SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Baixar para ler offline
Tipos de Violência
Violência Física
 A violência física é
considerada como qualquer
dano físico provocado pelo
agressor contra criança ou o
adolescente, podendo as
consequências de tais danos
variar de lesões leves até a
morte.
 Agressividade ou apatia excessiva;
 Tendências autodestrutivas;
 Autoritarismo;
 Sentimento intenso de medo ou raiva;
 Baixa autoestima;
 Problemas de aprendizagem;
 Comportamento violento.
Violência Psicológica
 É definida como a atitude do
adulto em depreciar e
inferiorizar de modo constante
a criança ou adolescente,
causando-lhe sofrimento
psíquico e interferindo
negativamente no processo de
desenvolvimento.
 Este tipo de violência
acontece de forma sutil e por
isso dificilmente é detectado.
 A violência psicológica se
apresenta de diversas
maneiras e muitos adultos a
cometem sem se dar conta da
gravidade de sua ação.
Indicadores de violência psicológica:
 Alterações no apetite (comer
com voracidade ou rejeitar a
alimentação);
 Alterações no sono (dormir
demais em horários
inadequados ou sono
agitado com dificuldade de
dormir);
 Comportamento infantilizado
para a idade;
 Descontrole da bexiga e
intestino;
 Tendência ao isolamento
(postura de agressividade
ou apatia);
 Baixo rendimento escolar;
 Dificuldade de
concentração;
 Déficit de atenção.
Violência Sexual
 É a pratica sexual sem o
consentimento da vítima
que muitas vezes ainda
nem dispõe de idade para
entender o que está
acontecendo. Subdivido
em várias formas pode
ocorrer com ou sem
contato físico (assédio
sexual, abuso sexual
verbal, telefonemas
obscenos, exibicionismo,
voyeurismo, pornografia e
abuso sexual com contato
físico).
Indicadores de violência sexual:
 Comportamento sexual
inadequado para sua idade;
 Vergonha excessiva;
 Dificuldade de concentração;
 Queda no rendimento escolar;
 Agitação excessiva ou apatia;
 Masturbação excessiva;
 Culpa;
 Conduta erotizada;
 Choros sem causa aparente;
 Rebeldia excessiva;
 Isolamento;
 Perturbações do sono;
 Dificuldade de controlar
bexiga e intestino (diurna e
noturna).
 Entendida como a
situação em que pais ou
responsáveis se omitem
ou prestam atendimento
inadequado às
necessidades básicas de
seus filhos gerando nos
mesmos sofrimento e
prejudicando o
desenvolvimento das
suas capacidades físicas
e emocionais.
Indicadores de negligência:
 Desnutrição;
 Higiene precária;
 Agressividade;
 Falta de limites;
 Desobediência.
 Qualifica comportamentos
agressivos no âmbito escolar,
praticados tanto por meninos
quanto por meninas. Os atos
de violência (física ou não)
ocorrem de forma repetitiva,
não apresentam motivações
específicas ou justificáveis.
 Os mais fortes utilizam os
mais frágeis como meros
objetos de diversão, prazer e
poder, com o intuito de
maltratar, intimidar, humilhar
e amedrontar suas vítimas.
 Verbal(insultar, ofender, falar mal,
colocar apelidos pejorativos,
“zoar”);
 Física e material(bater, empurrar,
beliscar, roubar, furtar ou destruir
pertences da vítima);
 Psicológica e moral(humilhar,
excluir, discriminar, chantagear,
intimidar, difamar);
 Sexual (abusar, violentar,
assediar, insinuar);
 Virtual ou ciberbullying(bullying
realizado por meio de
ferramentas tecnológicas:
celulares, filmadoras, internet,
etc.).
 baixa autoestima,
 medo,
 angústia,
 pesadelos,
 falta de vontade de ir à escola e
rejeição da mesma,
 ansiedade, dificuldades de
relacionamento interpessoal,
 dificuldade de concentração,
diminuição do rendimento escolar,
 dores de cabeça, dores de estômago e
dores não-especificadas,
 mudanças de humor súbitas,
 vómitos,
 urinar na cama,
 falta de apetite ou apetite voraz,
 choro,
 insónias,
 medo do escuro,
 ataques de pânico sem motivo,
 sensação de aperto no coração,
 aumento do pedido de dinheiro aos
pais e familiares,
 furto de objetos em casa, surgimento
de material escolar e pessoal
danificado,
 desaparecimento de material escolar,
 abuso de álcool e/ou estupefacientes,
 automutilação,
 stress,
 suicídio.
Violência Simbólica
 A Violência Simbólica segundo
Bourdieu (2008) se manifesta
através de símbolos e signos
culturais, onde um grupo de
pessoas passam a enxergar o
mundo segundo critérios
estabelecidos pelas forças sociais. É
adquirido pela classe dominante
através da imposição e a ocultação,
com a união de ambas se define a
cultura dominante como arbitraria,
a única de valor.
 A violência simbólica é um tipo
sutil de mecanismo de exclusão
social, utilizados por indivíduos ou
grupos, e também por instituições,
como a igreja, a escola, a família, e
muitas vezes aparece no nosso
cotidiano de forma sutil .
(Bourdieu-Passeron,2008).
 Há três maneiras diferentes
de educar que muitos pais
utilizam isoladamente ou até
todas as três juntas e que
constituem uma violência tão
cruel para os filhos quanto a
violência sangrenta(vermelha).
 1- EDUCAÇÃO PELAS AMEAÇAS E
CRÍTICAS : Maneiras de romper a
confiança entre pais e filhos :
"Se continuar chorando vou deixar
você aqui no supermercado e vou-me
embora!"
 2- EDUCAÇÃO PELA ESCRAVIDÃO :
Quando os pais defendem a teoria:
"MANDA QUEM PODE E OBEDECE
QUEM TEM JUÍZO".
 3- EDUCAÇÃO PELA HUMILHAÇÃO E
DEPRECIAÇÃO: Neste caso os pais
estão sempre comparando a criança
ou o adolescente com outra pessoa.
"Não aguento mais você! Não sei
o que faço para você me dar
sossego!"
 Fortalecimento da Família;
 Informação;
 Encaminhamentos:
Conselho Tutelar,
Promotoria, CREAS, CRAS,
Sec. Promoção Social, Sec.
de Saúde, PC, PM, etc.;
 Campanhas e trabalhos
sociais;
 Busca de parceria;
 Ações lúdicas: Esporte,
música, encontros de
crianças e jovens.
“Se não vejo na criança, uma criança, é por que alguém a
violentou antes e o que vejo é o que sobrou de tudo que lhe
foi tirado. Mas essa que vejo na rua, sem pai, sem mãe, sem
casa, cama e comida, essa que vive a solidão das noites sem
gente por perto, é um grito, é um espanto. Diante dela, o
mundo deveria parar para começar um novo encontro, porque a
criança é o princípio sem fim e o seu fim é o fim de todos
nós". (Herbert de Souza)

