REVOLUÇÃO FRANCESA
A BURGUESIA VAI À LUTA
“Em meados do séc. XVIII a França ainda tinha
um governo absolutista e uma economia
capitalista que convivia com uma estru...
Revolta:
o Agitação sem bases ideológicas.
o Não propõe reformas profundas.
Revolução:
o Mudanças estruturais de bases:
po...
1. Significados:
o Movimento burguês.
o Antifeudal e antiabsolutista.
o Inspiração iluminista.
o Mudanças estruturais.
o A...
MODERNA CONTEMPORÂNEA
1789 ( REVOLUÇÃO FRANCESA)
o Marco divisor.
o Quebrou o Feudalismo.
o Queda do Absolutismo.
2. Contexto:
A – Político:
o Absolutismo de “direito divino”.
o Despotismo e tirania.
Absolutismo Monárquico
Sistema polít...
B – Econômico:
o “Déficit” público e dívidas.
o Má gestão financeira.
o Gastos com guerras: 7 anos e
Independência dos EUA...
o Tratados protecionistas com os
concorrentes (EUA,Inglaterra,Suécia)
causaram queda na produção e no
comércio, irritando ...
C – Social:
o Sociedade estamental.
o Privilégios ao Clero e à Nobreza.
o Desigualdades sociais.
o Burguesia pagava altos ...
Clero
(1º Estado)
Nobreza
(2º Estado)
Povo
(3º Estado)
3º Estado
Representado pela burguesia, pelos pobres
urbanos ( sans ...
D – Ideológico:
Iluminismo
o Combustível ideológico que
alimentou a Revolução.
o Lema da Revolução:
Liberté, Egalité, Frat...
3. Processo:
A – Revolta dos Notáveis
o Clero e Nobreza rejeitaram abrir
mão da isenção de impostos que
Callone sugeriu.
o...
B – Assembléia dos Estados Gerais
o Os 3 Estados reuniram – se para
resolver a crise.
o Votação por Estado: O 3º Estado
pe...
Crise política
o O rei recusou – se a mudar as
regras do jogo político.
o A burguesia rebelou – se e
declarou – se em Asse...
A Liberdade guiando o povo/De lacroix
14/07/1789
Queda da Bastilha
4 – Fases:
A – Assembléia Constituinte
o Grande Medo: perseguição e
morte ao Clero e à Nobreza.
Declaração dos Direitos do...
Igreja Católica e Clero
o Confisco dos bens da Igreja.
o Assignats: A nova moeda.
Constituição Civil do Clero
o Estado tut...
B – Monarquia Constitucional
Rei mantido no poder (1791 – 92)
o Poderes: Executivo, Legislativo e
Judiciário.
o Voto Censi...
Declaração de Pillnitz
o Se acontecesse algo com o Rei ou
familiar a França seria invadida.
o A crise econômica e social c...
C – Convenção Nacional:
1ª República (1792 – 1795)
Girondinos
o Base – Alta Burguesia.
o Ficavam à direita da Assembléia.
...
Girondinos:
Nome derivado da região francesa
da Girondinagem do créu, de onde
vieram seus principais dirigentes.
Um grupo ...
Jacobinos:
o Média e baixa burguesias.
o Ficavam à esquerda do Centro.
o Apoio aos “sans cullotes”.
o Radicais.
o Oposição...
Jacobinos pois se reuniam no
Convento de São Tiago.
O nome Tiago do latim: Jacobus.
Do francês Saint-Jacques.
Defendiam mu...
Planície ( pântano ):
o Alta e média burguesias.
o Projetos indefinidos.
o Votavam conforme os interesses
com Girondinos o...
D – Governo Girondino:
o Luís XVI e Maria Antonieta foram
executados na guilhotina.
o A 1ª Coligação (Áustria, Espanha,
Ho...
E – Governo Jacobino:
Reformas
o Lei do “Maximum”.
o Tabelamento de preços.
o Fim da escravidão nas colônias.
o Reformas n...
Período do Terror
(Terror Jacobino)
o Morte aos inimigos da República.
o Prisões e morte arbitrárias.
Tribunal Revolucioná...
F – Reação Termidoriana:
Golpe do Termidor
o Os Jacobinos perderam apoio
devido ao Terror e à crise.
o Robespierre caiu.
o...
5 – Diretório (1795/1799):
o Fim da reformas jacobinas.
o Nova Constituição.
o Voltam privilégios da burguesia.
o Golpes e...
Golpe 18 de Brumário
(09/11/1799)
o Golpe de Estado dado por
Napoleão Bonaparte com o apoio
da Alta Burguesia.
o Fim do Di...
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Revolução francesa pdf
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Revolução francesa pdf

