SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 213
e a Besta 666
Apocalipse
12 e 13
Capítulo
DOIS
Apocalipse 13 é um
desdobramento do capítulo
12,isto é, a visão se repete
avançando um pouco mais com
outras informações adicionais
seguindo o mesmo modelo das
profecias de Daniel.
O profeta recebe uma visão mais
acurada do corpo da besta, que é a
mesma do capítulo 12, mostrando uma
conexão com Daniel 7 e com o chifre
pequeno..
“Vi emergir do mar uma besta que
tinha dez chifres e sete cabeças
e, sobre os chifres, dez diademas
e, sobre as cabeças, nomes de
blasfêmia.
A besta era semelhante ao
leopardo, com pés como de urso
e boca como de leão...
E deu-lhe o dragão o
seu poder, o seu trono
e grande autoridade.”
Apocalipse 13:01,02.
Dragão, isto é
SATANÁS
Daniel 7 nos fornece a chave para a compreensão:
“Boca” de Babilônia,
arrogante e intolerante.
“Patas” dos Medos e Persas, devoram
muita carne, mata os oponentes.
“Corpo” Grego, cultura
greco-romana.
Os “dez chifres” são as divisões
do Império Romano feitas pelos
Bárbaros.
A besta era semelhante ao leopardo,
isto é, ela tinha um corpo GREGO,
a cultura greco-romana era dominante.
Com pés de urso, isto é, eram violentos como os
MEDOS e PERSAS.
E a boca como de leão, arrogante
como Babilônia
Os dez chifres
representam
os Bárbaros
que dividiram o
Império
Romano.
A besta, que é o Império Romano,
acumulava dentro de sua
civilização toda a herança dos
impérios anteriores.
Babilônia + Medos-Persas + Gregos =
ROMA
A besta emerge do mar,
a semelhança dos
animais de Daniel 7.
Águas em profecias são
povos, nações e línguas.
“Então, vi uma
de suas cabeças
como golpeada
de morte...
A luta pela hegemonia entre os
bispos de Roma e de
Constantinopla foi tenaz, sendo
que apenas a partir de Leão I,
chamado Magno, é possível falar
verdadeiramente de um papa no
sentido de líder de toda a
Cristandade. Leão chega ao
trono pontifício no ano de 440.
Com a queda do Império Romano
em 476 d.C. o bispo de Roma
toma gradativamente o lugar do
Imperador até se tornar um Rei
de fato.
Com a liberação da cidade de
Roma das mãos dos Ostrogodos
o último dos três reis oponentes,
em 538 d.C., o bispo de Roma
fica livre para atuar nas esferas
civil e religiosa.
Com o tempo estabelece os
estados pontifícios e como Rei,
torna-se um monarca cada vez
mais intolerante e perseguidor
por 1260 anos.
Muitos cristãos tem imaginado o
anticristo como um personagem
futuro e de fora do
Cristianismo, porém
as agências
satânicas já estavam
atuando desde a
época do apóstolo
Paulo, note o que ele
escreveu em II Tess.02:01-09
“...no que diz respeito a vinda de ... Jesus
Cristo e à nossa reunião
com ele...isto não
acontecerá sem que
primeiro venha a
apostasia e seja
revelado o homem
da iniqüidade...
Ostentando-se como
se fosse o próprio
Deus...com efeito, o
mistério da iniqüidade já opera...a quem
o Senhor Jesus matará...”
Paulo profetizou uma apostasia, isto é, um
afastamento da Verdade dentro do
Cristianismo e
nos informou que
o processo já
havia começado em
seus dias e que o
anticristo se
fortaleceria até
que o próprio Jesus o aniquilasse.
monarquia
ditadura república
triunvirato
consulato
império
Cabeça Papal é
ferida mortalmente
No final dos
1260 anos a
cabeça de
Roma Papal
foi ferida por
Napoleão
Bonaparte.
O general Berthier marchou sobre a
cidade sem encontrar resistência,
ocorrendo o saque dos tesouros de
arte do Vaticano.
Em 15 de fevereiro de 1798, foi
declarado o fim do poder temporal
do papa Pio VI e foi proclamada a
República Romana, com o modelo
francês...
Poucos dias depois, em 20 de
fevereiro, o Papa foi expulso da
cidade. Morreu no exílio na França
no ano seguinte.
Fonte: Wikipedia
O Catolicismo foi ferido
mortalmente, perdeu o poder que
detinha por séculos.
“...mas essa ferida mortal foi curada; e
toda a terra se maravilhou, seguindo
a besta...”
Em 1929, Benito Mussolini, ditador
da Itália devolve ao Papado o direito
de manter um estado próprio, um
país independente dentro da Itália, o
Vaticano.
A ferida ocasionada pela Revolução
Francesa foi curada, cumprindo a
profecia.
“...mas essa ferida mortal foi
curada; e toda a terra se
maravilhou,
seguindo a besta...”
“...e adoraram o dragão porque
deu a sua autoridade à besta;
também adoraram a besta,
dizendo:
Quem é semelhante à besta?
Quem pode pelejar
contra ela?”
Apocalipse 13:03,04
Capítulo
TRÊS
A partir do verso 5 até o verso
10 ocorre um desdobramento
profético, isto é, há uma
repetição descritiva sobre a
besta onde mais informação é
dada sobre o seu poder e
atuação.
Note o seguinte:
13:01 a 04 13:05 a 10
Verso 01 Nomes de
blasfêmia.
Verso 05 Uma boca que
proferia arrogâncias e
blasfêmias.
Verso 02 O Dragão deu-lhe
autoridade.
Verso 06 Difamava o
tabernáculo , os que
habitam no Céu.
Verso 03 Uma de suas
cabeças foi ferida de morte.
Verso 07 Perseguiu os
santos.
Verso 04 Adoraram o
Dragão que lhe deu
autoridade.
Verso 08 Aqueles que não
tem o nome no livro da vida
adoraram a Besta.
Verso 04 Quem é
semelhante a besta?
Verso 10 Se alguém matar
à espada será morto, se
levar em cativeiro, irá para
cativeiro.
A besta é descrita
em seu real
caráter e poder
de atuação.
“Foi lhe dada uma boca
que proferia
arrogâncias e blasfêmias
e autoridade para agir
quarenta e dois meses.”
Apocalipse 13:05
Apocalipse 13:05
42 x 30 = 1260 dias de autoridade para
a besta agir.
Apocalipse 12:14
1tempo = 360 dias
Tempos = 720 dias
½ tempo = 180 dias
Total = 1260 dias quando a mulher
é sustentada fora da vista da serpente.
O mesmo
período de
Daniel 7:25
“...e os santos lhe serão
entregues nas mãos, por
um tempo, dois tempos e
metade de um tempo.”
Daniel 07:25
Tempos = anos de 360 dias.
Daniel 11:13
O princípio
de interpretação
dia/ano é, provavelmente,
o princípio mais antigo
e mais sólido
de interpretação desta
passagem.
“Secrets of Daniel”
págs.143 e 144
Jacques Doukhan
Note outro paralelo, agora, com Daniel 7
Daniel 7 Apocalipse 13
Verso 08, 25(a) - O chifre
pequeno tinha uma boca
que falava com arrogâncias,
insolência.
Verso 05 – A besta tinha
uma boca que proferia
arrogâncias e blasfêmias.
Verso 25 – perseguiria por
um tempo, dois tempos e
metade de um tempo (1260
dias/anos)
Verso 05 – Agiria por 42
meses (42x30 = 1260
dias/anos)
Verso 21 – Fazia guerra
contra os santos e
prevalecia contra eles.
Verso 07 – Pelejava contra
os santos e os vencia.
Conclusão:
O poder do chifre
pequeno de Daniel 7:25
é o mesmo poder da
primeira besta de
Apocalipse 13.
“E abriu a boca em
blasfêmias contra Deus,
para lhe difamar o nome
e difamar o tabernáculo,
a saber,
os que habitam no céu.”
Apocalipse 13:06
“Na verdade,a excelência e o
poder do pontífice romano, não é
somente na esfera das coisas
terrestres, coisas celestes,e as
das regiões inferiores, mas mesmo
acima dos anjos, de quem ele
próprio é maior.”
Traduzido por Lucios Ferraris, “Papa II”,
Prompta Biblioteca, Vol. VI, pág. 27
As blasfêmias contra Deus, são as mesmas
“palavras contra o Altíssimo” de Daniel
7:25, isto é, suas doutrinas que desmerecem
e reinterpretam a Palavra de Deus:
Transubstanciação Intercessão de Maria
e dos Santos
Sacrifício da Missa
Confissão ao Padre Oração pelos Mortos Infalibilidade Papal
Inquisição/Perseguição Doutrina do Inferno Celibato Sacerdotal
Alteração dos Dez
Mandamentos
Mudança do dia de
guarda do Sábado
para o Domingo
Sacrifícios e obras
meritórias para a
salvação
Purgatório Imaculada conceição
de Maria,isto é, ela
nasceu sem pecado
Imortalidade
incondicional da
alma
“Foi-lhe dado, também, que pelejasse
contra os santos e os vencesse.”
O Catolicismo Romano tornou-se um
poder político-religioso cada vez
mais intolerante com as vozes
discordantes, culminando com a
INQUISIÇÃO.
“...Deu-se-lhe ainda autoridade sobre
cada tribo, povo, língua e nação...
Sendo assim, o poder que Roma tem sobre
seus súditos é muito maior que o de qualquer
governo secular sobre seus cidadãos.
Quando for necessário fazer uma escolha a
respeito da verdadeira lealdade de uma
pessoa, restam poucas dúvidas sobre o
resultado para os católicos de qualquer país.
“...e adorá-la-ão todos os que
habitam sobre a terra,
aqueles cujos nomes não
foram escritos no Livro da
Vida do Cordeiro que foi
morto desde a fundação do
mundo.”
Apocalipse 13:07,08
O bispo de Roma tem pretensões
de ser um líder mundial, um
mediador entre as nações, alguém
que possa ser “neutro” em
questões de economia e política
“e adorá-la-ão todos os que
habitam na terra.”
A profecia indica que o poder
da Igreja Católica Romana
será crescente, influenciando
não somente os assuntos da
Cristandade como também
os assuntos políticos e
econômicos mundiais.
“Se alguém tem
ouvidos, ouça:
Se alguém leva para
cativeiro, para
cativeiro vai...”
“...Se alguém matar à espada,
necessário é que seja morto
à espada.
Aqui está a perseverança e a
fidelidade dos santos.”
Apocalipse 13:09,10
A profecia indica que o
Papado seria aprisionado,
levado em cativeiro, isto se
cumpriu em 1798, a mando de
Napoleão Bonaparte.
Capítulo
QUATRO
É interessante saber
como alguns cristãos
através dos séculos
interpretaram
Apocalipse 13.
Nos tempos do antigo Cristianismo,
Irineu, identificou as duas bestas de
Apocalipse 13 com o anticristo e seu falso
profeta, posição mantida pelo arcebispo
grego André de Cesaréia, 632 d.C. e
Berengaud do século IX e outros do
período. O venerável Bede ensinava que a
segunda besta eram os pregadores do
anticristo ou irmãos falsos.
Comentários sobre o Apocalipse,
SDBC, Salt 1988. pág. 204 e 205
O CongregacionalTomás
Goodwin (1600-1680) identificou a
primeira besta como o
papado e que a
“imagem da besta”
tipificava
evidentemente a
forma católica nas
igrejas reformadas.
Mais de trinta escritores na América,
publicaram exposições de Apocalipse 13, do
Puritano John Cotton em 1639 a
Timothy Dwight, cerca de 1800, apresentando o
papado ou a Igreja Católica,
como a primeira besta, e a segunda
aparece como uma outra fase
do papado, com os dois chifres
significando tirania civil e religiosa.
A segunda besta é aplicada ao
protestantismo por Isaque Backus,
historiador batista, com os dois chifres
simbolizando a condenação da igreja e
punições pela autoridade civil.
“Vi ainda outra besta emergir da terra;
possuía dois chifres, parecendo
cordeiro, mas falava como dragão...”
A mesma terra que dá
abrigo ao povo de
Deus indicada em
Apocalipse 12:16, dá
origem a um novo
poder perseguidor.
“A terra, porém,
socorreu a mulher; e a
terra abriu a boca e
engoliu o rio que o
dragão tinha arrojado
de sua boca...”
Os cristãos do Velho Mundo
fugiram para os lugares
desolados da Europa, e
formaram a igreja “no deserto”,
conforme Apocalipse 12:6,14,
porém, com a descoberta da
América, surge uma nova “terra”
onde poderiam cultuar a
A segunda besta que sobe da “terra”,
é os Estados Unidos da América
Republicanismo
Democraci
a
Aparência
de cordeiro,
mas fala
como o
Dragão
“...Exerce toda a autoridade
da primeira besta na sua
presença. Faz com que a
terra e os seus habitantes
adorem a primeira besta, cuja
ferida mortal fora curada.”
Apocalipse 13: 11,12
Extraordinário!
Uma nação protestante dando seu apoio
ao Catolicismo Romano.
O Catolicismo Romano não mudou, mas
os evangélicos estão mudando ???
Santa Aliança
Para a derrubada do comunismo houve
uma aliança entre os EUA e o
Vaticano.
“Foi uma das maiores alianças secretas de
todos os tempos”, disse Richard Allen,
conselheiro do então presidente
americano Ronald Reagan em assuntos
de segurança nacional, que fez parte da
equipe que trabalhou como Papa.”
Time, 24/02/1992, pág. 28
Extraordinário!
Uma nação protestante dando seu apoio
ao Catolicismo Romano.
O Catolicismo Romano não mudou, mas
os evangélicos estão mudando ???
Billy Graham, declarou:
“Conheci muitas pessoas na igreja apostólica
romana, tanto no clero, como entre os membros
leigos, que creio sejam cristãos genuínos. Podem
ter certas visões teológicas diferentes das minhas,
mas acredito que fazem parte do corpo de Cristo.
Portanto, eu os considero meus
irmãos e irmãs em Cristo”.
Time, 28/05/1990, pág. 13
No maior país evangélico do mundo, que são
os Estados Unidos, contam 66 milhões e
400 mil católicos, com um incremento anual
de 2%, índice igual ao crescimento
demográfico. Um estudo feito pelo instituto
Gallup indicou que, desde a Segunda
Guerra Mundial, o número de católicos
subiu de 20% para 27% da população norte-
americana, enquanto os protestantes
diminuíram de 69% para 59% e os judeus
caíram de 5% para 1%.
http://www.veritatis.com.br/article/2879 )
Washington , 08 Mai. 07
Francis Beckwith renunciou a seu cargo de
Presidente da Sociedade Teológica
Evangélica (ETS). O motivo: retornou à
Igreja a Católica onde cresceu e que
abandonou para abraçar o protestantismo.
Beckwith relata que começou sua volta à
fé ...Por isso, em 28 de abril passado recebi
o sacramento da Confissão”.
http://www.veritatis.com.br
Os Luteranos finlandeses manifestaram a intenção de fazer parte
da Igreja Católica. Após o apelo à unidade lançado por Bento
XVI na sua primeira viagem do Pontificado, a Bari, ...
“nós, os Luteranos finlandeses, queremos fazer parte da Igreja
Católica de Cristo”, numa declaração de intenções que poderá ter
conseqüências nos próximos tempos.
Uma delegação desta Igreja visita todos os anos o Vaticano por
ocasião da Festa de S. Henrique, patrono do país. “Junto com os
irmãos e irmãs católicos, rezamos para poder ser uma só carne em
Cristo”, conclui D. Huovinen, líder da Igreja a que pertencem cerca
de 85% dos finlandeses.
Fonte: Jaime Francisco de Moura –
CN em 26 Maio de 2005./Zenit/
Dr. Scott Hahn ex-pastor presbiteriano, hoje é
professor na Franciscan University of
Steubenville – Ohio.
Tornou-se um dos maiores pregadores católicos
dos EUA.
O cd do seu testemunho de conversão atingiu o
maior número de cópias distribuídas em
todos os tempos.
O seu testemunho pode ser acessado pelo site:
www.chnetwork.org/scotthconv.htm
A revista norte-americana SURSUM
CORDA Special edition 1996, noticiou
que nos últimos anos, cinqüenta pastores
protestantes se converteram ao
Catolicismo, sendo que outros mais estão a
caminho da Igreja Católica. O artigo
respectivo, da autoria de Elizabeth Althau,
tem por título Protestant Pastors on the
Road to Roma, (pp. 2-13).
http://www.apologeticacatolica.cjb.net/
Marcus Grodi – ex-pastor presbiteriano
convertido ao catolicismo, nos Estados
Unidos, tem um programa às segundas-
feiras, às 20h, na televisão EWTN
(católica) com uma ótima audiência, no qual
sempre entrevista um ex-protestante
convertido. Muitos ligam durante o programa
para perguntar algo e terminam dizendo que
já estão se convertendo.
http://www.veritatis.com.br
Em julho de 1998 a Igreja Católica e a
Igreja Luterana reconheceram
conjuntamente que não existem
diferenças em suas doutrinas quanto à
justificação pela fé: a declaração
conjunta foi assinada por 92% das
Igrejas Luteranas mundiais, o que bem
indica que um dos maiores cavalos de
batalha da Reforma Protestante do séc.
XVI nada mais foi do que um grande
... Que Deus seja louvado por mais
esta reaproximação entre irmãos (obs.: a
Igreja Católica não precisou alterar
nada em sua doutrina para que essa
declaração conjunta fosse assinada;
tudo isso é fruto do diálogo ecumênico,
onde os irmãos se reaproximam e
discutem suas diferenças
fraternalmente. Deus seja glorificado!).
Fonte: Agnus Dei
Publicado em 02/08/1999
http://www.veritatis.com.br/article/4457
“Não conseguimos ver como a Igreja romana
poderá desembaraçar-se da acusação de
idolatria. ... E esta é a religião que os
protestantes estão começando a encarar
com tanto agrado e que finalmente se
unirá com o protestantismo. Esta união
não será, porém, efetuada por uma
mudança no catolicismo, pois Roma não
muda. Ela declara possuir infalibilidade.
É o protestantismo que mudará. A
adoção de idéias liberais, de sua parte, o
conduzirá ao ponto em que possa apertar
“Os protestantes dos
Estados Unidos, serão os
primeiros a estender as
mãos ... ao poder romano; ...
este país seguirá as
pegadas de Roma,
desprezando os direitos da
consciência.”
Qual deve ser o papel da América no mundo?
Quais os principais desafios que enfrenta no
século XXI e como deve definir os
seus interesses nacionais?
Estas questões assumiram um alarmante novo
significado no rescaldo dos ataques terroristas de
11 de Setembro de 2001.
Desde Roma que nenhuma nação teve tanto poder
econômico, cultural e militar, mas isto não permite
aos Estados Unidos solucionar problemas
globais, como o terrorismo, a degradação
ambiental e a proliferação de armas de destruição
maciça, sem envolver outros países.
A América deve adaptar um envolvimento mais
cooperativo com o resto do mundo, reorientando a sua
liderança para o apoio da comunidade internacional.
Demonstrando que o poder econômico e militar
por si só não garante o êxito e que, por vezes, pode minar
em vez de elevar os seus objetivos. Uma estratégia
“suave” com aparência de Cordeiro, será o novo modelo.
  A Igreja Católica será agitada por uma
onda de motivações arcaicas, remotas num
movimento de retorno ao poder temporal
com o apoio dos Estados Unidos e sua
sustentação protestante.
Tudo estará sintonizado com as grandes
questões de sobrevivência de ambos.
 
