Tabagismo - Dependência de Nicotina

5.848 visualizações

Publicada em

Aula elaborada e apresentada por Tatiane Souza - Residente de Fisioterapia do HUJBB/UFPA.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.848
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
423
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
113
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tabagismo - Dependência de Nicotina

  1. 1. TABAGISMO:Dependência Tatiane Souza Belém-PA 2012
  2. 2. TABAGISMO• Ato de consumir cigarros ou derivados do tabaco;• É considerado um dos principais problemas de saúde pública;• Principal causa de morte evitável;• 5 milhões de pessoas morrem anualmente devido às doenças originadas pelo tabaco. ZANCAN ET AL, 2011
  3. 3. TABAGISMO• A nicotina, é o componente ativo mais importante do tabaco;• Cada cigarro contém 7-9 mg de nicotina;• Cerca de 1 mg é absorvido pelo fumante (doses de 4mg - sintomatologia grave);• Rapidamente absorvida pelos álveolos;• Atinge o cérebro em aproximadamente 10 segundos; BALBANI; MONTOVANI, 2005
  4. 4. NICOTINA• Metabolismo: hepático. Absorção: via inalatória;• Principal enzima do metabolismo: CYP2A6 (nicotina  cotinina).• Portadores dos alelos: CYP2A6*2 e CYP2A6*3 tem menor probabilidade de serem fumantes;• CYP2A6*1: maiores chances de serem fumantes e utilizarem mais tabaco. BALBANI; MONTOVANI, 2005
  5. 5. NICOTINA• Considerada droga pela OMS;• Causa dependência física e psicológica produz efeitos sobre o funcionamento do organismo;• Seu efeito depende do nº de cigarros, frequência que se fuma e do desenvolvimento da tolerância a nicotina. ZANCAN ET AL, 2011
  6. 6. NICOTINA• Atua no SNC;• Ação semelhante à cocaína (estimulantes da atividade do SNC);• Chega de 7 a 19 seg ao cérebro (+ rápida que a cocaína);• Droga psicoativa;• Aumenta a liberação de catecolaminas (ex: adrenalina e dopaminas). ZANCAN ET AL, 2011
  7. 7. AÇÕES DA NICOTINA• Efeitos aparelho respiratório:• Irritação da mucosa (↓motilidade ciliar e broncoconstrição);• Contribui para um desequilíbrio enzimático (enfisema pulmonar). BALBANI; MONTOVANI, 2005
  8. 8. AÇÕES DA NICOTINA• Sistema cardiovascular: – vasoconstrição periférica; aumento da pressão arterial; freqüência cardíaca;• Sistema endócrino: – Liberação de hormônio antidiurético e retenção de água. ZANCAN ET AL, 2011
  9. 9. AÇÕES DA NICOTINA• Sistema gastrointestinal: – Ação parassimpática (aumento do tônus e da atividade motora do intestino). BALBANI; MONTOVANI, 2005
  10. 10. AÇÕES DA NICOTINA• Terminações nervosas:• Estimula receptores específicos – receptores de acetilcolina nicotínica: – Sistema límbico: responsável por sensações de prazer.• Aumenta as concentrações de dopamina: – Media a sensação subjetiva de prazer e regula o impulso MARQUES ET AL, 2001
  11. 11. AÇÕES DA NICOTINA• EFEITOS INDIRETOS DOS RECEPTORES NICOTÍNICOS:• Aumenta do estado de alerta;• Melhora da atenção e concentração;• Aumenta o desempenho cognitivo;• Alívio do estresse;• Melhora no estado de humor. MARQUES ET AL, 2001
  12. 12. DEPENDÊNCIA À NICOTINA• TRÊS COMPONONTES BÁSICOS:• Dependência física;• Dependência psicológica;• Condicionamento.
  13. 13. DEPENDÊNCIA QUÍMICA• A nicotina induz tolerância e dependência;• Sintomas de abstinência quando se deixa de fumar;• Libera dopamina no nucleus accumbens, localizado no Mesencéfalo  sensação de prazer e “recompensa”;• Passado o desconforto inicial (mal-estar, tontura, náuseas) sensação prazerosa pelo uso da nicotina. MARQUES ET AL, 2001
  14. 14. DEPENDÊNCIA QUÍMICA• Redução de 50% no consumo da nicotina pode desencadear os sintomas de abstinência;• A síndrome de abstinência da nicotina é mediada pela noradrenalina;• Começa cerca de 8 horas após fumar o último cigarro• Auge no terceiro dia. MARQUES ET AL, 2001
  15. 15. DEPENDÊNCIA QUÍMICA• Os principais sintomas são: – ansiedade, irritabilidade, distúrbios do sono, aumento do apetite, alterações cognitivas (diminuição da concentração e atenção) e fissura pelo cigarro.
  16. 16. DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA• Classificada nos grupos de transtornos mentais e de comportamento relacionados ao uso de substâncias psicoativas;• Sensação de ter no cigarro um apoio;• Mecanismo de adaptação → sentimentos de solidão, frustração, pressões sociais;• Pacientes psiquiátricos → mais vulneráveis. CALHEIROS, 2007
  17. 17. DEPENDÊNCIA PSICOLÓGICA• A abordagem cognitivo-comportamental: identificar as situações de risco e desenvolver estratégias de enfrentamento;• Exercícios de respiração e relaxamento muscular progressivo: cruciais para o tratamento  intuito de cessar a ansiedade. CALHEIROS, 2007
  18. 18. CONDICIONAMENTO• Associações habituais com o fumar: – Fumar e tomar café; – Fumar e trabalhar; – Fumar e dirigir. BALBANI; MONTOVANI, 2005
  19. 19. CONDICIONAMENTO
  20. 20. ATIVIDADE FÍSICA• Prática de exercícios  Melhor saúde mental emelhora da qualidade de vida;•Atividades aeróbicas  resultados mais consistentesna redução dos sintomas de depressão. (DIMEO et al.,2001).

×