SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 41
Lição 7
Igreja
A Responsabilidade da Igreja
com os Missionários
Professor: PB vinicius Tiago
Tema do Trimestre
Lições do Trimestre
9 – Porque na lei de Moisés está escrito: Não
atarde a boca ao boi que trilha o grão.
Porventura, tem Deus cuidado dos bois?
10 – Ou não o diz certamente por nós?
Certamente que por nós está escrito; porque o
que lavra deve lavrar com esperança, e o que
debulha deve debulhar com esperança de ser
participante.
11 – Se nós vos semeamos as coisas espirituais,
será muito que de vós recolhamos as carnais?
Leitura Bíblica em Classe
1 Coríntios 9.9-14
12 – Se outros participam deste poder sobre
vós, por que não, mais justamente, nós? Mas
nós não usamos deste direito; antes
suportamos tudo, para não pormos
impedimento algum ao evangelho de Cristo.
13 – Não sabeis vós que os que administram o
que é sagrado comem do que é do Templo? E
que os que de contínuo estão junto ao altar
participam do altar?
14 – Assim ordenou também o Senhor aos que
anunciam o evangelho, que vivam do
evangelho.
Leitura Bíblica em Classe
1 Coríntios 9.9-14
Leitura Diária
Texto Áureo
“Então, enquanto temos tempo,
façamos o bem a todos, mas
principalmente dos domésticos da fé”
(Gl 6.10)
Verdade Prática
É papel da Igreja responsabilizar-se
integralmente com o cuidado de
seus missionários.
❶ Explicar o sistema de apoio da
Igreja aos missionários
❷ Relatar o cuidado integral dos
missionários
❸ Elencar maneiras práticas de se
comprometer com os missionários
Objetivos da Lição
Palavra-Chave
Responsabilidade:
Signicado :
Compromissos, deveres, encargos,
incumbências, ordenamentos.
Tópicos da Lição
Introdução
Nesta lição, estudaremos a respeito da
responsabilidade da Igreja Local para com
os missionários e sua família.
Introdução
A Igreja e o Sistema de
Apoio aos Missionários
Tópico I
I
Tópico
O sistema de apoio missionário é uma
responsabilidade básica e contínua das
igrejas em todo lugar:
1 – A Igreja e o Sistema de
apoio aos Missionários
Qualquer que
seja o sistema
de apoio, os
missionários
devem confiar
em Deus e
depender da
fidelidade do
seu povo.
2 – O Sistema de Apoio
e o “Obra de Fé”
Todo trabalho missionário é “uma obra de
fé”, do começo ao fim.
I
Tópico
Sem fé, oração e sacrifício a
obra missionária falhará.
I
Tópico
2 – O Sistema de Apoio
e o “Obra de Fé”
3 – O Objetivo de Missões
Os que fazem o
trabalho
missionário terão
todas as suas
necessidades
supridas (Fp 4.19).
O objetivo de Missões é que Cristo seja
conhecido e adorado em todo lugar.
I
Tópico
Síntese do Tópico I
A Igreja local tem a
responsabilidade de
cuidar do
missionário e sua
família enviados ao
campo.
O Cuidado Integral dos
Missionários
Tópico II
II
Tópico
1 – O Cuidado Integral
Cabe à Igreja local uma responsabilidade
mais abrangente, o cuidado Integral.
O cuidado integral
refere não somente
a área financeira,
mas também a área
espiritual,
emocional, física e
social, ao
acompanhamento
pastoral enquanto
está no campo ...
Ao longo do Novo Testamento, vemos a
preocupação constante das igrejas com os
missionários que pregavam o Evangelho
em lugares distantes (Fp 1.3-11).
1 – O Cuidado Integral
II
Tópico
Por isso, esse
cuidado diz
respeito
também ao
planejamento
de visitas aos
missionários
no campo.
2 – Uma agenda quanto à volta
do missionário
As igrejas recebiam os apóstolos de
maneira alegre e honrada (At 20.1-6).
A igreja local deve
ajudar a organizar
a agenda do
missionário
durante o seu
retorno de férias
(visitas, tratamento
médico-
odontológico,
período de
descanso, etc.)
II
Tópico
Síntese do Tópico II
O cuidado missionário
envolve todas as esferas
possíveis de uma
família enviada para
uma nova realidade
transcultural.
Maneiras práticas de se
comprometer com os
missionários.
Tópico III
III
Tópico
Tudo na obra de Deus passa pela
comunicação. Esse princípio
encontramos na Bíblia:
1 – Comunicar as Necessidades
Missão
“Comunicai com os santos nas
suas necessidades” (Rm 12.13)
III
Tópico
É preciso que a igreja local se comprometa
com a comunicação regular dos
compromissos e necessidades
missionárias.
1 – Comunicar as Necessidades
Deve-se
levar em
primeira
mão as
notícias a
respeito das
principais
atividades
do campo
missionário.
Muitos missionários se sentem
esquecidos pela igreja que os envia
quando se deparam com a
escassez no campo.
2 – Doar para Suprir
Necessidades
III
Tópico
Reforçamos a necessidade da oração
conjugada com o jejum como uma
maneira prática de a igreja local se
comprometer com os missionários.
3 – Orar e Jejuar pela Causa
Além da convocação
coletiva, é muito
importante o
comprometimento
individual na oração e
jejum.
III
Tópico
Fazer chegar aos missionários esse
comprometimento por meio de
aplicativos de mensagens instantâneas
3 – Orar e Jejuar pela Causa
é uma
amostra muito
animadora de
comprometimento
, apoio e suporte
ao missionário e
sua família.
III
Tópico
Síntese do Tópico III
É preciso comunicar as
necessidades dos
missionários, elaborar
campanhas de auxílio e
oração para os que
foram enviados.
Conclusão
Conclusão
Revisando
Conteúdo
Cite pelo menos dois princípios que
devem permanecer claros a respeito
do sistema de apoio aos missionários.
❶
Segundo a lição,
qual é o objetivo das Missões?
❷
O objetivo de Missões é que Cristo seja
conhecido e adorado em todo lugar.
Que tipo de cuidado o missionário
precisa receber da igreja local?
❸
Não Matarás
O missionário precisa ser cuidado
integralmente pela igreja. Com cuidado
integral queremos nos referir a toda a
esfera da vida do missionário, ou seja, não
somente na área financeira, mas também
na área espiritual, emocional, física e
social.
Que conhecimento a igreja local deve
tomar com relação à comunicação do
campo missionário ?
❹
A igreja local deve tomar conhecimento
de como a agenda missionária da igreja é
desenvolvida, bem como levar em
primeira mão as notícias a respeito das
principais atividades do campo
missionário.
Que oportunidade a igreja local pode
franquear aos missionários?
❺
Missão
É importante que a igreja local dê
oportunidade aos missionários para que
eles compartilhem essas necessidades e,
assim, a igreja se sinta convocada a
cooperar nas doações, como a igreja de
corinto foi convocada a fazer (1Co 8.1-7).
Próxima Lição
Revista Lições Bíblicas
CPAD Adultos
4° Trimestre de 2023
FONTE SLIDE
de suporte EBD ao campo
Assembleia de Deus
Nossa Missão é ajudar os
professores de EBD !
Desenvolvido
Sem fins Comerciais
www.ebdpanorama.com
Whatsapp (11)98180-6767

