SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
Baixar para ler offline
Deuteronômio
‫דברים‬
LEI HISTORICOS POÉTICOS PROFETAS
MAIORES
PROFETAS
MENORES
1. Gênesis
2. Êxodo
3. Levítico
4. Números
5. Deut.
1. Josué
2. Juízes
3. Rute
4. I Sam
5. II Sam
6. I Reis
7. II Reis
8. I Cron.
9. II Cron.
10. Esdras
11. Neemias
12. Ester
1. Jó
2. Salmos
3. Proverbios
4. Eclesiastes
5. Cantares
1. Isaias
2. Jeremias
3. Lamentações
4. Ezequiel
5. Daniel
1. Oséias
2. Joel
3. Amós
4. Obadias
5. Jonas
6. Miquéias
7. Naum
8. Habacuque
9. Sofonias
10. Ageu
11. Zacarias
12.
Malaquias
Gen: Deus tratou com indivíduos/Patriarcas
Exod-Deut: Lei dada à nação de Israel
História de Israel:
Dos Juízes aos Reis
Maior/menor pelo
tamanho, não
pela significância
Principalmente
escritos poéticos
Antigo Testamento
EVANGELHOS HISTORIA EPÍSTOLAS
PAULINAS
EPÍSTOLAS
GERAIS
PROFECIA
1. Mateus
2. Marcos
3. Lucas
4. João
Atos dos
Apóstolos
1. Romanos
2. I Coríntios
3. II Coríntios
4. Gálatas
5. Efésios
6. Filipenses
7. Col.
8. I Tes.
9. II Tes.
10. I Tim
11. II Tim
12. Tito
13. Filemon
1. Hebreus
1. Tiago
2. I Pedro
3. II Pedro
4. I João
5. II João
6. III João
7. Judas
Apocalipse
BIOGRAPIA de
JESUS CRISTO
Propósito: Provar
que Jesus Cristo é
o Filho de Deus
-Atos dos apóstolos:
principalmente de
Paulo e Pedro.
-História do início do
Cristianismo.
-Escritas por Paulo
-Propósito: Instruir os
cristãos
Propósito: Instruir os
cristãos nas Igrejas
-Escrito por João
1 parte: lida com as
questões presentes das
Igrejas da Ásia.
- 2 parte: futuro
Novo Testamento
Nomes dos livros
Hebraico Transliteração Significado Português
‫בראשית‬ Bereshit No princípio Gênesis
‫שמות‬ Shemot Os nomes Êxodo
‫ויקרא‬ Vaikra E chamou Levítico
‫במדבר‬ Bamidbar No deserto Números
‫דברים‬ Devarim Palavras Deuteronômio
Deuteronômio
• Contém os discursos de Moisés ao povo, no deserto,
durante seu êxodo do Egito à Terra Prometida por
Deus. O nome é de origem grega e quer dizer segunda
lei ou repetição da lei (Dt 17,18) .
Capítulo 1-3 (Do Sinai ao
Jordão)
• Uma síntese retrospectiva de Nm 1-33. Depois
de ter realizado um dos mais nobres e heróicos
empreendimentos dos séculos, o último apelo de
Moisés a Deus, para que o deixasse passar o
Jordão, não é atendido, Dt 3.23-28.
Capítulos 4 e 5 (Apegai-vos à
Palavra de Deus).
• Exortações veementíssimas para que os
israelitas observem os mandamentos divinos, os
ensinem diligentemente aos filhos e fujam da
idolatria; com o lembrete reiterado de que a
segurança e a prosperidade deles dependeriam
de sua lealdade e obediência a Deus. No
capítulo 5 foi repetido os dez mandamentos.
Capítulo 6 (O Grande
Mandamento)
• Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu
coração, de toda a tua alma e de toda a tua
força, Dt 6.5. Isto é repetido sempre, veja: Dt
10.12;11.1,13,22. E foi frisado de novo por
Jesus em Mt 22.37, em cujo ensino ocupou o
primeiro lugar.
Capítulo 6 (O Grande
Mandamento)
• Para que se perpetuassem as ideias de Deus
entre o povo, eles não deviam depender só da
instrução pública; tinham de ensiná-las
diligentemente no lar, 6.6-9. Visto como os
livros eram poucos, o povo tinha de escrever
certas partes importantes da Lei nos umbrais das
casas, atá-las nos braços e testas, e falar sobre
elas constantemente.
Capítulo 6
(O Grande
Mandamento)
Capítulo 7 (Os cananeus e os
ídolos deviam ser destruídos)
• Nenhum convênio ou casamento se devia
celebrar com eles. Isto era necessário para livrar
Israel da idolatria e suas abominações.
Capítulo 8 ( Recordação dos
Prodígios do Deserto)
• Por 40 anos tinham sido provados e nutridos
com maná; suas vestes não se envelheceram,
nem seus pés incharam; para que aprendessem a
confiar em Deus, e a viver pela sua Palavra, Dt
8.2-5.
Capítulos 9,10. (A Persistente
Rebelião de Israel)
• Três vezes Israel é lembrado de que o
tratamento admirável que Deus lhe deu não foi
por causa da justiça dele, 9.4-6. Ele tinha sido
um povo descontente, rebelde e teimoso todo o
tempo.
Capítulo 11 ( Bênçãos da
Obediência).
• Capítulo notável, apela para a devoção à
Palavra de Deus e obediência a seus
mandamentos, como base da prosperidade
nacional, com magníficas promessas e diversas
advertências.
Capítulos 12,13,14 e 15.
(Várias Ordenanças)
• Todos os ídolos tinham que ser destruídos.
Criado no canteiro da idolatria egípcia e
rodeado durante toda a vida por gente idólatra,
Moisés nunca transigiu com a idolatria. E como
avisara repetidamente, a idolatria tornou-se a
ruína da nação.
Capítulos 12,13,14 e 15.
(Várias Ordenanças)
• Todos os ídolos tinham que ser destruídos. Criado no
canteiro da idolatria egípcia e rodeado durante toda a
