SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
Palavras do Autor .....................................................................................................................
8 Perguntas Frequentes sobre Perícia Judicial .....................................................................
Pergunta 1. O que faz exatamente um perito judicial? ..............................................
Pergunta 2. Quem pode ser Perito Judicial? ................................................................
Pergunta 3. Quanto pode ganhar um perito judicial? ................................................
Pergunta 4. Onde e como atua um Perito Judicial ? ...................................................
Pergunta 5. Vale a pena ser Perito Judicial? Quais as vantagens? ............................
Pergunta 6. Para atuar na área precisa prestar concurso? ........................................
Pergunta 7. Como é o Mercado de trabalho de Perícias ? .........................................
Pergunta 8. É necessário realizar Curso de formação para ser Perito ? ..................
4 PASSOS para se tornar Perito Judicial ................................................................................
Passo 1 - Pré-requisito: Estar profissionalmente habilitado ......................................
Passo 2 - Realizar um Curso de capacitação em Perícia Judicial ...............................
Passo 3 - Cadastramento nos Tribunais de Justiça da sua região .............................
Passo 4 - Conquistar sua 1ª nomeação como Perito ..................................................
Conclusão .................................................................................................................................
Academia de Peritos Fernando Sarian ..................................................................................
ÍNDICE
2
05
06
12
14
15
16
17
18
19
20
22
24
26
03
04
FernandoSarian.com.br
28
29
PALAVRAS DO AUTOR:
Se você está lendo este e-book é porque se
interessou de alguma forma pelo mercado de
perícias ou tem curiosidade em saber o que
extamente faz e como atua um Perito Judicial.
Eu sou o Prof. Fernando Sarian, formador e
orientador de peritos judiciais, com duas
graduações acadêmicas: Engenheira Civil e
Direito, além de vasta formação em áreas afins.
Ao longo de 17 anos como perito judicial elaborei
pessoalmente mais de 500 laudos, bem como
formei mais de 2.000 alunos em todo o Brasil na
área de perícia judicial.
Este Livro Digital foi escrito exclusivamente para
você que busca informações sobre o mundo das
Perícias Judiciais, espero que você encontre o
que procura.
Tenha uma ótima leitura.
Fernando Sarian
Prof. e Perito Judicial
3
FernandoSarian.com.br
8 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES
Antes de começarmos diretamente com os 4 passos, quero te apresentar as 8 perguntas e respostas
mais frequentes, feitas por meus alunos, no momento em que estão começando no mercado de
Perícias Judiciais.
Só essas 8 Perguntas já irão esclarecer muito sobre a realidade do Perito Judicial.
1 O que faz exatamente um perito judicial?
Quem pode ser Perito Judicial?
Quanto pode ganhar um perito judicial?
Onde e como atua um Perito Judicial ?
Vale a pena ser Perito Judicial? Quais as vantagens?
Para atuar na área precisa prestar concurso?
Como é o Mercado de trabalho de Perícias ?
É necessário realizar Curso de formação para ser Perito ?
2
3
4
5
6
7
8
4
FernandoSarian.com.br
O QUE FAZ EXATAMENTE UM PERITO JUDICIAL?
PERITO JUDICIAL
O Perito Judicial é o auxiliar da justiça,
sendo o profissional técnico ou
especialista, nomeado pelo juiz para
elaborar laudos técnicos que auxiliem
o Magistrado nas tomadas de decisões
que necessitam de prova técnica
(perícia).
LAUDO TÉCNICO
O laudo técnico é escrito e
assinado pelo Perito Judicial e
passa a ser uma das peças (prova
técnica) que compõem o processo
judicial.
JUIZ
No poder judiciário, o juiz tem o papel de julgar mediante as leis,
e não tem a obrigação de conhecer por exemplo assuntos
ligados a: medicina, engenharia, contabilidade, e tantos outros...
E sempre que um processo judicial necessitar de Perícia, o juiz
nomea um Perito Judicial para dar seu parecer técnico.
5
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 1:
QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL?
A JUSTIÇA NÃO FAZ DISCRIMINAÇÃO
O mercado de perícias, embora não seja
muito popular e as vezes desconhecido pelo
grande público, é muito vasto, e não tem
discriminação quanto a sexo, idade ou
experiência no mercado de trabalho.
ÚNICO PRÉ-REQUISITO
O único pré-requisito é que o candidato a se tornar Perito Judicial, tenha formação técnica ou acadêmica,
legalmente habilitado em seu Conselho de Classe: CREA, CRECI, CRA, CRM, CAU, etc., dominando o
conhecimento na sua respectiva área de atuação.
6
TIPOS DE PROFISSIONAIS
▪ Recém Formados
▪ Celetistas (CLT) ou Funcionários Públicos
▪ Profissionais Liberais
▪ Aposentados
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 2:
QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL?
ÁREAS DE ATUAÇÃO PARA PERITOS JUDICIAIS
Existe oportunidades de atuação para Peritos Judiciais, em praticamente todas as áreas e profissões. A
seguir listamos algumas áreas muito requisitadas pelo judiciário, com demanda de Perícias Judiciais:
7
Engenharia: Civil, Elétrica, Eletrônica, Agrônoma,
Agrícola, Ambiental, Mecânica, Aeronáutica, De
Produção, Cartográfica, Controle e Automação,
Industrial, Acústica
Saúde: Médicos Clínicos Gerais, Neurologia,
Cardiologia, Pediatria, Otorrinolaringologia,
Psicólogos, Psiquiatras, Assistentes Sociais,
Enfermeiros, Biomédicos, Dentistas, Cirurgiões-
Dentistas, Fisioterapeutas, Fonoaudiólogos,
Nutricionistas
Diversos: Contadores, Advogados, Administradores, Economistas, Agrimensor, Arquitetos, Biólogos,
Corretores de Imóveis, Corretores de Seguros, Geólogos, Veterinários, Oceanógrafos, Químicos, Técnicos
Agrícolas, Técnicos em Segurança do Trabalho, Tradutores e Interpretes (Libras), Zootecnistas,
Tecnologia da Informação
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 2:
QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL?
RECÉM FORMADOS
Assim como os aposentados sofrem restrições de
idade, no mercado de trabalho, os recém
formados sofrem pela falta de experiência.
Alguns tribunais de justiça como o de São Paulo,
por exemplo, não exigem experiência profissional
mínima para atuação como Perito.
Sendo assim, a Perícia Judicial também é uma
grande oportunidade para o recém-formado em
início de carreira.
8
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 2:
