Mário de Andrade 
Biografia resumida
1893 - 1945
Mário de Andrade: 
• Músico 
• Poeta 
• Escritor 
• Pesquisador 
• Um dos idealizadores da semana de arte 
moderna(1922). ...
• 1904 – Escreve seu primeiro poema. 
• 1909 – Conclui o curso em ciências e letras, no 
ano seguinte cursa primeiro ano n...
• 1917 – Morte do pai e publicação de seu primeiro 
livro: “ Há uma gota de sangue em cada poema “. 
Deste ano até 1921 fa...
Algumas de suas obras: 
• Há uma gota de sangue em cada 
poema(1917) 
• Paulicéia Desvairada(1922) 
• A escrava que não é ...
Macunaíma 
O herói sem nenhum caráter.
Macunaíma: 
- Livro publicado em 1928. 
(Síntese a partir de contos e tradições orais, por 
isso também é chamado rapsódia...
Capítulos: los 
• I Macunaima, 
• II Maioridade. 
• III Ci, mãe do mato. 
• IV Boiúna Luna. 
• V Piaimã. 
• VI A francesa ...
Capítulos: 
• VII Vei, a Sol. 
• IX Carta pras icamiabas. 
• X Pauí-Pódole. 
• XI A velha Ceiuci. 
• XII Tequeteque, Chupi...
Síntese dos primeiros capítulos: 
• O narrador inicia o livro contando o 
nascimento do herói: “ No fundo do mato-virgem, ...
Capítulo 3: 
(...) Macunaíma parte em peregrinação, 
adentrando a mata, junto aos 2 irmãos Maanape 
e Jiguê com sua nova c...
Boiuna Luna: 
Mito indígena do nascimento da lua, 
recontado, por Mário: É o primeiro ato 
heróico de Macunaíma ao enfrent...
Boiuna Luna: 
Ela então conta ao herói como seu amado 
fora morto pela cobra boiuna capei, Macunaíma 
promete vinga-la, lo...
Curiosidades: 
Macunaíma sofre duas mortes durante a 
história: No capítulo 5 quando enfrenta pela 
primeira vez o gigante...
Curiosidades: 
• Muiraquitã é uma pedra preciosa, tradicional na 
lenda indígena quando as amazonas 
enamoravam-se a dava ...
Continuação da síntese: 
• No capitulo seguinte o herói descobre que sua 
muiraquitã foi parar nas mãos de Venceslau 
Piet...
Piaimã: 
Antes do primeiro conflito com Venceslau 
Pìetro Pietra ocorre a conhecida cena do 
banho em que o herói torna-se...
Capítulo VIII: 
• Leitura
Pacuera de Oibê: 
• ...Macunaíma vence Venceslau Pietro Pietra 
derrubando-o em uma panela fervente de molho de 
macarrão ...
Continuação: 
• (...) ali ele prepara uma refeição para si, os 
dois travam conversa, Ele pergunta se o herói 
tem fome, M...
(...) 
Ocorre uma longa perseguição de Oibê 
que descobre que Macunaíma lhe comera o 
assado, este vai vomitando tudo pelo...
Último capítulo: 
Morte ou imortalidade?
Vídeos: 
• Parte 6: 
http://www.youtube.com/watch?v=mry_Z0DKO 
98 
• Parte 7: 
http://www.youtube.com/watch?v=pyDQIhwNl 
w...
Referências: 
• www.releituras.com.br (biografia) 
• www.slideshare.net(obra)
Indicações bibliograficas: 
• Grande Sertão Veredas – Guimarães Rosa. 
• Macunaíma – Mário de Andrade. 
• Patativa do Assa...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Macunaíma uma experiência literária

602 visualizações

Publicada em

Slides utilizados na minha apresentação na Semana da educação na Faculdade de Americana ocorrida do dia 20 ao dia 25 de Outubro de 2014.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Macunaíma uma experiência literária