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Tipos de Violência 2011.ppt

Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01
Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01
Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01Marcelly Cley
 
Violencia intrafamiliar
Violencia intrafamiliarViolencia intrafamiliar
Violencia intrafamiliarjoanaanm
 
A para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabeA para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabe29portugal
 
Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarMsaude
 
Cartilha 2010 justiça nas escolas -bullying
Cartilha 2010 justiça nas escolas -bullyingCartilha 2010 justiça nas escolas -bullying
Cartilha 2010 justiça nas escolas -bullyingLIVIA L.LAGE
 
Cartilha do cnj sobre bullying
Cartilha do cnj sobre bullyingCartilha do cnj sobre bullying
Cartilha do cnj sobre bullyingimperatriz
 
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações VulneráveisUFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações VulneráveisNome Sobrenome
 
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptxUFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptxNome Sobrenome
 
Género e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas EscolasGénero e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas EscolasMichele Pó
 
Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarMsaude
 
Cartilha Bullying2.pdf
Cartilha Bullying2.pdfCartilha Bullying2.pdf
Cartilha Bullying2.pdfDjalmaHenares1
 

Semelhante a Tipos de Violência 2011.ppt (20)

Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01
Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01
Violnciasexualcontracrianaseadolescentes 130718011435-phpapp01
 
Violência doméstica
Violência domésticaViolência doméstica
Violência doméstica
 
Violencia intrafamiliar
Violencia intrafamiliarViolencia intrafamiliar
Violencia intrafamiliar
 
Cartilha bullying
Cartilha bullyingCartilha bullying
Cartilha bullying
 
A para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabeA para quem ainda não sabe
A para quem ainda não sabe
 