Outros Tribunais de Justiça como por exemplo: do Rio de Janeiro, e de Minas Gerais pedem experiência
mínima de 2 (dois) e 3 (três) anos respectivamente. Desta forma, é importante verificar as
particularidades de cadastro de cada região.
QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL?
CELETISTAS (CLT) OU FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS
Como a atividade de Perito Judicial não exige um horário formal de trabalho, o Profissional empregado
em regime (CLT), ou mesmo funcionário público, pode atuar como Perito Judicial, bastando apenas ter
disponibilidade para executar sua atividade como perito nos horários previamente agendados pelo
profissional. Aumentando assim seus rendimentos.
9
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 2:
QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL?
PROFISSIONAIS LIBERAIS
O Profissional Liberal é um autônomo, que auto gerencia
seu tempo e recursos, estando sempre em busca de novas
oportunidades no mercado.
Sendo assim, a atividade de Perito Judicial agrega muito ao
Profissional Liberal, uma vez que poderá exercê-la sem
prejudicar sua atividade principal, abrindo um leque de
novas oportunidades e consequentemente aumentando
sua renda. Principalmente nesse momento de crise que o
Brasil vem passando.
10
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 2:
QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL?
APOSENTADOS
Embora a expectativa de vida dos brasileiros venha crescendo, de forma geral o mercado de trabalho é
implacável com quem já passou dos 50, e depender só da aposentadoria pode ser frustrante.
Sendo assim, os aposentados tem na Perícia Judicial uma grande oportunidade de explorar sua
experiência profissional, sem as restrições de idade impostas pelo mercado convencional.
Para os aposentados a Perícia Judicial é uma ótima oportunidade de levar a vida, conservando a
autoestima, aumentando seus rendimentos, e recebendo respeitável reconhecimento pelo seu trabalho.
11
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 2:
QUANTO PODE GANHAR UM PERITO JUDICIAL?
12
Um perito judicial não tem um salário fixo, ele é um
profissional liberal que recebe honorários de acordo
com os tipos e quantidade de Perícias Judiciais em que
for nomeado.
EXISTE 3 TIPOS PRINCIPAIS DE PERÍCIAS JUDICIAIS:
▪ Perícia em Justiça Gratuita – Honorários de R$
400,00 à R$ 500,00
▪ Perícia em Valores já sumulados – Honorários de R$
3.000,00 à R$ 4.000,00
▪ Perícia sob Demanda - Nesse caso o Perito Judicial
analisa o caso, e elabora os valores de seus
honorários antes de executar a perícia. Uma vez
aceito os honorários pelo Juiz, e feito o depósito das
partes, o pagamento será líquido e certo. E
dependendo da complexidade e natureza do
processo, os valores poderão chegar a milhares de
reais.
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 3:
QUANTO PODE GANHAR UM PERITO JUDICIAL?
EXEMPLO DE HONORÁRIOS DE UM PERITO
JUDICIAL
Para ficar mais claro, vamos pegar um exemplo
típico, tomando por base perícias com valores
sumulados com honorários médios de R$ 3.500,00.
Considerando que o perito realize uma média de
apenas 5 perícias por mês teremos o valor de:
3.500,00 x 5 = R$ 17.500,00
Os valores são bem atrativos se comparados com o
mercado de trabalho tradicional.
13
ASSISTENTE TÉCNICO
E além de atuar como Perito Judicial que é
nomeado pelo juiz, o profissional também
poderá atuar em outros processos como
Assistente Técnico, que pode ser contratado
tanto pelo autor como pelo réu, aumentando
assim suas fontes de receita.
MEU MAIOR RECEBIMENTO DE HONORÁRIOS
Há alguns anos atrás tive um caso em que os
honorários de um único processo chegou a 6
dígitos.
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 3:
ONDE E COMO ATUA UM PERITO JUDICIAL?
14
COMO ATUA O PERITO
Sua principal função é fazer vistorias ou exame em
documentos e pessoas, emitindo laudos técnicos e
se comunica no processo através de petições
escritas.
Um Perito Judicial é um profissional liberal, que não
precisa cumprir horário formal, tem total
flexibilidade de horários, tanto que pode inclusive
ter outras atividades paralelas.
ONDE ATUA O PERITO
O Perito Judicial atua junto aos fóruns nas instâncias da Justiça Federal, Justiça Estadual e Justiça do
Trabalho. Constantemente dirige-se aos cartórios das respectivas varas, retira e entrega processos, recebe
intimações, faz pedidos de adiantamento de honorários, mas não cumpre expediente no fórum.
Fora desse ambiente o Perito pode atuar no seu escritório particular ou até mesmo a partir de sua casa,
tendo o horário muito flexível.
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 4:
VALE A PENA SER PERITO JUDICIAL? QUAIS AS VANTAGENS?
15
Você já deve ter percebido que o mercado de Perícias Judiciais é pouco conhecido, principalmente porque
poucas pessoas tomam conhecimento do trabalho do perito: as partes envolvidas no processo, juízes e
advogados. Entretanto isso não quer dizer que seja um mercado restrito, e sim, apenas pouco conhecido.
10 VANTAGENS DA PROFISSÃO DE PERITO JUDICIAL
▪ Área com Grande Demanda de Serviços
▪ Baixa Concorrência
▪ Flexibilidade de horários
▪ Excelente remuneração de honorários
▪ Possibilidade de ter atividades paralelas
▪ Reconhecimento pelo trabalho de perito
▪ Possibilidade de Adiantamento de Honorários
▪ Baixíssimo risco de inadimplência
▪ Ótima Oportunidade para profissionais nesse
momento de crise econômica
▪ A justiça não discrimina profissionais (faixa etária,
sexo, experiência profissional)
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 5:
PARAATUAR NAÁREA DE PERÍCIAS JUDICIAIS PRECISA
PRESTAR CONCURSO PÚBLICO?
16
FernandoSarian.com.br
A Resposta é Não!
PERITO NÃO É UM SERVIDOR PÚBLICO
Não é necessário prestar concurso público para
ingressar na carreira de Perito Judicial, porque o
perito é um Profissional Liberal Autônomo, que
presta serviços ao Poder Judiciário, através dos
processos judiciais em que for nomeado.
FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL
Nesse caso uma Formação como Perito Judicial,
estando bem preparado será um grande
diferencial para ter sucesso na carreira de
perito.
PRECISA ESTAR PROFISSIONALMENTE
HABILITADO
O Perito precisa apenas estar profissionalmente
habilitado, e capacitado para atuar como perito
dentro dos trâmites jurídicos.
PERGUNTA 6:
COMO É O MERCADO DE PERÍCIAS JUDICIAIS?
17
MERCADO POUCO CONHECIDO
A primeira coisa que você deve ter em mente, é que o mercado
de perícias é pouco conhecido, dessa forma, a profissão de
perito judicial também é pouco conhecida, e quase nada sobre
perícias é abordado nas universidades, no âmbito técnico-
científico.
MERCADO DE BAIXA CONCORRÊNCIA