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a A Responsabilidade da Igreja com os Missionários

Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralKleber Silva
 
DGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberDGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberKleber Silva
 
Lição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja LocalLição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja LocalÉder Tomé
 
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020Lada vitorino
 
Princípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igreja
Princípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igrejaPrincípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igreja
Princípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igrejaPastor Marcelo Silva
 
Organização Missionária no Brasil
Organização Missionária no Brasil Organização Missionária no Brasil
Organização Missionária no Brasil Bernadetecebs .
 
Lição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização UrbanaLição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização UrbanaÉder Tomé
 
Encontro de catequistas sao jose
Encontro de catequistas sao joseEncontro de catequistas sao jose
Encontro de catequistas sao joseparoquiasaojose
 
FORMAÇÃO DO DÍZIMO
FORMAÇÃO DO DÍZIMOFORMAÇÃO DO DÍZIMO
FORMAÇÃO DO DÍZIMOPaulo David
 
A Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos serA Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos serHugo Machado
 
plantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.pptplantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.pptAlexArajo27
 
Estudos para futuros diáconos
Estudos para futuros diáconosEstudos para futuros diáconos
Estudos para futuros diáconosipadcamela
 
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da IgrejaLBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igrejaboasnovassena
 
DIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdf
DIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdfDIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdf
DIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdfMaricleusaSilva1
 
Lição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja LocalLição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja LocalHamilton Souza
 
Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16aldeirdb
 
K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11
K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11
K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11LFKlein
 
Lição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptx
Lição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptxLição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptx
Lição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptxAlexAraujo668021
 

Semelhante a A Responsabilidade da Igreja com os Missionários (20)

Dgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoralDgae 2011 2015 visitapastoral
Dgae 2011 2015 visitapastoral
 
DGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleberDGAE 2011 2015 padrekleber
DGAE 2011 2015 padrekleber
 
Lição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja LocalLição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja Local
 
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
Ecovida Janeiro-Fevereiro 2020
 
Princípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igreja
Princípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igrejaPrincípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igreja
Princípios e ações bíblicas para o desenvolvimento da igreja
 
Organização Missionária no Brasil
Organização Missionária no Brasil Organização Missionária no Brasil
Organização Missionária no Brasil
 