O Catolicismo precisava de Roma e
Roma precisava do Catolicismo, hoje
não é diferente, a Igreja Católica
precisa da “nova Roma” , a nação
americana,e a América precisa da Igreja.
 
Questões que assombravam
a Igreja nos séculos IV e V se
repetirão: a mistura entre a religião e
o poder temporal, o conflito entre
centralização e descentralização
administrativa, a afirmação dos
dogmas e da liturgia e a discussão
de estratégias...
...para o enfrentamento dos novos
“bárbaros” que são:
o homossexualismo, a questão do aborto,
o divórcio crescente, a dissolução da
família, o terrorismo, a degradação do
planeta Terra e o crescimento de
“heresias” contrárias ao
Bispo de Roma.
  Os Estados Unidos e sua base eleitoral
protestante precisam de uma força moral para
combater a desagregação “bárbara” em seu país e
no mundo com seu império econômico global. Da
mesma forma que os imperadores romanos
precisavam de uma fé que cimentasse outra vez a
combalida unidade do império.
 
Hoje, “o Império Romano” é outro, os
“bárbaros” são outros, mas, a Igreja Católica
Romana é a mesma, ela não renunciou as suas
pretensões de supremacia mundial, ela se
considera infalível.
Os Estados Unidos através de seu
poder mundial irá legitimar leis que
farão com que a terra e os seus
habitantes se submetam a primeira
besta, cuja ferida mortal fora curada,
o catolicismo romano, conforme
Apocalipse 13: 11,12.
“...fala como o dragão...”
Republicanismo
Democraci
a
Aparência
de cordeiro,
mas fala
como o
Dragão
“Quando as igrejas protestantes se
unirem com o poder secular (EUA)
para amparar uma religião falsa, à
qual se opuseram os seus
antepassados, sofrendo com isso a
mais terrível perseguição, então o dia
de repouso papal será tornado
obrigatório pela autoridade
mancomunada da Igreja e do Estado.
Haverá uma apostasia nacional que
só terminará em ruína nacional.”
Desde a Roma antiga, nenhuma nação no mundo teve tanto
poder econômico, cultural e militar como os Estados
Unidos. Porém, esse mesmo poder é incapaz de resolver
problemas globais como o terrorismo, a degradação
ambiental, a proliferação de armas e a destruição em
massa sem envolver outras nações, os Estados Unidos
devem adotar o engajamento mais cooperativo com o
resto do mundo. 
Capítulo
CINCO
“Também opera grandes sinais, de
maneira que até fogo do céu faz descer
à terra, diante dos homens...”
No Novo Testamento encontramos em Atos
2 a narrativa do Pentecostes quando o fogo
do Espírito Santo foi derramado sobre os
apóstolos e grandes sinais e maravilhas
começaram a acontecer em meio do povo.
Satanás em sua contrafação irá trazer a
existência um falso Pentecostes.
Para que possamos compreender o processo
de apostasia cristã é necessário reconhecer
que o grande conflito se dá na esfera da
ADORAÇÃO.
O Diabo quis ser Deus, aliás, ele ainda quer
ser, pelo menos deste mundo.
“ ...e fará descer fogo dos
céus...” Apoc. 13:13
Existe uma
conspiração que reúne
todas as forças do mal
e que atravessa os
séculos.
O objetivo desta sociedade
secreta é infiltrar-se e
falsificar o culto cristão e
levar o máximo de
pessoas para a MORTE.
Em sua tese de doutorado, “Música Sacra, Cultura e
Adoração”, Wolfgang Hans Martin separou em três
fases a Era Cristã:
1.Deus além de nós.
2.Deus por nós.
3.Deus dentro de nós.
1. Deus além de nós
Ano 200 até o ano 1.200 d.C. aproximadamente
• Afastar o povo da Bíblia.
“A fim de Satanás manter seu
domínio sobre os homens e
estabelecer a autoridade do
usurpador... Deveria conservá-
los na ignorância das
Escrituras. Suas sagradas
verdades deveriam ser
ocultadas e suprimidas.
Durante séculos a circulação da Bíblia foi
proibida... Ao povo foi proibida
a sua leitura.”
GC – pág.32
• As formas de exaltação do
monarca ou rei foram
transferidas para Deus.
Assim como o rei era
distante e inacessível a
pessoa comum, os
cristãos passaram a ter
uma concepção remota
de Deus.
• Com o surgimento do
sacerdotalismo e da
intercessão de Maria e
dos santos, os sacrifícios
e procissões, Deus foi
ainda mais distanciando
da experiência direta dos
adoradores.
A ênfase passou a ser a contemplação no
lugar do envolvimento. As pessoas
quando entravam nas catedrais góticas
entravam em um mundo misterioso,
escuro e que inspirava temor, medo da
morte e do julgamento, temiam a
condenação e serem enviadas
para o inferno.
Durante os primeiros 1000 anos a figura de
Deus foi moldada como um soberano,
ditador da lei e juiz, as artes cristãs
inspiravam mistério, temor,
reverência e intimidação.
Reforma Protestante
2. Deus por Nós
Ano 1.200 até o ano 1.600 d.C. aproximadamente
Com a Reforma Protestante a
compreensão da divindade
mudou, Deus foi apresentado
de forma positiva e próxima.
A Bíblia voltou para as mãos do
povo.
1. A função intercessora dos padres e santos foi
banida.
2. Deus pode ser acessado imediatamente
somente pela fé pessoal.
3. O temor de um Juiz severo foi substituído
pela ênfase em um Deus amoroso.
4. A pessoa e a obra de Jesus assumiu um
perfil que o crente se identifica.
3. Deus dentro de nós
Ano 1.600 d.C até a atualidade
Do século XVII até o presente tem
havido uma mudança progressiva
para uma nova ênfase no mundo
cristão, fruto de uma combinação
de fatores sociais, econômicos,
políticos e religiosos:
1. Renascentismo, a idade da razão.
2. Revolução Industrial/capitalismo.
3. Marxismo.
4. Evolucionismo.
5. Espiritismo moderno.
Todos os olhares se voltaram ao:
No pensamento cristão o foco voltou-se
para a experiência humana:
1. Conversão individual.
2. Salvação individual.
3. Acesso a Deus individualmente.
4. O culto tornou-se cada vez mais importante a
medida que o real significado da adoração
acontecia dentro do indivíduo.
Quanto mais os cristãos começaram a
olhar para dentro de si mesmos, a
espiritualidade começou
a ser relacionada:
1. Ao estado afetivo da pessoa.
2. Surgiu uma forte inclinação emocional.
3. Começaram a buscar alegria ou euforia
bem como o sentimento de paz interior,
buscam uma experiência.
4. Estabeleceu-se a igualização da
experiência emocional humana com a
experiência espiritual cristã.
Século XVII ao XVIII: “ No metodismo os compositores
escreveram as melodias para os primeiros hinários
evangélicos com músicas de casas de ópera e
salas de concerto e a música de igreja acabou-se
afundando na emoção e mesmo no
sentimentalismo.
Conexão África I : Os reavivamentos e reuniões
campais no final do século XVIII e início do XIX,
trouxeram um elemento novo, a conversão de afro-
americanos, principalmente para as denominações
Metodista, Batista e denominações independentes
que foram atraídos por ritualismos que
assemelhavam-se em grande parte aos tipos de
adoração conhecidos por eles.
Século XIX: Alguns dos primeiros reavivamentos da América do
Norte foram ‘um poderoso estímulo para incluir melodias
populares e folclóricas com tempos mais rápidos e ritmos
dançantes no repertório bastante calmo da salmodia
tradicional e frequentemente acompanhadas por dança.
Impulsos psicológicos e físicos foram encorajados, reações de
extrema alegria ou extrema tristeza não mais foram evitadas,
mas valorizadas, o momento existencial das pessoas foi
incluído na experiência religiosa.
Conexão África II: Antes da Guerra Civil Americana as bandas
eram de estilo europeu, com pouco ou nenhum elemento
negro. Logo após a Guerra os instrumentos foram
disponibilizados à ex-escravos que começaram a formar suas
bandas de rua dando origem ao Jazz, muitos ao se
converterem deram um tratamento quente a música de suas
igrejas.
O reavivamento americano foi revigorado pela migração
de elementos cultuais africanos que incluíam gritos
emotivos e gemidos ao longo do serviço de
adoração, adoradores que saltam de seus assentos,
gritam, se sacodem, entram em convulsão,
participam de dança santa, hinos com linhas
repetitivas e participação irrestrita e entusiasmada.
Embora o ritmo de tambores tenha sido proibido em
grande parte do contexto norte-americano, o bater
de palmas, o bater de pés, a oração rítmica, a dança
e experiência extática estão associados tanto nos
reavivamentos africanos como nos da América do
Norte.
“A transferência do estilo africano de
música sacra para um contexto
cristão receptivo é particularmente
evidente no desenvolvimento da
música gospel, produzida na igreja
pentecostal afro-americana na
virada do século XX e
subseqüentemente amplamente
adotada.”
Loui-Charles Harvey, “Black Gospel Music and Black Theology.”
Peter Wagner divide o Movimento Pentecostal
em três ondas:
1ª Onda, 1906, Pr Seymour, afro-americano,Los Angeles, línguas
estranhas, fundação de denominações.
2ª Onda, Anos 60 e 70, Igrejas tradicionais racham devido a
manifestação de línguas estranhas, surgem as mini-
denominações e igrejas de amigos, ênfase nas línguas e no
carisma do fundador. Surge o catolicismo carismático.
3ª Onda, Anos 80 até a atualidade, ênfase em ser cheio do
Espírito, sinais e maravilhas e ter uma experiência pessoal.
Contexto Tendências
Africano Profetizadas
Participativo Participativo.
Musical. Musical.
Experiência Pessoal. Experiência Pessoal.
Emotivo. Emotivo.
Relacionado a solução de Relacionado a solução de
problemas. problemas.
Dançante, valoriza Dançante, valoriza o
o movimento, ritmo. movimento, ritmo.
Clímax com a possessão Clímax com possessão
da divindade. da divindade.
Espíritos comunicam O Espírito comunica
suas instruções através suas instruções através
de adivinhação. de “profecias”.
Satanás em sua contrafação irá trazer a
existência um falso Pentecostes.
Sutilmente o culto cristão passou a ter
uma nova ênfase,
a EXPERIÊNCIA,
o êxtase espiritual.
O estudo bíblico e o conhecimento
objetivo da Bíblia são desprezados.
“Nas igrejas que puder colocar sob seu poder
sedutor, fará parecer que a bênção
especial de Deus foi derramada;
manifestar-se-á o que será considerado
como grande interesse religioso...
“...multidões exultarão de que Deus esteja
operando maravilhosamente por elas, quando
a obra é de outro espírito. Sob o disfarce
religioso, Satanás procurará estender sua
influência sobre o mundo cristão.”
“Então, vi sair da boca do dragão, da
boca da besta e da boca do falso
profeta três espíritos imundos
semelhantes a rãs: porque eles são
espíritos de demônios, operadores de
sinais, e se dirigem aos reis do mundo
inteiro com o fim de ajuntá-los para a
peleja do grande Dia do Deus Todo-
Poderoso.”
Apocalipse 16:13
Paulo adverte:
“...haverá tempo em que não suportarão a
sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão
de mestres segundo a suas próprias
cobiças, como que sentindo coceira nos
ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à
verdade...”
II Tim. 04:03 e 04
“E não é de admirar, porque o
próprio Satanás se transforma em
anjo de luz, não é muito, pois, que os
seus próprios ministros se
transforme em ministros de justiça...”
II Coríntios 11:14 e 15
Jesus alerta sobre o que fará
com os falsos profetas
realizadores de sinais e
maravilhas, mas que não seguem o
que está escrito na Palavra.
“...muitos, naquele dia,hão de dizer-me:
Senhor, Senhor!
Porventura, não temos nós
profetizado em teu nome, e em
teu nome não expelimos
demônios, e em teu nome não
fizemos muitos milagres? ...
“Naquele dia” Jesus identifica o dia do
Juízo como o dia do desmascaramento
dos falsos profetas, pois eles realizam:
1.Falsas profecias.
2.Falsas batalhas espirituais.
3.Falsos milagres.
O falso PENTECOSTES.
“... Então,lhes direi
explicitamente: nunca vos
conheci. Apartai-vos de
mim, os que praticais a
iniqüidade.”
Mateus 07:22 e 23
A palavra “iniqüidade” em
grego bíblico é:
= ANOMIA
que significa:
Negação da lei. violação da lei,
desacato à lei, iniqüidade.
Fonte: http://dicionariobiblico.blogspot.com/2008/02/iniquidade.html
O afastamento da Lei
de Deus parece ser o
objeto central do
afastamento de Deus
nos últimos dias.
O apóstolo Paulo
descrevendo que haveria uma
apostasia até os últimos dias
dá detalhes sobre como o
falso Pentecostes será
produzido entre Católicos e
Evangélicos e Espíritas.
“...o aparecimento do iníquo é
segundo a eficácia de Satanás, com
todo poder, e sinais, e prodígios da
mentira, e com todo engano da
injustiça aos que perecem...”
II Tes. 02:03,09 e 10
“(O Diabo)...Seduz os que habitam
sobre a terra por causa dos sinais que
lhe foi dado executar diante da besta,
dizendo aos que habitam sobre a terra
que façam uma imagem à besta, àquela
que, ferida à espada, sobreviveu...”
Apocalipse 13:13,14
Capítulo
SEIS
“E lhe foi dado comunicar
fôlego à imagem da besta,
para que não só a imagem
falasse, como ainda fizesse
morrer quantos não
adorassem a imagem da
besta....”
O que é a “imagem da besta”?
Quando se corrompeu a primitiva igreja,
afastando-se da simplicidade do
evangelho e aceitando ritos e costumes
pagãos, perdeu o Espírito e o poder de
Deus; e, para que pudesse governar a
consciência do povo, procurou o apoio
do poder secular.
Disso resultou o papado, uma
igreja que dirigia o poder do
Estado e o empregava para
favorecer aos seus próprios
fins, especialmente na punição
da "heresia".
Na mentalidade Católica
Romana a influência da Igreja
sobre os negócios do Estado
não é somente comum, mas,
necessária.
A influência da Igreja nos
Governos, assim, como o
“A política
é a paixão
de Roma.”Fonte: O Papa e o Concílio, Janus, Introdução e Tradução
de Rui Barbosa, 3ª ed., Elos, RJ, pág. 280.
Formar a “imagem da besta” é formar algo a
sua “imagem e semelhança”, isto é, imitar o
seu comportamento em querer usar o
Estado para impor a religião, sua moral e
suas leis por força de decretos civis e
limitação da livre expressão de
pensamentos contrários.
“Fanática era a Idade Média; mas
tinha uma defesa: a sinceridade.
O sistema político-religioso da
teocracia era desumano e anti-
cristão... As perseguições da
igreja eram atrozes...
...havia, em geral, no espírito
perseguidor um impulso íntimo,
ardente, profundo; havia a chama
do entusiasmo religioso...
Não hesitavam em adotar o fim,
que parecia salutar e
...cria-se decididamente que as
heresias eram exalações do
inferno, e os heresiarcas uma
espécie de alimárias daninhas.
Urgente era, pois, ...relegar
dentre os vivos essa execranda
raça de demônios humanados.
Cumpria, deliberava-se,
executava-se.”
Fonte: O Papa e o Concílio, Janus, Introdução e
A fim de formarem os Estados Unidos uma
imagem da besta, o poder religioso deve a
tal ponto dirigir o governo civil que a
autoridade do Estado também seja
empregada pela igreja para realizar os
seus próprios fins. 
A “IMAGEM” é a união entre IGREJA
e ESTADO, fazendo uma “cópia” do
que acontecia na Idade Média.
A Palavra de Deus deu aviso do perigo
iminente; se este for desatendido, o
mundo protestante saberá quais são
realmente os propósitos de Roma, apenas
quando for demasiado tarde para escapar
da cilada. Ela está silenciosamente
crescendo em poder. Suas doutrinas
estão a exercer influência nas assembléias
legislativas, nas igrejas e no coração dos
homens.
Está a erguer suas altaneiras e maciças
estruturas, em cujos secretos recessos se
repetirão as anteriores perseguições.
Sorrateiramente, e sem despertar suspeitas,
está aumentando suas forças para realizar seus
objetivos ao chegar o tempo de dar o golpe.
Tudo que deseja é a oportunidade, e esta já lhe
está sendo dada. Logo veremos e sentiremos
qual é o propósito do romanismo. Quem quer
que creia na Palavra de Deus e a ela obedeça,
incorrerá, por esse motivo em censura e
perseguição.  GC, pág. 581
O povo de Deus será perseguido
por causa de sua fidelidade a
Palavra de Deus.
A Idade Média “voltará”.
“...A todos, os pequenos e os
grandes, os ricos e os pobres, os
livres e os escravos, faz que lhes seja
dada certa marca sobre a mão direita
ou sobre a fronte...”
...para que ninguém possa comprar ou
vender, senão aquele que tem a
marca, o nome da besta ou o número
do seu nome.
A profecia indica um elemento
econômico que exigirá uma
reação enérgica por
parte dos
governos das nações
para que o mundo não caia no
caos.
Muitos estudiosos das profecias tem se
perguntado que motivo seria suficientemente
forte para que houvesse uma união entre
religião e estado.
Vivemos em um mundo que está passando pela
globalização econômica e política, o mundo
ficou pequeno e os seres humanos
precisarão se unir para preservar o planeta e
a civilização, daí a necessidade de uma
globalização religiosa.
Qual será a condição mundial por
ocasião da união entre igrejas e
estado, formando a imagem da
besta?
     “Satanás deleita-se na guerra; pois esta excita as mais
vis paixões da alma, arrastando então para a eternidade
as suas vítimas engolfadas no vício e sangue.
É seu objetivo incitar as nações à guerra umas contra as
outras; pois pode assim desviar o espírito do povo da
obra de preparo para estar em pé no dia de Deus. ”     
Romanistas, protestantes e
mundanos juntamente
aceitarão a forma de piedade,
destituída de sua eficácia, e
verão nesta aliança
um grandioso movimento para
mudanças no mundo, e o
começo do milênio há tanto
esperado. 
    
Crise Ecológica Planetária
Nos acidentes e calamidades no
mar e em terra, nos
grandes  incêndios, nos violentos
furacões e terríveis saraivadas,
nas tempestades, inundações,
ciclones, ressacas e terremotos,
em toda parte e sob milhares de
Satanás destrói a plantação que está a amadurar, e
seguem-se fome, angústia. Comunica ao ar infecção
mortal, e milhares perecem pela pestilência. Estas
visitações devem tornar-se mais e mais freqüentes e
desastrosas. A destruição será tanto sobre o homem
como sobre os animais. "A Terra pranteia e se murcha",
"enfraquecem os mais altos dos povos. ... Na verdade a
Terra está contaminada por causa dos seus moradores;
porquanto transgridem as leis, mudam os estatutos, e
quebram a aliança eterna." Isa. 24:4 e 5. 
“Os países industrializados não
poderão viver da maneira como
existiram até hoje se não tiverem à
sua disposição os recursos naturais
não renováveis do planeta. Terão
que montar um sistema de pressões
e constrangimentos garantidores da
consecução de seus direitos.”
Henry Kissinger
Nobel da Paz, 1973
A Imagem da Besta
Na realidade “a imagem da besta” será a
formação de um “estado de exceção”,
onde religião e governos se unirão para
salvar o planeta Terra .
Em um estado de exceção os direitos
individuais são limitados motivados por
uma catástrofe ambiental e conseqüente
anarquia, motim social, revolução política
ou guerra.
O Bispo de Roma arroga a si mesmo o
direito de juiz mundial para debelar
crises que afetem o bem estar do ser
humano e de seus interesses.
O maior poder político-religioso com seu
prestigio moral se unirá de início com o
governo americano, que é o maior poder
político, econômico e militar para tentar
se restabelecer a ordem no planeta.
Para que isso possa acontecer
o mundo terá que se sujeitar
as leis feitas pelos políticos e
pela Igreja Católica Romana,
com apoio dos protestantes
para salvar o planeta da
degradação.
E então o grande enganador persuadirá
os homens de que os que servem a Deus
estão motivando esses males.
A classe que provocou o
descontentamento do Céu atribuirá todas
as suas inquietações àqueles cuja
obediência aos mandamentos de Deus é
perpétua reprovação aos transgressores.
    
