SlideShare uma empresa Scribd logo
Estudo da célula




                   Profª Cristina Brandão
•1590:  INVENÇÃO DO MICROSCÓPIO POR HANS E ZACARIAS
JENSEN.
•1665: ROBERT HOOK, COM UM MICROSCÓPIO SIMPLES, ANALISANDO A
CORTIÇA, OU SÚBER, OBSERVOU CAVIDADES SEPARADAS POR PAREDES
QUE DENOMINOU CÉLULAS.

                                               Células
                                                 de
                                               cortiça.
Schleiden e Schwann
 •1838: MATHIAS SCHLEIDEN
 E THEODOR SCHWANN (1839)
 PROPOEM A TEORIA CELULAR,




•TODOS OS SERES VIVOS SÃO CONSTITUÍDOS DE CÉLULAS,


•TODAS AS REAÇÕES METABÓLICAS DE UM ORGANISMO VIVO OCORREM
DENTRO DA CÉLULA.


•TODO SER VIVO PLURICELULAR   PROVÉM   DE   UMA   CÉLULA   ÚNICA
CHAMADA DE OVO OU ZIGOTO.
Estudo da célula
Célula = Unidade morfofuncional do ser vivo
Citologia ( Estudo da célula)

Composição celular básica:

                               MEMBRANA
                               PLASMÁTICA
   CITOPLASMA




           NÚCLEO
Classificação Celular
1-Quanto ao Nível de Organização

    Células   procarióticas
    Células   eucarióticas




                               Cristina Brandão
A Típica Célula Procariótica
      CITOPLASMA

                                 PAREDE
                                 CELULAR


RIBOSSOMO
                                 MEMBRANA
                                 PLASMÁTICA



              DNA ( NUCLEOIDE)




                                    Cristina Brandão
CARACTERÍSTICAS DA CÉLULA PROCARIÓTICA


              Possui núcleo desorganizado
             Material genético simples ( 1molécula de
             DNA circular), sem histonas


              Ribossomo,única organela

             Ausência do citoesqueleto e sistema
             de endomembranas.

                Divisão celular por amitose



                                              Cristina Brandão
SERES PROCARIONTES ( REINO MONERA)




Bactérias


Cianobactérias




                                  Cristina Brandão
A Típica Célula   GOLGI
                          PEROXISSOMOS
Eucariótica                        POLISSOMO

 LISOSSOMO



CENTRIOLOS




MITOCÔNDRIA




RETÍCULO
ENDOPLASMÁTICO
RUGOSO                     RETÍCULO LISO

                                    Cristina Brandão
GOLGI
PAREDE
CELULAR

             MITOCÔNDRIA


POLISSOMO
              CLOROPLASTO


  RETÍCULO    GRANDE
   RUGOSO     VACUOLO

RETÍCULO
LISO




                 Cristina Brandão
CARACTERÍSTICAS DA CÉLULA EUCARIÓTICA


              Possui núcleo organizado

            Material genético complexo, com histonas


             Ribossomo, não é a única organela

             Possui citoesqueleto   e    sistema     de
             endomembranas.




                                           Cristina Brandão
2) Quanto a diferenciação
a) Células indiferenciadas
• Não possuem forma e nem função definida.

• Não apresentam especialização. CÉLULAS TRONCO

          Célula Ovo




        Mórula

             Blástula


                                             Cristina Brandão
Células tronco - Classificação
 Embrionárias São        Não embrionárias
obtidas no máximo até
 o estágio de blástula   São obtidas após o
 (blastocisto). São          estágio de
     totipotentes.       blástula.São pluri,
                               oligo ou
                          unipotentes. Ex.
                           medula óssea e
                          cordão umbilical.
As células tronco Qto a potencialidade podem ser:

1) TOTIPOTENTES OU EMBRIONÁRIAS: SÃO AS QUE CONSEGUEM
SE DIFERENCIAR EM TODOS OS 216 TECIDOS.

OBS: As Células-tronco embrionárias caracterizam-se por ciclos
curtos, com a fase mitótica imediatamente seguida da fase S.




