. 
• TEORIA: Origem divina do poder real. 
– REI...
JEAN BODIN (1530-1596) 
• OBRA: A República 
• TEORIA: Princípio da soberania não 
partilhada. 
– CAUSA: origem divina do ...
•ABSOLUTISMO FRANCÊS:Processo de centralização política 
começa no século X – Século XIV ao 
XVI: interrompido devido às g...
Dinastia Bourbon 
- Henrique IV (1589 – 1610): 
“Paris bem vale uma missa”. 
•1598: Edito de Nantes – liberdade de culto a...
Philippe de 
Champaigne 
Cardeal Richelieu 
National Gallery, 
Londres 
c. 1637 
•Luís XIII:(1610 – 1643) Filho de 
Henriq...
TRÊS RETRATOS QUE REPRESENTAM LUÍS XIV NA INFÂNCIA
“ Luís 
XIV: O 
Estado 
sou EU !”
LUÍS XIV 
como 
Apolo 
A prima do rei 
como Diana 
A rainha 
Maria 
Teresa 
como Juno 
O delfim- o 
filho do rei 
Ana de Á...
Luís XIV (1643 – 1715) – auge:“Rei Sol”. 
•Cardeal Mazzarino – eliminação das Frondas 
(associações de nobres e burgueses)...
Os produtos ultramarinos 
(especiarias, açúcar, chá, 
tabaco, algodão, cacau,…) 
animavam a vida nas cidades e 
enriquecia...
Irmãos Nain 
(Louis e Antoine Le Nain)A 
A charrette ;1641 
Museu do Louvre 
A agricultura era ainda a base da economia. O...
Abraham Bloemaert 
Paisagem com Camponeses a Descansar 
1650; Staatliche Museen, Berlim 
A agricultura praticada era arcai...
Os monarcas viviam num ambiente de luxo e ostentação. O poder 
exibia-se de forma espetacular e festiva. Luís XIV instalou...
Século XVII: novos avanços culturais e 
científicos: 
• Moliére: Sátiras e comédias 
• Racine: Teatrólogo 
• La Fontaine: ...
SAPATO DO SÉCULO XVII- TACÕES 
ALTOS E VERMELHOS !
O Absolutismo na Inglaterra 
Rei Henrique VIII - Inglaterra
O ABSOLUTISMO INGLÊS: 
*Magna Carta 1215: limitação do poder real frente ao poder 
Da Nobreza: Parlamento 
Após a Guerra d...
Elizabeth I 
• 1558-1603
• Aos 25, já coroada 
rainha.
Elizabeth I (1558 – 1603) – auge: 
•Retomada do anglicanismo; 
•Agressiva política imperialista; 
•Colonização da América ...
Definição: movimento político, militar e religioso que destruiu o 
absolutismo na Inglaterra instalando naquele país a pri...
Jaime I (1603 – 1625): Tentativa de instalar o absolutismo 
pleno 
Apoio ao rei: senhores feudais, igreja anglicana e alta...
Guerra Civil (1642 – 1649):
Puritanos vencem e Carlos I é decapitado
A República de Cromwell (1649 – 1660): 
• Oliver Cromwell: Lorde Protetor da Inglaterra; 1653 
• Ditadura pró-burguesia pu...
•Guerra contra a Holanda (1652 – 1654). 
•Vitória da Inglaterra (supremacia naval). 
•Desenvolvimento da marinha e do capi...
Criação dos Atos de Navegação (1650) – somente navios 
ingleses transportariam mercadorias inglesas ou de outros 
países p...
A Revolução Gloriosa (1688): 
-Revolução burguesa. 
- 1689: Guilherme de Orange acata ao Bill of Rights 
(Declaração dos D...
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apogeu do absolutismo

1.596 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Apogeu do absolutismo

  1. 1. – O Antigo Regime Europeu: o Estado Absolutista 
  2. 2. Idade Moderna: Rei = próprio Estado Apoio da Nobreza e do clero: Manutenção dos privilégios   Apogeu do Absolutismo Monopólio da Força Exército Nacional Economia: Mercantilismo Sociedade: Público/Privado  Burguesia: incapacidade de formular um projeto político ↵
  3. 3. Vittore Ghislandi Retrato de um Nobre c. 1730 Pinacoteca di Brera, Milão Os membros do alto clero estavam frequentemente unidos por laços de sangue à alta aristocracia. Os nobres eram grandes proprietários. Para além das funções militares, ocupavam rendosos cargos na corte régia e na administração das possessões ultramarinas, colhendo frequentemente proveitosos lucros da atividade comercial. Em alguns países, muitos nobres mantiveram-se na administração dos seus domínios senhoriais, vivendo nos seus solares de província. Com a burocratização do aparelho de Estado, a nobreza dedicou-se ao exercício de altos cargos: magistrados, diplomatas, altos funcionários (nobreza de toga).
  4. 4. NICOLAU MAQUIAVEL (1469-1527) • OBRA: O Príncipe. • TEORIA: – “Para cada fim, há um meio adequado” • CONCEITOS: – Metáfora do Leão (força) e Raposa (astúcia). – Senso comum: “Os fins justificam os meios”.