Declarar-se-á que os homens estão
ofendendo a Deus pela violação do
descanso dominical; que este pecado
acarretou calamidades que não cessarão
antes que a observância do domingo seja
estritamente imposta; e que os que
apresentam os requisitos do quarto
mandamento, destruindo assim a
reverência pelo domingo, são
perturbadores do povo, impedindo a sua
restauração ao favor divino e à
prosperidade temporal.
O poder operador de milagres
manifesto pelo espiritismo,
exercerá sua influência contra os
que preferem obedecer a Deus a
obedecer aos homens.
Comunicações por parte dos espíritos de
demônios através de aparições de Maria ou dos
santos ou através de “profecias”, “sinais e
maravilhas” no falso Pentecostes declararão
que Deus os enviou para convencer de seu erro
os que rejeitam o domingo, afirmando que as leis
do país deveriam ser obedecidas como a lei de
Deus.
O que seria o sinal da besta?
Seria o código de barras? Ou seria
um número de documento único para
todas as pessoas? Usariam um chip
implantado no corpo para controlar
a consciência dos homens?
NaçõesUnidas
Registro de cidadão
666-1, 666-2, 666-3 ...
Será mais sutil do que tudo isso.
O sinal na mão significa
COMPROMISSO e receberão
este sinal aqueles que tem ligação
com a apostasia através de suas
obras e obediência as leis dos
homens no lugar da Lei de Deus.
O sinal na testa significa
CONSCIENCIA, e receberão
aqueles que se unirem livremente ao
erro em desprezo a Palavra escrita
de Deus.
Farão uma escolha racional
obedecendo outra autoridade que
não é Deus e Sua Palavra.
Se o sinal da besta é mais uma
atitude de compromisso
através da obediência as leis
que irão contra a liberdade
de consciência, como os
cristãos sinceros que não
aderirem serão identificados?
Em 1934, a estudante de música Ilse... chamou
a atenção dos moradores de sua cidade na
Alemanha. Volta e meia ela era vista
conversando com judeus.
Graças a denúncias anônimas, em 1936, sua
caixa de correio passou a ser vigiada pela
Gestapo.
Três anos depois, o médico Ludwig... foi ao
quartel-general da polícia secreta do regime
nazista para delatar o “comportamento
suspeito da vizinha”... Em 1940 a Gestapo
foi informada que ela nunca respondia a
saudação “heil Hitler!”
Questionada no ano seguinte, Ilse confirmou
que tinha amigas judias...em vários
interrogatórios, a Gestapo a advertiu que a
enviaria a um campo de concentração ...
Em 1943, sob ameaça crescente, fugiu para a
França, porém, foi presa na fronteira e
entregue a Gestapo e nunca mais foi vista.
Fonte: Revista História,
set. 2010, pág. 29
Os cristãos fiéis serão
delatados por seus
amigos, vizinhos,
parentes e familiares.
...Quando o decreto promulgado pelos
vários governantes da cristandade
contra os observadores dos
mandamentos lhes retirar a proteção
do governo, abandonando-os aos que
lhes desejam a destruição, o povo de
Deus fugirá das cidades e vilas e
reunir-se-á em grupos, habitando nos
lugares mais desertos e solitários...
...Muitos encontrarão refúgio na
fortaleza das montanhas.
Semelhantes aos cristãos dos
vales do Piemonte, dos lugares
altos da Terra farão santuários,
agradecendo a Deus pelas
"fortalezas das rochas".
Isa. 33:16.
...Muitos, porém, de todas as
nações, e de todas as classes,
elevadas e humildes, ricos e
pobres, negros e brancos,
serão arrojados na escravidão
mais injusta e cruel...
... Os amados de Deus passarão dias
penosos, presos em correntes,
retidos pelas barras da prisão,
sentenciados à morte, deixados
alguns aparentemente para morrer
à fome nos escuros
e nauseabundos
calabouços. Nenhum
ouvido humano lhes
escutará os gemidos;
mão humana alguma estará
pronta para prestar-lhes
Por ocasião do decreto
de morte haverá
somente DOIS
grupos, os fiéis de
Deus e os que pactuam
com o erro.
Capítulo
SETE
Como podemos
identificar o povo
remanescente de
Deus nos últimos dias
e o poder da besta?
“Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar
com os restantes da sua descendência, os
que guardam os mandamentos de Deus e
tem o testemunho de Jesus”
Apocalipse 12:17
1 – Receberão o sinal de Deus em sua testa,
isto é, servem a Deus com sua consciência.
Apoc. 14:01
2 – Manterão sua doutrina sem erros e
tradições humanas. Apoc. 14:05
3 – Pregarão o evangelho eterno. Apoc. 14:6
4 – Anunciam o juízo de Deus sobre a
humanidade. Apoc. 14:7a
5 – Proclamarão a restauração do
mandamento adulterado. Apoc. 14:07b X
6 – Apontarão os erros doutrinários da confusão
religiosa de Babilônia. Apoc. 14:08
7- Sairão de Babilônia, deixarão o erro em favor da
Verdade de Deus. Apoc. 17:04
7 – Identificam o sinal da Besta e alertam contra o
assinalamento na consciência e no compromisso
pelas obras. Apoc. 14:09
QUEM SERÃO ELES?
“Aqui está a perseverança dos santos, os
que guardam os mandamentos de Deus e
a fé em Jesus.”
Apocalipse 14:12
Realmente a fé em Jesus
e a fidelidade a Lei de
Deus será o fator que
irá distinguir o
VERDADEIRO do
FALSO.
“...Aqui está a sabedoria.
Aquele que tem entendimento
calcule o número da besta,
pois é número de homem.
Ora, esse número é
seiscentos e sessenta e seis.”
Apocalipse 13:17,18
V = 5V = 5
I = 1I = 1
C = 100C = 100 F=F=
AA I = 1I = 1 D = 500D = 500
RR L = 50L = 50 EE
II = 1= 1 I = 1I = 1 I = 1I = 1
V = 5V = 5 I = 1I = 1 666666
SS
Para mais detalhes consulte o site : http://biblelight.net/666.htm#OFFICIAL
A Foto abaixo é de uma cópia do século
16 da Doação de Constantino e está online
no site Arquivo Secreto Vaticano. A frase
Vicarius Filli Dei aparece no final da linha 5
para baixo da página esquerda da foto 7. A
imagem abaixo é ampliada em 100% e
aperfeiçoada para torná-lo legível.
rime  sanitati  comperi  me restitutum, utile
judicauimus   una  cum   nostris  satrapibus
omnibus  et  universo Senatu optimatibus It
et  cuncto populo Romanae gloriae imperij
subiacenti, ut  sicut in terris vicarius filii Dei
esse  videtur  constitutus etiam et pontifices,
qui   ipsius  principes  Apostolorum  gerunt
O Vigário Filho de Deus, isto é, o
substituto do Filho de Deus na Terra:
O PAPA
Não é apenas a somatória de
um título papal que nos leva a
identificar a besta 666, outros
nomes podem dar 666 e não
são a besta profética.
Somente o Papado como
temos estudado desde Daniel
7 e Apocalipse 12 preenche
todas as características
históricas para o cumprimento
da profecia.
O número 666 não representa um
Papa em especifico, mas o poder
político religioso que atravessa os
séculos em sua apostasia e
perseguição à igreja verdadeira de
Cristo.
Afinal, qual será
a marca da
besta?
O Catolicismo se considera com
autoridade para mudar a lei de Deus.
Retirou o
mandamento que
proíbe a idolatria.
Adulterou o
mandamento
que fala de
Deus como
Criador de tudo.
Retirou um mandamento que diz que
Deus é inigualável e o quarto
mandamento que fala do direito de
Deus sobre a humanidade.
Reflita, qual mandamento
que foi retirado que
aponta a autoridade de
Deus como Criador e
colocou a autoridade do
homem no lugar?
“Com que autoridade a igreja
substituiu o sábado pelo
domingo?
A igreja mudou o sábado para o
domingo pela plenitude do divino
poder que
Cristo lhe conferiu.”
  Pense comigo, o mandamento que proíbe a
idolatria foi retirado, mas o mandamento que
fala do Criador foi adulterado, do sétimo dia foi
levado ao primeiro dia da semana, como sinal de
autoridade do Bispo de Roma e de sua Igreja.
O Sábado semanal aponta para o Deus Criador
e Redentor, conforme Hebreus 04 e Ezequiel
20:12.
O Domingo aponta para a “autoridade” do
Catolicismo em alterar mesmo a Lei de Deus.
Daniel 7:25
 Há apoio Histórico para tal
interpretação?
1.Andreas Osiander, 1552, pastor da Reforma
de Nuremberg, disse que aquele sinal era
subserviência ao papado.
2.Nikolaus von Amsdorf, 1565, amigo de Lutero,
achava que tinha que ver com as cerimônias
obrigatórias e decretos papais.
3.Heinrich Bullinger, 1575, sucessor de Zwinglio
em Zurique, achava ser o sinal da besta o poder
excomungador do papado.
4.O matemático escocês Sir John Napier, 1617,
definiu o sinal como profissão de obediência a
 5. Na América colonial, o puritano John
Cotton, 1652, cria que aqueles que
recebem o sinal da besta são os que
recebem suas ordens da Igreja de
Roma.
6. Sir Isaac Newton, 1727, estabeleceu um
contraste entre o sinal da besta e
o selo de Deus.
7. O teólogo batista Andrew Fuller, 1815,
colocou em oposição o sinal da besta
e o selo de Deus.
8. Para o ministro presbiteriano Robert
  Como adoração se tornará o ponto especial de
controvérsia por toda a cristandade, e as
autoridades religiosas, católicos e protestantes
e seculares dos governos dos países se
combinaram para impor a observância do
DOMINGO, que é o sinal de autoridade da
Igreja Católica Romana, a recusa persistente de
uma pequena minoria em ceder à exigência
popular, fará com que esta minoria seja
objeto de ódio universal.
Insistir-se-á em que os poucos que
permanecem em oposição a uma
instituição da igreja e lei do Estado,
não devem ser tolerados; que é
melhor que eles sofram do que nações
inteiras sejam lançadas em confusão
e ilegalidade.
 
Este argumento parecerá conclusivo; e expedir-
se-á, por fim, um decreto contra os que
santificam o sábado do quarto mandamento,
denunciando-os como merecedores do mais
severo castigo, e dando ao povo liberdade para,
depois de certo tempo, matá-los.
O romanismo no Velho Mundo, e o
protestantismo apóstata no Novo, adotarão uma
conduta idêntica para com aqueles que honram
todos os preceitos divinos. 
    O povo de Deus será então imerso naquelas
cenas de aflição e angústia descritas pelo
profeta como o tempo de angústia de Jacó.
"Assim diz o Senhor: Ouvimos uma voz de tremor,
de temor mas não de paz. ... Por que se têm
tornado macilentos todos os rostos? Ah! porque
aquele dia é tão grande, que não houve outro
semelhante! e é tempo de angústia para Jacó;
Quando será aplicado
o sinal da Besta?
“Ninguém recebeu até agora o sinal da besta.
Ainda não chegou o tempo de prova. Há
cristãos verdadeiros em todas as igrejas,
inclusive na comunidade católico-romana.
Ninguém é condenado sem
que haja recebido iluminação
nem se compenetrado da
obrigatoriedade
do quarto mandamento...
...mas quando for expedido o decreto
que impõe o sábado espúrio, e o alto
clamor do terceiro anjo (veja
Apocalipse 14:09) advertir os
homens contra a adoração da besta e
de sua imagem, será traçada com
clareza a linha divisória entre o falso
e o verdadeiro. Então, os que ainda
persistirem na transgressão
receberão o sinal da besta.”
Quando o
decreto de
morte sair
contra os
cristãos fiéis o
“Não vem muito distante o tempo em que,
como os antigos discípulos, seremos
forçados a buscar refúgio em lugares
desolados e solitários.
Como o cerco de Jerusalém pelos exércitos
romanos era o sinal de fuga para os
cristãos judeus, assim o arrogar-se os
Estados Unidos de oficializar o decreto
...será então tempo de deixar as
grandes cidades, passo
preparatório ao sair das menores
para lares retirados em lugares
solitários entre as montanhas.
 
“O povo de Deus não estará livre de sofrimento;
mas conquanto perseguidos e angustiados,
conquanto suportem privações, e sofram pela
falta de alimento, não serão abandonados a
perecer. O Deus que cuidou de Elias, não
desamparará nenhum de
Seus abnegados filhos.
Aquele que conta os cabelos
de sua cabeça, deles cuidará; e
no tempo de fome serão
alimentados. Enquanto os
ímpios estão a morrer de fome e
pestilências, os anjos
protegerão os justos, suprindo-
lhes as necessidades.”
 ”É à meia-noite que Deus manifesta o Seu poder para o
livramento de Seu povo. O Sol aparece
resplandecendo em sua força. Sinais e maravilhas se
seguem em rápida sucessão. Os ímpios contemplam a
cena com terror e espanto, enquanto os justos vêem com
solene alegria os sinais de seu livramento.
Tudo na Natureza parece desviado de seu curso. As
correntes de água deixam de fluir. Nuvens negras e
pesadas sobem e chocam-se umas nas outras. Em meio
dos céus agitados, acha-se um espaço claro de glória
indescritível, donde vem a voz de Deus como o som de
A última geração de
cristãos fiéis antes da
Volta de Cristo terá que
fazer sua escolha e sofrer
as conseqüências,
apostasia ou ser
perseguidos por sua fé.
W7
Produções Teológicas
prwladi@yahoo.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhasLição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhas
Sergio Silva
 
4. as 70 semanas de daniel
4. as 70 semanas de daniel4. as 70 semanas de daniel
4. as 70 semanas de daniel
Moisés Sampaio
 

Mais procurados (20)

ESCATOLOGIA - ANTICRISTO
ESCATOLOGIA - ANTICRISTOESCATOLOGIA - ANTICRISTO
ESCATOLOGIA - ANTICRISTO
 
Anticristo
AnticristoAnticristo
Anticristo
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
20º AULA - A BATALHA DO ARMAGEDOM
 
Apocalipse 4
Apocalipse 4Apocalipse 4
Apocalipse 4
 
Daniel 3
Daniel 3Daniel 3
Daniel 3
 
11ª Aula - As Duas Testemunhas de Apocalipse, Sua Morte e Ressurreição
11ª Aula - As Duas Testemunhas de Apocalipse, Sua Morte e Ressurreição11ª Aula - As Duas Testemunhas de Apocalipse, Sua Morte e Ressurreição
11ª Aula - As Duas Testemunhas de Apocalipse, Sua Morte e Ressurreição
 
Nova ordem mundial
Nova ordem mundialNova ordem mundial
Nova ordem mundial
 
33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel33. O profeta Daniel
33. O profeta Daniel
 
Livro de Daniel cap 12
Livro de Daniel cap 12Livro de Daniel cap 12
Livro de Daniel cap 12
 
Lição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhasLição 10 - As duas testemunhas
Lição 10 - As duas testemunhas
 
As Sete Trombetas
As Sete TrombetasAs Sete Trombetas
As Sete Trombetas
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
A Grande Tribulação
A Grande TribulaçãoA Grande Tribulação
A Grande Tribulação
 
4. as 70 semanas de daniel
4. as 70 semanas de daniel4. as 70 semanas de daniel
4. as 70 semanas de daniel
 
Apocrifos livros perdidos
Apocrifos   livros perdidosApocrifos   livros perdidos
Apocrifos livros perdidos
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
2) princípio do fim as 70 semanas de daniel
2) princípio do fim   as 70 semanas de daniel2) princípio do fim   as 70 semanas de daniel
2) princípio do fim as 70 semanas de daniel
 
Daniel 9
Daniel 9Daniel 9
Daniel 9
 
Apocalipse aula 20-08-2016
Apocalipse   aula 20-08-2016 Apocalipse   aula 20-08-2016
Apocalipse aula 20-08-2016
 

Destaque

Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.comDaniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
leitemel
 
Lição 10 o governo do anticristo
Lição 10   o governo do anticristoLição 10   o governo do anticristo
Lição 10 o governo do anticristo
Virgilio Silva
 
Lição 11 - O governo do anticristo e o falso profeta
Lição 11 - O governo do anticristo e o falso profetaLição 11 - O governo do anticristo e o falso profeta
Lição 11 - O governo do anticristo e o falso profeta
Sergio Silva
 
Escatologia Aula 3
Escatologia  Aula 3Escatologia  Aula 3
Escatologia Aula 3
Jose Ventura
 
8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica
antonio ferreira
 
PRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVAS
PRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVASPRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVAS
PRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVAS
Jessica Paola
 

Destaque (20)

As Bestas do Apocalipse
As Bestas do ApocalipseAs Bestas do Apocalipse
As Bestas do Apocalipse
 
O ANTICRISTO
O ANTICRISTOO ANTICRISTO
O ANTICRISTO
 
A Chegada Do Anticristo
A Chegada Do AnticristoA Chegada Do Anticristo
A Chegada Do Anticristo
 
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.comDaniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
Daniel e Apocalipse - Disponível em www.portadesiao.blogspot.com
 
Lição 10 o governo do anticristo
Lição 10   o governo do anticristoLição 10   o governo do anticristo
Lição 10 o governo do anticristo
 
