SlideShare uma empresa Scribd logo
TEMA
UM ESTUDO SÉRIO E ABALIZADO NA PALAVRA DE
DEUS SOBRE O ASSUNTO DA MORTALIDADE DA
ALMA NO CONTEXTO DA PARÁBOLA DO RICO E
LÁZARO EM LUCAS CAPÍTULO 16
www.maisrelevante.com.br
O RICO E LÁZARO
Ler Lc.16:19
O RICO E LÁZARO
A questão é a seguinte: é a história real ou fictícia?
Tudo aconteceu de fato ou é uma parábola?
FATO OU FICÇÃO?
HISTÓRIA REAL OU PARÁBOLA?
O RICO E LÁZARO
SE TUDO OCORREU DE FATO, ENTÃO responda:
O que o rico fez de tão mal pra ir pro inferno?
Teria sido pelo fato de vestir-se de linho finíssimo?
“Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.”
(Ap.19:8)
LINHO FINÍSSIMO
é símbolo de santidade.
O RICO E LÁZARO
O Rico poderia tratar melhor a Lázaro?
Talvez sim, por não compartilhar de sua riqueza
com o pobre, todavia note o seguinte:
Lázaro era “coberto de chagas” (Vs20), o que seria
provavelmente lepra, ou doença que
não tinha cura nem tratamento na época.
DETALHE: Havia uma lei que proibia o acesso
de tais pessoas ao convívio social.
O RICO E LÁZARO
“As vestes do leproso, em quem está a praga, serão
rasgadas, e os seus cabelos serão desgrenhados;
cobrirá o bigode e clamará: Imundo! Imundo! Será
imundo durante os dias em que a praga estiver nele;
é imundo, habitará só; a sua habitação será fora do
arraial.” (Lv. 13:45, 46)
O RICO E LÁZARO
Então o rico ainda foi tolerante para com o pobre
Lázaro, devido ter permitido que ficasse ali à sua
porta, e não o baniu como a lei sanitária o exigia.
PORTANTO:
O rico não parecia ser tão mal para merecer o
tormento no inferno, porém o inverso. Ele
demonstrou ser até razoavelmente bom!
O RICO E LÁZARO
Agora NOTE Lázaro, o mendigo coberto de chagas.
Por que foi ele para o seio de Abraão?
O que fez tão bom para alcançar isso?
Seria pelo fato de ser mendigo?
Pode até parecer estranho, mas há motivos
para crer que Lázaro não era justo!
O RICO E LÁZARO
“Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o
justo desamparado, nem a sua descendência a
mendigar o pão.” (Sl. 37:25)
Se Lázaro vivesse hoje, muitos o reputariam como
crente sem fé, que “não toma posse da benção de
Deus”, pois não “determina sua vitória” prefere
mendigar e não expulsa a doença de seu corpo!
O RICO E LÁZARO
CONTRADIÇÃO:
Vemos um homem rico e aparentemente justo
que foi pro inferno.
E outro pobre e aparentemente infiel
que foi para o seio de Abraão!
Veja bem, faz sentido isso?
O RICO E LÁZARO
O que seria o “seio de Abraão”? (Vs 22)
Seria o céu?
Seria algum paraíso intermediário entre terra e céu?
Ficava separado apenas por um “grande abismo” do céu,
dando até para ver as almas queimando no tormento.
O ‘Seio de Abraão’ não aparece em
nenhum outro lugar da Bíblia.
O RICO E LÁZARO
PERGUNTAS INTRIGANTES
Será que todo justo que morre vai pra lá?
Para onde teria ido Abel?
Pois quando ele morreu, Abraão nem existia ainda?
E para onde teria ido Abraão? Pro seio dele mesmo?
Abraão está morto já há muito tempo (Gn. 25:8) e ainda se
quer, recebeu a sua herança (Hb.11:30), como pode servir
ele de refúgio para os justos que morrem?
O RICO E LÁZARO
Ele aguarda juntamente com todos os justos mortos a
esperança da ressurreição como cita Jesus em (Mt.22:31)
para viver na cidade que Deus lhe preparou (Hb.11:16)
(Jô.14:1) e não no seu próprio seio!
Promessa dada Também a todos que participam de sua fé e
imitam o seu exemplo para um dia chegarem ao “seio do
pai” (Jo. 1:18) o único que realmente pode acolher a todos.
O RICO E LÁZARO
Como poderia o rico ter “levantado os olhos” (Vs23) e
pedido que Lázaro molhasse a ponta do dedo para lhe
refrescar a língua? Se não tinha corpo?
Se tanto seus olhos como sua língua haviam sido
sepultadas (Vs22) como aparecem novamente no inferno?
É ilógico e até bizarro supor que alguém esteja queimando
no inferno enquanto sua matéria está no túmulo, estaria
queimando o que então?
O RICO E LÁZARO
“Porque importa que todos nós compareçamos
perante o tribunal de Cristo, para que cada um
receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por
meio do corpo.” (2 Co5:10)
Observe também que os mortos não podem ter
contato algum com os vivos como sugeriu o rico
(Vs30) a não ser por meio da ressurreição como