vida por gente idólatra, Moisés nunca transigiu com a
idolatria. E como avisara repetidamente, a idolatria
tornou-se a ruína da nação. Alegrar-vos-eis: Note-se
quantas vezes ocorre esta palavra, Dt 12. 7,12,18;
14.26; 28.47. É palavra predileta dos Salmos e das
Epístolas. “Animais limpos e imundos, Dt 14.1-21;
Dízimos Dt 14.22-29; o Ano Sabático, Dt 15.1-11;
Escravidão, Dt 15.12-18; Primícias Dt 15.19-23.
Capítulo 16 ( Festas )
• Três vezes no ano todos os do sexo masculino tinham
de comparecer diante de Deus; nas festas da Páscoa,
do Pentecostes e dos Tabernáculos. Além destas,
havia a festa das Trombetas e o Grande Dia da
Expiação. O objetivo de tais festas era fazer que Deus
sempre estivesse no pensamento do povo, e fomentar a
unidade nacional.
Capítulo 16 ( Festas )
• A Páscoa, também chamada festa dos pães ázimos,
observava-se na primavera, no dia 14 do 1º mês e
durava 7 dias, como um memorial do livramento dos
israelitas do Egito.
• O Pentecostes, também chamado festa das semanas,
da ceifa, ou das primícias, celebrava-se no 50º dia
depois da páscoa, e durava 1 dia.
Capítulo 16 ( Festas )
• Tabernáculos, também chamada festa da colheita,
ocorria no 15º dia do 7º mês, cinco dias depois do Dia
da Expiação, e durava 7 dias.
• A Festa das Trombetas, no 1º dia do 7º mês, dava
entrada ao ano civil, ver Nm 28.
• O Grande Dia da Expiação, no dia 10 do 7º mês, ver
Lv 16.
Capítulo 17 (A Predição de
um Rei)
• Deus o prediz aqui, com algumas instruções e avisos,
14-20. O Reino inaugurou-se uns 400 anos mais tarde,
I Sm 8. Samuel disse ao povo que, pedindo um rei,
estavam rejeitando a Deus. Não há nisso contradição.
O fato de Deus saber de antemão que eles iam querer
um rei não importa em aprovar essa atitude, mas
apenas diz que Ele previu isso, querendo ser
consultado na escolha. Repudiando a forma de governo
que Deus lhes dera, repudiavam o próprio Deus.
Capítulo 17 (A Predição de
um Rei)
• Note-se o que diz sobre a obrigação dos reis de serem
leitores da Palavra de Deus durante todos os dias de
sua vida, 18-20. que ótima sugestão para os
governantes de hoje!
• Note-se também que os reis começaram logo a fazer o
que Deus dissera que não deviam fazer; multiplicar
para si mulheres, e cavalos e ouro, 16,17; I Rs 10.14-
29; 11.1-13
Capítulo 18 ( O Profeta
Semelhante a Moisés)
• Esta predição, 15-19, pode no seu sentido mais lato,
referir-se à sucessão dos profetas que Deus haveria de
suscitar nas emergências da história de Israel. Mas sua
linguagem indiscutivelmente aponta para um indivíduo
ilustre, O MESSIAS. Temos aí uma das predições mais
específicas a respeito de Cristo, no Antigo Testamento,
Jo 5.46; At 3.22.
Capítulo 18 ( O Profeta
Semelhante a Moisés)
• A nação judaica estava sendo estabelecida por Deus
como meio pelo qual um dia todas as nações seriam
abençoadas. Aqui está uma declaração explícita de que
o sistema em torno do qual a nação estava sendo
organizada não seria o sistema pelo qual esta nação
abençoaria todas as outras; mas que seria suplantado
por outro sistema, dado por um profeta, que teria a
mensagem de Deus para todos os povos. O judaísmo
seria suplantado pelo Cristianismo. Glória a Jesus!
Capítulo 19 ( Cidades de
Refúgio)
• Para proteção dos que causassem morte por algum
acidente. Moisés já havia separado três de tais cidades
a leste do Jordão: Bezer, Ramote e Golã, 4.41-43. Mais
tarde Josué designou três ao oeste do Jordão: Quedes,
Siquém e Hebrom. Todas as seis cidades eram cidades
dos levitas, incluídas nas suas 48 cidades, Nm 35.6.
Capítulo 20 (Leis de Guerra)
• Os que tivessem casa recém-edificada, ou tivessem
acabado de plantar uma vinha, ou fossem recém-
casados, ou fossem de coração tímido, deviam ser
dispensados do serviço militar. Os cananeus deviam
ser destruídos; as árvores frutíferas seriam poupadas.
Capítulos 21-26 (Leis
diversas)
• O caso de ser desconhecido um homicida; Esposas
prisioneiras; Filhos de uniões poligâmicas; filhos
rebeldes; O castigo da morte seria por enforcamento;
Animais extraviados; Coisas Perdidas; As vestes do
homem seria diferentes das da mulher; Disposição
sobre pássaros chocando a serem poupados; Os tetos
das casas teriam parapeito; Sobre trabalhos do campo e
sobre vestes; Meretrício; Adultério; Estupro; Eunucos,
Bastardos, Amonitas; Moabitas; Edomitas;
Capítulos 21-26 (Leis
diversas)
• Limpeza no Arraial; Tratamento a dar a escravos
refugiados; Prostitutas; Sodomitas; Usura; Votos;
Divórcio; Casamento; Penhores; Rapto; Lepra;
Salários; Justiça com os pobres; Respigas; 40 Açoites
seriam o limite; Casamentos leviratos; Interferência em
brigas; Pesos e medidas diferentes; Amalequitas;