Justamente por ser um mercado pouco conhecido, acaba sendo
um mercado de baixa concorrência, dirigido apenas a poucos
profissionais que se capacitam para este fim.
3,6 MILHÕES DE PERÍCIAS POR ANO (ALTA DEMANDA)
Cerca de 18 milhões de processos judiciais são protocolados todos os anos na Justiça Comum segundo
fontes do CNJ (Conselho Nacional de Justiça).
Estima-se que desses 18 milhões de processos, pelo menos 20% necessitem de laudo pericial, o que
totaliza 3,6 milhões de perícias, que demandam de Peritos Judiciais e Assistentes Técnicos.
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 7:
É NECESSÁRIO REALIZAR ALGUM CURSO DE FORMAÇÃO
PARA SER PERITO ?
18
A Resposta é SIM! Você precisa fazer um Curso de
Formação em Perícia Judicial, por 2 motivos:
PRIMEIRO MOTIVO: Você como profissional na sua
área de atuação, detém o conhecimento técnico-
científico, mas não conhece os trâmites jurídicos
que o perito exerce nos Tribunais de Justiça.
SEGUNDO MOTIVO: Alguns Tribunais de Justiça
exigem a apresentação do Certificado de Conclusão
de Curso de Capacitação de Perito Judicial, com no
mínimo 21 horas de duração. Este curso pode ser
tanto Online, no formato EAD (Ensino à Distância),
como presencial.
SOBRE O CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAS
Trata-se de um Curso Livre, fora da grade acadêmica, e que não tem a necessidade de ser reconhecido
pelo MEC. Basta que o curso seja reconhecido e aceito pelos Tribunais de Justiça.
FernandoSarian.com.br
PERGUNTA 8:
19
FernandoSarian.com.br
1
Pré-requisito: Estar
Profissionalmente
habilitado
2 3 4
Realizar um Curso de
Capacitação em
Perícia Judicial
Cadastramento nos
Tribunais de Justiça da
sua região
Conquistar sua 1ª
nomeação como Perito
4 PASSOS PARA SE TORNAR PERITO JUDICIAL
ESTAR
PROFISSIONALMENTE
HABILITADO
20
PASSO1
Preencher ao Pré-requisito:
Pré-requisito: Estar Profissionalmente Habilitado
21
FernandoSarian.com.br
1
PASSO1
FORMAÇÃO TÉCNICO-CIENTÎFICO
Você precisa ter formação com Curso Superior ou técnico, na sua área
de atuação, comprovando o domínio do conhecimento técnico-científico.
REGISTRO EM CONSELHO DE CLASSE
Além disso, o candidato a Perito Judicial, também precisa ter registro no
seu Conselho de Classe, como por exemplo: CREA, CRC, CRA, CRECI,
CRM, CAU, entre outros.
NOVO CPC (Código de Processo Civil)
De acordo com o novo CPC, em seu no Art. 156 §1 da Lei 13105/15 diz:
"§ 1º Os peritos serão nomeados entre os profissionais legalmente
habilitados e os órgãos técnicos ou científicos devidamente inscritos em
cadastro mantido pelo tribunal ao qual o juiz está vinculado".
Sendo assim, não existe mais a obrigatoriedade de nível superior.
REALIZAR UM CURSO
DE CAPACITAÇÃO EM
PERÍCIA JUDICIAL
22
PASSO2
Realizar um Curso de Capacitação em Perícia Judicial
23
FernandoSarian.com.br
PASSO2
Para ser Perito Judicial, além de conhecimento técnico-científico, você
precisa dominar os Trâmites Jurídicos da atividade de perito.
É desejavel que o Curso de Formação de Perito Judicial tenha:
2
FORMATO E CARGA HORÁRIA MÍNIMA
O curso pode ser realizado tanto de forma Online, como de forma
Presencial, e que possua preferencialmente, uma carga horária mínima
de 21 horas, já que alguns Tribunais de Justiça assim o exigem.
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÍNIMO
• Introdução ao Mercado de Perícias Judiciais
• Estrutura do Judiciário
• Processo Legal (Trâmites Jurídicos)
• Normais Legais e Ética Profissional
• Processo de Nomeação do Perito Judicial
• Cadastramento nos Tribunais
• Certificado de Conclusão do Curso de Perícia
24
PASSO3
CADASTRAMENTO NOS
TRIBUNAIS DE JUSTIÇA
DA SUA REGIÃO
Cadastramento nos Tribunais de Justiça da sua Região
25
FernandoSarian.com.br
PASSO3
Com o seu Certificado de Conclusão de Curso de Formação de Peritos
Judiciais em mãos, chegou a hora do seu cadastramento junto aos
Tribunais de Justiça.
ONDE SE CADASTRAR
Você poderá se cadastrar nos Tribunais da sua região: Tribunal de Justiça
Estadual, Tribunal Regional Federal e Tribunal Regional do Trabalho.
DOCUMENTOS
Você vai reunir os documentos necessários, que em geral são:
Curriculum Profissional, Cópia de Certidões, Declaração que não tem
vínculo de parentesco ou afinidade com o Juiz e servidores.
COMO SE CADASTRAR
De posse dos documentos deverá encaminhá-los via e-mail ou
presencialmente, para análise do setor responsável, e em alguns dias
terá seu cadastro ativo e apto a ser chamado para demandas de Perícias
Judiciais.
3
26
PASSO4
CONQUISTAR SUA
1ª NOMEAÇÃO
Conquistar sua 1ª Nomeação como Perito Judicial
27
FernandoSarian.com.br
PASSO4
Concluído os 3 passos anteriores, chegou a hora de Conquistar sua 1ª
nomeação como Perito.
A partir de agora, você tem 2 formas de agir:
(1) Forma Passiva - Ficar sentado esperando o juiz te nomear.
(2) Forma Ativa - Ser ativo no processo, gerando relacionamento dentro
sistema judiciário, que aumentarão suas chances de nomeação.
As longo dos meus 17 anos, atuando ativamente como Perito Judicial,
percebi que o judiciário está lotado de processos e sobrecarregado, e
ser um profissional que auxilie nas soluções, é um grande diferencial.
Por isso desenvolvi um método, que ensino meus alunos, a se
Posicionar como Perito Judicial, se apresentar nos Tribunais de forma
adequada e assertiva, se mostrando um Profissional Diferenciado, e
aumentando assim as oportunidades de nomeação em Perícias Judiciais.
4
CONCLUSÃO
28
FernandoSarian.com.br
Agora você já tem uma ideia melhor do mercado de Perícias Judicias, o que faz um
Perito, quanto pode ganhar, e os 4 Passos para se tornar Perito Judicial.
Possivelmente você deve estar se perguntando se vale a pena investir nessa nova
carreira ou não, e justamente para te ajudar, vou finalizar com:
▪ Área com Grande Demanda de Serviços
▪ Baixa Concorrência
▪ Flexibilidade de horários
▪ Excelente remuneração de honorários
▪ Possibilidade de ter atividades paralelas
▪ Reconhecimento pelo trabalho de perito
▪ Possibilidade de Adiantamento de Honorários
▪ Baixíssimo risco de inadimplência
▪ Ótima Oportunidade para profissionais nesse
momento de crise econômica
▪ A justiça não discrimina profissionais (faixa etária,
sexo, experiência profissional)
10 VANTAGENS DA PROFISSÃO DE PERITO JUDICIAL
Academia de Peritos FS
29
FernandoSarian.com.br
PASSO4
Aproveite e conheça a Academia de Peritos
Fernando Sarian, lá você encontra tudo que
precisa para ingressar com segurança na carreira
de Perito Judicial, com todo o nosso suporte.
Mais de 2.000 alunos de todo o Brasil já passaram
pelos nossos treinamentos presenciais e online.
Facebook
Instagram
Youtube
Linkedin
contato@fernandosarian.com.br
Conecte-se Conosco

