Redes Sociais e a Música

1.117 visualizações

Publicada em

Oficina realizada durante o Festival Se Rasgum em Belém do Pará no dia 12/11/2013.

Publicada em: Mídias sociais
1 comentário
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Talita, alta traição! Vieste a Belém e não me falaste!! Sucesso, querida! Manda notícias. Teu trabalho tem mais é que ser conhecido Brasil afora. Beijos!
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.117
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
1
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redes Sociais e a Música

  1. 1. REDES SOCIAIS E A MÚSICA A INTERNET COMO PLATAFORMA DE COMPARTILHAMENTO
  2. 2. OI. Talita Alves Agência We Professora universitária 5 anos de experiência
  3. 3. SOUND CHECK
  4. 4. SOBRE O QUE VAMOS FALAR? + Redes sociais e a música + Internet como nova plataforma de compartilhamento
  5. 5. ARCTIC MONKEYS
  6. 6. ROCK - INDIE + Banda britânica: Jamie, Matt, Nick e Alex + Formada em 2002 nos subúrbios da cidade de Sheffield
  7. 7. SHEFF, WHAT?
  8. 8. 500M HABITANTES, 1M MORANDO EM ÁREAS URBANAS.
  9. 9. COMO ELES FICARAM CONHECIDOS MUNDIALMENTE?
  10. 10. BLOGS, BABY.
  11. 11. RESULTADOS + I Bet You look Good On The Dancefloor: número 1 no UK single charts + Whatever People Say I am, That's What I'm Not (2006): o álbum de estreia vendido mais rapidamente na história da música britânica, ultrapassando o Oasis
  12. 12. AM (2013): BUZZ NAS REDES E UM 10 NO NME
  13. 13. DIGITAL + TECNOLOGIA
  14. 14. NOS DIAS DE HOJE + Mudando a produção musical + Mudando a indústria da música
  15. 15. CENÁRIO ATUAL + Fatores econômicos e sócioculturais + Quebra de barreiras geográficas + Conexão entre as pessoas + Uma nova postura de interação
  16. 16. 2000 - 2013 Com o surgimento das principais plataformas, os artistas ganharam novas mídias de divulgação. A indústria musical e os usuários também.
  17. 17. NOVAS EXPECTATIVAS NOVAS FORMAS DE CONSUMO
  18. 18. TALENTO RECORD LABEL CD+ + =
  19. 19. TALENTO RECORD LABEL CD+ + = TALENTO INTERNET SHOWS+ + = X X
  20. 20. EM RELAÇÃO AOS SHOWS + Antes: turnê para promover álbuns + Hoje: álbuns para conseguir mais shows
  21. 21. LIVE NATION Depois de ¼ de século, Madonna abandonou a Warner, que havia lançado todos os seus álbuns até então. Ela deixou a gravadora para assinar um acordo de US$ 120 milhões com a Live Nation, que ficou responsável por toda a carreira da artista.
  22. 22. “A MÚSICA MUDOU E EU TENHO QUE ME MOVER COM ESSA MUDANÇA.”
  23. 23. “MINHA MÚSICA PODE CHEGAR AOS MEUS FÃS DE FORMA ILIMITADA.”
  24. 24. “QUEM SABE COMO MEUS ÁLBUNS SERÃO DISTRIBUÍDOS NO FUTURO?”
  25. 25. EM 2010, JAY-Z FEZ O MESMO
  26. 26. OS FÃS
  27. 27. POWER 2 THE PEOPLE + Tecnologias sociais fragmentaram o poder da indústria da música + O papel dos fãs cresceu. Se antes o foco era somente o negócio da música, hoje em dia o fã é parte essencial disso tudo. Eles não são apenas consumidores, eles são co-produtores, participantes, membros, promotores, etc.
  28. 28. ESTÃO FALANDO DE VOCÊ NAS REDES NESSE EXATO MOMENTO.
  29. 29. OUVINDO SUA MÚSICA NO SOUNDCLOUD.
  30. 30. PUBLICANDO FOTOS NO INSTAGRAM.