Bullying : Os Primeiros Sinais
Bullying : Os Primeiros SinaisBullying : Os Primeiros Sinais
Bullying : Os Primeiros Sinais
 
Bullying - diferentes faces de um mesmo problema
Bullying - diferentes faces de um mesmo problemaBullying - diferentes faces de um mesmo problema
Bullying - diferentes faces de um mesmo problema
 
Tipos de Violência
 Tipos de Violência Tipos de Violência
Tipos de Violência
 
Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio Escolar
 
Cartilha bullyng
Cartilha bullyngCartilha bullyng
Cartilha bullyng
 
Cartilha bullying
Cartilha bullyingCartilha bullying
Cartilha bullying
 
Cartilha bullying
Cartilha bullyingCartilha bullying
Cartilha bullying
 
Cartilha
CartilhaCartilha
Cartilha
 
Cartilha 2010 justiça nas escolas -bullying
Cartilha 2010 justiça nas escolas -bullyingCartilha 2010 justiça nas escolas -bullying
Cartilha 2010 justiça nas escolas -bullying
 
Cartilha do cnj sobre bullying
Cartilha do cnj sobre bullyingCartilha do cnj sobre bullying
Cartilha do cnj sobre bullying
 
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações VulneráveisUFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
UFCD - 6580 - Cuidados Saúde em Populações Vulneráveis
 
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptxUFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
UFCD - 6580- Cuidados de Saúde me Populações mais Vuneráveis.pptx
 
Género e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas EscolasGénero e Diversidade nas Escolas
Género e Diversidade nas Escolas
 
Violência em Meio Escolar
Violência em Meio EscolarViolência em Meio Escolar
Violência em Meio Escolar
 
Cartilha Bullying2.pdf
Cartilha Bullying2.pdfCartilha Bullying2.pdf
Cartilha Bullying2.pdf
 

Último

Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira partecoletivoddois
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parteDança Contemporânea na arte da dança primeira parte
Dança Contemporânea na arte da dança primeira parte
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Tipos de Violência 2011.ppt