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a E-book-Oficial.pdf

Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015
Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015
Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015Estratégia Concursos
 
Curso de Direito Penal para Concurso PCDF de Escrivão
Curso de Direito Penal para Concurso PCDF de EscrivãoCurso de Direito Penal para Concurso PCDF de Escrivão
Curso de Direito Penal para Concurso PCDF de EscrivãoEstratégia Concursos
 
Raio-X XIX Exame de Ordem
Raio-X XIX Exame de OrdemRaio-X XIX Exame de Ordem
Raio-X XIX Exame de OrdemRicardo Torques
 
Curso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de Auditor
Curso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de AuditorCurso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de Auditor
Curso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de AuditorEstratégia Concursos
 
Curso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de OrdemCurso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de OrdemEstratégia OAB
 
Os 8 mandamentos do investidor iniciante
Os 8 mandamentos do investidor inicianteOs 8 mandamentos do investidor iniciante
Os 8 mandamentos do investidor inicianteJairo Silva
 
Curso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJ
Curso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJCurso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJ
Curso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJEstratégia Concursos
 
Curso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de OrdemCurso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de OrdemEstratégia OAB
 
Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP
Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP
Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP Estratégia Concursos
 
Assuntos mais cobrados na OAB
Assuntos mais cobrados na OABAssuntos mais cobrados na OAB
Assuntos mais cobrados na OABConcurseira Silva
 
Simulado de inéditas - XV Exame
Simulado de inéditas - XV ExameSimulado de inéditas - XV Exame
Simulado de inéditas - XV Exame'Roberto Morgado
 
Regimento Interno para Concurso TST 2017
Regimento Interno para Concurso TST 2017Regimento Interno para Concurso TST 2017
Regimento Interno para Concurso TST 2017Estratégia Concursos
 
Projeto final recrutamento e seleção
Projeto final recrutamento e seleçãoProjeto final recrutamento e seleção
Projeto final recrutamento e seleçãoÉlida Tavares
 
Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3
Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3
Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3Estratégia Concursos
 

Semelhante a E-book-Oficial.pdf (20)

Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015
Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015
Curso Regimento Interno p/ TJDFT 2015
 
Curso de Direito Penal para Concurso PCDF de Escrivão
Curso de Direito Penal para Concurso PCDF de EscrivãoCurso de Direito Penal para Concurso PCDF de Escrivão
Curso de Direito Penal para Concurso PCDF de Escrivão
 
Como o Administrador pode se tornar um Perito Judicial
Como o Administrador pode se tornar um Perito JudicialComo o Administrador pode se tornar um Perito Judicial
Como o Administrador pode se tornar um Perito Judicial
 
Raio-X XIX Exame de Ordem
Raio-X XIX Exame de OrdemRaio-X XIX Exame de Ordem
Raio-X XIX Exame de Ordem
 
Curso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de Auditor
Curso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de AuditorCurso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de Auditor
Curso de Direito Previdenciário para Concurso TCDF de Auditor
 
Aula 00
Aula 00Aula 00
Aula 00
 
Curso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de OrdemCurso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Processual Civil para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
 
Os 8 mandamentos do investidor iniciante
Os 8 mandamentos do investidor inicianteOs 8 mandamentos do investidor iniciante
Os 8 mandamentos do investidor iniciante
 
Curso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJ
Curso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJCurso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJ
Curso de Direito Processual Civil para Concurso TJ-RJ
 
Curso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de OrdemCurso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
Curso de Direito Internacional para OAB 1ª Fase XXX Exame de Ordem
 
Aula 00
Aula 00Aula 00
Aula 00
 
Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP
Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP
Normas da Corregedoria Geral da Justiça p/ Concurso TJ-SP
 
Assuntos mais cobrados na OAB
Assuntos mais cobrados na OABAssuntos mais cobrados na OAB
Assuntos mais cobrados na OAB
 
Plano de Estudos TJSP
Plano de Estudos TJSPPlano de Estudos TJSP
Plano de Estudos TJSP
 
Simulado de inéditas - XV Exame
Simulado de inéditas - XV ExameSimulado de inéditas - XV Exame
Simulado de inéditas - XV Exame
 
Regimento Interno para Concurso TST 2017
Regimento Interno para Concurso TST 2017Regimento Interno para Concurso TST 2017
Regimento Interno para Concurso TST 2017
 
ETICA002
ETICA002ETICA002
ETICA002
 
Projeto final recrutamento e seleção
Projeto final recrutamento e seleçãoProjeto final recrutamento e seleção
Projeto final recrutamento e seleção
 
EBOOK GRÁTIS: "Como DOBRAR Suas Chances de Passar no Concurso dos Seus Sonhos!"
EBOOK GRÁTIS:  "Como DOBRAR Suas Chances de Passar no Concurso dos Seus Sonhos!"EBOOK GRÁTIS:  "Como DOBRAR Suas Chances de Passar no Concurso dos Seus Sonhos!"
EBOOK GRÁTIS: "Como DOBRAR Suas Chances de Passar no Concurso dos Seus Sonhos!"
 
Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3
Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3
Curso de Direito Civil para Concurso TRF 3
 

Mais de VilsonBernardoStollm

Manuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.ppt
Manuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.pptManuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.ppt
Manuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.pptVilsonBernardoStollm
 
A utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptx
A utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptxA utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptx
A utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptxVilsonBernardoStollm
 
PROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdf
PROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdfPROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdf
PROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdfVilsonBernardoStollm
 
Nova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptx
Nova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptxNova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptx
Nova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptxVilsonBernardoStollm
 
ADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdf
ADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdfADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdf
ADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdfVilsonBernardoStollm
 
A_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdf
A_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdfA_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdf
A_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdfVilsonBernardoStollm
 
BLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.ppt
BLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.pptBLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.ppt
BLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.pptVilsonBernardoStollm
 
5 Razes Para Voc Proteger Suas MOS.ppt
5  Razes  Para  Voc  Proteger  Suas  MOS.ppt5  Razes  Para  Voc  Proteger  Suas  MOS.ppt
5 Razes Para Voc Proteger Suas MOS.pptVilsonBernardoStollm
 
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdfa seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdfVilsonBernardoStollm
 
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdfa seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdfVilsonBernardoStollm
 
as ferramentas usadas na prevenção.pdf
as ferramentas usadas na prevenção.pdfas ferramentas usadas na prevenção.pdf
as ferramentas usadas na prevenção.pdfVilsonBernardoStollm
 
a importancia da inspecao de extintores.pdf
a importancia da inspecao de extintores.pdfa importancia da inspecao de extintores.pdf
a importancia da inspecao de extintores.pdfVilsonBernardoStollm
 

Mais de VilsonBernardoStollm (20)

Manuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.ppt
Manuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.pptManuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.ppt
Manuseio-de-Produtos-Quimicos_94d7ebdc92b14a72ad18614532e446ab.ppt
 
A utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptx
A utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptxA utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptx
A utilizao dos EPIS No espao de Trabalho.pptx
 
PROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdf
PROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdfPROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdf
PROTECAO CONTRA INCENDIO E EXPLOSOES.pdf
 
Apresentao_JLucioGeraldi_prep.pdf
Apresentao_JLucioGeraldi_prep.pdfApresentao_JLucioGeraldi_prep.pdf
Apresentao_JLucioGeraldi_prep.pdf
 
APR MANUTENO MECNICA.doc
APR MANUTENO MECNICA.docAPR MANUTENO MECNICA.doc
APR MANUTENO MECNICA.doc
 
MAPA RISCO POSTO.doc
MAPA RISCO POSTO.docMAPA RISCO POSTO.doc
MAPA RISCO POSTO.doc
 
Nova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptx
Nova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptxNova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptx
Nova_NR_18_a06b2957a1d9458fa2d44d693c76ed1f.pptx
 
ADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdf
ADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdfADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdf
ADMINISTRACAO_DE_RECURSOS_MATERIAIS (1).pdf
 
A_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdf
A_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdfA_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdf
A_LOGISTICA_EMPRESARIAL_VISTA_COMO_ESTRA (1).pdf
 
02 PCP.pdf
02 PCP.pdf02 PCP.pdf
02 PCP.pdf
 
BLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.ppt
BLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.pptBLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.ppt
BLOQUEIO-DE-FONTES-DE-ENERGIAS-NR10_cd95cb6a9513495482271f2e989811ef.ppt
 
5 Razes Para Voc Proteger Suas MOS.ppt
5  Razes  Para  Voc  Proteger  Suas  MOS.ppt5  Razes  Para  Voc  Proteger  Suas  MOS.ppt
5 Razes Para Voc Proteger Suas MOS.ppt
 
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdfa seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
 
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdfa seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
a seguranca do trabalho em minas de carvao.pdf
 
as ferramentas usadas na prevenção.pdf
as ferramentas usadas na prevenção.pdfas ferramentas usadas na prevenção.pdf
as ferramentas usadas na prevenção.pdf
 
acidentetrabalho.pdf
acidentetrabalho.pdfacidentetrabalho.pdf
acidentetrabalho.pdf
 
a importancia da inspecao de extintores.pdf
a importancia da inspecao de extintores.pdfa importancia da inspecao de extintores.pdf
a importancia da inspecao de extintores.pdf
 
4 ARTIGO CLASSE INCENDIOS.pdf
4 ARTIGO CLASSE INCENDIOS.pdf4 ARTIGO CLASSE INCENDIOS.pdf
4 ARTIGO CLASSE INCENDIOS.pdf
 
GRO_Comentado_16jun20.pdf
GRO_Comentado_16jun20.pdfGRO_Comentado_16jun20.pdf
GRO_Comentado_16jun20.pdf
 
CR 9060 - Hidráulico-br-02.pptx
CR 9060 - Hidráulico-br-02.pptxCR 9060 - Hidráulico-br-02.pptx
CR 9060 - Hidráulico-br-02.pptx
 

Último

Palestra NR12 Segurança em Máquinas e Equipamentos
Palestra NR12 Segurança em Máquinas e EquipamentosPalestra NR12 Segurança em Máquinas e Equipamentos
Palestra NR12 Segurança em Máquinas e EquipamentosLucasMonteiro551753
 
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdfpdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdfrwewerw
 
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdf
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdfIntegração_de__Segurança do Trabalho.pdf
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdfEderAlexandre7
 
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdf
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdfAteliê de costura trabalho final apresentação.pdf
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdfJaquelineMoura42
 
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptxProposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptxWiliamArmandoHarisso
 
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slidesAula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slidesAntonioJhennysonSouz1
 
treinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plásticatreinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plásticaleilannygaldino
 

Último (7)

Palestra NR12 Segurança em Máquinas e Equipamentos
Palestra NR12 Segurança em Máquinas e EquipamentosPalestra NR12 Segurança em Máquinas e Equipamentos
Palestra NR12 Segurança em Máquinas e Equipamentos
 
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdfpdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
pdfcoffee.com_cod1122-treinamento-de-paleteira-eletrica-pdf-free (1).pdf
 
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdf
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdfIntegração_de__Segurança do Trabalho.pdf
Integração_de__Segurança do Trabalho.pdf
 
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdf
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdfAteliê de costura trabalho final apresentação.pdf
Ateliê de costura trabalho final apresentação.pdf
 
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptxProposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
Proposta de dimensionamento. PROJETO DO CURSO 2023.pptx
 
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slidesAula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
Aula Estruturas de concreto I - apresentaçaõ em slides
 
treinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plásticatreinamento de moldagem por injeção plástica
treinamento de moldagem por injeção plástica
 