  31. 31. DESCOBRINDO UMA NOVA FORMA DE CONSEGUIR CONTEÚDO TODOS OS DIAS.
  32. 32. A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA
  33. 33. * Fonte: Marrakesh Records and Human Capita, UK. 70% DOS JOVENS (16-19) PREFEREM 1 SEMANA SEM SEXO DO QUE 1 SEMANA SEM MÚSICA.
  34. 34. COMO TIRAR PROVEITO DISSO?
  35. 35. RADIOHEAD
  36. 36. PAGUE QUANTO QUISER Aconteceu em 2008. Na época, foi visto como uma das experiências mais revolucionárias do mercado. Mais tarde, a banda lançou uma versão em cd com o álbum inteiro e vendeu 1,75MM de unidades.
  37. 37. “FOI UMA SITUAÇÃO ÚNICA, PARTICULAR E QUE NUNCA MAIS VAI ACONTECER.”
  38. 38. NIN E PRINCE FIZERAM O MESMO
  39. 39. AMANDA PALMER
  40. 40. CROWDSOURCING Amanda arrecadou 1,2MM de dólares no Kickstarter para produzir e promover seu terceiro disco. O álbum ficou em décimo lugar nas paradas dos Estados Unidos.
  41. 41. ELA CONSEGUIU 12X O VALOR QUE PEDIA
  42. 42. “NÃO OBRIGUE AS PESSOAS A PAGAR PELA MÚSICA.”
  43. 43. DAFT PUNK
  44. 44. RANDON ACCESS MEMORIES Depois de assinarem um contrato com a Columbia Records, os robôs começaram um gradual lançamento promocional do álbum, incluindo outdoors, comerciais de televisão e até séries pra internet.
  45. 45. DE ACORDO COM A AMAZON, AS VENDAS DE VINIL CRESCERAM 100% DESDE O ANO PASSADO. * Fonte: Paste Magazine, Setembro 2013.
  46. 46. ARCADE FIRE
  47. 47. REFLEKTOR A banda resolveu criar uma narrativa misteriosa antes de lançar o primeiro single do novo álbum. Eles monopolizaram a atenção dos veículos de música até começarem a divulgar informações oficiais.
  48. 48. SITE INTERATIVO EM PARCERIA COM O GOOGLE, FUNCIONA NO COMPUTADOR E NO CELULAR.
  49. 49. E NO BRASIL?
  50. 50. CRIOLO
  51. 51. NÃO EXISTE AMOR EM SP O título da música foi além da própria música. Fez as pessoas se questionarem sobre, criando uma série de outros movimentos paralelos na internet e fora dela.
  52. 52. A BANDA MAIS BONITA DA CIDADE
  53. 53. ORAÇÃO Era pra ser um vídeo bonito e feliz, mostrando o encontro de amigos. Tão cedo, a música caiu no gosto das pessoas com direito à menções nas redes e movimentou a agenda da banda com shows pelo Brasil.
  54. 54. GABY AMARANTOS
  55. 55. XIRLEY Mais de um milhão de views no Youtube e o sucesso já aparecia na vida de Gaby oficialmente. Na época, causou euforia nas redes e amplificou o universo da música e da cultura paraense.
  56. 56. JEITO FELINDIE
  57. 57. PAGODE INDIE Homenagem ao Raça Negra, grupo de pagode famoso nos anos 90. Vários artistas se reuniram para gravar versões alternativas das canções da banda. Ficou disponível para download e streaming no portal Fita Bruta, um dos organizadores da coletânea.
  58. 58. QUEREMOS
  59. 59. PLURAL Plataforma que permite a participação do fã na hora de ajudar a decidir quais bandas receber na sua cidade. Funciona por meio de campanhas de financiamento coletivo para confirmar os shows.
  60. 60. ERA CONECTADA
  61. 61. NAS REDES, SOMOS: + 79% dos brasileiros, cerca de 78 milhões de pessoas + Facebook: 76 milhões + Twitter: segundo maior país, com 41,2 milhões de perfis + Youtube: maior mercado fora dos EUA * Fontes: eMarketer, Facebook, comScore (2013).
