Magnetismo histórico e imãs

1.836 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.836
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Magnetismo histórico e imãs

  1. 1. Componentes: Allana Magalhães n°01 Andreza de Paula n°04 Evandro Bacelar n°15 Flaviana Alves n°16 Fª Hilderlane Pinto n°17 Tiago Rodrigues nº34
  2. 2.  Há mais de 2500 anos, os gregos sabiam da existência de um certo tipo de pedra (hoje chamada de magnetita ou ímã permanente ) que atraíam pedaços de ferro. Magnetita • Na China, no século Ι a.C., observou-se que um imã suspenso por um fio (ou flutuando sobre a água), tende a orientar-se na direção norte-sul terrestre. Isto deu origem à Bússola .
  3. 3. • Em 1260 , o francês Petrus Peregrinus observou que, as extremidades de um imã possuem um poder maior de atração pelo ferro: são os polos magnéticos; • Em 1600 , William Gilbert descobriu que a Terra era um ímã natural com polos magnéticos próximos aos pólos norte e sul geográficos; • Em 1920 descobriu-se o imã do tipo ALNICO. • Em 1950 descobriu-se o ímã do tipo FERRITE. • Em 1970 descobriu-se o ímã do tipo SAMÁRIO-COBALTO. • Em 1980 descobriu-se o ímã do tipo NEODMIO-FERRO- BORO.
  4. 4. • O magnetismo é a expressão de uma forma de energia, normalmente associada a forças de atração e de repulsão entre alguns tipos particulares de materiais, chamados de Ímãs. A palavra “ímã” vem do francês aimant que significa “amante”, em relação à sua característica de atração. Os imãs são definidos como objetos capazes de provocar um campo magnético. Tipos de Imãs 1. NATURAL - Feito de minerais com substâncias magnéticas (magnetita). 2. ARTIFICIAL - Obtido através de um processo de imantação, é feito de um material sem propriedades magnéticas, mas que pode adquirir permanentemente ou instantaneamente características de um imã natural.
  5. 5.  Os imãs artificiais são subdivididos em: permanentes, temporários ou eletroímãs. 1. PERMANENTE - É feito de material capaz de manter as propriedades magnéticas mesmo após cessar o processo de imantação. 2. TEMPORÁRIO - Tem propriedades magnéticas apenas enquanto se encontra sob ação de outro campo magnético. 3. ELETROÍMÃ - É um dispositivo composto de um condutor por onde circula corrente elétrica e um núcleo, normalmente de ferro.
  6. 6. • Toda substância magnética é composta de ímãs muito pequenos, chamados de Ímãs Elementares. Segundo a teoria de Weber temos os seguintes materiais: 1. MAGNÉTICOS - são aqueles que permitem a orientação dos seus imãs elementares. Exemplos: ferro, níquel e algumas ligas metálicas, como o aço. 2. NÃO-MAGNÉTICOS - são aqueles que não permitem a orientação dos seus imãs elementares. Exemplos: alumínio, madeira, plástico, entre outros.
  7. 7. Barra de ferro sendo magnetizada.
  8. 8. 1. Polos magnéticos - Regiões onde as interações magnéticas são mais intensas. Suspendendo-se um ímã de forma que ele possa girar livremente, ele toma aproximadamente a direção Norte-Sul geográfica. Polo norte magnético – norte geográfico. Polo sul magnético – sul geográfico.
  9. 9. 2. Atração e Repulsão Polos magnéticos de mesmo nome se repelem e polos magnéticos de nomes diferentes se atraem.
  10. 10.  A terra é um gigantesco ímã, onde o polo Sul geográfico corresponde ao seu polo Norte magnético e o polo Norte geográfico corresponde ao polo Sul magnético. O polo sul magnético encontra-se no Canadá, a cerca de 1 300 km do polo norte geográfico, e seu polo norte magnético está na costa do continente antártico .
  11. 11.  Em 1750, o geólogo e astrônomo inglês John Michell (1724- 1793) concluiu a seguinte lei: Dois polos magnéticos se atraem ou se repelem na razão inversa do quadrado da distância que os separa. Se uma força de interação F é estabelecida a uma distância d, ao dobrarmos esta distância a força observada será igual a uma quarta parte da anterior F/4. E assim sucessivamente.
  12. 12. 3. Inseparabilidade dos polos - Fenômeno que evidencia que os pólos de um ímã são inseparáveis. Esse processo de divisão pode continuar até que se obtenham átomos, que tem a propriedade de um ímã (ímãs elementares).
  13. 13. 1. (UFB) Pares de imãs em forma de barra são dispostos conforme indicam as figuras a seguir: A letra N indica o polo Norte e o S o polo Sul de cada uma das barras. Entre os imãs de cada um dos pares anteriores (a) , (b) e (c) ocorrerão, respectivamente, forças de: a) atração, repulsão, repulsão; b) atração, atração, repulsão; c) atração, repulsão, atração; d) repulsão, repulsão, atração; e) repulsão, atração, atração.
  14. 14. 2. (FUVEST) A figura I adiante representa um imã permanente em forma de barra, onde N e S indicam, respectivamente, pólos norte e sul. Suponha que a barra seja dividida em três pedaços, como mostra a figura II. Colocando lado a lado os dois pedaços extremos, como indicado na figura III, é correto afirmar que eles a) se atrairão, pois A é polo norte e B é polo sul. b) se atrairão, pois A é polo sul e B é polo norte. c) se repelirão, pois A é polo norte e B é polo sul. d) se repelirão, pois A é polo sul e B é polo norte.
  15. 15. 3. (UFSC) Uma bússola aponta aproximadamente para o Norte geográfico porque: I) o Norte geográfico é aproximadamente o norte magnético II) o Norte geográfico é aproximadamente o sul magnético III) o Sul geográfico é aproximadamente o norte magnético IV) o sul geográfico é aproximadamente o sul magnético Está(ão) correta(s): a) II e III b) I e IV c) somente II d) somente III e) somente IV
  16. 16. 1. Deslizar varias vezes em uma agulha de costura, sempre no mesmo sentido, o mesmo polo de um imã. 2. Espetar a agulha em um tablete de isopor e coloque o sistema para flutuar na água de um recipiente que não seja de ferro. 3. Observe que a agulha tente sempre a se alinhar em uma mesma direção, que é, aproximadamente, a direção norte- sul geográfica.
  17. 17. □ Repentinamente a Terra parou de realizar seu movimento de rotação, devido a uma força ainda desconhecida que está agindo sobre o planeta. A paralisação traz consequências desastrosas para o planeta, já que proporciona a deterioração do magnetismo da Terra e, consequentemente, também de sua atmosfera. Para tentar descobrir o que está havendo e resolver a crise o geofísico Josh Keyes (Aaron Eckhart) escala uma equipe com alguns dos mais brilhantes cientistas do planeta, que tem por missão ir até o núcleo da Terra para reativar a rotação do planeta.

×