Abraão disse (Vs 31) .
O RICO E LÁZARO
QUE SIGNIFICA A PARÁBOLA?
Qual era o povo que tinha por pai a Abraão?
RESPOSTA: JUDEUS
Qual era o povo excluído por não ser descendente de
Abraão?
RESPOSTA: GENTIOS
O RICO E LÁZARO
“Digo-vos que ‘muitos’ virão do Oriente e do
Ocidente e tomarão lugares à mesa com
Abraão, Isaque e Jacó no reino dos céus. Ao
passo que os filhos do reino serão lançados
para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger
de dentes.” (Mateus 8:11 )
O RICO E LÁZARO
JOÃO BATISTA
“Vendo ele, porém, que muitos fariseus e saduceus
vinham ao batismo, disse-lhes: Raça de víboras,
quem vos induziu a fugir da ira vindoura? Produzi,
pois, frutos dignos de arrependimento; e não
comeceis a dizer entre vós mesmos: Temos por pai a
Abraão; porque eu vos afirmo que destas pedras
Deus pode suscitar filhos a Abraão.”(Mt.3:7-9)
O RICO E LÁZARO
“Disse, pois, Jesus aos judeus: Bem sei que sois
descendência de Abraão; contudo, procurais matar-
me, porque a minha palavra não está em vós.
( )... Então, lhe responderam: Nosso pai é Abraão.
Disse-lhes Jesus: Se sois filhos de Abraão,
praticai as obras de Abraão. (Jo.8:31, 33, 37, 39)
O RICO E LÁZARO
OUTRO DETALHE
Foi especificamente aos fariseus que Jesus
dirigiu a parábola do rico e Lázaro (Lc. 16:14)
Essa era a quinta parábola de uma sequência
começada no início do capítulo 15 de Lucas.
O RICO E LÁZARO
A inclusão dos gentios na salvação de Deus era tão
incompreendida pelos judeus, que Paulo a chama de
‘Mistério’:
“Segundo uma revelação, me foi dado conhecer o mistério,
o qual, em outras gerações, não foi dado a conhecer aos
filhos dos homens, como, agora, foi revelado aos seus
santos apóstolos e profetas, no Espírito, a saber, que os
gentios são co-herdeiros, membros do mesmo corpo e co-
participantes da promessa em Cristo Jesus por meio do
evangelho” (Ef. 3:3-6)
O RICO E LÁZARO
A parábola ilustra a perda dos privilégios por
parte dos judeus, e a ascensão dos gentios a
Cristo.
Com isso, nem o judeu pode tornar-se cristão
enquanto, como judeu, rejeitar a Cristo, nem o
cristão pode tornar-se judeu sem para tal, não
rejeitar a Cristo, e ao mesmo tempo continuar
sendo cristão.
O RICO E LÁZARO
POR QUÊ DEUS FARIA ISSO?
“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque
fechais o reino dos céus diante dos homens; pois vós
não entrais, nem deixais entrar os que estão
entrando!” (Mt.23:13)
“Portanto, vos digo que o reino de Deus vos será
tirado e será entregue a um povo que lhe produza os
respectivos frutos.” (Mt.21:43)
O RICO E LÁZARO
TUDO JÁ HAVIA SIDO FEITO EM FAVOR DOS JUDEUS
“Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco
se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém
dentre os mortos.” (Lc.16:31)
O RICO E LÁZARO
PERGUNTA:
POR QUE JESUS FALOU DE UM INFERNO NESSA
PERSPECTIVA, SE ELE NÃO EXISTE?
Resposta:
Por que Ele sabia para ‘quem’ estava falando.
Essa parábola era popular entre os fariseus, com o
rico no papel principal.
O RICO E LÁZARO
Jesus ilustrava as parábolas com tanta maestria, que na
maioria das vezes, faziam com que as pessoas aprendessem
a lição ao colocarem-se no lugar dos personagens, e elas,
quase que inconscientemente, proferiam sentença contra si
mesmas.
Como exemplo a história do bom samaritano (Lc.10:25-37),
onde o intérprete da lei é forçado a admitir que o seu
próximo poder ser um samaritano, ou seja, o indivíduo a
quem mais detesta.
O RICO E LÁZARO
“Os principais sacerdotes e os
fariseus, ouvindo estas parábolas,
entenderam que era a respeito deles
que Jesus falava” (Mt 21:45)
O RICO E LÁZARO
A lição mestra do Rico e Lázaro é:
Mostrar que nosso destino futuro fica estabelecido
conforme o aproveitamento dessa vida terrena.
Pois quem não dá crédito a Bíblia (Moisés e os
profetas), e endurece o coração, não terá segunda
oportunidade de graça e perdão no além.
SEJA QUEM FOR!
O RICO E LÁZARO
DEFENDER A EXISTÊNCIA DO INFERNO
BASEADO NA PARÁBOLA DO RICO E
LÁZARO É UM EQUÍVOCO.
POR QUE É TEOLOGICAMENTE ERRADO
FUNDAMENTAR DOUTRINAS
EM PARÁBOLAS.
O RICO E LÁZARO
ACESSE
ESSA PALESTRA NO
YOUTUBE E TAMBÉM
NO SITE:
www.maisrelevante.com.br
O RICO E LÁZARO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