  1. 1. Mário de Andrade Biografia resumida
  2. 2. 1893 - 1945
  3. 3. Mário de Andrade: • Músico • Poeta • Escritor • Pesquisador • Um dos idealizadores da semana de arte moderna(1922). • Tendo aproximadamente 28 livros escritos dentre os quais se destacam: Macunaíma obra que será abordada neste trabalho.
  4. 4. • 1904 – Escreve seu primeiro poema. • 1909 – Conclui o curso em ciências e letras, no ano seguinte cursa primeiro ano na faculdade de filosofia e letras de São Paulo. • 1911 – Inicia estudos no conservatório dramático e musical de São Paulo. (Concluindo em 1915) • 1914 – Morre seu irmão Renato.
  5. 5. • 1917 – Morte do pai e publicação de seu primeiro livro: “ Há uma gota de sangue em cada poema “. Deste ano até 1921 faz viagens a minas tomando contato com a arte barroca, e escreve diversas publicações em jornais. • 1922 – Participação na semana de arte moderna de 13 a 18 de fevereiro. • 1926 – Férias em Araraquara onde inicia o a escrita de Macunaíma que será publicado dois anos depois.
  6. 6. Algumas de suas obras: • Há uma gota de sangue em cada poema(1917) • Paulicéia Desvairada(1922) • A escrava que não é Isaura(1925) • Losango Cáqui(1926) • Amar Verbo Intransitivo(1927) Site: www.releituras.com.br
  7. 7. Macunaíma O herói sem nenhum caráter.
  8. 8. Macunaíma: - Livro publicado em 1928. (Síntese a partir de contos e tradições orais, por isso também é chamado rapsódia). - Características: Alegorias, mitos e lendas indígenas.
  9. 9. Capítulos: los • I Macunaima, • II Maioridade. • III Ci, mãe do mato. • IV Boiúna Luna. • V Piaimã. • VI A francesa e o Gigante. • VII Macumba.
  10. 10. Capítulos: • VII Vei, a Sol. • IX Carta pras icamiabas. • X Pauí-Pódole. • XI A velha Ceiuci. • XII Tequeteque, Chupinzão e a injustiça dos homens. • XIII A piolhenta do Jiguê. • XIV Muiraquitã. • XV A pacuera de Oibê. • XVI Uraricoera. • XVII Ursa Maior.
  11. 11. Síntese dos primeiros capítulos: • O narrador inicia o livro contando o nascimento do herói: “ No fundo do mato-virgem, nasceu Macunaíma herói de nossa gente (...) “. Seus primeiros anos de idade, e as “ brincadeiras “ com a companheira de seu irmão Sofará. O herói engana os irmãos e a mãe roubando-lhes comida, encontra o Currupira que o persegue. No capítulo seguinte (Maioridade) com a morte dá mãe (...)
  12. 12. Capítulo 3: (...) Macunaíma parte em peregrinação, adentrando a mata, junto aos 2 irmãos Maanape e Jiguê com sua nova companheira Iriqui. Onde se encontrara com Ci, mãe do Mato, o herói apaixona-se, tem relações com ela e depois de 6 meses nasce seu filho que morre a seguir junto a mãe que dá de presente a Macunaíma a Muiraquitã. (Há o luto pela morte do filho e dá amada, que se repetirá até o fim da história)
  13. 13. Boiuna Luna: Mito indígena do nascimento da lua, recontado, por Mário: É o primeiro ato heróico de Macunaíma ao enfrentar a cobra capei que em seguida se torna a lua. Após a morte de Ci, Macunaíma e os dois irmãos seguem pela mata, e encontra a cachoeira Naipe, chorando a morte de seu amado.
  14. 14. Boiuna Luna: Ela então conta ao herói como seu amado fora morto pela cobra boiuna capei, Macunaíma promete vinga-la, logo a realiza cortando a cabeça da cobra que mesmo desprendida do corpo continua a perseguir o herói e seus 2 irmãos. Eles conseguem escapar trepando em uma arvore e refugiando-se em uma cabana, a cabeça, batendo a porta e prometendo por tudo que não iria devorar o herói acaba pedindo ajuda a aranha que tece uma teia e ajuda Capei a subir ao céu onde se torna a nossa conhecida Lua.
