SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
Baixar para ler offline
A Angelologia não repousa sobre as razões ou suposições humanas,
mas sobre as revelações de Deus dadas ao homem.
É um ramo da teologia que estuda os anjos.
Os anjos tem natureza puramente espiritual. De acordo
com a doutrina angelológica, os anjos estariam voltados
tanto para o mundo espiritual quanto para o mundo
visível, no qual interviriam com certa frequência.
Para os estudiosos, os homens e os anjos têm
semelhanças notáveis, sendo ambos criados a imagem
de Deus, são criaturas inteligentes, porém os anjos
sendo imateriais e os homens feitos de matéria.
Atualmente se conhece pouco da natureza dos anjos,
apenas fagulhas neste universo misterioso entre
céu e terra, naturais e sobrenaturais.
A única fonte confiável, é a Bíblia Sagrada! No
entanto, metade da glória celeste jamais se mostrou
ao mortal.
OBS.: O cientista físico Demócrito afirmou que o
átomo era indivisível, porém em 1834 Michael
Faraday (outro físico Inglês) comprovou a
divisibilidade do átomo, ou seja, anos depois
da descoberta de Demócrito.
Criaturas (Sl: 33.6)
Espíritos (Hb: 1.17)
Imortais (Lc: 20.36)
Numerosos (DN: 7.10) (Hb: 12.27)
Sem Sexo (MT: 22.30)
Servem e louvam (NE: 9.6) (JÓ: 1.6)
Ministradores (1 RS: 19.5)
Transmitem a vontade de Deus (DN: 8.16-17)
Executam a vontade de Deus( NM: 22.22)
Protetores (EX: 23.20)
Novo Testamento:
Servem a Cristo (FP: 2.9-11) e (HB: 1.6)
Ministradores (LC: 16.22) e (AT: 12.7-11)
Transmitem a vontade de Cristo (MT: 2.13-20) e (AT: 8.26)
Obedecem a vontade de Deus (MT: 6.10)
Executam os propósitos de Deus (MT: 13.39-42)
No nascimento (LC: 2.10-12)
Ressurreição (MT: 28.5-7)
Ascensão e segunda vinda (AT: 1.11)
Ajudadores
Executores da vontade e juízos de Deus
Protetores
A Bíblia revela que os Anjos são classificados de acordo com a
hierarquia angelical. Os Anjos estão presentes em todo o universo,
pois realizam funções específicas, são altamente capacitados e
livres para exercerem essas atividades.
a) Arcanjo = É um termo cujo prefixo indica a mais elevada posição
nessa hierarquia angelical. Prefixo “arc” significa principado. A
Bíblia fala apenas de um arcanjo chamado “Miguel”, o qual além de
sua posição superior aos demais anjos, tem uma missão protetora
em relação ao povo de Israel (Dn 10.13, 21; 12.1)
b) Anjo Gabriel = Um Anjo de alta categoria, mas não chamado
arcanjo nas escrituras, enviado para explicar a visão das setentas
semanas a Daniel (Dn 9.21), enviado a Zacarias e Maria (Lc 1.19,27).
c) Querubins = No hebraico o termo “querub” aparece com o sentido
de “guardar, cobrir”. Os Querubins são uma classe especial de
Anjos diretamente relacionados com o trono de Deus. A Bíblia
declara que Deus habita entre os querubins. (1 Sm 4.4; 2 Rs 19.15;
Sl 80.1; 99.1; Is 37.16)
d) Serafins = Esse vocábulo deriva do hebraico “saraph” que
significa “ardente, refulgente ou brilhante”. Segundo a Bíblia, eles
estão envolvidos diretamente no serviço de adoração ao Deus
Todo-Poderoso (Is 6.1-3)
Obs: em Colossenses 1.16 “porque nele foram criadas todas as
coisas nos Céus e na Terra, as visíveis e as invisíveis, sejam
tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades;
tudo foi criado por ele e para ele.” Vemos várias das classes de
Anjos neste texto no N.T.
e) Tronos = No original esta palavra refere-se a uma classe de
Anjos que tem uma relação vital com o Trono de Deus, com a sua
soberania. Os querubins se identificam perfeitamente à esta
classe de seres angelicais como “anjos-tronos”.
f) Domínios = Esse termo aparece em algumas versões como
“soberanias”. Portanto “domínios” são uma classe de Anjos que
executam ordens da parte de Deus sobre as coisas criadas. Eles
possuem poderes executivos para atuarem sobre o universo, e
especialmente, sobre a terra.
g) Principados = Outro termo muito próximo de dominadores, mas
que possuem atividades de príncipes do reino de Deus, a relação do
