AAP4

1.316 visualizações

Publicada em

0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.316
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
70
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
145
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AAP4

  1. 1. CURSO DE ACUPUNTURA AURICULAR CHINESA APLICADA A PEDIATRIA Prof. Helio Laureano
  2. 2. Revisão da 3ª. aula  Vimos que o pavilhão auricular pode apresentar diversos sinais, como manchas, espinhas, acnes, etc; e estes são sinais valiosos para um diagnóstico bem sucedido.  Percebemos que, praticamente sem exceção, os sinais estão relacionados com os Cinco Elementos. Assim, a análise da região onde aparecem os sinais, sua coloração e até sua temperatura nos indicam o melhor tratamento a ser indicado.
  3. 3. Revisão  Vimos que o TA (Triplo-Aquecedor) é chamado assim por sua função em três diferentes partes do corpo.  O Aquecedor superior se refere a região do peito, envolvendo o coração e o pulmão; o aquecedor médio se encontra na região abdominal, envolvendo o fígado, pâncreas e rins; e, por fim, o aquecedor inferior, se refere aos órgãos com função escretória.  Ao tratarmos algum problema que envolve o funcionamento o funcionamento dum órgão, o triplo-aquecedor com sua função termo-reguladora melhorará a função metabólica. É como se ele fosse o motor do carro, e é como se cada órgão tivesse seu próprio motor. É ele que faz o carro se movimentar!
  4. 4. Revisão  Mudanças anatômicas no pavilhão auricular são sinais de problemas nos órgãos internos, especialmente na região envolvida. Pode envolver excesso de trabalho por parte de um órgão. Nesses casos, seria uma síndrome Yang. Ou poderia ser a dificuldade no metabolismo de algum órgão, chamada de síndrome de depleção, ou síndrome de Yin.
  5. 5. Revisão  No diagnóstico pela língua estudamos as mudanças mais marcantes nos casos pediátricos: os excessos, as diminuições, as colorações e as texturas, bem como a circulação sanguínea que é possível observar seu andamento através da análise do hipoglosso.
  6. 6. Revisão  No exame do dedo indicador, TAMKOAN, podemos observar a gravidade de certo problema.  O exame envolve colocarmos o dedo indicador da mão esquerda de nosso paciente em água fria por alguns minutos, talvez dois ou três, no máximo; e friccionarmos logo após, observando a coloração, baseada nos Cinco Elementos.  Quanto mais evidente estiver a marca no dedo indo para o topo, maior o problema.
  7. 7. Diagnóstico Diferencial Exame Facial
  8. 8. Exame Facial  A expressão facial é motivo de estudo e meditação há muitos séculos. Para os chineses, porém, mais do que se preocupar com um sorriso belo ou com uma testa “franzida” de indignação, o rosto também oferece um excelente material para diagnóstico dos fatores internos.  Nessa parte do curso estudaremos 5 aspectos do diagnóstico facial: coloração, espessura da pele, mobilidade, sensibilidade e localização dos pontos dos Cinco Elementos.
  9. 9. Coloração  O princípio da coloração segue a Teoria dos Cinco Elementos. Assim,  Uma cor avermelhada está relacionada com agitação, alegria, excesso de irrigação sanguínea, etc. É um fator próprio do elemento “Fogo”.  Se a criança apresenta uma cor roxeada, ou, uma mescla de azul com roxo, ou, em casos mais graves, a junção do azul, roxo e preto, são cores relacionadas com o elemento “Água”, comuns em casos de friagem, hipotermia, etc.  Assim, uma criança “vermelhinha”, como se costuma dizer, nem sempre estão saudáveis. É preciso juntar os diagnósticos da face e da língua para se tirar uma melhor conclusão.
  10. 10. Exemplo de coloração  Algumas fotos à seguir são artísticas, mas nos dão um bom exemplo de alguns casos.  Criança com aspecto normal:
  11. 11. Coloração da Face  Criança com aspecto febril: bochechas e nariz mais avermelhados, e face mais pálida.