Primícias e dízimos, ler também Lv 27.
Capítulo 27 ( A Lei seria
perpetuada no Monte Ebal)
• Josué fez assim, Js 8.30-32. Num tempo em que os
livros eram escassos costumava-se registrar leis em
pedras e erigi-las em várias cidades, de modo que o
povo as conhecesse. Moisés ordenou aos israelitas que
fosse isto a primeira coisa que fizessem em Canaã. As
pedras deveriam ser rebocadas com reboco e as leis
nelas escritas “muito claramente”
Capítulo 28 ( A Grande
Profecia sobre os Judeus)
• É um capítulo admirável. Esboça-se aí toda a história futura da
nação judaica. O cativeiro babilônico e a destruição pelos
romanos são descritos vívidamente. A Águia, v.49 era insígnia
do exército romano. Tanto no cerco dos babilônicos como no
dos romanos, homens e mulheres de Jerusalém comeram seus
próprios filhos, 53-57. A dispersão dos judeus, sua vida errante,
as contínuas perseguições que sofrem, o tremor de coração e o
desmaio de alma, até à data presente, tudo está aí graficamente
predito. Este capítulo posto ao lado da história do povo hebreu
constitui uma das mais estupendas e indiscutíveis evidências da
divina inspiração da Bíblia. Como negar a inspiração da Bíblia?
Capítulos 29,30. (O Concerto
e os Avisos Finais)
• Algumas das últimas palavras de Moisés, ao descrever
ele as temíveis consequências da apostasia: Servi a
Deus e tereis o caminho da vida; servi aos ídolos e
encontrareis a morte certa.
Capítulo 31 (Moisés escreveu
esta Lei num Livro)
• 40 anos antes ele escrevera Palavras de Deus num livro, Ex
17.14; 24.4,7. Escrevera um diário de suas jornadas, Nm 33.2.
Agora que o livro está completo, entrega-o aos sacerdotes e
levitas com ordens que seja lido periodicamente ao povo, ou
seja, de sete em sete anos, 10-13. Ensinar constantemente ao
povo a Palavra de Deus escrita é a maneira mais segura e mais
eficiente contra a corrupção de sua religião. Quando Israel dava
ouvidos à Palavra de Divina, prosperava. Quando a
negligenciava, sobrevinha-lhe adversidades. Foi a leitura do
Livro de Deus que deu lugar à grande reforma do rei Josias, II
Rs 23. Igualmente à de Esdras, Neemias 8.
Capítulo 31 (Moisés escreveu
esta Lei num Livro)
• Do mesmo modo à de Lutero. As Escrituras devem ser
lidas na Igreja, I Ts 5.27; Cl 4.16. A Palavra de Deus
em si é poder divino no coração humano. Oxalá os
púlpitos de hoje fosse ocupado por obreiros que
usassem todos os meios para fazer sobressair neles a
excelsa e bendita Palavra de Deus.
Capítulo 32 ( O Cântico de
Moisés)
• Quando acabou de escrever o livro, Moisés compôs um
cântico para que o povo o cantasse. Celebrara com
cântico o livramento dele do Egito, Ex 15. Escrevera
outro, conhecido como o Salmo 90. Um dos melhores
meios de gravar ideias no coração do povo são os
cânticos populares. Débora e Davi, cantando,
derramaram suas almas diante de Deus. A igreja, desde
seus primórdios até hoje, tem usado este meio para
perpetuar e divulgar as idéias pelas quais ela se bate.
Capítulo 33 ( Bênçãos de
Moisés)
• Aí as tribos são chamadas pelo nome, havendo
predições sobre cada uma; idênticas à bênção de Jacó
sobre seus filho, Gn 49.
Capítulo 34 (A Morte de
Moisés)
• Aos 120 anos, de vista ainda clara, pleno de vigor natural, o
ancião galgou o Monte Pisga. Enquanto contemplava a terra da
promessa, na qual ansiava entrar, Deus ternamente o trasladou
para uma habitação melhor. Num instante sua alma penetrou
além do véu e ele se achou em casa com Deus. O Senhor
sepultou-lhe o corpo em lugar que ninguém sabe. Seus restos
mortais ficaram, assim, fora do alcance de qualquer idolatria.
Moisés falava com Deus face a face, v 10; Ex 33.11; Nm 12.8.
Não quer isto dizer que ele via a Deus em sua plena refulgência,
o que nos é impossível enquanto na carne, Jo 1.18; mas uma
manifestação da glória divina mais íntima do que a que outros
tiveram.
Capítulo 34 (A Morte de
Moisés)
• Encerra-se aqui a primeira quarta parte do Antigo Testamento
(quase do tamanho do Novo testamento inteiro), toda escrita
pelo homem Moisés. Que homem foi ele? Tão íntimo com
Deus! Que obra a sua! Quarenta anos no palácio de Faraó.
Quarenta refugiado em Midiã. Quarenta como guia de Israel
pelo deserto. Livrou da servidão uma nação de uns 3.000.000
depessoas; transplantou-a de uma terra para a outra; organizou
para ela um sistema de jurisprudência em que se tem inspirado
grande parte da civilização do mundo inteiro. E nunca mais se
levantou em Israel profeta algum como Moisés, a quem o
Senhor conhecera face a face, Dt 34.10.
Obrig@do !!!
Pr. Erivelton Rodrigues Nunes
‫ֶס‬‫נ‬‫נּו‬ ‫ֶס‬‫ג‬‫י‬ ִ
‫ר‬ְ‫רֹוד‬ ‫ְטֹון‬‫ל‬ֶ‫ב‬‫י‬ ִ
‫ֶר‬‫א‬
ernsys@gmail.com
www.erivelton.com.br