termo “principados” pode ser ilustrada quando nos reinos da terra
os principados regem sobre territórios pertencentes ao reino de um
país. Na Bíblia existe um outro “príncipe” das hostes celestiais
chamado “Miguel”.
h) Potestades = Referem-se a Anjos especiais que executam tarefas
especiais da parte de Deus. Não são poderes isolados, mas são
investidos para exercerem atividades especiais (1 Cr 21.15-27; Sl
103.20).
Anjos passam a qualquer momento em nosso meio,
os bons se interessam pelo nosso bem estar e os
maus estão empenhados em nos fazer o mal.
Todos os anjos foram criados pelo poder da palavra
de Deus, eles são inumeráveis e possuem o
mesmo número em todo o tempo. (AP: 5.11)
Os maus anjos foram servos de Deus, porém por
terem atitudes de rebelião contra o governo do
Senhor, perderam o direito aos céus.
Os bons anjos são ministros das providências de
Deus, desde o princípio.
Conhecemos assim a existência, natureza, queda,
classificação, obra e destino dos anjos.
Pessoas faziam adoração aos anjos desde a antiguidade, como foi
dito em (CL: 2.18). Na idade média existiam crenças em ritos de
bruxarias envolvendo culto dos anjos, em nossos dias atuais o
mesmo se faz, como: Cabalas, esoterismo místico, etc...
O apóstolo Paulo lutava contra a idolatria que considerava
adoração a demônios (1 CO: 10.19-21)
Nos últimos dias tais adorações, devem aumentar bastante (AP:
9.20-21)
A prática acentuada do Espiritismo e de outras seitas, crescerá
assustadoramente nos últimos dias, conduzindo homens,
mulheres e crianças a caminhos de trevas e cegueira espiritual.
(1 TM: 4.1-2)
No século IV, o culto aos anjos tornou-se uma prática
generalizada entre a cristandade. Na cidade de colossos, todos
conheciam a lenda que o arcanjo Miguel era o responsável
pela existência do rio lico.(nome dado na antiguidade a um rio
da antiga FRÍGIA, (hoje atual TURQUIA). Por esta razão, um
templo fora construído em sua homenagem as margens do rio
da cidade.
obs.: O que a bíblia ensina.
Apoc: 19 :10 / 22:8,9
Histórias seculares religiosas e arqueológicas,
mostram as culturas no mundo que aceitam a
existência de seres sobrenaturais, muitas
sociedades não fazem distinção entre bons e
maus.
Os egípcios antigos acreditam que tais seres
sobrenaturais controlavam todas as fases da vida,
o mesmo na Pérsia, Babilônia e Índia.
A palavra Diabo vem do grego “διαβολος diabolos”
e significa “Enganador”. Ele é identificado na Bíblia
como um anjo caído é chamado também de
Satanás, cuja palavra hebraica é “ ‫שטן‬satan” e a
palavra grega é “σατανας satanas” e significa
“adversário”.
Satanologia é o ramo da teologia que estuda os
demônios.
Desde os tempo bíblicos, Satanás vem usando seus
agentes a fim de levar o povo de Deus a desacreditar
na bíblia, na divindade e obra redentora de Cristo.
O inimigo se utiliza de disfarces para por dúvidas,
confundindo assim o verdadeiro caminho a ser
seguido, ele usa de: falsos ensinos e falsos mestres.
(2 CO: 4.4) (MT: 7.15)
Devemos estar preparados para detectar tais sutilezas ,
pois este é o maior desafio da igreja nos últimos dias
(2 CO: 11.3). Essa detecção se dá através do
conhecimento, pois podemos perceber a real intenção
do inimigo. (2 TM: 2. 25-26)
OBS: O laço do passarinheiro
Possui Intelecto (2 CO: 11.3)
Ele tem emoções (AP: 12.17)
Ele tem vontade (2 TM: 2.26)
Ele é tratado por seus feitos (MT: 25.41)
Homicida e mentiroso (João: 8.44)
ele é uma criatura que pertencia a ordem angelical dos
querubins (EZ: 28.14)
era também a mais exaltada das criaturas angelicais (EZ:
28.12)
Não é: onisciente, onipotente, onipresente .
Sua ação pode ser resistida através da oração (TG: 4.7)
Serpente (AP: 12.9)
Dragão (AP: 12.3)
Anjo de Luz (2 CO: 11.14)
OBS. Os anjos não são mediadores, pois só
existe um mediador entre Deus e os
homens. JESUS – 1 tm: 2.5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Aula de pneumatologia
Aula de pneumatologiaAula de pneumatologia
Aula de pneumatologia
 
