SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 92
Baixar para ler offline
INFORMAÇÃO DE NEGÓCIOS PARA O MERCADO DE ÁUDIO, ILUMINAÇÃO E INSTRUMENTOS MUSICAIS
WWW.MUSICAEMERCADO.ORG | MARÇO E ABRIL DE 2017 | Nº 89 | ANO 15
Shure tem nova gerente nacional de vendas PÁG. 30GESTÃO
ESPECIAL:NAMMSHOW2017|MARÇOEABRILDE2017|Nº89MÚSICA&MERCADO
Assine e receba antes!
Audio-Technica
no Brasil
Conheça o novo
distribuidor brasileiro
da Audio-Technica. PÁG. 32
As baterias da Luen
O fabricante de percussão
comemora 15 anos no setor
de baterias infantis. Veja o
novo lançamento aqui! PÁG. 26
ESPECIAL
NAMM
Show 2017
A maior feira de instrumentos musicais
apresentou uma nova edição com sucesso
e muitas empresas e visitantes do mundo
todo, incluindo expositores fabricantes
do Brasil mostrando o talento e o
potencial da região. PÁG. 48
Proteja seus
instrumentos
Descubra o site SerialBlocker,
que ajuda os músicos em
caso de roubo. PÁG. 44
E ainda
Boss, AngelSom
Yamaha e muito mais!
mm89_capa.indd 1 14/03/17 15:17
mm89_completa.indd 2 09/03/17 17:51
mm89_completa.indd 3 09/03/17 17:51
focusrite.indd 1 03/03/17 13:52mm89_completa.indd 4 09/03/17 17:51
3/17 13:52 mm89_completa.indd 5 09/03/17 17:51
A Hoyden musical possui uma grande
variedade na linha de instrumentos de sopro.
Oferecendo ao músico, diversidade em
modelos e acabamentos.
Qualidade aprovada e recomendada, com
2 anos de garantia.
www.hoyden.com.br
contato@hoyden.com.br /hoydenmusical@hoydenmusical
Respeito e confiança a você!
MUSICAL DO BRASIL
CaioMesquita
MarcosMello
RicardoSena
ER
MM
1/3/17 4:21 PM
mm89_completa.indd 7 09/03/17 17:52
C
M
Y
CM
MY
CY
CMY
K
mm89_completa2.indd 8 10/03/17 14:57
www.proshows.com.br
C
M
Y
CM
MY
CY
CMY
K
mm89_completa2.indd 9 10/03/17 14:57
10 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
32 81
COLUNAS
70 Papocomos
vendedoresdaloja
por Luiz Uhlik
72 Comovenceromedo
devenderenegociar?
por Carlos Cruz
74 Plantarcertopara
colhercerto!
por Miguel De Laet
76 Verãodesedução
por Joey Gross Brown
12EDITORIAL
14OPINIÃO O que a música
diz sobre as pessoas
16ÚLTIMAS
20AMPLIANDO SEU MIX
22SETUP CCOMA
82INOVAÇÃO mPiano,
da Alpha Pianos
84PRODUTOS Os lançamentos
e destaques das melhores
marcas do mercado
88CONTATOS Os nossos
anunciantes você encontra aqui
90CINCO PERGUNTAS
Exposição adequada de
produtos potencializa vendas
MATÉRIAS
24MUNDO DIGITAL10 dicas para vender mais pelo Instagram
26FÁBRICA15 anos da Luen fabricando baterias
28NEGÓCIOSGrande investimento para a Yamaha
30GESTÃOShure tem nova gerente nacional de vendas
32 DISTRIBUIÇÃOAudio-Technica anuncia nova distribuição no País
34ANIVERSÁRIOAs quatro décadas dos pedais Boss
38LOJISTAUma nova loja e muitas novidades para a AngelSom
40MARKETING É o fim da estratégia de marketing?
42EDUCAÇÃO6 motivos para aprender a tocar um instrumento
44TECNOLOGIASite SerialBlocker ajuda os músicos em caso de roubo
78FINANÇAS6 motivos para o varejo apostar
em venda de cartões pré-pagos
80PRÉ-FEIRAMusikmesse e PL&S estão chegando a Frankfurt
81PÓS-FEIRAAmazon Music
SUMÁRIO
38
48 CAPA
ESPECIALNAMMSHOW2017
A tradicional feira americana
marcou outro início de ano
estimulando o mercado, os
negócios, a educação e a indústria
da música em geral. Marcas e
produtos de todo tipo estiveram
presentes, mais uma grande
novidade: no próximo ano se
espera o debute de dois pavilhões
exclusivos para áudio profissional!
mm89_sumario.indd 10 10/03/17 15:28
mm89_sumario.indd 11 10/03/17 15:28
12 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
Quando comecei a Música & Mercado tinha um propósito claro: eu
queria que as pessoas fizessem mais arte. Música para mim é como uma
pintura ou escultura metafísica. É a arte no ar, por meio de frequências.
Tinha consciência de que, estimulando o pensamento empresarial, poderí-
amos colaborar para a expansão da arte.
Havia outra razão também: observava as revistas americanas vindo
para o Brasil, cheias de prestígio, mas nunca via uma publicação brasileira
saindo do País. Achava que deveria haver.
Com um time de pessoas apaixonadas e profissionais, a Mú-
sica & Mercado alcançou esses objetivos. Além da versão brasileira, edita-
mos a Música & Mercado em espanhol, que é distribuída para 21 países,
investimos e reinvestimos em aplicativos para celulares, iPads, internet e
continuamos com a edição impressa da revista.
Escrevemos a Música & Mercado para dar suporte aos empresá-
rios que vivem de comprar, vender e alugar equipamentos de áudio, ilumi-
nação e instrumentos musicais. Por meio do site e de aplicativos, a Música
& Mercado vem atingindo cada vez mais consumidores, por ter conteúdo
único, acurado e respeitando a inteligência de quem lê.
Hoje, com todos os meios pelos quais a Música & Mercado está im-
plantada, somos um conector de ideias e troca de informações sobre produ-
tos, mercado e empresas. E, provendo conteúdo, damos nossa
contribuição para o crescimento sustentável do mercado.
*(1964-) Fundador e CEO da Amazon.
Por que fazemos a
Música & Mercado
STAFF
CEO & Publisher
Daniel A. Neves
Diretora de Redação
Paola Abregú
Diretor de Arte
Dawis Roos
Departamento Comercial (Brasil)
Denise Azevedo
comercial@musicaemercado.org
Tel.: (11) 3567-3022
Departamento Comercial (Internacional)
sales@musicaymercado.org
Administração e Finanças
Rosângela Ferreira
Revisão de Texto
Hebe Ester Lucas
Assinaturas
Beatriz Mendes Ferreira
assinaturas@musicaemercado.org
Colaboradores
Alessandro Saade, Ann Lévizon,
Carlos Cruz, Dora Ramos, Joey
Gross Brown, Luiz Carlos Rigo Uhlik
e Miguel De Laet
Impressão e Acabamento
Gráfica Grafilar
Música & Mercado®
Caixa Postal: 2162 - CEP: 04602-970
São Paulo / SP / Brasil
Tel.: +55 (11) 3567-3022
Autorizada a reprodução com a citação da
Música & Mercado, edição e autor. Música & Mercado
não é responsável pelo conteúdo e serviços prestados
nos anúncios publicados.
Publicidade
Anuncie na Música & Mercado
comercial@musicaemercado.org
Parcerias
Associados
EDITORIAL
@musicaemercado fb.com/musicaemercado
DANIEL A. NEVES
CEO & PUBLISHER
“Eu sei que se eu falhar eu não vou me
arrepender, mas sei que eu deveria me
arrepender de não tentar.”
— Jeff Bezos*
mm89_editorial.indd 12 10/03/17 15:14
mm89_editorial.indd 13 10/03/17 15:14
14 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado
OPINIÃO
O que a música
diz sobre as pessoas?
A música faz parte da nossa rotina diariamente, mas quantas
vezes paramos para pensar no peso que ela tem em nossas vidas?
O
modo de ouvir música mu-
dou ao longo das décadas —
e, cada vez mais, é possível
fazer um paralelo entre aquilo que se
ouve e a fase da vida de alguém.
Na ciência, você adquire conheci-
mento primeiro e depois vem a fé; na
espiritualidade, a fé vem primeiro e
depois vem o conhecimento. Na mú-
sica, temos uma adorável combinação
de experimentar a fé e o conhecimen-
to simultaneamente.
Podemos perceber com facilidade
o que a música diz sobre alguém se
prestarmos atenção em quem a ‘faz’. O
consagrado pianista americano Her-
bie Hancock declarou que estamos em
Por Álvaro Fernando
Compositor de trilha sonora, vencedor de vários
prêmios, atua no mercado há mais de 25 anos
um tempo em que as pessoas não se
interessam por música, elas gostam é
das pessoas que as fazem.
Uma identificação com aquele que
aparece, canta, dança, namora, veste e
dá entrevistas, sendo o som em si algo
cuja importância não é essencial.
A escuta mudou! Se você ainda ti-
ver um equipamento três em um que
existia na casa de seus pais ou avós,
perceba que ele tem uma qualidade
de som bem melhor do que o melhor
equipamento à venda na loja especia-
lizada de sua cidade.
Ouvir música era uma atividade
sensorial. Qualquer aparelho tinha
caixas acústicas com graves, médios
e agudos gostosos. O som entra pelos
ouvidos, pela pele e pela barriga. 
Hoje, a relação é de identifica-
ção com o artista. Como dizia o
velho provérbio — que muitos
pensam ser bíblico, mas não é:
“Diga-me com quem andas e te
direi quem és”. No caso da mú-
sica: “Diga-me quem ouves e te
direi quem és”. E você? O que
tem ouvido ultimamente?
Com quem tem andado?
Qual você prefere?
São músicas instrumentais ou can-
ções? Instrumentais tendem a condu-
zir ao contato com seu ser, uma viagem
de relaxamento e autoconhecimento,
aumenta a autoestima e traz o foco.
Você tem ouvido canções? Com le-
tras em inglês ou português? (Já que
em todo o planeta, e não só no Brasil,
há o desconhecimento de músicas
cantadas em outras línguas, ouvimos
99% das letras em português ou em
inglês). Se for em inglês: você entende
o que as letras dizem? Se for em portu-
guês: o que as letras dizem?
A música diz muito sobre as pes-
soas e, assim como as companhias,
um bom hábito é saber o que ouvir,
pois é uma maravilhosa fonte de paz
e energia. Sugiro “andar com fé eu
vou” contra “um tapinha não dói”, su-
giro “gente fina, elegante e sincera” a
“que descem e rebolam, afrontam as
fogosas”, proponho “basta ser sincero
e desejar profundo, você será capaz
de sacudir o mundo” a “os mano tá
tipo bomba e as mina bumbum gra-
nada”, invista em “o amor é o calor
que aquece a alma” em vez de “não sei
se dou na cara dela ou bato em você”.
Este ano, ofereci a um amigo que
teve sua primeira filha uma roupinha
de bebê com o desenho de uma guitar-
ra e a frase “a revolução começa aqui”.
Ela pode começar também no seu
aparelho de som. Ou como eu já ouvi
dizer: “Diga-me com quem andas e daí
eu te direi se vou contigo…”. n
O som entra
pelos ouvidos,
pela pele e
pela barriga
mm89_opiniao.indd 14 10/03/17 15:14
mm89_opiniao.indd 15 10/03/17 15:15
16 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
As mais recentes
notícias do mercado
de áudio, iluminação
e instrumentos musicais
ÁUDIO
ProShowstemnovoPortaldoCliente 
No mês de janeiro, a
ProShows lançou o
seu novo Portal do
Cliente, dando se-
quência ao processo
de evolução tecno-
lógica da empresa.
O site ficou ainda mais moderno, rápido e fácil de usar,
pois com a nova ferramenta, o cliente agora pode colocar to-
dos os seus pedidos on-line e quando quiser. Além de contar
com toda essa comodidade, o comprador ainda recebe des-
contos exclusivos ao se cadastrar. A nova ferramenta está
disponívelparatodososclientesquejápossuemcadastrona
ProShows. O acesso ao Portal pode ser feito após preencher
o formulário disponível no link: http://bit.ly/cadastroporta
Behringeranunciou
últimoNAMMShow
AempresadeUliBehringeraler-
touosvisitantesefãsdamarca
adesfrutardasuacompanhia
na NAMM em janeiro passado, pois, segundo anunciaram, a
edição 2017 foi a última de que participaram. A Behringer está
construindo vários grandes centros de Experiência ao Con-
sumidor tanto em Los Angeles quanto em outras cidades do
mundo. Desse modo, pensam fornecer aos clientes uma expe-
riênciamuitomelhoremaisfocadanosseusprodutos.
D.A.S.Audioanuncianovoproduto
A firma espanhola anunciou o lan-
çamento do Ovi 12, um sistema de
alto-falante versátil diferente que
pode ser usado em uma variedade
de aplicações especiais. Pode ser
montado em paredes, colocado em
estruturas ou suspendido em tetos
de grande altura como alto-falante
pendurado. Inclui um cone coaxial de
12” com capacidade de direção de potência de 300 W RMS,
dentro de uma armadura de polipropileno de estrutura refor-
çada. Está disponível em branco ou preto e pode ser pintado
segundo as necessidades.
Estúdiosde
gravação
gratuitosem
SãoPaulo
As Fábricas de Cul-
turadoGovernodoEstadodeSãoPauloestãocomasagendas
de seus estúdios gratuitos abertas para gravações de artistas
dos mais variados estilos. Nas Fábricas da zona leste, o aten-
dimento é realizado de quarta a domingo, das 9h às 17h, com
duração de 2 horas por gravação. Já nas Fábricas das zonas
norteesul,osmúsicospodemgravardeterçaasábado,das9h
às 17h, com no máximo 4 horas por sessão. Todas as informa-
ções sobre o programa Fábricas de Cultura estão disponíveis
no site www.fabricasdecultura.sp.gov.br. Os estúdios da zona
leste são equipados com guitarra, violão de náilon, violão de
aço, baixo, surdo, tantan, teclado MIDI, eggs (tipo de choca-
lho), ganzá e bateria. Já os estúdios das zonas norte e sul são
equipados com teclado MIDI, bateria e caixas de som. O agen-
damentopodeserfeitodiretamentenarecepçãodasFábricas.
Indústriadelutopela
perdadeVinicioTanoni
Commuitatristeza,aFBTanunciou
o falecimento do sr. Vinicio Tanoni,
um dos fundadores da companhia de áudio italiana, aos 92
anos. Vinicio Tanoni e Bruno Baldoni criaram em 1963 a Fac-
tory Baldoni Tanoni, que atualmente conhecemos como FBT.
Desde o início se dedicaram a trabalhar arduamente, e hoje
seus produtos de áudio profissional são distribuídos em mais
de cem países ao redor do mundo. Solidarizamo-nos com a
família, amigos e colegas de Vinicio neste momento doloroso.
Estande na NAMM 2017
mm89_ultimas.indd 16 10/03/17 15:15
@musicayemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 17
INSTRUMENTOS
RiggatecéanovamarcadeAdamHall
Em15defevereiro,o
AdamHallGroupadi-
cionouàsuafamíliade
marcasumnovonome
nolequedesoluçõesde
tecnologiadeeventos:
Riggatec.Aampliaçãodo
catálogo com a Riggatec permitirá ao Adam Hall Group ofe-
recer uma carteira completa de produtos de rigging a preços
competitivos para empresas organizadoras de eventos e de
montagem de palcos. A variedade de artigos da Riggatec com-
preende produtos e soluções para profissionais de montagem.
De braçadeiras simples e duplas em numerosos tamanhos e
modelos, passando por cordas de retenção de segurança, até
diversos tipos de acessórios de eslinga, tais como grilhão, por-
cas anulares e elos, a Riggatec oferece o necessário para fixa-
ção e segurança para qualquer tipo de tecnologia de eventos.
Next-proaudiolançaráferramentaAST
Anovaferramentade
simulaçãoacústica
(AST)éumsoftware
desimulaçãopara
modelos2Dpara
subwoofersousub-
-arrays.Comumain-
terfaceintuitivaefácil
deusar,osoftware
de simulação acústica AST foi criado para ajudar os usuários
da Next-proaudio ao configurarem as caixas subwoofers em
algum lugar. Baseada em um algoritmo preciso e rápido, essa
ferramenta é capaz de calcular o rendimento acústico dos
subwoofers, auxiliando o usuário a encontrar a melhor solu-
ção para uma sala com múltiplas fontes de som. O simulador
permite que o usuário então simule em 11 diferentes frequên­
cias de espaço ISO 266 (20 HZ ~ 200 Hz) com um só clique.
MarcoVignolidiretordaMarutec/Tagima
AMarutec,fabricanteeimportadoraresponsávelpelasmarcas
Tagima, Memphis, Nagano e Fishman, realizou nos dias 6 e 7
de janeiro sua convenção de vendas 2017, que teve como tema
“Força Total e Estratégia de Vendas”. Realizada na cidade de
Itu, no Hotel San Raphael, como todos os anos, foi um encon-
tro da equipe interna (comercial, marketing, desenvolvimento,
financeiro, importação, logística, assistência técnica) com seus
representantes regionais. Juntos, discutiram sobre melhorias
na empresa, novos projetos, metas e objetivos do ano, que en-
volvemprincipalmenteofortalecimentodaexportaçãodepro-
dutos para os mercados americano, europeu e para a América
do Sul. Ney Nakamura, presidente da empresa, aproveitou o
momento para anunciar a promoção de Marco Vignoli, ex-ge-
rente, quepassaaocupar afunção dediretor.
AnafimaeAsBEAassinamacordocom
InfoComm
Nofinalde2016,
aInfoComm
International
assinoudois
importantes
acordosdecola-
boraçãocom
associações brasileiras. O primeiro foi com a Anafima (Asso-
ciação Nacional dos Fabricantes de Instrumentos Musicais e
Áudio) e o segundo com a AsBEA (Associação Brasileira dos
Escritórios de Arquitetura). O acordo com a Anafima tem
como objetivo fornecer oportunidades de educação e qualifi-
cação aos profissionais de ambas as indústrias em seus mer-
cados e áreas de atuação. As duas instituições cooperarão
na criação de um programa educacional para o benefício dos
profissionais brasileiros de áudio, além de atuarem na busca
do reconhecimento da carreira de técnico audiovisual como
profissãooficialpelosorganismosoficiaiscompetentes.Jácom
aAsBEAoacordofoifirmadocomointuitodeampliaracons-
cientização dos arquitetos sobre a Indústria AV Profissional e
seu papel e, no sentido inverso, para que os profissionais AV
entendammelhoropapeldosarquitetoseseuprocessodepro-
jeto arquitetônico, especialmente no que se refere à interação
com o projeto AV. Também como parte dos dois acordos, os
associadosdaAnafimaedaAsBEApoderãoparticipardasati-
vidades educativas da InfoComm a preços com desconto ou
condiçõespraticadassomenteparaassociados.
Toda a equipe interna da empresa
mm89_ultimas.indd 17 10/03/17 15:15
18 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
ÚLTIMAS
EquipeArwelganha
novacolaboradora
Kimberlly Andrade Custódio é ago-
ra a responsável pelo departamento
de Marketing da Arwel Instrumen-
tos Musicais. A contratação tem
como objetivo estreitar o relaciona-
mento com os clientes e ampliar a comunicação e o gerencia-
mento de mídias sociais. Kimberlly colaborou com a revista
Guitarload, atuando como assistente de Marketing. “Fico feliz
comaoportunidadeeocarinhodetodaaequipe.Édesafiador
eempolganteassumirtamanharesponsabilidade”,declarou.
Multisomfechará30filiaisejá
dispensoumaisde700funcionários
A rede de lojas Multisom já fechou sete lojas desde o início de
2017. De acordo com reportagem publicada no blog Acerto
de Contas, da Click RBS, nos próximos meses a empresa vai
atingir o número de 30 operações encerradas. Atualmente a
rede possui 127 unidades. A informação é de Francisco No-
velletto, presidente da rede de lojas, que existe há 23 anos.
Novellettotambémcontouaoblogquedispensou700funcio-
náriosnosúltimosmeses.De2milpassoua empregar1,3mil
pessoas. Ainda segundo o empresário, 80% das lojas que se-
rão fechadas ficam em shoppings. Aliás, deu entrevista para
a Rádio Gaúcha minutos depois da reunião em um shopping
de Porto Alegre. “Estamos negociando com os empreendi-
mentos. Mas, se não avançar, teremos de fechar”, explicou.
Entreoutrosproblemasmencionados,Novellettocita,princi-
palmente, a cobrança do 13º aluguel no fim do ano. “A nossa
conta nas empresas não está mais fechando. E não é a crise
a culpada. Eram 12 a 15 funcionários por loja. Atualmente, a
estrutura da Multisom está sendo bastante enxugada. São
cerca de sete trabalhadores por unidade”, finaliza.
Yamaha Musical School
começou 2017 de cara nova
A Yamaha Musical School, que até então estava localizada na
Rua Santa Justina, em São Paulo, se unirá ao escritório da Ya-
mahaMusicaldoBrasil,formandoumúnicocomplexo,oqual
concentrará todos os braços da Yamaha Musical no País. Com
a mudança, os alunos terão mais opções de horários para au-
las,quepoderãoserestendidosatéas22h.Outrodiferencialdo
novoendereçoéoestacionamento,quepassaráasercusteado
pela escola (permanência de 1h30). A rede de escolas de músi-
ca da Yamaha tem como principal objetivo promover o ensi-
no, a difusão da música e enriquecer a sociedade na qual está
inserida. A escola é uma iniciativa da Yamaha Musical e, no
Brasil, já soma mais de quatro anos de existência. No mundo,
sãomaisde50anosinvestindoemeducaçãomusical,emmais
de 40 países. Ao todo, mais de 5 milhões de alunos já tiveram
a oportunidade de conhecer o ensino de qualidade oferecido
pelainstituição.“AsaulasnaYamahaMusicSchoolsãonoesti-
loPlugandPlay,emqueoalunoaprendeatocarelerpartituras
rapidamente, sem aulas específicas de teoria”, explica Carlos
Alberto Ferrari, gerente de Educação Musical, sobre o método
deensinoexclusivodaYamahaMusicSchool.
LuenfechaparceriacomogrupoFundo
deQuintal
Dandocontinui-
dadeàestraté-
giadedivulga-
çãodamarcae
danovalinha
Guetto,aLuen
anuncia parceria com o renomado grupo Fundo de Quintal.
“Para nós, é uma grande honra, pois eles são referência no
segmento. Não à toa, são chamados de mestres pela grande
maioria dos músicos. O Ubirany foi o criador do repique de
mão, assim como o Sereno do tantan, e agora vê-los usando
e aprovando os nossos instrumentos nos dá a grande certe-
za de que estamos no caminho certo!”, disse Tiago Daniel,
do Marketing da Luen. O Fundo de Quintal integra o time
degrandesartistasdaLuen,quecontacomnomescomoArt
Popular, Pixote, Bom Gosto e Doce Encontro.
@musicayemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 19
GanhadoresdosTEC
Como todos os anos, a premiação foi
apresentada durante a NAMM. Aqui
estão os vencedores nas categorias de
destaques técnicos desta 32ª edição:
• Hardware de amplificação: Crown
XLS Drivecore 2
• Tecnologia para educação de áudio:
iZotope Pro Audio Essentials
• Equipamento complementar:
Rupert Neve Designs RNHP
(Precision Headphone Amplifier)
• App & hardware para áudio/
periférico para smartphone/tablet:
Avid Pro Tools | Dock
• Hardware de áudio para
computador: Universal Audio
Apollo Twin USB Interface
• Tecnologia para produção de DJ:
Native Instruments Traktor Kontrol
S5 Controller
• Tecnologia em fones de ouvido:
Sennheiser HD 25 Plus
• Console de formato grande: Solid
State Logic System T
• Pré-amplificador de microfone:
AMS Neve 1073DPX
• Microfone - Gravação: Schoeps
ORTF-3D
• Microfone - Reforço sonoro: Shure
KSM8 Dualdyne
• Efeitos & amplificação para
instrumento musical: Softube
Marshall JMP 2203
• Hardware para instrumento
musical: Moog Music Mother-32
• Software para instrumento
musical: Softube Marshall
Bluesbreaker 1962
• Hardware para processamento
de sinal: Warm Audio WA-2A Tube
Opto Compressor
• Hardware para processamento de
sinal (módulos série 500): API 512V
• Software para processamento
de sinal (dinâmica/EQ/utilidades):
iZotope Ozone 7 Advanced
• Software para processamento de
sinal (efeitos): Soundtoys 5
• Tecnologia em console de formato
pequeno: Solid State Logic Sigma
Delta
• Alto-falantes para reforço sonoro:
Meyer Sound D MJF-208 Stage
Monitor
• Monitores de estúdio: Genelec
8430A IP SAM
• Tecnologia wireless: Sennheiser
Evolution wireless G3 A-1 Band
• Tecnologia em estação de trabalho:
Avid Pro Tools 12.3
TagimachegaaosEstadosUnidos
A reconhecida
Tagima Guitars,
com base em São
Paulo, aterris-
sou no mercado
americano com
a abertura de
um escritório de
vendas localizado
em San Clemente,
Califórnia. A Ta-
gima U.S. prestará
serviço nesses
territórios e aos
clientes locais
oferecendo várias
linhas de guitar-
ras e violões, que
podem ser usados
por estudantes e profissionais. Entre as séries disponíveis,
encontramos a Woodstock, com designs clássicos;
a América, de violões disponíveis em diferentes
madeiras, com as linhas mahogany e walnut, e os
ukuleles da linha Hawaii.
11ªExpoMusicalPlus
seráemFozdoIguaçu
A 11ª Expo
Musical
Plus, feira
regional
realizada
pela Musical
Plus Repre-
sentações, será realizada entre 17 a 19 de março no Bourbon
Cataratas Convention & Spa Resort, localizado em Foz do
Iguaçú, no Paraná. Entre fabricantes e distribuidores, o
evento pretende reunir mais de cem lojistas e acima de 300
convidados, provenientes de diversas regiões do Brasil. Além
de sorteio de prêmios e a localização privilegiada, próxima
às Cataratas do Iguaçú. Como de costume, o evento provê
entretenimento, além de negócios. Neste ano, a Expo Musi-
cal Plus trará a bandas do guitarrista e produtor do Barão
Vermelho, a Fernando Magalhães & Banda e Os Doutores,
nos dias 17 e 18 de março, respectivamente. Expositores
confirmados: Casio, Izzo, Oneal, Santo Angelo,
Tagima, Ask, Edon, Fishman, FSA Cajons,
Habro Music, Nagano, Núcleo Musical,
Octagon, Orion, Solid Sound e WMS.
NeyNakamuranaNAMM2017
mm89_ultimas.indd 19 10/03/17 15:15
20 www.musicaemercado.org @musiceymercado fb.com/musiceymercado
Drivers Pedestalparamicrofone Metais
Eagle
Tuba
Sinfônica
TUB 670
$$$
Celestion
CF 1840H
$$
B&C
Speakers
DE990TN
$$
Ampliando seu mix
MIX DE PRODUTOS
Selecionamos algumas categorias e seis modelos para você diversificar seu conhecimento do
que está disponível no mercado. Os símbolos $, $$ e $$$ indicam em que nível de preços se
encontra cada item (econômico, normal ou elevado, dentro de sua categoria). Lembre-se, são
sugestões para que você conheça todas as combinações que podem levá-lo a vender mais e
melhor. Inspire-se e monte um kit com os modelos que você tem na sua loja. Vamos vender!
Eminence
Alpha 4
$$
JBL Selenium
8W16P
$$
P Audio
SD 52BF
$$$
18 Sound
ND4015Ti2
$$
iBox
smMax
$
Gravity
GMS431B
$$
On-Stage
MS7625PG
$
RMV
Suporte
0090
com base
articulada
$$
Stay Music
Girafa tripé
com pés
articulados
$$
ASK
Pedestal
para
microfone
girafa MGS
preto
$
Hoyden
Saxhorn
HHS-25L Mib
$$
Hering
Carambola
Trêmolo CAR 6
$$
Harmonics
Clarinete baixo
(Clarone) Bb
Bakelite HCL-580
$$$
Selmer
Clarinete
estudante
CL301 Bb
$$$
Weril
Trompete Piccolo Bb/A Weingrill & Nirschl
$
mm89_mix.indd 20 10/03/17 15:16
mm89_mix.indd 21 10/03/17 15:16
22 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
SETUP
O duo
CCOMA
e seus
equipos
Os dois músicos e produtores
gaúchos apresentam seu novo
álbum e contam um pouco
sobre os instrumentos e
equipamentos que costumam
usar em suas apresentações
O
duo eletrônico instrumental
CCOMAéformadopelotrom­
petista e produtor Roberto
Scopel e pelo percussionista e produtor
Luciano Balen. A dupla tem como
matéria-prima a música produzida
eletronicamente, utilizando-se de ele­
mentos orgânicos como percussão,
trom­pete, flugelhorn e acordeom.
Com três álbuns lançados —
inclusive um (intitulado Peregrino)
ganhador do 24° Prêmio da Música
Brasileira,em2013,nacategoriaÁlbum
Eletrônico —, a dupla lançou seu
quarto disco, Subtropical Temperado,
em setembro do ano passado.
Subtropical Temperado abre pos­
sibilidades musicais do Sul ao Brasil e às
suasfronteiraslatinasemdezfaixasque
refletem o desejo do duo gaúcho pela
tropicalidade. Essa busca incessante
pelocaloréembaladaporsuaconhecida
e premiada sonoridade eletrônica
inspirada pelos sons da natureza.
No novo álbum, Luciano e
Roberto incorporam músicas de raiz
de diferentes regiões da América
do Sul ao som de sintetizadores e
timbres que moldaram o final dos
anos 1970 e o começo dos anos 1980.
Subtropical Temperado apresenta
contornos autênticos a partir de fortes
referências de nomes como Kraftwerk,
Jean Michel Jarre, Bjork, Marcos Valle,
Azymuth e Donna Summer.
No disco e no show participam a
cantora Etiene Nadine e o acordeonista
e baixista Rafael De Boni. Também
participaram do álbum o DJ e produ­tor
radicado em Londres Moisés Matzen­
bacher e o pianista Ivan Teixeira.
O projeto, que inclui a gravação do
disco e shows de lançamento em sete
cidades, foi contemplado pelo segundo
edital do programa Natura Musical e
tem o financiamento do Pró-Cultura/
RS,leideIncentivoàCulturadoGoverno
do Estado do Rio Grande do Sul.
mm89_setup.indd 22 10/03/17 15:13
Roberto Scopel (trompete)
Sua carreira de músico começou em 1993 junto com a
família, irmãos e primos. Desde então, estudou muita
música erudita e aos poucos foi para a música popular,
mais precisamente para o jazz. Já em 2006 descobriu a
música eletrônica em sua entrada no CCOMA. “Acho que
tudo isso me influencia muito e se traduz na minha arte.
Hoje vivemos num fervilhar no modo de fazer música.
Nunca foi tão democrático e fácil produzir um disco,
comprar instrumentos e também divulgar seu trabalho.
Estamos vivendo numa era da arte”, comentou.
Como parte do duo, Roberto usa um teclado
MicroKorg XI Plus, um trompete passando por um
multiefeito de guitarra Zoom B21U, controlador MIDI,
software Ableton Live, o instrumento de sopro zurna,
uma gaita colombiana e um flugelhorn.
@musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 23
Luciano Balen(percussão)
Começou fazendo aulas de
violão erudito em 1984, ao
lado de uma sala onde havia
aula de bateria. Em 1986, após
uma viagem à Bahia, de onde voltou
forrado de instrumentos de percussão
artesanais, montou sua primeira
“bateria”, quando tinha 12 anos. Desde
essa época entendeu que na bateria
podia ter qualquer som de percussão.
Seu primeiro hi-hat foi uma tesoura
em cima de uma bandeja de cobre.
“Sempre quis saber mais sobre música
brasileira e latina, embora o Brasil também seja
latino. Me interessaram a síncopa, o suingue, as notas
fantasmas. Sempre me interessei pelos bateristas
brasileiros e os estudei muito, Robertinho Silva, Márcio
Bahia, Ivan Mamão… Estudando esses caras foi natural
o apego à música desse continente”, disse. 
Um fato interessante que o músico contou é que
a música sempre foi uma atividade paralela, mas nos
últimos seis anos, após a conclusão do documentário
Profissão: Músico, ela se tornou a única atividade
profissional da sua vida. 
Hoje, com 30 anos de bateria, um Prêmio da Música
Brasileira, quatro turnês no Brasil e quatro álbuns, tudo
isso com o CCOMA, o músico
declarou ter a certeza de que
fez a escolha certa. “Nasci
para ser músico e para utilizar
os sons do Brasil!”
Atualmente, nos shows, Luciano usa qualquer
caixa, com qualquer bumbo. Hi-hat Paiste 2002,
comprado usado em 1991. Além disso, usa um
Octapad SPD 30 Roland, com sons editados por ele,
buscando uma referência nos sons eletrônicos do
final dos anos 70 e início dos anos 80. Também usa
um Kaoss PAD KP3 da Korg, em que processa sons
de voz, percussão e apitos brasileiros.
mm89_setup.indd 23 10/03/17 15:13
24 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
MUNDO DIGITAL
10 dicas para vender
mais pelo Instagram
O
Instagram anunciou re-
centemente que pretende
lançar uma nova tela para
vendas. A nova funcionalidade, que
ainda está em fase de testes nos Esta-
dos Unidos, deve tornar o mercado de
vendas pelas redes sociais ainda mais
promissor, segundo Ana Tex, espe-
cialista em marketing digital e uma
das idealizadoras do FashionInsta.
Uma pesquisa feita nos Estados
Unidos revelou que 84% dos usuários
de smartphones pesquisam e compa-
ram produtos por aplicativos ou pela
web. De acordo com Ana Tex: “O índice
de engajamento no Instagram é qua-
se seis vezes maior que no Facebook
— são 4,1% contra 0,7% do Facebook
Quem quer vender produtos e promover a empresa usa constantemente
as redes sociais, mas você já pensou no Instagram como parte da sua estratégia?
—, o que o torna um potencial meio
de vendas on-line”. Ana Tex acredita
tanto no Instagram como um meio
para empreender que criou, junto com
Alexandra Moraes, o FashionInsta —
curso específico para vendas de moda
feminina pela rede social, mas que
pode ser aplicado a qualquer outro
segmento de mercado.
Alexandra Moraes é prova viva de
que investir no Instagram para vender
on-line pode ser uma alternativa com
baixo custo e retorno imediato. Ela co-
meçou do zero e, logo no primeiro mês
com uma loja na rede social, faturou
cerca de R$ 7 mil. No início, Alexandra
desenvolveu um método próprio para
administrar suas vendas, estoques e
entregas. Depois ela juntou tudo o que
sabia com as técnicas que aprendeu
com a especialista de marketing digi-
tal Ana Tex. A iniciativa deu tão certo
que Ale Moraes e Ana Tex desenvolve-
ram o FashionInsta, um treinamento
on-line que ensina todos os passos
para vender pelo Instagram.
Agora, com uma função de ven-
das no Instagram, esse segmento
deve crescer ainda mais. No entanto,
a especialista acrescenta: “Não basta
criar uma página e anunciar produ-
tos. O empreendedor terá de adotar
algumas estratégias para conquistar
e fidelizar clientes pela rede social”.
A seguir, Ana Tex dá dez dicas para
vender mais pelo Instagram.
mm89_mundodigital.indd 24 10/03/17 15:13
@musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 25
Aestratégiamais
importantenesta
redesocialéterum
conteúdorelevanteque
eduque,entretenhae
inspireosseguidores
1.Deixe seu
Instagram público
Pode parecer óbvio, mas tem
muita marca fazendo perfis privados.
Isso pode irritar o seu potencial cliente.
Para quem tem como objetivo alavan-
car um negócio e vender pela rede so-
cial, ter um perfil público é primordial.
 2.Crie conteúdos
que eduquem,
inspirem
e entretenham
A estratégia mais importante nesta
rede social é ter um conteúdo rele-
vante que eduque, entretenha
e inspire os seguidores, por-
que é isso que vai fazer com
que eles tenham interesse em
seguir uma conta. Para isso,
procure fazer uma pesquisa
na rede social e na internet
sobre quais assuntos seus
clientes mais perguntam.
Pelo que eles mais se interes-
sam? Sabendo o que as pes-
soas mais perguntam sobre o
seu assunto, é mais fácil criar
posts que falem sobre suas curiosi-
dades. O principal erro cometido é
querer vender em todos os posts. As
redes sociais foram feitas para criar
uma conversa, um relacionamento.
É por isso que 80% dos seus posts
devem ser compostos por conteúdos
que não estejam vendendo, enquanto
20% serão compostos por ofertas.
 3.Crie vídeos
sobre os produtos
e serviços
Os vídeos mostrando seus produtos
ou serviços podem contribuir para
aproximar o consumidor da sua loja.
Tire suas dúvidas mostrando detalhes,
proporções, acabamentos e vantagens.
Lembre-se: quando fala sobre benefício
do produto em vez de questões técni-
cas e promoções, você é bem-visto nas
redes sociais. Ajude seus seguidores
e não apenas venda. É assim que um
produto deve ser exposto.
 4.Use hashtags
As hashtags devem ser
escolhidas de acordo com
seu nicho e com o que está postando.
Também use variações de hashtags
com e sem acento. Escolha 30 hash-
tags e coloque-as no comentário do
seu próprio post — dá o mesmo efeito
que as hashtags colocadas na legen-
da, mas polui menos o post.
 5.Seja visto
Quem não é visto não é
lembrado.  Por isso, poste
todos os dias. Faça uma experiência
com três posts ao dia: um de manhã,
um de tarde e um de noite, e verifique
os resultados. Se você não tem tempo
para produzir tantos conteúdos, exis-
tem sistemas que agendam posts, fa-
cilitando seu trabalho.
 6.Dê dicas para
seus seguidores
Aposte em dicas relacio-
nadas ao seu nicho. As pesquisas fei-
tas para criar conteúdos o ajudarão
na criação dessas dicas. Com elas,
você passa a ser uma autoridade no
segmento e não apenas um vendedor. 
7.Crie competições
estratégicas 
Promova competições para
ter engajamento do seu público-alvo
na rede social.
 8.Crie chamadas
para ações
Por que você está mar-
cando presença no Instagram? Cada
post que fizer no Instagram deve ser
estratégico e incluir uma “Chamada
para Ação” — isso significa que você
deve dizer para a pessoa o que ela deve
fazer ou direcioná-la para alguma
ação. Se você tem a atenção
de alguém, precisa assumir o
controle da relação e dizer o
que ela tem que fazer. Enviá-la
para um acesso ao seu conteú-
do gratuito ou para valiosas
informações relacionadas ao
seu negócio, onde você terá a
chance de capturar o e-mail e
construir um relacionamento
com este possível cliente. Esta
é uma das técnicas de transfor-
mar seu seguidor em cliente.
 9.Divulgue
seu Instagram
de forma
on-line e off-line
Espalhe por aí que o seu negócio tem
umperfilnoInstagramcomconteúdos
relevantes. Faça isso em suas outras re-
des sociais e também de forma off-line. 
 10.Descubra
parceiros
estratégicos
e formadores de opinião
Pesquise parceiros e formadores de
opinião que podem ajudar na divul-
gação do seu negócio no seu segmen-
to. Também fique atento ao que eles
estão fazendo nas redes sociais. Isso
pode servir de inspiração. n
mm89_mundodigital.indd 25 10/03/17 15:13
26 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
FÁBRICA
Aniversário da Luen na
fabricação de baterias infantis
A
Luen sempre se preocupou em disponibilizar um
mix de produtos amplo e diversificado. Tendo isso
em mente, 15 anos atrás — já fabricando instru-
mentos de percussão de mão, peles e acessórios — identi-
ficaram uma oportunidade de entrada no segmento de ba-
terias, que tinha poucas ofertas no mercado brasileiro. Esse
estudo levou um longo período, sendo inclusive postergado
algumas vezes por questões estratégicas.
“Sempre soubemos que era um mercado promissor e que
merecia uma atenção especial, já que estamos falando com
os futuros bateristas e consumidores. Entretanto, sentíamos
que precisávamos fazer algo de especial, mais sofisticado e
trabalhado, podendo atender não apenas o mercado de ins-
trumentos musicais, mas também o varejo como um todo”,
contou Tiago Daniel, gerente de Marketing da Luen.
Desde o início este foi o desafio: ter um instrumento mu-
sical que se enquadrasse também na categoria de brinquedo,
A fabricante de instrumentos de percussão lançou um novo modelo
comemorativo e se prepara para um ano de crescimento nesse segmento
soando e tendo o desempenho de instrumento musical com a
segurança e a regulamentação de um brinquedo.
Tiago explicou: “Seguindo o conceito básico inicial, sentí-
amos que precisávamos ir além. Então, de maneira pioneira,
fomos atrás da certificação do Inmetro. Fizemos todas as
adaptações necessárias e conseguimos ter um produto de
alto padrão musical com a certificação e o selo de segurança
e qualidade para as crianças. Após isso, também de maneira
TiagoDaniel,gerentedeMarketingdaLuen
mm89_fabrica-luen.indd 26 14/03/17 15:39
MAIS INFORMAÇÕES
luen.com.br
Luen.com.br
inovadora para o nosso mercado, licenciamos o direito de uso
da Turma da Mônica. Desde então, essa linha tem ganhado
cada vez mais participação em nosso faturamento, gerando
grandesresultados”.
Fabricação e
desenvolvimento
Com presença em todos os Estados do País, as baterias,
assim como toda a linha Luen, são produzidas 100% no
Brasil. Hoje a empresa conta com uma grande estrutura fa-
bril, estando entre as maiores fabricantes de percussão da
América Latina, o que garante alta produtividade e padrão,
podendo atender não apenas o dia a dia, mas também as
datas sazonais. Atualmente, devido à alta demanda e ao
giro dos produtos, a Luen tem um departamento exclusi-
vo para a fabricação das baterias. Entre elas, encontramos
três linhas disponíveis: a Star Kids, a Turma da Mônica e
o lançamento de 2017, a Pop. A Star Kids e a Pop possuem
diversos acabamentos, totalizando dez modelos.
“Nosso processo para criar uma bateria segue os pas-
sos tradicionais. Iniciamos com uma pesquisa de merca-
do, em seguida vêm as etapas internas de planejamento,
desenvolvimento, seleção de fornecedores, testes práticos
e técnicos etc. Ou seja, é um processo de desenvolvimento
completo e detalhado”, disse o gerente de Marketing.
“Destaco a questão do cuidado e da separação dos nichos,
isto é, temos consciência de que estamos produzindo para
crianças e por esse motivo o produto é inteiramente pensado
com essa finalidade. Eliminamos a pintura que possui com-
ponentes tóxicos e substituímos todas as peças possíveis de
metal por uma composição especial de ABS e fibra, gerando
alta performance, resistência e segurança”, conta Tiago.
Do primeiro ao último
O primeiro modelo fabricado foi a Star Kids, que está em
linha até hoje. Mas a bateria tinha outras características
técnicas, por exemplo, todas as peças (toms, surdo, caixa
e bumbo) eram pintadas e hoje contam com um processo
de revestimento mais sofisticado, moderno e seguro para
as crianças, visto que não tem substâncias tóxicas, como
acontece com a tinta.
Bumbos em estoque Peças prontas para criação de bateriasLinhas de produção e montagem
Durabilidade e eficiência devem estar presentes no seu dia a dia.
Utilize nossas soluções em: som automotivo, sistemas de áudio
e vídeo, eletrônica e automação.
Há 30 anos conduzindo
qualidade em cada segmento.
11 2070.2300
cabosmancini.com.br
005_MAC_Anuncio-8x12.indd 1 14/03/17 15:11
Maisrecentemente,aempresalançouabateriaPopemco-
memoração aos 15 anos no mercado de bateria infantil. Essa
bateria foi estrategicamente desenvolvida para atuar em uma
faixa de preço abaixo da Star Kids, oferecendo aos clientes um
instrumento de qualidade e certificada pelo Inmetro por um
preçoatrativo.Conformeoplanejado,essemodeloentroupara
somar no faturamento da empresa em vez de substituir o mo-
delo já em linha, ou seja, elas convivem perfeitamente, cada
umaemseunicho.
“OlançamentodabateriaPopaqueceuasvendasetemos
certeza de que este ano teremos um crescimento considerá-
vel nesse segmento. Para 2017 manteremos o trabalho nes-
sas linhas buscando ampliar cada vez mais nossa participa-
ção. Também estamos realizando algumas ações pontuais
de vendas e outras de marketing. Em fevereiro, fizemos uma
ação com a Rede Record com essa linha”, concluiu Tiago. n
mm89_fabrica-luen.indd 27 14/03/17 15:39
28 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
NEGÓCIOS
Grande investimento
para a Yamaha
A
Yamaha  ainda estabeleceu
uma nova subsidiária na
Indonésia: a Yamaha Musi-
cal Products Asia (YMPA), onde serão
fabricados vários instrumentos musi-
cais digitais, tais como componentes
de piano, tanto para o mercado japo-
nês quanto para o global. A fábrica es-
tará localizada em Bekasi (na Região
Metropolitana de Jacarta, capital da
Indonésia) e deverá iniciar suas opera-
ções em agosto de 2018.
A nova fábrica é a sexta instalação
de produção da Yamaha no país. As
cinco outras são: uma fábrica de pia-
nos (Yamaha Indonésia), uma de gui-
tarras (Yamaha Music Manufacturing
Indonésia), uma unidade de fabricação
de instrumentos musicais eletrônicos
Yamaha
planeja investir
aproximadamente
US$ 43 milhões no
desenvolvimento
de outra fábrica
de instrumentos
musicais na
Indonésia
(Yamaha Music Manufacturing Asia),
uma fábrica de instrumentos de sopro
e melódica (Yamaha Musical Products
Indonesia), além de uma fábrica de pro-
dutos audiovisuais (Yamaha Electro-
nics Manufacturing Indonesia).
Além da Indonésia, a Yamaha
planeja desenvolver uma fábrica de
instrumentos musicais na Índia, cuja
instalação deve iniciar as operações
no início de 2019. A Yamaha afirma
detectar a crescente demanda por ins-
trumentos musicais, especialmente
de mercados emergentes.
Portanto, as novas plantas na In-
donésia e na Índia são consideradas
um investimento estratégico que be-
neficiará a empresa, especialmente ao
tentar expandir sua participação em
mercados emergentes.
Achmad Sigit Dwiwahjono, diretor-
-geraldeQuímica,IndústriaTêxtileIn-
dústrias Diversas do Ministério da In-
dústria da Indonésia, está contente em
ver a Yamaha expandir seus negócios
no país e tornar a Indonésia seu centro
deproduçãodeinstrumentosmusicais.
Ele acrescentou que a Yamaha na Indo-
nésia já exporta vários instrumentos,
inclusive para o Japão. Com a nova uni-
dade de produção, deverá contribuir
para o aumento das exportações, o que
teria um impacto positivo na balança
comercial da Indonésia. n
MAIS INFORMAÇÕES
br.yamaha.com
ca
p
Fabricação de pianos
mm89_negocios.indd 28 10/03/17 15:11
Experimente
www.tiaflex.com.br
conheçamais:
onovo.
www.tiaflex.com.brwww.tiaflex.com.br
cabosdeverdade,
paramúsicosdeverdade!
mm89_negocios.indd 29 10/03/17 15:11
30 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
GESTÃO
Shure tem nova gerente
nacional de vendas
A Shure anunciou Priscila Berquó como
nova gerente nacional de vendas das
linhas MI e Pro Áudio para o Brasil
A
profissional irá trabalhar em estreita colaboração
com os distribuidores e dealers autorizados, am-
pliando o posicionamento da Shure nos segmen-
tos de varejo e áudio profissional, e terá papel relevante na
aproximação da marca com o usuário final.
Pós-graduada pela Business School São Paulo em gestão
empresarial, a profissional conta com mais de 15 anos de ex-
periência na indústria da música e trabalhou anteriormente
na Roland Brasil como responsável pelas áreas de vendas e
marketing.SegundoJoséRivas,diretordaShureparaaAmé-
rica Latina: “É um prazer poder dar as boas-vindas a Priscila
Berquó e contar com sua expertise em nossa equipe. Com
profundo conhecimento e entendimento do mercado e forte
habilidade de liderança, estou confiante de que a profissio-
nal será a voz de nosso cliente e irá assegurar e continuar o
crescimento das categorias MI e Pro Áudio no Brasil”.
Embreveentrevista,Priscilacontasobreessanovaetapa
em sua carreira. 
 
