Contabilidade i resumo 00

3.833 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.833
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Contabilidade i resumo 00

  1. 1. CENTRAL DAS COOPERATIVAS DE ECONOMIA E CRÉDITO DO ESTADO DO RJ Contabilidade Introdutória e Fluxo de Caixa Balanço Patrimonial Prof. MSc. Denilson Nogueira da Silva www.denilson.adm.br denilsonnogueira@uol.com.br Mar / 2005 1
  2. 2. Objetivos dos Sistemas Contábeis Formulação das estratégias gerais e dos planos de longo prazo. Decisões de alocação de recursos com ênfase no produto e no cliente, tanto quanto no preço. HORNGREN, Charles, FOSTER, George & DATAR, Srikant M. Contabilidade de Custos. Rio de Abreiro: LTC, 1997. www.denilson.adm.br 2
  3. 3. Objetivos dos Sistemas Contábeis Planejamento e controle de custo das operações e atividades Mensuração da performance e avaliação das pessoas. Adequação com a regulamentação externa e a exigências legais de publicação dos demonstrativos HORNGREN, Charles, FOSTER, George & DATAR, Srikant M. Contabilidade de Custos. Rio de Abreiro: LTC, 1997. www.denilson.adm.br 3
  4. 4. Princípios Contábeis Princípio da Entidade Princípio da Continuidade Princípio da Oportunidade Princípio do Registro pelo Valor Original Resolução do CFC n°750/93 www.denilson.adm.br 4
  5. 5. Princípios Contábeis Princípio da Atualização Monetária Princípio da Competência Princípio da Prudência Resolução do CFC n°750/93 www.denilson.adm.br 5
  6. 6. Princípios Contábeis Obs.: Lembrar o Regime de Caixa x Regime de Competência Exemplo: Durante um determinado período ocorreram os seguintes fatos: Despesas: Mar/2005 a ser paga em Abr/2005 : $36,00 Abr/2005 paga em Mar/2005: $54,00 Mar/2005 paga em Mar/2005: $40,00 Receitas: Mar/2005 a ser recebida em Abr/2005 : $27,00 Abr/2005 recebida em Mar/2005: $63,00 Mar/2005 recebida em Mar/2005: $51,00 O resultado pelo Regime de Caixa foi de ___________ e pelo Regime de Competência ____________ Resolução do CFC n°750/93 www.denilson.adm.br 6
  7. 7. Princípios Contábeis ELEMENTOS SOCIEDADE ANÔNIMA SOCIEDADE LIMITADA Capital (composição) Ações Quotas Sócios Acionistas Quotistas Documento Principal Estatuto Contrato Social Quanto ao objeto Sempre mercantil, Mercantil ou Civil, independente do seu objeto. dependendo do objeto. Lei Reguladora principal Lei 6404/76 e Lei 10.303/01 Decreto 3708/19 Responsabilidade dos Limitada ao valor das ações Solidária e limitada ao valor Sócios subscritas do capital social Participação dos Sócios nos Dividendos Dividendos lucros Participação da sociedade Ações em Tesouraria Quotas Liberadas no seu próprio capital Remuneração dos sócios Salários / Honorários Pró-labore Importância dos Sócios Sociedade de Capital Sociedade de Pessoas Nome da Sociedade Denominação Denominação / Razão Social Resolução do CFC n°750/93 www.denilson.adm.br 7
  8. 8. A importância do caixa Disponibilidades Caixa Contas Bancárias Aplicações Financeiras de resgate imediato PADOVEZE, Clóvis Luiz. Controladoria – Estratégica e Operacional. Atlas: 2004. PADOVEZE, Clóvis Luiz. Controladoria – Estratégica e Operacional. Atlas: 2004.8 www.denilson.adm.br
  9. 9. Ativo Circulante C C Disponibilidades U U Ativo R R Ativo T Estoques T Circulante Circulante O O Ativo de Ativo de P P Clientes R R Longo Prazo Longo Prazo A A Z Z Outras Contas O O a Receber Permanente Permanente www.denilson.adm.br 9
  10. 10. Ativo Circulante Disponibilidades Direitos Pessoais Caixa Duplicatas a receber Bancos Promissórias a receber Aplicações Financeiras Contas a receber Numerário em Trânsito Adiantamentos a fornecedores Adiantamentos a funcionários Impostos a recuperar Dividendos a receber Direitos Reais Mercadorias Matérias Primas Despesas do Exercício seguinte Produtos em Elaboração Despesas antecipadas de Aluguel Produtos Acabados Seguros a vencer Material de Expediente Juros a vencer www.denilson.adm.br 10
  11. 11. Ativo Realizável a Longo Prazo Exercício Social 2005 2006 CP LP 31/12/04 www.denilson.adm.br 11
  12. 12. Ativo Realizável a Longo Prazo L L O O Ativo N N Ativo G Clientes G Circulante Circulante O O Ativo de Ativo de P P R R Longo Prazo Longo Prazo A A Z Z Ouras Contas O O a Receber Permanente Permanente www.denilson.adm.br 12
  13. 13. Ativo Realizável a Longo Prazo Ciclo Operacional: PME PMR Compra Venda Recebimento PMP Pagamento PME PMR Compra Venda Recebimento PMP Pagamento Observar o artigo 179 da Lei nº 6404/76 : o ciclo operacional pode ser maior que o exercício social. www.denilson.adm.br 13