Edição 178 - Jornal "No Meio de Nós"
Edição 178 - Jornal "No Meio de Nós"Edição 178 - Jornal "No Meio de Nós"
Edição 178 - Jornal "No Meio de Nós"
 
Lição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização UrbanaLição 3 - A Evangelização Urbana
Lição 3 - A Evangelização Urbana
 
Encontro de catequistas sao jose
Encontro de catequistas sao joseEncontro de catequistas sao jose
Encontro de catequistas sao jose
 
FORMAÇÃO DO DÍZIMO
FORMAÇÃO DO DÍZIMOFORMAÇÃO DO DÍZIMO
FORMAÇÃO DO DÍZIMO
 
A Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos serA Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos ser
 
plantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.pptplantação de igrejas.ppt
plantação de igrejas.ppt
 
Estudos para futuros diáconos
Estudos para futuros diáconosEstudos para futuros diáconos
Estudos para futuros diáconos
 
Manual do Missionario
Manual do MissionarioManual do Missionario
Manual do Missionario
 
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da IgrejaLBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
LBJ LIÇÃO 2 - O real proposito da Igreja
 
DIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdf
DIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdfDIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdf
DIRETÓRIO para avaliação (sacramentos).pdf
 
Lição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja LocalLição 5 - A Mordomia da Igreja Local
Lição 5 - A Mordomia da Igreja Local
 
Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16Apostila de evangelismo marcos 16
Apostila de evangelismo marcos 16
 
K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11
K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11
K papel leigoigrejahojeigrejasinacio19out11
 
Lição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptx
Lição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptxLição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptx
Lição_09_A_Igreja_e_o_Sustento_Missionário_4°_Trimestre_de_2023.pptx
 

Mais de Tiago Silva

aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptxaexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptxTiago Silva
 
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdfdokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdfTiago Silva
 
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxEstudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxTiago Silva
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...Tiago Silva
 
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdfolivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdfTiago Silva
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...Tiago Silva
 
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...Tiago Silva
 
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...Tiago Silva
 
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...Tiago Silva
 
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...Tiago Silva
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...Tiago Silva
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...Tiago Silva
 
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptxESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptxTiago Silva
 
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...Tiago Silva
 
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...Tiago Silva
 
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptxA RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptxTiago Silva
 
(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdf(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdfTiago Silva
 
2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdf2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdfTiago Silva
 
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdflio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdfTiago Silva
 
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.pptO-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.pptTiago Silva
 

Mais de Tiago Silva (20)

aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptxaexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
 
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdfdokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
 
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxEstudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
 
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdfolivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
 
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
 
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
 
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
 
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-...
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
 
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptxESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
 
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
 
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
 
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptxA RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
 
(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdf(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdf
 
2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdf2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdf
 
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdflio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
 
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.pptO-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
 