  5. 5. THOMAS HOBBES (1588-1619) • OBRA: O Leviatã (monstro bíblico = caos) • CONCEITOS: O monarca deveria se espelhar para exercer o poder. O homem era colocado como naturalmente perverso – o Estado deveria coibir seus abusos – sem o absolutismo existiria o caos. • – Guerra de todos contra todos: • – Conflito generalizado entre os homens. • – CAUSA: falta de limites entre os homens. • SOLUÇÃO: Contrato Social. – Acordo entre os homens. – Homens: deixam de ter liberdade absoluta. – Transferem a liberdade e o poder para o Estado. – REI = representa o Estado = poder absoluto. Função do Rei = proteger e preservar a sociedade. – DIREITO DE REVOLTA: lícito quando o Rei deixa de cumprir sua função.
  6. 6. JACQUES BOSSUET (1627-1704) • OBRA: Política segundo a Sagrada Escritura. • TEORIA: Origem divina do poder real. – REI = ministro de Deus na terra. – Influenciou o Absolutismo Francês. – LUÍS XIV: “Um Rei, uma lei, uma fé”. "Como não há poder político sem a vontade de Deus, todo governo, seja qual for sua origem, justo injusto, pacífico ou violento, é legítimo; todo depositário da autoridade, seja qual for, é sagrado; revoltar-se contra ele é cometer um enorme pecado." (Jacques Bossuet)
  7. 7. JEAN BODIN (1530-1596) • OBRA: A República • TEORIA: Princípio da soberania não partilhada. – CAUSA: origem divina do poder real. – REI = Executivo + Legislativo + Judiciário. – Não há restrito para a vontade real.
  8. 8. •ABSOLUTISMO FRANCÊS:Processo de centralização política começa no século X – Século XIV ao XVI: interrompido devido às guerras político – religiosas: Dinastia Valois: Carlos IX (1560 – 1574): Católicos X Huguenotes Família GUISE X Família BOURBON •Apoio de Catarina de Médicis (mãe do rei) apoio dos católicos. •Noite de São Bartolomeu (1572): massacre de huguenotes.
  9. 9. Dinastia Bourbon - Henrique IV (1589 – 1610): “Paris bem vale uma missa”. •1598: Edito de Nantes – liberdade de culto aos protestantes.
  10. 10. Philippe de Champaigne Cardeal Richelieu National Gallery, Londres c. 1637 •Luís XIII:(1610 – 1643) Filho de Henrique IV: Chega ao poder aos 5 anos, 1˚Ministro: Cardeal Richelieu, o qual tinha como objetivos: • concretizar a autoridade suprema do rei – garantir a prosperidade da França e transforma-la na primeira potência mundial. •Aumentar impostos, •Eliminar definitivamente a autoridade local e enfrentar a ameaça externa do Sacro Império Romano Germânico. •Buscar e conquistar a hegemonia europeia: apoio de conflitos locais na esperança de minar o poder central – Guerra dos 30 anos. •BOURBON (FRA) X HABSBURGOS (AUS + ESP) = Paz de Westfália: conquistas territoriais para a FRA (Alsácia-Lorena)
  11. 11. TRÊS RETRATOS QUE REPRESENTAM LUÍS XIV NA INFÂNCIA
  12. 12. “ Luís XIV: O Estado sou EU !”
  13. 13. LUÍS XIV como Apolo A prima do rei como Diana A rainha Maria Teresa como Juno O delfim- o filho do rei Ana de Áustria como Cibele Monsieur, o irmão do rei Madame, como Flora Esta pintura alegórica foi encomendada por Luís XIV ao pintor de corte Jean Nocret em 1665.
  14. 14. Luís XIV (1643 – 1715) – auge:“Rei Sol”. •Cardeal Mazzarino – eliminação das Frondas (associações de nobres e burgueses). *Após a maioridade, dirige pessoalmente todas as esferas relativas ao poder do Estado. •Colbert – incentivo às manufaturas de luxo, navegações, conquistas na América, criação de Cias. de Comércio. •Construção do Palácio de Versalhes. •Aumento constante de impostos. •1685: Revogação do Edito de Nantes – perseguições e emigração de burgueses. Luís XIV, o Rei Sol Ballet de la Nuit ; 1653 Bibliotheque Nationale de Paris
  15. 15. Os produtos ultramarinos (especiarias, açúcar, chá, tabaco, algodão, cacau,…) animavam a vida nas cidades e enriqueciam a burguesia. Na França, CCoollbbeerrtt, ministro do rei Luís XIV, desenvolveu um conjunto de políticas econômicas a que se deu o nome de mercantilismo. Claude Lefebvre Jean-Baptiste Colbert (1619-1683)
  16. 16. Irmãos Nain (Louis e Antoine Le Nain)A A charrette ;1641 Museu do Louvre A agricultura era ainda a base da economia. O comércio gerava cada vez mais lucros, mas a maior parte da população vivia no campo, dedicando-se a uma agricultura de subsistência. A terra era a base da riqueza e era a posse da terra que determinava a posição das famílias na pirâmide social.