  • 1.
  • 3. Violência Física  A violência física é considerada como qualquer dano físico provocado pelo agressor contra criança ou o adolescente, podendo as consequências de tais danos variar de lesões leves até a morte.
  • 4.  Agressividade ou apatia excessiva;  Tendências autodestrutivas;  Autoritarismo;  Sentimento intenso de medo ou raiva;  Baixa autoestima;  Problemas de aprendizagem;  Comportamento violento.
  • 5. Violência Psicológica  É definida como a atitude do adulto em depreciar e inferiorizar de modo constante a criança ou adolescente, causando-lhe sofrimento psíquico e interferindo negativamente no processo de desenvolvimento.  Este tipo de violência acontece de forma sutil e por isso dificilmente é detectado.  A violência psicológica se apresenta de diversas maneiras e muitos adultos a cometem sem se dar conta da gravidade de sua ação.
  • 6. Indicadores de violência psicológica:  Alterações no apetite (comer com voracidade ou rejeitar a alimentação);  Alterações no sono (dormir demais em horários inadequados ou sono agitado com dificuldade de dormir);  Comportamento infantilizado para a idade;  Descontrole da bexiga e intestino;  Tendência ao isolamento (postura de agressividade ou apatia);  Baixo rendimento escolar;  Dificuldade de concentração;  Déficit de atenção.
  • 7. Violência Sexual  É a pratica sexual sem o consentimento da vítima que muitas vezes ainda nem dispõe de idade para entender o que está acontecendo. Subdivido em várias formas pode ocorrer com ou sem contato físico (assédio sexual, abuso sexual verbal, telefonemas obscenos, exibicionismo, voyeurismo, pornografia e abuso sexual com contato físico).
  • 8. Indicadores de violência sexual:  Comportamento sexual inadequado para sua idade;  Vergonha excessiva;  Dificuldade de concentração;  Queda no rendimento escolar;  Agitação excessiva ou apatia;  Masturbação excessiva;  Culpa;  Conduta erotizada;  Choros sem causa aparente;  Rebeldia excessiva;  Isolamento;  Perturbações do sono;  Dificuldade de controlar bexiga e intestino (diurna e noturna).
  • 9.  Entendida como a situação em que pais ou responsáveis se omitem ou prestam atendimento inadequado às necessidades básicas de seus filhos gerando nos mesmos sofrimento e prejudicando o desenvolvimento das suas capacidades físicas e emocionais.
  • 10. Indicadores de negligência:  Desnutrição;  Higiene precária;  Agressividade;  Falta de limites;  Desobediência.
  • 11.  Qualifica comportamentos agressivos no âmbito escolar, praticados tanto por meninos quanto por meninas. Os atos de violência (física ou não) ocorrem de forma repetitiva, não apresentam motivações específicas ou justificáveis.  Os mais fortes utilizam os mais frágeis como meros objetos de diversão, prazer e poder, com o intuito de maltratar, intimidar, humilhar e amedrontar suas vítimas.
  • 12.  Verbal(insultar, ofender, falar mal, colocar apelidos pejorativos, “zoar”);  Física e material(bater, empurrar, beliscar, roubar, furtar ou destruir pertences da vítima);  Psicológica e moral(humilhar, excluir, discriminar, chantagear, intimidar, difamar);  Sexual (abusar, violentar, assediar, insinuar);  Virtual ou ciberbullying(bullying realizado por meio de ferramentas tecnológicas: celulares, filmadoras, internet, etc.).
  • 13.  baixa autoestima,  medo,  angústia,  pesadelos,  falta de vontade de ir à escola e rejeição da mesma,  ansiedade, dificuldades de relacionamento interpessoal,  dificuldade de concentração, diminuição do rendimento escolar,  dores de cabeça, dores de estômago e dores não-especificadas,  mudanças de humor súbitas,  vómitos,  urinar na cama,  falta de apetite ou apetite voraz,  choro,  insónias,  medo do escuro,  ataques de pânico sem motivo,  sensação de aperto no coração,  aumento do pedido de dinheiro aos pais e familiares,  furto de objetos em casa, surgimento de material escolar e pessoal danificado,  desaparecimento de material escolar,  abuso de álcool e/ou estupefacientes,  automutilação,  stress,  suicídio.
  • 14. Violência Simbólica  A Violência Simbólica segundo Bourdieu (2008) se manifesta através de símbolos e signos culturais, onde um grupo de pessoas passam a enxergar o mundo segundo critérios estabelecidos pelas forças sociais. É adquirido pela classe dominante através da imposição e a ocultação, com a união de ambas se define a cultura dominante como arbitraria, a única de valor.  A violência simbólica é um tipo sutil de mecanismo de exclusão social, utilizados por indivíduos ou grupos, e também por instituições, como a igreja, a escola, a família, e muitas vezes aparece no nosso cotidiano de forma sutil . (Bourdieu-Passeron,2008).
  • 15.  Há três maneiras diferentes de educar que muitos pais utilizam isoladamente ou até todas as três juntas e que constituem uma violência tão cruel para os filhos quanto a violência sangrenta(vermelha).  1- EDUCAÇÃO PELAS AMEAÇAS E CRÍTICAS : Maneiras de romper a confiança entre pais e filhos : "Se continuar chorando vou deixar você aqui no supermercado e vou-me embora!"  2- EDUCAÇÃO PELA ESCRAVIDÃO : Quando os pais defendem a teoria: "MANDA QUEM PODE E OBEDECE QUEM TEM JUÍZO".  3- EDUCAÇÃO PELA HUMILHAÇÃO E DEPRECIAÇÃO: Neste caso os pais estão sempre comparando a criança ou o adolescente com outra pessoa. "Não aguento mais você! Não sei o que faço para você me dar sossego!"
  • 16.  Fortalecimento da Família;  Informação;  Encaminhamentos: Conselho Tutelar, Promotoria, CREAS, CRAS, Sec. Promoção Social, Sec. de Saúde, PC, PM, etc.;  Campanhas e trabalhos sociais;  Busca de parceria;  Ações lúdicas: Esporte, música, encontros de crianças e jovens.
  • 17.
  • 18. “Se não vejo na criança, uma criança, é por que alguém a violentou antes e o que vejo é o que sobrou de tudo que lhe foi tirado. Mas essa que vejo na rua, sem pai, sem mãe, sem casa, cama e comida, essa que vive a solidão das noites sem gente por perto, é um grito, é um espanto. Diante dela, o mundo deveria parar para começar um novo encontro, porque a criança é o princípio sem fim e o seu fim é o fim de todos nós". (Herbert de Souza)