Biologia Celular

1.395 visualizações

Publicada em

Biologia celular básica para ensino médio

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.395
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Biologia Celular

  1. 1. Células MARCO ANTONIO
  2. 2. Biologia  Bios = vida  Logos = estudo  Biologia é o estudo da vida em seus mais diversos aspectos.
  3. 3. Teoria Celular  Desenvolvida no fim dos anos 1830, a teoria celular afirma que:  1- Todos os organismos são compostos por células;  2- Toda célula nasce de outra célula;  3- As funções vitais de um organismo ocorrem dentro das células;  4- As células guardam as informações hereditárias.
  4. 4. Teoria Celular  Hoje, sabe-se que existem organismos que não são formados de células (os vírus). Mas a teoria celular continua na base de todo o conhecimento da biologia no século XXI.
  5. 5. Robert Hooke  O inglês Robert Hook (1635-1703), foi um homem de mil instrumentos e habilidades, interessou-se por anatomia, paleontologia, biologia e física.  Seu livro Micrografia, de 1665, em que ele descreve 30 anos de observações ao microscópio, é considerado o primeiro best-seller científico da história. Hooke foi, também um grande arquiteto. Nenhum edifício projetado por Hooke foi preservado. Mas sua descoberta da célula permanece firme na base da biologia moderno.
  6. 6. Tipos de Células Células Procarióticas Células Eucarióticas  Foram as primeiras a  Mas complexas, surgir, há bilhões de anos. São células primitivas, de estrutura muito simples. Não têm núcleo separado e o DNA fica solto no citoplasma. Elas possuem apenas uma organela no citoplasma. surgiram mais tarde na evolução da vida. Constituem os organismos eucariontes: vegetais, animais, fungos, algas e protozoários. Esse tipo de célula tem diversas organelas no citoplasma.
  7. 7. Célula Eucariótica  Possui material genético separado por uma membrana, e separado em um núcleo.
  8. 8. Célula Procariótica
  9. 9. Organelas Celulares das células Eucarióticas  1- Membrana Plasmática: Controla a passagem de substâncias entre os meios intra e extracelular, garantindo a composição constante e ideal dentro da célula.  2- Ribossomos: Eles são responsáveis pela síntese de proteínas.  3- Lisossomos: vesículas que fazem a digestão e a limpeza celular. Suas enzimas degradam moléculas grandes e organelas envelhecidas.
  10. 10. Organelas Celulares  4- Retículo Endoplasmático rugoso (RER): também chamado de ergastoplasma, está localizado próximo ao núcleo. Tem função de produção de proteínas, enzimas e transporte de substâncias dentro das células.  5- Retículo Endoplasmático liso (REL): também chamado de agranular, não possui ribossomos em sua parede, está localizado mais distante do núcleo. Tem função transporte de substâncias, produção de lipídios (ex° hormônios, óleos e etc.). É também local onde ocorre a quebra de substâncias tóxicas (drogas, agrotóxicos – no fígado).
  11. 11. Organelas Celulares  6- Citoplasma: É o local onde ficam distribuídas as organelas celulares.  7- Hialoplasma: Também chamado de citosol, é a solução aquosa que ocorre no citoplasma.  8- Mitocôndrias: Tem DNA próprio e consegue se dividir, originando outras mitocôndrias. É onde ocorre a respiração celular para produção de energia ATP.
  12. 12. Organelas Celulares  9- Complexo de Golgi: Empacota as proteínas produzidas nos retículos para secretar para o exterior das células. É responsável pela síntese de polissacarídeos como glicogênio, celulose, etc.  10- Centríolos: São encontrados nas células animais. Estão envolvidos na formação dos cílios e dos flagelos das células. Também estão envolvidos na formação das fibras do fuso, que são importantes na divisão celular para que ocorra a mitose e a meiose.
  13. 13. Adenosina Trifosfato
  14. 14. Respiração celular e a Produção de energia ATP