Como está sendo o desafio de passar do segmento de
instrumentos musicais, tendo trabalhado na Roland,
para o de áudio profissional?
A experiência tem sido muito rica. O áudio profissional é um
universo muito diferente e na Shure estou tendo a oportuni-
dadedeconhecerprodutos,aplicaçõesesoluçõesqueatendem
a necessidades de A a Z do nosso mercado. O mais fascinante
é que o instrumento musical está diretamente relacionado ao
universo do áudio porque, por exemplo, se um músico precisa
deumaguitarra,elelogoprecisarádeumtransmissordeáudio
sem fio para utilizar em apresentações musicais profissionais,
e tais conexão e proximidade geram ainda mais interesse de
compreender as necessidades do usuário final com o objetivo
deapresentaraeleasmelhoressoluçõesemprodutosShure.
 
Como você vê esse segmento no Brasil?
Enxergo o segmento de áudio profissional promissor e cheio
de oportunidades. Acredito que a vinda da Shure para o Bra-
sil é positiva e será benéfica para o mercado da música como
um todo, trazendo uma boa dose de profissionalismo e or-
ganização para o segmento. Atualmente a Shure conta com
novos distribuidores autorizados no País, um especializado
em varejo de instrumentos musicais e outro mais focado no
segmento de áudio profissional. Somente no ano passado,
por meio da nossa forte parceria com a Musical Express, au-
mentamos em dez vezes o número de dealers autorizados.
Foi um trabalho intenso e muito efetivo, e que continuará
com o apoio de toda a equipe Shure no Brasil.
Priscila visitando o estande da Shure na NAMM 2017
mm89_gestao-shure.indd 30 10/03/17 15:10
@musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 31
Untitled-1 1 17/08/2016 10:55:34
Somente no ano
passado, por meio
da nossa forte
parceria com a
Musical Express,
aumentamos em dez
vezes o número de
dealers autorizados.
MAIS INFORMAÇÕES
www.shurebrasil.com
 
O que significa este novo
trabalho para você?
Significa mudança, sair da zona de con-
forto, buscar o novo, obter experiência
em uma nova cultura de trabalho, am-
pliaraminhavisãodemercadoeprodu-
tos. Acredito que esse conjunto de fato-
res certamente contribuirá para o meu
desenvolvimento e trará grandes bene-
fícios para a minha carreira no médio e
longoprazo.Trabalharemumaempresa
comoaShureétambémumagrandere-
alização. A companhia é líder de merca-
do, admirada e reconhecida mundial-
mente,sobretudopelaqualidadedeseus
produtos e valores da organização.
 
Quais serão seus primeiros
passos nesta nova posição?
Os primeiros passos serão entender
a situação atual de mercado, mapear
as principais dificuldades e oportu-
nidades, planejar ações de apoio aos
distribuidores e resellers e apoiar a
aproximação da marca tanto com o
revendedor como com o usuário final.
 