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-do-povo-e.pdf

Estudos biblicos ii
Estudos biblicos iiEstudos biblicos ii
Estudos biblicos iiBeba Gatosa
 
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINONatalino das Neves Neves
 
5 panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebd
5   panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebd5   panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebd
5 panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebdPIB Penha
 
Dispensação da lei.pptx
Dispensação da lei.pptxDispensação da lei.pptx
Dispensação da lei.pptxSamyraAlves3
 
panorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptxpanorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptxRaphaelaSilva36
 
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS.""EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."Marcos Nascimento
 
10 o reino unido, dividido e o exilio - 10 aula
10   o reino unido, dividido e o exilio - 10 aula10   o reino unido, dividido e o exilio - 10 aula
10 o reino unido, dividido e o exilio - 10 aulaPIB Penha
 
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Gerson G. Ramos
 
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaE.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaJoel Silva
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRGerson G. Ramos
 
A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016
A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016
A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016Pr. Andre Luiz
 
Escatologia Aula 3
Escatologia  Aula 3Escatologia  Aula 3
Escatologia Aula 3Jose Ventura
 
Livros da bíblia
Livros da bíbliaLivros da bíblia
Livros da bíbliabertabest
 
Lição 8 - As reformas de Josias + textos_GGR
Lição 8 - As reformas de Josias + textos_GGRLição 8 - As reformas de Josias + textos_GGR
Lição 8 - As reformas de Josias + textos_GGRGerson G. Ramos
 

Semelhante a dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-do-povo-e.pdf (20)

Deuteronomio 6
Deuteronomio 6Deuteronomio 6
Deuteronomio 6
 
8 amos
8 amos8 amos
8 amos
 
Estudos biblicos ii
Estudos biblicos iiEstudos biblicos ii
Estudos biblicos ii
 
Futuro sem visão
Futuro sem visãoFuturo sem visão
Futuro sem visão
 
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO
2016 3 TRI LIÇÃO 10 - O MESSIAS DAVÍDICO E SEU REINO
 
5 panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebd
5   panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebd5   panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebd
5 panorama do at - exodo e numeros-francisco-ebd
 
Dispensação da lei.pptx
Dispensação da lei.pptxDispensação da lei.pptx
Dispensação da lei.pptx
 
panorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptxpanorama atamos ebd...-160609170428.pptx
panorama atamos ebd...-160609170428.pptx
 
9. O Livro de Deuteronômios
9. O Livro de Deuteronômios9. O Livro de Deuteronômios
9. O Livro de Deuteronômios
 
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS.""EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
 
10 o reino unido, dividido e o exilio - 10 aula
10   o reino unido, dividido e o exilio - 10 aula10   o reino unido, dividido e o exilio - 10 aula
10 o reino unido, dividido e o exilio - 10 aula
 
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
Lição_original com textos_Com os ricos e famosos_812014
 
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópiaE.b.d   jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
E.b.d jovens 3ºtrimestre 2016 lição 01 - cópia
 
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGRLição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
Lição 6 - Atos simbólicos + textos_GGR
 
Panorama do AT - Amós
Panorama do AT - AmósPanorama do AT - Amós
Panorama do AT - Amós
 
A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016
A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016
A provisão de Deus em tempos difíceis - Lição 02 - 4ºTrimestre de 2016
 
