Aula01: FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO

59.522 visualizações

Publicada em

Fundamentos Biológicos II

Publicada em: Educação
2 comentários
16 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
59.522
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
928
Comentários
2
Gostaram
16
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula01: FISIOLOGIA DO SISTEMA NERVOSO

  1. 1. FUNDAMENTOS DA BIOLOGIA II Leonardo Delgado PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  2. 2. TEMA 01: ESTRUTURA FUNCIONAL DOS NEURÔNIOS E DAS SINAPSES PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  3. 3. CÉLULA NERVOSA (NEURÔNIO) PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  4. 4. ASPECTOS GERAIS <ul><li>Unidade morfológica e funcional do sistema nervoso; </li></ul><ul><li>Possui a capacidade de gerar e conduzir impulsos ao longo de seus prolongamentos; </li></ul><ul><li>É incapaz de se reproduzir; </li></ul><ul><li>Dependência com relação a concentração de oxigênio . </li></ul><ul><li>Composição plasmática constante; </li></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  5. 5. ESTRUTURAS DA CÉLULA NERVOSA <ul><li>A maioria dos neurônios possui três regiões responsáveis por funções especializadas: </li></ul><ul><ul><li>Corpo celular, </li></ul></ul><ul><ul><li>Dendritos (do grego, déndron = árvore) e </li></ul></ul><ul><ul><li>Axônio (do grego áxon = eixo) </li></ul></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  6. 6. Corpo Celular (Soma ou Pericário) PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  7. 7. Corpo Celular (Soma ou Pericário) <ul><li>Ficam localizados dentro da substância cinzenta da medula espinhal; </li></ul><ul><li>Contém núcleo e citoplasma com as organelas citoplasmáticas (ribossomos, lisossomos, mitocôndrias e etc.); </li></ul><ul><li>O núcleo é geralmente vesiculoso com um ou mais nucléolos evidentes. </li></ul><ul><li>O citoplasma do corpo celular recebe o nome de pericário, termo que, às vezes, é usado como sinônimo de corpo celular. </li></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  8. 8. Dendritos: <ul><li>Geralmente são curtos parecem galhos de árvores; </li></ul><ul><li>São especializados em receber estímulos, traduzindo-os em alterações do potencial de repouso da membrana. </li></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  9. 9. Axônio <ul><li>É um filamento único, geralmente maior (mais longo) do que os dendritos; </li></ul><ul><li>Conduz o impulso a partir do corpo; </li></ul><ul><li>É recoberto por uma bainha de mielina. </li></ul><ul><li>  O terminal axonal é o local onde o axônio entra em contato com outros neurônios e/ou outras células e passa a informação (impulso nervoso) para eles. </li></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  10. 10. BAINHA DE MIELINA: <ul><li>A mielina é uma substância branca, rica em lipídios e atua como um isolante, o que influencia a transmissão dos impulsos nervosos. </li></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  11. 11. ESCLEROSE MÚLTIPLA PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  12. 12. CLASSIFICAÇÃO DOS NEURÔNIOS <ul><li>Quanto à forma: </li></ul><ul><ul><li>Multipolares: </li></ul></ul><ul><ul><li>Bipolares: </li></ul></ul><ul><ul><li>Unipolares: . </li></ul></ul><ul><ul><li>  Pseudounipolares: </li></ul></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  13. 13. Quanto à função: <ul><li>  Motores (eferentes): controlam órgãos efetores, como glândulas e fibras musculares. </li></ul><ul><li>  Sensoriais (aferentes): recebem estímulos do organismo ou do ambiente. </li></ul><ul><li>  Interneurônios (associação): estabelecem conexões entre outros neurônios, formando circuitos complexos. </li></ul>PÓLO DE BARRA DO CORDA/MA
  14. 14. CÉLULAS GLIAIS OU CÉLULAS DA GLIA <ul><li>Sua função é envolver e nutrir os neurônios, mantendo-os unidos </li></ul>
  15. 15. ASTRÓCITOS: <ul><li>Funções: </li></ul><ul><ul><li>Captam os neurotransmissores </li></ul></ul><ul><ul><li>Funções metabólicas </li></ul></ul><ul><ul><li>Constituintes do esqueleto do tecido nervoso </li></ul></ul><ul><ul><li>Síntese de fatores Neurotróficos. </li></ul></ul><ul><ul><li>Têm prolongamentos inseridos nos vasos sanguíneos </li></ul></ul>
  16. 16. OLIGODENDRÓCITOS <ul><li>Possuem um corpo celular arredondado e de pequenas dimensões, com poucos prolongamentos, curtos, finos e pouco ramificados. </li></ul><ul><li>Funções: </li></ul><ul><ul><li>Exercem papeis importantes na manutenção dos neurônios </li></ul></ul><ul><ul><li>Síntese das bainhas de mielina dos axônios do SNC. </li></ul></ul>
  17. 17. POTENCIAL DE REPOUSO
  18. 18. POTENCIAL DE AÇÃO (Impulso Nervoso) <ul><li>É a variação do potencial da membrana de - 70 mV para + 30 mV (amplitude de 120 mV). Um potencial de ação será disparado dentro de um princípio denominado de “tudo ou nada”. </li></ul>
  19. 19. SINAPSE <ul><li>É a região compreendida entre um axônio de um neurônio com um dendrito de outro, através do qual ocorre, a transmissão do impulso nervoso. </li></ul>
  20. 20. FUNÇÕES DAS SINAPSES <ul><li>Bloqueia impulsos de um neurônio para outro. </li></ul><ul><li>Modifica de um único impulso para impulsos repetitivos. </li></ul><ul><li>Integra impulsos vindos de outros neurônios. </li></ul><ul><li>Armazena informações (memória): quando um impulso atravessa uma sinapse, os impulsos, imediatamente seguintes passam com maior facilidade, tornando-se mais capazes de retransmitir os mesmos sinais. </li></ul>
  21. 21. TIPOS DE SINAPSE <ul><li>a) Entre os neurônios (Pré - sinaptico; axônios, para pós - sinaptico; dendritos): os impulsos elétricos que percorre o axônio provoca em suas terminações a liberação de mediadores químicos que estimulam os dendritos da célula seguinte, gerando nela um impulso elétrico. </li></ul><ul><li>b) Entre um neurônio e outra célula: são canais diretos com junções abertas. Podem ser de dois tipos: </li></ul><ul><ul><li>Fibras motoras (através dos axônios ) </li></ul></ul><ul><ul><li>Fibras sensitivas (através dos dendritos ) </li></ul></ul>

×