Que expectativas tem
para este primeiro ano?
No primeiro ano temos a expectativa
de intensificar a nossa presença junto
aoconsumidorfinalpormeiododesen-
volvimento de nossos principais canais
de vendas em cada segmento de pro-
duto, tanto no varejo de instrumentos
musicais como em áudio profissional.
Nossos parceiros serão os principais
beneficiados e não mediremos esfor-
ços para apoiar esse desenvolvimento.
Além disso, acredito que a Shure ofere-
ce o período de garantia de microfones
mais longo do País: são 24 meses de
garantia de fábrica, um grande dife-
rencial para quem busca tranquilidade
e valor agregado de produto. Estamos
trabalhando intensamente no creden-
ciamento da rede de assistências téc-
nicas autorizadas e especializadas que
farão a cobertura de atendimento pós-
-venda em todo o Brasil. n
mm89_gestao-shure.indd 31 10/03/17 15:10
32 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
DISTRIBUIÇÃO
Audio-Technica anuncia
nova distribuição no País
A
Audio-Technica nomeou a
empresa Pride Music, baseada
em São Paulo, como novo dis-
tribuidor de seus produtos profissionais
no Brasil a partir de 1º de janeiro de 2017.
Fundada em 1992, a Pride Music é espe-
cializada no fornecimento de reconheci-
das marcas de equipamentos de áudio
profissional e instrumentos musicais
paraomercadobrasileiro,mantendoum
forte compromisso com atendimento,
marketing,logísticaesuportetécnico.
O anúncio foi feito por Philip Ca-
jka,  presidente e CEO da Audio-Te-
chnica U.S., demonstrando a ênfase
contínua da A-T na expansão de seus
negócios na América Latina por meio
de diversas parcerias regionais.
“Devidoàestruturadeimportaçõese
àscondiçõeseconômicasemgeral,oBra-
sil tem sido um mercado especialmente
desafiador para o nosso pleno desenvol-
vimento”, disse Cajka. “Estamos anima-
dos em dar início a esta parceria de dis-
tribuiçãocomaPrideMusic. APridetem
umaequipedevendasforte,experientee
Encarando o desafiador mercado brasileiro, a Audio-Technica decide
mudar sua estratégia de distribuição e anuncia parceria com a Pride Music
de grande liderança. Estou confiante de
quejuntospodemosaumentarasvendas
econsolidaramarcaA-T.”
Lúcio Grossmann, CEO da Pride
Music, adicionou: “Estamos honrados
pela nomeação, a partir de janeiro de
2017, da distribuição dos produtos Au-
dio-Technica para o segmento de ins-
trumentos musicais e áudio pro para
o mercado brasileiro. Acreditamos que
a expertise da Pride Music, somada à
tradição, reputação e tecnologia ofere-
cidas pela Audio-Technica, construirá
uma aliança estratégica de sucesso,
oferecendo excelência no atendimento
e suporte aos entusiastas, fãs e usuá-
rios finais brasileiros”. n
MAIS INFORMAÇÕES
pridemusic.com.br
audio-technica.com
Estamos
animados em
dar início a esta
parceria de
distribuição com
a Pride Music
(Da esq. para a dir.): Philip Cajka, presidente & CEO da Audio-Technica U.S.;
Lúcio Grossmann, CEO da Pride Music; Alexandre Algranti, diretor de Vendas &
Marketing no Brasil da Audio-Technica U.S.; Marcos Brandão, gerente de Vendas
Nacionais da Pride Music; Kazuo Matsushita, presidente da Audio-Technica
Corporation; Mary Eisaman, diretora de Vendas & Marketing na América Latina da
Audio-Technica U.S. Foto de Corey Walthall, Clyne Media.
JBL
HD00031mm89_distrib.indd 32 10/03/17 15:10
O EON ONE É A ESCOLHA PERFEITA PARA PERFORMANCES AO VIVO, CONFERÊNCIAS, DISCURSOS,
REUNIÕES E FESTAS. EXPERIMENTE A LENDÁRIA PRECISÃO DO ÁUDIO JBL COM UM DESIGN INOVADOR
NO MERCADO: O VERDADEIRO TUDO-EM-UM.
ESPECIFICAÇÕES: FALANTES - WOOFER 10” E 6 DRIVERS DE 2”
SAÍDA MÁX. SPL - 118DB | AMPLIFICADOR - CLASSE D 250W LF + 130W HF
JBLONLINE.COM.BR
A QUALIDADE DO SOM JBL EM UMA CAIXA ACÚSTICA PARA VOCÊ CARREGAR AONDE FOR.
SOM JBL
DE ALTA DEFINIÇÃO
BLUETOOTH
GRAVES
ESTENDIDOS
DESIGN
TUDO-EM-UM
HD000316CD-An Eon One 205x275.indd 1 10/3/16 14:53mm89_distrib.indd 33 10/03/17 15:10
34 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado
ANIVERSÁRIO
Mais de 110 modelos
de pedais produzidos
até hoje e mais de
15 milhões de
unidades vendidas
A
Boss introduziu o DS-1-4A
Distortion, uma edição limi-
tada que comemora o 40º
aniversário dos pedais compactos da
marca. Essa versão especial do pedal
DS-1Distortion,queestánomercado
hámuitotempo,apresentaumvisual
preto e dourado e o tom clássico que
vemsendoescolhidoporguitarristas
de todas partes por quase quatro dé-
cadas. O DS-1-4A é o primeiro lança-
mento do ano de aniversário, que
será celebrado com muitas outras
atividadesaolongode2017.
Em 1977, a Boss lançou os mode-
los OD-1 Overdrive, PH-1 Phaser e SP-1
Spectrum, os primeiros pedais na série
compacta. Pelos últimos 40 anos, a linha
icônica tem sido adotada por diversas
gerações de músicos, com mais de 110
modelos de pedais produzidos até hoje
e mais de 15 milhões de unidades vendi-
das. Os pedais da marca são usados to-
dososdiasportodotipodeartistas,des-
de famosos profissionais em turnê até
músicos que tocam em casa. Atualmen-
te, a Boss produz mais de 50 modelos da
série compacta que cobrem as necessi-
Boss comemora seu 40º aniversário na fabricação de pedais
com o lançamento do DS-1-4A Distortion Pedal de edição limitada
dadesdeefeitosdeguitarristas,baixistas
eoutrosmúsicosnomundotodo.
Os pedais Boss, com seu som, du-
rabilidade e design, continuam ativos
há 40 anos, adaptando-se à evolução
constante da tecnologia usada em seu
interior, de circuitos analógicos da ‘vel-
ha escola’ a DSP de alta tecnologia.
“O aniversário de 40 anos dos pedais
Boss é sem dúvida uma data muito es-
pecial para a Roland Brasil. Nós acre-
ditamos que ao longo dessa jornada
pudemos ajudar muitos guitarristas a
acharem o seu timbre, a sua ‘assinatu-
ra’ sonora. Temos muito orgulho disso
e continuaremos fazendo o mesmo tra-
balho por pelo menos mais 40 anos!”,
disse Sérgio Pais, CEO da Roland Brasil,
adicionando que a empresa local está
preparando uma comemoração espe-
cial para os pedais este ano.
O pedal de aniversário
O DS-1 Distortion foi apresentado ao
mercado em 1978 como parte da se-
gunda onda de lançamentos de pedais
compactos. Seu ataque definido e sus-
tain suave foram um sucesso entre os
guitarristas, chegando a ser parte do
som característico de lendas do rock.
Esse pedal laranja teve tal popularidade
que se encontra no catálogo da empresa
atéhoje,vendendomaisquequalquerou-
tropedalBossatéaatualidade.
A edição limitada DS-1-4A apresenta
corpo preto com letras douradas, botões
dourados e parafuso de ajuste manual
prata vintage para o compartimento da
bateria.Opedalvememumacaixaespe-
cialcomologode40ºaniversáriodaBoss
eestarádisponívelaolongode2017.n
MAIS INFORMAÇÕES
www.Boss.info/BR
As quatro décadas
dos pedais Boss
mm89_niver-boss.indd 34 10/03/17 15:08
(31) 2102.9270 comercial@michael.com.br michael.com.br /michaelinstrumentosmusicais
michaelinstrumentos @michaelinstrumentos mundo_michael @MundoMichael
mm89_completa2.indd 36 10/03/17 15:04
mm89_completa2.indd 37 10/03/17 15:04
38 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
LOJISTA
Uma nova loja e muitas
novidades para a AngelSom
A
AngelSom foi criada em ou-
tubro de 1987, primeiro como
escola de música. Angelo Ge-
raldo Bochenek, sócio-fundador, nas-
ceu em Ponta Grossa e foi para Gua-
rapuava, Paraná, com uma mala, um
fogareiro e um colchão para realizar o
seu sonho e trazer a boa música. For-
mado em órgão eletrônico, iniciou as
aulas e foi ganhando espaço na nova ci-
dade. Com muito trabalho e dedicação,
apósnoveanoseatendendoademanda
dos alunos, em setembro de 1996 criou
a loja de instrumentos musicais em
uma sala anexa à escola, inicialmente
com um baixo e um violão.
A partir daí, nascia um novo sonho.
Com perseverança, inovação e amor à
música, Angelo foi conquistando espaço
no mercado. Anos depois desvinculou
a loja da escola e novas portas foram se
abrindo. Em 2012, Andrey Luigi Boche-
nek, atual diretor comercial, começou
a ajudá-lo. “Desde criança, influenciado
Focada na música e na
paixão pela indústria, a
loja do estado do Paraná
continua crescendo e
se desenvolvendo para
prestar mais e melhores
serviços aos clientes
“Acabamos praticamente mantendo o
ponto, pois é exatamente do outro lado
da rua, e isso nos trouxe ainda mais
segurança. Optamos por criar algo do
zero. Desde a infraestrutura, os móveis,
setores etc. Desde o dia em que confir-
mamosonovoespaço,buscamostrazer
algo novo para a cidade, como uma for-
ma de retribuir o carinho, a confiança e
a fidelidade de todos os nossos clientes.
Foi pensando neles que criamos cada
detalhe da nova loja. Além de muito
mais espaço, o que nos tornou uma das
maiores lojas físicas exclusivamente de
áudio e instrumentos musicais do País,
pudemos aumentar o mix de produtos
e trazer ainda mais novidades para
nossos clientes”.
Dois anos antes, em 2014, a Angel-
Som havia inaugurado também sua loja
on-line, na qual planejam focar mais
em 2017, com a reformulação do site e
trazendo muitas novidades para os mú-
sicos do Brasil. “Temos clientes espalha-
pelos meus pais — Angelo Geraldo e
Vandeca Bochenek —, passei a estudar
e apreciar música. Formei-me em vários
cursos pela nossa escola e hoje toco 14
instrumentos. Unimos então a expe-
riência, o conhecimento e o renome à
jovialidade, à inovação e a um novo co-
nhecimento de mercado. Conseguimos
desenvolver novas estratégias de mer-
cado e, juntos, dar início este ano a uma
nova fase da AngelSom: a inauguração
de uma nova loja”, contou Andrey.
A nova loja
Dia 13 de julho de 2016 foi a data de
inauguração de uma das maiores e
mais estruturadas lojas do Brasil, com
mais de 420 m2
. O projeto estava em
pauta há algum tempo, buscando um
diferencial, um espaço que realmente
trouxesse algo novo para Guarapuava.
Foi aí que uma sala em frente à antiga
loja foi liberada e nela encontraram a
área de que precisavam. Andrey conta:
Premium Parts, setor de acessórios Loja nova em Guarapuava
mm89_angelsom.indd 38 10/03/17 15:09
@musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 39
dos por todo o País, incluindo os
que nos ligam, compram via site
ou vêm até a loja física para co-
nhecer as novas instalações.”
Membros da Rede
Outro ponto positivo da Angel-
Som é que são sócios da Rede
da Música, uma cooperativa
com 14 lojas do ramo, presente
no Paraná e em Santa Catarina.
Essa parceria começou há mais
de sete anos, e desde o início foi
ganhando espaço. A AngelSom
se uniu com 14 lojistas para que,
por meio de negociações e com-
pras conjuntas, conseguissem
novas parcerias e melhores pre-
ços. Hoje mantêm parcerias com
várias fábricas e importadores do setor, sendo conhecidos
nacionalmente por essa inovação de cooperativa no ramo.
“Eu sou o diretor de compras da cooperativa, e em parce-
ria com os demais membros da Rede, buscamos trazer as
melhores condições para nossos clientes”, explicou Andrey.
“Nossa meta é, dentro de cinco anos, abrir uma nova filial e
trazer novos associados à cooperativa.”
Instrumentos e equipamentos
O segmento da loja une o áudio e instrumentos musicais,
em todos os níveis, para que desde o músico iniciante até o
profissional possam encontrar seu produto ideal. Como têm
anos de mercado e são parte da Rede, conseguem hoje tra-
balhar com todas as marcas e buscam ter toda a variedade
de que o mercado dispõe, sendo o áudio, cordas e acessórios
os itens que apresentam mais demanda na loja. “Criamos na
nova loja o Premium Parts, uma ideia inovadora destinada a
acessórios de luxo, como fones de alto padrão, capotrastes,
correias,cabos,efeitos,captadoreseoutros,quetornameste
espaço único para o cliente que procura um produto dife-
renciado. Além disso, contamos com uma variedade gigante
de encordoamentos, por exemplo, atingindo todos os públi-
cos e todos os gostos”, comentou.
Outra novidade na nova loja é o Studio Meteoro, em par-
ceria com a marca de amplificadores Meteoro, trazendo a
possibilidade de criar um estúdio exclusivo para testes de
guitarras, baixos, amplificadores e pedais. Ainda contam
com venda de camisetas e bonés para músicos, com todos
os produtos temáticos que envolvem a música.
MAIS INFORMAÇÕES
angelsom.com.br
AngelSomInstrumentosMusicais
Um dos destaques: as cordas
Quatrocentos modelos disponíveis Percussão também tem!
Escola e eventos
Mas nem tudo é venda na AngelSom. Eles também têm a es-
cola de música, que funciona há mais de 29 anos com uma
estrutura própria totalmente adaptada para servir melhor
aos alunos. Contam hoje com mais de 300 alunos e 11 profes-
sores,funcionandodesegundaasexta,das9hàs21h30,eaos
sábados pela manhã. Todos os professores têm anos de expe-
riência, são formados e dedicados a promover o crescimento
da música na cidade, em mais de dez cursos disponíveis.
Fora isso, a loja costuma organizar workshops e eventos
especiais para não apenas “vender um instrumento’’, e sim se
engajaretrazerasnovidadesdomercado,osmúsicosquedes-
pontam no País e demonstrar novos produtos com a parceria
das empresas. “Esse será nosso trabalho daqui para a frente.”
“Não trabalhamos com crise. Esse é o nosso lema. Busca-
mos sempre ter diferenciais para não ficar parados no tem-
po. Devemos correr atrás dos nossos objetivos. Inauguramos
uma loja desse porte em meio à crise, mas não nos preocu-
pamos com isso. Acredito que seja um diferencial. Pelo que
ouvimos, as vendas no estado estão caindo e acredito que,
para que voltem a crescer, deve haver uma ação conjunta
das empresas com os fornecedores, com comprometimento e
respeito de ambas as partes. Criar novas ideias, promoções e
interações ajuda a dinamizar o mercado”, concluiu Andrey. n
mm89_angelsom.indd 39 10/03/17 15:09
40 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
MARKETING
É o fim da estratégia
de marketing?
Os planos de marketing também mudaram
com a era digital. Você já se adaptou?
A
inda outro dia, fui impactada
por uma discussão com este
tema, ou algo bem parecido
com isso, em uma rede social, e fiquei
ansiosa por pular na discussão. Era
certo para mim que se tratava da “co-
moditização” do marketing, que é um
assunto sobre o qual eu adoro pales-
trar em qualquer mesa de bar, com
três ou quatro profissionais do meio.
Mas não. A discussão era bem
anterior a isso: estavam questionan-
do e discutindo ainda o processo de
elaboração e apresentação de es-
tratégias de marketing para o CEO
ou board, com aquela formalização
do livrão “Plano de Marketing Ano
X” ou reuniões de apresentação do
“Plano de Marketing Ano X.ppt”, que
hoje são muito mais bonitas em fotos
de bancos de imagens do que reais no
cotidiano das empresas.
É o fim da estratégia de marketing,
amigos daquela lista? Não, é o fim do
mundo! Esse mundo sobre o qual esta-
vam discutindo, esse mundo que podia
ser cortado em fatias temporais de um
ano, não existe há muito tempo. E a
estratégia somente evoluiu junto com
o mundo. E talvez tenhamos evoluído
também,naprática,sementenderinte-
lectualmente ainda que essa evolução
é, na verdade, uma revolução.
Aprendendocomadisrupção
Despindo-seda “modinha”que a trans-
forma em maneira bonita e/ou moder-
na de descrever qualquer alteração mí-
nima, a palavra disrupção carrega um
significado muito além de “interrup-
ção do curso normal de um processo”
ali do dicionário. Está muito mais para
“aquele momento em que você encara
o abismo e tem que voar sem nunca ter
aprendido”. Pois é isso. A teoria disrup-
tiva, com a tecnologia, extrapolou os
limites dos produtos e das escolas de
administração e permeou a sociedade
de tal maneira que, embora não saiba-
mos como serão os negócios em um fu-
turo bastante próximo — desta Olim-
píada para a próxima, por exemplo —,
podemos ter a certeza de que eles não
serão mais como hoje. 
E a tecnologia — desde a época em
que aposentamos as nossas máquinas
de escrever — nos impõe momentos
“Run, Forrest, run!”. O advento da in-
ternet, a web, nos empurrou para um
mundo digital que já está se destruin-
do autofagicamente para gerar um ou-
tro ser, que se comunica e se estabele-
ce de formas muito mais variadas que
Por Virgínia Bento
Diretora de marketing da ForeSee
(empresa pioneira na análise da experiência do cliente)
aquelas às quais já fomos apresen-
tados “pessoalmente” e que já não
depende nem de (nem sobrevive
mais como) um website.
Para destacar
Conceituando: 1. Estudos afir-
mam que o conteúdo digital do-
bra a cada dois anos no mundo e
que nos últimos três anos já pro-
duzimos mais dados do que em todo
o resto da história da humanidade.
E existe uma grande chance de já te-
rem saído outros dados fresquinhos
sobre isso enquanto escrevo ou você
lê. Estamos na era do zettabyte, que
corresponde a 1 trilhão de gigabytes,
que é uma medida que não quer di-
zer nada para mim. Por outro lado, se
pensarmos naqueles CDs em que gra-
vávamos o nosso “Plano de Marketing
Ano X” e os usássemos para gravar
os dados do mundo, empilhando-os
posteriormente, formariam cinco pi-
lhas à superfície da Lua. Teve ideia do
tamanho agora, não? Como você já
ouviu falar, o nome disso é Big Data.
2. Só que os mesmos e outros es-
tudos dizem também que apenas 5%
O advento da internet, a
web, nos empurrou para
um mundo digital que
já está se destruindo
autofagicamente para
gerar um outro ser
mm89_marketing.indd 40 10/03/17 15:09
42 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
6 motivos para aprender
a tocar um instrumento
Professores da Yamaha Music School explicam como a música interfere
em aspectos do nosso dia a dia e até no desempenho no trabalho
EDUCAÇÃO
Que atire a primeira pedra
quem nunca teve vontade
de aprender a tocar um ins-
trumento na infância ou na adoles-
cência. Mas, além de divertida, a mú-
sica pode ser muito mais importante
do que você imagina!
“A música faz algo provavelmen-
te único: estimula o cérebro de um
modo poderoso a partir da nossa co-
nexão emocional com ela”, afirmou a
neuropsicóloga Catherine Loveday, da
Universidade de Westminster, ao site
do jornal The Guardian.
Tocar um instrumento é uma ex-
periência complexa, que exige que o
seu cérebro integre informações de
diversos sentidos, como visão, audição
e toque, além da coordenação motora
necessária para fazer um solo de gui-
tarra ou criar ritmos na bateria, por
exemplo.E,alémdossentidos,amúsica
pode influenciar até o seu desempenho
no trabalho. Os professores da Yamaha
Music School, uma das escolas de mú-
sica mais conceituadas no mundo, com
umaunidadeemSãoPaulo,listamase-
guir seis motivos para estudar música.
 