Escatologia Aula 3
Escatologia  Aula 3Escatologia  Aula 3
Escatologia Aula 3
 
Livros da bíblia
Livros da bíbliaLivros da bíblia
Livros da bíblia
 
Lição 8 - As reformas de Josias + textos_GGR
Lição 8 - As reformas de Josias + textos_GGRLição 8 - As reformas de Josias + textos_GGR
Lição 8 - As reformas de Josias + textos_GGR
 
Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEMNão vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
Não vim destruir a lei-Marcelo do N. Rodrigues-CEM
 

Mais de Tiago Silva

aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptxaexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptxTiago Silva
 
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdfdokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdfTiago Silva
 
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxEstudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxTiago Silva
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...Tiago Silva
 
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdfolivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdfTiago Silva
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...Tiago Silva
 
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...Tiago Silva
 
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...Tiago Silva
 
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...Tiago Silva
 
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...Tiago Silva
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...Tiago Silva
 
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptxESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptxTiago Silva
 
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...Tiago Silva
 
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...Tiago Silva
 
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptxA RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptxTiago Silva
 
(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdf(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdfTiago Silva
 
2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdf2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdfTiago Silva
 
Slide Licao 7 - A responsabilidade da igreja com os missionários.pptx
Slide Licao 7 -  A responsabilidade da igreja com os missionários.pptxSlide Licao 7 -  A responsabilidade da igreja com os missionários.pptx
Slide Licao 7 - A responsabilidade da igreja com os missionários.pptxTiago Silva
 
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdflio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdfTiago Silva
 
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.pptO-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.pptTiago Silva
 

Mais de Tiago Silva (20)

aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptxaexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
aexpansodoevangelhoforadejerusalm-160402003643.pptx
 
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdfdokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
dokumen.tips_lbj-licao-12-a-familia-de-jesus.pdf
 
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptxEstudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
Estudo bíblico - Pneumatologista a doutrina do Espírito santo.pptx
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
 
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdfolivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
olivrodexodoeocativeirodeisraelnoegito-140102033744-phpapp02.pdf
 
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-05-15-pentate...
 
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
dokumen.tips_atos-dos-apstolos-pr-erivelton-rodrigues-nunes-2018-5-15-advogad...
 
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
dokumen.tips_lei-historicos-poticos-profetas-obadias-5-jonas-6-miquias-7-naum...
 
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
dokumen.tips_aula-1-tiago-ma-f-prtica-deus-os-que-so-pobres-aos-olhos-do-mund...
 
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
dokumen.tips_a-f-de-elias-a-f-de-elias-era-um-f-slida-alimentada-pela-prtica-...
 
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
dokumen.tips_aula-1-colossenses-lembrem-se-das-minhas-algemas-418-colossenses...
 
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptxESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
ESTUDO BÍBLICO - 2 CORÍNTIOS.pptx
 
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
dokumen.tips_dizimo-pr-erivelton-rodrigues-nunes-dzimos-e-ofertas-keywords-dz...
 
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
dokumen.tips_evangelhos-pr-erivelton-rodrigues-os-quatro-livros-do-evangelho-...
 
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptxA RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
A RESSURREIÇÃO DE MUITOS SANTOS NA ÉPOCA DA MORTE DE CRISTO.pptx
 
(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdf(26) Os Evangelhos.pdf
(26) Os Evangelhos.pdf
 
2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdf2_07-05-2019_15-06-05.pdf
2_07-05-2019_15-06-05.pdf
 
Slide Licao 7 - A responsabilidade da igreja com os missionários.pptx
Slide Licao 7 -  A responsabilidade da igreja com os missionários.pptxSlide Licao 7 -  A responsabilidade da igreja com os missionários.pptx
Slide Licao 7 - A responsabilidade da igreja com os missionários.pptx
 
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdflio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
lio5-asconsequnciasdasescolhasprecipitadas-161020222357.pdf
 
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.pptO-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
O-PODER-TRANSFORMADOR-DA-ORACAO.ppt
 

dokumen.tips_pentateuco-exodo-pr-erivelton-rodrigues-estivesse-no-pensamento-do-povo-e.pdf