  62. 62. * Fonte: Socialtyze, 2013. 0 8 15 23 30 Música Atividades TV Filmes Comida Moda Esportes Leitura Política 24,8%
  63. 63. MÍDIA SOCIAL = DEMOCRACIA
  64. 64. BRASIL X BRASIL Nosso país ainda demonstra uma divisão entre ricos e pobres. A diferença, hoje, diz respeito ao consumo e à novos hábitos. A internet chega à todos, via computador, tablets ou celular: de comunidades carentes até áreas rurais.
  65. 65. SOUND CHECK
  66. 66. MÚSICA + Do grego μουσική τέχνη - musiké téchne, a arte das musas + Uma forma de arte que se constitui basicamente em combinar sons e ritmo, seguindo uma pré-organização ao longo do tempo
  67. 67. MAKES THE PEOPLE COME TOGETHER
  68. 68. MIX THE BOURGEOISIE AND THE REBEL
  69. 69. UM CANAL DE COMUNICAÇÃO + Um meio pelo qual as pessoas podem compartilhar emoções, intenções e significados; independentemente do idioma + Interação humana e efeitos físicos poderosos
  70. 70. MÚSICA NA REDE: +300 FORMAS DE COMPARTILHAR
  71. 71. ERA UMA VEZ
  72. 72. MP3 + 1982: a Fraunhofer Institutein Erlangen (na Alemanha) estava pesquisando formas de armazenar dados de áudio digital + Karlheinz Brandenburg desenvolveu o formato de arquivo MP3
  73. 73. BEFORE IT WAS COOL
  74. 74. NAPSTER
  75. 75. O ILUMINADO Shawn Fanning tinha 18 anos e ainda estava na faculdade quando teve a ideia de criar um programa de computador que iria permitir compartilhamento de músicas em MP3. O site se tornou conhecido em pouco tempo.
  76. 76. O SERVIÇO O Napster foi útil e ajudou as pessoas a descobrirem novos artistas, que antes eram desconhecidos. Quanto mais usuários online compartilhando, mais músicas ficavam disponíveis para todos.
  77. 77. O FIM O Napster sofreu uma ação judicial em novembro de 1999 após denúncia da RIAA (Recording Industry Association of America), alegando que música compartilhada implicava em roubo. Os servidores do Napster foram fechados em 2001.
  78. 78. O RETORNO O serviço volta a funcionar no Brasil. Em parceria com o Terra, o Napster toma o lugar do Sonora, plataforma de música no portal. Por aqui, eles pretendem lançar a versão nacional disponibilizando mais de 10 milhões de músicas, cobrando entre R$ 8,90 e R$ 14,90 por mês.
  79. 79. “O NAPSTER MOSTROU O CONSUMO DE MÍDIA NA INTERNET.” * Phil Leigh, Internet Media Analyst.
  80. 80. APPLE
  81. 81. ITUNES + Lançado oficialmente em 2001 + Uma solução perfeita (e legal) para procurar, encontrar, baixar e ouvir música. Mostra a tecnologia como parte da música
  82. 82. MÚSICA = CULTURA HUMANA
  83. 83. DOS NOSSOS DIAS + Mais conteúdo sendo produzido + Novas oportunidades para novos artistas e empresários para criar, promover e distribuir música
  84. 84. CLICK = BUY
  85. 85. CONSUMO X COMPRA + Plataformas online para ouvir música + Sites dedicados à oferecer download, de forma legal e ilegal + Blogs sendo referência de conteúdo online
  86. 86. BLOGS ALCANÇAM 95,9% DOS USUÁRIOS ONLINE NO BRASIL. * Fonte: comScore, 2012.
