Macunaíma...

5.100 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.100
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
276
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Macunaíma...

  1. 1. Macunaíma, o herói sem nenhum caráter
  2. 2. Escrito por Mário deAndrade,Macunaíma foipublicado em 1928e é considerado um dosgrandesromances Modernistasdo Brasil.
  3. 3.  Ao analisarmos a obra “Macunaíma”, de Mário de Andrade, defrontamo-nos com o problema da “redondância’. O livro, desde o título, passando pelas personagens, pelo enredo e pelo narrador é um verdadeiro círculo. Dezessete capítulos estão unidos de forma harmônica, sendo quebrada somente pelo 9º capítulo Deparando-nos com a Esfinge, somos convidados a descobrir seu enigma: o próprio título apresenta uma constituição circular: MA / CUNAÍ / MA — CUNAÍ — ÚNICA MA — ÚNICA — MA
  4. 4.  É interessante notarmos que o — MA — inicial e o final podem estar relacionados ao nome do autor, Mário de Andrade, ou ao movimento Antropofágico. Teríamos então: Mário de Andrade,único, do Movimento Antropofágico.
  5. 5.  Macunaíma, é um personagem negro nascido na selva, que se torna branco. Um preguiçoso que só começa a falar aos seis anos de idade, quando, enfim, resolve falar é para dizer: "Ai! Que preguiça”..
  6. 6.  Depois de adulto, deixa o sertão em companhia dos irmãos. Pervertido e mau caráter, Macunaíma vive várias aventuras na cidade, conhecendo e amando guerrilheiras e prostitutas, enfrentando vilões milionários, policiais, persona gens de todos os tipos. Depois da longa e tumultuada aventura urbana, ele volta à selva, onde desaparece.
  7. 7.  Um compêndio de mitos, lendas e da alma do brasileiro, a partir do clássico romance de Mário de Andrade. No filme da obra Macunaíma, interpretado pelo saudoso Grande Otelo, é uma comédia e permite muitas interpretações, com alusões ao desenvolvimentismo, ao tropicalismo, e à luta armada que corria solta nos "Anos de Chumbo", sem perder a ligação com a obra literária – escrita na primeira metade do século 20, a qual se baseia na aparição de vários personagens do folclore brasileiro, tais como a Caipora.
  8. 8. Segundo Cartaz
  9. 9. Resumo da Obra : Macunaíma nasceu numa tribo amazônica, lá ele passou sua infância, mais não é uma criança igual as outras do lugar. É um menino mentiroso, traidor,prática muitas safadezas, fala muitos palavrões, além de ser extremamente preguiçoso. Tem dois irmãos, Maamape e Jigue. Cresce e se apaixona pela índia Ci, A Mãe do Mato, seu único amor, que lhe deu um filho, um menino morto. Depois da mote de sua mulher, Macunaíma perde um amuleto que um dia ela havia lhe dado de presente, era a pedra “muiraquitã “. Até que descobre que sua pedra havia sido levada por um mascate peruano,que morava em São Paulo.
  10. 10.  Depois da descoberta do destino de sua pedra, Macunaíma e seus irmãos resolvem ir atrás dela para recuperá-la. A historia, a partir daí, começa a discorrer contando as aventuras de Macunaíma na tentativa de reaver a sua “muiraquitã” que fora roubada. Após conseguir a pedra, Macunaíma regressa para a sua tribo, onde após uma série de aventuras finais, finalizando novamente na perda de sua pedra. Então ele desanima, pois sem o seu talismã, que, no fundo, é o seu próprio ideal, o herói reconhece a inutilidade de continuar a sua procura, se transforma na constelação Ursa Maior, que para ele, significava se transformar em nada que servisse aos homens, por isso, vai parar no campo vasto do céu, sem dar nem vida a ninguém.
  11. 11. Por: Ana Paula Custodio Fortes Caroline Muller Luana Cristina Araujo Sthefany Maiara

×