  14. 14. Ativo Permanente A A T T Ativo I I Ativo V V Imobilizado Circulante Circulante O O Ativo de Ativo de F F I I Longo Prazo Longo Prazo X X O O Diferido e Permanente Permanente Investimentos www.denilson.adm.br 14
  15. 15. Ativo Permanente Investimentos Bens não destinados à manutenção das atividades da empresa Obras de Arte Imóveis para aluguel Terrenos não utilizados Participações permanentes no Capital de outras empresas Ações em Coligadas Ações em Controladas www.denilson.adm.br 15
  16. 16. Ativo Permanente Imobilizado Tangível Imóveis Veículos Móveis e Utensílios Máquinas Terrenos em uso Intangível Fundo de Comércio (Ponto) Benfeitorias em Imóveis de Terceiros Marcas e Patentes www.denilson.adm.br 16
  17. 17. Ativo Permanente Diferido Despesas Pré operacionais Despesas de Reorganização P&D Redutoras Depreciação Amortização Exaustão www.denilson.adm.br 17
  18. 18. Capacidade de Pagamento Liquidez Ativo Ativo Passivo Passivo Circulante Circulante Circulante Circulante Ativo de Ativo de Longo Prazo Longo Prazo Passivo de Passivo de Longo Prazo Longo Prazo Permanente Permanente Patrimônio Patrimônio Líquido Líquido www.denilson.adm.br 18
  19. 19. Capacidade de Pagamento Liquidez Passivo Passivo Ativo Ativo Circulante Circulante Circulante Circulante Passivo de Passivo de Ativo de Ativo de Longo Prazo Longo Prazo Longo Prazo Longo Prazo Patrimônio Patrimônio Permanente Permanente Líquido Líquido www.denilson.adm.br 19
  20. 20. Capacidade de Pagamento Liquidez Ativo Ativo Passivo Passivo Circulante Circulante Circulante Circulante Passivo de Ativo de Ativo de Passivo de Longo Prazo Longo Prazo Longo Prazo Longo Prazo Patrimônio Patrimônio Permanente Permanente Líquido Líquido www.denilson.adm.br 20
  21. 21. Patrimônio Líquido Capital Social Partes Positivas: Reservas Lucro Acumulados Capital a realizar Partes Negativas: Prejuízos Acumulados (Retificadoras) Ações em Tesouraria www.denilson.adm.br 21
  22. 22. Patrimônio Líquido CAPITAL SOCIAL Capital a Realizar (ou Integralizar ou Não-Realizado) Capital Realizado (ou Integralizado) Em dinheiro (mínimo de 10%) ou quaisquer outros bens avaliáveis em dinheiro. www.denilson.adm.br 22
  23. 23. Patrimônio Líquido Exemplo: Constituição de uma empresa, com subscrição de 10.000 ações de valor nominal de $30 cada, sendo integralizadas no ato 15% em dinheiro, 30% com mercadorias e 10% em móveis e utensílios. Contabilização da Subscrição: D – Capital a Realizar 300.000 C – Capital Social 300.000 Contabilização da integralização: D – Caixa 45.000 D – Mercadorias 90.000 D – Móveis e Utensílios 30.000 C – Capital a Realizar 165.000 www.denilson.adm.br 23
  24. 24. Patrimônio Líquido Ativo 165.000 Passivo 165.000 Bancos 45.000 Capital Social Mercadorias 90.000 Subscrito 300.000 Móveis e Utensílios 30.000 a Realizar (135.000) www.denilson.adm.br 24
  25. 25. Bibliografia BRAGA, Hugo Rocha. Demonstrações Contábeis. São Paulo: Atlas, 1999. FERRARI, Luiz Ferrari. Contabilidade Geral. Rio de Janeiro: Ed. Impetus, 2003. IUDÍCIBUS, Sérgio de, MARTINS, Eliseu & GELBCKE, Ernesto Rubens. Manual de Contabilidade das Sociedades por Ações. São Paulo: Atlas, 2000. GITMAN, Lawrence J. Princípios da Administração Financeira. Porto Alegre: Bookman. 2001. MAHER, Michael. Contabilidade de Custos: Criando valor para a Administração. São Paulo: Atlas. 2002. MARTINS, Eliseu. Contabilidade de Custos. São Paulo: Atlas. 1992. PADOVEZE, Clóvis Luís. Contabilidade Gerencial. São Paulo: Atlas. 2000. ROSS, Steven A. Administração Financeira (Corporate Finance) São Paulo: Atlas, 2000 www.denilson.adm.br 25
  26. 26. Currículo Resumido do Palestrante Denilson Nogueira da Silva é Administrador e Contador. Mestre em Ciências Contábeis da UERJ, concentrado na área de Contabilidade Financeira, onde apresentou a dissertação sobre Modelos Matemáticos em Contabilidade. Participou em 2003 do Curso de Economia Matemática no IMPA (Instituto de Matemática Pura e Aplicada). Leciona a 10 anos, sendo 4 anos em instituições ensino superior (Universidade Gama Filho, UniverCidade e FGVOnline), tendo trabalhos apresentados em Congressos Nacionais e Internacionais. Consultor SEBRAE e da JoinConsult, é também Professor de Informática na FAETEC (Nova Iguaçu - Governo do Estado do Rio de Janeiro). Em Informática, foi proprietário de uma empresa de consultoria e atualmente mantém uma home- page com trabalhos e artigos (www.denilson.adm.br). Na iniciativa privada, trabalhou 7 anos na Cia. Pneumáticos Michelin, ocupando cargos de Chefe de Produção, Analista de Pessoal e Analista de Importação e Exportação. www.denilson.adm.br 26

×