08 o anticristo
08 o anticristo08 o anticristo
08 o anticristo
 
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 10 | Uma Besta que sobre do Mar
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 10 | Uma Besta que sobre do MarNOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 10 | Uma Besta que sobre do Mar
NOVO ESTUDO DO APOCALIPSE: TEMA 10 | Uma Besta que sobre do Mar
 
Lição 11 - O governo do anticristo e o falso profeta
Lição 11 - O governo do anticristo e o falso profetaLição 11 - O governo do anticristo e o falso profeta
Lição 11 - O governo do anticristo e o falso profeta
 
Escatologia Aula 3
Escatologia  Aula 3Escatologia  Aula 3
Escatologia Aula 3
 
8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica8972699 a-trindade-satanica
8972699 a-trindade-satanica
 
Apocalipse Esboço Completo EBOOK GRATIS
Apocalipse Esboço Completo EBOOK GRATISApocalipse Esboço Completo EBOOK GRATIS
Apocalipse Esboço Completo EBOOK GRATIS
 
Thainá
ThaináThainá
Thainá
 
ShareMyBook: As 5 telas e suas Interfaces
ShareMyBook: As 5 telas e suas InterfacesShareMyBook: As 5 telas e suas Interfaces
ShareMyBook: As 5 telas e suas Interfaces
 
Les vacances des allemands
Les vacances des allemandsLes vacances des allemands
Les vacances des allemands
 
Vueltaalmundo
VueltaalmundoVueltaalmundo
Vueltaalmundo
 
Numérique-Open-Data-Pesa-metro'num2015
Numérique-Open-Data-Pesa-metro'num2015Numérique-Open-Data-Pesa-metro'num2015
Numérique-Open-Data-Pesa-metro'num2015
 
Propostes veïns
Propostes veïnsPropostes veïns
Propostes veïns
 
PRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVAS
PRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVASPRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVAS
PRACTICA SOBRE REFERENCIA A CELDAS, ABSOLUTAS Y RELATIVAS
 
Stqbus, app busos sant cugat
Stqbus, app busos sant cugatStqbus, app busos sant cugat
Stqbus, app busos sant cugat
 
REFERENCIAS A CELDAS
REFERENCIAS A CELDASREFERENCIAS A CELDAS
REFERENCIAS A CELDAS
 

Semelhante a Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial

10 o leopardo e a besta de dois chifres
10   o leopardo e a besta de dois chifres10   o leopardo e a besta de dois chifres
10 o leopardo e a besta de dois chifres
Diego Fortunatto
 
Profecia De Daniel (4)
Profecia De Daniel (4)Profecia De Daniel (4)
Profecia De Daniel (4)
Criataobr
 
O chifre pequeno de daniel 8
O chifre pequeno de daniel 8O chifre pequeno de daniel 8
O chifre pequeno de daniel 8
Diego Fortunatto
 
4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito
José Santos
 
22 o conflito final de lealdade. apoc. 13
22   o conflito final de lealdade. apoc. 1322   o conflito final de lealdade. apoc. 13
22 o conflito final de lealdade. apoc. 13
Diego Fortunatto
 
036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt
036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt
036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt
HurgelNeto
 
abestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdf
abestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdfabestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdf
abestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdf
SamuelMoreira71
 

Semelhante a Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial (20)

10 o leopardo e a besta de dois chifres
10   o leopardo e a besta de dois chifres10   o leopardo e a besta de dois chifres
10 o leopardo e a besta de dois chifres
 
A ferida é curada
A ferida é curadaA ferida é curada
A ferida é curada
 
A ferida é curada
A ferida é curadaA ferida é curada
A ferida é curada
 
Futuro sem visão
Futuro sem visãoFuturo sem visão
Futuro sem visão
 
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIASLIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
LIÇÃO 8 - OS IMPÉRIOS MUNDIAIS E O REINO DO MESSIAS
 
Babilônia e a besta
Babilônia e a bestaBabilônia e a besta
Babilônia e a besta
 
O Dia da Expiação escatológico_Resumo_1042013
O Dia da Expiação escatológico_Resumo_1042013O Dia da Expiação escatológico_Resumo_1042013
O Dia da Expiação escatológico_Resumo_1042013
 
Profecia De Daniel (4)
Profecia De Daniel (4)Profecia De Daniel (4)
Profecia De Daniel (4)
 
16 - A Besta que Sobe do Mar APOCALIPSE
16  - A Besta que Sobe do Mar APOCALIPSE16  - A Besta que Sobe do Mar APOCALIPSE
16 - A Besta que Sobe do Mar APOCALIPSE
 
Lição 7 AD Pinheiros
Lição 7   AD PinheirosLição 7   AD Pinheiros
Lição 7 AD Pinheiros
 
O chifre pequeno de daniel 8
O chifre pequeno de daniel 8O chifre pequeno de daniel 8
O chifre pequeno de daniel 8
 
Satanás e seu destino
Satanás e seu destinoSatanás e seu destino
Satanás e seu destino
 
4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito4 apocalipse o grande conflito
4 apocalipse o grande conflito
 
Os sete selos do apocalípse
Os sete selos do apocalípseOs sete selos do apocalípse
Os sete selos do apocalípse
 
Apocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptxApocalipse1.pptx
Apocalipse1.pptx
 
22 o conflito final de lealdade. apoc. 13
22   o conflito final de lealdade. apoc. 1322   o conflito final de lealdade. apoc. 13
22 o conflito final de lealdade. apoc. 13
 
A profecia de daniel 7
A profecia de daniel 7A profecia de daniel 7
A profecia de daniel 7
 
036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt
036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt
036-vol3_cap7_o_ato_culminante_no_grande_engano.ppt
 
abestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdf
abestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdfabestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdf
abestaqueemergiudoabismo-240420232818-bb0a19dd.pdf
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (14)