10.339 visualizações

Publicada em

Revolução Francesa: contexto político, econômico, social, ideológico e fases.

Publicada em: Educação

Revolução francesa pdf

  1. 1. REVOLUÇÃO FRANCESA A BURGUESIA VAI À LUTA
  2. 2. “Em meados do séc. XVIII a França ainda tinha um governo absolutista e uma economia capitalista que convivia com uma estrutura feudal e uma sociedade estamental. A Revolução Francesa foi um movimento burguês, apoiado pelo povo, que derrubou o Absolutismo na França e estabeleceu um Estado fundamentado em leis, que refletiam os direitos individuais do cidadão, a liberdade e a igualdade.” (Lucy Valentini)
  3. 3. Revolta: o Agitação sem bases ideológicas. o Não propõe reformas profundas. Revolução: o Mudanças estruturais de bases: políticas, econômicas, sociais. o Ex: Revolução Industrial.
  4. 4. 1. Significados: o Movimento burguês. o Antifeudal e antiabsolutista. o Inspiração iluminista. o Mudanças estruturais. o Acelerou o Capitalismo Industrial. o Consolidação da burguesia.
  5. 5. MODERNA CONTEMPORÂNEA 1789 ( REVOLUÇÃO FRANCESA) o Marco divisor. o Quebrou o Feudalismo. o Queda do Absolutismo.
  6. 6. 2. Contexto: A – Político: o Absolutismo de “direito divino”. o Despotismo e tirania. Absolutismo Monárquico Sistema político típico das Monarquias Nacionais européias em que o rei, por suposto direito divino, concentrava todos os poderes. Governava servindo – se da tirania e do despotismo, apoiado pelo Clero e pela Nobreza, oprimindo e explorando as classes inferiores
  7. 7. B – Econômico: o “Déficit” público e dívidas. o Má gestão financeira. o Gastos com guerras: 7 anos e Independência dos EUA. o Atraso industrial. o Estrutura feudal.
  8. 8. o Tratados protecionistas com os concorrentes (EUA,Inglaterra,Suécia) causaram queda na produção e no comércio, irritando a burguesia. o Crise agrícola devido ao aumento populacional. o Desabastecimento e inflação. o Mercantilismo.
  9. 9. C – Social: o Sociedade estamental. o Privilégios ao Clero e à Nobreza. o Desigualdades sociais. o Burguesia pagava altos impostos para sustentar as regalias do 1º e 2º Estados ( Notáveis ).
  10. 10. Clero (1º Estado) Nobreza (2º Estado) Povo (3º Estado) 3º Estado Representado pela burguesia, pelos pobres urbanos ( sans culottes) e camponeses.
  11. 11. D – Ideológico: Iluminismo o Combustível ideológico que alimentou a Revolução. o Lema da Revolução: Liberté, Egalité, Fraternité. o Base da ordem liberal burguesa.
  12. 12. 3. Processo: A – Revolta dos Notáveis o Clero e Nobreza rejeitaram abrir mão da isenção de impostos que Callone sugeriu. o Várias revoltas eclodiram. o O Rei perdeu apoio político. o Callone substituído por Necker.
  13. 13. B – Assembléia dos Estados Gerais o Os 3 Estados reuniram – se para resolver a crise. o Votação por Estado: O 3º Estado perderia para Clero e Nobreza. o O 3º Estado reivindicava votação por cabeça ( 1º Estado 291, 2º Estado 270, 3º Estado 578).
  14. 14. Crise política o O rei recusou – se a mudar as regras do jogo político. o A burguesia rebelou – se e declarou – se em Assembléia Nacional Constituinte. o Necker foi demitido. ASSEMBLÉIA NACIONAL CONSTITUINTE Com a pressão o Rei cedeu e permitiu que Clero e Nobreza se juntassem à burguesia. As tropas reais, de prontidão, acirraram o clima da Revolução.