1.
Aumenta a capacidade
de concentração
Aprender música auxilia no
aumento da concentração e também da
disciplina.“Aspessoastêmtantasdistra-
ções hoje em dia, o celular está sempre
tocando, seja com mensagens ou notifi-
cações das redes sociais. Aqui na escola,
os alunos ficam completamente concen-
trados na aula, porque querem muito
aprender a tocar o instrumento. Auto-
maticamente, isso vai refletir em outros
aspectoscotidianoseapessoavaiconse-
guir se concentrar melhor no trabalho e
sermaiseficaznastarefasdiárias”,expli-
caoprofessorBrunoLadislau.
 2.
Ajuda a diminuir o estresse
“Quando a pessoa está na
aula, ela tira o foco dos
problemas e muda seu ritmo. É o mo-
mento dela, a hora em que ela vai se
concentrar e pensar em coisas que re-
almente gosta de fazer”, com enta
o professor Roberto Ferrari.
 3.
Aliada na busca da
autoestima e da felicidade
O professor Bruno Ladislau
percebe esse benefício na sala de aula.
“A partir do momento em que o aluno
consegue superar um desafio proposto
pelo professor durante a aula, consegue
se relacionar e tocar com as pessoas,
ele se sente parte daquele grupo e, con-
sequentemente, feliz. Ao fazer parte
desse grupo, a pessoa passa a se sentir
útil, o que é um grande passo para que
ela se valorize. Todo professor tem um
quê de psicólogo. Você percebe quando
o aluno é mais calado, mais sozinho,
quando ele não está bem. É nesse mo-
mentoquetrabalhamosissocomelena
aula por meio do ensino da música.”
Além dos sentidos, a
música pode influenciar
até o seu desempenho
no trabalho
4.
Convívio social
A música é para se fazer
com pessoas e também
para pessoas. “Às vezes alguém não
consegue se encaixar em nenhum
grupo da sociedade, e aqui na escola
encontra pessoas que têm um obje-
tivo em comum: aprender a tocar um
instrumento. Só isso já faz com que essa
pessoatenhamaisinteraçãocomtercei-
ros e gere vínculos”, argumenta Alexan-
dre De Orio, professor de guitarra.
 5.
Precisão mental e física
Os alunos são estimulados a
enfrentardesafios,comofazer
exercíciosindividuaiscomosinstrumen-
tos musicais para a turma. Isso ajuda a
trabalhar a emoção e a ansiedade em
público, além de incitar o aluno a criar e
improvisar. Já a precisão física é estimu-
ladapelacoordenaçãomotoranecessária
paratocarqualquertipodeinstrumento.
 6.
Paciência
Segundo o professor Roberto
Ferrari, a música é um ex-
celente exercício para adquirir paciên-
cia. O aluno não pode ser ansioso para
aprender a tocar um instrumento. O
aprendizado não vai acontecer do dia
para a noite, requer tempo. “Nós, como
professores, auxiliamos nesse momento
de ‘euforia’ e explicamos que não adian-
ta querer fazer as lições rápido. Tem de
ser tudo no tempo certo”, comenta. n
Mais informações
musicschool.yamaha.com.br
mm89_educacao.indd 42 09/03/17 15:42
mm89_educacao.indd 43 09/03/17 17:16
44 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
TECNOLOGIA
Site SerialBlocker ajuda os
músicos em caso de roubo
Devido às notícias frequentes de roubo de instrumentos e
equipamentos, novo site possibilita cadastrá-los e gerar alertas
para evitar circulação fraudulenta no mercado interno
A
ideia surgiu quando o CEO
da SerialBlocker, Felipe Mar-
tins, começou a ver muitos
posts próprios, e compartilhados, no
Facebook de amigos músicos que tive-
ram seus instrumentos roubados.
“Comecei a perceber que não ha-
via um lugar único que fosse voltado
ao assunto. Dessa forma, a mensagem
dessas pessoas ficava perdida na time-
line e era difícil até lembrar de todos os
casos. Lembro de uma produtora mu-
sical que teve todos os equipamentos
roubados do galpão e sabe-se lá se não
iriam voltar ao mercado. Agora temos
esta plataforma, em que é possível con-
sultar um produto antes de qualquer
coisa. Basta que o dono os tenha regis-
trado e gerado um alerta”, contou.
Oserviçofoicolocadonoarnodia13
dedezembrode2016efuncionaassim:o
usuário se cadastra na plataforma e ga-
nha um crédito para registrar qualquer
instrumento ou equipamento que qui-
ser e quantos quiser, sem limites.
Para cada equipamento cadastra-
do deverão ser fornecidos os dados:
número de série, tipo de equipamento,
marca, modelo, uma descrição sucinta,
caso haja algum detalhe específico do
equipamento, e foto do equipamento.
Em alguns casos, se não possuir nú-
mero de série, a plataforma pode gerar
um para você. Esse equipamento fica
listado sob seu cadastro e, em caso de
roubo, furto ou perda, é possível gerar
um alerta clicando em um ‘sininho’ po-
sicionado ao lado da listagem. A partir
disso será disparado um e-mail auto-
maticamente para todos os lojistas e
luthiers que comercializem instrumen-
tos usados e que pertençam à região
onde a ocorrência foi gerada, além de
os dados do equipamento ficarem dis-
poníveis publicamente para pesquisa.
“Estamos com uma aceitação bem
grandedomercadodemúsicaeaplata-
forma dobra seus cadastros a cada dia”,
concluiu Felipe Martins. n
QUER CADASTRAR
SEU INSTRUMENTO
OU EQUIPAMENTO?
serialblocker.com
Passo a passo
Passo 1: Acesso ao site – Base de pesquisa livre.
Passo 2: Login/Cadastro.
Passo 3: Concluindo para liberação
do crédito gratuito.
Passo 4: Cadastro do instrumento/equipamento
Passo 5: Lista de equipamentos cadastrados
e botão Gerar Alerta em destaque.
mm89_tecnologia.indd 44 09/03/17 15:41
mm89_tecnologia.indd 45 09/03/17 17:14
mm89_completa.indd 46 09/03/17 17:16
mm89_completa.indd 47 09/03/17 17:16
48 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado
CAPA
NAMM Show 2017:
um show à parteNAMM Show mostra vigor e se posiciona como
a principal feira de instrumentos musicais do planeta
R
ealizado entre 19 a 22 de janei-
ro, no centro de convenções
da cidade de Anaheim, a 50
minutos de Los Angeles, nos Estados
Unidos, o NAMM Show 2017 marca a
largada e impõe o ânimo do mercado
da música no planeta.
Na feira, marcas de todos os países
seencontramcomcompradoreseartis-
tas para uma grande comunhão entre
mercado, vendas e conhecimento. Mais
do que o ato mercantil, o NAMM Show
promove o setor em diferentes aspec-
tos, seja pelos seminários que ocorrem
ou, obviamente, pelo ambiente propício
ao networking.
Se há poucos anos as empresas se
dividiam para lançar parte de seus
produtos na NAMM e parte na Musik-
messe, em Frankfurt, Alemanha, agora
o NAMM Show se tornou majoritaria-
mente o palco principal da indústria
para lançamentos de produtos.
Também é uma plataforma para
reuniões com distribuidores das mar-
cas mais importantes do planeta.
Mapa da Feira
No Hall E, no pavimento inferior, se
encontram empresas menores, mas
nem por isso menos carismáticas ou
inovadoras, pelo contrário. O primeiro
piso da feira é um local onde se veem
grande inovação e criatividade. Curio-
samente, um local onde engenheiros de
algumas grandes marcas vão buscar
‘inspiração’.
No Level 1, piso ao nível da rua, re-
nomadas marcas disputam a atenção
do público. Ali estão Marshall, Mapex,
Tama, Ibanez, Warwick, Gemini, Ce-
lestion e muitas outras empresas dis-
tribuídas em quatro pavilhões lado a
lado. Acima, na divisão entre eles, me-
LançamentosdaSabian Maurício(OderyDrums) PhilCajkaeMaryEisaman(Audio-Technica)
EstandedBTechnologies EmmanuelTonnelier(Vandoren) Priscila,ChrisAdamseLuizFernando(SSI)
mm89_capa-BR-ARG.indd 48 09/03/17 16:07
@musicaymercado fb.com/musicaymercado www.musicaymercado.org 49
zaninos com salas de reuniões.
Nos Levels 2 e 3, empresas como
Taylor Guitars, Mackie, Ampeg, Pearl
Drums, Roland, Fender, Boss, Dean e
outras tantas marcas de piano expu-
nham seus produtos em salas fecha-
das.
Hotéis em clima de negócio
Aoladodafeira,oshotéisHiltoneMar-
riott também são palcos para exposi-
ção e música. Palcos com músicos de
diferentesestilossãoatraçõesaofinal
de cada dia da feira.
Na parte de negócios, os hotéis não
ficam atrás. A Yamaha, por exemplo,
que ocupa boa parte dos salões do Ho-
tel Marriott, expôs 77 lançamentos.
Destaque para a edição limitada da
bateria que comemora 50 anos de
fabricação do instrumento na empresa.
2018: a entrada
do áudio profissional
Mesmo com grandes empresas do áu-
dio profissional já expondo no NAMM
Show, a feira é então reconhecida pelo
seu trabalho no setor de instrumentos
musicais e acessórios.
Todavia, essa perspectiva deverá
ser alterada quando, em 2018, dois
pavilhões inteiros que estão sendo
construídos ao longo de 2017 serão
dedicados ao áudio profissional e
seus periféricos.
A feira pretende se consolidar
como a principal plataforma de ne-
tworking para o setor de entreteni-
mento das Américas e figurar entre
as maiores no globo.
Considerando o profissiona-
lismo e a capacidade do time
da NAMM em promover uma
atmosfera de negócios favorá-
vel ao mercado global, o resul-
tado positivo dessas ações não
é impossível de acontecer.
Resta saber se o protecio-
nismo e outras ações da
diplomacia dos grandes
Adriano(esq.,IBOX) AdrianoSantoseLeonardoKodato(ASK) AlbertoBatista(Deval)
PrêmiodaLANMusicparaaPromúsica 50anosdaYamahaDrums GustavoBohn(B&CSpeakers)
EstandeElixir Expositoresbrasileiros StepheneJohn(Celestion)
mm89_capa-BR-ARG.indd 49 09/03/17 16:07
50 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado
CAPA
NovidadedaDixon TagimaUSA EstandeSantoAngelo
RepresentantesHarmaneNAMM EstandeLudwig EstandeZildjian
EstandeArgentina EstandeTycoon EstandeStudioMaster
EstandeFBT EstandeAudiocenter EstandeDASAudio
mm89_capa-BR-ARG.indd 50 09/03/17 16:07
@musicaymercado fb.com/musicaymercado www.musicaymercado.org 51
Consulado do Brasil em Los Angeles
e Associação Nacional da Indústria
da Música (Anafima) fazem jantar de
networking no NAMM Show
O Consulado Brasileiro em Los Angeles e a Anafima
(Associação Nacional da Indústria da Música)
realizaram jantar de networking na noite do dia 20 de
janeiro, terceiro dia do NAMM Show 2017.
A Anafima, juntamente com o Consulado e a Apex
Brasil, vem ao longo dos anos desenvolvendo um
trabalho de apoio para as empresas exportadoras na
indústria nacional.
“A participação do Consulado Brasileiro em Los
Angeles tem sido essencial para o apoio das empresas
brasileiras em sua internacionalização”, explica Daniel
A. Neves, presidente da Anafima (Associação Nacional
da Indústria da Música).
Empresas compradoras internacionais convidadas
pelos associados da Anafima puderam desfrutar a
atmosfera brasileira e conversar com as empresas
no evento. Entre os presentes estavam Bob Taylor,
presidente da fábrica de violões Taylor e comprador
de madeira certificada brasileira, e a diretoria da
Import Music, empresa argentina que conduz vendas
internacionais para a América Latina.
“O Setor de Promoção Comercial do Consulado
do Brasil em Los Angeles teve o prazer de apoiar,
juntamente com a Anafima mais uma participação do
Brasil na feira NAMM. Sendo a NAMM referência mundial
do setor, com significativa participação internacional, a
presença do Brasil no evento potencializa chances de
negócios com os EUA e com outros países participantes”,
concluiu Bruno Bath, cônsul-geral do Brasil – Consulado
Geral do Brasil em Los Angeles.
“É muito importante saber que temos alguém onde
recorrer e, na hora de fazer negócios, podemos contar
com um parceiro,” Pablo Gold, diretor da SG Guitars.
GrupoRenaerdevisita SergioBuenoeGusLozada(PreSonus) EstandeCasio
EstandeIKMultimedia EstandePioneer CatherinePtasinskiePriscilaBerquó(Shure)
DowsoneSherry(JTS) EstandeAPIAudio VladimirSouza(ProShows)
mm89_capa-BR-ARG.indd 51 09/03/17 16:07
52 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado
CAPA
Números da edição 2017
O espírito criativo e empreendedor da
indústria de produtos musicais esteve em
exibição entre as 7 mil marcas com 1.779
empresas expositoras registradas.
O aumento de 3% nas empresas
expositoras é um reflexo direto das
capacidades ampliadas, inovações e novas
maneiras pelas quais as pessoas – e as
empresas – estão fazendo música hoje.
Esta tendência também foi demonstrada
em novas marcas expositoras, o que
representou um crescimento de 2%
em relação ao ano passado. Sobre a
presença internacional houve, no total,
a representação de
125 países e 17.964
visitantes – um
aumento de 13%
em relação a 2016.
O número total de
inscrições de visitantes aumentou 5%,
para 106.928.
EstandeCort DanielSalomão(PRVAudio) NadineMetayer(Sabian)
MarcioBacheRobertoZeinum(SMImports) TaylereNilo(Rozini) EquipeStompAudioLabs
EstandeGiannini EstandeUrbannBoards Palestradeaberturadoevento
PauloCamargoeEduardoDuarte(Novità) Gabriel Medrano(AdamHall) LyndonLaney(Laney)
mm89_capa-BR-ARG.indd 52 09/03/17 16:07
mm89_capa-BR-ARG.indd 53 09/03/17 17:13
54 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado
CAPA
Brasil mostra a indústria da
música no NAMM Show 2017
Empresas brasileiras expuseram na maior feira de instrumentos musicais
do mundo, atraindo a atenção de compradores de todos os continentes
de nos reunir com clientes e poten-
ciais clientes de inúmeros países, de
pequenas a grandes empresas. Em sua
maioria, eles pareciam querer consta-
tar por gestos básicos (aperto de mão,
olho no olho, um almoço/jantar, uma
descontração) se o fornecedor é sério,
é competente, tem comprometimento,
saber quais são os atuais clientes, para
finalmente decidir qual e como será a
relação comercial”.
Outraempresacomestandepróprio
foi a Santo Angelo, com sua filial ame-
ricana. “Desde a abertura do escritório
norte-americano em 2010, graças aos
incentivos da parceria Apex-Anafima e
hoje atuando de maneira independen-
te, a participação da Santo Angelo USA
U
ma delas foi a Odery, empresa
para a qual sempre é impor-
tante e positivo participar do
encontro. “Já se passaram 13 anos con-
secutivos da Odery na NAMM e o valor
agregado à marca é, sem dúvida, imen-
so. A edição de 2017 foi especialmente
positiva para prospecções de novos
contatos na América Latina, Ásia e Eu-
ropa, assim como muito interessante
para o mercado local americano. Sem
dúvida, a feira deste ano mostrou uma
reação do mercado mundial e que pas-
so a passo retoma o crescimento”, disse
Mauricio Odery, CEO da empresa.
Outra companhia presente foi a Ro-
nay Tonewood, cujo diretor Roni Ronay
concordou: “Tivemos a oportunidade
na NAMM 2017 representou mais um
degraunaíngreme escaladadetornara
nossa marca mundialmente conhecida
e sustentável”, comentou Helena Maria
Raso, responsável pelos negócios inter-
nacionais da marca.
A Santo Angelo aproveitou para
lançar um cabo para contrabaixos com
um tipo especial de plugue que se ajus-
ta melhor aos instrumentos, melhoran-
do o contato elétrico.
JáaSGTlevouparaaNAMMalguns
modelos da sua linha para o mercado
externo. Dentre eles, podemos destacar
o T Custom, baseado em shape de tele e
construído com freijó, mogno e imbuia
brasileiros totalmente certificados.
Outros modelos expostos foram
mm89_capa-BR-ARG.indd 54 10/03/17 14:53
as LE Custom, baseadas em single cu-
taway, como as Les Paul e os baixos J
STD. As LE são construídas em mogno
e possuem top em canela dourada, e os
baixos têm corpo feito com canela dou-
rada e braço em imbuia. “As escalas em
pau-ferro também foram muito bem
recebidas, até porque nossas madeiras
são muito procuradas por lá”, contou
Leandro Walczak, da SGT.
“Existe a possibilidade de parti-
cipar do mercado americano e inter-
nacional no momento em que a gente
apresenta produtos de alta qualidade,
assim como novidades em desenho ou
materiais. Sem dúvida, no nosso caso,
além da qualidade dos instrumentos,
o que impactou foi a novidade das
madeiras diferenciadas”, adicionou o
sócio Pablo Goldwaser.
Por outro lado, encontramos a
Stomp Audio Labs, com seus pedais
de guitarra e planos, levando a sede da
empresa ao mercado exterior. Laura
Cruz, CEO da empresa, disse: “A pre-
sença da Stomp Audio Labs na feira
serviu para reforçar que estamos real-
mente equiparados às marcas de fora,
a qualidade e o design de nossos produ-
tos são de nível internacional. Nossos
produtos chamaram muita atenção, o
feedback foi muito positivo e a projeção
édeestardistribuindonossosprodutos
em 20 novos pontos pelo mundo”.
“Mas, infelizmente, o Brasil é um
país protecionista/extrativista, que
inviabiliza o nosso modelo de negócio.
Além de não ter indústria de base e ser-
viços ligados ao nosso setor, nos obriga
a importar 100% da matéria-prima e
dos serviços de que necessitamos. Por
isso, já estamos estudando a possibili-
dade de migrar com a empresa para o
Canadá até 2018. Se for possível, esta-
mos prevendo um crescimento de 50%
no primeiro ano”, adiantou.
Outro estande brasileiro foi o da Sto-
ne Guitar, cujo fundador, Claudio Ortiz,
comentou com entusiasmo: “A NAMM
foi muito importante para iniciar a con-
solidação da marca nos Estados Unidos.
Tivemos uma quantidade enorme de
visitas e todos deram um feedback posi-
tivo, não houve nenhuma crítica negati-
mm89_capa-BR-ARG.indd 55 10/03/17 14:53
56 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado
va. Temos já alguns dealers interessados
em ser revendedores autorizados Stone
no país. Fechamos com a Wild West,
considerada a melhor loja de guitarras
especiais da Califórnia. Foi muito bom
participar da NAMM”.
Quem também teve uma ótima ex-
periência na feira foi a Urbann Boards,
com seus tênis para bateristas. “A
NAMM sempre foi um plataforma de
lançamento de negócios  e relaciona-
mento para a Urbann Boards nos Esta-
dos Unidos e no mundo, e desta vez não
foi diferente. Tivemos muito sucesso
e uma aceitação além da esperada da
nossa proposta de marca e dos nossos
modelos, principalmente pela nossa
maior novidade: o primeiro calçado
feminino para tocar bateria do mun-
do, assinado pela americana Brittany
Brooks”, contou o designer Rodrigo de
Castilhos, criador da empresa.
Mas talvez o maior destaque tenha
vindo da mão da Tagima, empresa que
lançou na feira sua filial norte-ameri-
cana, a Tagima USA, sendo a primeira
vez que a marca se apresentou sob esse
nome, o que faz parte da estratégia de
crescimento global da empresa.
O estande contou com a presença
de artistas americanos do Tagima
Dream Team USA e de dois artistas
nacionais — Marcinho Eiras, que en-
cantou o público com sua tradicional
performance com várias guitarras, pe-
dais de loops e interação com a plateia,
e Sandro Haick, o multi-instrumentis-
ta que tocou diversos instrumentos, fez
jamsessionscomváriosartistaseapre-
sentou um pouco da música brasileira
ao mercado americano.
A Tagima expôs seus instrumen-
tos handmade in Brazil. As linhas Jet-
Blues e Rocker têm chamado muito a
atenção por seu design diferenciado e
acabamento. Nas palavras do presiden-
tedaempresa,NeyNakamura:“Aparti-
cipação foi muito positiva, pois apesar
de serem apenas os primeiros passos
da marca em um mercado tão com-
petitivo, já houve muita procura pelos
instrumentosnomercadoamericanoe,
surpreendentemente, em outros países
da Europa e América Latina. Estamos
muito orgulhosos e felizes de ter par-
ticipado  com  estande próprio e pelos
resultados obtidos”. n
CAPA
mm89_capa-BR-ARG.indd 56 10/03/17 14:53
mm89_capa-BR-ARG.indd 57 09/03/17 17:13
58 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
CAPA
Lançamentos
e novidades
na NAMM 2017
Apresentamos uma série de notícias e novos
produtos de algumas das marcas participantes
tone, que é uma guitarra eletroacústica cutaway com escala
de 27”, cordas afinadas em Si, profundidade de corpo de 125
mm e eletrônica Fishman Presys Blend. No estande, a Cort
apresentou vários de seus artistas, como Frank Gambale,
Jeff Berlin, Yvette Young e o guatemalteco Hedras Ramos.
No Brasil: equipo.com.br
D’ADDARIO
As notícias em cordas abran-
gem uma extensão da linha
NYXL Bass com o novo set de
quatro cordas 55-110 Heavy.
Também novas são as cordas
EXP Phosphor Bronze para o
baixo acústico Taylor GS Mini
recentemente lançado, desenvolvidas junto com a Taylor
Guitars. Vêm em Custom Light (.037-.090) e combinam ma-
teriais de cabo e microrrevestimento para maior durabilida-
de. Também houve novidades na parte de acessórios.
No Brasil: musical-express.com.br
DEAN MARKLEY
Os produtos lançados
são a série de cordas
Blackhawk, os cabos
Blue Steel e as cordas
signature de DJ Ashba.
As novas cordas com revestimento da série Blackhawk são
construídas sobre um cabo de aço de alto carbono e cha-
peadas com níquel, e estão cobertas com um revestimento
microdelgado. Disponíveis em todos os calibres para gui-
tarra, e agora também para violão em Phosphor/Bronze e
C
ontando com aproximadamente 7 mil marcas re-
presentadas e uma quantidade enorme de novos
produtos, seria impossível apresentar todas as
novidades da feira em poucas páginas, então mostraremos
aqui uma curta seleção de notícias sobre instrumentos
musicais, som e iluminação.
Instrumentos musicais
BLACKSTAR
A empresa inglesa apre-
sentou o amplificador
mini Fly 3 Bluetooth,
uma versão atualizada
do popular Fly 3, que
vem com conectividade
Bluetooth, falante de
3”, dois canais, ISF tone-shaping e efeito de delay ‘de fita’.
Também traz entrada MP3 e saída de linha emuladas e
pode obter energia por bateria ou corrente elétrica.
No Brasil: madeinbrazil.com.br
CORT
A com-
panhia
introdu-
ziu
vários modelos na expo, como a Manson Stage (MS) Series,
desenvolvida em colaboração com o designer de guitarras
e luthier britânico Hugh Manson, a Gold Series com acaba-
mento vintage, a GB Series de baixos, a G Series — que con-
tou com uma atualização este ano — e o modelo NDX Bari-
mm89_namm2017.indd 58 09/03/17 16:21
@musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 59
80/20. Durante a expo, a empresa fechou distribuição na
China e nos Emirados Árabes Unidos, e está prestes a tra-
balhar com companhias no Brasil, Andorra, Uruguai, Chi-
le, Peru, Equador, Bolívia, Portugal, Espanha e Chipre. Em
breve haverá mais novidades!
No Brasil: deanmarkley.com
DIXON
A Dixon apresentou vários
produtos novos e acessórios
que iremos
mostrando em
nossas próxi-
mas edições.
Nesta trazemos
a Fuse Series Zebrawood com um pack de quatro peças de
cascos de 8”x10”, 9”x12”, 14”x16” e 18”x22”. É um kit de edi-
ção limitada que apresenta um laminado exótico de zebra,
acabamento exclusivo criado pela Dixon. Também nova é
a bateria Motion Blue Burst de edição limitada, com um
acabamento elétrico único que se ‘move’ segundo o ângulo
de onde é observado, criando um efeito de lâmpada de lava;
vem com hardware preto. Esse modelo tem três cascos, de
9”x12”, 16”x16” e 14”x24”.
No Brasil: equipo.com.br
EVANS
A marca da D’Addario
mostrou a série de peles
UV1, a primeira no
mercado com revesti-
mento curado UV para
propiciar durabilidade
e consistência de textura.
Também apresenta nova
película de 10 mm e novo logo.
Vem nos tamanhos 10”, 14” e 16”.
No Brasil: musical-express.com.br
FENDER
A Fender apre-
sentou vários
produtos novos
em guitarras,
baixos e ampli-
ficadores
acústicos, além de adicionar um subwoofer na série Fortis e
dois monitores in-ear profissionais, pickups Gen 4 Noiseless
e correias Classic Color à sua seção de acessórios. Entre eles
encontramos a série American Professional, que leva os mo-
delos clássicos da Fender a uma nova geração de músicos.
Feita à mão nos Estados Unidos, contém os modelos Strato-
caster, Telecaster, Precision Bass e Jazz Bass, e adiciona no-
vas plataformas com Tele Deluxe, Jaguar e Jazzmaster, este
último com eletrônica flexível, e os novos pickups V-Mod Ja-
zzmaster da empresa criados por Tim Shaw. No total são 16
modelos e 92 códigos disponíveis em 11 cores, incluindo três
novos: Sonic Gray, Antique Olive e Mystic Seafoam.
No Brasil: fender.com.br
FISHMAN
Sim, houve captadores novos como os
Signature Fluence dos guitarristas Adam
Dutkiewicz e Joel Stroetzel, da banda ame-
ricana de metalcore Killswitch Engage;
Will Adler, da banda de heavy metal Lamb
of God; e Tosin Abasi, da Animals As Lea-
ders, que se uniu à família da Fishman re-
centemente. Mas talvez a notícia que mais
chamou a atenção tenha sido o lançamento
do sistema de áudio SA Performance Audio
System, uma solução para reforço sonoro
em um pacote portátil e fácil de montar,
que consiste de um sistema de alto-
-falantes line array modificado de ampla
dispersão SA330x, o subwoofer SA Sub
e o mixer/expansor SA Expand de qua-
tro canais. O SA330x, só ou em conjunto
com os SA Sub e SA Expand, pode ser
usado por solistas tocando em acústicos,
pequenos grupos, DJs, tecladistas, apre-
sentadores corporativos em feiras ou em
salas de conferência. Produz 330 W em
um design de ampla dispersão e inclui
dois canais de microinstrumento com
entradas ¼”/XLR, EQ de três bandas em cada canal de
entrada, quatro efeitos de reverb digitais com controle de
nível de reverb por canal, potência fantasma de 48 V e
muito mais, até uma bolsa para transporte.
No Brasil: tagima.com
IBANEZ
A Ibanez está celebrando o 30º aniversário do seu relacio-
namento com Steve Vai e a criação da lendária guitarra
JEM com o novo modelo JEM777 de edição limitada, sen-
do uma reprodução do primeiro modelo JEM disponível em
três cores chamativas (Shocking Pink, Loch Ness Green e
Dessert Sun Yellow). Traz corpo de tilo, braço de arce/no-
gal JEM de cinco peças, tratamento nas bordas dos tras-
tes, inlays piramidais, trastes jumbo, captadores DiMarzio
mm89_namm2017.indd 59 09/03/17 16:21
60 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado
CAPA
Evolution
signature de
Vai e ponte
tremolo Ibanez Edge com Ultralite Tremolo Arm.
No Brasil: equipo.com.br
KORG
A Korg mostrou uma
variedade de novos
produtos, com
foco no ressur-
gimento do
sintetizador ARP
Odyssey, chamado
agora de ARP Odyssey FS (Rev1,
Rev2, Rev3), montado nos Estados Unidos como edições limi-
tadasfullsizecomtecladosstandard,oferecendoalternativas
àsversõesdetecladodelgadode86%dotamanhodisponíveis
previamente. Estarão disponíveis todos os modelos da linha
ARP Odyssey original, cada um representando sua própria
época, respeitando suas características individuais: o painel
branco no Rev1 (Modelo 2000) produzido em 1972-1974; o
Rev2 (Modelo 2810-2813) produzido em 1975-1976, com seu
painel preto e serigrafia dourada; e o Rev3 (Modelo 2820–
2823), produzido em 1978-1981 e que apresentava um painel
preto icônico e serigrafia laranja. Também foi lançada uma
ediçãolimitadadoKorgKromeMusicWorkstationPlatinum,
disponível na cor Platine, com modelos de 61, 73 e 88 teclas.
No Brasil: korg.com.br
LANEY
A empresa está comemo-
rando50anose,emhome-
nagem a esse fato, recebeu
o Prêmio NAMM Milesto-
ne por suas cinco décadas
de serviço na indústria de
produtos musicais. Laney
começou sua história em
1967 e poucos anos de-
pois atraiu a atenção de
Tony Iommi, que começou
a usar seus produtos durante a gravação do álbum Black
Sabbath, lançado em 1970 — a banda realiza este ano sua úl-
tima turnê. Comemorando ambos os fatos e a amizade com
Iommiatéhoje,acompanhialançouocabeçoteLA100BLea
caixaLA412feitosàmãocomcablagempontoaponto,tabu-
leiro perfurado à mão e transformador de saída estilo marco
da caixa original. Outra peça importante na montagem de
Tony era seu Rangemaster treble booster modificado, algo
que a Laney replicou com o pedal signature TI-Boost. Essas
três unidades estão sendo comercializadas em um pack de
50 unidades limitadas em todo o mundo.
No Brasil: equipo.com.br
LUDWIG
Entre várias novida-
des, encontramos a
nova série Evolution
Maple com seis peças
de cascos de arce
norte-americano,
acabamento laquea-
do e bordas a 45º.
Vêm com peles Remo e estão disponíveis nas cores Red
Burst, Transparent Blue, Mahogany Burst e Transparent
Black. Também nova é a 45º Anniversary Vistalite Limited
Edition, marcando o aniversário dessa série lançada em
1972, em configuração de bumbo 14”x22”, floor tom 16”x16”,
tom tom 9”x13” e cor Tri-band Black ou bumbo 14”x24”, floor
tom 16”x18” e 16”x16”, tom tom 9”x13” e cor Green Sparkle.
No Brasil: rorizweb.com.br
MARTIN GUITAR
A C.F. Martin & Co. (Martin Guitar) adi-
cionou três novos modelos à sua série 16:
D-16E, DC-16E e OMC-16E, que incluem o
sistema de amplificação acústica da Fish-
man Matrix VT Enhance. Por exemplo, o
D-16E é um violão Dreadnought, com profun-
didade 000, construído com top de sitka
spruce e laterais e parte posterior feitas
com sicômoro. Apresenta uniões pra-
ta, ponte de ébano e diapasão de éba-
no com incrustações de madrepéro-
la em forma de diamantes e quadra-
dos. Um braço ovalado modificado
com um taper de alto rendimento
torna esse violão fácil de tocar.
Mostraremos os outros modelos em
nossas próximas edições.
No Brasil: madeinbrazil.com.br
PALMER
A marca Palmer, do Grupo Adam Hall, estreou nos Es-
tados Unidos com o Pocket Amp Bass portátil e os Ba-
tPacks 4000 e 8000. Graças a suas possibilidades de con-
figuração do som, quando usado como pedal de efeitos
e pré-amplificador, o Pocket Amp Bass constitui uma
ferramenta polivalente não só para ensaios e gravações,
mm89_namm2017.indd 60 09/03/17 16:21
@musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 61
mas também para atuações. O BatPack
4000 e sua variante BatPack 8000,
com potências de 4.000 mAh
e 8.000 mAh, respectiva-
mente, oferecem uma pro-
visão de corrente elétrica
independente para vários
efeitos de chão e pedaleiras.
No Brasil: palmer-germany.com
PEACE DRUMS
Este ano, a Peace Drums levou
à NAMM sua DNA Series, que
conta com acaba-
mento de laca
para adorná-
-la e imprimir
um aspecto
atraente. O kit
da DNA Series
utiliza nove
camadas de concha
de bordo com baixa massa, abraçadeiras de perfil baixo
e suportes de meia-lua, permitindo que o calor e o poder
do bordo ressoe com claridade. A DNA Series é oferecida
em dois pacotes de cinco peças em versões como um kit
power rock ou um set de jazz-fusion. Ambas incluem
hardware resistente.
No Brasil: www.peace-drums.com
PEARL
Comemorando 30 anos de
colaboração com os mú-
sicos Omar Hakim e Eric
Singer, a marca lançou suas
próprias Limited Edition
Signature Snare para eles. O snare de Omar começa com
um casco de aço de 14”x6,5” de 1 mm que obtém uma su-
perfície mais dura usando um processo chamado Physical
Vapor Deposition, que adiciona uma camada de nitrito de
titânio no exterior, dando uma cor roxa furta-cor. O bate-
rista do Kiss, Eric Singer, e a Pearl atualizaram os modelos
Jupiter Chrome-over-Brass originais para sua série signa-
ture com um casco de latão recoberto em cromo de 1 mm
estilo Júpiter e travas Click-Lock.
No Brasil: pearl-latinamerica.com
PLANET WAVES
O D’Addario Acoustic CinchFit apresenta uma forma
rápida de sujeitar uma correia aos violões com saídas
jacks de botão. Os jacks de botão
são notórios por criar incômodo
quando se colocam ou tiram cor-
reias standard para guitarras,
e usualmente requerem mo-
dificações para a correia que
resultam em um ajuste pouco
agradável. Esse novo acessório
tem uma casa para poder asse-
gurá-lo através do extremo de
qualquer correia de instrumento, e sua ação de sujeição
com faixas permite fáceis aplicação e remoção, utilizan-
do o peso do instrumento para permanecer bloqueado no
botão, de maneira que a guitarra esteja sempre firme.
No Brasil: musical-express.com.br
PROMARK
O destaque veio com duas novas baquetas, para Kimberley
Thompson e Anton Fig. O modelo para Kimberley Thomp-
son, que toca com Beyoncé e se uniu à família Promark há
pouco tempo, é uma baqueta 7A, medindo .535” de diâmetro
e apresentando 1
/2” extra em longitude para um pouco mais
de alcance, com ponta redonda pequena. O modelo Anton
Fig ActiveGrip apresenta as mesmas dimensões que o mo-
delo signature prévio de Anton (.595” [5B] de diâmetro, 16¾”
de longitude), mas agora inclui acabamento ActiveGrip.
Também há duas novas bolsas para baquetas: Sliver Essen-
tials Stick Bag e Transport Deluxe Stick Bag.
No Brasil: musical-express.com.br
SABIAN
O novo AA Mini Holy China
é um dos pratos que a Sabian
apresentou na NAMM como
amostra do que a marca traz
para os bateristas. O Chad
Smith Signature AA Holy Chi-
na ganhou múltiplos prêmios
quando foi lançado em 2010. Este ano, o novo AA Mini Holy
China comprime todo o volume, trash e corte do Holy China
em um formato mini-China. Com um alto perfil exagerado,
fileirasdepequenosorifícioseumacúpulaforte,oMiniHoly
corta seu tamanho mais que qualquer outro prato. Criado
para um trash potenciado e caráter tonal reduzido, o poder
decortedoMiniHolyChinanãoprovémdedecibéismaisal-
tos, mas da sonoridade percebida. Disponível nos tamanhos
8”, 10” e 12”, em acabamento brilhante ou natural.
No Brasil: equipo.com.br
mm89_namm2017.indd 61 09/03/17 16:21
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89
Música & Mercado Brasil #89

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Música & Mercado Brasil #89

Música & Mercado #90 - Português
Música & Mercado #90 - PortuguêsMúsica & Mercado #90 - Português
Música & Mercado #90 - PortuguêsMúsica & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - ed99
Música & Mercado Brasil - ed99Música & Mercado Brasil - ed99
Música & Mercado Brasil - ed99Música & Mercado
 
producao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdf
producao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdfproducao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdf
producao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdfEmmanuelSalathiel
 
Música & Mercado Brasil - 63
Música & Mercado Brasil - 63Música & Mercado Brasil - 63
Música & Mercado Brasil - 63Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 51
Música & Mercado Brasil - 51Música & Mercado Brasil - 51
Música & Mercado Brasil - 51Música & Mercado
 
Redes Sociais e a Música
Redes Sociais e a MúsicaRedes Sociais e a Música
Redes Sociais e a MúsicaTallita Alves
 
Relatório final bis pro rock 2
Relatório final   bis pro rock 2Relatório final   bis pro rock 2
Relatório final bis pro rock 2planobcomunicacao
 
Relatório final bis pro rock 2
Relatório final   bis pro rock 2Relatório final   bis pro rock 2
Relatório final bis pro rock 2planobcomunicacao
 
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & ApresentaçãoMicarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentaçãoxvibe
 
Projex - ECA/USP - Zerb (2019)
Projex - ECA/USP - Zerb (2019)Projex - ECA/USP - Zerb (2019)
Projex - ECA/USP - Zerb (2019)Rudi Solon
 
Sua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre music vibe
Sua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre   music vibeSua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre   music vibe
Sua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre music vibeandre rodrigues
 
Remendos - Segundo álbum de Renato Barushi
Remendos - Segundo álbum de Renato BarushiRemendos - Segundo álbum de Renato Barushi
Remendos - Segundo álbum de Renato BarushiGustavo Baldez
 