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 

Apocalipse 12 e 13 e a besta 666 especial

  • 1. e a Besta 666 Apocalipse 12 e 13
  • 3. Apocalipse 13 é um desdobramento do capítulo 12,isto é, a visão se repete avançando um pouco mais com outras informações adicionais seguindo o mesmo modelo das profecias de Daniel.
  • 4. O profeta recebe uma visão mais acurada do corpo da besta, que é a mesma do capítulo 12, mostrando uma conexão com Daniel 7 e com o chifre pequeno..
  • 5. “Vi emergir do mar uma besta que tinha dez chifres e sete cabeças e, sobre os chifres, dez diademas e, sobre as cabeças, nomes de blasfêmia. A besta era semelhante ao leopardo, com pés como de urso e boca como de leão...
  • 6. E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade.” Apocalipse 13:01,02. Dragão, isto é SATANÁS
  • 7. Daniel 7 nos fornece a chave para a compreensão: “Boca” de Babilônia, arrogante e intolerante. “Patas” dos Medos e Persas, devoram muita carne, mata os oponentes. “Corpo” Grego, cultura greco-romana. Os “dez chifres” são as divisões do Império Romano feitas pelos Bárbaros.
  • 8. A besta era semelhante ao leopardo, isto é, ela tinha um corpo GREGO, a cultura greco-romana era dominante.
  • 9. Com pés de urso, isto é, eram violentos como os MEDOS e PERSAS.
  • 10. E a boca como de leão, arrogante como Babilônia
  • 11. Os dez chifres representam os Bárbaros que dividiram o Império Romano.
  • 12. A besta, que é o Império Romano, acumulava dentro de sua civilização toda a herança dos impérios anteriores. Babilônia + Medos-Persas + Gregos = ROMA A besta emerge do mar, a semelhança dos animais de Daniel 7. Águas em profecias são povos, nações e línguas.
  • 13. “Então, vi uma de suas cabeças como golpeada de morte...
  • 14. A luta pela hegemonia entre os bispos de Roma e de Constantinopla foi tenaz, sendo que apenas a partir de Leão I, chamado Magno, é possível falar verdadeiramente de um papa no sentido de líder de toda a Cristandade. Leão chega ao trono pontifício no ano de 440.
  • 15. Com a queda do Império Romano em 476 d.C. o bispo de Roma toma gradativamente o lugar do Imperador até se tornar um Rei de fato. Com a liberação da cidade de Roma das mãos dos Ostrogodos o último dos três reis oponentes, em 538 d.C., o bispo de Roma fica livre para atuar nas esferas civil e religiosa.
  • 16. Com o tempo estabelece os estados pontifícios e como Rei, torna-se um monarca cada vez mais intolerante e perseguidor por 1260 anos.
  • 17. Muitos cristãos tem imaginado o anticristo como um personagem futuro e de fora do Cristianismo, porém as agências satânicas já estavam atuando desde a época do apóstolo Paulo, note o que ele escreveu em II Tess.02:01-09
  • 18. “...no que diz respeito a vinda de ... Jesus Cristo e à nossa reunião com ele...isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade... Ostentando-se como se fosse o próprio Deus...com efeito, o mistério da iniqüidade já opera...a quem o Senhor Jesus matará...”
  • 19. Paulo profetizou uma apostasia, isto é, um afastamento da Verdade dentro do Cristianismo e nos informou que o processo já havia começado em seus dias e que o anticristo se fortaleceria até que o próprio Jesus o aniquilasse.
  • 20. monarquia ditadura república triunvirato consulato império Cabeça Papal é ferida mortalmente No final dos 1260 anos a cabeça de Roma Papal foi ferida por Napoleão Bonaparte.
  • 21. O general Berthier marchou sobre a cidade sem encontrar resistência, ocorrendo o saque dos tesouros de arte do Vaticano.
  • 22. Em 15 de fevereiro de 1798, foi declarado o fim do poder temporal do papa Pio VI e foi proclamada a República Romana, com o modelo francês...
  • 23. Poucos dias depois, em 20 de fevereiro, o Papa foi expulso da cidade. Morreu no exílio na França no ano seguinte. Fonte: Wikipedia
  • 24. O Catolicismo foi ferido mortalmente, perdeu o poder que detinha por séculos. “...mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta...”
  • 25. Em 1929, Benito Mussolini, ditador da Itália devolve ao Papado o direito de manter um estado próprio, um país independente dentro da Itália, o Vaticano.
  • 26. A ferida ocasionada pela Revolução Francesa foi curada, cumprindo a profecia.
  • 27. “...mas essa ferida mortal foi curada; e toda a terra se maravilhou, seguindo a besta...”
  • 28. “...e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta; também adoraram a besta, dizendo: Quem é semelhante à besta? Quem pode pelejar contra ela?” Apocalipse 13:03,04
  • 30. A partir do verso 5 até o verso 10 ocorre um desdobramento profético, isto é, há uma repetição descritiva sobre a besta onde mais informação é dada sobre o seu poder e atuação.
  • 31. Note o seguinte: 13:01 a 04 13:05 a 10 Verso 01 Nomes de blasfêmia. Verso 05 Uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias. Verso 02 O Dragão deu-lhe autoridade. Verso 06 Difamava o tabernáculo , os que habitam no Céu. Verso 03 Uma de suas cabeças foi ferida de morte. Verso 07 Perseguiu os santos. Verso 04 Adoraram o Dragão que lhe deu autoridade. Verso 08 Aqueles que não tem o nome no livro da vida adoraram a Besta. Verso 04 Quem é semelhante a besta? Verso 10 Se alguém matar à espada será morto, se levar em cativeiro, irá para cativeiro.
  • 32. A besta é descrita em seu real caráter e poder de atuação.
  • 33. “Foi lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses.” Apocalipse 13:05
  • 34. Apocalipse 13:05 42 x 30 = 1260 dias de autoridade para a besta agir. Apocalipse 12:14 1tempo = 360 dias Tempos = 720 dias ½ tempo = 180 dias Total = 1260 dias quando a mulher é sustentada fora da vista da serpente. O mesmo período de Daniel 7:25
  • 35. “...e os santos lhe serão entregues nas mãos, por um tempo, dois tempos e metade de um tempo.” Daniel 07:25 Tempos = anos de 360 dias. Daniel 11:13 O princípio de interpretação dia/ano é, provavelmente, o princípio mais antigo e mais sólido de interpretação desta passagem. “Secrets of Daniel” págs.143 e 144 Jacques Doukhan
  • 36. Note outro paralelo, agora, com Daniel 7 Daniel 7 Apocalipse 13 Verso 08, 25(a) - O chifre pequeno tinha uma boca que falava com arrogâncias, insolência. Verso 05 – A besta tinha uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias. Verso 25 – perseguiria por um tempo, dois tempos e metade de um tempo (1260 dias/anos) Verso 05 – Agiria por 42 meses (42x30 = 1260 dias/anos) Verso 21 – Fazia guerra contra os santos e prevalecia contra eles. Verso 07 – Pelejava contra os santos e os vencia.
  • 37. Conclusão: O poder do chifre pequeno de Daniel 7:25 é o mesmo poder da primeira besta de Apocalipse 13.
  • 38. “E abriu a boca em blasfêmias contra Deus, para lhe difamar o nome e difamar o tabernáculo, a saber, os que habitam no céu.” Apocalipse 13:06
  • 39. “Na verdade,a excelência e o poder do pontífice romano, não é somente na esfera das coisas terrestres, coisas celestes,e as das regiões inferiores, mas mesmo acima dos anjos, de quem ele próprio é maior.” Traduzido por Lucios Ferraris, “Papa II”, Prompta Biblioteca, Vol. VI, pág. 27
  • 40. As blasfêmias contra Deus, são as mesmas “palavras contra o Altíssimo” de Daniel 7:25, isto é, suas doutrinas que desmerecem e reinterpretam a Palavra de Deus: Transubstanciação Intercessão de Maria e dos Santos Sacrifício da Missa Confissão ao Padre Oração pelos Mortos Infalibilidade Papal Inquisição/Perseguição Doutrina do Inferno Celibato Sacerdotal Alteração dos Dez Mandamentos Mudança do dia de guarda do Sábado para o Domingo Sacrifícios e obras meritórias para a salvação Purgatório Imaculada conceição de Maria,isto é, ela nasceu sem pecado Imortalidade incondicional da alma
  • 41. “Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse.” O Catolicismo Romano tornou-se um poder político-religioso cada vez mais intolerante com as vozes discordantes, culminando com a INQUISIÇÃO.
  • 42. “...Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação... Sendo assim, o poder que Roma tem sobre seus súditos é muito maior que o de qualquer governo secular sobre seus cidadãos. Quando for necessário fazer uma escolha a respeito da verdadeira lealdade de uma pessoa, restam poucas dúvidas sobre o resultado para os católicos de qualquer país.
  • 43. “...e adorá-la-ão todos os que habitam sobre a terra, aqueles cujos nomes não foram escritos no Livro da Vida do Cordeiro que foi morto desde a fundação do mundo.” Apocalipse 13:07,08
  • 44. O bispo de Roma tem pretensões de ser um líder mundial, um mediador entre as nações, alguém que possa ser “neutro” em questões de economia e política “e adorá-la-ão todos os que habitam na terra.”
  • 45. A profecia indica que o poder da Igreja Católica Romana será crescente, influenciando não somente os assuntos da Cristandade como também os assuntos políticos e econômicos mundiais.
  • 46. “Se alguém tem ouvidos, ouça: Se alguém leva para cativeiro, para cativeiro vai...”
  • 47. “...Se alguém matar à espada, necessário é que seja morto à espada. Aqui está a perseverança e a fidelidade dos santos.” Apocalipse 13:09,10
  • 48. A profecia indica que o Papado seria aprisionado, levado em cativeiro, isto se cumpriu em 1798, a mando de Napoleão Bonaparte.
  • 50. É interessante saber como alguns cristãos através dos séculos interpretaram Apocalipse 13.
  • 51. Nos tempos do antigo Cristianismo, Irineu, identificou as duas bestas de Apocalipse 13 com o anticristo e seu falso profeta, posição mantida pelo arcebispo grego André de Cesaréia, 632 d.C. e Berengaud do século IX e outros do período. O venerável Bede ensinava que a segunda besta eram os pregadores do anticristo ou irmãos falsos. Comentários sobre o Apocalipse, SDBC, Salt 1988. pág. 204 e 205
  • 52. O CongregacionalTomás Goodwin (1600-1680) identificou a primeira besta como o papado e que a “imagem da besta” tipificava evidentemente a forma católica nas igrejas reformadas.
  • 53. Mais de trinta escritores na América, publicaram exposições de Apocalipse 13, do Puritano John Cotton em 1639 a Timothy Dwight, cerca de 1800, apresentando o papado ou a Igreja Católica, como a primeira besta, e a segunda aparece como uma outra fase do papado, com os dois chifres significando tirania civil e religiosa.
  • 54. A segunda besta é aplicada ao protestantismo por Isaque Backus, historiador batista, com os dois chifres simbolizando a condenação da igreja e punições pela autoridade civil.
  • 55. “Vi ainda outra besta emergir da terra; possuía dois chifres, parecendo cordeiro, mas falava como dragão...”
  • 56. A mesma terra que dá abrigo ao povo de Deus indicada em Apocalipse 12:16, dá origem a um novo poder perseguidor.
  • 57. “A terra, porém, socorreu a mulher; e a terra abriu a boca e engoliu o rio que o dragão tinha arrojado de sua boca...”
  • 58. Os cristãos do Velho Mundo fugiram para os lugares desolados da Europa, e formaram a igreja “no deserto”, conforme Apocalipse 12:6,14, porém, com a descoberta da América, surge uma nova “terra” onde poderiam cultuar a
  • 59. A segunda besta que sobe da “terra”, é os Estados Unidos da América Republicanismo Democraci a Aparência de cordeiro, mas fala como o Dragão
  • 60. “...Exerce toda a autoridade da primeira besta na sua presença. Faz com que a terra e os seus habitantes adorem a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada.” Apocalipse 13: 11,12
  • 61. Extraordinário! Uma nação protestante dando seu apoio ao Catolicismo Romano. O Catolicismo Romano não mudou, mas os evangélicos estão mudando ???
  • 63. Para a derrubada do comunismo houve uma aliança entre os EUA e o Vaticano. “Foi uma das maiores alianças secretas de todos os tempos”, disse Richard Allen, conselheiro do então presidente americano Ronald Reagan em assuntos de segurança nacional, que fez parte da equipe que trabalhou como Papa.” Time, 24/02/1992, pág. 28
  • 64. Extraordinário! Uma nação protestante dando seu apoio ao Catolicismo Romano. O Catolicismo Romano não mudou, mas os evangélicos estão mudando ???
  • 65. Billy Graham, declarou: “Conheci muitas pessoas na igreja apostólica romana, tanto no clero, como entre os membros leigos, que creio sejam cristãos genuínos. Podem ter certas visões teológicas diferentes das minhas, mas acredito que fazem parte do corpo de Cristo. Portanto, eu os considero meus irmãos e irmãs em Cristo”. Time, 28/05/1990, pág. 13