  15. 15. Curiosidades: Macunaíma sofre duas mortes durante a história: No capítulo 5 quando enfrenta pela primeira vez o gigante Piaimã, e no capítulo 7, quando é induzido por uma macaco a “ quebra o coco – sua cabeça – com uma pedra “. Nos dois casos o herói é resgatado e curado com o auxilio dos 2 irmãos.
  16. 16. Curiosidades: • Muiraquitã é uma pedra preciosa, tradicional na lenda indígena quando as amazonas enamoravam-se a dava de presente, Macunaíma a utiliza como colar, no capitulo seguinte, ele encontra a cachoeira Naipe que esta chorando a morte de seu amado pela cobra Boiúna Capei, tão logo Macunaíma promete vingança surge a cobra em perseguição ao herói, ele vence a batalha no entanto perde a Muiraquitã.
  17. 17. Continuação da síntese: • No capitulo seguinte o herói descobre que sua muiraquitã foi parar nas mãos de Venceslau Pietro Pietra um estrangeiro, também chamado de gigante Piaimã comedor de gente. Logo o herói parte em busca de sua pedra, onde sofre sua primeira morte, no capitulo seguinte ele procurando vingar-se da primeira frustração disfarça-se de francesa e vai a casa de Venceslau que descobre seu disfarce, é no capitulo Macumba onde o herói consegue sua primeira vingança.
  18. 18. Piaimã: Antes do primeiro conflito com Venceslau Pìetro Pietra ocorre a conhecida cena do banho em que o herói torna-se branco e loiro dos olhos azuis e os irmãos Maanape e Jiguê tornam-se respectivamente: Vermelho(representando o indígena) e Negro, representando as três principais etnias que a formar o nativo brasileiro.
  19. 19. Capítulo VIII: • Leitura
  20. 20. Pacuera de Oibê: • ...Macunaíma vence Venceslau Pietro Pietra derrubando-o em uma panela fervente de molho de macarrão que Ceiuci preparava para cozinhar o Herói. Macunaíma recupera sua Muiraquitã. Porém o vazio deixado por Ci não é preenchido por esta reconquista: “ Muiraquitã, muiraquitã bela, vejo você mas não vejo ela “. Neste capitulo o herói sofre esta solidão, e perseguição, andando lamentando a perda de sua amada, vai parar na tenda de Oibê uma minhoca gigante – na tradição indígena (...)
  21. 21. Continuação: • (...) ali ele prepara uma refeição para si, os dois travam conversa, Ele pergunta se o herói tem fome, Macunaíma diz que não, mas o ronco de seu estomago não o deixa mentir, Oibê serve um alimento, depois serve água, enquanto este vai busca-la no poço Macunaíma toma o assado e o come, então Macunaíma diz que tem sono, Oibê lhe faz a cama, porém, a noite vai assombrar o herói.
  22. 22. (...) Ocorre uma longa perseguição de Oibê que descobre que Macunaíma lhe comera o assado, este vai vomitando tudo pelo caminho. A seguir ele reencontra os irmãos, se alojam em uma tapera, os dois vão caçar, porém Macunaíma permanece em sua rede o dia todo, e mente para os irmãos que caça como eles.
  23. 23. Último capítulo: Morte ou imortalidade?
  24. 24. Vídeos: • Parte 6: http://www.youtube.com/watch?v=mry_Z0DKO 98 • Parte 7: http://www.youtube.com/watch?v=pyDQIhwNl wI
  25. 25. Referências: • www.releituras.com.br (biografia) • www.slideshare.net(obra)
  26. 26. Indicações bibliograficas: • Grande Sertão Veredas – Guimarães Rosa. • Macunaíma – Mário de Andrade. • Patativa do Assaré. • Capitães da Areia – Jorge Amado. • O guarani/ Iracema – José de Alencar. • Navio Negreiro – Castro Alves.

×