2º ano - neocolonialismo e imperialismo

7.399 visualizações

Publicada em

prof° Daniel Bronstrup

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.399
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.956
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
282
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2º ano - neocolonialismo e imperialismo

  1. 1. IMPERIALISMO E A BELLE ÉPOQUE 2º ano – Ensino Médio.
  2. 2. INDUSTRIALIZAÇÃO...• Revolução Industrial (1760 – 1850) – houve um aumento de produtos manufaturados.• Fim do século XIX – Industrialização nas demais potências européias. Como por exemplo Bélgica, França e Alemanha.
  3. 3. NEOCOLONIALISMO/IMPERIALISMO:• Interesses políticos, sociais, religiosos e culturais.• Objetivos principais: – Mercados consumidores; – Regiões que disponibilizassem matéria prima.• Outros objetivos: – Aumentava o contingente militar; – Aplicação do capital excedente em construções nas colônias (Ex: transporte e comunicação).
  4. 4. Ocupação Efetiva Investimento de CapitaisMetrópoles- Matérias - Primas a baixo preço ColóniasEuropeias (minérios, algodão, borracha) Na África e na Ásia Produtos Industriais Bens de Consumo Grandes Lucros … A Lógica da Política Colonialista
  5. 5. IMPERIALISMO• Características: – Monopólio do capital; – União do capital (Banco + Indústrias); – Exportação de capitais excedentes para outra região (este é mais importante do que as próprias mercadorias). – Partilha do mundo entre as potências; – Eram respaldados pela “Missão Civilizatória”; • “Dura tarefa de civilizar o mundo”. – Controlo econômico sobre países independentes menos desenvolvidos (América Latina, China)
  6. 6. CONFERÊNCIA DE BERLIM• 1884/85• Partilha da África entre as potências européias.• Princípio de ocupação efetiva: – só os países que tivessem meios e possibilidades de explorar e ocupar o território é que tinham direito a ter colónias. – Foi desvalorizado o princípio de direito histórico, baseado na descoberta.
  7. 7. África antes daConferência deBerlim (dec de1880).
  8. 8. A Inglaterrapretende estender odomínio :Do Cairo à Cidadedo Cabo - CecilRhodes.
  9. 9. Qual a proposta de Portugal? Portugal apresentou uma proposta naConferência de Berlim que ficou conhecidacomo Mapa Cor-de-Rosa. Comopodemos ver na imagem, Portugal além deAngola e Moçambique queria também osterritórios que estavam entre estas duascolónias, o Chire. fig.3 – Mapa Cor-de-Rosa
  10. 10. A Ásia não ficou fora da cobiça europeia:Na Índia, 290 milhões deIndianos viam o país governadopor uma elite de 5 mil oficiaisbritânicos Ocupação de territórios na China
  11. 11. Exploração inglesa na Índia e na China:• Desde o século XVII, a Inglaterra promovia o comércio com a Índia através da Companhia das Índias Orientais. – Índia: Controlavam o comércio de algodão, chá e ópio. – China: comercializavam ópio em estado bruto, porcelana e Seda.• Além de explorar as riquezas, não respeitavam os costumes dos povos locais. – Foi o motivo de algumas revoltas.
  12. 12. Revolução dos Cipaios (1857)• Promovido pelos soldados indianos; – Descobriram que a gordura de vaca (animal sagrado para os Hindus) estava sendo utilizado para a lubrificação de armas. – A revolta foi contida e os ingleses impuseram uma dominação maior sobre a Índia.• A companhia foi abolida e os britânicos procuraram integrar os governantes nativos na administração colonial.
  13. 13. Guerra do Ópio (1839-1869)• O imperador chinês Daoguang resolveu proibir o comércio e o consumo de ópio; – o ópio, uma substância entorpecente, extraída da papoula que causa dependência química em seus usuários, introduzido fraudulentamente por comerciantes ingleses• Os ingleses (que obtinham muito lucro) não aceitaram a ordem do imperador.• O conflito contou com três fases e foi vencido pelos ingleses que tiveram liberada a comercialização do produto no território chinês e ainda receberam como indenização a ilha de Hong Kong por 155 anos.