8 festivalnovabrasil 2017_m&m
8 festivalnovabrasil 2017_m&m8 festivalnovabrasil 2017_m&m
8 festivalnovabrasil 2017_m&mMeio & Mensagem
 

Semelhante a Música & Mercado Brasil #89 (20)

Música & Mercado #90 - Português
Música & Mercado #90 - PortuguêsMúsica & Mercado #90 - Português
Música & Mercado #90 - Português
 
Música & Mercado Brasil - ed99
Música & Mercado Brasil - ed99Música & Mercado Brasil - ed99
Música & Mercado Brasil - ed99
 
producao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdf
producao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdfproducao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdf
producao_tecnologia_e_campo_musical STREAMING.pdf
 
Música & Mercado Brasil - 63
Música & Mercado Brasil - 63Música & Mercado Brasil - 63
Música & Mercado Brasil - 63
 
Música & Mercado Brasil - 51
Música & Mercado Brasil - 51Música & Mercado Brasil - 51
Música & Mercado Brasil - 51
 
Redes Sociais e a Música
Redes Sociais e a MúsicaRedes Sociais e a Música
Redes Sociais e a Música
 
Nova brasil
Nova brasilNova brasil
Nova brasil
 
Fast 89 fm
Fast 89 fmFast 89 fm
Fast 89 fm
 
OITO #3
OITO #3OITO #3
OITO #3
 
Relatório final bis pro rock 2
Relatório final   bis pro rock 2Relatório final   bis pro rock 2
Relatório final bis pro rock 2
 
Relatório final bis pro rock 2
Relatório final   bis pro rock 2Relatório final   bis pro rock 2
Relatório final bis pro rock 2
 
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & ApresentaçãoMicarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
Micarrega SP 05/07 - Projeto & Apresentação
 
Inicio das raves no brasil trabalho
Inicio das raves no brasil trabalhoInicio das raves no brasil trabalho
Inicio das raves no brasil trabalho
 
Namorados2017 mm
Namorados2017 mmNamorados2017 mm
Namorados2017 mm
 
Projex - ECA/USP - Zerb (2019)
Projex - ECA/USP - Zerb (2019)Projex - ECA/USP - Zerb (2019)
Projex - ECA/USP - Zerb (2019)
 
Sua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre music vibe
Sua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre   music vibeSua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre   music vibe
Sua música e 4 descobertas que muda a carreira para sempre music vibe
 
Remendos - Segundo álbum de Renato Barushi
Remendos - Segundo álbum de Renato BarushiRemendos - Segundo álbum de Renato Barushi
Remendos - Segundo álbum de Renato Barushi
 
8 festivalnovabrasil 2017_m&m
8 festivalnovabrasil 2017_m&m8 festivalnovabrasil 2017_m&m
8 festivalnovabrasil 2017_m&m
 
Música & Mercado #80
Música & Mercado #80Música & Mercado #80
Música & Mercado #80
 
Revista ecletica
Revista ecleticaRevista ecletica
Revista ecletica
 

Mais de Música & Mercado

Música & Mercado (Music & Market) Media kit | Chinese
Música & Mercado (Music & Market) Media kit | ChineseMúsica & Mercado (Music & Market) Media kit | Chinese
Música & Mercado (Music & Market) Media kit | ChineseMúsica & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 56
Música & Mercado Brasil - 56Música & Mercado Brasil - 56
Música & Mercado Brasil - 56Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 62
Música & Mercado Brasil - 62Música & Mercado Brasil - 62
Música & Mercado Brasil - 62Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 61
Música & Mercado Brasil - 61Música & Mercado Brasil - 61
Música & Mercado Brasil - 61Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 55
Música & Mercado Brasil - 55Música & Mercado Brasil - 55
Música & Mercado Brasil - 55Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 50
Música & Mercado Brasil - 50Música & Mercado Brasil - 50
Música & Mercado Brasil - 50Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 52
Música & Mercado Brasil - 52Música & Mercado Brasil - 52
Música & Mercado Brasil - 52Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 53
Música & Mercado Brasil - 53Música & Mercado Brasil - 53
Música & Mercado Brasil - 53Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 58
Música & Mercado Brasil - 58Música & Mercado Brasil - 58
Música & Mercado Brasil - 58Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 42
Música & Mercado | Spanish - 42Música & Mercado | Spanish - 42
Música & Mercado | Spanish - 42Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 47
Música & Mercado | Spanish - 47Música & Mercado | Spanish - 47
Música & Mercado | Spanish - 47Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 66
Música & Mercado Brasil - 66Música & Mercado Brasil - 66
Música & Mercado Brasil - 66Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 48
Música & Mercado | Spanish - 48Música & Mercado | Spanish - 48
Música & Mercado | Spanish - 48Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 43
Música & Mercado | Spanish - 43Música & Mercado | Spanish - 43
Música & Mercado | Spanish - 43Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 53
Música & Mercado | Spanish - 53Música & Mercado | Spanish - 53
Música & Mercado | Spanish - 53Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 46
Música & Mercado | Spanish - 46Música & Mercado | Spanish - 46
Música & Mercado | Spanish - 46Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 49
Música & Mercado | Spanish - 49Música & Mercado | Spanish - 49
Música & Mercado | Spanish - 49Música & Mercado
 
Música & Mercado Brasil - 57
Música & Mercado Brasil - 57Música & Mercado Brasil - 57
Música & Mercado Brasil - 57Música & Mercado
 
Música & Mercado | Spanish - 50
Música & Mercado | Spanish - 50Música & Mercado | Spanish - 50
Música & Mercado | Spanish - 50Música & Mercado
 
Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018
Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018
Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018Música & Mercado
 

Mais de Música & Mercado (20)

Música & Mercado (Music & Market) Media kit | Chinese
Música & Mercado (Music & Market) Media kit | ChineseMúsica & Mercado (Music & Market) Media kit | Chinese
Música & Mercado (Music & Market) Media kit | Chinese
 
Música & Mercado Brasil - 56
Música & Mercado Brasil - 56Música & Mercado Brasil - 56
Música & Mercado Brasil - 56
 
Música & Mercado Brasil - 62
Música & Mercado Brasil - 62Música & Mercado Brasil - 62
Música & Mercado Brasil - 62
 
Música & Mercado Brasil - 61
Música & Mercado Brasil - 61Música & Mercado Brasil - 61
Música & Mercado Brasil - 61
 
Música & Mercado Brasil - 55
Música & Mercado Brasil - 55Música & Mercado Brasil - 55
Música & Mercado Brasil - 55
 
Música & Mercado Brasil - 50
Música & Mercado Brasil - 50Música & Mercado Brasil - 50
Música & Mercado Brasil - 50
 
Música & Mercado Brasil - 52
Música & Mercado Brasil - 52Música & Mercado Brasil - 52
Música & Mercado Brasil - 52
 
Música & Mercado Brasil - 53
Música & Mercado Brasil - 53Música & Mercado Brasil - 53
Música & Mercado Brasil - 53
 
Música & Mercado Brasil - 58
Música & Mercado Brasil - 58Música & Mercado Brasil - 58
Música & Mercado Brasil - 58
 
Música & Mercado | Spanish - 42
Música & Mercado | Spanish - 42Música & Mercado | Spanish - 42
Música & Mercado | Spanish - 42
 
Música & Mercado | Spanish - 47
Música & Mercado | Spanish - 47Música & Mercado | Spanish - 47
Música & Mercado | Spanish - 47
 
Música & Mercado Brasil - 66
Música & Mercado Brasil - 66Música & Mercado Brasil - 66
Música & Mercado Brasil - 66
 
Música & Mercado | Spanish - 48
Música & Mercado | Spanish - 48Música & Mercado | Spanish - 48
Música & Mercado | Spanish - 48
 
Música & Mercado | Spanish - 43
Música & Mercado | Spanish - 43Música & Mercado | Spanish - 43
Música & Mercado | Spanish - 43
 
Música & Mercado | Spanish - 53
Música & Mercado | Spanish - 53Música & Mercado | Spanish - 53
Música & Mercado | Spanish - 53
 
Música & Mercado | Spanish - 46
Música & Mercado | Spanish - 46Música & Mercado | Spanish - 46
Música & Mercado | Spanish - 46
 
Música & Mercado | Spanish - 49
Música & Mercado | Spanish - 49Música & Mercado | Spanish - 49
Música & Mercado | Spanish - 49
 
Música & Mercado Brasil - 57
Música & Mercado Brasil - 57Música & Mercado Brasil - 57
Música & Mercado Brasil - 57
 
Música & Mercado | Spanish - 50
Música & Mercado | Spanish - 50Música & Mercado | Spanish - 50
Música & Mercado | Spanish - 50
 
Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018
Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018
Musica & Mercado的客户 - 媒体资料包 2018
 