  12. 12. Coloração da Face  Criança com febre: olheiras e palidez. O lado direito do rosto está com coloração um pouco mais rocheada do que o lado esquerdo. Problemas pulmonares, como veremos mais adiante.
  13. 13. Coloração da Face  Criança com febre e aspecto amarelado: relação com a função do elemento Terra, possível diminuição da imunidade geral.
  14. 14. Diagnóstico da Face Espessura da Pele No caso das crianças a melhor maneira de se perceber as mudanças na espessura da pele são os “edemas”. Edemas são acúmulos de anormais de líquidos, como proteínas e sais minerais, em determinada região, nos chamados “espaços intersticiais”. Não estamos ressaltando aqui os edemas graves que já são o resultado de um doença instalada. Mas, o aumento do volume da pele, o aspecto de inchaço, por menor que seja, como sinal de doença começando a se instalar. Na maioria dos casos os edemas estarão relacionados com o Baço-Pâncreas.
  15. 15. Espessura da Pele  Exemplo de edema em criança com gripe:
  16. 16. Espessura da Pele  Bochecha direita um pouco mais saliente, inchada. Possivelmente, quadro de gripe ou resfriado.
  17. 17. Espessura da Pele  Criança sem edema, mas com gripe:
  18. 18. Espessura da Pele  Criança com leve edema de choro:
  19. 19. Espessura da Pele  Edema abaixo dos olhos. Pode ser característica hereditária. Mesmo nesse caso seria sinal de algum mal, normalmente relacionado com o Fígado.
  20. 20. Diagnóstico da Face Mobilidade Mobilidade da face é o estado em que há tremores, trismos, etc. Costumamos associar esses estados com o sistema nervoso: irritação, ansiedade, etc. Também são chamados de “tiques nervosos”. Dentro da Medicina Chinesa, a mobilidade facial está especialmente relacionada com a função do Fígado, que rege os tendões. Mas, também está relacionada com o baço-pâncreas que regem os músculos. O fato de estar relacionada com esses dois órgãos pode ser sinal de processos emocionais, sendo que o fígado está relacionado com a irritabilidade; e o baço com a preocupação e a ansiedade. Nesse caso, realmente, podemos dizer que a mobilidade está relacionada com o sistema nervoso. A mobilidade facial é mais comum em crianças com mais de 7 anos de idade. O tratamento nesses casos envolve o trabalho com os pontos do Fígado e Pâncreas, e talvez massagem facial para aliviar a tensão muscular.
  21. 21. Diagnóstico da Face Sensibilidade Espontânea A sensibilidade espontânea está relacionada com aquelas pequenas dores, muitas vezes superficiais, que, costumam ocorrer através do toque, ou leves espasmos. Duas partes da face costumam ter mais sensibilidade: o rosto e os ouvidos.
  22. 22. Sensibilidade na Face  A sensibilidade na face está relacionada com a função do Baço- Pâncreas que rege a face. A sensibilidade nesse caso é muscular, superficial e intermitente. É a chamada “nevralgia”.  É sinal de diminuição da imunidade interna e problemas nos meridianos do baço, bexiga e estômago.  Assim, quando um paciente apresentar o quadro de nevralgia facial, podemos utilizar os pontos para dor: shen men, ping shuan, face, dentes e baço.  Se a sensibilidade estiver mais relacionada com as bochechas, que é região do meridiano do Estômago, podemos utilizar também o ponto do estômago.  Se houver mais sensibilidade na região próxima ao ouvido, é problema no meridiano da Bexiga. Dessa forma, usaremos o ponto da Bexiga.
  23. 23. Pontos para Sensibilidade Facial
  24. 24. Sensibilidade no Ouvido  Quando nos referimos à sensibilidade no ouvido, não estamos falando de “dor no ouvido”, e, sim, da “sensação” de dor.  Normalmente, essa sensibilidade está relacionada com o meridianoTriplo-Aquecedor. Uma obstrução do canal (meridiano), a entrada do frio, dificuldade na função do Aquecedor Superior, todos, podem ser causadores da sensibilidade no ouvido.  Nesses casos sempre utilizar o ponto TA no tratamento.