  • 66. No maior país evangélico do mundo, que são os Estados Unidos, contam 66 milhões e 400 mil católicos, com um incremento anual de 2%, índice igual ao crescimento demográfico. Um estudo feito pelo instituto Gallup indicou que, desde a Segunda Guerra Mundial, o número de católicos subiu de 20% para 27% da população norte- americana, enquanto os protestantes diminuíram de 69% para 59% e os judeus caíram de 5% para 1%. http://www.veritatis.com.br/article/2879 )
  • 67. Washington , 08 Mai. 07 Francis Beckwith renunciou a seu cargo de Presidente da Sociedade Teológica Evangélica (ETS). O motivo: retornou à Igreja a Católica onde cresceu e que abandonou para abraçar o protestantismo. Beckwith relata que começou sua volta à fé ...Por isso, em 28 de abril passado recebi o sacramento da Confissão”. http://www.veritatis.com.br
  • 68. Os Luteranos finlandeses manifestaram a intenção de fazer parte da Igreja Católica. Após o apelo à unidade lançado por Bento XVI na sua primeira viagem do Pontificado, a Bari, ... “nós, os Luteranos finlandeses, queremos fazer parte da Igreja Católica de Cristo”, numa declaração de intenções que poderá ter conseqüências nos próximos tempos. Uma delegação desta Igreja visita todos os anos o Vaticano por ocasião da Festa de S. Henrique, patrono do país. “Junto com os irmãos e irmãs católicos, rezamos para poder ser uma só carne em Cristo”, conclui D. Huovinen, líder da Igreja a que pertencem cerca de 85% dos finlandeses. Fonte: Jaime Francisco de Moura – CN em 26 Maio de 2005./Zenit/
  • 69. Dr. Scott Hahn ex-pastor presbiteriano, hoje é professor na Franciscan University of Steubenville – Ohio. Tornou-se um dos maiores pregadores católicos dos EUA. O cd do seu testemunho de conversão atingiu o maior número de cópias distribuídas em todos os tempos. O seu testemunho pode ser acessado pelo site: www.chnetwork.org/scotthconv.htm
  • 70. A revista norte-americana SURSUM CORDA Special edition 1996, noticiou que nos últimos anos, cinqüenta pastores protestantes se converteram ao Catolicismo, sendo que outros mais estão a caminho da Igreja Católica. O artigo respectivo, da autoria de Elizabeth Althau, tem por título Protestant Pastors on the Road to Roma, (pp. 2-13). http://www.apologeticacatolica.cjb.net/
  • 71. Marcus Grodi – ex-pastor presbiteriano convertido ao catolicismo, nos Estados Unidos, tem um programa às segundas- feiras, às 20h, na televisão EWTN (católica) com uma ótima audiência, no qual sempre entrevista um ex-protestante convertido. Muitos ligam durante o programa para perguntar algo e terminam dizendo que já estão se convertendo. http://www.veritatis.com.br
  • 72. Em julho de 1998 a Igreja Católica e a Igreja Luterana reconheceram conjuntamente que não existem diferenças em suas doutrinas quanto à justificação pela fé: a declaração conjunta foi assinada por 92% das Igrejas Luteranas mundiais, o que bem indica que um dos maiores cavalos de batalha da Reforma Protestante do séc. XVI nada mais foi do que um grande
  • 73. ... Que Deus seja louvado por mais esta reaproximação entre irmãos (obs.: a Igreja Católica não precisou alterar nada em sua doutrina para que essa declaração conjunta fosse assinada; tudo isso é fruto do diálogo ecumênico, onde os irmãos se reaproximam e discutem suas diferenças fraternalmente. Deus seja glorificado!). Fonte: Agnus Dei Publicado em 02/08/1999 http://www.veritatis.com.br/article/4457
  • 74. “Não conseguimos ver como a Igreja romana poderá desembaraçar-se da acusação de idolatria. ... E esta é a religião que os protestantes estão começando a encarar com tanto agrado e que finalmente se unirá com o protestantismo. Esta união não será, porém, efetuada por uma mudança no catolicismo, pois Roma não muda. Ela declara possuir infalibilidade. É o protestantismo que mudará. A adoção de idéias liberais, de sua parte, o conduzirá ao ponto em que possa apertar
  • 75. “Os protestantes dos Estados Unidos, serão os primeiros a estender as mãos ... ao poder romano; ... este país seguirá as pegadas de Roma, desprezando os direitos da consciência.”
  • 76. Qual deve ser o papel da América no mundo? Quais os principais desafios que enfrenta no século XXI e como deve definir os seus interesses nacionais? Estas questões assumiram um alarmante novo significado no rescaldo dos ataques terroristas de 11 de Setembro de 2001.
  • 77. Desde Roma que nenhuma nação teve tanto poder econômico, cultural e militar, mas isto não permite aos Estados Unidos solucionar problemas globais, como o terrorismo, a degradação ambiental e a proliferação de armas de destruição maciça, sem envolver outros países.
  • 78. A América deve adaptar um envolvimento mais cooperativo com o resto do mundo, reorientando a sua liderança para o apoio da comunidade internacional. Demonstrando que o poder econômico e militar por si só não garante o êxito e que, por vezes, pode minar em vez de elevar os seus objetivos. Uma estratégia “suave” com aparência de Cordeiro, será o novo modelo.
  • 79.   A Igreja Católica será agitada por uma onda de motivações arcaicas, remotas num movimento de retorno ao poder temporal com o apoio dos Estados Unidos e sua sustentação protestante. Tudo estará sintonizado com as grandes questões de sobrevivência de ambos.
  • 80.   O Catolicismo precisava de Roma e Roma precisava do Catolicismo, hoje não é diferente, a Igreja Católica precisa da “nova Roma” , a nação americana,e a América precisa da Igreja.
  • 81.   Questões que assombravam a Igreja nos séculos IV e V se repetirão: a mistura entre a religião e o poder temporal, o conflito entre centralização e descentralização administrativa, a afirmação dos dogmas e da liturgia e a discussão de estratégias...
  • 82. ...para o enfrentamento dos novos “bárbaros” que são: o homossexualismo, a questão do aborto, o divórcio crescente, a dissolução da família, o terrorismo, a degradação do planeta Terra e o crescimento de “heresias” contrárias ao Bispo de Roma.
  • 83.   Os Estados Unidos e sua base eleitoral protestante precisam de uma força moral para combater a desagregação “bárbara” em seu país e no mundo com seu império econômico global. Da mesma forma que os imperadores romanos precisavam de uma fé que cimentasse outra vez a combalida unidade do império.
  • 84.   Hoje, “o Império Romano” é outro, os “bárbaros” são outros, mas, a Igreja Católica Romana é a mesma, ela não renunciou as suas pretensões de supremacia mundial, ela se considera infalível.
  • 85. Os Estados Unidos através de seu poder mundial irá legitimar leis que farão com que a terra e os seus habitantes se submetam a primeira besta, cuja ferida mortal fora curada, o catolicismo romano, conforme Apocalipse 13: 11,12.
  • 86. “...fala como o dragão...” Republicanismo Democraci a Aparência de cordeiro, mas fala como o Dragão
  • 87. “Quando as igrejas protestantes se unirem com o poder secular (EUA) para amparar uma religião falsa, à qual se opuseram os seus antepassados, sofrendo com isso a mais terrível perseguição, então o dia de repouso papal será tornado obrigatório pela autoridade mancomunada da Igreja e do Estado. Haverá uma apostasia nacional que só terminará em ruína nacional.”
  • 88. Desde a Roma antiga, nenhuma nação no mundo teve tanto poder econômico, cultural e militar como os Estados Unidos. Porém, esse mesmo poder é incapaz de resolver problemas globais como o terrorismo, a degradação ambiental, a proliferação de armas e a destruição em massa sem envolver outras nações, os Estados Unidos devem adotar o engajamento mais cooperativo com o resto do mundo. 
  • 90. “Também opera grandes sinais, de maneira que até fogo do céu faz descer à terra, diante dos homens...”
  • 91. No Novo Testamento encontramos em Atos 2 a narrativa do Pentecostes quando o fogo do Espírito Santo foi derramado sobre os apóstolos e grandes sinais e maravilhas começaram a acontecer em meio do povo.
  • 92. Satanás em sua contrafação irá trazer a existência um falso Pentecostes.
  • 93. Para que possamos compreender o processo de apostasia cristã é necessário reconhecer que o grande conflito se dá na esfera da ADORAÇÃO. O Diabo quis ser Deus, aliás, ele ainda quer ser, pelo menos deste mundo.
  • 94. “ ...e fará descer fogo dos céus...” Apoc. 13:13
  • 95. Existe uma conspiração que reúne todas as forças do mal e que atravessa os séculos.
  • 96. O objetivo desta sociedade secreta é infiltrar-se e falsificar o culto cristão e levar o máximo de pessoas para a MORTE.
  • 97. Em sua tese de doutorado, “Música Sacra, Cultura e Adoração”, Wolfgang Hans Martin separou em três fases a Era Cristã: 1.Deus além de nós. 2.Deus por nós. 3.Deus dentro de nós.
  • 98. 1. Deus além de nós Ano 200 até o ano 1.200 d.C. aproximadamente • Afastar o povo da Bíblia. “A fim de Satanás manter seu domínio sobre os homens e estabelecer a autoridade do usurpador... Deveria conservá- los na ignorância das Escrituras. Suas sagradas verdades deveriam ser ocultadas e suprimidas. Durante séculos a circulação da Bíblia foi proibida... Ao povo foi proibida a sua leitura.” GC – pág.32
  • 99. • As formas de exaltação do monarca ou rei foram transferidas para Deus. Assim como o rei era distante e inacessível a pessoa comum, os cristãos passaram a ter uma concepção remota de Deus.
  • 100. • Com o surgimento do sacerdotalismo e da intercessão de Maria e dos santos, os sacrifícios e procissões, Deus foi ainda mais distanciando da experiência direta dos adoradores.
  • 101. A ênfase passou a ser a contemplação no lugar do envolvimento. As pessoas quando entravam nas catedrais góticas entravam em um mundo misterioso, escuro e que inspirava temor, medo da morte e do julgamento, temiam a condenação e serem enviadas para o inferno.
  • 102. Durante os primeiros 1000 anos a figura de Deus foi moldada como um soberano, ditador da lei e juiz, as artes cristãs inspiravam mistério, temor, reverência e intimidação.
  • 104. 2. Deus por Nós Ano 1.200 até o ano 1.600 d.C. aproximadamente Com a Reforma Protestante a compreensão da divindade mudou, Deus foi apresentado de forma positiva e próxima.
  • 105. A Bíblia voltou para as mãos do povo. 1. A função intercessora dos padres e santos foi banida. 2. Deus pode ser acessado imediatamente somente pela fé pessoal. 3. O temor de um Juiz severo foi substituído pela ênfase em um Deus amoroso. 4. A pessoa e a obra de Jesus assumiu um perfil que o crente se identifica.
  • 106. 3. Deus dentro de nós Ano 1.600 d.C até a atualidade Do século XVII até o presente tem havido uma mudança progressiva para uma nova ênfase no mundo cristão, fruto de uma combinação de fatores sociais, econômicos, políticos e religiosos:
  • 107. 1. Renascentismo, a idade da razão. 2. Revolução Industrial/capitalismo. 3. Marxismo. 4. Evolucionismo. 5. Espiritismo moderno. Todos os olhares se voltaram ao:
  • 108. No pensamento cristão o foco voltou-se para a experiência humana: 1. Conversão individual. 2. Salvação individual. 3. Acesso a Deus individualmente. 4. O culto tornou-se cada vez mais importante a medida que o real significado da adoração acontecia dentro do indivíduo.
  • 109. Quanto mais os cristãos começaram a olhar para dentro de si mesmos, a espiritualidade começou a ser relacionada: 1. Ao estado afetivo da pessoa. 2. Surgiu uma forte inclinação emocional. 3. Começaram a buscar alegria ou euforia bem como o sentimento de paz interior, buscam uma experiência. 4. Estabeleceu-se a igualização da experiência emocional humana com a experiência espiritual cristã.
  • 110. Século XVII ao XVIII: “ No metodismo os compositores escreveram as melodias para os primeiros hinários evangélicos com músicas de casas de ópera e salas de concerto e a música de igreja acabou-se afundando na emoção e mesmo no sentimentalismo.
  • 111. Conexão África I : Os reavivamentos e reuniões campais no final do século XVIII e início do XIX, trouxeram um elemento novo, a conversão de afro- americanos, principalmente para as denominações Metodista, Batista e denominações independentes que foram atraídos por ritualismos que assemelhavam-se em grande parte aos tipos de adoração conhecidos por eles.
  • 112. Século XIX: Alguns dos primeiros reavivamentos da América do Norte foram ‘um poderoso estímulo para incluir melodias populares e folclóricas com tempos mais rápidos e ritmos dançantes no repertório bastante calmo da salmodia tradicional e frequentemente acompanhadas por dança. Impulsos psicológicos e físicos foram encorajados, reações de extrema alegria ou extrema tristeza não mais foram evitadas, mas valorizadas, o momento existencial das pessoas foi incluído na experiência religiosa.