  • 2. LEI HISTORICOS POÉTICOS PROFETAS MAIORES PROFETAS MENORES 1. Gênesis 2. Êxodo 3. Levítico 4. Números 5. Deut. 1. Josué 2. Juízes 3. Rute 4. I Sam 5. II Sam 6. I Reis 7. II Reis 8. I Cron. 9. II Cron. 10. Esdras 11. Neemias 12. Ester 1. Jó 2. Salmos 3. Proverbios 4. Eclesiastes 5. Cantares 1. Isaias 2. Jeremias 3. Lamentações 4. Ezequiel 5. Daniel 1. Oséias 2. Joel 3. Amós 4. Obadias 5. Jonas 6. Miquéias 7. Naum 8. Habacuque 9. Sofonias 10. Ageu 11. Zacarias 12. Malaquias Gen: Deus tratou com indivíduos/Patriarcas Exod-Deut: Lei dada à nação de Israel História de Israel: Dos Juízes aos Reis Maior/menor pelo tamanho, não pela significância Principalmente escritos poéticos Antigo Testamento
  • 3. EVANGELHOS HISTORIA EPÍSTOLAS PAULINAS EPÍSTOLAS GERAIS PROFECIA 1. Mateus 2. Marcos 3. Lucas 4. João Atos dos Apóstolos 1. Romanos 2. I Coríntios 3. II Coríntios 4. Gálatas 5. Efésios 6. Filipenses 7. Col. 8. I Tes. 9. II Tes. 10. I Tim 11. II Tim 12. Tito 13. Filemon 1. Hebreus 1. Tiago 2. I Pedro 3. II Pedro 4. I João 5. II João 6. III João 7. Judas Apocalipse BIOGRAPIA de JESUS CRISTO Propósito: Provar que Jesus Cristo é o Filho de Deus -Atos dos apóstolos: principalmente de Paulo e Pedro. -História do início do Cristianismo. -Escritas por Paulo -Propósito: Instruir os cristãos Propósito: Instruir os cristãos nas Igrejas -Escrito por João 1 parte: lida com as questões presentes das Igrejas da Ásia. - 2 parte: futuro Novo Testamento
  • 4. Nomes dos livros Hebraico Transliteração Significado Português ‫בראשית‬ Bereshit No princípio Gênesis ‫שמות‬ Shemot Os nomes Êxodo ‫ויקרא‬ Vaikra E chamou Levítico ‫במדבר‬ Bamidbar No deserto Números ‫דברים‬ Devarim Palavras Deuteronômio
  • 5. Deuteronômio • Contém os discursos de Moisés ao povo, no deserto, durante seu êxodo do Egito à Terra Prometida por Deus. O nome é de origem grega e quer dizer segunda lei ou repetição da lei (Dt 17,18) .
  • 6.
  • 7. Capítulo 1-3 (Do Sinai ao Jordão) • Uma síntese retrospectiva de Nm 1-33. Depois de ter realizado um dos mais nobres e heróicos empreendimentos dos séculos, o último apelo de Moisés a Deus, para que o deixasse passar o Jordão, não é atendido, Dt 3.23-28.
  • 8. Capítulos 4 e 5 (Apegai-vos à Palavra de Deus). • Exortações veementíssimas para que os israelitas observem os mandamentos divinos, os ensinem diligentemente aos filhos e fujam da idolatria; com o lembrete reiterado de que a segurança e a prosperidade deles dependeriam de sua lealdade e obediência a Deus. No capítulo 5 foi repetido os dez mandamentos.
  • 9. Capítulo 6 (O Grande Mandamento) • Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de toda a tua força, Dt 6.5. Isto é repetido sempre, veja: Dt 10.12;11.1,13,22. E foi frisado de novo por Jesus em Mt 22.37, em cujo ensino ocupou o primeiro lugar.
  • 10. Capítulo 6 (O Grande Mandamento) • Para que se perpetuassem as ideias de Deus entre o povo, eles não deviam depender só da instrução pública; tinham de ensiná-las diligentemente no lar, 6.6-9. Visto como os livros eram poucos, o povo tinha de escrever certas partes importantes da Lei nos umbrais das casas, atá-las nos braços e testas, e falar sobre elas constantemente.
  • 12. Capítulo 7 (Os cananeus e os ídolos deviam ser destruídos) • Nenhum convênio ou casamento se devia celebrar com eles. Isto era necessário para livrar Israel da idolatria e suas abominações.
  • 13. Capítulo 8 ( Recordação dos Prodígios do Deserto) • Por 40 anos tinham sido provados e nutridos com maná; suas vestes não se envelheceram, nem seus pés incharam; para que aprendessem a confiar em Deus, e a viver pela sua Palavra, Dt 8.2-5.
  • 14. Capítulos 9,10. (A Persistente Rebelião de Israel) • Três vezes Israel é lembrado de que o tratamento admirável que Deus lhe deu não foi por causa da justiça dele, 9.4-6. Ele tinha sido um povo descontente, rebelde e teimoso todo o tempo.
  • 15. Capítulo 11 ( Bênçãos da Obediência). • Capítulo notável, apela para a devoção à Palavra de Deus e obediência a seus mandamentos, como base da prosperidade nacional, com magníficas promessas e diversas advertências.
  • 16. Capítulos 12,13,14 e 15. (Várias Ordenanças) • Todos os ídolos tinham que ser destruídos. Criado no canteiro da idolatria egípcia e rodeado durante toda a vida por gente idólatra, Moisés nunca transigiu com a idolatria. E como avisara repetidamente, a idolatria tornou-se a ruína da nação.