QUEM É O ESPIRITO SANTO
QUEM É O ESPIRITO SANTOQUEM É O ESPIRITO SANTO
QUEM É O ESPIRITO SANTO
ASD Remanescentes
 
Isaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter PacíficoIsaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter Pacífico
Márcio Martins
 
A promessa de Deus a Abraão
A promessa de Deus a AbraãoA promessa de Deus a Abraão
A promessa de Deus a Abraão
Cabralrocha
 
Apocalipse escatologia
Apocalipse   escatologiaApocalipse   escatologia
Apocalipse escatologia
Junior Cesar Santiago
 
Parábola do Rico e Lazaro
Parábola do Rico e LazaroParábola do Rico e Lazaro
Parábola do Rico e Lazaro
Rudimar Ribeiro
 
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Daniel Junior
 
ATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIA
ATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIAATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIA
ATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIA
buascris
 
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Meu amigo o espirito santo - Estudo para crianças
Meu amigo o espirito santo - Estudo para criançasMeu amigo o espirito santo - Estudo para crianças
Meu amigo o espirito santo - Estudo para crianças
Alessandra Lucas Leite Rocha
 
As bodas do cordeiro
As bodas do cordeiroAs bodas do cordeiro
As bodas do cordeiro
Francelia Carvalho Oliveira
 
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
assembleiano
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
Viva a Igreja
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
Rosana Eugenio Dos Santos
 
Santa Ceia do Senhor
Santa Ceia do SenhorSanta Ceia do Senhor
Santa Ceia do Senhor
Almy Alves
 
Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoJacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Márcio Martins
 
Livro de Jonas
Livro de JonasLivro de Jonas
Livro de Jonas
Rogério Nunes
 
O cânon do novo testamento
O cânon do novo testamentoO cânon do novo testamento
O cânon do novo testamento
Bruno Cesar Santos de Sousa
 
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
Catequese Anjos dos Céus
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
Josue Lima
 
A Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - ApresentaçãoA Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - Apresentação
Márcio Melânia
 

Mais procurados (20)

QUEM É O ESPIRITO SANTO
QUEM É O ESPIRITO SANTOQUEM É O ESPIRITO SANTO
QUEM É O ESPIRITO SANTO
 
Isaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter PacíficoIsaque, um Caráter Pacífico
Isaque, um Caráter Pacífico
 
A promessa de Deus a Abraão
A promessa de Deus a AbraãoA promessa de Deus a Abraão
A promessa de Deus a Abraão
 
Apocalipse escatologia
Apocalipse   escatologiaApocalipse   escatologia
Apocalipse escatologia
 
Parábola do Rico e Lazaro
Parábola do Rico e LazaroParábola do Rico e Lazaro
Parábola do Rico e Lazaro
 
