Historia da BD

2.821 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.821
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Historia da BD

  1. 1. BANDA DESENHADA (BD) UMA BREVE HISTÓRIA EDUCAÇÃO VISUAL – 7º ANO 2009/2010
  2. 2. A BD é uma narrativa dupla de texto e imagem, situando-se entre acultura literária e as artes visuais. Um dos “pais” da BD foi o suiçoRodolphe Töpffer (1799-1846), gravador, para quem esta era umaassociação de literatura e história ilustrada – a literatura gráfica.
  3. 3. Outro pioneiro da BD foi o americano Richard Felton Outcault(1846-1905), o primeiro a usar formalmente o balão comoespaço de inserção do texto dos diálogos nas vinhetas.
  4. 4. A BD enquanto arte nasce nos finais do século XIX com base na imprensa, contemporânea do cinema, no contexto da revolução industrial. Logo, a BD implica reprodução – é uma indústria cultural, referenciada à imprensa, às revistas, ao livro.
  5. 5. Em Portugal, pode considerar-se que o primeiro autor arealizar narrativas gráficas com algumas característicasda BD actual foi Rafael Bordallo Pinheiro, ainda no séculoXIX. Até aos anos de 1920, usava-se o termo ilustradopara designar esse tipo de imagem, caricatura oudesenho, que aparecia em jornais.
  6. 6. A partir dos anos 1930, surgiram revistas especializadascomo ABCzinho, Camarada, Gafanhoto, Pim-pam-pum, destinados a crianças e adolescentes. Entre os anos1930 e meados dos anos 1960, a designação passou a serhistórias aos quadradinhos.
  7. 7. Nas revistas da década de 1930, entre os pioneiros daBD contemporânea, colaboraram artistas como AlmadaNegreiros, Stuart Carvalhais, Carlos Botelho e CottinelliTelmo.
  8. 8. Muito famoso foi o bissemanal Mosquito (1936-1953), dirigido por António Cardoso Lopes (“Tiotónio”), em que as históriasmais longas continuavam em números seguintes, atingindo cemmil exemplares cada número. O Mosquito tinha um suplemento feminino, A Formiga, em tamanho mais pequeno que a revista, dirigido pela “tia Nita”.
  9. 9. A partir da década de 1960, surge a revistaTintin, coordenada por Vasco Granja, começando a privilegiar- se a BD franco-belga. As histórias eram em continuação, permitindo aos leitores acompanhar simultaneamente uma série de BDs de vários autores. Esta Tintin portuguesa seria a primeira feita fora de França e aprimeira, com estas características, editada a cores em todo o mundo.
  10. 10. BD, designação adoptada desde finais dos anos de 1960, vindodo francês bande dessinée, significa tira desenhada(bande, em inglês: strip), adquire designações específicas emcada país. Assim, no Brasil é quadrinho, na América Latinahistorieta, em Espanha tebeo, na Itália fummeto e no Japãomangá. Nos Estados Unidos mantém a designação comics.
  11. 11. A BD perdeu a conotação de ser uma actividade voltada para públicos muito jovens, agarrando hoje leitores de todas asidades, sendo comum a designação de graphic novel (novela gráfica) para classificar a BD destinada ao público mais maduro.
  12. 12. Texto e selecção de imagens: Clara Botelho Caldas da Rainha Janeiro 2010

×