  • 113. Conexão África II: Antes da Guerra Civil Americana as bandas eram de estilo europeu, com pouco ou nenhum elemento negro. Logo após a Guerra os instrumentos foram disponibilizados à ex-escravos que começaram a formar suas bandas de rua dando origem ao Jazz, muitos ao se converterem deram um tratamento quente a música de suas igrejas.
  • 114. O reavivamento americano foi revigorado pela migração de elementos cultuais africanos que incluíam gritos emotivos e gemidos ao longo do serviço de adoração, adoradores que saltam de seus assentos, gritam, se sacodem, entram em convulsão, participam de dança santa, hinos com linhas repetitivas e participação irrestrita e entusiasmada.
  • 115. Embora o ritmo de tambores tenha sido proibido em grande parte do contexto norte-americano, o bater de palmas, o bater de pés, a oração rítmica, a dança e experiência extática estão associados tanto nos reavivamentos africanos como nos da América do Norte.
  • 116. “A transferência do estilo africano de música sacra para um contexto cristão receptivo é particularmente evidente no desenvolvimento da música gospel, produzida na igreja pentecostal afro-americana na virada do século XX e subseqüentemente amplamente adotada.” Loui-Charles Harvey, “Black Gospel Music and Black Theology.”
  • 117. Peter Wagner divide o Movimento Pentecostal em três ondas: 1ª Onda, 1906, Pr Seymour, afro-americano,Los Angeles, línguas estranhas, fundação de denominações. 2ª Onda, Anos 60 e 70, Igrejas tradicionais racham devido a manifestação de línguas estranhas, surgem as mini- denominações e igrejas de amigos, ênfase nas línguas e no carisma do fundador. Surge o catolicismo carismático. 3ª Onda, Anos 80 até a atualidade, ênfase em ser cheio do Espírito, sinais e maravilhas e ter uma experiência pessoal.
  • 118. Contexto Tendências Africano Profetizadas Participativo Participativo. Musical. Musical. Experiência Pessoal. Experiência Pessoal. Emotivo. Emotivo. Relacionado a solução de Relacionado a solução de problemas. problemas. Dançante, valoriza Dançante, valoriza o o movimento, ritmo. movimento, ritmo. Clímax com a possessão Clímax com possessão da divindade. da divindade. Espíritos comunicam O Espírito comunica suas instruções através suas instruções através de adivinhação. de “profecias”.
  • 119. Satanás em sua contrafação irá trazer a existência um falso Pentecostes.
  • 120. Sutilmente o culto cristão passou a ter uma nova ênfase, a EXPERIÊNCIA, o êxtase espiritual. O estudo bíblico e o conhecimento objetivo da Bíblia são desprezados.
  • 121. “Nas igrejas que puder colocar sob seu poder sedutor, fará parecer que a bênção especial de Deus foi derramada; manifestar-se-á o que será considerado como grande interesse religioso...
  • 122. “...multidões exultarão de que Deus esteja operando maravilhosamente por elas, quando a obra é de outro espírito. Sob o disfarce religioso, Satanás procurará estender sua influência sobre o mundo cristão.”
  • 123. “Então, vi sair da boca do dragão, da boca da besta e da boca do falso profeta três espíritos imundos semelhantes a rãs: porque eles são espíritos de demônios, operadores de sinais, e se dirigem aos reis do mundo inteiro com o fim de ajuntá-los para a peleja do grande Dia do Deus Todo- Poderoso.” Apocalipse 16:13
  • 124. Paulo adverte: “...haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo a suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade...” II Tim. 04:03 e 04
  • 125. “E não é de admirar, porque o próprio Satanás se transforma em anjo de luz, não é muito, pois, que os seus próprios ministros se transforme em ministros de justiça...” II Coríntios 11:14 e 15
  • 126. Jesus alerta sobre o que fará com os falsos profetas realizadores de sinais e maravilhas, mas que não seguem o que está escrito na Palavra.
  • 127. “...muitos, naquele dia,hão de dizer-me: Senhor, Senhor! Porventura, não temos nós profetizado em teu nome, e em teu nome não expelimos demônios, e em teu nome não fizemos muitos milagres? ...
  • 128. “Naquele dia” Jesus identifica o dia do Juízo como o dia do desmascaramento dos falsos profetas, pois eles realizam: 1.Falsas profecias. 2.Falsas batalhas espirituais. 3.Falsos milagres. O falso PENTECOSTES.
  • 129. “... Então,lhes direi explicitamente: nunca vos conheci. Apartai-vos de mim, os que praticais a iniqüidade.” Mateus 07:22 e 23
  • 130. A palavra “iniqüidade” em grego bíblico é: = ANOMIA que significa: Negação da lei. violação da lei, desacato à lei, iniqüidade. Fonte: http://dicionariobiblico.blogspot.com/2008/02/iniquidade.html
  • 131. O afastamento da Lei de Deus parece ser o objeto central do afastamento de Deus nos últimos dias.
  • 132. O apóstolo Paulo descrevendo que haveria uma apostasia até os últimos dias dá detalhes sobre como o falso Pentecostes será produzido entre Católicos e Evangélicos e Espíritas.
  • 133. “...o aparecimento do iníquo é segundo a eficácia de Satanás, com todo poder, e sinais, e prodígios da mentira, e com todo engano da injustiça aos que perecem...” II Tes. 02:03,09 e 10
  • 134. “(O Diabo)...Seduz os que habitam sobre a terra por causa dos sinais que lhe foi dado executar diante da besta, dizendo aos que habitam sobre a terra que façam uma imagem à besta, àquela que, ferida à espada, sobreviveu...” Apocalipse 13:13,14
  • 136. “E lhe foi dado comunicar fôlego à imagem da besta, para que não só a imagem falasse, como ainda fizesse morrer quantos não adorassem a imagem da besta....”
  • 137. O que é a “imagem da besta”? Quando se corrompeu a primitiva igreja, afastando-se da simplicidade do evangelho e aceitando ritos e costumes pagãos, perdeu o Espírito e o poder de Deus; e, para que pudesse governar a consciência do povo, procurou o apoio do poder secular.
  • 138. Disso resultou o papado, uma igreja que dirigia o poder do Estado e o empregava para favorecer aos seus próprios fins, especialmente na punição da "heresia".
  • 139. Na mentalidade Católica Romana a influência da Igreja sobre os negócios do Estado não é somente comum, mas, necessária. A influência da Igreja nos Governos, assim, como o
  • 140. “A política é a paixão de Roma.”Fonte: O Papa e o Concílio, Janus, Introdução e Tradução de Rui Barbosa, 3ª ed., Elos, RJ, pág. 280.
  • 141. Formar a “imagem da besta” é formar algo a sua “imagem e semelhança”, isto é, imitar o seu comportamento em querer usar o Estado para impor a religião, sua moral e suas leis por força de decretos civis e limitação da livre expressão de pensamentos contrários.
  • 142. “Fanática era a Idade Média; mas tinha uma defesa: a sinceridade. O sistema político-religioso da teocracia era desumano e anti- cristão... As perseguições da igreja eram atrozes...
  • 143. ...havia, em geral, no espírito perseguidor um impulso íntimo, ardente, profundo; havia a chama do entusiasmo religioso... Não hesitavam em adotar o fim, que parecia salutar e
  • 144. ...cria-se decididamente que as heresias eram exalações do inferno, e os heresiarcas uma espécie de alimárias daninhas. Urgente era, pois, ...relegar dentre os vivos essa execranda raça de demônios humanados. Cumpria, deliberava-se, executava-se.” Fonte: O Papa e o Concílio, Janus, Introdução e
  • 145. A fim de formarem os Estados Unidos uma imagem da besta, o poder religioso deve a tal ponto dirigir o governo civil que a autoridade do Estado também seja empregada pela igreja para realizar os seus próprios fins.  A “IMAGEM” é a união entre IGREJA e ESTADO, fazendo uma “cópia” do que acontecia na Idade Média.
  • 146. A Palavra de Deus deu aviso do perigo iminente; se este for desatendido, o mundo protestante saberá quais são realmente os propósitos de Roma, apenas quando for demasiado tarde para escapar da cilada. Ela está silenciosamente crescendo em poder. Suas doutrinas estão a exercer influência nas assembléias legislativas, nas igrejas e no coração dos homens.
  • 147. Está a erguer suas altaneiras e maciças estruturas, em cujos secretos recessos se repetirão as anteriores perseguições. Sorrateiramente, e sem despertar suspeitas, está aumentando suas forças para realizar seus objetivos ao chegar o tempo de dar o golpe. Tudo que deseja é a oportunidade, e esta já lhe está sendo dada. Logo veremos e sentiremos qual é o propósito do romanismo. Quem quer que creia na Palavra de Deus e a ela obedeça, incorrerá, por esse motivo em censura e perseguição.  GC, pág. 581
  • 148. O povo de Deus será perseguido por causa de sua fidelidade a Palavra de Deus. A Idade Média “voltará”.
  • 149. “...A todos, os pequenos e os grandes, os ricos e os pobres, os livres e os escravos, faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte...”
  • 150. ...para que ninguém possa comprar ou vender, senão aquele que tem a marca, o nome da besta ou o número do seu nome.
  • 151. A profecia indica um elemento econômico que exigirá uma reação enérgica por parte dos governos das nações para que o mundo não caia no caos.
  • 152. Muitos estudiosos das profecias tem se perguntado que motivo seria suficientemente forte para que houvesse uma união entre religião e estado. Vivemos em um mundo que está passando pela globalização econômica e política, o mundo ficou pequeno e os seres humanos precisarão se unir para preservar o planeta e a civilização, daí a necessidade de uma globalização religiosa.
  • 153. Qual será a condição mundial por ocasião da união entre igrejas e estado, formando a imagem da besta?      “Satanás deleita-se na guerra; pois esta excita as mais vis paixões da alma, arrastando então para a eternidade as suas vítimas engolfadas no vício e sangue. É seu objetivo incitar as nações à guerra umas contra as outras; pois pode assim desviar o espírito do povo da obra de preparo para estar em pé no dia de Deus. ”     
  • 154. Romanistas, protestantes e mundanos juntamente aceitarão a forma de piedade, destituída de sua eficácia, e verão nesta aliança um grandioso movimento para mudanças no mundo, e o começo do milênio há tanto esperado.      
  • 155. Crise Ecológica Planetária Nos acidentes e calamidades no mar e em terra, nos grandes  incêndios, nos violentos furacões e terríveis saraivadas, nas tempestades, inundações, ciclones, ressacas e terremotos, em toda parte e sob milhares de
  • 156. Satanás destrói a plantação que está a amadurar, e seguem-se fome, angústia. Comunica ao ar infecção mortal, e milhares perecem pela pestilência. Estas visitações devem tornar-se mais e mais freqüentes e desastrosas. A destruição será tanto sobre o homem como sobre os animais. "A Terra pranteia e se murcha", "enfraquecem os mais altos dos povos. ... Na verdade a Terra está contaminada por causa dos seus moradores; porquanto transgridem as leis, mudam os estatutos, e quebram a aliança eterna." Isa. 24:4 e 5. 
  • 157. “Os países industrializados não poderão viver da maneira como existiram até hoje se não tiverem à sua disposição os recursos naturais não renováveis do planeta. Terão que montar um sistema de pressões e constrangimentos garantidores da consecução de seus direitos.” Henry Kissinger Nobel da Paz, 1973
  • 158. A Imagem da Besta Na realidade “a imagem da besta” será a formação de um “estado de exceção”, onde religião e governos se unirão para salvar o planeta Terra . Em um estado de exceção os direitos individuais são limitados motivados por uma catástrofe ambiental e conseqüente anarquia, motim social, revolução política ou guerra.
  • 159. O Bispo de Roma arroga a si mesmo o direito de juiz mundial para debelar crises que afetem o bem estar do ser humano e de seus interesses. O maior poder político-religioso com seu prestigio moral se unirá de início com o governo americano, que é o maior poder político, econômico e militar para tentar se restabelecer a ordem no planeta.
  • 160. Para que isso possa acontecer o mundo terá que se sujeitar as leis feitas pelos políticos e pela Igreja Católica Romana, com apoio dos protestantes para salvar o planeta da degradação.
  • 161. E então o grande enganador persuadirá os homens de que os que servem a Deus estão motivando esses males. A classe que provocou o descontentamento do Céu atribuirá todas as suas inquietações àqueles cuja obediência aos mandamentos de Deus é perpétua reprovação aos transgressores.     