                                                     Cristina Brandão
OBS:As células-tronco embrionárias são obtidas a partir de
embriões na fase de blástula.
2) PLURIPOTENTES OU MULTIPOTENTES:


SÃO AS QUE CONSEGUEM SE DIFERENCIAR EM TODOS OS TECIDOS
HUMANOS MENOS PLACENTA E ANEXOS EMBRIONÁRIOS. Ex:      Cel.
Embrionárias, Medula óssea vermelha e cordão umbilical




                                                Cristina Brandão
3) OLIGOPOTENTES:
 AQUELAS QUE CONSEGUEM DIFERENCIAR-SE EM POUCOS
TECIDOS. Ex: CORDÃO UMBILICAL E MEDULA ÓSSEA.




                                        Cristina Brandão
Células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs)

                    Introdução de genes reprogramadores
 Genes ativos na
 fase de blástula
                    em células epiteliais




Vírus utilizado
como veículo
                              Células se comportam
                              como embrionária
Expectativas de tratamentos com células
tronco:

 1) Parkinson

2) Anemia Falciforme

3) Diabetes

4) Doenças cardíacas

 5) Produção    de   órgãos   para
 transplantes

                                     Cristina Brandão
É possível determinar a diferenciação?

Consequências :

•Tumores com células          ? ? ?
estranhas ao tecido




• Calcificação do coração
• Células diferenciadas
   A diferenciação celular é produto da                                                      expressão
   diferenciada dos genes.




Esquema da diferenciação celular e da organização dos tecidos em órgãos e destes sistemas.
• Células desdiferenciadas
Células que perderam a especialização Ex:
Câncer- Neoplasma
Pode ser desencadeado por diversos fatores
físicos , químicos e genéticos.
Aceleram o ciclo celular fazendo com que as
células se dividam em ritmo acelerado.




                                Supressão
                                da fase G1e
                                G0
Não respondem as mensagens químicas de células
adjacentes.
Ignoram o programa de apoptose.

MACRÓFAGO

                      CELULA EM APOPTOSE
Conseguem forçar a taxa reprodutiva além do
limite do relógio biológico ( telômeros).
Induzir a angiogênese




                        METÁSTASE
3) Quanto ao tempo de Vida
  •Lábeis

  •Estáveis

  •Permanentes ou Perenes




                             Cristina Brandão
Células Lábeis
• Pouca Especialização

• Menor Tempo de Vida

• Grande Capacidade de Divisão



              Tecido Epitelial

          Hemácias




                                 Cristina Brandão
Células Estáveis
• Média Especialização
• Médio Tempo de Vida
• Média Capacidade de Divisão



                     Tecido Ósseo


        Tecido Hepático




                                    Cristina Brandão
Células Permanentes

• Grande Especialização

• Maior Tempo de Vida

• Menor ou Nenhuma Capacidade de Divisão




                                       Cristina Brandão

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Célula eucariótica
Célula eucarióticaCélula eucariótica
Célula eucariótica
luam1969
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
Rebeca Vale
 
A Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vidaA Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vida
Catir
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
profatatiana
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomos
Hamilton Nobrega
 
Mitose
MitoseMitose
Mitose
Isabel Lopes
 
Histologia humana epitelial e conjuntivo
Histologia humana   epitelial e conjuntivoHistologia humana   epitelial e conjuntivo
Histologia humana epitelial e conjuntivo
César Milani
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Bio
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
Gisele A. Barbosa
 
Células
CélulasCélulas
Células
Killer Max
 
Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial
César Milani
 
Organelas celulares
Organelas celularesOrganelas celulares
Organelas celulares
mainamgar
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
profatatiana
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
Andreza Campos
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
cienciasdinamica
 
Organização celular
Organização celularOrganização celular
Organização celular
ajsmorais
 
Aula citologia
Aula citologiaAula citologia
Aula citologia
Adrianne Mendonça
 
Celula procarionte
Celula procarionte Celula procarionte
Celula procarionte
Karoline Sena
 
Aula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introduçãoAula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introdução
Amarildo César
 
Núcleo celular
Núcleo celularNúcleo celular
Núcleo celular
César Milani
 

Mais procurados (20)

Célula eucariótica
Célula eucarióticaCélula eucariótica
Célula eucariótica
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
 
A Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vidaA Célula - Unidade básica da vida
A Célula - Unidade básica da vida
 
Tecido conjuntivo
Tecido conjuntivoTecido conjuntivo
Tecido conjuntivo
 
Aula 07 núcleo e cromossomos
Aula 07   núcleo e cromossomosAula 07   núcleo e cromossomos
Aula 07 núcleo e cromossomos
 