  25. 25. Meridiano do Triplo-Aquecedor
  26. 26. Diagnóstico da Face Os Cinco Elementos na Face A face, assim como o pavilhão auricular, as mãos, os pés, etc, é dividida em partes para ressaltar a função de determinado órgão. Tudo o que nós estudamos até agora sobre a face tem um papel ainda maior com a localização dos pontos faciais. As mudanças na coloração, textura ou sensibilidade, especialmente nas regiões dos Cinco Elementos são muito importante para a observação e diagnóstico.
  27. 27. Os Cinco Elementos na Face  C: coração  P: Pulmão  R: Rins  F: Fígado  BP: Baço-Pâncreas
  28. 28. Casos Reais  Criança de 3 anos de idade com inflamação nas amídalas.  Exame da Língua: esbranquiçada, em sinal de depleção energética, com a ponta da língua extremamente vermelha. Diagnóstico: baixa imunidade e “excesso” nos pulmões.  Exame do TAMKOAN: sinais normais, sem alteração da coloração.  Exame da Face: aspecto normal com leve avermelhamento no nariz. Sinal de excesso de trabalho do Baço-Pâncreas, como vimos no exame da língua.  Exame Auricular: orelha com leve secreção e sinal de avermelhamento e excesso no ponto da garganta e pingshuan superior.  Tratamento: Shen Men – PingShuan Superior - Rins – Sistema Endócrino – Garganta – Ponto Zero – Pulmão  Resultado: em dois dias a criança apresentou muita secreção com febre. Depois recuperou-se sem sequelas.
  29. 29. Caso n°2  Criança de 3 anos extremamente hiperativa, ansiosa, com tendência ao ciúmes dos irmãos e coleguinhas de escola. Muitos pesadelos. Muita irritabilidade. Choro. Apresentando um quadro de sinusite. Diz que sentia muita dor no corpo.  Exame da Língua: extremamente vermelha, especialmente, na ponta (P/C) e nos lados (F/VB). Sinal de emocional envolvendo tristeza(P), alegria excessiva (C) e irritabilidade (F).  Exame do TAMKOAN: sinal mais avermelhado na região da “Barreira da Vida”, indicando processo emocional muito forte.  Exame da Face: face oleosa, por causa dos doces que com em excesso, acelerando um processo hormonal. Avermelhada em sinal de excesso: “Síndrome de Fogo” do Coração.  Exame Auricular: não apresentava mudanças significativas com exceção o ponto do Shen Men um pouco avermelhado. Havia uma pequena acne no ponto do Pulmão.  Histórico Familiar: pai e mãe extremamente ansiosos e depressivos. Gritam todo o tempo com a criança. Falam mal dela em sua frente.  Tratamento: 1ª. Semana: Shen Men – Ponto Zero – Fígado 2ª. Semana: Shen Men – Rins – Sistema Endócrino – Coração – Pulmão 3ª. Semana: Shen Men – Rins – Sistema Endócrino – Face – Garganta 4ª. Semana: Shen Men – Ping Shuan – Sistema Endócrino – Pâncreas – Fígado Foi receitada uma Homeopatia.  Resultado: a criança ficou mais calma já na primeira semana. O processo continuou até que se estabeleceu um comportamento mais tranquilo e estável. O tratamento durou dois meses.