  • 162. Declarar-se-á que os homens estão ofendendo a Deus pela violação do descanso dominical; que este pecado acarretou calamidades que não cessarão antes que a observância do domingo seja estritamente imposta; e que os que apresentam os requisitos do quarto mandamento, destruindo assim a reverência pelo domingo, são perturbadores do povo, impedindo a sua restauração ao favor divino e à prosperidade temporal.
  • 163. O poder operador de milagres manifesto pelo espiritismo, exercerá sua influência contra os que preferem obedecer a Deus a obedecer aos homens.
  • 164. Comunicações por parte dos espíritos de demônios através de aparições de Maria ou dos santos ou através de “profecias”, “sinais e maravilhas” no falso Pentecostes declararão que Deus os enviou para convencer de seu erro os que rejeitam o domingo, afirmando que as leis do país deveriam ser obedecidas como a lei de Deus.
  • 165. O que seria o sinal da besta? Seria o código de barras? Ou seria um número de documento único para todas as pessoas? Usariam um chip implantado no corpo para controlar a consciência dos homens? NaçõesUnidas Registro de cidadão 666-1, 666-2, 666-3 ...
  • 166. Será mais sutil do que tudo isso. O sinal na mão significa COMPROMISSO e receberão este sinal aqueles que tem ligação com a apostasia através de suas obras e obediência as leis dos homens no lugar da Lei de Deus.
  • 167. O sinal na testa significa CONSCIENCIA, e receberão aqueles que se unirem livremente ao erro em desprezo a Palavra escrita de Deus. Farão uma escolha racional obedecendo outra autoridade que não é Deus e Sua Palavra.
  • 168. Se o sinal da besta é mais uma atitude de compromisso através da obediência as leis que irão contra a liberdade de consciência, como os cristãos sinceros que não aderirem serão identificados?
  • 169. Em 1934, a estudante de música Ilse... chamou a atenção dos moradores de sua cidade na Alemanha. Volta e meia ela era vista conversando com judeus. Graças a denúncias anônimas, em 1936, sua caixa de correio passou a ser vigiada pela Gestapo.
  • 170. Três anos depois, o médico Ludwig... foi ao quartel-general da polícia secreta do regime nazista para delatar o “comportamento suspeito da vizinha”... Em 1940 a Gestapo foi informada que ela nunca respondia a saudação “heil Hitler!”
  • 171. Questionada no ano seguinte, Ilse confirmou que tinha amigas judias...em vários interrogatórios, a Gestapo a advertiu que a enviaria a um campo de concentração ... Em 1943, sob ameaça crescente, fugiu para a França, porém, foi presa na fronteira e entregue a Gestapo e nunca mais foi vista. Fonte: Revista História, set. 2010, pág. 29
  • 172. Os cristãos fiéis serão delatados por seus amigos, vizinhos, parentes e familiares.
  • 173. ...Quando o decreto promulgado pelos vários governantes da cristandade contra os observadores dos mandamentos lhes retirar a proteção do governo, abandonando-os aos que lhes desejam a destruição, o povo de Deus fugirá das cidades e vilas e reunir-se-á em grupos, habitando nos lugares mais desertos e solitários...
  • 174. ...Muitos encontrarão refúgio na fortaleza das montanhas. Semelhantes aos cristãos dos vales do Piemonte, dos lugares altos da Terra farão santuários, agradecendo a Deus pelas "fortalezas das rochas". Isa. 33:16.
  • 175. ...Muitos, porém, de todas as nações, e de todas as classes, elevadas e humildes, ricos e pobres, negros e brancos, serão arrojados na escravidão mais injusta e cruel...
  • 176. ... Os amados de Deus passarão dias penosos, presos em correntes, retidos pelas barras da prisão, sentenciados à morte, deixados alguns aparentemente para morrer à fome nos escuros e nauseabundos calabouços. Nenhum ouvido humano lhes escutará os gemidos; mão humana alguma estará pronta para prestar-lhes
  • 177. Por ocasião do decreto de morte haverá somente DOIS grupos, os fiéis de Deus e os que pactuam com o erro.
  • 179. Como podemos identificar o povo remanescente de Deus nos últimos dias e o poder da besta?
  • 180. “Irou-se o dragão contra a mulher e foi pelejar com os restantes da sua descendência, os que guardam os mandamentos de Deus e tem o testemunho de Jesus” Apocalipse 12:17
  • 181. 1 – Receberão o sinal de Deus em sua testa, isto é, servem a Deus com sua consciência. Apoc. 14:01 2 – Manterão sua doutrina sem erros e tradições humanas. Apoc. 14:05 3 – Pregarão o evangelho eterno. Apoc. 14:6 4 – Anunciam o juízo de Deus sobre a humanidade. Apoc. 14:7a 5 – Proclamarão a restauração do mandamento adulterado. Apoc. 14:07b X
  • 182. 6 – Apontarão os erros doutrinários da confusão religiosa de Babilônia. Apoc. 14:08 7- Sairão de Babilônia, deixarão o erro em favor da Verdade de Deus. Apoc. 17:04 7 – Identificam o sinal da Besta e alertam contra o assinalamento na consciência e no compromisso pelas obras. Apoc. 14:09 QUEM SERÃO ELES? “Aqui está a perseverança dos santos, os que guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus.” Apocalipse 14:12
  • 183. Realmente a fé em Jesus e a fidelidade a Lei de Deus será o fator que irá distinguir o VERDADEIRO do FALSO.
  • 184. “...Aqui está a sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Ora, esse número é seiscentos e sessenta e seis.” Apocalipse 13:17,18
  • 185.
  • 186. V = 5V = 5 I = 1I = 1 C = 100C = 100 F=F= AA I = 1I = 1 D = 500D = 500 RR L = 50L = 50 EE II = 1= 1 I = 1I = 1 I = 1I = 1 V = 5V = 5 I = 1I = 1 666666 SS
  • 187. Para mais detalhes consulte o site : http://biblelight.net/666.htm#OFFICIAL
  • 188. A Foto abaixo é de uma cópia do século 16 da Doação de Constantino e está online no site Arquivo Secreto Vaticano. A frase Vicarius Filli Dei aparece no final da linha 5 para baixo da página esquerda da foto 7. A imagem abaixo é ampliada em 100% e aperfeiçoada para torná-lo legível. rime  sanitati  comperi  me restitutum, utile judicauimus   una  cum   nostris  satrapibus omnibus  et  universo Senatu optimatibus It et  cuncto populo Romanae gloriae imperij subiacenti, ut  sicut in terris vicarius filii Dei esse  videtur  constitutus etiam et pontifices, qui   ipsius  principes  Apostolorum  gerunt
  • 189. O Vigário Filho de Deus, isto é, o substituto do Filho de Deus na Terra: O PAPA Não é apenas a somatória de um título papal que nos leva a identificar a besta 666, outros nomes podem dar 666 e não são a besta profética. Somente o Papado como temos estudado desde Daniel 7 e Apocalipse 12 preenche todas as características históricas para o cumprimento da profecia.
  • 190. O número 666 não representa um Papa em especifico, mas o poder político religioso que atravessa os séculos em sua apostasia e perseguição à igreja verdadeira de Cristo.
  • 191. Afinal, qual será a marca da besta?
  • 192. O Catolicismo se considera com autoridade para mudar a lei de Deus. Retirou o mandamento que proíbe a idolatria. Adulterou o mandamento que fala de Deus como Criador de tudo.
  • 193. Retirou um mandamento que diz que Deus é inigualável e o quarto mandamento que fala do direito de Deus sobre a humanidade.
  • 194.
  • 195. Reflita, qual mandamento que foi retirado que aponta a autoridade de Deus como Criador e colocou a autoridade do homem no lugar?
  • 196.
  • 197. “Com que autoridade a igreja substituiu o sábado pelo domingo? A igreja mudou o sábado para o domingo pela plenitude do divino poder que Cristo lhe conferiu.”
  • 198.   Pense comigo, o mandamento que proíbe a idolatria foi retirado, mas o mandamento que fala do Criador foi adulterado, do sétimo dia foi levado ao primeiro dia da semana, como sinal de autoridade do Bispo de Roma e de sua Igreja. O Sábado semanal aponta para o Deus Criador e Redentor, conforme Hebreus 04 e Ezequiel 20:12. O Domingo aponta para a “autoridade” do Catolicismo em alterar mesmo a Lei de Deus. Daniel 7:25
  • 199.  Há apoio Histórico para tal interpretação? 1.Andreas Osiander, 1552, pastor da Reforma de Nuremberg, disse que aquele sinal era subserviência ao papado. 2.Nikolaus von Amsdorf, 1565, amigo de Lutero, achava que tinha que ver com as cerimônias obrigatórias e decretos papais. 3.Heinrich Bullinger, 1575, sucessor de Zwinglio em Zurique, achava ser o sinal da besta o poder excomungador do papado. 4.O matemático escocês Sir John Napier, 1617, definiu o sinal como profissão de obediência a
  • 200.  5. Na América colonial, o puritano John Cotton, 1652, cria que aqueles que recebem o sinal da besta são os que recebem suas ordens da Igreja de Roma. 6. Sir Isaac Newton, 1727, estabeleceu um contraste entre o sinal da besta e o selo de Deus. 7. O teólogo batista Andrew Fuller, 1815, colocou em oposição o sinal da besta e o selo de Deus. 8. Para o ministro presbiteriano Robert
  • 201.   Como adoração se tornará o ponto especial de controvérsia por toda a cristandade, e as autoridades religiosas, católicos e protestantes e seculares dos governos dos países se combinaram para impor a observância do DOMINGO, que é o sinal de autoridade da Igreja Católica Romana, a recusa persistente de uma pequena minoria em ceder à exigência popular, fará com que esta minoria seja objeto de ódio universal.
  • 202. Insistir-se-á em que os poucos que permanecem em oposição a uma instituição da igreja e lei do Estado, não devem ser tolerados; que é melhor que eles sofram do que nações inteiras sejam lançadas em confusão e ilegalidade.  
  • 203. Este argumento parecerá conclusivo; e expedir- se-á, por fim, um decreto contra os que santificam o sábado do quarto mandamento, denunciando-os como merecedores do mais severo castigo, e dando ao povo liberdade para, depois de certo tempo, matá-los.
  • 204. O romanismo no Velho Mundo, e o protestantismo apóstata no Novo, adotarão uma conduta idêntica para com aqueles que honram todos os preceitos divinos.      O povo de Deus será então imerso naquelas cenas de aflição e angústia descritas pelo profeta como o tempo de angústia de Jacó. "Assim diz o Senhor: Ouvimos uma voz de tremor, de temor mas não de paz. ... Por que se têm tornado macilentos todos os rostos? Ah! porque aquele dia é tão grande, que não houve outro semelhante! e é tempo de angústia para Jacó;
  • 205. Quando será aplicado o sinal da Besta? “Ninguém recebeu até agora o sinal da besta. Ainda não chegou o tempo de prova. Há cristãos verdadeiros em todas as igrejas, inclusive na comunidade católico-romana. Ninguém é condenado sem que haja recebido iluminação nem se compenetrado da obrigatoriedade do quarto mandamento...
  • 206. ...mas quando for expedido o decreto que impõe o sábado espúrio, e o alto clamor do terceiro anjo (veja Apocalipse 14:09) advertir os homens contra a adoração da besta e de sua imagem, será traçada com clareza a linha divisória entre o falso e o verdadeiro. Então, os que ainda persistirem na transgressão receberão o sinal da besta.”
  • 207. Quando o decreto de morte sair contra os cristãos fiéis o
  • 208. “Não vem muito distante o tempo em que, como os antigos discípulos, seremos forçados a buscar refúgio em lugares desolados e solitários. Como o cerco de Jerusalém pelos exércitos romanos era o sinal de fuga para os cristãos judeus, assim o arrogar-se os Estados Unidos de oficializar o decreto
  • 209. ...será então tempo de deixar as grandes cidades, passo preparatório ao sair das menores para lares retirados em lugares solitários entre as montanhas.  
  • 210. “O povo de Deus não estará livre de sofrimento; mas conquanto perseguidos e angustiados, conquanto suportem privações, e sofram pela falta de alimento, não serão abandonados a perecer. O Deus que cuidou de Elias, não desamparará nenhum de Seus abnegados filhos. Aquele que conta os cabelos de sua cabeça, deles cuidará; e no tempo de fome serão alimentados. Enquanto os ímpios estão a morrer de fome e pestilências, os anjos protegerão os justos, suprindo- lhes as necessidades.”
  • 211.  ”É à meia-noite que Deus manifesta o Seu poder para o livramento de Seu povo. O Sol aparece resplandecendo em sua força. Sinais e maravilhas se seguem em rápida sucessão. Os ímpios contemplam a cena com terror e espanto, enquanto os justos vêem com solene alegria os sinais de seu livramento. Tudo na Natureza parece desviado de seu curso. As correntes de água deixam de fluir. Nuvens negras e pesadas sobem e chocam-se umas nas outras. Em meio dos céus agitados, acha-se um espaço claro de glória indescritível, donde vem a voz de Deus como o som de
  • 212. A última geração de cristãos fiéis antes da Volta de Cristo terá que fazer sua escolha e sofrer as conseqüências, apostasia ou ser perseguidos por sua fé.