  15. 15. Lisossomos e a Digestão Celular O lisossomo envolve o alimento ou microorganismo Libera enzimas e ocorre a digestão quebrando em partículas que são excretadas para o exterior da célula.
  16. 16. Membrana Plasmática  Funções: revestimento da célula, proteção e     permeabilidade seletiva. Composição: lipídeos (fosfolipídios e colesterol), proteínas e glicídios. Tem uma parte hidrofílica e uma hidrofóbica. A água é uma substância polar e o óleo é apolar. Quimicamente semelhante dissolve semelhante.
  17. 17. Membrana Plasmática
  18. 18. Membrana Plasmática
  19. 19. Especializações da Membrana  As especializações da membrana plasmáticas diferem de acordo com a localização das células  1- Microvilosidades: ocorre no intestino e rins. São células digitalizadas (no formato dos dedos; pregas), promovendo a absorção pelo aumento da área de contato com os nutrientes.  Tem como função a absorção de nutrientes para entrada na corrente sanguínea (no intestino) e a passagem de sais e certas moléculas que serão excretadas na urina (nos rins).
  20. 20. Especializações da Membrana
  21. 21. Especializações da Membrana
  22. 22. Especializações da Membrana
  23. 23. Especializações da Membrana  2- Desmossomos: Promove a adesão entre as células.  3- Junção Oclusiva: promove um isolamento entre 2 células que estão muito próximos. Bloqueia a entrada de microorganismo.  4- Junção Comunicante: serve para permitir a troca de substância entre 2 células, especialmente água e aminoácidos.
  24. 24. Especializações da Membrana  Desmossomos:
  25. 25. Especializações da Membrana
  26. 26. Bioquímica Básica BIOQUÍMICA É A CIÊNCIA QUE ESTUDA OS PROCESSOS QUÍMICOS QUE OCORREM NOS ORGANISMOS VIVOS. DE MANEIRA GERAL, ELA CONSISTE DO ESTUDO DA ESTRUTURA MOLECULAR E FUNÇÃO METABÓLICA DE COMPONENTES CELULARES E VIRAIS.
  27. 27. Introdução  Para que um ser seja considerado vivo ele precisa ter as seguintes características:  Ser composto de moléculas orgânicas, cuja composição se baseia nos elementos carbono e hidrogênio, combinados com oxigênio e nitrogênio e se dissolvem em água.  Apresentar metabolismo, ou seja, realizar um conjunto de reações químicas que envolvem síntese e degradação de moléculas, com consumo e liberação de energia.
  28. 28. ... Introdução  Ter capacidade de reprodução, transmitindo características para seus descendentes.
  29. 29. Moléculas Orgânicas  Moléculas orgânicas são aquelas compostas basicamente de carbono e hidrogênio, sintetizadas pelos seres vivos. Reconhecemos quatro tipos principais de molécula orgânica: proteínas, açucares, lipídeos, e ácidos nucleicos.  A energia necessária para os processos bioquímicos das células é absorvida do meio ambiente – da luz solar ou dos alimentos – e transformada em energia utilizável pelo processo de respiração celular.
  30. 30. Proteínas  São polímeros de aminoácidos, compostos que apresentam um grupo de amino (NH²) e um grupo carboxílico (COOH).  O que diferencia uma proteína de outra é a sequência de aminoácidos.  Essa sequência é determinada pelos genes de cada ser vivo. Ou seja, o DNA é que comanda a síntese de proteínas.  Essas substâncias exercem diversas funções no organismo.
  31. 31. Proteínas são Classificadas como:  1- Transportadoras: proteínas da membrana plasmática que auxiliam no transporte de moléculas para dentro e fora da célula. A hemoglobina é uma proteína que carrega gases respiratórios no sangue.  2- Catalizadoras: são enzimas, proteínas que facilitam e aceleram as reações químicas específicas dentro de células.  3- Anticorpos: são proteínas que têm função de defender o organismo.