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
Estudo Bíblico 1 Coríntios - Estudo 3 (power point)
 
ATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIA
ATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIAATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIA
ATITUDES QUE LEVARAM GIDEÃO À VITÓRIA
 
Daniel 1
Daniel 1Daniel 1
Daniel 1
 
Meu amigo o espirito santo - Estudo para crianças
Meu amigo o espirito santo - Estudo para criançasMeu amigo o espirito santo - Estudo para crianças
Meu amigo o espirito santo - Estudo para crianças
 
As bodas do cordeiro
As bodas do cordeiroAs bodas do cordeiro
As bodas do cordeiro
 
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
Esboço De Sermão comentado – 40 Pregações e Estudos Biblicos Sobre familia e ...
 
Introdução Bíblica
Introdução BíblicaIntrodução Bíblica
Introdução Bíblica
 
Slides panorama do velho testamento 2
Slides   panorama do velho testamento 2Slides   panorama do velho testamento 2
Slides panorama do velho testamento 2
 
Santa Ceia do Senhor
Santa Ceia do SenhorSanta Ceia do Senhor
Santa Ceia do Senhor
 
Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoJacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
 
Livro de Jonas
Livro de JonasLivro de Jonas
Livro de Jonas
 
O cânon do novo testamento
O cânon do novo testamentoO cânon do novo testamento
O cânon do novo testamento
 
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
14ºEncontro - Jesus chama os Apostolos
 
Conhecendo a salvação
Conhecendo a salvaçãoConhecendo a salvação
Conhecendo a salvação
 
A Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - ApresentaçãoA Ceia do Senhor - Apresentação
A Ceia do Senhor - Apresentação
 

Semelhante a Rico e lazaro

Parábola do Rico e Lázaro
Parábola do Rico e LázaroParábola do Rico e Lázaro
Parábola do Rico e Lázaro
Rogerio Sena
 
Lazaro
LazaroLazaro
Cultura e costumes orientais ii – francisco nascimento
Cultura e costumes orientais ii – francisco nascimentoCultura e costumes orientais ii – francisco nascimento
Cultura e costumes orientais ii – francisco nascimento
wanderson barbosa
 
O grande abismo
O grande abismoO grande abismo
O grande abismo
DarkbladeGamer
 
20151029 estudo p gs 26
20151029 estudo p gs 2620151029 estudo p gs 26
20151029 estudo p gs 26
Andre Nascimento
 
Abraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e RevelaçãoAbraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e Revelação
Fábio Ferreira
 
O rico e o mendigo Parte 1
O rico e o mendigo Parte 1O rico e o mendigo Parte 1
O rico e o mendigo Parte 1
RIBAMAR CANTANHEDE
 
O rico e o mendigo 1
O rico e o mendigo 1O rico e o mendigo 1
O rico e o mendigo 1
RIBAMAR CANTANHEDE
 
Lição 04 isaque um caráter pacífico
Lição 04   isaque um caráter pacíficoLição 04   isaque um caráter pacífico
Lição 04 isaque um caráter pacífico
Daniel Felipe Kroth
 
O inferno sob ataque
O inferno sob ataqueO inferno sob ataque
O inferno sob ataque
dimas campos
 
Os parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5h
Os parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5hOs parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5h
Os parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5h
home
 
42 Raridades Bíblicas Diversas
42 Raridades Bíblicas Diversas42 Raridades Bíblicas Diversas
42 Raridades Bíblicas Diversas
Rogerio Sena
 
Barrabás palestra
Barrabás palestraBarrabás palestra
Barrabás palestra
Associação Espirita Lagos
 
O Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.com
O Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.comO Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.com
O Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.com
leitemel
 
Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial
Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especialApocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial
Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial
Wladimir Gonçalves de Souza
 
44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese
44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese
44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese
Ping Ponga
 
5º encontro abraão - inicio da salvação
5º encontro   abraão - inicio da salvação5º encontro   abraão - inicio da salvação
5º encontro abraão - inicio da salvação
Catequese Anjos dos Céus
 
O Romance Da Redenção -Tema III
O Romance Da Redenção -Tema IIIO Romance Da Redenção -Tema III
O Romance Da Redenção -Tema III
Ramón Zazatt
 
