ApresentaçãO2

4.791 visualizações

Publicada em

Publicada em: Turismo, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

ApresentaçãO2

  1. 1. Métodos Contraceptivos MÉTODOS NATURAIS
  2. 2.  O que é? <ul><li>Os métodos naturais são baseados na observação, feita pela mulher, dos sinais e dos sintomas dos períodos férteis e inférteis do ciclo menstrual. </li></ul><ul><li>Estes métodos necessitam que o casal se abstenha de relações sexuais durante o período fecundo, ou que se proteja através de outro meio (preservativo ou diafragma). </li></ul><ul><li>Estes métodos também podem ser úteis para favorecer uma gravidez pois permitem um bom conhecimento dos períodos fecundos. </li></ul>
  3. 3.  Os diferentes tipos de métodos naturais <ul><li>Avaliação diária da temperatura; </li></ul><ul><li>Características do muco cervical; </li></ul><ul><li>Calendarização; </li></ul><ul><li>Coito interrompido. </li></ul>
  4. 4.  Avaliação da temperatura  <ul><li>Este método consiste em: </li></ul><ul><li>- calcular a altura da ovulação a partir da temperatura do corpo da mulher, medindo essa temperatura todos os dias. A mulher deverá evitar ter relações sexuais logo que ocorra a sua subida, pois esta é o sinal de que se está a iniciar o seu período fértil. </li></ul><ul><li>A temperatura basal do corpo de uma mulher é variável durante o seu ciclo. Assim, a temperatura nos dias entre a ovulação e a menstruação seguinte sobe cerca de 2 a 5 décimos de grau. Então, só três dias depois desta subida de temperatura ter acontecido, é que é menor o risco da mulher engravidar. </li></ul><ul><li>É importante não esquecer, que para usar este método como contracepção, tem de conhecer-se bem o funcionamento do nosso corpo. É um método arriscado no que diz respeito à contracepção. </li></ul>
  5. 5.  Características do muco cervical  <ul><li>Método no qual a mulher avalia as alterações da quantidade e principalmente da qualidade do seu muco cervical para detectar a fase fértil do ciclo evitando a gravidez. As características do muco, observadas ao longo dos dias, devem ser registadas em gráfico. </li></ul><ul><li> Primeira fase Infértil: Após a menstruação, devido aos baixos níveis de estrogénios e progesterona, o muco cervical é muito pouco ou ausente (sensação de secura). È caracterizado por ser espesso, denso e pegajoso. Esta ausência de muco indica infertilidade. </li></ul>
  6. 6. <ul><li> Fase Fértil: Há uma grande produção de estrogénios, estimulando as criptas cervicais a produzirem muco, notando na mulher a sensação de humidade. O muco é fino, esticável, claro, abundante, mais aquoso (contém 98% de água), semelhante à clara de ovo. O pico do muco corresponde ao pico da secreção de estrogénios. Este dia do pico do muco, antecede a ovulação por, não mais, do que 3 dias. </li></ul><ul><li> Segunda Fase Infértil: Após a ovulação, há então uma alteração brusca das características do muco, devido à queda dos níveis de estrogénios e aumento da progesterona, diminuindo a quantidade e as características do muco, tornando-se, novamente, espesso e denso. Assim, dando-se 3 dias para a ovulação, mais 1 dia para a fertilidade do óvulo, a segunda fase infértil do ciclo inicia-se, geralmente no quarto dia após o dia do pico de muco. </li></ul>