  32. 32. Proteínas são Classificadas como:  4- Reguladoras: alguns hormônios são proteínas. São substâncias que emitem ordens a diferentes partes do organismo, como a insulina.  5- Estruturais: são proteínas responsáveis pela estrutura dos tecidos, como o colágeno e a elastina da pele e a queratina dos cabelos e das unhas.  6- Contráteis: são proteínas responsáveis pela contração das fibras musculares como Actina e Miosina.
  33. 33. Açúcares  São também chamados de carboidratos e constituem um grupo de compostos que têm como estrutura geral a composição (CH²O)n. Quando esses compostos são pequenos, o açúcar é chamado de monossacarídeo. É o caso da glicose, frutose e galactose. Quando a sequência de compostos é longa, o açúcar é chamado de polissacarídeo.
  34. 34. Classificação dos Carboidratos  Monossacarídeos - formado por um açúcar;  Oligossacarídeos - contém 2 a 12 unidades de monossacarídeos;  Polissacarídeos - contém mais de 12 unidades de monossacarídeos;
  35. 35. ...Açúcares  Os monossacarídeos têm a função básica de fornecer energia para as atividades metabólicas da célula.  Os polissacarídeos podem ter função estrutural, como a quitina, que dá forma ao exoesqueleto dos artrópodes (como a barata) e a celulose, na parede celular dos vegetais.
  36. 36. Monossacarídeos  •Fórmula geral: Cn (H2O)n  -Trioses C3H6O3  -Tetroses C4H8O4  -Pentoses C5H10O5 – Ribose  C5H10O4 – Desoxirribose  -Hexoses C6H12O6 – Glicose  Frutose  Galactose
  37. 37. PENTOSES C5(H2O)5
  38. 38. HEXOSES C6(H2O)6
  39. 39. Glicose  Sintetizada durante a fotossíntese.  - Representa a única fonte de energia de neurônios e hemácias.  - Encontrado no mel, açúcar, frutas e sangue.  - É a forma de açúcar que circula no sangue e se oxida para fornecer energia. No metabolismo humano, todos os tipos de açúcar se transformam em glicose.  s.
  40. 40. ...Glicose - É encontrada no milho, na uva e em outras frutas e vegetais.
  41. 41. Carboidratos e Saúde DIABETES MELLITUS
  42. 42. FISIOLOGIA  A glicose é a maior fonte de energia do organismo.  Uma concentração elevada de glicose na corrente sanguínea estimula a produção de insulina pelas células β do pâncreas.  A insulina é liberada na corrente sanguínea. Ela é o principal hormônio responsável pela utilização da glicose.
  43. 43. Diabetes Mellitus definição  É uma doença que afeta o metabolismo dos carboidratos (açucares) no qual o pâncreas não consegue produzir insulina, ou produz em quantidade insuficiente ou a utiliza inadequadamente.  Essas situações podem ocasionar o acumulo de glicose na corrente sanguínea.
  44. 44. Alguns Sintomas
  45. 45. Lipídeos  São compostos orgânicos de estrutura variada e insolúveis em água. Os mais comuns são os triglicerídeos, a gordura animal. Lipídeos funcionam como reserva energética importante para todo o organismo e são fundamentais para a sintetização de hormônios sexuais, como o estrógeno e a testosterona.
  46. 46. Gordura Insaturada • Uma gordura insaturada: gordura ou ácido graxo na qual uma ou mais ligações duplas estão presentes na cadeia do ácido graxo. São normalmente encontradas em estado líquido. • Gorduras insaturadas são mais saudáveis que as gorduras saturadas. • Os alimentos que contém gorduras insaturadas incluem o abacate, as nozes e os óleos vegetais (azeite de oliva).
  47. 47. Gorduras Saturadas • Eleva o nível de produção de LDL e diminui a de HDL, gerando assim, placas de ateroma, aumentando as chances de acontecer ataque cardíaco e derrame cerebral. • É a gordura produzida por animais (plantas produzem as gorduras insaturadas). • É a principal gordura responsável por arterosclerose. • Elas são encontradas em carnes, frangos, galinhas e etc.
  48. 48. Gorduras Trans • As gorduras trans são um tipo especial de ácido graxo, formado a partir de ácidos graxos insaturados. • Em outros termos, são um tipo específico de gordura formada por um processo de hidrogenação natural (ocorrido no rúmen de animais) ou industrial. Estão presentes principalmente nos alimentos industrializados.

×