  • 17. Capítulos 12,13,14 e 15. (Várias Ordenanças) • Todos os ídolos tinham que ser destruídos. Criado no canteiro da idolatria egípcia e rodeado durante toda a vida por gente idólatra, Moisés nunca transigiu com a idolatria. E como avisara repetidamente, a idolatria tornou-se a ruína da nação. Alegrar-vos-eis: Note-se quantas vezes ocorre esta palavra, Dt 12. 7,12,18; 14.26; 28.47. É palavra predileta dos Salmos e das Epístolas. “Animais limpos e imundos, Dt 14.1-21; Dízimos Dt 14.22-29; o Ano Sabático, Dt 15.1-11; Escravidão, Dt 15.12-18; Primícias Dt 15.19-23.
  • 18. Capítulo 16 ( Festas ) • Três vezes no ano todos os do sexo masculino tinham de comparecer diante de Deus; nas festas da Páscoa, do Pentecostes e dos Tabernáculos. Além destas, havia a festa das Trombetas e o Grande Dia da Expiação. O objetivo de tais festas era fazer que Deus sempre estivesse no pensamento do povo, e fomentar a unidade nacional.
  • 19.
  • 20. Capítulo 16 ( Festas ) • A Páscoa, também chamada festa dos pães ázimos, observava-se na primavera, no dia 14 do 1º mês e durava 7 dias, como um memorial do livramento dos israelitas do Egito. • O Pentecostes, também chamado festa das semanas, da ceifa, ou das primícias, celebrava-se no 50º dia depois da páscoa, e durava 1 dia.
  • 21. Capítulo 16 ( Festas ) • Tabernáculos, também chamada festa da colheita, ocorria no 15º dia do 7º mês, cinco dias depois do Dia da Expiação, e durava 7 dias. • A Festa das Trombetas, no 1º dia do 7º mês, dava entrada ao ano civil, ver Nm 28. • O Grande Dia da Expiação, no dia 10 do 7º mês, ver Lv 16.
  • 22. Capítulo 17 (A Predição de um Rei) • Deus o prediz aqui, com algumas instruções e avisos, 14-20. O Reino inaugurou-se uns 400 anos mais tarde, I Sm 8. Samuel disse ao povo que, pedindo um rei, estavam rejeitando a Deus. Não há nisso contradição. O fato de Deus saber de antemão que eles iam querer um rei não importa em aprovar essa atitude, mas apenas diz que Ele previu isso, querendo ser consultado na escolha. Repudiando a forma de governo que Deus lhes dera, repudiavam o próprio Deus.
  • 23. Capítulo 17 (A Predição de um Rei) • Note-se o que diz sobre a obrigação dos reis de serem leitores da Palavra de Deus durante todos os dias de sua vida, 18-20. que ótima sugestão para os governantes de hoje! • Note-se também que os reis começaram logo a fazer o que Deus dissera que não deviam fazer; multiplicar para si mulheres, e cavalos e ouro, 16,17; I Rs 10.14- 29; 11.1-13
  • 24. Capítulo 18 ( O Profeta Semelhante a Moisés) • Esta predição, 15-19, pode no seu sentido mais lato, referir-se à sucessão dos profetas que Deus haveria de suscitar nas emergências da história de Israel. Mas sua linguagem indiscutivelmente aponta para um indivíduo ilustre, O MESSIAS. Temos aí uma das predições mais específicas a respeito de Cristo, no Antigo Testamento, Jo 5.46; At 3.22.
  • 25. Capítulo 18 ( O Profeta Semelhante a Moisés) • A nação judaica estava sendo estabelecida por Deus como meio pelo qual um dia todas as nações seriam abençoadas. Aqui está uma declaração explícita de que o sistema em torno do qual a nação estava sendo organizada não seria o sistema pelo qual esta nação abençoaria todas as outras; mas que seria suplantado por outro sistema, dado por um profeta, que teria a mensagem de Deus para todos os povos. O judaísmo seria suplantado pelo Cristianismo. Glória a Jesus!
  • 26. Capítulo 19 ( Cidades de Refúgio) • Para proteção dos que causassem morte por algum acidente. Moisés já havia separado três de tais cidades a leste do Jordão: Bezer, Ramote e Golã, 4.41-43. Mais tarde Josué designou três ao oeste do Jordão: Quedes, Siquém e Hebrom. Todas as seis cidades eram cidades dos levitas, incluídas nas suas 48 cidades, Nm 35.6.
  • 27. Capítulo 20 (Leis de Guerra) • Os que tivessem casa recém-edificada, ou tivessem acabado de plantar uma vinha, ou fossem recém- casados, ou fossem de coração tímido, deviam ser dispensados do serviço militar. Os cananeus deviam ser destruídos; as árvores frutíferas seriam poupadas.
  • 28. Capítulos 21-26 (Leis diversas) • O caso de ser desconhecido um homicida; Esposas prisioneiras; Filhos de uniões poligâmicas; filhos rebeldes; O castigo da morte seria por enforcamento; Animais extraviados; Coisas Perdidas; As vestes do homem seria diferentes das da mulher; Disposição sobre pássaros chocando a serem poupados; Os tetos das casas teriam parapeito; Sobre trabalhos do campo e sobre vestes; Meretrício; Adultério; Estupro; Eunucos, Bastardos, Amonitas; Moabitas; Edomitas;
  • 29. Capítulos 21-26 (Leis diversas) • Limpeza no Arraial; Tratamento a dar a escravos refugiados; Prostitutas; Sodomitas; Usura; Votos; Divórcio; Casamento; Penhores; Rapto; Lepra; Salários; Justiça com os pobres; Respigas; 40 Açoites seriam o limite; Casamentos leviratos; Interferência em brigas; Pesos e medidas diferentes; Amalequitas; Primícias e dízimos, ler também Lv 27.