E-book-Oficial.pdf

  • 1.
  • 2. Palavras do Autor ..................................................................................................................... 8 Perguntas Frequentes sobre Perícia Judicial ..................................................................... Pergunta 1. O que faz exatamente um perito judicial? .............................................. Pergunta 2. Quem pode ser Perito Judicial? ................................................................ Pergunta 3. Quanto pode ganhar um perito judicial? ................................................ Pergunta 4. Onde e como atua um Perito Judicial ? ................................................... Pergunta 5. Vale a pena ser Perito Judicial? Quais as vantagens? ............................ Pergunta 6. Para atuar na área precisa prestar concurso? ........................................ Pergunta 7. Como é o Mercado de trabalho de Perícias ? ......................................... Pergunta 8. É necessário realizar Curso de formação para ser Perito ? .................. 4 PASSOS para se tornar Perito Judicial ................................................................................ Passo 1 - Pré-requisito: Estar profissionalmente habilitado ...................................... Passo 2 - Realizar um Curso de capacitação em Perícia Judicial ............................... Passo 3 - Cadastramento nos Tribunais de Justiça da sua região ............................. Passo 4 - Conquistar sua 1ª nomeação como Perito .................................................. Conclusão ................................................................................................................................. Academia de Peritos Fernando Sarian .................................................................................. ÍNDICE 2 05 06 12 14 15 16 17 18 19 20 22 24 26 03 04 FernandoSarian.com.br 28 29
  • 3. PALAVRAS DO AUTOR: Se você está lendo este e-book é porque se interessou de alguma forma pelo mercado de perícias ou tem curiosidade em saber o que extamente faz e como atua um Perito Judicial. Eu sou o Prof. Fernando Sarian, formador e orientador de peritos judiciais, com duas graduações acadêmicas: Engenheira Civil e Direito, além de vasta formação em áreas afins. Ao longo de 17 anos como perito judicial elaborei pessoalmente mais de 500 laudos, bem como formei mais de 2.000 alunos em todo o Brasil na área de perícia judicial. Este Livro Digital foi escrito exclusivamente para você que busca informações sobre o mundo das Perícias Judiciais, espero que você encontre o que procura. Tenha uma ótima leitura. Fernando Sarian Prof. e Perito Judicial 3 FernandoSarian.com.br
  • 4. 8 PERGUNTAS MAIS FREQUENTES Antes de começarmos diretamente com os 4 passos, quero te apresentar as 8 perguntas e respostas mais frequentes, feitas por meus alunos, no momento em que estão começando no mercado de Perícias Judiciais. Só essas 8 Perguntas já irão esclarecer muito sobre a realidade do Perito Judicial. 1 O que faz exatamente um perito judicial? Quem pode ser Perito Judicial? Quanto pode ganhar um perito judicial? Onde e como atua um Perito Judicial ? Vale a pena ser Perito Judicial? Quais as vantagens? Para atuar na área precisa prestar concurso? Como é o Mercado de trabalho de Perícias ? É necessário realizar Curso de formação para ser Perito ? 2 3 4 5 6 7 8 4 FernandoSarian.com.br
  • 5. O QUE FAZ EXATAMENTE UM PERITO JUDICIAL? PERITO JUDICIAL O Perito Judicial é o auxiliar da justiça, sendo o profissional técnico ou especialista, nomeado pelo juiz para elaborar laudos técnicos que auxiliem o Magistrado nas tomadas de decisões que necessitam de prova técnica (perícia). LAUDO TÉCNICO O laudo técnico é escrito e assinado pelo Perito Judicial e passa a ser uma das peças (prova técnica) que compõem o processo judicial. JUIZ No poder judiciário, o juiz tem o papel de julgar mediante as leis, e não tem a obrigação de conhecer por exemplo assuntos ligados a: medicina, engenharia, contabilidade, e tantos outros... E sempre que um processo judicial necessitar de Perícia, o juiz nomea um Perito Judicial para dar seu parecer técnico. 5 FernandoSarian.com.br PERGUNTA 1:
  • 6. QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL? A JUSTIÇA NÃO FAZ DISCRIMINAÇÃO O mercado de perícias, embora não seja muito popular e as vezes desconhecido pelo grande público, é muito vasto, e não tem discriminação quanto a sexo, idade ou experiência no mercado de trabalho. ÚNICO PRÉ-REQUISITO O único pré-requisito é que o candidato a se tornar Perito Judicial, tenha formação técnica ou acadêmica, legalmente habilitado em seu Conselho de Classe: CREA, CRECI, CRA, CRM, CAU, etc., dominando o conhecimento na sua respectiva área de atuação. 6 TIPOS DE PROFISSIONAIS ▪ Recém Formados ▪ Celetistas (CLT) ou Funcionários Públicos ▪ Profissionais Liberais ▪ Aposentados FernandoSarian.com.br PERGUNTA 2:
  • 7. QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL? ÁREAS DE ATUAÇÃO PARA PERITOS JUDICIAIS Existe oportunidades de atuação para Peritos Judiciais, em praticamente todas as áreas e profissões. A seguir listamos algumas áreas muito requisitadas pelo judiciário, com demanda de Perícias Judiciais: 7 Engenharia: Civil, Elétrica, Eletrônica, Agrônoma, Agrícola, Ambiental, Mecânica, Aeronáutica, De Produção, Cartográfica, Controle e Automação, Industrial, Acústica Saúde: Médicos Clínicos Gerais, Neurologia, Cardiologia, Pediatria, Otorrinolaringologia, Psicólogos, Psiquiatras, Assistentes Sociais, Enfermeiros, Biomédicos, Dentistas, Cirurgiões- Dentistas, Fisioterapeutas, Fonoaudiólogos, Nutricionistas Diversos: Contadores, Advogados, Administradores, Economistas, Agrimensor, Arquitetos, Biólogos, Corretores de Imóveis, Corretores de Seguros, Geólogos, Veterinários, Oceanógrafos, Químicos, Técnicos Agrícolas, Técnicos em Segurança do Trabalho, Tradutores e Interpretes (Libras), Zootecnistas, Tecnologia da Informação FernandoSarian.com.br PERGUNTA 2:
  • 8. QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL? RECÉM FORMADOS Assim como os aposentados sofrem restrições de idade, no mercado de trabalho, os recém formados sofrem pela falta de experiência. Alguns tribunais de justiça como o de São Paulo, por exemplo, não exigem experiência profissional mínima para atuação como Perito. Sendo assim, a Perícia Judicial também é uma grande oportunidade para o recém-formado em início de carreira. 8 FernandoSarian.com.br PERGUNTA 2: Outros Tribunais de Justiça como por exemplo: do Rio de Janeiro, e de Minas Gerais pedem experiência mínima de 2 (dois) e 3 (três) anos respectivamente. Desta forma, é importante verificar as particularidades de cadastro de cada região.