Lição 13 o destino final dos mortos
Lição 13 o destino final dos mortosLição 13 o destino final dos mortos
Lição 13 o destino final dos mortos
Celso Napoleon
 
[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo
[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo
[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo
André Filipe Aefe
 

Semelhante a Rico e lazaro (20)

Parábola do Rico e Lázaro
Parábola do Rico e LázaroParábola do Rico e Lázaro
Parábola do Rico e Lázaro
 
Lazaro
LazaroLazaro
Lazaro
 
Cultura e costumes orientais ii – francisco nascimento
Cultura e costumes orientais ii – francisco nascimentoCultura e costumes orientais ii – francisco nascimento
Cultura e costumes orientais ii – francisco nascimento
 
O grande abismo
O grande abismoO grande abismo
O grande abismo
 
20151029 estudo p gs 26
20151029 estudo p gs 2620151029 estudo p gs 26
20151029 estudo p gs 26
 
Abraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e RevelaçãoAbraão, Obediência e Revelação
Abraão, Obediência e Revelação
 
O rico e o mendigo Parte 1
O rico e o mendigo Parte 1O rico e o mendigo Parte 1
O rico e o mendigo Parte 1
 
O rico e o mendigo 1
O rico e o mendigo 1O rico e o mendigo 1
O rico e o mendigo 1
 
Lição 04 isaque um caráter pacífico
Lição 04   isaque um caráter pacíficoLição 04   isaque um caráter pacífico
Lição 04 isaque um caráter pacífico
 
O inferno sob ataque
O inferno sob ataqueO inferno sob ataque
O inferno sob ataque
 
Os parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5h
Os parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5hOs parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5h
Os parentes desencarnados nos recebem após a morte 1,5h
 
42 Raridades Bíblicas Diversas
42 Raridades Bíblicas Diversas42 Raridades Bíblicas Diversas
42 Raridades Bíblicas Diversas
 
Barrabás palestra
Barrabás palestraBarrabás palestra
Barrabás palestra
 
O Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.com
O Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.comO Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.com
O Livro de Êxodo a 1 Samuel Disponível em: www.portadesiao.blogspot.com
 
Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial
Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especialApocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial
Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial
 
44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese
44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese
44 O homem rico e o homem pobre / 44 rich man poor man portuguese
 
5º encontro abraão - inicio da salvação
5º encontro   abraão - inicio da salvação5º encontro   abraão - inicio da salvação
5º encontro abraão - inicio da salvação
 
O Romance Da Redenção -Tema III
O Romance Da Redenção -Tema IIIO Romance Da Redenção -Tema III
O Romance Da Redenção -Tema III
 
Lição 13 o destino final dos mortos
Lição 13 o destino final dos mortosLição 13 o destino final dos mortos
Lição 13 o destino final dos mortos
 
[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo
[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo
[Ebook] devocionais sobre o nascimento de cristo
 

Último

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 

Último (15)

Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 

Rico e lazaro

  • 1. TEMA UM ESTUDO SÉRIO E ABALIZADO NA PALAVRA DE DEUS SOBRE O ASSUNTO DA MORTALIDADE DA ALMA NO CONTEXTO DA PARÁBOLA DO RICO E LÁZARO EM LUCAS CAPÍTULO 16 www.maisrelevante.com.br O RICO E LÁZARO
  • 3. A questão é a seguinte: é a história real ou fictícia? Tudo aconteceu de fato ou é uma parábola? FATO OU FICÇÃO? HISTÓRIA REAL OU PARÁBOLA? O RICO E LÁZARO
  • 4. SE TUDO OCORREU DE FATO, ENTÃO responda: O que o rico fez de tão mal pra ir pro inferno? Teria sido pelo fato de vestir-se de linho finíssimo? “Porque o linho finíssimo são os atos de justiça dos santos.” (Ap.19:8) LINHO FINÍSSIMO é símbolo de santidade. O RICO E LÁZARO
  • 5. O Rico poderia tratar melhor a Lázaro? Talvez sim, por não compartilhar de sua riqueza com o pobre, todavia note o seguinte: Lázaro era “coberto de chagas” (Vs20), o que seria provavelmente lepra, ou doença que não tinha cura nem tratamento na época. DETALHE: Havia uma lei que proibia o acesso de tais pessoas ao convívio social. O RICO E LÁZARO
  • 6. “As vestes do leproso, em quem está a praga, serão rasgadas, e os seus cabelos serão desgrenhados; cobrirá o bigode e clamará: Imundo! Imundo! Será imundo durante os dias em que a praga estiver nele; é imundo, habitará só; a sua habitação será fora do arraial.” (Lv. 13:45, 46) O RICO E LÁZARO
  • 7. Então o rico ainda foi tolerante para com o pobre Lázaro, devido ter permitido que ficasse ali à sua porta, e não o baniu como a lei sanitária o exigia. PORTANTO: O rico não parecia ser tão mal para merecer o tormento no inferno, porém o inverso. Ele demonstrou ser até razoavelmente bom! O RICO E LÁZARO
  • 8. Agora NOTE Lázaro, o mendigo coberto de chagas. Por que foi ele para o seio de Abraão? O que fez tão bom para alcançar isso? Seria pelo fato de ser mendigo? Pode até parecer estranho, mas há motivos para crer que Lázaro não era justo! O RICO E LÁZARO
  • 9. “Fui moço e já, agora, sou velho, porém jamais vi o justo desamparado, nem a sua descendência a mendigar o pão.” (Sl. 37:25) Se Lázaro vivesse hoje, muitos o reputariam como crente sem fé, que “não toma posse da benção de Deus”, pois não “determina sua vitória” prefere mendigar e não expulsa a doença de seu corpo! O RICO E LÁZARO
  • 10. CONTRADIÇÃO: Vemos um homem rico e aparentemente justo que foi pro inferno. E outro pobre e aparentemente infiel que foi para o seio de Abraão! Veja bem, faz sentido isso? O RICO E LÁZARO
  • 11. O que seria o “seio de Abraão”? (Vs 22) Seria o céu? Seria algum paraíso intermediário entre terra e céu? Ficava separado apenas por um “grande abismo” do céu, dando até para ver as almas queimando no tormento. O ‘Seio de Abraão’ não aparece em nenhum outro lugar da Bíblia. O RICO E LÁZARO
  • 12. PERGUNTAS INTRIGANTES Será que todo justo que morre vai pra lá? Para onde teria ido Abel? Pois quando ele morreu, Abraão nem existia ainda? E para onde teria ido Abraão? Pro seio dele mesmo? Abraão está morto já há muito tempo (Gn. 25:8) e ainda se quer, recebeu a sua herança (Hb.11:30), como pode servir ele de refúgio para os justos que morrem? O RICO E LÁZARO
  • 13. Ele aguarda juntamente com todos os justos mortos a esperança da ressurreição como cita Jesus em (Mt.22:31) para viver na cidade que Deus lhe preparou (Hb.11:16) (Jô.14:1) e não no seu próprio seio! Promessa dada Também a todos que participam de sua fé e imitam o seu exemplo para um dia chegarem ao “seio do pai” (Jo. 1:18) o único que realmente pode acolher a todos. O RICO E LÁZARO
  • 14. Como poderia o rico ter “levantado os olhos” (Vs23) e pedido que Lázaro molhasse a ponta do dedo para lhe refrescar a língua? Se não tinha corpo? Se tanto seus olhos como sua língua haviam sido sepultadas (Vs22) como aparecem novamente no inferno? É ilógico e até bizarro supor que alguém esteja queimando no inferno enquanto sua matéria está no túmulo, estaria queimando o que então? O RICO E LÁZARO
  • 15. “Porque importa que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.” (2 Co5:10) Observe também que os mortos não podem ter contato algum com os vivos como sugeriu o rico (Vs30) a não ser por meio da ressurreição como Abraão disse (Vs 31) . O RICO E LÁZARO