Estudo sobre anjos
Estudo sobre anjosEstudo sobre anjos
Estudo sobre anjos
 
43. O Profeta Ageu
43. O Profeta Ageu43. O Profeta Ageu
43. O Profeta Ageu
 
A Grande Tribulação
A Grande TribulaçãoA Grande Tribulação
A Grande Tribulação
 
Doutrina de deus
Doutrina de deusDoutrina de deus
Doutrina de deus
 
Escola Bíblica - Demonologia
Escola Bíblica - DemonologiaEscola Bíblica - Demonologia
Escola Bíblica - Demonologia
 
35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel35. O Profeta Joel
35. O Profeta Joel
 
O Livro de Esdras
O Livro de EsdrasO Livro de Esdras
O Livro de Esdras
 
Angelologia pdf
Angelologia pdfAngelologia pdf
Angelologia pdf
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - Cristologia
 
2018 angelologia
2018 angelologia2018 angelologia
2018 angelologia
 
Doutrinas Bíblicas - Soteriologia
Doutrinas Bíblicas - SoteriologiaDoutrinas Bíblicas - Soteriologia
Doutrinas Bíblicas - Soteriologia
 
O pentateuco
O pentateucoO pentateuco
O pentateuco
 
70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL
 
Aula 8 demonologia
Aula 8   demonologiaAula 8   demonologia
Aula 8 demonologia
 
Anticristo
AnticristoAnticristo
Anticristo
 
Escatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutórioEscatologia - um estudo introdutório
Escatologia - um estudo introdutório
 
21. o livro de neemias
21. o livro de neemias21. o livro de neemias
21. o livro de neemias
 
Introdução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo TestamentoIntrodução ao Antigo Testamento
Introdução ao Antigo Testamento
 
O Juízo Final
O Juízo FinalO Juízo Final
O Juízo Final
 

Semelhante a A Natureza e Funções dos Anjos

Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxGiovanaCosta40
 
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxAndreLuizMontanheiro
 
Angelologia bíblica
Angelologia bíblicaAngelologia bíblica
Angelologia bíblicaLuiz Ferreira
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualÉder Tomé
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualHamilton Souza
 
2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .ppt
2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .ppt2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .ppt
2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .pptMarina de Morais
 
2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slide
2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slide2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slide
2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slideMarina de Morais
 
Restauração completa22 apocalípse
Restauração completa22   apocalípseRestauração completa22   apocalípse
Restauração completa22 apocalípseOucam
 
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptxANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptxLucianoMachado52
 
Doutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - AngelologiaDoutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - AngelologiaRoberto Trindade
 

Semelhante a A Natureza e Funções dos Anjos (20)

Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
 
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptxLicao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
Licao 2 - 1T - 2019 - CPAD 16x9.pptx
 
Angelologia bíblica
Angelologia bíblicaAngelologia bíblica
Angelologia bíblica
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
 
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo EspiritualLição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
Lição 2 – A Natureza dos Anjos – A Beleza do Mundo Espiritual
 
Angelologia
AngelologiaAngelologia
Angelologia
 
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptxANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
 
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptxANGEOLOGIA SLIDE.pptx
ANGEOLOGIA SLIDE.pptx
 
2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .ppt
2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .ppt2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .ppt
2019 1trim aula 2 a natureza dos anjos .ppt
 
Os Anjos.pdf
Os Anjos.pdfOs Anjos.pdf
Os Anjos.pdf
 
2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slide
2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slide2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slide
2019 1trim-aula2-anaturezadosanjos-slide
 
Angelologia
AngelologiaAngelologia
Angelologia
 
Angelologia IBADERJ
Angelologia IBADERJAngelologia IBADERJ
Angelologia IBADERJ
 
Restauração completa22 apocalípse
Restauração completa22   apocalípseRestauração completa22   apocalípse
Restauração completa22 apocalípse
 
Anjos
AnjosAnjos
Anjos
 
Angeologia
AngeologiaAngeologia
Angeologia
 
Curso de angelologia
Curso de angelologiaCurso de angelologia
Curso de angelologia
 
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptxANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
ANGEOLOGIA DEMONOLOGIA SATANOLOGIA.pptx
 
Doutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - AngelologiaDoutrinas Bíblicas - Angelologia
Doutrinas Bíblicas - Angelologia
 
Teologia do at---texto5
Teologia do at---texto5Teologia do at---texto5
Teologia do at---texto5
 

Último

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURADouglasVasconcelosMa
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoprofleticiasantosbio
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxGislaineDuresCruz
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxHlioMachado1
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxAntonioVieira539017
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 

Último (20)

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURACRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
CRONOGRAMA: AÇÕES DO PROJETO ESTAÇÃO LEITURA
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumoModelos atômicos: quais são, história, resumo
Modelos atômicos: quais são, história, resumo
 
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptxAULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
AULA-06---DIZIMA-PERIODICA_9fdc896dbd1d4cce85a9fbd2e670e62f.pptx
 
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptxRevolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
Revolução Industrial - Revolução Industrial .pptx
 
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptxQUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
QUIZ – GEOGRAFIA - 8º ANO - PROVA MENSAL.pptx
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 