  30. 30. Caso n°3  Menino de 9 anos com dificuldade de crescimento e muitas dores nas pernas e joehos.  Exame da Língua: saburra branca densa e forte em toda a língua. Sinal de umidade(baço) e friagem(rins) interna. O Hipoglosso apresentava as duas artérias bem escuras e densas.  Exame do TAMKOAN: marca escura na “Barreira do Meio”. Sinal de estagnação sanguínea e doença instalada.  Exame da Face: olheiras roxas, e aparência de hematoma no queixo. Indicação de problemas nos rins.  Tratamento: 1ª. Fase: Shen Men – Rins – Sistema Endócrino. O objetivo era restabelecer o sistema hormonal, expelindo a umidade.  2ª. Fase: Shen Men – Rins – joelhos – sistema endócrino – coração. O objetivo era fortalecer os rins bem como a circulação sanguínea. Nessa fase foi indicada uma Fitoterapia Chinesa auxiliar dos Rins, por que a família do menino apresentava problemas renais congênitos.  Resultado: O tratamento foi feito durante 1 ano. Nos primeiros 3 meses com 2 sessões semanais. E nos demais meses com sessões quinzenais. A criança aumentou 5 cm, e não sentia mais dor nos joelhos.
  31. 31. Caso n°4  Criança de 7anos com dificuldades visuais.  Exame da Língua:língua pálida com leves sinais de mordidas nos lados.  Não fizemos outros exames, pois nos parecia muito clara a situação.  A criança era passiva, retraída, mas, ao mesmo tempo, parecia irritada.  Tratamento: shen men – rins – fígado – olho Sentiu-se emocionalmente melhor já na primeira semana. Mas, ainda sentia dificuldades visuais, apesar dos óculos. Acrescentamos o ponto do Fígado no Hélix e o Sistema Endócrino.  Resultados: melhora completa na segunda semana.
  32. 32. Caso n°5  Criança de 4 anos obesa.  Exame da Língua: língua pálida e inchada, com fortes mordidas nos cantos. Sinal de problemas hormonais graves.  Exame do TAMKOAN: marca escura na “Barreira da Vida”.  Exame da Face: face oleosa e pegajosa, com tom amarelado e espesso.  Tratamento: 1ª. Fase de 1 mês: Shen Men – Rins – Simpático – Sistema Endócrino. Essa escolha visava o tratamento da retenção de líquidos, especialmente. 2ª. Fase de 2 semanas: Shen Men – Rins – Simpático – Estômago – Sistema Endócrino. A escolha dos pontos visava, junto com o tratamento da retenção, tratar o sistema hormonal. Nessa fase, mesmo sem usar o ponto do relaxamento e boca, a criança apresentava menos ansiedade. 3ª.fase de 1 mês: Shen Men – Rins – Simpático – Estômago – Coração – TA – Boca. Os pontos escolhidos visavam melhorar a circulação geral. Nesse período de 2 meses e1/2 a criança já havia emagrecido 10 kilos com uma leve dieta. 4ª. Fase de 3 meses: Shen Men – Rins – Simpático – Fígado – Pâncreas – Relaxamento – Bexiga – Intestinos. Nessa fase, o tratamento visava a limpeza do organismo das toxinas, etc. No fim dos 3 meses, a criança já havia emagrecido 25 kilos. 5ª. Fase de 3 meses: Shen Men – Rins – Sistema Endócrino – Coração – Pulmão - TA. As escolhas desses pontos visava deixar a criança mais calma e confiante, além de melhorar o metabolismo interno total. Nessa última fase, a criança havia emagrecido 32 kilos. Durante todo o processo a criança precisou tomar uma Fitoterapia para repor os minerais e vitaminas perdidas.
