Reconto da história o galo da velha luciana

5.410 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.410
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
293
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reconto da história o galo da velha luciana

  1. 1. E.B1 do Carmo4º BReconto da História “ O Galo da Velha Luciana”<br />
  2. 2. Há quem tenha um cão, um gato, um pássaro como animal de estimação.A velha Luciana tinha um galo . Não era um galo qualquer. <br />
  3. 3. Era um galo esplêndido.<br />De bico azul e crista roxa sempre levantada. As penas eram douradas e brilhavam ao sol.<br />Nunca ninguém vira um galo assim. <br />
  4. 4. A velha Luciana era uma senhora baixinha cheia de rugas que vivia numa terra chamada Lugar das Ordens , ao pé da Serra do Marão. Uma terra cheia de casinhas , hortas e caminhos estreitos. Um rio pequeno passava lá. <br />
  5. 5. Todos os anos em Janeiro a velha Luciana pegava numa<br />galinha e levava-a para casa e colocava a galinha num<br />caixote com palhas junto ao fogão. <br />A galinha chocava os ovos. <br />
  6. 6. A Luciana todos os dias falava com a galinha e três semanas depois saia debaixo do caixote dezoito pintainhos. A velha dava-lhes de comer e os pintainhos cresciam grandes e fortes .<br />
  7. 7. No verão a velha Luciana pegava nos frangos e ia à feira vendê-los. Com o dinheiro da venda comprava coisas novas: uns sapatos, uma saia, uma blusa, um lenço para a cabeça, um chapéu e um vaso com flores.<br />
  8. 8. Mas houve um ano que só nasceu um único pinto solitário sem pêlo e sem penas. <br />Era um pinto careca e mudo.<br />A Luciana não se interessou por este pinto e já não podia ir á feira.<br />O pinto cresceu sozinho e comia o que apanhava.<br />
  9. 9. Um dia estava a velha Luciana ao pé da lareira e deixou-se dormir. Sem que ela repara-se uma brasa da lareira pegou-se à saia e pegou fogo à velha. O frango mudo e careca entrou na cozinha e picou as pernas da velha até ela acordar. A velha Luciana apercebeu-se da situação e disse :<br /> - Galeró , galeró meu amigo!<br /> -Totatitituuuuuu! <br />
  10. 10. A velha Luciana recompensou o frango com comida sempre à disposição: arroz, carne, hortaliça. O frango cresceu, engordou e a velha e o frango tornaram-se amigos. <br />
  11. 11. Um dia estava o galo no quintal quando achouum bicho estranho. Escavou a terra e lá conseguiu engoli-lo. Não calculou bem as dimensões do bicho e ficou engasgado. A velha Luciana foi encontra-lo desmaiado. Tentou tirar o que estava preso na garganta do galo e qual não foi o espanto quando viu uma moeda. Era a moeda de ouro que o seu pai lhe tinha dado em pequena.<br />
  12. 12. No dia seguinte o galo acordou mas estava diferente. tinha o bico azul, a crista roxa. Tinha agora o corpo coberto de penas douradas e brilhantes.-Mas o que aconteceu? Perguntou a velha? -Onde esta o meu galo careca e sem penas?-Totetitetuuuuuu… respondeu o galo para depois soltar um alto Corococo.-Canta galaro, canta meu amigo!<br />
  13. 13. Trabalho realizado pela turma do 4º B<br />

×