  • 9. QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL? CELETISTAS (CLT) OU FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS Como a atividade de Perito Judicial não exige um horário formal de trabalho, o Profissional empregado em regime (CLT), ou mesmo funcionário público, pode atuar como Perito Judicial, bastando apenas ter disponibilidade para executar sua atividade como perito nos horários previamente agendados pelo profissional. Aumentando assim seus rendimentos. 9 FernandoSarian.com.br PERGUNTA 2:
  • 10. QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL? PROFISSIONAIS LIBERAIS O Profissional Liberal é um autônomo, que auto gerencia seu tempo e recursos, estando sempre em busca de novas oportunidades no mercado. Sendo assim, a atividade de Perito Judicial agrega muito ao Profissional Liberal, uma vez que poderá exercê-la sem prejudicar sua atividade principal, abrindo um leque de novas oportunidades e consequentemente aumentando sua renda. Principalmente nesse momento de crise que o Brasil vem passando. 10 FernandoSarian.com.br PERGUNTA 2:
  • 11. QUEM PODE SER PERITO JUDICIAL? APOSENTADOS Embora a expectativa de vida dos brasileiros venha crescendo, de forma geral o mercado de trabalho é implacável com quem já passou dos 50, e depender só da aposentadoria pode ser frustrante. Sendo assim, os aposentados tem na Perícia Judicial uma grande oportunidade de explorar sua experiência profissional, sem as restrições de idade impostas pelo mercado convencional. Para os aposentados a Perícia Judicial é uma ótima oportunidade de levar a vida, conservando a autoestima, aumentando seus rendimentos, e recebendo respeitável reconhecimento pelo seu trabalho. 11 FernandoSarian.com.br PERGUNTA 2:
  • 12. QUANTO PODE GANHAR UM PERITO JUDICIAL? 12 Um perito judicial não tem um salário fixo, ele é um profissional liberal que recebe honorários de acordo com os tipos e quantidade de Perícias Judiciais em que for nomeado. EXISTE 3 TIPOS PRINCIPAIS DE PERÍCIAS JUDICIAIS: ▪ Perícia em Justiça Gratuita – Honorários de R$ 400,00 à R$ 500,00 ▪ Perícia em Valores já sumulados – Honorários de R$ 3.000,00 à R$ 4.000,00 ▪ Perícia sob Demanda - Nesse caso o Perito Judicial analisa o caso, e elabora os valores de seus honorários antes de executar a perícia. Uma vez aceito os honorários pelo Juiz, e feito o depósito das partes, o pagamento será líquido e certo. E dependendo da complexidade e natureza do processo, os valores poderão chegar a milhares de reais. FernandoSarian.com.br PERGUNTA 3:
  • 13. QUANTO PODE GANHAR UM PERITO JUDICIAL? EXEMPLO DE HONORÁRIOS DE UM PERITO JUDICIAL Para ficar mais claro, vamos pegar um exemplo típico, tomando por base perícias com valores sumulados com honorários médios de R$ 3.500,00. Considerando que o perito realize uma média de apenas 5 perícias por mês teremos o valor de: 3.500,00 x 5 = R$ 17.500,00 Os valores são bem atrativos se comparados com o mercado de trabalho tradicional. 13 ASSISTENTE TÉCNICO E além de atuar como Perito Judicial que é nomeado pelo juiz, o profissional também poderá atuar em outros processos como Assistente Técnico, que pode ser contratado tanto pelo autor como pelo réu, aumentando assim suas fontes de receita. MEU MAIOR RECEBIMENTO DE HONORÁRIOS Há alguns anos atrás tive um caso em que os honorários de um único processo chegou a 6 dígitos. FernandoSarian.com.br PERGUNTA 3:
  • 14. ONDE E COMO ATUA UM PERITO JUDICIAL? 14 COMO ATUA O PERITO Sua principal função é fazer vistorias ou exame em documentos e pessoas, emitindo laudos técnicos e se comunica no processo através de petições escritas. Um Perito Judicial é um profissional liberal, que não precisa cumprir horário formal, tem total flexibilidade de horários, tanto que pode inclusive ter outras atividades paralelas. ONDE ATUA O PERITO O Perito Judicial atua junto aos fóruns nas instâncias da Justiça Federal, Justiça Estadual e Justiça do Trabalho. Constantemente dirige-se aos cartórios das respectivas varas, retira e entrega processos, recebe intimações, faz pedidos de adiantamento de honorários, mas não cumpre expediente no fórum. Fora desse ambiente o Perito pode atuar no seu escritório particular ou até mesmo a partir de sua casa, tendo o horário muito flexível. FernandoSarian.com.br PERGUNTA 4:
  • 15. VALE A PENA SER PERITO JUDICIAL? QUAIS AS VANTAGENS? 15 Você já deve ter percebido que o mercado de Perícias Judiciais é pouco conhecido, principalmente porque poucas pessoas tomam conhecimento do trabalho do perito: as partes envolvidas no processo, juízes e advogados. Entretanto isso não quer dizer que seja um mercado restrito, e sim, apenas pouco conhecido. 10 VANTAGENS DA PROFISSÃO DE PERITO JUDICIAL ▪ Área com Grande Demanda de Serviços ▪ Baixa Concorrência ▪ Flexibilidade de horários ▪ Excelente remuneração de honorários ▪ Possibilidade de ter atividades paralelas ▪ Reconhecimento pelo trabalho de perito ▪ Possibilidade de Adiantamento de Honorários ▪ Baixíssimo risco de inadimplência ▪ Ótima Oportunidade para profissionais nesse momento de crise econômica ▪ A justiça não discrimina profissionais (faixa etária, sexo, experiência profissional) FernandoSarian.com.br PERGUNTA 5:
  • 16. PARAATUAR NAÁREA DE PERÍCIAS JUDICIAIS PRECISA PRESTAR CONCURSO PÚBLICO? 16 FernandoSarian.com.br A Resposta é Não! PERITO NÃO É UM SERVIDOR PÚBLICO Não é necessário prestar concurso público para ingressar na carreira de Perito Judicial, porque o perito é um Profissional Liberal Autônomo, que presta serviços ao Poder Judiciário, através dos processos judiciais em que for nomeado. FORMAÇÃO COMO PERITO JUDICIAL Nesse caso uma Formação como Perito Judicial, estando bem preparado será um grande diferencial para ter sucesso na carreira de perito. PRECISA ESTAR PROFISSIONALMENTE HABILITADO O Perito precisa apenas estar profissionalmente habilitado, e capacitado para atuar como perito dentro dos trâmites jurídicos. PERGUNTA 6:
  • 17. COMO É O MERCADO DE PERÍCIAS JUDICIAIS? 17 MERCADO POUCO CONHECIDO A primeira coisa que você deve ter em mente, é que o mercado de perícias é pouco conhecido, dessa forma, a profissão de perito judicial também é pouco conhecida, e quase nada sobre perícias é abordado nas universidades, no âmbito técnico- científico. MERCADO DE BAIXA CONCORRÊNCIA Justamente por ser um mercado pouco conhecido, acaba sendo um mercado de baixa concorrência, dirigido apenas a poucos profissionais que se capacitam para este fim. 3,6 MILHÕES DE PERÍCIAS POR ANO (ALTA DEMANDA) Cerca de 18 milhões de processos judiciais são protocolados todos os anos na Justiça Comum segundo fontes do CNJ (Conselho Nacional de Justiça). Estima-se que desses 18 milhões de processos, pelo menos 20% necessitem de laudo pericial, o que totaliza 3,6 milhões de perícias, que demandam de Peritos Judiciais e Assistentes Técnicos. FernandoSarian.com.br PERGUNTA 7:
  • 18. É NECESSÁRIO REALIZAR ALGUM CURSO DE FORMAÇÃO PARA SER PERITO ? 18 A Resposta é SIM! Você precisa fazer um Curso de Formação em Perícia Judicial, por 2 motivos: PRIMEIRO MOTIVO: Você como profissional na sua área de atuação, detém o conhecimento técnico- científico, mas não conhece os trâmites jurídicos que o perito exerce nos Tribunais de Justiça. SEGUNDO MOTIVO: Alguns Tribunais de Justiça exigem a apresentação do Certificado de Conclusão de Curso de Capacitação de Perito Judicial, com no mínimo 21 horas de duração. Este curso pode ser tanto Online, no formato EAD (Ensino à Distância), como presencial. SOBRE O CURSO DE FORMAÇÃO DE PERITOS JUDICIAS Trata-se de um Curso Livre, fora da grade acadêmica, e que não tem a necessidade de ser reconhecido pelo MEC. Basta que o curso seja reconhecido e aceito pelos Tribunais de Justiça. FernandoSarian.com.br PERGUNTA 8:
  • 19. 19 FernandoSarian.com.br 1 Pré-requisito: Estar Profissionalmente habilitado 2 3 4 Realizar um Curso de Capacitação em Perícia Judicial Cadastramento nos Tribunais de Justiça da sua região Conquistar sua 1ª nomeação como Perito 4 PASSOS PARA SE TORNAR PERITO JUDICIAL
  • 21. Pré-requisito: Estar Profissionalmente Habilitado 21 FernandoSarian.com.br 1 PASSO1 FORMAÇÃO TÉCNICO-CIENTÎFICO Você precisa ter formação com Curso Superior ou técnico, na sua área de atuação, comprovando o domínio do conhecimento técnico-científico. REGISTRO EM CONSELHO DE CLASSE Além disso, o candidato a Perito Judicial, também precisa ter registro no seu Conselho de Classe, como por exemplo: CREA, CRC, CRA, CRECI, CRM, CAU, entre outros. NOVO CPC (Código de Processo Civil) De acordo com o novo CPC, em seu no Art. 156 §1 da Lei 13105/15 diz: "§ 1º Os peritos serão nomeados entre os profissionais legalmente habilitados e os órgãos técnicos ou científicos devidamente inscritos em cadastro mantido pelo tribunal ao qual o juiz está vinculado". Sendo assim, não existe mais a obrigatoriedade de nível superior.
  • 22. REALIZAR UM CURSO DE CAPACITAÇÃO EM PERÍCIA JUDICIAL 22 PASSO2
  • 23. Realizar um Curso de Capacitação em Perícia Judicial 23 FernandoSarian.com.br PASSO2 Para ser Perito Judicial, além de conhecimento técnico-científico, você precisa dominar os Trâmites Jurídicos da atividade de perito. É desejavel que o Curso de Formação de Perito Judicial tenha: 2 FORMATO E CARGA HORÁRIA MÍNIMA O curso pode ser realizado tanto de forma Online, como de forma Presencial, e que possua preferencialmente, uma carga horária mínima de 21 horas, já que alguns Tribunais de Justiça assim o exigem. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO MÍNIMO • Introdução ao Mercado de Perícias Judiciais • Estrutura do Judiciário • Processo Legal (Trâmites Jurídicos) • Normais Legais e Ética Profissional • Processo de Nomeação do Perito Judicial • Cadastramento nos Tribunais • Certificado de Conclusão do Curso de Perícia
  • 24. 24 PASSO3 CADASTRAMENTO NOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DA SUA REGIÃO
  • 25. Cadastramento nos Tribunais de Justiça da sua Região 25 FernandoSarian.com.br PASSO3 Com o seu Certificado de Conclusão de Curso de Formação de Peritos Judiciais em mãos, chegou a hora do seu cadastramento junto aos Tribunais de Justiça. ONDE SE CADASTRAR Você poderá se cadastrar nos Tribunais da sua região: Tribunal de Justiça Estadual, Tribunal Regional Federal e Tribunal Regional do Trabalho. DOCUMENTOS Você vai reunir os documentos necessários, que em geral são: Curriculum Profissional, Cópia de Certidões, Declaração que não tem vínculo de parentesco ou afinidade com o Juiz e servidores. COMO SE CADASTRAR De posse dos documentos deverá encaminhá-los via e-mail ou presencialmente, para análise do setor responsável, e em alguns dias terá seu cadastro ativo e apto a ser chamado para demandas de Perícias Judiciais. 3
  • 27. Conquistar sua 1ª Nomeação como Perito Judicial 27 FernandoSarian.com.br PASSO4 Concluído os 3 passos anteriores, chegou a hora de Conquistar sua 1ª nomeação como Perito. A partir de agora, você tem 2 formas de agir: (1) Forma Passiva - Ficar sentado esperando o juiz te nomear. (2) Forma Ativa - Ser ativo no processo, gerando relacionamento dentro sistema judiciário, que aumentarão suas chances de nomeação. As longo dos meus 17 anos, atuando ativamente como Perito Judicial, percebi que o judiciário está lotado de processos e sobrecarregado, e ser um profissional que auxilie nas soluções, é um grande diferencial. Por isso desenvolvi um método, que ensino meus alunos, a se Posicionar como Perito Judicial, se apresentar nos Tribunais de forma adequada e assertiva, se mostrando um Profissional Diferenciado, e aumentando assim as oportunidades de nomeação em Perícias Judiciais. 4
  • 28. CONCLUSÃO 28 FernandoSarian.com.br Agora você já tem uma ideia melhor do mercado de Perícias Judicias, o que faz um Perito, quanto pode ganhar, e os 4 Passos para se tornar Perito Judicial. Possivelmente você deve estar se perguntando se vale a pena investir nessa nova carreira ou não, e justamente para te ajudar, vou finalizar com: ▪ Área com Grande Demanda de Serviços ▪ Baixa Concorrência ▪ Flexibilidade de horários ▪ Excelente remuneração de honorários ▪ Possibilidade de ter atividades paralelas ▪ Reconhecimento pelo trabalho de perito ▪ Possibilidade de Adiantamento de Honorários ▪ Baixíssimo risco de inadimplência ▪ Ótima Oportunidade para profissionais nesse momento de crise econômica ▪ A justiça não discrimina profissionais (faixa etária, sexo, experiência profissional) 10 VANTAGENS DA PROFISSÃO DE PERITO JUDICIAL
  • 29. Academia de Peritos FS 29 FernandoSarian.com.br PASSO4 Aproveite e conheça a Academia de Peritos Fernando Sarian, lá você encontra tudo que precisa para ingressar com segurança na carreira de Perito Judicial, com todo o nosso suporte. Mais de 2.000 alunos de todo o Brasil já passaram pelos nossos treinamentos presenciais e online. Facebook Instagram Youtube Linkedin contato@fernandosarian.com.br Conecte-se Conosco