  • 30. Capítulo 27 ( A Lei seria perpetuada no Monte Ebal) • Josué fez assim, Js 8.30-32. Num tempo em que os livros eram escassos costumava-se registrar leis em pedras e erigi-las em várias cidades, de modo que o povo as conhecesse. Moisés ordenou aos israelitas que fosse isto a primeira coisa que fizessem em Canaã. As pedras deveriam ser rebocadas com reboco e as leis nelas escritas “muito claramente”
  • 31. Capítulo 28 ( A Grande Profecia sobre os Judeus) • É um capítulo admirável. Esboça-se aí toda a história futura da nação judaica. O cativeiro babilônico e a destruição pelos romanos são descritos vívidamente. A Águia, v.49 era insígnia do exército romano. Tanto no cerco dos babilônicos como no dos romanos, homens e mulheres de Jerusalém comeram seus próprios filhos, 53-57. A dispersão dos judeus, sua vida errante, as contínuas perseguições que sofrem, o tremor de coração e o desmaio de alma, até à data presente, tudo está aí graficamente predito. Este capítulo posto ao lado da história do povo hebreu constitui uma das mais estupendas e indiscutíveis evidências da divina inspiração da Bíblia. Como negar a inspiração da Bíblia?
  • 32. Capítulos 29,30. (O Concerto e os Avisos Finais) • Algumas das últimas palavras de Moisés, ao descrever ele as temíveis consequências da apostasia: Servi a Deus e tereis o caminho da vida; servi aos ídolos e encontrareis a morte certa.
  • 33. Capítulo 31 (Moisés escreveu esta Lei num Livro) • 40 anos antes ele escrevera Palavras de Deus num livro, Ex 17.14; 24.4,7. Escrevera um diário de suas jornadas, Nm 33.2. Agora que o livro está completo, entrega-o aos sacerdotes e levitas com ordens que seja lido periodicamente ao povo, ou seja, de sete em sete anos, 10-13. Ensinar constantemente ao povo a Palavra de Deus escrita é a maneira mais segura e mais eficiente contra a corrupção de sua religião. Quando Israel dava ouvidos à Palavra de Divina, prosperava. Quando a negligenciava, sobrevinha-lhe adversidades. Foi a leitura do Livro de Deus que deu lugar à grande reforma do rei Josias, II Rs 23. Igualmente à de Esdras, Neemias 8.
  • 34. Capítulo 31 (Moisés escreveu esta Lei num Livro) • Do mesmo modo à de Lutero. As Escrituras devem ser lidas na Igreja, I Ts 5.27; Cl 4.16. A Palavra de Deus em si é poder divino no coração humano. Oxalá os púlpitos de hoje fosse ocupado por obreiros que usassem todos os meios para fazer sobressair neles a excelsa e bendita Palavra de Deus.
  • 35. Capítulo 32 ( O Cântico de Moisés) • Quando acabou de escrever o livro, Moisés compôs um cântico para que o povo o cantasse. Celebrara com cântico o livramento dele do Egito, Ex 15. Escrevera outro, conhecido como o Salmo 90. Um dos melhores meios de gravar ideias no coração do povo são os cânticos populares. Débora e Davi, cantando, derramaram suas almas diante de Deus. A igreja, desde seus primórdios até hoje, tem usado este meio para perpetuar e divulgar as idéias pelas quais ela se bate.
  • 36. Capítulo 33 ( Bênçãos de Moisés) • Aí as tribos são chamadas pelo nome, havendo predições sobre cada uma; idênticas à bênção de Jacó sobre seus filho, Gn 49.
  • 37. Capítulo 34 (A Morte de Moisés) • Aos 120 anos, de vista ainda clara, pleno de vigor natural, o ancião galgou o Monte Pisga. Enquanto contemplava a terra da promessa, na qual ansiava entrar, Deus ternamente o trasladou para uma habitação melhor. Num instante sua alma penetrou além do véu e ele se achou em casa com Deus. O Senhor sepultou-lhe o corpo em lugar que ninguém sabe. Seus restos mortais ficaram, assim, fora do alcance de qualquer idolatria. Moisés falava com Deus face a face, v 10; Ex 33.11; Nm 12.8. Não quer isto dizer que ele via a Deus em sua plena refulgência, o que nos é impossível enquanto na carne, Jo 1.18; mas uma manifestação da glória divina mais íntima do que a que outros tiveram.
  • 38. Capítulo 34 (A Morte de Moisés) • Encerra-se aqui a primeira quarta parte do Antigo Testamento (quase do tamanho do Novo testamento inteiro), toda escrita pelo homem Moisés. Que homem foi ele? Tão íntimo com Deus! Que obra a sua! Quarenta anos no palácio de Faraó. Quarenta refugiado em Midiã. Quarenta como guia de Israel pelo deserto. Livrou da servidão uma nação de uns 3.000.000 depessoas; transplantou-a de uma terra para a outra; organizou para ela um sistema de jurisprudência em que se tem inspirado grande parte da civilização do mundo inteiro. E nunca mais se levantou em Israel profeta algum como Moisés, a quem o Senhor conhecera face a face, Dt 34.10.
  • 39. Obrig@do !!! Pr. Erivelton Rodrigues Nunes ‫ֶס‬‫נ‬‫נּו‬ ‫ֶס‬‫ג‬‫י‬ ִ ‫ר‬ְ‫רֹוד‬ ‫ְטֹון‬‫ל‬ֶ‫ב‬‫י‬ ִ ‫ֶר‬‫א‬ ernsys@gmail.com www.erivelton.com.br