Mitose
MitoseMitose
Mitose
 
Histologia humana epitelial e conjuntivo
Histologia humana   epitelial e conjuntivoHistologia humana   epitelial e conjuntivo
Histologia humana epitelial e conjuntivo
 
Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)Aula de Histologia Animal (Power Point)
Aula de Histologia Animal (Power Point)
 
Mitose e Meiose
Mitose e MeioseMitose e Meiose
Mitose e Meiose
 
Células
CélulasCélulas
Células
 
Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial Histologia humana - Tecido Epitelial
Histologia humana - Tecido Epitelial
 
Organelas celulares
Organelas celularesOrganelas celulares
Organelas celulares
 
Citoplasma e organelas
Citoplasma e organelasCitoplasma e organelas
Citoplasma e organelas
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
Aula sobre células
Aula sobre célulasAula sobre células
Aula sobre células
 
Organização celular
Organização celularOrganização celular
Organização celular
 
Aula citologia
Aula citologiaAula citologia
Aula citologia
 
Celula procarionte
Celula procarionte Celula procarionte
Celula procarionte
 
Aula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introduçãoAula 1 citologia - introdução
Aula 1 citologia - introdução
 
Núcleo celular
Núcleo celularNúcleo celular
Núcleo celular
 

Destaque

Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
brandaobio
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
CCMbiologia
 
Citologia e classificação celular
Citologia e classificação celularCitologia e classificação celular
Citologia e classificação celular
CristinaBrandao
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
bradok157
 
Citologia e membrana celular
Citologia e membrana celularCitologia e membrana celular
Citologia e membrana celular
César Milani
 
Revisão seg etapa.ppt 2
Revisão  seg etapa.ppt 2Revisão  seg etapa.ppt 2
Revisão seg etapa.ppt 2
brandaobio
 
Questoes da bahiana com gabarito
Questoes da bahiana com gabarito Questoes da bahiana com gabarito
Questoes da bahiana com gabarito
brandaobio
 
Lista de embriologia 2
Lista de embriologia 2Lista de embriologia 2
Lista de embriologia 2
CristinaBrandao
 
UNEB
UNEBUNEB
Aula citologia eja
Aula citologia ejaAula citologia eja
Aula citologia eja
FranciscaAto
 
Aula bahiana 15.110
Aula bahiana 15.110Aula bahiana 15.110
Aula bahiana 15.110
brandaobio
 
Apresentação sobre células citologia
Apresentação sobre células    citologiaApresentação sobre células    citologia
Apresentação sobre células citologia
Teus_matt
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
patyecologica
 
Atividade de interpretação sobre o filme Frozen
Atividade de interpretação sobre o filme FrozenAtividade de interpretação sobre o filme Frozen
Atividade de interpretação sobre o filme Frozen
Cristina Brandão
 
Embriologia
Embriologia Embriologia
Embriologia
CristinaBrandao
 
Questões consultec
Questões consultecQuestões consultec
Questões consultec
CristinaBrandao
 
Citologia - Membrana plasmática
Citologia - Membrana plasmáticaCitologia - Membrana plasmática
Citologia - Membrana plasmática
Tales Junior
 
Membrana
MembranaMembrana
Membrana
Aline Tonin
 
Introdução a biologia e citologia objetivo
Introdução a biologia e citologia objetivoIntrodução a biologia e citologia objetivo
Introdução a biologia e citologia objetivo
Marcos Albuquerque
 
Citologia aula 01de lúzia
Citologia aula 01de lúziaCitologia aula 01de lúzia
Citologia aula 01de lúzia
luziabiologa2010
 

Destaque (20)

Origem da vida
Origem da vidaOrigem da vida
Origem da vida
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Citologia e classificação celular
Citologia e classificação celularCitologia e classificação celular
Citologia e classificação celular
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
 
Citologia e membrana celular
Citologia e membrana celularCitologia e membrana celular
Citologia e membrana celular
 
Revisão seg etapa.ppt 2
Revisão  seg etapa.ppt 2Revisão  seg etapa.ppt 2
Revisão seg etapa.ppt 2
 
Questoes da bahiana com gabarito
Questoes da bahiana com gabarito Questoes da bahiana com gabarito
Questoes da bahiana com gabarito
 
