O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Mapas Conceituais e Aprendizagem

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 8 Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Semelhante a Mapas Conceituais e Aprendizagem (20)

Mais de EB 2,3 Rainha Santa Isabel - Carreira (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

Mapas Conceituais e Aprendizagem

  1. 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS RAINHA SANTA ISABEL CARREIRA, LEIRIA Formação da Biblioteca Escolar “Ensinar, Aprender e Colaborar com ferramentas digitais” WORKSHOP 05 . Mapas conceituais com POPPLET Mapas Conceituais e Aprendizagem Formadores: Helena Felizardo e Vítor Jorge
  2. 2. Ao mapas conceituais: PORQUÊ? Porque… Os mapas conceituais são muito mais do que uma representação gráfica de informação Porque… O conhecimento humano é construído; a aprendizagem significativa subjaz essa construção. (J.D. Novak) Ao mapas conceituais são ferramentas gráficas para a organização, representação e construção do conhecimento.
  3. 3. Ao mapas conceituais: PORQUÊ? Aprendizagem significativa David Ausubel (Psicólogo da Educação – EUA) Não-arbitrariedade O conhecimento prévio serve de matriz ideacional e organizacional para a incorporação, compreensão e fixação de novos conhecimentos. Substantividade: São as ideias e não as palavras que são incorporadas à estrutura cognitiva. O mesmo conceito ou a mesma proposição podem ser expressos de diferentes maneiras. Características básicas da aprendizagem significativa. Nota: A aprendizagem significativa é subjacente a outras teorias construtivistas da aprendizagem. Para Ausubel, a aprendizagem dá-se por meio da assimilação de novos conceitos e proposições dentro de conceitos preexistentes e sistemas proposicionais já possuídos pelo aprendiz (estrutura cognitiva do indivíduo).
  4. 4. Ao mapas conceituais: PORQUÊ? In: Joseph D. Novak, J. D. & Cañas, A.J. (2010). A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elaborá-los e usá- los. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v.5, n.1, p. 9-29, jan.-jun. A criatividade pode ser considerada um nível muito alto de aprendizagem significativa Nota: não confundir com métodos de ensino – de ensino transmissivo a ensino por descoberta
  5. 5. Ao mapas conceituais: PORQUÊ? A memória humana não é um simples “recipiente” a ser preenchido, mas antes uma trama complexa de sistemas de memória interligados. Os sistemas-chave de memória do cérebro interagem quando estamos aprendendo. (A memória operacional processa e organiza). In: Joseph D. Novak, J. D. & Cañas, A.J. (2010). A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elaborá-los e usá- los. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v.5, n.1, p. 9-29, jan.-jun.
  6. 6. Ao mapas conceituais: PARA QUÊ? Como ferramenta de aprendizagem: - discutir, definir… chuva de ideias, - Planificar ou organizar uma pesquisa, - planificar um texto ou um projeto, - representar ou fazer uma síntese de um conteúdo/tema, - dar sentido a um conteúdo, transformar, compreender, criar argumentos… - relacionar leituras/textos, - apoiar apresentações orais. Como ferramenta de avaliação: - para avaliar a forma como foram interiorizados, relacionados e articulados conceitos , - para identificar o conhecimento relevante que um aluno possui antes da transmissão de um conteúdo ou o estudo de um tema.
  7. 7. Ao mapas conceituais: caraterísticas  Pergunta ou questão focal: A pergunta/questão focal é uma boa maneira de delimitar o tema do Mapa Conceitual.  Os conceitos, incluídos em elipses ou quadros, são representados de maneira hierárquica  As ligações cruzadas (cross links) (fluxos) relacionam um conceito num domínio de conhecimento representado no mapa com um conceito de outro domínio.  Pode haver ainda exemplos específicos ou objetos que ajudam a esclarecer o sentido de um determinado conceito. Normalmente, eles não estão incluídos nas elipses ou quadros. Nota: Na elaboração de conhecimento novo, as ligações cruzadas muitas vezes representam saltos criativos por parte do produtor de conhecimento. Há duas características dos mapas conceituais importantes na facilitação do pensamento criativo: - a estrutura hierárquica que é representada num bom mapa conceitual e…. - a capacidade de efetuar e caracterizar novas ligações cruzadas. Principais caraterísticas de um Mapa conceitual Referência: Joseph D. Novak, J. D. & Cañas, A.J. (2010). A teoria subjacente aos mapas conceituais e como elaborá-los e usá-los. Práxis Educativa, Ponta Grossa, v.5, n.1, p. 9-29, jan.-jun.
  8. 8. Ao mapas conceituais – que ferramenta? O Popplet é uma ferramenta da Web 2.0, muito intuitiva e fácil de gerir, que permite criar mapas conceituais / mentais. O utilizador apenas tem de inserir as caixas com textos, mapas, imagens ou vídeos e criar os fluxos de informação. http://popplet.com VANTAGENS possibilidade de… reformular vezes sem conta…….. - incluir elementos multimédia - trabalhar colaborativamente (nametags identificam cada utilizador) - fazer zoom, - criar apresentações - partilhar/disponibilizar online – em redes sociais, blogues… - exportar em PDF ou JPG

×