  • 16. QUE SIGNIFICA A PARÁBOLA? Qual era o povo que tinha por pai a Abraão? RESPOSTA: JUDEUS Qual era o povo excluído por não ser descendente de Abraão? RESPOSTA: GENTIOS O RICO E LÁZARO
  • 17. “Digo-vos que ‘muitos’ virão do Oriente e do Ocidente e tomarão lugares à mesa com Abraão, Isaque e Jacó no reino dos céus. Ao passo que os filhos do reino serão lançados para fora, nas trevas; ali haverá choro e ranger de dentes.” (Mateus 8:11 ) O RICO E LÁZARO
  • 18. JOÃO BATISTA “Vendo ele, porém, que muitos fariseus e saduceus vinham ao batismo, disse-lhes: Raça de víboras, quem vos induziu a fugir da ira vindoura? Produzi, pois, frutos dignos de arrependimento; e não comeceis a dizer entre vós mesmos: Temos por pai a Abraão; porque eu vos afirmo que destas pedras Deus pode suscitar filhos a Abraão.”(Mt.3:7-9) O RICO E LÁZARO
  • 19. “Disse, pois, Jesus aos judeus: Bem sei que sois descendência de Abraão; contudo, procurais matar- me, porque a minha palavra não está em vós. ( )... Então, lhe responderam: Nosso pai é Abraão. Disse-lhes Jesus: Se sois filhos de Abraão, praticai as obras de Abraão. (Jo.8:31, 33, 37, 39) O RICO E LÁZARO
  • 20. OUTRO DETALHE Foi especificamente aos fariseus que Jesus dirigiu a parábola do rico e Lázaro (Lc. 16:14) Essa era a quinta parábola de uma sequência começada no início do capítulo 15 de Lucas. O RICO E LÁZARO
  • 21. A inclusão dos gentios na salvação de Deus era tão incompreendida pelos judeus, que Paulo a chama de ‘Mistério’: “Segundo uma revelação, me foi dado conhecer o mistério, o qual, em outras gerações, não foi dado a conhecer aos filhos dos homens, como, agora, foi revelado aos seus santos apóstolos e profetas, no Espírito, a saber, que os gentios são co-herdeiros, membros do mesmo corpo e co- participantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho” (Ef. 3:3-6) O RICO E LÁZARO
  • 22. A parábola ilustra a perda dos privilégios por parte dos judeus, e a ascensão dos gentios a Cristo. Com isso, nem o judeu pode tornar-se cristão enquanto, como judeu, rejeitar a Cristo, nem o cristão pode tornar-se judeu sem para tal, não rejeitar a Cristo, e ao mesmo tempo continuar sendo cristão. O RICO E LÁZARO
  • 23. POR QUÊ DEUS FARIA ISSO? “Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas, porque fechais o reino dos céus diante dos homens; pois vós não entrais, nem deixais entrar os que estão entrando!” (Mt.23:13) “Portanto, vos digo que o reino de Deus vos será tirado e será entregue a um povo que lhe produza os respectivos frutos.” (Mt.21:43) O RICO E LÁZARO
  • 24. TUDO JÁ HAVIA SIDO FEITO EM FAVOR DOS JUDEUS “Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco se deixarão persuadir, ainda que ressuscite alguém dentre os mortos.” (Lc.16:31) O RICO E LÁZARO
  • 25. PERGUNTA: POR QUE JESUS FALOU DE UM INFERNO NESSA PERSPECTIVA, SE ELE NÃO EXISTE? Resposta: Por que Ele sabia para ‘quem’ estava falando. Essa parábola era popular entre os fariseus, com o rico no papel principal. O RICO E LÁZARO
  • 26. Jesus ilustrava as parábolas com tanta maestria, que na maioria das vezes, faziam com que as pessoas aprendessem a lição ao colocarem-se no lugar dos personagens, e elas, quase que inconscientemente, proferiam sentença contra si mesmas. Como exemplo a história do bom samaritano (Lc.10:25-37), onde o intérprete da lei é forçado a admitir que o seu próximo poder ser um samaritano, ou seja, o indivíduo a quem mais detesta. O RICO E LÁZARO
  • 27. “Os principais sacerdotes e os fariseus, ouvindo estas parábolas, entenderam que era a respeito deles que Jesus falava” (Mt 21:45) O RICO E LÁZARO
  • 28. A lição mestra do Rico e Lázaro é: Mostrar que nosso destino futuro fica estabelecido conforme o aproveitamento dessa vida terrena. Pois quem não dá crédito a Bíblia (Moisés e os profetas), e endurece o coração, não terá segunda oportunidade de graça e perdão no além. SEJA QUEM FOR! O RICO E LÁZARO
  • 29. DEFENDER A EXISTÊNCIA DO INFERNO BASEADO NA PARÁBOLA DO RICO E LÁZARO É UM EQUÍVOCO. POR QUE É TEOLOGICAMENTE ERRADO FUNDAMENTAR DOUTRINAS EM PARÁBOLAS. O RICO E LÁZARO
  • 30. ACESSE ESSA PALESTRA NO YOUTUBE E TAMBÉM NO SITE: www.maisrelevante.com.br O RICO E LÁZARO