Lista de embriologia 2
Lista de embriologia 2Lista de embriologia 2
Lista de embriologia 2
 
UNEB
UNEBUNEB
UNEB
 
Aula citologia eja
Aula citologia ejaAula citologia eja
Aula citologia eja
 
Aula bahiana 15.110
Aula bahiana 15.110Aula bahiana 15.110
Aula bahiana 15.110
 
Apresentação sobre células citologia
Apresentação sobre células    citologiaApresentação sobre células    citologia
Apresentação sobre células citologia
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Atividade de interpretação sobre o filme Frozen
Atividade de interpretação sobre o filme FrozenAtividade de interpretação sobre o filme Frozen
Atividade de interpretação sobre o filme Frozen
 
Embriologia
Embriologia Embriologia
Embriologia
 
Questões consultec
Questões consultecQuestões consultec
Questões consultec
 
Citologia - Membrana plasmática
Citologia - Membrana plasmáticaCitologia - Membrana plasmática
Citologia - Membrana plasmática
 
Membrana
MembranaMembrana
Membrana
 
Introdução a biologia e citologia objetivo
Introdução a biologia e citologia objetivoIntrodução a biologia e citologia objetivo
Introdução a biologia e citologia objetivo
 
Citologia aula 01de lúzia
Citologia aula 01de lúziaCitologia aula 01de lúzia
Citologia aula 01de lúzia
 

Semelhante a Citologia 2012.ppt 2

Introdução a citologia
Introdução a citologiaIntrodução a citologia
Introdução a citologiaemanuel
 
A descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºaA descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºa
naymarques
 
Pdf de nucleo e divisão celular
Pdf de nucleo e divisão celularPdf de nucleo e divisão celular
Pdf de nucleo e divisão celular
Kamos Diniz
 
Aula mitose e meiose
Aula mitose e meioseAula mitose e meiose
Aula mitose e meiose
Thiago barreiros
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
Larissa Yamazaki
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
Larissa Yamazaki
 
Nucleo e divisao celular
Nucleo e divisao celularNucleo e divisao celular
Núcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celularNúcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celular
Maria Jose Queiroz
 
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
BiotecnologiaatualizadokatiaqueirozBiotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Mitose
MitoseMitose
Núcleo FIJ
Núcleo FIJNúcleo FIJ
Núcleo FIJ
Dalu Barreto
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
patyecologica
 
Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]
patyecologica
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
patyecologica
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
patyecologica
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
patyecologica
 
Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]
patyecologica
 
Introdução a citologia 2015
Introdução a citologia 2015Introdução a citologia 2015
Introdução a citologia 2015
rafaelteixeirabio
 
3S_Células tronco ppt
3S_Células tronco  ppt3S_Células tronco  ppt
3S_Células tronco ppt
Ionara Urrutia Moura
 

Semelhante a Citologia 2012.ppt 2 (20)

Introdução a citologia
Introdução a citologiaIntrodução a citologia
Introdução a citologia
 
A descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºaA descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºa
 
Pdf de nucleo e divisão celular
Pdf de nucleo e divisão celularPdf de nucleo e divisão celular
Pdf de nucleo e divisão celular
 
Aula mitose e meiose
Aula mitose e meioseAula mitose e meiose
Aula mitose e meiose
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
 
Núcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitoseNúcleo interfásico e mitose
Núcleo interfásico e mitose
 
Nucleo e divisao celular
Nucleo e divisao celularNucleo e divisao celular
Nucleo e divisao celular
 
Núcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celularNúcleo e divisão celular
Núcleo e divisão celular
 
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
BiotecnologiaatualizadokatiaqueirozBiotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
Biotecnologiaatualizadokatiaqueiroz
 
Mitose
MitoseMitose
Mitose
 
Núcleo FIJ
Núcleo FIJNúcleo FIJ
Núcleo FIJ
 
Evolução
EvoluçãoEvolução
Evolução
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]
 
Aula Citologia
Aula CitologiaAula Citologia
Aula Citologia
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Citologia
CitologiaCitologia
Citologia
 
Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]Citologia [modo de compatibilidade]
Citologia [modo de compatibilidade]
 
Introdução a citologia 2015
Introdução a citologia 2015Introdução a citologia 2015
Introdução a citologia 2015
 