  15. 15. A Liberdade guiando o povo/De lacroix
  16. 16. 14/07/1789 Queda da Bastilha
  17. 17. 4 – Fases: A – Assembléia Constituinte o Grande Medo: perseguição e morte ao Clero e à Nobreza. Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão o Liberdade, igualdade, direito de resistir à opressão, propriedade.
  18. 18. Igreja Católica e Clero o Confisco dos bens da Igreja. o Assignats: A nova moeda. Constituição Civil do Clero o Estado tutela a Igreja Católica. o Refratários: Resistiam à mudança. o Juramentados: Apoio à mudança.
  19. 19. B – Monarquia Constitucional Rei mantido no poder (1791 – 92) o Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. o Voto Censitário. o Assembléia/deputados: 02 anos. o O Rei não aceitou a Constituição. o Ao fugir foi preso como traidor.
  20. 20. Declaração de Pillnitz o Se acontecesse algo com o Rei ou familiar a França seria invadida. o A crise econômica e social crescia e diante da prisão do Rei a França foi invadida por Áustria e Prússia. o Após difícil resistência vitória da França na Batalha de Valmy.
  21. 21. C – Convenção Nacional: 1ª República (1792 – 1795) Girondinos o Base – Alta Burguesia. o Ficavam à direita da Assembléia. o Monopólio político para manter seus privilégios. o Inimigos dos “sans cullotes”.
  22. 22. Girondinos: Nome derivado da região francesa da Girondinagem do créu, de onde vieram seus principais dirigentes. Um grupo político moderado, era chefiado por Jacques-Pierre Brissot (1754-1793).
  23. 23. Jacobinos: o Média e baixa burguesias. o Ficavam à esquerda do Centro. o Apoio aos “sans cullotes”. o Radicais. o Oposição aos girondinos. o Reformas profundas.
  24. 24. Jacobinos pois se reuniam no Convento de São Tiago. O nome Tiago do latim: Jacobus. Do francês Saint-Jacques. Defendiam mudanças radicais. Eram contrários à Monarquia. Líder: Robespierre.
  25. 25. Planície ( pântano ): o Alta e média burguesias. o Projetos indefinidos. o Votavam conforme os interesses com Girondinos ou Jacobinos. o Sentavam – se no Centro da Assembléia.
  26. 26. D – Governo Girondino: o Luís XVI e Maria Antonieta foram executados na guilhotina. o A 1ª Coligação (Áustria, Espanha, Holanda e Inglaterra) invade a França. o Vitória francesa. o Jacobinos assumem o poder.
  27. 27. E – Governo Jacobino: Reformas o Lei do “Maximum”. o Tabelamento de preços. o Fim da escravidão nas colônias. o Reformas na educação. o Fim do voto censitário.
  28. 28. Período do Terror (Terror Jacobino) o Morte aos inimigos da República. o Prisões e morte arbitrárias. Tribunal Revolucionário o Perseguiu, prendeu, matou até os aliados políticos.
  29. 29. F – Reação Termidoriana: Golpe do Termidor o Os Jacobinos perderam apoio devido ao Terror e à crise. o Robespierre caiu. o Girondinos assumem o poder e passam a controlar a República. o Retrocesso político.
  30. 30. 5 – Diretório (1795/1799): o Fim da reformas jacobinas. o Nova Constituição. o Voltam privilégios da burguesia. o Golpes e conspirações. o Crise econômica e social. o Ameaças externas.
  31. 31. Golpe 18 de Brumário (09/11/1799) o Golpe de Estado dado por Napoleão Bonaparte com o apoio da Alta Burguesia. o Fim do Diretório e início da Era Napoleônica.

×