A Natureza e Funções dos Anjos

  • 1. A Angelologia não repousa sobre as razões ou suposições humanas, mas sobre as revelações de Deus dadas ao homem.
  • 2. É um ramo da teologia que estuda os anjos. Os anjos tem natureza puramente espiritual. De acordo com a doutrina angelológica, os anjos estariam voltados tanto para o mundo espiritual quanto para o mundo visível, no qual interviriam com certa frequência. Para os estudiosos, os homens e os anjos têm semelhanças notáveis, sendo ambos criados a imagem de Deus, são criaturas inteligentes, porém os anjos sendo imateriais e os homens feitos de matéria.
  • 3. Atualmente se conhece pouco da natureza dos anjos, apenas fagulhas neste universo misterioso entre céu e terra, naturais e sobrenaturais. A única fonte confiável, é a Bíblia Sagrada! No entanto, metade da glória celeste jamais se mostrou ao mortal.
  • 4. OBS.: O cientista físico Demócrito afirmou que o átomo era indivisível, porém em 1834 Michael Faraday (outro físico Inglês) comprovou a divisibilidade do átomo, ou seja, anos depois da descoberta de Demócrito.
  • 5. Criaturas (Sl: 33.6) Espíritos (Hb: 1.17) Imortais (Lc: 20.36) Numerosos (DN: 7.10) (Hb: 12.27) Sem Sexo (MT: 22.30) Servem e louvam (NE: 9.6) (JÓ: 1.6) Ministradores (1 RS: 19.5)
  • 6. Transmitem a vontade de Deus (DN: 8.16-17) Executam a vontade de Deus( NM: 22.22) Protetores (EX: 23.20) Novo Testamento: Servem a Cristo (FP: 2.9-11) e (HB: 1.6) Ministradores (LC: 16.22) e (AT: 12.7-11) Transmitem a vontade de Cristo (MT: 2.13-20) e (AT: 8.26) Obedecem a vontade de Deus (MT: 6.10) Executam os propósitos de Deus (MT: 13.39-42) No nascimento (LC: 2.10-12) Ressurreição (MT: 28.5-7) Ascensão e segunda vinda (AT: 1.11)
  • 7.
  • 8. Ajudadores Executores da vontade e juízos de Deus Protetores
  • 9.
  • 10. A Bíblia revela que os Anjos são classificados de acordo com a hierarquia angelical. Os Anjos estão presentes em todo o universo, pois realizam funções específicas, são altamente capacitados e livres para exercerem essas atividades. a) Arcanjo = É um termo cujo prefixo indica a mais elevada posição nessa hierarquia angelical. Prefixo “arc” significa principado. A Bíblia fala apenas de um arcanjo chamado “Miguel”, o qual além de sua posição superior aos demais anjos, tem uma missão protetora em relação ao povo de Israel (Dn 10.13, 21; 12.1) b) Anjo Gabriel = Um Anjo de alta categoria, mas não chamado arcanjo nas escrituras, enviado para explicar a visão das setentas semanas a Daniel (Dn 9.21), enviado a Zacarias e Maria (Lc 1.19,27). c) Querubins = No hebraico o termo “querub” aparece com o sentido de “guardar, cobrir”. Os Querubins são uma classe especial de Anjos diretamente relacionados com o trono de Deus. A Bíblia declara que Deus habita entre os querubins. (1 Sm 4.4; 2 Rs 19.15; Sl 80.1; 99.1; Is 37.16)
  • 11. d) Serafins = Esse vocábulo deriva do hebraico “saraph” que significa “ardente, refulgente ou brilhante”. Segundo a Bíblia, eles estão envolvidos diretamente no serviço de adoração ao Deus Todo-Poderoso (Is 6.1-3) Obs: em Colossenses 1.16 “porque nele foram criadas todas as coisas nos Céus e na Terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam dominações, sejam principados, sejam potestades; tudo foi criado por ele e para ele.” Vemos várias das classes de Anjos neste texto no N.T. e) Tronos = No original esta palavra refere-se a uma classe de Anjos que tem uma relação vital com o Trono de Deus, com a sua soberania. Os querubins se identificam perfeitamente à esta classe de seres angelicais como “anjos-tronos”.