Música & Mercado Brasil #89

  • 1. INFORMAÇÃO DE NEGÓCIOS PARA O MERCADO DE ÁUDIO, ILUMINAÇÃO E INSTRUMENTOS MUSICAIS WWW.MUSICAEMERCADO.ORG | MARÇO E ABRIL DE 2017 | Nº 89 | ANO 15 Shure tem nova gerente nacional de vendas PÁG. 30GESTÃO ESPECIAL:NAMMSHOW2017|MARÇOEABRILDE2017|Nº89MÚSICA&MERCADO Assine e receba antes! Audio-Technica no Brasil Conheça o novo distribuidor brasileiro da Audio-Technica. PÁG. 32 As baterias da Luen O fabricante de percussão comemora 15 anos no setor de baterias infantis. Veja o novo lançamento aqui! PÁG. 26 ESPECIAL NAMM Show 2017 A maior feira de instrumentos musicais apresentou uma nova edição com sucesso e muitas empresas e visitantes do mundo todo, incluindo expositores fabricantes do Brasil mostrando o talento e o potencial da região. PÁG. 48 Proteja seus instrumentos Descubra o site SerialBlocker, que ajuda os músicos em caso de roubo. PÁG. 44 E ainda Boss, AngelSom Yamaha e muito mais! mm89_capa.indd 1 14/03/17 15:17
  • 4. focusrite.indd 1 03/03/17 13:52mm89_completa.indd 4 09/03/17 17:51
  • 5. 3/17 13:52 mm89_completa.indd 5 09/03/17 17:51
  • 6.
  • 7. A Hoyden musical possui uma grande variedade na linha de instrumentos de sopro. Oferecendo ao músico, diversidade em modelos e acabamentos. Qualidade aprovada e recomendada, com 2 anos de garantia. www.hoyden.com.br contato@hoyden.com.br /hoydenmusical@hoydenmusical Respeito e confiança a você! MUSICAL DO BRASIL CaioMesquita MarcosMello RicardoSena ER MM 1/3/17 4:21 PM mm89_completa.indd 7 09/03/17 17:52
  • 10. 10 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado 32 81 COLUNAS 70 Papocomos vendedoresdaloja por Luiz Uhlik 72 Comovenceromedo devenderenegociar? por Carlos Cruz 74 Plantarcertopara colhercerto! por Miguel De Laet 76 Verãodesedução por Joey Gross Brown 12EDITORIAL 14OPINIÃO O que a música diz sobre as pessoas 16ÚLTIMAS 20AMPLIANDO SEU MIX 22SETUP CCOMA 82INOVAÇÃO mPiano, da Alpha Pianos 84PRODUTOS Os lançamentos e destaques das melhores marcas do mercado 88CONTATOS Os nossos anunciantes você encontra aqui 90CINCO PERGUNTAS Exposição adequada de produtos potencializa vendas MATÉRIAS 24MUNDO DIGITAL10 dicas para vender mais pelo Instagram 26FÁBRICA15 anos da Luen fabricando baterias 28NEGÓCIOSGrande investimento para a Yamaha 30GESTÃOShure tem nova gerente nacional de vendas 32 DISTRIBUIÇÃOAudio-Technica anuncia nova distribuição no País 34ANIVERSÁRIOAs quatro décadas dos pedais Boss 38LOJISTAUma nova loja e muitas novidades para a AngelSom 40MARKETING É o fim da estratégia de marketing? 42EDUCAÇÃO6 motivos para aprender a tocar um instrumento 44TECNOLOGIASite SerialBlocker ajuda os músicos em caso de roubo 78FINANÇAS6 motivos para o varejo apostar em venda de cartões pré-pagos 80PRÉ-FEIRAMusikmesse e PL&S estão chegando a Frankfurt 81PÓS-FEIRAAmazon Music SUMÁRIO 38 48 CAPA ESPECIALNAMMSHOW2017 A tradicional feira americana marcou outro início de ano estimulando o mercado, os negócios, a educação e a indústria da música em geral. Marcas e produtos de todo tipo estiveram presentes, mais uma grande novidade: no próximo ano se espera o debute de dois pavilhões exclusivos para áudio profissional! mm89_sumario.indd 10 10/03/17 15:28
  • 12. 12 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado Quando comecei a Música & Mercado tinha um propósito claro: eu queria que as pessoas fizessem mais arte. Música para mim é como uma pintura ou escultura metafísica. É a arte no ar, por meio de frequências. Tinha consciência de que, estimulando o pensamento empresarial, poderí- amos colaborar para a expansão da arte. Havia outra razão também: observava as revistas americanas vindo para o Brasil, cheias de prestígio, mas nunca via uma publicação brasileira saindo do País. Achava que deveria haver. Com um time de pessoas apaixonadas e profissionais, a Mú- sica & Mercado alcançou esses objetivos. Além da versão brasileira, edita- mos a Música & Mercado em espanhol, que é distribuída para 21 países, investimos e reinvestimos em aplicativos para celulares, iPads, internet e continuamos com a edição impressa da revista. Escrevemos a Música & Mercado para dar suporte aos empresá- rios que vivem de comprar, vender e alugar equipamentos de áudio, ilumi- nação e instrumentos musicais. Por meio do site e de aplicativos, a Música & Mercado vem atingindo cada vez mais consumidores, por ter conteúdo único, acurado e respeitando a inteligência de quem lê. Hoje, com todos os meios pelos quais a Música & Mercado está im- plantada, somos um conector de ideias e troca de informações sobre produ- tos, mercado e empresas. E, provendo conteúdo, damos nossa contribuição para o crescimento sustentável do mercado. *(1964-) Fundador e CEO da Amazon. Por que fazemos a Música & Mercado STAFF CEO & Publisher Daniel A. Neves Diretora de Redação Paola Abregú Diretor de Arte Dawis Roos Departamento Comercial (Brasil) Denise Azevedo comercial@musicaemercado.org Tel.: (11) 3567-3022 Departamento Comercial (Internacional) sales@musicaymercado.org Administração e Finanças Rosângela Ferreira Revisão de Texto Hebe Ester Lucas Assinaturas Beatriz Mendes Ferreira assinaturas@musicaemercado.org Colaboradores Alessandro Saade, Ann Lévizon, Carlos Cruz, Dora Ramos, Joey Gross Brown, Luiz Carlos Rigo Uhlik e Miguel De Laet Impressão e Acabamento Gráfica Grafilar Música & Mercado® Caixa Postal: 2162 - CEP: 04602-970 São Paulo / SP / Brasil Tel.: +55 (11) 3567-3022 Autorizada a reprodução com a citação da Música & Mercado, edição e autor. Música & Mercado não é responsável pelo conteúdo e serviços prestados nos anúncios publicados. Publicidade Anuncie na Música & Mercado comercial@musicaemercado.org Parcerias Associados EDITORIAL @musicaemercado fb.com/musicaemercado DANIEL A. NEVES CEO & PUBLISHER “Eu sei que se eu falhar eu não vou me arrepender, mas sei que eu deveria me arrepender de não tentar.” — Jeff Bezos* mm89_editorial.indd 12 10/03/17 15:14
  • 14. 14 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado OPINIÃO O que a música diz sobre as pessoas? A música faz parte da nossa rotina diariamente, mas quantas vezes paramos para pensar no peso que ela tem em nossas vidas? O modo de ouvir música mu- dou ao longo das décadas — e, cada vez mais, é possível fazer um paralelo entre aquilo que se ouve e a fase da vida de alguém. Na ciência, você adquire conheci- mento primeiro e depois vem a fé; na espiritualidade, a fé vem primeiro e depois vem o conhecimento. Na mú- sica, temos uma adorável combinação de experimentar a fé e o conhecimen- to simultaneamente. Podemos perceber com facilidade o que a música diz sobre alguém se prestarmos atenção em quem a ‘faz’. O consagrado pianista americano Her- bie Hancock declarou que estamos em Por Álvaro Fernando Compositor de trilha sonora, vencedor de vários prêmios, atua no mercado há mais de 25 anos um tempo em que as pessoas não se interessam por música, elas gostam é das pessoas que as fazem. Uma identificação com aquele que aparece, canta, dança, namora, veste e dá entrevistas, sendo o som em si algo cuja importância não é essencial. A escuta mudou! Se você ainda ti- ver um equipamento três em um que existia na casa de seus pais ou avós, perceba que ele tem uma qualidade de som bem melhor do que o melhor equipamento à venda na loja especia- lizada de sua cidade. Ouvir música era uma atividade sensorial. Qualquer aparelho tinha caixas acústicas com graves, médios e agudos gostosos. O som entra pelos ouvidos, pela pele e pela barriga.  Hoje, a relação é de identifica- ção com o artista. Como dizia o velho provérbio — que muitos pensam ser bíblico, mas não é: “Diga-me com quem andas e te direi quem és”. No caso da mú- sica: “Diga-me quem ouves e te direi quem és”. E você? O que tem ouvido ultimamente? Com quem tem andado? Qual você prefere? São músicas instrumentais ou can- ções? Instrumentais tendem a condu- zir ao contato com seu ser, uma viagem de relaxamento e autoconhecimento, aumenta a autoestima e traz o foco. Você tem ouvido canções? Com le- tras em inglês ou português? (Já que em todo o planeta, e não só no Brasil, há o desconhecimento de músicas cantadas em outras línguas, ouvimos 99% das letras em português ou em inglês). Se for em inglês: você entende o que as letras dizem? Se for em portu- guês: o que as letras dizem? A música diz muito sobre as pes- soas e, assim como as companhias, um bom hábito é saber o que ouvir, pois é uma maravilhosa fonte de paz e energia. Sugiro “andar com fé eu vou” contra “um tapinha não dói”, su- giro “gente fina, elegante e sincera” a “que descem e rebolam, afrontam as fogosas”, proponho “basta ser sincero e desejar profundo, você será capaz de sacudir o mundo” a “os mano tá tipo bomba e as mina bumbum gra- nada”, invista em “o amor é o calor que aquece a alma” em vez de “não sei se dou na cara dela ou bato em você”. Este ano, ofereci a um amigo que teve sua primeira filha uma roupinha de bebê com o desenho de uma guitar- ra e a frase “a revolução começa aqui”. Ela pode começar também no seu aparelho de som. Ou como eu já ouvi dizer: “Diga-me com quem andas e daí eu te direi se vou contigo…”. n O som entra pelos ouvidos, pela pele e pela barriga mm89_opiniao.indd 14 10/03/17 15:14
  • 16. 16 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado As mais recentes notícias do mercado de áudio, iluminação e instrumentos musicais ÁUDIO ProShowstemnovoPortaldoCliente  No mês de janeiro, a ProShows lançou o seu novo Portal do Cliente, dando se- quência ao processo de evolução tecno- lógica da empresa. O site ficou ainda mais moderno, rápido e fácil de usar, pois com a nova ferramenta, o cliente agora pode colocar to- dos os seus pedidos on-line e quando quiser. Além de contar com toda essa comodidade, o comprador ainda recebe des- contos exclusivos ao se cadastrar. A nova ferramenta está disponívelparatodososclientesquejápossuemcadastrona ProShows. O acesso ao Portal pode ser feito após preencher o formulário disponível no link: http://bit.ly/cadastroporta Behringeranunciou últimoNAMMShow AempresadeUliBehringeraler- touosvisitantesefãsdamarca adesfrutardasuacompanhia na NAMM em janeiro passado, pois, segundo anunciaram, a edição 2017 foi a última de que participaram. A Behringer está construindo vários grandes centros de Experiência ao Con- sumidor tanto em Los Angeles quanto em outras cidades do mundo. Desse modo, pensam fornecer aos clientes uma expe- riênciamuitomelhoremaisfocadanosseusprodutos. D.A.S.Audioanuncianovoproduto A firma espanhola anunciou o lan- çamento do Ovi 12, um sistema de alto-falante versátil diferente que pode ser usado em uma variedade de aplicações especiais. Pode ser montado em paredes, colocado em estruturas ou suspendido em tetos de grande altura como alto-falante pendurado. Inclui um cone coaxial de 12” com capacidade de direção de potência de 300 W RMS, dentro de uma armadura de polipropileno de estrutura refor- çada. Está disponível em branco ou preto e pode ser pintado segundo as necessidades. Estúdiosde gravação gratuitosem SãoPaulo As Fábricas de Cul- turadoGovernodoEstadodeSãoPauloestãocomasagendas de seus estúdios gratuitos abertas para gravações de artistas dos mais variados estilos. Nas Fábricas da zona leste, o aten- dimento é realizado de quarta a domingo, das 9h às 17h, com duração de 2 horas por gravação. Já nas Fábricas das zonas norteesul,osmúsicospodemgravardeterçaasábado,das9h às 17h, com no máximo 4 horas por sessão. Todas as informa- ções sobre o programa Fábricas de Cultura estão disponíveis no site www.fabricasdecultura.sp.gov.br. Os estúdios da zona leste são equipados com guitarra, violão de náilon, violão de aço, baixo, surdo, tantan, teclado MIDI, eggs (tipo de choca- lho), ganzá e bateria. Já os estúdios das zonas norte e sul são equipados com teclado MIDI, bateria e caixas de som. O agen- damentopodeserfeitodiretamentenarecepçãodasFábricas. Indústriadelutopela perdadeVinicioTanoni Commuitatristeza,aFBTanunciou o falecimento do sr. Vinicio Tanoni, um dos fundadores da companhia de áudio italiana, aos 92 anos. Vinicio Tanoni e Bruno Baldoni criaram em 1963 a Fac- tory Baldoni Tanoni, que atualmente conhecemos como FBT. Desde o início se dedicaram a trabalhar arduamente, e hoje seus produtos de áudio profissional são distribuídos em mais de cem países ao redor do mundo. Solidarizamo-nos com a família, amigos e colegas de Vinicio neste momento doloroso. Estande na NAMM 2017 mm89_ultimas.indd 16 10/03/17 15:15
  • 17. @musicayemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 17 INSTRUMENTOS RiggatecéanovamarcadeAdamHall Em15defevereiro,o AdamHallGroupadi- cionouàsuafamíliade marcasumnovonome nolequedesoluçõesde tecnologiadeeventos: Riggatec.Aampliaçãodo catálogo com a Riggatec permitirá ao Adam Hall Group ofe- recer uma carteira completa de produtos de rigging a preços competitivos para empresas organizadoras de eventos e de montagem de palcos. A variedade de artigos da Riggatec com- preende produtos e soluções para profissionais de montagem. De braçadeiras simples e duplas em numerosos tamanhos e modelos, passando por cordas de retenção de segurança, até diversos tipos de acessórios de eslinga, tais como grilhão, por- cas anulares e elos, a Riggatec oferece o necessário para fixa- ção e segurança para qualquer tipo de tecnologia de eventos. Next-proaudiolançaráferramentaAST Anovaferramentade simulaçãoacústica (AST)éumsoftware desimulaçãopara modelos2Dpara subwoofersousub- -arrays.Comumain- terfaceintuitivaefácil deusar,osoftware de simulação acústica AST foi criado para ajudar os usuários da Next-proaudio ao configurarem as caixas subwoofers em algum lugar. Baseada em um algoritmo preciso e rápido, essa ferramenta é capaz de calcular o rendimento acústico dos subwoofers, auxiliando o usuário a encontrar a melhor solu- ção para uma sala com múltiplas fontes de som. O simulador permite que o usuário então simule em 11 diferentes frequên­ cias de espaço ISO 266 (20 HZ ~ 200 Hz) com um só clique. MarcoVignolidiretordaMarutec/Tagima AMarutec,fabricanteeimportadoraresponsávelpelasmarcas Tagima, Memphis, Nagano e Fishman, realizou nos dias 6 e 7 de janeiro sua convenção de vendas 2017, que teve como tema “Força Total e Estratégia de Vendas”. Realizada na cidade de Itu, no Hotel San Raphael, como todos os anos, foi um encon- tro da equipe interna (comercial, marketing, desenvolvimento, financeiro, importação, logística, assistência técnica) com seus representantes regionais. Juntos, discutiram sobre melhorias na empresa, novos projetos, metas e objetivos do ano, que en- volvemprincipalmenteofortalecimentodaexportaçãodepro- dutos para os mercados americano, europeu e para a América do Sul. Ney Nakamura, presidente da empresa, aproveitou o momento para anunciar a promoção de Marco Vignoli, ex-ge- rente, quepassaaocupar afunção dediretor. AnafimaeAsBEAassinamacordocom InfoComm Nofinalde2016, aInfoComm International assinoudois importantes acordosdecola- boraçãocom associações brasileiras. O primeiro foi com a Anafima (Asso- ciação Nacional dos Fabricantes de Instrumentos Musicais e Áudio) e o segundo com a AsBEA (Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura). O acordo com a Anafima tem como objetivo fornecer oportunidades de educação e qualifi- cação aos profissionais de ambas as indústrias em seus mer- cados e áreas de atuação. As duas instituições cooperarão na criação de um programa educacional para o benefício dos profissionais brasileiros de áudio, além de atuarem na busca do reconhecimento da carreira de técnico audiovisual como profissãooficialpelosorganismosoficiaiscompetentes.Jácom aAsBEAoacordofoifirmadocomointuitodeampliaracons- cientização dos arquitetos sobre a Indústria AV Profissional e seu papel e, no sentido inverso, para que os profissionais AV entendammelhoropapeldosarquitetoseseuprocessodepro- jeto arquitetônico, especialmente no que se refere à interação com o projeto AV. Também como parte dos dois acordos, os associadosdaAnafimaedaAsBEApoderãoparticipardasati- vidades educativas da InfoComm a preços com desconto ou condiçõespraticadassomenteparaassociados. Toda a equipe interna da empresa mm89_ultimas.indd 17 10/03/17 15:15
  • 18. 18 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado ÚLTIMAS EquipeArwelganha novacolaboradora Kimberlly Andrade Custódio é ago- ra a responsável pelo departamento de Marketing da Arwel Instrumen- tos Musicais. A contratação tem como objetivo estreitar o relaciona- mento com os clientes e ampliar a comunicação e o gerencia- mento de mídias sociais. Kimberlly colaborou com a revista Guitarload, atuando como assistente de Marketing. “Fico feliz comaoportunidadeeocarinhodetodaaequipe.Édesafiador eempolganteassumirtamanharesponsabilidade”,declarou. Multisomfechará30filiaisejá dispensoumaisde700funcionários A rede de lojas Multisom já fechou sete lojas desde o início de 2017. De acordo com reportagem publicada no blog Acerto de Contas, da Click RBS, nos próximos meses a empresa vai atingir o número de 30 operações encerradas. Atualmente a rede possui 127 unidades. A informação é de Francisco No- velletto, presidente da rede de lojas, que existe há 23 anos. Novellettotambémcontouaoblogquedispensou700funcio- náriosnosúltimosmeses.De2milpassoua empregar1,3mil pessoas. Ainda segundo o empresário, 80% das lojas que se- rão fechadas ficam em shoppings. Aliás, deu entrevista para a Rádio Gaúcha minutos depois da reunião em um shopping de Porto Alegre. “Estamos negociando com os empreendi- mentos. Mas, se não avançar, teremos de fechar”, explicou. Entreoutrosproblemasmencionados,Novellettocita,princi- palmente, a cobrança do 13º aluguel no fim do ano. “A nossa conta nas empresas não está mais fechando. E não é a crise a culpada. Eram 12 a 15 funcionários por loja. Atualmente, a estrutura da Multisom está sendo bastante enxugada. São cerca de sete trabalhadores por unidade”, finaliza. Yamaha Musical School começou 2017 de cara nova A Yamaha Musical School, que até então estava localizada na Rua Santa Justina, em São Paulo, se unirá ao escritório da Ya- mahaMusicaldoBrasil,formandoumúnicocomplexo,oqual concentrará todos os braços da Yamaha Musical no País. Com a mudança, os alunos terão mais opções de horários para au- las,quepoderãoserestendidosatéas22h.Outrodiferencialdo novoendereçoéoestacionamento,quepassaráasercusteado pela escola (permanência de 1h30). A rede de escolas de músi- ca da Yamaha tem como principal objetivo promover o ensi- no, a difusão da música e enriquecer a sociedade na qual está inserida. A escola é uma iniciativa da Yamaha Musical e, no Brasil, já soma mais de quatro anos de existência. No mundo, sãomaisde50anosinvestindoemeducaçãomusical,emmais de 40 países. Ao todo, mais de 5 milhões de alunos já tiveram a oportunidade de conhecer o ensino de qualidade oferecido pelainstituição.“AsaulasnaYamahaMusicSchoolsãonoesti- loPlugandPlay,emqueoalunoaprendeatocarelerpartituras rapidamente, sem aulas específicas de teoria”, explica Carlos Alberto Ferrari, gerente de Educação Musical, sobre o método deensinoexclusivodaYamahaMusicSchool. LuenfechaparceriacomogrupoFundo deQuintal Dandocontinui- dadeàestraté- giadedivulga- çãodamarcae danovalinha Guetto,aLuen anuncia parceria com o renomado grupo Fundo de Quintal. “Para nós, é uma grande honra, pois eles são referência no segmento. Não à toa, são chamados de mestres pela grande maioria dos músicos. O Ubirany foi o criador do repique de mão, assim como o Sereno do tantan, e agora vê-los usando e aprovando os nossos instrumentos nos dá a grande certe- za de que estamos no caminho certo!”, disse Tiago Daniel, do Marketing da Luen. O Fundo de Quintal integra o time degrandesartistasdaLuen,quecontacomnomescomoArt Popular, Pixote, Bom Gosto e Doce Encontro.
  • 19. @musicayemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 19 GanhadoresdosTEC Como todos os anos, a premiação foi apresentada durante a NAMM. Aqui estão os vencedores nas categorias de destaques técnicos desta 32ª edição: • Hardware de amplificação: Crown XLS Drivecore 2 • Tecnologia para educação de áudio: iZotope Pro Audio Essentials • Equipamento complementar: Rupert Neve Designs RNHP (Precision Headphone Amplifier) • App & hardware para áudio/ periférico para smartphone/tablet: Avid Pro Tools | Dock • Hardware de áudio para computador: Universal Audio Apollo Twin USB Interface • Tecnologia para produção de DJ: Native Instruments Traktor Kontrol S5 Controller • Tecnologia em fones de ouvido: Sennheiser HD 25 Plus • Console de formato grande: Solid State Logic System T • Pré-amplificador de microfone: AMS Neve 1073DPX • Microfone - Gravação: Schoeps ORTF-3D • Microfone - Reforço sonoro: Shure KSM8 Dualdyne • Efeitos & amplificação para instrumento musical: Softube Marshall JMP 2203 • Hardware para instrumento musical: Moog Music Mother-32 • Software para instrumento musical: Softube Marshall Bluesbreaker 1962 • Hardware para processamento de sinal: Warm Audio WA-2A Tube Opto Compressor • Hardware para processamento de sinal (módulos série 500): API 512V • Software para processamento de sinal (dinâmica/EQ/utilidades): iZotope Ozone 7 Advanced • Software para processamento de sinal (efeitos): Soundtoys 5 • Tecnologia em console de formato pequeno: Solid State Logic Sigma Delta • Alto-falantes para reforço sonoro: Meyer Sound D MJF-208 Stage Monitor • Monitores de estúdio: Genelec 8430A IP SAM • Tecnologia wireless: Sennheiser Evolution wireless G3 A-1 Band • Tecnologia em estação de trabalho: Avid Pro Tools 12.3 TagimachegaaosEstadosUnidos A reconhecida Tagima Guitars, com base em São Paulo, aterris- sou no mercado americano com a abertura de um escritório de vendas localizado em San Clemente, Califórnia. A Ta- gima U.S. prestará serviço nesses territórios e aos clientes locais oferecendo várias linhas de guitar- ras e violões, que podem ser usados por estudantes e profissionais. Entre as séries disponíveis, encontramos a Woodstock, com designs clássicos; a América, de violões disponíveis em diferentes madeiras, com as linhas mahogany e walnut, e os ukuleles da linha Hawaii. 11ªExpoMusicalPlus seráemFozdoIguaçu A 11ª Expo Musical Plus, feira regional realizada pela Musical Plus Repre- sentações, será realizada entre 17 a 19 de março no Bourbon Cataratas Convention & Spa Resort, localizado em Foz do Iguaçú, no Paraná. Entre fabricantes e distribuidores, o evento pretende reunir mais de cem lojistas e acima de 300 convidados, provenientes de diversas regiões do Brasil. Além de sorteio de prêmios e a localização privilegiada, próxima às Cataratas do Iguaçú. Como de costume, o evento provê entretenimento, além de negócios. Neste ano, a Expo Musi- cal Plus trará a bandas do guitarrista e produtor do Barão Vermelho, a Fernando Magalhães & Banda e Os Doutores, nos dias 17 e 18 de março, respectivamente. Expositores confirmados: Casio, Izzo, Oneal, Santo Angelo, Tagima, Ask, Edon, Fishman, FSA Cajons, Habro Music, Nagano, Núcleo Musical, Octagon, Orion, Solid Sound e WMS. NeyNakamuranaNAMM2017 mm89_ultimas.indd 19 10/03/17 15:15
  • 20. 20 www.musicaemercado.org @musiceymercado fb.com/musiceymercado Drivers Pedestalparamicrofone Metais Eagle Tuba Sinfônica TUB 670 $$$ Celestion CF 1840H $$ B&C Speakers DE990TN $$ Ampliando seu mix MIX DE PRODUTOS Selecionamos algumas categorias e seis modelos para você diversificar seu conhecimento do que está disponível no mercado. Os símbolos $, $$ e $$$ indicam em que nível de preços se encontra cada item (econômico, normal ou elevado, dentro de sua categoria). Lembre-se, são sugestões para que você conheça todas as combinações que podem levá-lo a vender mais e melhor. Inspire-se e monte um kit com os modelos que você tem na sua loja. Vamos vender! Eminence Alpha 4 $$ JBL Selenium 8W16P $$ P Audio SD 52BF $$$ 18 Sound ND4015Ti2 $$ iBox smMax $ Gravity GMS431B $$ On-Stage MS7625PG $ RMV Suporte 0090 com base articulada $$ Stay Music Girafa tripé com pés articulados $$ ASK Pedestal para microfone girafa MGS preto $ Hoyden Saxhorn HHS-25L Mib $$ Hering Carambola Trêmolo CAR 6 $$ Harmonics Clarinete baixo (Clarone) Bb Bakelite HCL-580 $$$ Selmer Clarinete estudante CL301 Bb $$$ Weril Trompete Piccolo Bb/A Weingrill & Nirschl $ mm89_mix.indd 20 10/03/17 15:16
  • 22. 22 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado SETUP O duo CCOMA e seus equipos Os dois músicos e produtores gaúchos apresentam seu novo álbum e contam um pouco sobre os instrumentos e equipamentos que costumam usar em suas apresentações O duo eletrônico instrumental CCOMAéformadopelotrom­ petista e produtor Roberto Scopel e pelo percussionista e produtor Luciano Balen. A dupla tem como matéria-prima a música produzida eletronicamente, utilizando-se de ele­ mentos orgânicos como percussão, trom­pete, flugelhorn e acordeom. Com três álbuns lançados — inclusive um (intitulado Peregrino) ganhador do 24° Prêmio da Música Brasileira,em2013,nacategoriaÁlbum Eletrônico —, a dupla lançou seu quarto disco, Subtropical Temperado, em setembro do ano passado. Subtropical Temperado abre pos­ sibilidades musicais do Sul ao Brasil e às suasfronteiraslatinasemdezfaixasque refletem o desejo do duo gaúcho pela tropicalidade. Essa busca incessante pelocaloréembaladaporsuaconhecida e premiada sonoridade eletrônica inspirada pelos sons da natureza. No novo álbum, Luciano e Roberto incorporam músicas de raiz de diferentes regiões da América do Sul ao som de sintetizadores e timbres que moldaram o final dos anos 1970 e o começo dos anos 1980. Subtropical Temperado apresenta contornos autênticos a partir de fortes referências de nomes como Kraftwerk, Jean Michel Jarre, Bjork, Marcos Valle, Azymuth e Donna Summer. No disco e no show participam a cantora Etiene Nadine e o acordeonista e baixista Rafael De Boni. Também participaram do álbum o DJ e produ­tor radicado em Londres Moisés Matzen­ bacher e o pianista Ivan Teixeira. O projeto, que inclui a gravação do disco e shows de lançamento em sete cidades, foi contemplado pelo segundo edital do programa Natura Musical e tem o financiamento do Pró-Cultura/ RS,leideIncentivoàCulturadoGoverno do Estado do Rio Grande do Sul. mm89_setup.indd 22 10/03/17 15:13
  • 23. Roberto Scopel (trompete) Sua carreira de músico começou em 1993 junto com a família, irmãos e primos. Desde então, estudou muita música erudita e aos poucos foi para a música popular, mais precisamente para o jazz. Já em 2006 descobriu a música eletrônica em sua entrada no CCOMA. “Acho que tudo isso me influencia muito e se traduz na minha arte. Hoje vivemos num fervilhar no modo de fazer música. Nunca foi tão democrático e fácil produzir um disco, comprar instrumentos e também divulgar seu trabalho. Estamos vivendo numa era da arte”, comentou. Como parte do duo, Roberto usa um teclado MicroKorg XI Plus, um trompete passando por um multiefeito de guitarra Zoom B21U, controlador MIDI, software Ableton Live, o instrumento de sopro zurna, uma gaita colombiana e um flugelhorn. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 23 Luciano Balen(percussão) Começou fazendo aulas de violão erudito em 1984, ao lado de uma sala onde havia aula de bateria. Em 1986, após uma viagem à Bahia, de onde voltou forrado de instrumentos de percussão artesanais, montou sua primeira “bateria”, quando tinha 12 anos. Desde essa época entendeu que na bateria podia ter qualquer som de percussão. Seu primeiro hi-hat foi uma tesoura em cima de uma bandeja de cobre. “Sempre quis saber mais sobre música brasileira e latina, embora o Brasil também seja latino. Me interessaram a síncopa, o suingue, as notas fantasmas. Sempre me interessei pelos bateristas brasileiros e os estudei muito, Robertinho Silva, Márcio Bahia, Ivan Mamão… Estudando esses caras foi natural o apego à música desse continente”, disse.  Um fato interessante que o músico contou é que a música sempre foi uma atividade paralela, mas nos últimos seis anos, após a conclusão do documentário Profissão: Músico, ela se tornou a única atividade profissional da sua vida.  Hoje, com 30 anos de bateria, um Prêmio da Música Brasileira, quatro turnês no Brasil e quatro álbuns, tudo isso com o CCOMA, o músico declarou ter a certeza de que fez a escolha certa. “Nasci para ser músico e para utilizar os sons do Brasil!” Atualmente, nos shows, Luciano usa qualquer caixa, com qualquer bumbo. Hi-hat Paiste 2002, comprado usado em 1991. Além disso, usa um Octapad SPD 30 Roland, com sons editados por ele, buscando uma referência nos sons eletrônicos do final dos anos 70 e início dos anos 80. Também usa um Kaoss PAD KP3 da Korg, em que processa sons de voz, percussão e apitos brasileiros. mm89_setup.indd 23 10/03/17 15:13
  • 24. 24 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado MUNDO DIGITAL 10 dicas para vender mais pelo Instagram O Instagram anunciou re- centemente que pretende lançar uma nova tela para vendas. A nova funcionalidade, que ainda está em fase de testes nos Esta- dos Unidos, deve tornar o mercado de vendas pelas redes sociais ainda mais promissor, segundo Ana Tex, espe- cialista em marketing digital e uma das idealizadoras do FashionInsta. Uma pesquisa feita nos Estados Unidos revelou que 84% dos usuários de smartphones pesquisam e compa- ram produtos por aplicativos ou pela web. De acordo com Ana Tex: “O índice de engajamento no Instagram é qua- se seis vezes maior que no Facebook — são 4,1% contra 0,7% do Facebook Quem quer vender produtos e promover a empresa usa constantemente as redes sociais, mas você já pensou no Instagram como parte da sua estratégia? —, o que o torna um potencial meio de vendas on-line”. Ana Tex acredita tanto no Instagram como um meio para empreender que criou, junto com Alexandra Moraes, o FashionInsta — curso específico para vendas de moda feminina pela rede social, mas que pode ser aplicado a qualquer outro segmento de mercado. Alexandra Moraes é prova viva de que investir no Instagram para vender on-line pode ser uma alternativa com baixo custo e retorno imediato. Ela co- meçou do zero e, logo no primeiro mês com uma loja na rede social, faturou cerca de R$ 7 mil. No início, Alexandra desenvolveu um método próprio para administrar suas vendas, estoques e entregas. Depois ela juntou tudo o que sabia com as técnicas que aprendeu com a especialista de marketing digi- tal Ana Tex. A iniciativa deu tão certo que Ale Moraes e Ana Tex desenvolve- ram o FashionInsta, um treinamento on-line que ensina todos os passos para vender pelo Instagram. Agora, com uma função de ven- das no Instagram, esse segmento deve crescer ainda mais. No entanto, a especialista acrescenta: “Não basta criar uma página e anunciar produ- tos. O empreendedor terá de adotar algumas estratégias para conquistar e fidelizar clientes pela rede social”. A seguir, Ana Tex dá dez dicas para vender mais pelo Instagram. mm89_mundodigital.indd 24 10/03/17 15:13