3S_Células tronco ppt
3S_Células tronco  ppt3S_Células tronco  ppt
3S_Células tronco ppt
 

Mais de brandaobio

Tecido ósseo e muscular
Tecido ósseo e muscularTecido ósseo e muscular
Tecido ósseo e muscular
brandaobio
 
Histologia
HistologiaHistologia
Histologia
brandaobio
 
Enem questoes por assunto2
Enem  questoes por assunto2Enem  questoes por assunto2
Enem questoes por assunto2
brandaobio
 
Botânica 2
Botânica 2Botânica 2
Botânica 2
brandaobio
 
Citoplasma 11
Citoplasma 11Citoplasma 11
Citoplasma 11
brandaobio
 
Apresentação1 bahiana 2
Apresentação1 bahiana 2Apresentação1 bahiana 2
Apresentação1 bahiana 2
brandaobio
 
Apresentação1 bahiana
Apresentação1 bahianaApresentação1 bahiana
Apresentação1 bahiana
brandaobio
 
Proteinas
ProteinasProteinas
Proteinas
brandaobio
 

Mais de brandaobio (8)

Tecido ósseo e muscular
Tecido ósseo e muscularTecido ósseo e muscular
Tecido ósseo e muscular
 
Histologia
HistologiaHistologia
Histologia
 
Enem questoes por assunto2
Enem  questoes por assunto2Enem  questoes por assunto2
Enem questoes por assunto2
 
Botânica 2
Botânica 2Botânica 2
Botânica 2
 
Citoplasma 11
Citoplasma 11Citoplasma 11
Citoplasma 11
 
Apresentação1 bahiana 2
Apresentação1 bahiana 2Apresentação1 bahiana 2
Apresentação1 bahiana 2
 
Apresentação1 bahiana
Apresentação1 bahianaApresentação1 bahiana
Apresentação1 bahiana
 
Proteinas
ProteinasProteinas
Proteinas
 

Último

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
ThiagoRORISDASILVA1
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdfsaid edward w - orientalismo. livro de história pdf
said edward w - orientalismo. livro de história pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 