  14. 14. Chineses se viciando em ópio.Depósitos de ópio daCompanhia das Índias Orientaisna Índia.
  15. 15. Imperialismo estadunidense: expansão para o Oeste.• Motivos que levaram os colonos na busca de novos territórios: – Novas áreas de pastagens; – Aumento populacional nas terras que formavam as treze colônias; – Novos imigrantes; – Ouro na região da Califórnia.
  16. 16. Imperialismo estadunidense: expansão para o Oeste.• O território atual foi conquistado por meio da dizimação dos povos indígenas, da compra de territórios e da conquista por meio de guerras.• Esta expansão foi baseada na doutrina do “O Destino Manifesto”. – Esta doutrina afirmava que o povo dos Estados Unidos foi escolhido por Deus para dominar. – Justificou os massacres e extermínios em nome da ampliação territorial.
  17. 17. Imperialismo estadunidense: pretensões de domínio na América Latina.• Em 1823, o presidente James Monroe criou a Doutrina Monroe: – Slogan: “América para os americanos”.• Desejava diminuir a influência das potências européias sobre os países latino-americanos com o objetivo velado de tomar tal posição.
  18. 18. Guerra Civil estadunidense• Diferenças: – Norte: Capitalista! – Sul: Escravista! • Que tipo de trabalho seria adotado nos novos territórios ocupados?• ECONOMIA: – Norte: Queriam taxas mais altas para proteger suas indústrias. – Sul: Queriam a liberação dos preços dos produtos importados.• Os estados unidos estavam em processo de industrialização.
  19. 19. GUERRA DA SECESSÃO (1861-1865)• 1860 = Abraham Lincoln é leito. – Representava os interesses dos Yankees (nortistas).• Com isso, os Sulistas (Confederados) não concordaram e se desmembraram da união formando os Estados Confederados do Sul. – Nas batalhas, o Norte arrasou o sul;• Com o fim do conflito, a abolição da escravatura foi decretada.• Após a guerra: investimento na industrialização, tarifas protecionistas foram aceitas e o mercado consumidor expandiu.• Séc. XX = o Imperialismo continuou com a política do Big Stick (grande porrete). – Política externa dos EUA caracterizado por intervir na América Latina.
  20. 20. BELLE ÉPOQUE De 1886 a 1914, período rico nasartes com influência de várias partes do mundo (Bela Época).
  21. 21. BELLE ÉPOQUE• Na Europa, faziam sucesso os Cabarés, o can-can e os cafés parisienses.• Novas invenções mudavam o cotidiano das pessoas, por exemplo: o telegrafo sem fio, o telefone e o automóvel.• Art nouveau (arte nova) mudou o estilo de arquitetura, adaptando ao mundo industrializado. Ferro e vidro passaram a ser utilizados na construção.
  22. 22. BELLE ÉPOQUE• Favorecidos por inúmeras descobertas, é inventado o cinema (1895) com a primeira exibição de imagens em movimento – França. (até 1928 ele seria mudo).• Charles Chaplin protagonizou os primeiros grandes sucessos do cinema.
  23. 23. BELLE ÉPOQUE• As mudanças ocorridas nas cidades européias (principalmente francesas) refletiram no Brasil.• SÃO PAULO: no início do século XX um projeto modernizador – Pontes foram construídas, várzeas foram aterradas, avenidas abertas e outras construções como a Estação da Luz, o Teatro Municipal e a Pinacoteca.• Manaus e Belém também receberam influências, pois eram cidades impulsionadas pela borracha.
  24. 24. BELLE ÉPOQUE Teatro Municipal de São Paulo
  25. 25. BELLE ÉPOQUE Estação da Luz – São Paulo
  26. 26. BELLE ÉPOQUE• “Enquanto um grupo vivenciava as mudanças geradas pela influência européia e desfrutava das novidades da época, grande parte do povo ainda estava excluída das novas descobertas, das artes e das regalias que poucos podiam obter. E muitas vezes, grande parte da população foi prejudicada por essa mudanças”.• PAZ ARMADA: A Bela Época foi um período de paz e prosperidade na Europa. Entretanto, os países estavam promovendo uma grande corrida imperialista e também armamentista.
  27. 27. Prof. Msc. Daniel Alves Bronstrup BLOG: profhistdaniel.blogspot.com @danielbronstrup facebook.com/daniel.alvesbronstrup

×