  33. 33. Caso n°6  Criança com 4 anos com quadro grave de diabetes mellitus. Era magra. Não comia muito, nem mesmo doces.  Exame da Língua: língua pálida com leve saburra branca e arroxeada nas pontas. Sinal de umidade, relacionada com o Pâncreas; e o fato de estar roxa era evidência de problema no sangue, como se ele estivesse parado, e era sinal de problema no pâncreas, no coração (circulação sanguínea) e TA.  Exame do TAMKOAN: marca bem escura na “Barreira do Vento”.  Exame da Face: palidez num tom amarelado.  Tratamento: 1ª. Fase de duas semanas: Shen Men – TA – Rins para tonificar o organismo e melhorar a circulação. No final da segunda fase, o dedo indicador já não ficava mais escuro, e a face estava um pouco mais rosada. 2ª. Fase de 1 mês: Shen Men – Rins – Pâncreas – Baço – TA – Estômago para tratar a diabete, harmonizar o sangue, aumentar a energia; e o ponto do estômago foi escolhido para ajudar a reter mais vitaminas e minerais. No final de 1 mês a taxa de glicose havia baixado para a metade. 3ª. Fase de 1 mês: Shen Men – Rins – Pâncreas – Sistema Endócrino – TA para restabelecer o sistema imunológico e hormonal. Nessa fase passou a tomar uma Fitoterapia Chinesa para a imunidade. Depois de 1 mês estava com a taxa normal da glicose para a idade de 3 anos.  Nesse caso grave foi muito importante estabelecer três sessões de 15 minutos por semana para fazer laser na orelha. Também foi importante aumentar a energia do corpo, sua capacidade de funcionar primeiro, para depois tratarmos o problema da diabete.
  34. 34. Conclusão  Aprendemos no curso que a base da Medicina Chinesa está na observação do corpo como um todo. Não podemos tratar um problema somente por ouvir e perguntar o que a pessoa sente. Os sinais são visíveis em todo o corpo.  Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, o diagnóstico baseado nos Cinco Elementos é muito importante para o diagnóstico e para a escolha dos pontos auriculares.  Quando não usamos os Cinco Elemento na escolha dos pontos, com certeza, teremos ótimos resultados também em qualquer tratamento. Mas, usando-os a chance de maior acerto, rapidez e cura é tremendamente maior. Às vezes, um único ponto pode fazer toda a diferença.  Sobre pontos, inclusive, na maioria dos Cursos de Acupuntura Auricular, é muito comum ouvirmos sobre os pontos Shen Men, Simpático, Rins e Ponto Zero. Claro que esses pontos são maravilhosos e seus efeitos são claramente conhecidos. Mas, não podemos nos esquecer de pontos como o TA, Sistema Endócrino, Fígado, Pâncreas, Coração que pouquíssimas vezes são utilizados e que são pilares nos tratamentos.  Nos seis casos estudados percebemos também que o êxito de qualquer tratamento é ter “metas”, “alvos” a curto e longo prazo. É preciso que visualizemos o futuro de nosso tratamento. Nem sempre somente trocar os mesmos pontos de uma orelha para a outra garantirá a eficácia de nosso tratamento. É preciso pensar muito e ter paciência, por que alguns tratamentos podem durar meses. Precisamos conscientizar nossos pacientes e seus pais ou responsáveis disso.  Enfim, ser um excelente Acupunturista Auricular exigirá de todos nós dedicação, sensibilidade e persistência!
  35. 35. Questões  O que é “qi”?  O que é o “Jing qi”? Por que é importante? Onde fica guardado no corpo?  Que órgãos fazem parte do elemento Madeira?  Uma língua arroxeada é sinal de qual problema?  O que é a “Barreira do Vento” e para quê serve?  Qual elemento tem a cor preta?  Por que os Rins são importantes num menino de 8 anos?  Para tratarmos problemas circulatórios, qual órgão é importante tratar?  Na obesidade infantil quais, normalmente, são as fases do tratamento?  Criança com o rosto oleoso pode ser sinal do que?  Qual o alimento que o Elemento Terra mais gosta?  Por que o Triplo-Aquecedor tem esse nome? Explique. Em quais situações devemos usar esse ponto?  O que é Shen Men?  Quando olhamos o “nariz” de uma criança nós podemos observar a condição de qual órgão?  A bochecha esquerda vermelha pode ser sinal do que?  Por que uma criança pode desenvolver sensibilidade no ouvido?  Quais os pontos mais usados em Pediatria que ficam nas conchas?  Ao tratar diabetes por que você usaria o ponto do estômago?  O que é Yin-Yang?
  36. 36. Questões  O que essa orelha nos mostra?
  37. 37. Questões  O que nos mostra essa orelha?
  38. 38. Questões  Quais as suas dúvidas?
  39. 39. Parabéns! FIM DO CURSO!

×