A Responsabilidade da Igreja com os Missionários

  • 1. Lição 7 Igreja A Responsabilidade da Igreja com os Missionários Professor: PB vinicius Tiago
  • 4. 9 – Porque na lei de Moisés está escrito: Não atarde a boca ao boi que trilha o grão. Porventura, tem Deus cuidado dos bois? 10 – Ou não o diz certamente por nós? Certamente que por nós está escrito; porque o que lavra deve lavrar com esperança, e o que debulha deve debulhar com esperança de ser participante. 11 – Se nós vos semeamos as coisas espirituais, será muito que de vós recolhamos as carnais? Leitura Bíblica em Classe 1 Coríntios 9.9-14
  • 5. 12 – Se outros participam deste poder sobre vós, por que não, mais justamente, nós? Mas nós não usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo. 13 – Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do Templo? E que os que de contínuo estão junto ao altar participam do altar? 14 – Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho. Leitura Bíblica em Classe 1 Coríntios 9.9-14
  • 7. Texto Áureo “Então, enquanto temos tempo, façamos o bem a todos, mas principalmente dos domésticos da fé” (Gl 6.10)
  • 8. Verdade Prática É papel da Igreja responsabilizar-se integralmente com o cuidado de seus missionários.
  • 9. ❶ Explicar o sistema de apoio da Igreja aos missionários ❷ Relatar o cuidado integral dos missionários ❸ Elencar maneiras práticas de se comprometer com os missionários Objetivos da Lição
  • 13. Nesta lição, estudaremos a respeito da responsabilidade da Igreja Local para com os missionários e sua família. Introdução
  • 14. A Igreja e o Sistema de Apoio aos Missionários Tópico I
  • 15. I Tópico O sistema de apoio missionário é uma responsabilidade básica e contínua das igrejas em todo lugar: 1 – A Igreja e o Sistema de apoio aos Missionários
  • 16. Qualquer que seja o sistema de apoio, os missionários devem confiar em Deus e depender da fidelidade do seu povo. 2 – O Sistema de Apoio e o “Obra de Fé” Todo trabalho missionário é “uma obra de fé”, do começo ao fim. I Tópico
  • 17. Sem fé, oração e sacrifício a obra missionária falhará. I Tópico 2 – O Sistema de Apoio e o “Obra de Fé”
  • 18. 3 – O Objetivo de Missões Os que fazem o trabalho missionário terão todas as suas necessidades supridas (Fp 4.19). O objetivo de Missões é que Cristo seja conhecido e adorado em todo lugar. I Tópico
  • 19. Síntese do Tópico I A Igreja local tem a responsabilidade de cuidar do missionário e sua família enviados ao campo.
  • 20. O Cuidado Integral dos Missionários Tópico II
  • 21. II Tópico 1 – O Cuidado Integral Cabe à Igreja local uma responsabilidade mais abrangente, o cuidado Integral. O cuidado integral refere não somente a área financeira, mas também a área espiritual, emocional, física e social, ao acompanhamento pastoral enquanto está no campo ...
  • 22. Ao longo do Novo Testamento, vemos a preocupação constante das igrejas com os missionários que pregavam o Evangelho em lugares distantes (Fp 1.3-11). 1 – O Cuidado Integral II Tópico Por isso, esse cuidado diz respeito também ao planejamento de visitas aos missionários no campo.
  • 23. 2 – Uma agenda quanto à volta do missionário As igrejas recebiam os apóstolos de maneira alegre e honrada (At 20.1-6). A igreja local deve ajudar a organizar a agenda do missionário durante o seu retorno de férias (visitas, tratamento médico- odontológico, período de descanso, etc.) II Tópico
  • 24. Síntese do Tópico II O cuidado missionário envolve todas as esferas possíveis de uma família enviada para uma nova realidade transcultural.
  • 25. Maneiras práticas de se comprometer com os missionários. Tópico III
  • 26. III Tópico Tudo na obra de Deus passa pela comunicação. Esse princípio encontramos na Bíblia: 1 – Comunicar as Necessidades Missão “Comunicai com os santos nas suas necessidades” (Rm 12.13)
  • 27. III Tópico É preciso que a igreja local se comprometa com a comunicação regular dos compromissos e necessidades missionárias. 1 – Comunicar as Necessidades Deve-se levar em primeira mão as notícias a respeito das principais atividades do campo missionário.
  • 28. Muitos missionários se sentem esquecidos pela igreja que os envia quando se deparam com a escassez no campo. 2 – Doar para Suprir Necessidades III Tópico
  • 29. Reforçamos a necessidade da oração conjugada com o jejum como uma maneira prática de a igreja local se comprometer com os missionários. 3 – Orar e Jejuar pela Causa Além da convocação coletiva, é muito importante o comprometimento individual na oração e jejum. III Tópico
  • 30. Fazer chegar aos missionários esse comprometimento por meio de aplicativos de mensagens instantâneas 3 – Orar e Jejuar pela Causa é uma amostra muito animadora de comprometimento , apoio e suporte ao missionário e sua família. III Tópico
  • 31. Síntese do Tópico III É preciso comunicar as necessidades dos missionários, elaborar campanhas de auxílio e oração para os que foram enviados.
  • 35. Cite pelo menos dois princípios que devem permanecer claros a respeito do sistema de apoio aos missionários. ❶
  • 36. Segundo a lição, qual é o objetivo das Missões? ❷ O objetivo de Missões é que Cristo seja conhecido e adorado em todo lugar.
  • 37. Que tipo de cuidado o missionário precisa receber da igreja local? ❸ Não Matarás O missionário precisa ser cuidado integralmente pela igreja. Com cuidado integral queremos nos referir a toda a esfera da vida do missionário, ou seja, não somente na área financeira, mas também na área espiritual, emocional, física e social.
  • 38. Que conhecimento a igreja local deve tomar com relação à comunicação do campo missionário ? ❹ A igreja local deve tomar conhecimento de como a agenda missionária da igreja é desenvolvida, bem como levar em primeira mão as notícias a respeito das principais atividades do campo missionário.
  • 39. Que oportunidade a igreja local pode franquear aos missionários? ❺ Missão É importante que a igreja local dê oportunidade aos missionários para que eles compartilhem essas necessidades e, assim, a igreja se sinta convocada a cooperar nas doações, como a igreja de corinto foi convocada a fazer (1Co 8.1-7).
  • 41. Revista Lições Bíblicas CPAD Adultos 4° Trimestre de 2023 FONTE SLIDE de suporte EBD ao campo Assembleia de Deus Nossa Missão é ajudar os professores de EBD ! Desenvolvido Sem fins Comerciais www.ebdpanorama.com Whatsapp (11)98180-6767