  • 25. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 25 Aestratégiamais importantenesta redesocialéterum conteúdorelevanteque eduque,entretenhae inspireosseguidores 1.Deixe seu Instagram público Pode parecer óbvio, mas tem muita marca fazendo perfis privados. Isso pode irritar o seu potencial cliente. Para quem tem como objetivo alavan- car um negócio e vender pela rede so- cial, ter um perfil público é primordial.  2.Crie conteúdos que eduquem, inspirem e entretenham A estratégia mais importante nesta rede social é ter um conteúdo rele- vante que eduque, entretenha e inspire os seguidores, por- que é isso que vai fazer com que eles tenham interesse em seguir uma conta. Para isso, procure fazer uma pesquisa na rede social e na internet sobre quais assuntos seus clientes mais perguntam. Pelo que eles mais se interes- sam? Sabendo o que as pes- soas mais perguntam sobre o seu assunto, é mais fácil criar posts que falem sobre suas curiosi- dades. O principal erro cometido é querer vender em todos os posts. As redes sociais foram feitas para criar uma conversa, um relacionamento. É por isso que 80% dos seus posts devem ser compostos por conteúdos que não estejam vendendo, enquanto 20% serão compostos por ofertas.  3.Crie vídeos sobre os produtos e serviços Os vídeos mostrando seus produtos ou serviços podem contribuir para aproximar o consumidor da sua loja. Tire suas dúvidas mostrando detalhes, proporções, acabamentos e vantagens. Lembre-se: quando fala sobre benefício do produto em vez de questões técni- cas e promoções, você é bem-visto nas redes sociais. Ajude seus seguidores e não apenas venda. É assim que um produto deve ser exposto.  4.Use hashtags As hashtags devem ser escolhidas de acordo com seu nicho e com o que está postando. Também use variações de hashtags com e sem acento. Escolha 30 hash- tags e coloque-as no comentário do seu próprio post — dá o mesmo efeito que as hashtags colocadas na legen- da, mas polui menos o post.  5.Seja visto Quem não é visto não é lembrado.  Por isso, poste todos os dias. Faça uma experiência com três posts ao dia: um de manhã, um de tarde e um de noite, e verifique os resultados. Se você não tem tempo para produzir tantos conteúdos, exis- tem sistemas que agendam posts, fa- cilitando seu trabalho.  6.Dê dicas para seus seguidores Aposte em dicas relacio- nadas ao seu nicho. As pesquisas fei- tas para criar conteúdos o ajudarão na criação dessas dicas. Com elas, você passa a ser uma autoridade no segmento e não apenas um vendedor.  7.Crie competições estratégicas  Promova competições para ter engajamento do seu público-alvo na rede social.  8.Crie chamadas para ações Por que você está mar- cando presença no Instagram? Cada post que fizer no Instagram deve ser estratégico e incluir uma “Chamada para Ação” — isso significa que você deve dizer para a pessoa o que ela deve fazer ou direcioná-la para alguma ação. Se você tem a atenção de alguém, precisa assumir o controle da relação e dizer o que ela tem que fazer. Enviá-la para um acesso ao seu conteú- do gratuito ou para valiosas informações relacionadas ao seu negócio, onde você terá a chance de capturar o e-mail e construir um relacionamento com este possível cliente. Esta é uma das técnicas de transfor- mar seu seguidor em cliente.  9.Divulgue seu Instagram de forma on-line e off-line Espalhe por aí que o seu negócio tem umperfilnoInstagramcomconteúdos relevantes. Faça isso em suas outras re- des sociais e também de forma off-line.   10.Descubra parceiros estratégicos e formadores de opinião Pesquise parceiros e formadores de opinião que podem ajudar na divul- gação do seu negócio no seu segmen- to. Também fique atento ao que eles estão fazendo nas redes sociais. Isso pode servir de inspiração. n mm89_mundodigital.indd 25 10/03/17 15:13
  • 26. 26 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado FÁBRICA Aniversário da Luen na fabricação de baterias infantis A Luen sempre se preocupou em disponibilizar um mix de produtos amplo e diversificado. Tendo isso em mente, 15 anos atrás — já fabricando instru- mentos de percussão de mão, peles e acessórios — identi- ficaram uma oportunidade de entrada no segmento de ba- terias, que tinha poucas ofertas no mercado brasileiro. Esse estudo levou um longo período, sendo inclusive postergado algumas vezes por questões estratégicas. “Sempre soubemos que era um mercado promissor e que merecia uma atenção especial, já que estamos falando com os futuros bateristas e consumidores. Entretanto, sentíamos que precisávamos fazer algo de especial, mais sofisticado e trabalhado, podendo atender não apenas o mercado de ins- trumentos musicais, mas também o varejo como um todo”, contou Tiago Daniel, gerente de Marketing da Luen. Desde o início este foi o desafio: ter um instrumento mu- sical que se enquadrasse também na categoria de brinquedo, A fabricante de instrumentos de percussão lançou um novo modelo comemorativo e se prepara para um ano de crescimento nesse segmento soando e tendo o desempenho de instrumento musical com a segurança e a regulamentação de um brinquedo. Tiago explicou: “Seguindo o conceito básico inicial, sentí- amos que precisávamos ir além. Então, de maneira pioneira, fomos atrás da certificação do Inmetro. Fizemos todas as adaptações necessárias e conseguimos ter um produto de alto padrão musical com a certificação e o selo de segurança e qualidade para as crianças. Após isso, também de maneira TiagoDaniel,gerentedeMarketingdaLuen mm89_fabrica-luen.indd 26 14/03/17 15:39
  • 27. MAIS INFORMAÇÕES luen.com.br Luen.com.br inovadora para o nosso mercado, licenciamos o direito de uso da Turma da Mônica. Desde então, essa linha tem ganhado cada vez mais participação em nosso faturamento, gerando grandesresultados”. Fabricação e desenvolvimento Com presença em todos os Estados do País, as baterias, assim como toda a linha Luen, são produzidas 100% no Brasil. Hoje a empresa conta com uma grande estrutura fa- bril, estando entre as maiores fabricantes de percussão da América Latina, o que garante alta produtividade e padrão, podendo atender não apenas o dia a dia, mas também as datas sazonais. Atualmente, devido à alta demanda e ao giro dos produtos, a Luen tem um departamento exclusi- vo para a fabricação das baterias. Entre elas, encontramos três linhas disponíveis: a Star Kids, a Turma da Mônica e o lançamento de 2017, a Pop. A Star Kids e a Pop possuem diversos acabamentos, totalizando dez modelos. “Nosso processo para criar uma bateria segue os pas- sos tradicionais. Iniciamos com uma pesquisa de merca- do, em seguida vêm as etapas internas de planejamento, desenvolvimento, seleção de fornecedores, testes práticos e técnicos etc. Ou seja, é um processo de desenvolvimento completo e detalhado”, disse o gerente de Marketing. “Destaco a questão do cuidado e da separação dos nichos, isto é, temos consciência de que estamos produzindo para crianças e por esse motivo o produto é inteiramente pensado com essa finalidade. Eliminamos a pintura que possui com- ponentes tóxicos e substituímos todas as peças possíveis de metal por uma composição especial de ABS e fibra, gerando alta performance, resistência e segurança”, conta Tiago. Do primeiro ao último O primeiro modelo fabricado foi a Star Kids, que está em linha até hoje. Mas a bateria tinha outras características técnicas, por exemplo, todas as peças (toms, surdo, caixa e bumbo) eram pintadas e hoje contam com um processo de revestimento mais sofisticado, moderno e seguro para as crianças, visto que não tem substâncias tóxicas, como acontece com a tinta. Bumbos em estoque Peças prontas para criação de bateriasLinhas de produção e montagem Durabilidade e eficiência devem estar presentes no seu dia a dia. Utilize nossas soluções em: som automotivo, sistemas de áudio e vídeo, eletrônica e automação. Há 30 anos conduzindo qualidade em cada segmento. 11 2070.2300 cabosmancini.com.br 005_MAC_Anuncio-8x12.indd 1 14/03/17 15:11 Maisrecentemente,aempresalançouabateriaPopemco- memoração aos 15 anos no mercado de bateria infantil. Essa bateria foi estrategicamente desenvolvida para atuar em uma faixa de preço abaixo da Star Kids, oferecendo aos clientes um instrumento de qualidade e certificada pelo Inmetro por um preçoatrativo.Conformeoplanejado,essemodeloentroupara somar no faturamento da empresa em vez de substituir o mo- delo já em linha, ou seja, elas convivem perfeitamente, cada umaemseunicho. “OlançamentodabateriaPopaqueceuasvendasetemos certeza de que este ano teremos um crescimento considerá- vel nesse segmento. Para 2017 manteremos o trabalho nes- sas linhas buscando ampliar cada vez mais nossa participa- ção. Também estamos realizando algumas ações pontuais de vendas e outras de marketing. Em fevereiro, fizemos uma ação com a Rede Record com essa linha”, concluiu Tiago. n mm89_fabrica-luen.indd 27 14/03/17 15:39
  • 28. 28 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado NEGÓCIOS Grande investimento para a Yamaha A Yamaha  ainda estabeleceu uma nova subsidiária na Indonésia: a Yamaha Musi- cal Products Asia (YMPA), onde serão fabricados vários instrumentos musi- cais digitais, tais como componentes de piano, tanto para o mercado japo- nês quanto para o global. A fábrica es- tará localizada em Bekasi (na Região Metropolitana de Jacarta, capital da Indonésia) e deverá iniciar suas opera- ções em agosto de 2018. A nova fábrica é a sexta instalação de produção da Yamaha no país. As cinco outras são: uma fábrica de pia- nos (Yamaha Indonésia), uma de gui- tarras (Yamaha Music Manufacturing Indonésia), uma unidade de fabricação de instrumentos musicais eletrônicos Yamaha planeja investir aproximadamente US$ 43 milhões no desenvolvimento de outra fábrica de instrumentos musicais na Indonésia (Yamaha Music Manufacturing Asia), uma fábrica de instrumentos de sopro e melódica (Yamaha Musical Products Indonesia), além de uma fábrica de pro- dutos audiovisuais (Yamaha Electro- nics Manufacturing Indonesia). Além da Indonésia, a Yamaha planeja desenvolver uma fábrica de instrumentos musicais na Índia, cuja instalação deve iniciar as operações no início de 2019. A Yamaha afirma detectar a crescente demanda por ins- trumentos musicais, especialmente de mercados emergentes. Portanto, as novas plantas na In- donésia e na Índia são consideradas um investimento estratégico que be- neficiará a empresa, especialmente ao tentar expandir sua participação em mercados emergentes. Achmad Sigit Dwiwahjono, diretor- -geraldeQuímica,IndústriaTêxtileIn- dústrias Diversas do Ministério da In- dústria da Indonésia, está contente em ver a Yamaha expandir seus negócios no país e tornar a Indonésia seu centro deproduçãodeinstrumentosmusicais. Ele acrescentou que a Yamaha na Indo- nésia já exporta vários instrumentos, inclusive para o Japão. Com a nova uni- dade de produção, deverá contribuir para o aumento das exportações, o que teria um impacto positivo na balança comercial da Indonésia. n MAIS INFORMAÇÕES br.yamaha.com ca p Fabricação de pianos mm89_negocios.indd 28 10/03/17 15:11
  • 30. 30 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado GESTÃO Shure tem nova gerente nacional de vendas A Shure anunciou Priscila Berquó como nova gerente nacional de vendas das linhas MI e Pro Áudio para o Brasil A profissional irá trabalhar em estreita colaboração com os distribuidores e dealers autorizados, am- pliando o posicionamento da Shure nos segmen- tos de varejo e áudio profissional, e terá papel relevante na aproximação da marca com o usuário final. Pós-graduada pela Business School São Paulo em gestão empresarial, a profissional conta com mais de 15 anos de ex- periência na indústria da música e trabalhou anteriormente na Roland Brasil como responsável pelas áreas de vendas e marketing.SegundoJoséRivas,diretordaShureparaaAmé- rica Latina: “É um prazer poder dar as boas-vindas a Priscila Berquó e contar com sua expertise em nossa equipe. Com profundo conhecimento e entendimento do mercado e forte habilidade de liderança, estou confiante de que a profissio- nal será a voz de nosso cliente e irá assegurar e continuar o crescimento das categorias MI e Pro Áudio no Brasil”. Embreveentrevista,Priscilacontasobreessanovaetapa em sua carreira.    Como está sendo o desafio de passar do segmento de instrumentos musicais, tendo trabalhado na Roland, para o de áudio profissional? A experiência tem sido muito rica. O áudio profissional é um universo muito diferente e na Shure estou tendo a oportuni- dadedeconhecerprodutos,aplicaçõesesoluçõesqueatendem a necessidades de A a Z do nosso mercado. O mais fascinante é que o instrumento musical está diretamente relacionado ao universo do áudio porque, por exemplo, se um músico precisa deumaguitarra,elelogoprecisarádeumtransmissordeáudio sem fio para utilizar em apresentações musicais profissionais, e tais conexão e proximidade geram ainda mais interesse de compreender as necessidades do usuário final com o objetivo deapresentaraeleasmelhoressoluçõesemprodutosShure.   Como você vê esse segmento no Brasil? Enxergo o segmento de áudio profissional promissor e cheio de oportunidades. Acredito que a vinda da Shure para o Bra- sil é positiva e será benéfica para o mercado da música como um todo, trazendo uma boa dose de profissionalismo e or- ganização para o segmento. Atualmente a Shure conta com novos distribuidores autorizados no País, um especializado em varejo de instrumentos musicais e outro mais focado no segmento de áudio profissional. Somente no ano passado, por meio da nossa forte parceria com a Musical Express, au- mentamos em dez vezes o número de dealers autorizados. Foi um trabalho intenso e muito efetivo, e que continuará com o apoio de toda a equipe Shure no Brasil. Priscila visitando o estande da Shure na NAMM 2017 mm89_gestao-shure.indd 30 10/03/17 15:10
  • 31. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 31 Untitled-1 1 17/08/2016 10:55:34 Somente no ano passado, por meio da nossa forte parceria com a Musical Express, aumentamos em dez vezes o número de dealers autorizados. MAIS INFORMAÇÕES www.shurebrasil.com   O que significa este novo trabalho para você? Significa mudança, sair da zona de con- forto, buscar o novo, obter experiência em uma nova cultura de trabalho, am- pliaraminhavisãodemercadoeprodu- tos. Acredito que esse conjunto de fato- res certamente contribuirá para o meu desenvolvimento e trará grandes bene- fícios para a minha carreira no médio e longoprazo.Trabalharemumaempresa comoaShureétambémumagrandere- alização. A companhia é líder de merca- do, admirada e reconhecida mundial- mente,sobretudopelaqualidadedeseus produtos e valores da organização.   Quais serão seus primeiros passos nesta nova posição? Os primeiros passos serão entender a situação atual de mercado, mapear as principais dificuldades e oportu- nidades, planejar ações de apoio aos distribuidores e resellers e apoiar a aproximação da marca tanto com o revendedor como com o usuário final.   Que expectativas tem para este primeiro ano? No primeiro ano temos a expectativa de intensificar a nossa presença junto aoconsumidorfinalpormeiododesen- volvimento de nossos principais canais de vendas em cada segmento de pro- duto, tanto no varejo de instrumentos musicais como em áudio profissional. Nossos parceiros serão os principais beneficiados e não mediremos esfor- ços para apoiar esse desenvolvimento. Além disso, acredito que a Shure ofere- ce o período de garantia de microfones mais longo do País: são 24 meses de garantia de fábrica, um grande dife- rencial para quem busca tranquilidade e valor agregado de produto. Estamos trabalhando intensamente no creden- ciamento da rede de assistências téc- nicas autorizadas e especializadas que farão a cobertura de atendimento pós- -venda em todo o Brasil. n mm89_gestao-shure.indd 31 10/03/17 15:10
  • 32. 32 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado DISTRIBUIÇÃO Audio-Technica anuncia nova distribuição no País A Audio-Technica nomeou a empresa Pride Music, baseada em São Paulo, como novo dis- tribuidor de seus produtos profissionais no Brasil a partir de 1º de janeiro de 2017. Fundada em 1992, a Pride Music é espe- cializada no fornecimento de reconheci- das marcas de equipamentos de áudio profissional e instrumentos musicais paraomercadobrasileiro,mantendoum forte compromisso com atendimento, marketing,logísticaesuportetécnico. O anúncio foi feito por Philip Ca- jka,  presidente e CEO da Audio-Te- chnica U.S., demonstrando a ênfase contínua da A-T na expansão de seus negócios na América Latina por meio de diversas parcerias regionais. “Devidoàestruturadeimportaçõese àscondiçõeseconômicasemgeral,oBra- sil tem sido um mercado especialmente desafiador para o nosso pleno desenvol- vimento”, disse Cajka. “Estamos anima- dos em dar início a esta parceria de dis- tribuiçãocomaPrideMusic. APridetem umaequipedevendasforte,experientee Encarando o desafiador mercado brasileiro, a Audio-Technica decide mudar sua estratégia de distribuição e anuncia parceria com a Pride Music de grande liderança. Estou confiante de quejuntospodemosaumentarasvendas econsolidaramarcaA-T.” Lúcio Grossmann, CEO da Pride Music, adicionou: “Estamos honrados pela nomeação, a partir de janeiro de 2017, da distribuição dos produtos Au- dio-Technica para o segmento de ins- trumentos musicais e áudio pro para o mercado brasileiro. Acreditamos que a expertise da Pride Music, somada à tradição, reputação e tecnologia ofere- cidas pela Audio-Technica, construirá uma aliança estratégica de sucesso, oferecendo excelência no atendimento e suporte aos entusiastas, fãs e usuá- rios finais brasileiros”. n MAIS INFORMAÇÕES pridemusic.com.br audio-technica.com Estamos animados em dar início a esta parceria de distribuição com a Pride Music (Da esq. para a dir.): Philip Cajka, presidente & CEO da Audio-Technica U.S.; Lúcio Grossmann, CEO da Pride Music; Alexandre Algranti, diretor de Vendas & Marketing no Brasil da Audio-Technica U.S.; Marcos Brandão, gerente de Vendas Nacionais da Pride Music; Kazuo Matsushita, presidente da Audio-Technica Corporation; Mary Eisaman, diretora de Vendas & Marketing na América Latina da Audio-Technica U.S. Foto de Corey Walthall, Clyne Media. JBL HD00031mm89_distrib.indd 32 10/03/17 15:10
  • 33. O EON ONE É A ESCOLHA PERFEITA PARA PERFORMANCES AO VIVO, CONFERÊNCIAS, DISCURSOS, REUNIÕES E FESTAS. EXPERIMENTE A LENDÁRIA PRECISÃO DO ÁUDIO JBL COM UM DESIGN INOVADOR NO MERCADO: O VERDADEIRO TUDO-EM-UM. ESPECIFICAÇÕES: FALANTES - WOOFER 10” E 6 DRIVERS DE 2” SAÍDA MÁX. SPL - 118DB | AMPLIFICADOR - CLASSE D 250W LF + 130W HF JBLONLINE.COM.BR A QUALIDADE DO SOM JBL EM UMA CAIXA ACÚSTICA PARA VOCÊ CARREGAR AONDE FOR. SOM JBL DE ALTA DEFINIÇÃO BLUETOOTH GRAVES ESTENDIDOS DESIGN TUDO-EM-UM HD000316CD-An Eon One 205x275.indd 1 10/3/16 14:53mm89_distrib.indd 33 10/03/17 15:10
  • 34. 34 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado ANIVERSÁRIO Mais de 110 modelos de pedais produzidos até hoje e mais de 15 milhões de unidades vendidas A Boss introduziu o DS-1-4A Distortion, uma edição limi- tada que comemora o 40º aniversário dos pedais compactos da marca. Essa versão especial do pedal DS-1Distortion,queestánomercado hámuitotempo,apresentaumvisual preto e dourado e o tom clássico que vemsendoescolhidoporguitarristas de todas partes por quase quatro dé- cadas. O DS-1-4A é o primeiro lança- mento do ano de aniversário, que será celebrado com muitas outras atividadesaolongode2017. Em 1977, a Boss lançou os mode- los OD-1 Overdrive, PH-1 Phaser e SP-1 Spectrum, os primeiros pedais na série compacta. Pelos últimos 40 anos, a linha icônica tem sido adotada por diversas gerações de músicos, com mais de 110 modelos de pedais produzidos até hoje e mais de 15 milhões de unidades vendi- das. Os pedais da marca são usados to- dososdiasportodotipodeartistas,des- de famosos profissionais em turnê até músicos que tocam em casa. Atualmen- te, a Boss produz mais de 50 modelos da série compacta que cobrem as necessi- Boss comemora seu 40º aniversário na fabricação de pedais com o lançamento do DS-1-4A Distortion Pedal de edição limitada dadesdeefeitosdeguitarristas,baixistas eoutrosmúsicosnomundotodo. Os pedais Boss, com seu som, du- rabilidade e design, continuam ativos há 40 anos, adaptando-se à evolução constante da tecnologia usada em seu interior, de circuitos analógicos da ‘vel- ha escola’ a DSP de alta tecnologia. “O aniversário de 40 anos dos pedais Boss é sem dúvida uma data muito es- pecial para a Roland Brasil. Nós acre- ditamos que ao longo dessa jornada pudemos ajudar muitos guitarristas a acharem o seu timbre, a sua ‘assinatu- ra’ sonora. Temos muito orgulho disso e continuaremos fazendo o mesmo tra- balho por pelo menos mais 40 anos!”, disse Sérgio Pais, CEO da Roland Brasil, adicionando que a empresa local está preparando uma comemoração espe- cial para os pedais este ano. O pedal de aniversário O DS-1 Distortion foi apresentado ao mercado em 1978 como parte da se- gunda onda de lançamentos de pedais compactos. Seu ataque definido e sus- tain suave foram um sucesso entre os guitarristas, chegando a ser parte do som característico de lendas do rock. Esse pedal laranja teve tal popularidade que se encontra no catálogo da empresa atéhoje,vendendomaisquequalquerou- tropedalBossatéaatualidade. A edição limitada DS-1-4A apresenta corpo preto com letras douradas, botões dourados e parafuso de ajuste manual prata vintage para o compartimento da bateria.Opedalvememumacaixaespe- cialcomologode40ºaniversáriodaBoss eestarádisponívelaolongode2017.n MAIS INFORMAÇÕES www.Boss.info/BR As quatro décadas dos pedais Boss mm89_niver-boss.indd 34 10/03/17 15:08
  • 35.
  • 36. (31) 2102.9270 comercial@michael.com.br michael.com.br /michaelinstrumentosmusicais michaelinstrumentos @michaelinstrumentos mundo_michael @MundoMichael mm89_completa2.indd 36 10/03/17 15:04
  • 38. 38 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado LOJISTA Uma nova loja e muitas novidades para a AngelSom A AngelSom foi criada em ou- tubro de 1987, primeiro como escola de música. Angelo Ge- raldo Bochenek, sócio-fundador, nas- ceu em Ponta Grossa e foi para Gua- rapuava, Paraná, com uma mala, um fogareiro e um colchão para realizar o seu sonho e trazer a boa música. For- mado em órgão eletrônico, iniciou as aulas e foi ganhando espaço na nova ci- dade. Com muito trabalho e dedicação, apósnoveanoseatendendoademanda dos alunos, em setembro de 1996 criou a loja de instrumentos musicais em uma sala anexa à escola, inicialmente com um baixo e um violão. A partir daí, nascia um novo sonho. Com perseverança, inovação e amor à música, Angelo foi conquistando espaço no mercado. Anos depois desvinculou a loja da escola e novas portas foram se abrindo. Em 2012, Andrey Luigi Boche- nek, atual diretor comercial, começou a ajudá-lo. “Desde criança, influenciado Focada na música e na paixão pela indústria, a loja do estado do Paraná continua crescendo e se desenvolvendo para prestar mais e melhores serviços aos clientes “Acabamos praticamente mantendo o ponto, pois é exatamente do outro lado da rua, e isso nos trouxe ainda mais segurança. Optamos por criar algo do zero. Desde a infraestrutura, os móveis, setores etc. Desde o dia em que confir- mamosonovoespaço,buscamostrazer algo novo para a cidade, como uma for- ma de retribuir o carinho, a confiança e a fidelidade de todos os nossos clientes. Foi pensando neles que criamos cada detalhe da nova loja. Além de muito mais espaço, o que nos tornou uma das maiores lojas físicas exclusivamente de áudio e instrumentos musicais do País, pudemos aumentar o mix de produtos e trazer ainda mais novidades para nossos clientes”. Dois anos antes, em 2014, a Angel- Som havia inaugurado também sua loja on-line, na qual planejam focar mais em 2017, com a reformulação do site e trazendo muitas novidades para os mú- sicos do Brasil. “Temos clientes espalha- pelos meus pais — Angelo Geraldo e Vandeca Bochenek —, passei a estudar e apreciar música. Formei-me em vários cursos pela nossa escola e hoje toco 14 instrumentos. Unimos então a expe- riência, o conhecimento e o renome à jovialidade, à inovação e a um novo co- nhecimento de mercado. Conseguimos desenvolver novas estratégias de mer- cado e, juntos, dar início este ano a uma nova fase da AngelSom: a inauguração de uma nova loja”, contou Andrey. A nova loja Dia 13 de julho de 2016 foi a data de inauguração de uma das maiores e mais estruturadas lojas do Brasil, com mais de 420 m2 . O projeto estava em pauta há algum tempo, buscando um diferencial, um espaço que realmente trouxesse algo novo para Guarapuava. Foi aí que uma sala em frente à antiga loja foi liberada e nela encontraram a área de que precisavam. Andrey conta: Premium Parts, setor de acessórios Loja nova em Guarapuava mm89_angelsom.indd 38 10/03/17 15:09
  • 39. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 39 dos por todo o País, incluindo os que nos ligam, compram via site ou vêm até a loja física para co- nhecer as novas instalações.” Membros da Rede Outro ponto positivo da Angel- Som é que são sócios da Rede da Música, uma cooperativa com 14 lojas do ramo, presente no Paraná e em Santa Catarina. Essa parceria começou há mais de sete anos, e desde o início foi ganhando espaço. A AngelSom se uniu com 14 lojistas para que, por meio de negociações e com- pras conjuntas, conseguissem novas parcerias e melhores pre- ços. Hoje mantêm parcerias com várias fábricas e importadores do setor, sendo conhecidos nacionalmente por essa inovação de cooperativa no ramo. “Eu sou o diretor de compras da cooperativa, e em parce- ria com os demais membros da Rede, buscamos trazer as melhores condições para nossos clientes”, explicou Andrey. “Nossa meta é, dentro de cinco anos, abrir uma nova filial e trazer novos associados à cooperativa.” Instrumentos e equipamentos O segmento da loja une o áudio e instrumentos musicais, em todos os níveis, para que desde o músico iniciante até o profissional possam encontrar seu produto ideal. Como têm anos de mercado e são parte da Rede, conseguem hoje tra- balhar com todas as marcas e buscam ter toda a variedade de que o mercado dispõe, sendo o áudio, cordas e acessórios os itens que apresentam mais demanda na loja. “Criamos na nova loja o Premium Parts, uma ideia inovadora destinada a acessórios de luxo, como fones de alto padrão, capotrastes, correias,cabos,efeitos,captadoreseoutros,quetornameste espaço único para o cliente que procura um produto dife- renciado. Além disso, contamos com uma variedade gigante de encordoamentos, por exemplo, atingindo todos os públi- cos e todos os gostos”, comentou. Outra novidade na nova loja é o Studio Meteoro, em par- ceria com a marca de amplificadores Meteoro, trazendo a possibilidade de criar um estúdio exclusivo para testes de guitarras, baixos, amplificadores e pedais. Ainda contam com venda de camisetas e bonés para músicos, com todos os produtos temáticos que envolvem a música. MAIS INFORMAÇÕES angelsom.com.br AngelSomInstrumentosMusicais Um dos destaques: as cordas Quatrocentos modelos disponíveis Percussão também tem! Escola e eventos Mas nem tudo é venda na AngelSom. Eles também têm a es- cola de música, que funciona há mais de 29 anos com uma estrutura própria totalmente adaptada para servir melhor aos alunos. Contam hoje com mais de 300 alunos e 11 profes- sores,funcionandodesegundaasexta,das9hàs21h30,eaos sábados pela manhã. Todos os professores têm anos de expe- riência, são formados e dedicados a promover o crescimento da música na cidade, em mais de dez cursos disponíveis. Fora isso, a loja costuma organizar workshops e eventos especiais para não apenas “vender um instrumento’’, e sim se engajaretrazerasnovidadesdomercado,osmúsicosquedes- pontam no País e demonstrar novos produtos com a parceria das empresas. “Esse será nosso trabalho daqui para a frente.” “Não trabalhamos com crise. Esse é o nosso lema. Busca- mos sempre ter diferenciais para não ficar parados no tem- po. Devemos correr atrás dos nossos objetivos. Inauguramos uma loja desse porte em meio à crise, mas não nos preocu- pamos com isso. Acredito que seja um diferencial. Pelo que ouvimos, as vendas no estado estão caindo e acredito que, para que voltem a crescer, deve haver uma ação conjunta das empresas com os fornecedores, com comprometimento e respeito de ambas as partes. Criar novas ideias, promoções e interações ajuda a dinamizar o mercado”, concluiu Andrey. n mm89_angelsom.indd 39 10/03/17 15:09
  • 40. 40 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado MARKETING É o fim da estratégia de marketing? Os planos de marketing também mudaram com a era digital. Você já se adaptou? A inda outro dia, fui impactada por uma discussão com este tema, ou algo bem parecido com isso, em uma rede social, e fiquei ansiosa por pular na discussão. Era certo para mim que se tratava da “co- moditização” do marketing, que é um assunto sobre o qual eu adoro pales- trar em qualquer mesa de bar, com três ou quatro profissionais do meio. Mas não. A discussão era bem anterior a isso: estavam questionan- do e discutindo ainda o processo de elaboração e apresentação de es- tratégias de marketing para o CEO ou board, com aquela formalização do livrão “Plano de Marketing Ano X” ou reuniões de apresentação do “Plano de Marketing Ano X.ppt”, que hoje são muito mais bonitas em fotos de bancos de imagens do que reais no cotidiano das empresas. É o fim da estratégia de marketing, amigos daquela lista? Não, é o fim do mundo! Esse mundo sobre o qual esta- vam discutindo, esse mundo que podia ser cortado em fatias temporais de um ano, não existe há muito tempo. E a estratégia somente evoluiu junto com o mundo. E talvez tenhamos evoluído também,naprática,sementenderinte- lectualmente ainda que essa evolução é, na verdade, uma revolução. Aprendendocomadisrupção Despindo-seda “modinha”que a trans- forma em maneira bonita e/ou moder- na de descrever qualquer alteração mí- nima, a palavra disrupção carrega um significado muito além de “interrup- ção do curso normal de um processo” ali do dicionário. Está muito mais para “aquele momento em que você encara o abismo e tem que voar sem nunca ter aprendido”. Pois é isso. A teoria disrup- tiva, com a tecnologia, extrapolou os limites dos produtos e das escolas de administração e permeou a sociedade de tal maneira que, embora não saiba- mos como serão os negócios em um fu- turo bastante próximo — desta Olim- píada para a próxima, por exemplo —, podemos ter a certeza de que eles não serão mais como hoje.  E a tecnologia — desde a época em que aposentamos as nossas máquinas de escrever — nos impõe momentos “Run, Forrest, run!”. O advento da in- ternet, a web, nos empurrou para um mundo digital que já está se destruin- do autofagicamente para gerar um ou- tro ser, que se comunica e se estabele- ce de formas muito mais variadas que Por Virgínia Bento Diretora de marketing da ForeSee (empresa pioneira na análise da experiência do cliente) aquelas às quais já fomos apresen- tados “pessoalmente” e que já não depende nem de (nem sobrevive mais como) um website. Para destacar Conceituando: 1. Estudos afir- mam que o conteúdo digital do- bra a cada dois anos no mundo e que nos últimos três anos já pro- duzimos mais dados do que em todo o resto da história da humanidade. E existe uma grande chance de já te- rem saído outros dados fresquinhos sobre isso enquanto escrevo ou você lê. Estamos na era do zettabyte, que corresponde a 1 trilhão de gigabytes, que é uma medida que não quer di- zer nada para mim. Por outro lado, se pensarmos naqueles CDs em que gra- vávamos o nosso “Plano de Marketing Ano X” e os usássemos para gravar os dados do mundo, empilhando-os posteriormente, formariam cinco pi- lhas à superfície da Lua. Teve ideia do tamanho agora, não? Como você já ouviu falar, o nome disso é Big Data. 2. Só que os mesmos e outros es- tudos dizem também que apenas 5% O advento da internet, a web, nos empurrou para um mundo digital que já está se destruindo autofagicamente para gerar um outro ser mm89_marketing.indd 40 10/03/17 15:09
  • 41.