  7. 7.  Calendarização  <ul><li>É um método natural, pois não utiliza nenhum material ou remédio. </li></ul><ul><li>Consiste em não ter relações sexuais no período fértil, ou seja, no período em que existe um óvulo maduro no organismo da mulher. Só dá certo se a mulher for bem regulada, ou seja, se sua menstruação não atrasa. - Para usar o calendário, a mulher deve anotar numa folha o início da menstruação: é o primeiro dia do ciclo. Numa mulher que menstrue de 28 em 28 dias, o 14º dia será o dia da ovulação. Se menstruar de 30 em 30 dias, será o 15º. - Não se deve ter relações 4 dias antes e 4 dias depois da ovulação. Os dias mais seguros de ter relações sexuais sem engravidar são: </li></ul><ul><li>- Sete dias antes da menstruação; - Os dias da menstruação; </li></ul><ul><li>- Três dias após a menstruação. </li></ul>
  8. 8.  Coito interrompido  <ul><li>- Não entra em nenhuma categoria dos anteriores (embora possa ser considerado “método natural”), mas que é usado por muitos casais adultos. </li></ul><ul><li>- Implica um bom conhecimento do corpo e das suas reacções face à sexualidade. </li></ul><ul><li>- Consiste em retirar o pénis do interior da vagina quando o homem sente que a ejaculação está próxima. </li></ul><ul><li>- É um método pouco seguro, dado que os fluidos seminais produzidos antes da ejaculação e que têm uma função lubrificante, já podem conter espermatozóides. Para alguns casais, ele pode interferir no processo do prazer e do orgasmo. </li></ul><ul><li>- Não protege das Infecções Sexualmente Transmissíveis. </li></ul>
  9. 9.  Vantagens <ul><li>- Pode ser usado para evitar ou alcançar uma gravidez; </li></ul><ul><li>- Não exige controlo médico; </li></ul><ul><li>- A mulher aprende a reconhecer as modificações fisiológicas do ciclo menstrual; </li></ul><ul><li>- Permite que o homem tenha uma maior responsabilidade na contracepção; </li></ul><ul><li>- Não apresenta efeitos colaterais físicos; </li></ul><ul><li>- É gratuito; </li></ul><ul><li>- Aumenta o conhecimento da mulher sobre o seu sistema reprodutivo; </li></ul><ul><li>- Retorno imediato da fertilidade. </li></ul>
  10. 10.  Desvantagens <ul><ul><li>- Alta incidência de falha (de 14 a 47%); </li></ul></ul><ul><ul><li>- Difícil para algumas mulheres detectar o período fértil; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Não protege contra a SIDA e doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), a Hepatite B, a Sífilis, etc. </li></ul></ul><ul><ul><li>- Têm de fazer-se longos períodos de abstinência (vários dias sem ter relações sexuais); </li></ul></ul><ul><ul><li>- Tem de haver um bom controlo dos ciclos; </li></ul></ul><ul><ul><li>- O tempo de aprendizagem é demorado; </li></ul></ul><ul><ul><li>- É confuso e pouco prático; </li></ul></ul><ul><ul><li>- Não funciona em raparigas com períodos irregulares. </li></ul></ul>
  11. 11.  Eficácia <ul><li>A eficácia dos Métodos Naturais é de aproximadamente 75%, sendo este mesmo o método de menor eficácia em relação aos métodos não naturais, como é o caso do preservativo (95%), do diafragma (85%), das pílulas contraceptivas (98%), entre outros… </li></ul>Pouco Eficiente        
  12. 12.  Bibliografia  http://web.rcts.pt/~pr1248/metodosanticoncepcionais.htm  http ://site.arealeditores.pt/app/eextender.ee?Area=devel&Tema=m_todos_contraceptivos_984758417085&template=arealeditores/vida/vida_tema_sabermais.htm#inconvenientes  http://www.diocesedecoimbra.pt/sdpfamiliar/pfnaturalentrevista.htm  http ://boasaude.uol.com.br/lib/showdoc.cfm?libdocid=3249&fromcomm=4&commrr=src  http://www.notapositiva.com/trab_estudantes/trab_estudantes/cienciasnaturais/ciencias_trab/metodcontracnatur.htm  http :// www.unifesp.br / dgineco / planfamiliar / anticoncepcao / naturais _content.h tm  web.rcts.pt /~pr1248/ metodosanticoncepcionais.htm  http://boasaude.uol.com.br/lib/showdoc.cfm?LibCatID=-1&Search=contraceptivos&CurrentPage=0&LibDocID=3951
  13. 13. Fim... Realizado por: - Ana Fonseca Nº3 - Ana Costa Nº4 - Luís Sardinha Nº12 - Ricardo Quelhas Nº15 Biologia 12ºA Os Biocientistas

×