Citologia 2012.ppt 2

  • 1. Estudo da célula Profª Cristina Brandão
  • 2. •1590: INVENÇÃO DO MICROSCÓPIO POR HANS E ZACARIAS JENSEN.
  • 3. •1665: ROBERT HOOK, COM UM MICROSCÓPIO SIMPLES, ANALISANDO A CORTIÇA, OU SÚBER, OBSERVOU CAVIDADES SEPARADAS POR PAREDES QUE DENOMINOU CÉLULAS. Células de cortiça.
  • 4. Schleiden e Schwann •1838: MATHIAS SCHLEIDEN E THEODOR SCHWANN (1839) PROPOEM A TEORIA CELULAR, •TODOS OS SERES VIVOS SÃO CONSTITUÍDOS DE CÉLULAS, •TODAS AS REAÇÕES METABÓLICAS DE UM ORGANISMO VIVO OCORREM DENTRO DA CÉLULA. •TODO SER VIVO PLURICELULAR PROVÉM DE UMA CÉLULA ÚNICA CHAMADA DE OVO OU ZIGOTO.
  • 5. Estudo da célula Célula = Unidade morfofuncional do ser vivo
  • 6. Citologia ( Estudo da célula) Composição celular básica: MEMBRANA PLASMÁTICA CITOPLASMA NÚCLEO
  • 7. Classificação Celular 1-Quanto ao Nível de Organização  Células procarióticas  Células eucarióticas Cristina Brandão
  • 8. A Típica Célula Procariótica CITOPLASMA PAREDE CELULAR RIBOSSOMO MEMBRANA PLASMÁTICA DNA ( NUCLEOIDE) Cristina Brandão
  • 9. CARACTERÍSTICAS DA CÉLULA PROCARIÓTICA Possui núcleo desorganizado Material genético simples ( 1molécula de DNA circular), sem histonas Ribossomo,única organela Ausência do citoesqueleto e sistema de endomembranas. Divisão celular por amitose Cristina Brandão
  • 10. SERES PROCARIONTES ( REINO MONERA) Bactérias Cianobactérias Cristina Brandão
  • 11. A Típica Célula GOLGI PEROXISSOMOS Eucariótica POLISSOMO LISOSSOMO CENTRIOLOS MITOCÔNDRIA RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO RUGOSO RETÍCULO LISO Cristina Brandão
  • 12. GOLGI PAREDE CELULAR MITOCÔNDRIA POLISSOMO CLOROPLASTO RETÍCULO GRANDE RUGOSO VACUOLO RETÍCULO LISO Cristina Brandão
  • 13. CARACTERÍSTICAS DA CÉLULA EUCARIÓTICA Possui núcleo organizado Material genético complexo, com histonas Ribossomo, não é a única organela Possui citoesqueleto e sistema de endomembranas. Cristina Brandão
  • 14. 2) Quanto a diferenciação a) Células indiferenciadas • Não possuem forma e nem função definida. • Não apresentam especialização. CÉLULAS TRONCO Célula Ovo Mórula Blástula Cristina Brandão
  • 15. Células tronco - Classificação  Embrionárias São  Não embrionárias obtidas no máximo até o estágio de blástula São obtidas após o (blastocisto). São estágio de totipotentes. blástula.São pluri, oligo ou unipotentes. Ex. medula óssea e cordão umbilical.
  • 16. As células tronco Qto a potencialidade podem ser: 1) TOTIPOTENTES OU EMBRIONÁRIAS: SÃO AS QUE CONSEGUEM SE DIFERENCIAR EM TODOS OS 216 TECIDOS. OBS: As Células-tronco embrionárias caracterizam-se por ciclos curtos, com a fase mitótica imediatamente seguida da fase S. Cristina Brandão
  • 17. OBS:As células-tronco embrionárias são obtidas a partir de embriões na fase de blástula.
  • 18. 2) PLURIPOTENTES OU MULTIPOTENTES: SÃO AS QUE CONSEGUEM SE DIFERENCIAR EM TODOS OS TECIDOS HUMANOS MENOS PLACENTA E ANEXOS EMBRIONÁRIOS. Ex: Cel. Embrionárias, Medula óssea vermelha e cordão umbilical Cristina Brandão
  • 19. 3) OLIGOPOTENTES: AQUELAS QUE CONSEGUEM DIFERENCIAR-SE EM POUCOS TECIDOS. Ex: CORDÃO UMBILICAL E MEDULA ÓSSEA. Cristina Brandão
  • 20. Células-tronco pluripotentes induzidas (iPSCs) Introdução de genes reprogramadores Genes ativos na fase de blástula em células epiteliais Vírus utilizado como veículo Células se comportam como embrionária
  • 21. Expectativas de tratamentos com células tronco: 1) Parkinson 2) Anemia Falciforme 3) Diabetes 4) Doenças cardíacas 5) Produção de órgãos para transplantes Cristina Brandão
  • 22. É possível determinar a diferenciação? Consequências : •Tumores com células ? ? ? estranhas ao tecido • Calcificação do coração
  • 23. • Células diferenciadas A diferenciação celular é produto da expressão diferenciada dos genes. Esquema da diferenciação celular e da organização dos tecidos em órgãos e destes sistemas.
  • 24.
  • 25. • Células desdiferenciadas Células que perderam a especialização Ex: Câncer- Neoplasma
  • 26. Pode ser desencadeado por diversos fatores físicos , químicos e genéticos.
  • 27. Aceleram o ciclo celular fazendo com que as células se dividam em ritmo acelerado. Supressão da fase G1e G0
  • 28. Não respondem as mensagens químicas de células adjacentes.
  • 29. Ignoram o programa de apoptose. MACRÓFAGO CELULA EM APOPTOSE
  • 30. Conseguem forçar a taxa reprodutiva além do limite do relógio biológico ( telômeros).
  • 32. 3) Quanto ao tempo de Vida •Lábeis •Estáveis •Permanentes ou Perenes Cristina Brandão
  • 33. Células Lábeis • Pouca Especialização • Menor Tempo de Vida • Grande Capacidade de Divisão Tecido Epitelial Hemácias Cristina Brandão
  • 34. Células Estáveis • Média Especialização • Médio Tempo de Vida • Média Capacidade de Divisão Tecido Ósseo Tecido Hepático Cristina Brandão
  • 35. Células Permanentes • Grande Especialização • Maior Tempo de Vida • Menor ou Nenhuma Capacidade de Divisão Cristina Brandão