  • 42. 42 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado 6 motivos para aprender a tocar um instrumento Professores da Yamaha Music School explicam como a música interfere em aspectos do nosso dia a dia e até no desempenho no trabalho EDUCAÇÃO Que atire a primeira pedra quem nunca teve vontade de aprender a tocar um ins- trumento na infância ou na adoles- cência. Mas, além de divertida, a mú- sica pode ser muito mais importante do que você imagina! “A música faz algo provavelmen- te único: estimula o cérebro de um modo poderoso a partir da nossa co- nexão emocional com ela”, afirmou a neuropsicóloga Catherine Loveday, da Universidade de Westminster, ao site do jornal The Guardian. Tocar um instrumento é uma ex- periência complexa, que exige que o seu cérebro integre informações de diversos sentidos, como visão, audição e toque, além da coordenação motora necessária para fazer um solo de gui- tarra ou criar ritmos na bateria, por exemplo.E,alémdossentidos,amúsica pode influenciar até o seu desempenho no trabalho. Os professores da Yamaha Music School, uma das escolas de mú- sica mais conceituadas no mundo, com umaunidadeemSãoPaulo,listamase- guir seis motivos para estudar música.   1. Aumenta a capacidade de concentração Aprender música auxilia no aumento da concentração e também da disciplina.“Aspessoastêmtantasdistra- ções hoje em dia, o celular está sempre tocando, seja com mensagens ou notifi- cações das redes sociais. Aqui na escola, os alunos ficam completamente concen- trados na aula, porque querem muito aprender a tocar o instrumento. Auto- maticamente, isso vai refletir em outros aspectoscotidianoseapessoavaiconse- guir se concentrar melhor no trabalho e sermaiseficaznastarefasdiárias”,expli- caoprofessorBrunoLadislau.  2. Ajuda a diminuir o estresse “Quando a pessoa está na aula, ela tira o foco dos problemas e muda seu ritmo. É o mo- mento dela, a hora em que ela vai se concentrar e pensar em coisas que re- almente gosta de fazer”, com enta o professor Roberto Ferrari.  3. Aliada na busca da autoestima e da felicidade O professor Bruno Ladislau percebe esse benefício na sala de aula. “A partir do momento em que o aluno consegue superar um desafio proposto pelo professor durante a aula, consegue se relacionar e tocar com as pessoas, ele se sente parte daquele grupo e, con- sequentemente, feliz. Ao fazer parte desse grupo, a pessoa passa a se sentir útil, o que é um grande passo para que ela se valorize. Todo professor tem um quê de psicólogo. Você percebe quando o aluno é mais calado, mais sozinho, quando ele não está bem. É nesse mo- mentoquetrabalhamosissocomelena aula por meio do ensino da música.” Além dos sentidos, a música pode influenciar até o seu desempenho no trabalho 4. Convívio social A música é para se fazer com pessoas e também para pessoas. “Às vezes alguém não consegue se encaixar em nenhum grupo da sociedade, e aqui na escola encontra pessoas que têm um obje- tivo em comum: aprender a tocar um instrumento. Só isso já faz com que essa pessoatenhamaisinteraçãocomtercei- ros e gere vínculos”, argumenta Alexan- dre De Orio, professor de guitarra.  5. Precisão mental e física Os alunos são estimulados a enfrentardesafios,comofazer exercíciosindividuaiscomosinstrumen- tos musicais para a turma. Isso ajuda a trabalhar a emoção e a ansiedade em público, além de incitar o aluno a criar e improvisar. Já a precisão física é estimu- ladapelacoordenaçãomotoranecessária paratocarqualquertipodeinstrumento.  6. Paciência Segundo o professor Roberto Ferrari, a música é um ex- celente exercício para adquirir paciên- cia. O aluno não pode ser ansioso para aprender a tocar um instrumento. O aprendizado não vai acontecer do dia para a noite, requer tempo. “Nós, como professores, auxiliamos nesse momento de ‘euforia’ e explicamos que não adian- ta querer fazer as lições rápido. Tem de ser tudo no tempo certo”, comenta. n Mais informações musicschool.yamaha.com.br mm89_educacao.indd 42 09/03/17 15:42
  • 44. 44 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado TECNOLOGIA Site SerialBlocker ajuda os músicos em caso de roubo Devido às notícias frequentes de roubo de instrumentos e equipamentos, novo site possibilita cadastrá-los e gerar alertas para evitar circulação fraudulenta no mercado interno A ideia surgiu quando o CEO da SerialBlocker, Felipe Mar- tins, começou a ver muitos posts próprios, e compartilhados, no Facebook de amigos músicos que tive- ram seus instrumentos roubados. “Comecei a perceber que não ha- via um lugar único que fosse voltado ao assunto. Dessa forma, a mensagem dessas pessoas ficava perdida na time- line e era difícil até lembrar de todos os casos. Lembro de uma produtora mu- sical que teve todos os equipamentos roubados do galpão e sabe-se lá se não iriam voltar ao mercado. Agora temos esta plataforma, em que é possível con- sultar um produto antes de qualquer coisa. Basta que o dono os tenha regis- trado e gerado um alerta”, contou. Oserviçofoicolocadonoarnodia13 dedezembrode2016efuncionaassim:o usuário se cadastra na plataforma e ga- nha um crédito para registrar qualquer instrumento ou equipamento que qui- ser e quantos quiser, sem limites. Para cada equipamento cadastra- do deverão ser fornecidos os dados: número de série, tipo de equipamento, marca, modelo, uma descrição sucinta, caso haja algum detalhe específico do equipamento, e foto do equipamento. Em alguns casos, se não possuir nú- mero de série, a plataforma pode gerar um para você. Esse equipamento fica listado sob seu cadastro e, em caso de roubo, furto ou perda, é possível gerar um alerta clicando em um ‘sininho’ po- sicionado ao lado da listagem. A partir disso será disparado um e-mail auto- maticamente para todos os lojistas e luthiers que comercializem instrumen- tos usados e que pertençam à região onde a ocorrência foi gerada, além de os dados do equipamento ficarem dis- poníveis publicamente para pesquisa. “Estamos com uma aceitação bem grandedomercadodemúsicaeaplata- forma dobra seus cadastros a cada dia”, concluiu Felipe Martins. n QUER CADASTRAR SEU INSTRUMENTO OU EQUIPAMENTO? serialblocker.com Passo a passo Passo 1: Acesso ao site – Base de pesquisa livre. Passo 2: Login/Cadastro. Passo 3: Concluindo para liberação do crédito gratuito. Passo 4: Cadastro do instrumento/equipamento Passo 5: Lista de equipamentos cadastrados e botão Gerar Alerta em destaque. mm89_tecnologia.indd 44 09/03/17 15:41
  • 48. 48 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado CAPA NAMM Show 2017: um show à parteNAMM Show mostra vigor e se posiciona como a principal feira de instrumentos musicais do planeta R ealizado entre 19 a 22 de janei- ro, no centro de convenções da cidade de Anaheim, a 50 minutos de Los Angeles, nos Estados Unidos, o NAMM Show 2017 marca a largada e impõe o ânimo do mercado da música no planeta. Na feira, marcas de todos os países seencontramcomcompradoreseartis- tas para uma grande comunhão entre mercado, vendas e conhecimento. Mais do que o ato mercantil, o NAMM Show promove o setor em diferentes aspec- tos, seja pelos seminários que ocorrem ou, obviamente, pelo ambiente propício ao networking. Se há poucos anos as empresas se dividiam para lançar parte de seus produtos na NAMM e parte na Musik- messe, em Frankfurt, Alemanha, agora o NAMM Show se tornou majoritaria- mente o palco principal da indústria para lançamentos de produtos. Também é uma plataforma para reuniões com distribuidores das mar- cas mais importantes do planeta. Mapa da Feira No Hall E, no pavimento inferior, se encontram empresas menores, mas nem por isso menos carismáticas ou inovadoras, pelo contrário. O primeiro piso da feira é um local onde se veem grande inovação e criatividade. Curio- samente, um local onde engenheiros de algumas grandes marcas vão buscar ‘inspiração’. No Level 1, piso ao nível da rua, re- nomadas marcas disputam a atenção do público. Ali estão Marshall, Mapex, Tama, Ibanez, Warwick, Gemini, Ce- lestion e muitas outras empresas dis- tribuídas em quatro pavilhões lado a lado. Acima, na divisão entre eles, me- LançamentosdaSabian Maurício(OderyDrums) PhilCajkaeMaryEisaman(Audio-Technica) EstandedBTechnologies EmmanuelTonnelier(Vandoren) Priscila,ChrisAdamseLuizFernando(SSI) mm89_capa-BR-ARG.indd 48 09/03/17 16:07
  • 49. @musicaymercado fb.com/musicaymercado www.musicaymercado.org 49 zaninos com salas de reuniões. Nos Levels 2 e 3, empresas como Taylor Guitars, Mackie, Ampeg, Pearl Drums, Roland, Fender, Boss, Dean e outras tantas marcas de piano expu- nham seus produtos em salas fecha- das. Hotéis em clima de negócio Aoladodafeira,oshotéisHiltoneMar- riott também são palcos para exposi- ção e música. Palcos com músicos de diferentesestilossãoatraçõesaofinal de cada dia da feira. Na parte de negócios, os hotéis não ficam atrás. A Yamaha, por exemplo, que ocupa boa parte dos salões do Ho- tel Marriott, expôs 77 lançamentos. Destaque para a edição limitada da bateria que comemora 50 anos de fabricação do instrumento na empresa. 2018: a entrada do áudio profissional Mesmo com grandes empresas do áu- dio profissional já expondo no NAMM Show, a feira é então reconhecida pelo seu trabalho no setor de instrumentos musicais e acessórios. Todavia, essa perspectiva deverá ser alterada quando, em 2018, dois pavilhões inteiros que estão sendo construídos ao longo de 2017 serão dedicados ao áudio profissional e seus periféricos. A feira pretende se consolidar como a principal plataforma de ne- tworking para o setor de entreteni- mento das Américas e figurar entre as maiores no globo. Considerando o profissiona- lismo e a capacidade do time da NAMM em promover uma atmosfera de negócios favorá- vel ao mercado global, o resul- tado positivo dessas ações não é impossível de acontecer. Resta saber se o protecio- nismo e outras ações da diplomacia dos grandes Adriano(esq.,IBOX) AdrianoSantoseLeonardoKodato(ASK) AlbertoBatista(Deval) PrêmiodaLANMusicparaaPromúsica 50anosdaYamahaDrums GustavoBohn(B&CSpeakers) EstandeElixir Expositoresbrasileiros StepheneJohn(Celestion) mm89_capa-BR-ARG.indd 49 09/03/17 16:07
  • 50. 50 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado CAPA NovidadedaDixon TagimaUSA EstandeSantoAngelo RepresentantesHarmaneNAMM EstandeLudwig EstandeZildjian EstandeArgentina EstandeTycoon EstandeStudioMaster EstandeFBT EstandeAudiocenter EstandeDASAudio mm89_capa-BR-ARG.indd 50 09/03/17 16:07
  • 51. @musicaymercado fb.com/musicaymercado www.musicaymercado.org 51 Consulado do Brasil em Los Angeles e Associação Nacional da Indústria da Música (Anafima) fazem jantar de networking no NAMM Show O Consulado Brasileiro em Los Angeles e a Anafima (Associação Nacional da Indústria da Música) realizaram jantar de networking na noite do dia 20 de janeiro, terceiro dia do NAMM Show 2017. A Anafima, juntamente com o Consulado e a Apex Brasil, vem ao longo dos anos desenvolvendo um trabalho de apoio para as empresas exportadoras na indústria nacional. “A participação do Consulado Brasileiro em Los Angeles tem sido essencial para o apoio das empresas brasileiras em sua internacionalização”, explica Daniel A. Neves, presidente da Anafima (Associação Nacional da Indústria da Música). Empresas compradoras internacionais convidadas pelos associados da Anafima puderam desfrutar a atmosfera brasileira e conversar com as empresas no evento. Entre os presentes estavam Bob Taylor, presidente da fábrica de violões Taylor e comprador de madeira certificada brasileira, e a diretoria da Import Music, empresa argentina que conduz vendas internacionais para a América Latina. “O Setor de Promoção Comercial do Consulado do Brasil em Los Angeles teve o prazer de apoiar, juntamente com a Anafima mais uma participação do Brasil na feira NAMM. Sendo a NAMM referência mundial do setor, com significativa participação internacional, a presença do Brasil no evento potencializa chances de negócios com os EUA e com outros países participantes”, concluiu Bruno Bath, cônsul-geral do Brasil – Consulado Geral do Brasil em Los Angeles. “É muito importante saber que temos alguém onde recorrer e, na hora de fazer negócios, podemos contar com um parceiro,” Pablo Gold, diretor da SG Guitars. GrupoRenaerdevisita SergioBuenoeGusLozada(PreSonus) EstandeCasio EstandeIKMultimedia EstandePioneer CatherinePtasinskiePriscilaBerquó(Shure) DowsoneSherry(JTS) EstandeAPIAudio VladimirSouza(ProShows) mm89_capa-BR-ARG.indd 51 09/03/17 16:07
  • 52. 52 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado CAPA Números da edição 2017 O espírito criativo e empreendedor da indústria de produtos musicais esteve em exibição entre as 7 mil marcas com 1.779 empresas expositoras registradas. O aumento de 3% nas empresas expositoras é um reflexo direto das capacidades ampliadas, inovações e novas maneiras pelas quais as pessoas – e as empresas – estão fazendo música hoje. Esta tendência também foi demonstrada em novas marcas expositoras, o que representou um crescimento de 2% em relação ao ano passado. Sobre a presença internacional houve, no total, a representação de 125 países e 17.964 visitantes – um aumento de 13% em relação a 2016. O número total de inscrições de visitantes aumentou 5%, para 106.928. EstandeCort DanielSalomão(PRVAudio) NadineMetayer(Sabian) MarcioBacheRobertoZeinum(SMImports) TaylereNilo(Rozini) EquipeStompAudioLabs EstandeGiannini EstandeUrbannBoards Palestradeaberturadoevento PauloCamargoeEduardoDuarte(Novità) Gabriel Medrano(AdamHall) LyndonLaney(Laney) mm89_capa-BR-ARG.indd 52 09/03/17 16:07
  • 54. 54 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado CAPA Brasil mostra a indústria da música no NAMM Show 2017 Empresas brasileiras expuseram na maior feira de instrumentos musicais do mundo, atraindo a atenção de compradores de todos os continentes de nos reunir com clientes e poten- ciais clientes de inúmeros países, de pequenas a grandes empresas. Em sua maioria, eles pareciam querer consta- tar por gestos básicos (aperto de mão, olho no olho, um almoço/jantar, uma descontração) se o fornecedor é sério, é competente, tem comprometimento, saber quais são os atuais clientes, para finalmente decidir qual e como será a relação comercial”. Outraempresacomestandepróprio foi a Santo Angelo, com sua filial ame- ricana. “Desde a abertura do escritório norte-americano em 2010, graças aos incentivos da parceria Apex-Anafima e hoje atuando de maneira independen- te, a participação da Santo Angelo USA U ma delas foi a Odery, empresa para a qual sempre é impor- tante e positivo participar do encontro. “Já se passaram 13 anos con- secutivos da Odery na NAMM e o valor agregado à marca é, sem dúvida, imen- so. A edição de 2017 foi especialmente positiva para prospecções de novos contatos na América Latina, Ásia e Eu- ropa, assim como muito interessante para o mercado local americano. Sem dúvida, a feira deste ano mostrou uma reação do mercado mundial e que pas- so a passo retoma o crescimento”, disse Mauricio Odery, CEO da empresa. Outra companhia presente foi a Ro- nay Tonewood, cujo diretor Roni Ronay concordou: “Tivemos a oportunidade na NAMM 2017 representou mais um degraunaíngreme escaladadetornara nossa marca mundialmente conhecida e sustentável”, comentou Helena Maria Raso, responsável pelos negócios inter- nacionais da marca. A Santo Angelo aproveitou para lançar um cabo para contrabaixos com um tipo especial de plugue que se ajus- ta melhor aos instrumentos, melhoran- do o contato elétrico. JáaSGTlevouparaaNAMMalguns modelos da sua linha para o mercado externo. Dentre eles, podemos destacar o T Custom, baseado em shape de tele e construído com freijó, mogno e imbuia brasileiros totalmente certificados. Outros modelos expostos foram mm89_capa-BR-ARG.indd 54 10/03/17 14:53
  • 55. as LE Custom, baseadas em single cu- taway, como as Les Paul e os baixos J STD. As LE são construídas em mogno e possuem top em canela dourada, e os baixos têm corpo feito com canela dou- rada e braço em imbuia. “As escalas em pau-ferro também foram muito bem recebidas, até porque nossas madeiras são muito procuradas por lá”, contou Leandro Walczak, da SGT. “Existe a possibilidade de parti- cipar do mercado americano e inter- nacional no momento em que a gente apresenta produtos de alta qualidade, assim como novidades em desenho ou materiais. Sem dúvida, no nosso caso, além da qualidade dos instrumentos, o que impactou foi a novidade das madeiras diferenciadas”, adicionou o sócio Pablo Goldwaser. Por outro lado, encontramos a Stomp Audio Labs, com seus pedais de guitarra e planos, levando a sede da empresa ao mercado exterior. Laura Cruz, CEO da empresa, disse: “A pre- sença da Stomp Audio Labs na feira serviu para reforçar que estamos real- mente equiparados às marcas de fora, a qualidade e o design de nossos produ- tos são de nível internacional. Nossos produtos chamaram muita atenção, o feedback foi muito positivo e a projeção édeestardistribuindonossosprodutos em 20 novos pontos pelo mundo”. “Mas, infelizmente, o Brasil é um país protecionista/extrativista, que inviabiliza o nosso modelo de negócio. Além de não ter indústria de base e ser- viços ligados ao nosso setor, nos obriga a importar 100% da matéria-prima e dos serviços de que necessitamos. Por isso, já estamos estudando a possibili- dade de migrar com a empresa para o Canadá até 2018. Se for possível, esta- mos prevendo um crescimento de 50% no primeiro ano”, adiantou. Outro estande brasileiro foi o da Sto- ne Guitar, cujo fundador, Claudio Ortiz, comentou com entusiasmo: “A NAMM foi muito importante para iniciar a con- solidação da marca nos Estados Unidos. Tivemos uma quantidade enorme de visitas e todos deram um feedback posi- tivo, não houve nenhuma crítica negati- mm89_capa-BR-ARG.indd 55 10/03/17 14:53
  • 56. 56 www.musicaymercado.org @musicaymercado fb.com/musicaymercado va. Temos já alguns dealers interessados em ser revendedores autorizados Stone no país. Fechamos com a Wild West, considerada a melhor loja de guitarras especiais da Califórnia. Foi muito bom participar da NAMM”. Quem também teve uma ótima ex- periência na feira foi a Urbann Boards, com seus tênis para bateristas. “A NAMM sempre foi um plataforma de lançamento de negócios  e relaciona- mento para a Urbann Boards nos Esta- dos Unidos e no mundo, e desta vez não foi diferente. Tivemos muito sucesso e uma aceitação além da esperada da nossa proposta de marca e dos nossos modelos, principalmente pela nossa maior novidade: o primeiro calçado feminino para tocar bateria do mun- do, assinado pela americana Brittany Brooks”, contou o designer Rodrigo de Castilhos, criador da empresa. Mas talvez o maior destaque tenha vindo da mão da Tagima, empresa que lançou na feira sua filial norte-ameri- cana, a Tagima USA, sendo a primeira vez que a marca se apresentou sob esse nome, o que faz parte da estratégia de crescimento global da empresa. O estande contou com a presença de artistas americanos do Tagima Dream Team USA e de dois artistas nacionais — Marcinho Eiras, que en- cantou o público com sua tradicional performance com várias guitarras, pe- dais de loops e interação com a plateia, e Sandro Haick, o multi-instrumentis- ta que tocou diversos instrumentos, fez jamsessionscomváriosartistaseapre- sentou um pouco da música brasileira ao mercado americano. A Tagima expôs seus instrumen- tos handmade in Brazil. As linhas Jet- Blues e Rocker têm chamado muito a atenção por seu design diferenciado e acabamento. Nas palavras do presiden- tedaempresa,NeyNakamura:“Aparti- cipação foi muito positiva, pois apesar de serem apenas os primeiros passos da marca em um mercado tão com- petitivo, já houve muita procura pelos instrumentosnomercadoamericanoe, surpreendentemente, em outros países da Europa e América Latina. Estamos muito orgulhosos e felizes de ter par- ticipado  com  estande próprio e pelos resultados obtidos”. n CAPA mm89_capa-BR-ARG.indd 56 10/03/17 14:53
  • 58. 58 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado CAPA Lançamentos e novidades na NAMM 2017 Apresentamos uma série de notícias e novos produtos de algumas das marcas participantes tone, que é uma guitarra eletroacústica cutaway com escala de 27”, cordas afinadas em Si, profundidade de corpo de 125 mm e eletrônica Fishman Presys Blend. No estande, a Cort apresentou vários de seus artistas, como Frank Gambale, Jeff Berlin, Yvette Young e o guatemalteco Hedras Ramos. No Brasil: equipo.com.br D’ADDARIO As notícias em cordas abran- gem uma extensão da linha NYXL Bass com o novo set de quatro cordas 55-110 Heavy. Também novas são as cordas EXP Phosphor Bronze para o baixo acústico Taylor GS Mini recentemente lançado, desenvolvidas junto com a Taylor Guitars. Vêm em Custom Light (.037-.090) e combinam ma- teriais de cabo e microrrevestimento para maior durabilida- de. Também houve novidades na parte de acessórios. No Brasil: musical-express.com.br DEAN MARKLEY Os produtos lançados são a série de cordas Blackhawk, os cabos Blue Steel e as cordas signature de DJ Ashba. As novas cordas com revestimento da série Blackhawk são construídas sobre um cabo de aço de alto carbono e cha- peadas com níquel, e estão cobertas com um revestimento microdelgado. Disponíveis em todos os calibres para gui- tarra, e agora também para violão em Phosphor/Bronze e C ontando com aproximadamente 7 mil marcas re- presentadas e uma quantidade enorme de novos produtos, seria impossível apresentar todas as novidades da feira em poucas páginas, então mostraremos aqui uma curta seleção de notícias sobre instrumentos musicais, som e iluminação. Instrumentos musicais BLACKSTAR A empresa inglesa apre- sentou o amplificador mini Fly 3 Bluetooth, uma versão atualizada do popular Fly 3, que vem com conectividade Bluetooth, falante de 3”, dois canais, ISF tone-shaping e efeito de delay ‘de fita’. Também traz entrada MP3 e saída de linha emuladas e pode obter energia por bateria ou corrente elétrica. No Brasil: madeinbrazil.com.br CORT A com- panhia introdu- ziu vários modelos na expo, como a Manson Stage (MS) Series, desenvolvida em colaboração com o designer de guitarras e luthier britânico Hugh Manson, a Gold Series com acaba- mento vintage, a GB Series de baixos, a G Series — que con- tou com uma atualização este ano — e o modelo NDX Bari- mm89_namm2017.indd 58 09/03/17 16:21
  • 59. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 59 80/20. Durante a expo, a empresa fechou distribuição na China e nos Emirados Árabes Unidos, e está prestes a tra- balhar com companhias no Brasil, Andorra, Uruguai, Chi- le, Peru, Equador, Bolívia, Portugal, Espanha e Chipre. Em breve haverá mais novidades! No Brasil: deanmarkley.com DIXON A Dixon apresentou vários produtos novos e acessórios que iremos mostrando em nossas próxi- mas edições. Nesta trazemos a Fuse Series Zebrawood com um pack de quatro peças de cascos de 8”x10”, 9”x12”, 14”x16” e 18”x22”. É um kit de edi- ção limitada que apresenta um laminado exótico de zebra, acabamento exclusivo criado pela Dixon. Também nova é a bateria Motion Blue Burst de edição limitada, com um acabamento elétrico único que se ‘move’ segundo o ângulo de onde é observado, criando um efeito de lâmpada de lava; vem com hardware preto. Esse modelo tem três cascos, de 9”x12”, 16”x16” e 14”x24”. No Brasil: equipo.com.br EVANS A marca da D’Addario mostrou a série de peles UV1, a primeira no mercado com revesti- mento curado UV para propiciar durabilidade e consistência de textura. Também apresenta nova película de 10 mm e novo logo. Vem nos tamanhos 10”, 14” e 16”. No Brasil: musical-express.com.br FENDER A Fender apre- sentou vários produtos novos em guitarras, baixos e ampli- ficadores acústicos, além de adicionar um subwoofer na série Fortis e dois monitores in-ear profissionais, pickups Gen 4 Noiseless e correias Classic Color à sua seção de acessórios. Entre eles encontramos a série American Professional, que leva os mo- delos clássicos da Fender a uma nova geração de músicos. Feita à mão nos Estados Unidos, contém os modelos Strato- caster, Telecaster, Precision Bass e Jazz Bass, e adiciona no- vas plataformas com Tele Deluxe, Jaguar e Jazzmaster, este último com eletrônica flexível, e os novos pickups V-Mod Ja- zzmaster da empresa criados por Tim Shaw. No total são 16 modelos e 92 códigos disponíveis em 11 cores, incluindo três novos: Sonic Gray, Antique Olive e Mystic Seafoam. No Brasil: fender.com.br FISHMAN Sim, houve captadores novos como os Signature Fluence dos guitarristas Adam Dutkiewicz e Joel Stroetzel, da banda ame- ricana de metalcore Killswitch Engage; Will Adler, da banda de heavy metal Lamb of God; e Tosin Abasi, da Animals As Lea- ders, que se uniu à família da Fishman re- centemente. Mas talvez a notícia que mais chamou a atenção tenha sido o lançamento do sistema de áudio SA Performance Audio System, uma solução para reforço sonoro em um pacote portátil e fácil de montar, que consiste de um sistema de alto- -falantes line array modificado de ampla dispersão SA330x, o subwoofer SA Sub e o mixer/expansor SA Expand de qua- tro canais. O SA330x, só ou em conjunto com os SA Sub e SA Expand, pode ser usado por solistas tocando em acústicos, pequenos grupos, DJs, tecladistas, apre- sentadores corporativos em feiras ou em salas de conferência. Produz 330 W em um design de ampla dispersão e inclui dois canais de microinstrumento com entradas ¼”/XLR, EQ de três bandas em cada canal de entrada, quatro efeitos de reverb digitais com controle de nível de reverb por canal, potência fantasma de 48 V e muito mais, até uma bolsa para transporte. No Brasil: tagima.com IBANEZ A Ibanez está celebrando o 30º aniversário do seu relacio- namento com Steve Vai e a criação da lendária guitarra JEM com o novo modelo JEM777 de edição limitada, sen- do uma reprodução do primeiro modelo JEM disponível em três cores chamativas (Shocking Pink, Loch Ness Green e Dessert Sun Yellow). Traz corpo de tilo, braço de arce/no- gal JEM de cinco peças, tratamento nas bordas dos tras- tes, inlays piramidais, trastes jumbo, captadores DiMarzio mm89_namm2017.indd 59 09/03/17 16:21
  • 60. 60 www.musicaemercado.org @musicaemercado fb.com/musicaemercado CAPA Evolution signature de Vai e ponte tremolo Ibanez Edge com Ultralite Tremolo Arm. No Brasil: equipo.com.br KORG A Korg mostrou uma variedade de novos produtos, com foco no ressur- gimento do sintetizador ARP Odyssey, chamado agora de ARP Odyssey FS (Rev1, Rev2, Rev3), montado nos Estados Unidos como edições limi- tadasfullsizecomtecladosstandard,oferecendoalternativas àsversõesdetecladodelgadode86%dotamanhodisponíveis previamente. Estarão disponíveis todos os modelos da linha ARP Odyssey original, cada um representando sua própria época, respeitando suas características individuais: o painel branco no Rev1 (Modelo 2000) produzido em 1972-1974; o Rev2 (Modelo 2810-2813) produzido em 1975-1976, com seu painel preto e serigrafia dourada; e o Rev3 (Modelo 2820– 2823), produzido em 1978-1981 e que apresentava um painel preto icônico e serigrafia laranja. Também foi lançada uma ediçãolimitadadoKorgKromeMusicWorkstationPlatinum, disponível na cor Platine, com modelos de 61, 73 e 88 teclas. No Brasil: korg.com.br LANEY A empresa está comemo- rando50anose,emhome- nagem a esse fato, recebeu o Prêmio NAMM Milesto- ne por suas cinco décadas de serviço na indústria de produtos musicais. Laney começou sua história em 1967 e poucos anos de- pois atraiu a atenção de Tony Iommi, que começou a usar seus produtos durante a gravação do álbum Black Sabbath, lançado em 1970 — a banda realiza este ano sua úl- tima turnê. Comemorando ambos os fatos e a amizade com Iommiatéhoje,acompanhialançouocabeçoteLA100BLea caixaLA412feitosàmãocomcablagempontoaponto,tabu- leiro perfurado à mão e transformador de saída estilo marco da caixa original. Outra peça importante na montagem de Tony era seu Rangemaster treble booster modificado, algo que a Laney replicou com o pedal signature TI-Boost. Essas três unidades estão sendo comercializadas em um pack de 50 unidades limitadas em todo o mundo. No Brasil: equipo.com.br LUDWIG Entre várias novida- des, encontramos a nova série Evolution Maple com seis peças de cascos de arce norte-americano, acabamento laquea- do e bordas a 45º. Vêm com peles Remo e estão disponíveis nas cores Red Burst, Transparent Blue, Mahogany Burst e Transparent Black. Também nova é a 45º Anniversary Vistalite Limited Edition, marcando o aniversário dessa série lançada em 1972, em configuração de bumbo 14”x22”, floor tom 16”x16”, tom tom 9”x13” e cor Tri-band Black ou bumbo 14”x24”, floor tom 16”x18” e 16”x16”, tom tom 9”x13” e cor Green Sparkle. No Brasil: rorizweb.com.br MARTIN GUITAR A C.F. Martin & Co. (Martin Guitar) adi- cionou três novos modelos à sua série 16: D-16E, DC-16E e OMC-16E, que incluem o sistema de amplificação acústica da Fish- man Matrix VT Enhance. Por exemplo, o D-16E é um violão Dreadnought, com profun- didade 000, construído com top de sitka spruce e laterais e parte posterior feitas com sicômoro. Apresenta uniões pra- ta, ponte de ébano e diapasão de éba- no com incrustações de madrepéro- la em forma de diamantes e quadra- dos. Um braço ovalado modificado com um taper de alto rendimento torna esse violão fácil de tocar. Mostraremos os outros modelos em nossas próximas edições. No Brasil: madeinbrazil.com.br PALMER A marca Palmer, do Grupo Adam Hall, estreou nos Es- tados Unidos com o Pocket Amp Bass portátil e os Ba- tPacks 4000 e 8000. Graças a suas possibilidades de con- figuração do som, quando usado como pedal de efeitos e pré-amplificador, o Pocket Amp Bass constitui uma ferramenta polivalente não só para ensaios e gravações, mm89_namm2017.indd 60 09/03/17 16:21
  • 61. @musicaemercado fb.com/musicaemercado www.musicaemercado.org 61 mas também para atuações. O BatPack 4000 e sua variante BatPack 8000, com potências de 4.000 mAh e 8.000 mAh, respectiva- mente, oferecem uma pro- visão de corrente elétrica independente para vários efeitos de chão e pedaleiras. No Brasil: palmer-germany.com PEACE DRUMS Este ano, a Peace Drums levou à NAMM sua DNA Series, que conta com acaba- mento de laca para adorná- -la e imprimir um aspecto atraente. O kit da DNA Series utiliza nove camadas de concha de bordo com baixa massa, abraçadeiras de perfil baixo e suportes de meia-lua, permitindo que o calor e o poder do bordo ressoe com claridade. A DNA Series é oferecida em dois pacotes de cinco peças em versões como um kit power rock ou um set de jazz-fusion. Ambas incluem hardware resistente. No Brasil: www.peace-drums.com PEARL Comemorando 30 anos de colaboração com os mú- sicos Omar Hakim e Eric Singer, a marca lançou suas próprias Limited Edition Signature Snare para eles. O snare de Omar começa com um casco de aço de 14”x6,5” de 1 mm que obtém uma su- perfície mais dura usando um processo chamado Physical Vapor Deposition, que adiciona uma camada de nitrito de titânio no exterior, dando uma cor roxa furta-cor. O bate- rista do Kiss, Eric Singer, e a Pearl atualizaram os modelos Jupiter Chrome-over-Brass originais para sua série signa- ture com um casco de latão recoberto em cromo de 1 mm estilo Júpiter e travas Click-Lock. No Brasil: pearl-latinamerica.com PLANET WAVES O D’Addario Acoustic CinchFit apresenta uma forma rápida de sujeitar uma correia aos violões com saídas jacks de botão. Os jacks de botão são notórios por criar incômodo quando se colocam ou tiram cor- reias standard para guitarras, e usualmente requerem mo- dificações para a correia que resultam em um ajuste pouco agradável. Esse novo acessório tem uma casa para poder asse- gurá-lo através do extremo de qualquer correia de instrumento, e sua ação de sujeição com faixas permite fáceis aplicação e remoção, utilizan- do o peso do instrumento para permanecer bloqueado no botão, de maneira que a guitarra esteja sempre firme. No Brasil: musical-express.com.br PROMARK O destaque veio com duas novas baquetas, para Kimberley Thompson e Anton Fig. O modelo para Kimberley Thomp- son, que toca com Beyoncé e se uniu à família Promark há pouco tempo, é uma baqueta 7A, medindo .535” de diâmetro e apresentando 1 /2” extra em longitude para um pouco mais de alcance, com ponta redonda pequena. O modelo Anton Fig ActiveGrip apresenta as mesmas dimensões que o mo- delo signature prévio de Anton (.595” [5B] de diâmetro, 16¾” de longitude), mas agora inclui acabamento ActiveGrip. Também há duas novas bolsas para baquetas: Sliver Essen- tials Stick Bag e Transport Deluxe Stick Bag. No Brasil: musical-express.com.br SABIAN O novo AA Mini Holy China é um dos pratos que a Sabian apresentou na NAMM como amostra do que a marca traz para os bateristas. O Chad Smith Signature AA Holy Chi- na ganhou múltiplos prêmios quando foi lançado em 2010. Este ano, o novo AA Mini Holy China comprime todo o volume, trash e corte do Holy China em um formato mini-China. Com um alto perfil exagerado, fileirasdepequenosorifícioseumacúpulaforte,oMiniHoly corta seu tamanho mais que qualquer outro prato. Criado para um trash potenciado e caráter tonal reduzido, o poder decortedoMiniHolyChinanãoprovémdedecibéismaisal- tos, mas da sonoridade percebida. Disponível nos tamanhos 8”, 10” e 12”, em acabamento brilhante ou natural. No Brasil: equipo.com.br mm89_namm2017.indd 61 09/03/17 16:21