  • 12. f) Domínios = Esse termo aparece em algumas versões como “soberanias”. Portanto “domínios” são uma classe de Anjos que executam ordens da parte de Deus sobre as coisas criadas. Eles possuem poderes executivos para atuarem sobre o universo, e especialmente, sobre a terra. g) Principados = Outro termo muito próximo de dominadores, mas que possuem atividades de príncipes do reino de Deus, a relação do termo “principados” pode ser ilustrada quando nos reinos da terra os principados regem sobre territórios pertencentes ao reino de um país. Na Bíblia existe um outro “príncipe” das hostes celestiais chamado “Miguel”. h) Potestades = Referem-se a Anjos especiais que executam tarefas especiais da parte de Deus. Não são poderes isolados, mas são investidos para exercerem atividades especiais (1 Cr 21.15-27; Sl 103.20).
  • 13.
  • 14. Anjos passam a qualquer momento em nosso meio, os bons se interessam pelo nosso bem estar e os maus estão empenhados em nos fazer o mal. Todos os anjos foram criados pelo poder da palavra de Deus, eles são inumeráveis e possuem o mesmo número em todo o tempo. (AP: 5.11) Os maus anjos foram servos de Deus, porém por terem atitudes de rebelião contra o governo do Senhor, perderam o direito aos céus. Os bons anjos são ministros das providências de Deus, desde o princípio. Conhecemos assim a existência, natureza, queda, classificação, obra e destino dos anjos.
  • 15. Pessoas faziam adoração aos anjos desde a antiguidade, como foi dito em (CL: 2.18). Na idade média existiam crenças em ritos de bruxarias envolvendo culto dos anjos, em nossos dias atuais o mesmo se faz, como: Cabalas, esoterismo místico, etc... O apóstolo Paulo lutava contra a idolatria que considerava adoração a demônios (1 CO: 10.19-21) Nos últimos dias tais adorações, devem aumentar bastante (AP: 9.20-21) A prática acentuada do Espiritismo e de outras seitas, crescerá assustadoramente nos últimos dias, conduzindo homens, mulheres e crianças a caminhos de trevas e cegueira espiritual. (1 TM: 4.1-2)
  • 16. No século IV, o culto aos anjos tornou-se uma prática generalizada entre a cristandade. Na cidade de colossos, todos conheciam a lenda que o arcanjo Miguel era o responsável pela existência do rio lico.(nome dado na antiguidade a um rio da antiga FRÍGIA, (hoje atual TURQUIA). Por esta razão, um templo fora construído em sua homenagem as margens do rio da cidade. obs.: O que a bíblia ensina. Apoc: 19 :10 / 22:8,9
  • 17.
  • 18. Histórias seculares religiosas e arqueológicas, mostram as culturas no mundo que aceitam a existência de seres sobrenaturais, muitas sociedades não fazem distinção entre bons e maus. Os egípcios antigos acreditam que tais seres sobrenaturais controlavam todas as fases da vida, o mesmo na Pérsia, Babilônia e Índia.
  • 19.
  • 20. A palavra Diabo vem do grego “διαβολος diabolos” e significa “Enganador”. Ele é identificado na Bíblia como um anjo caído é chamado também de Satanás, cuja palavra hebraica é “ ‫שטן‬satan” e a palavra grega é “σατανας satanas” e significa “adversário”.
  • 21. Satanologia é o ramo da teologia que estuda os demônios. Desde os tempo bíblicos, Satanás vem usando seus agentes a fim de levar o povo de Deus a desacreditar na bíblia, na divindade e obra redentora de Cristo. O inimigo se utiliza de disfarces para por dúvidas, confundindo assim o verdadeiro caminho a ser seguido, ele usa de: falsos ensinos e falsos mestres. (2 CO: 4.4) (MT: 7.15) Devemos estar preparados para detectar tais sutilezas , pois este é o maior desafio da igreja nos últimos dias (2 CO: 11.3). Essa detecção se dá através do conhecimento, pois podemos perceber a real intenção do inimigo. (2 TM: 2. 25-26) OBS: O laço do passarinheiro
  • 22.
  • 23. Possui Intelecto (2 CO: 11.3) Ele tem emoções (AP: 12.17) Ele tem vontade (2 TM: 2.26) Ele é tratado por seus feitos (MT: 25.41) Homicida e mentiroso (João: 8.44)
  • 24. ele é uma criatura que pertencia a ordem angelical dos querubins (EZ: 28.14) era também a mais exaltada das criaturas angelicais (EZ: 28.12) Não é: onisciente, onipotente, onipresente . Sua ação pode ser resistida através da oração (TG: 4.7)
  • 25. Serpente (AP: 12.9) Dragão (AP: 12.3) Anjo de Luz (2 CO: 11.14)
  • 26. OBS. Os anjos não são mediadores, pois só existe um mediador entre Deus e os homens. JESUS – 1 tm: 2.5