  87. 87. BITCH, DON’T KILL MY VIBE
  88. 88. DEVELOPERS
  89. 89. PLATAFORMAS & MÍDIAS + Programadores estão moldando o futuro da música + A tecnologia mudou o processo de criação e distribuição + Hackers e developers, embora não saibam tocar um acorde, participam do ecossistema da produção musical
  90. 90. SPOTIFY NO BRASIL AINDA EM 2013
  91. 91. VÍDEO
  92. 92. MÚSICA ONLINE = VÍDEO + O poder da disseminação de conteúdo online para divulgar música + Facilidade de publicação versus relevância de conteúdo + Chama a atenção das pessoas e escapa do fluxo de informação
  93. 93. VEVO BRASIL: #2 MAIS ACESSADO
  94. 94. VINIL
  95. 95. “O VINIL NÃO MORREU. VENDER CDS, SIM.” * Michael Rapino.
  96. 96. MERCADO AQUECIDO + Quase 550 mil LPs vendidos em 2013 na Grã-Bretanha. Se o ritmo de vendas persistir, o resultado no final do ano pode chegar a 700 mil álbuns + Nos últimos 12 meses, as vendas dobraram em comparação com o mesmo período do ano passado * Fonte: BPI, 2013.
  97. 97. HAIM + ROUGH TRADE DISCO, SHOW E STREAMING
  98. 98. MERCADO BRASILEIRO + A Polysom é a única fábrica de vinil no país + No ano passado, teve um lucro de 13,55% + Impulsionado pela venda de clássicos, relançamentos, livrarias, feiras de escambo e e-commerce
  99. 99. LP NÃO É APENAS UMA MÍDIA DA MÚSICA, É UM FORMATO QUE OS FÃS GOSTAM DE OUVIR.
  100. 100. MOBILE
  101. 101. A MAÇÃ NO COMANDO + 75% do mercado de músicas digitais está sob o controle da Apple. O iTunes consome US$ 6,9 bilhões por ano, enquanto o mercado, como um todo, recolhe US$ 9,3 bilhões. * Fontes: comScore, 2010. Asymco, 2013.
  102. 102. FESTIVAIS
  103. 103. FESTIVAL NÃO É SÓ 1 FESTIVAL + Mobile contribui com o compartilhamento de conteúdo + Streaming aumenta a audiência dos eventos + Entrada de nomes de peso (como o Lollapalooza) e casas trazendo nomes relevantes movimentaram a música no país
  104. 104. USAR AS REDES PARA ATRAIR TURISTAS QUE VIAJAM MOTIVADOS PELA MÚSICA.
  105. 105. MARCAS
  106. 106. CO-BRANDED + Posicionamento das marcas para reforçar relacionamento com os consumidores e o que eles gostam de fazer + Marcas grandes chegam a gastar mais de 100 milhões: Coca-Cola, O2 e Blackberry gastaram cerca de 104 milhões de libras com o uso de músicas em festivais, online e patrocínios (um aumento de 6%) * Fonte: PRS for Music, 2013.
  107. 107. TRIDENT: MÍDIA ESPONTÂNEA NO ROCK IN RIO GEROU CONTEÚDO EQUIVALENTE À R$ 20 MILHÕES.
  108. 108. MÚSICA = MÚSICA
  109. 109. CAPITAL SOCIAL Se o seu sonho é distribuir música, nunca houve um momento como esse antes. Música é social, atual e mutável. E, acima de tudo, música é feita por músicos.
  110. 110. FUTURO DA MÚSICA
  111. 111. NÃO TRABALHAMOS COM PREVISÕES
  112. 112. ESCOLA JOHN LENNON & YOKO ONO DE MARKETING MUSICAL.
  113. 113. COMO SOBREVIVER? + Acompanhar o zeitgeist e não ter medo de mudanças + Fazer uso de novas tecnologias e de mais de uma mídia + Estabelecer conexões emocionais
  114. 114. COM A PALAVRA, SETH GODIN + Proteção contra cópia na era digital é um sonho + Interatividade não pode ser copiada + Permissão e distribuição + Assinatura de serviço
  115. 115. "IT'S NOT JUST A RECORD, IT'S A MOVEMENT."
  116. 116. OBRIGADA! ;) + @TALITAS + TALIT87@GMAIL.COM

×