  17. 17. Abraham Bloemaert Paisagem com Camponeses a Descansar 1650; Staatliche Museen, Berlim A agricultura praticada era arcaica, tecnicamente atrasada. Usava tecnologia tradicional, produzindo os produtos de primeira necessidade: cereais, vinho, azeite, frutos. A maioria das terras pertencia aos grandes senhores do clero e da nobreza. Os pequenos proprietários eram raros. Os camponeses eram rendeiros ou assalariados.
  18. 18. Os monarcas viviam num ambiente de luxo e ostentação. O poder exibia-se de forma espetacular e festiva. Luís XIV instalou-se em Versalhes, um enorme palácio rodeado de belíssimos jardins, cheios de fontes e obras de arte.
  19. 19. Século XVII: novos avanços culturais e científicos: • Moliére: Sátiras e comédias • Racine: Teatrólogo • La Fontaine: Fábulas • Pascoal: filósofo, matemático e físico. Descartes Discurso Sobre o Método Bases do RACIONALISMO
  20. 20. SAPATO DO SÉCULO XVII- TACÕES ALTOS E VERMELHOS !
  21. 21. O Absolutismo na Inglaterra Rei Henrique VIII - Inglaterra
  22. 22. O ABSOLUTISMO INGLÊS: *Magna Carta 1215: limitação do poder real frente ao poder Da Nobreza: Parlamento Após a Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453) e a Guerra das Duas Rosas (1455 – 1485) a nobreza encontra-se esgotada, o que possibilita a Consolidação do absolutismo. •Dinastia TUDOR (1485 – 1603) - Henrique VII (1485 – 1509) - Pacificação interna. Henrique VIII (1509 – 1547): •Reforma protestante: 1534: Ato de Supremacia – criação da Igreja Anglicana; Anulando o poder temporal da Igreja Católica; •Eduardo VI (1547 – 1553) – prosseguimento da política de seu pai.
  23. 23. Elizabeth I • 1558-1603
  24. 24. • Aos 25, já coroada rainha.
  25. 25. Elizabeth I (1558 – 1603) – auge: •Retomada do anglicanismo; •Agressiva política imperialista; •Colonização da América (Virgínia). • Atividade corsária contra ESP e POR (Francis Drake). • Vitória sobre a “Invencível • Armada” (ESP). • Dinamização do comércio. • Intensa atividade burguesa. • Início da supremacia naval inglesa.
  26. 26. Definição: movimento político, militar e religioso que destruiu o absolutismo na Inglaterra instalando naquele país a primeira monarquia parlamentar da história; Quando: século XVII; Antecedentes/causas: Atritos entre os reis (dinastia STUART) e o parlamento.
  27. 27. Jaime I (1603 – 1625): Tentativa de instalar o absolutismo pleno Apoio ao rei: senhores feudais, igreja anglicana e alta burguesia. Apoio ao parlamento: pequena e média burguesia, gentry (nobreza mercantil) e puritanos (calvinistas ingleses). Perseguições a católicos e puritanos. Aumento de impostos. Dissolução do parlamento (1614 – 1622). Carlos I (1625 – 1649): Apesar de jurar a Petição dos Direitos, o rei novamente aumenta os impostos e fecha o parlamento. Tentativa de impor o anglicanismo na Escócia (revolta).
  28. 28. Guerra Civil (1642 – 1649):
  29. 29. Puritanos vencem e Carlos I é decapitado
  30. 30. A República de Cromwell (1649 – 1660): • Oliver Cromwell: Lorde Protetor da Inglaterra; 1653 • Ditadura pró-burguesia puritana (calvinista); • Repressão a opositores externos (Escócia e Irlanda) • Repressão interna
  31. 31. •Guerra contra a Holanda (1652 – 1654). •Vitória da Inglaterra (supremacia naval). •Desenvolvimento da marinha e do capitalismo inglês. - Após a morte de Oliver (1658), seu filho, Ricardo Cromwell assume o poder, porém, sem a habilidade e carisma do pai, enfrenta nova guerra civil no país, que acaba com a sua derrota e recoloca os monarquistas no poder.
  32. 32. Criação dos Atos de Navegação (1650) – somente navios ingleses transportariam mercadorias inglesas ou de outros países para a Inglaterra. Em caso de venda para a Inglaterra só navios do país de origem do produto estariam autorizados a entrar na Inglaterra: Inglaterra torna-se a maior potência naval do mundo.
  33. 33. A Revolução Gloriosa (1688): -Revolução burguesa. - 1689: Guilherme de Orange acata ao Bill of Rights (Declaração dos Direitos). -Parlamento decidiria sobre impostos, garantia a propriedade privada, as liberdades individuais e divide o poder. - Fim do absolutismo na Inglaterra. -Burguesia assume o poder por meio do parlamento (Monarquia Parlamentar). - Rei reina, mas não governa. - Implantação do liberalismo.

×