DONS ESPIRITUAIS
Escola das Tribos. 27.09.2015
Aula 08– Dons Espirituais
Parte II
Qual o propósito principal dos dons do Espírito Santo ?
São capacidades espirituais concedidas com o propósito de
edificar...
3. FÉ (Gr. Pistis, de Pistéo)
Esta deve distinguir-se da fé salvadora e da confiança em Deus,
sem a qual é impossível agra...
É obviamente o dom que foi conferido a homens tais como Jorge
Müller ou Hudson Taylor. Ambos fundaram uma obra na qual
con...
Através do Dom da Fé o Espírito Santo pode efetuar e realmente
efetua coisas poderosas a favor da Igreja, tanto dentro del...
4. DONS DE CURAR ( gr. carismata iamaton)
É a capacidade para curar todo e qualquer tipo de enfermidade,
doenças e dores, ...
O dom supremo de Jesus, o qual, acima de todos os homens, era o
de curar, sendo ele o Grande Médico. (Mt 4:23).
Esse dom e...
Em alguns casos observamos portanto algumas pessoas se
aproximando ou sendo atraídas pelo evangelho ao verem a operação
de...
5. OPERAÇÃO DE MILAGRES ( gr. dynameis)
É a habilidade para operar no Poder Explosivo de Deus jungido à
Força Energizadora...
Os milagres “extraordinários” em Éfeso são uma ilustração da
operação do dom (At 19:11,12 ; 5:12-15).
Paulo exercia esse d...
REFERÊNCIAS
• JONES, Martyn lloyd. Deus, o Espírito Santo. Ed. PES.
• PEARLMAN, Myer. Conhecendo as Doutrinas da Bíblia. E...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dons Espirituais 2

225 visualizações

Publicada em

Dons Espirituais 2ª aula

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Dons Espirituais 2

  1. 1. DONS ESPIRITUAIS Escola das Tribos. 27.09.2015 Aula 08– Dons Espirituais Parte II
  2. 2. Qual o propósito principal dos dons do Espírito Santo ? São capacidades espirituais concedidas com o propósito de edificar a Igreja de Deus, por meio da instrução dos crentes e para ganhar novos convertidos. (Ef 4:7-13) Quais são ? Em I Co 12:8-10, Paulo enumera nove desses dons, que podem ser classificados da seguinte maneira :  Aqueles que concedem poder para saber sobrenaturalmente : palavra de sabedoria, palavra de conhecimento e discernimento de espíritos.  Aqueles que concedem poder para agir sobrenaturalmente : fé, operação de milagres e curas.  Aqueles que concedem poder para falar sobrenaturalmente : profecia, línguas e interpretação. DONS DO ESPÍRITO
  3. 3. 3. FÉ (Gr. Pistis, de Pistéo) Esta deve distinguir-se da fé salvadora e da confiança em Deus, sem a qual é impossível agradar-lhe (Hb 1:6). É certo que a fé salvadora é descrita como um dom (Ef 2:8), mas nessa passagem a palavra “dom” é usada em oposição às “obras”, ao passo que em I Co 12:9 a palavra usada significa uma dotação especial do poder do Espírito. É uma fé do tipo da Fé de Deus; é algo especial, acima do significado comum de fé, é uma verdadeira e inabalável confiança alicerçada em Deus. É crer, sobretudo, contra a lógica, contra as evidências contrárias e contra a esperança. É algo realmente sobrenatural, diferente, portanto, da fé natural que toda a pessoa tem conforme dissemos acima, como também é diferente da fé para a salvação (Rm 5:1). De repente, dentro de você há uma certeza quanto à impossibilidade tornar-se perfeitamente possível, plausível ou factível.
  4. 4. É obviamente o dom que foi conferido a homens tais como Jorge Müller ou Hudson Taylor. Ambos fundaram uma obra na qual confiaram tão somente em Deus para a provisão de dinheiro e suas necessidades materiais. Jorge Müller fundou lares para crianças necessitadas, e Hudson Taylor fundou a China Inland Mission – atualmente a Overseas Missionary Fellowship. Não é um dom de crer em Cristo, porquanto esse todo cristão possui, enquanto que nem todo cristão possui o dom de fé. Esse dom especial de fé capacita pessoas para confiarem em Deus da maneira como esses homens e outros tem feito, e Deus, por esses meios e através deles, manifesta Sua glória e seu poder. “Algumas horas todos os dias. E ainda vivo no espírito de oração; oro enquanto ando, enquanto deitado e quando me levanto. Estou constantemente recebendo respostas. Uma vez persuadido de que certa coisa é justa, continuo a orar até receber. Nunca deixo de orar ! Milhares de almas têm sido salvas em resposta às minhas orações....Espero encontrar dezenas de milhares delas no céu...O grande ponto é nunca cansar de orar antes de receber a resposta. Tenho orado cinquenta e dois anos, diariamente, por dois homens, filhos de um amigo da minha mocidade. Não são ainda convertidos, porém espero que o venham a ser. Como pode ser de outra forma ? Há promessas inabaláveis em Deus e sobre elas eu descanso” Jorge Müller “Se eu tivesse cem vidas, daria todas pela China” Hudson Taylor
  5. 5. Através do Dom da Fé o Espírito Santo pode efetuar e realmente efetua coisas poderosas a favor da Igreja, tanto dentro dela como em sua expressão no mundo.( Mt 17:19). O trecho de I Co 13:2 menciona aquela fé por meio da qual até mesmo montanhas podem ser removidas de seus lugares. É essa modalidade de fé que Paulo se refere. Foi essa forma de fé que sustentou os perseguidos e os mártires, conservando-os na fidelidade a Cristo até ao fim, que os capacitou a confiarem em Deus por coisas elevadas, a despeito de qualquer tortura. O dom da fé foi e é, sem dúvida, um dom especial dos evangelistas. Vejamos pois alguns exemplos da operação desse dom : • Abraão no sacrifício de Isaque (Gn 22:1-12 / Rm 4:18-25); • Pedro e João na porta formosa (Jo 3:4); • Elias e os profetas de Baal (I Rs 18:33-39).
  6. 6. 4. DONS DE CURAR ( gr. carismata iamaton) É a capacidade para curar todo e qualquer tipo de enfermidade, doenças e dores, tanto da alma quanto do corpo e do espírito, sem que seja necessário o concurso da fé de quem está recebendo. Pelo estudo das Escrituras depreendemos que o Espírito Santo havia dado para certas pessoas um dom pelo qual elas pudessem, diretamente, curar outras pessoas. Não significa que oravam por tais pessoas e que, como resultado de suas orações, os doentes eram curados. Significa, sim, que eles, literalmente, diretamente e imediatamente curavam os doentes. Observe que a palavra está no plural; DONS DE CURAR, significando a especificidade dessas curas para cada tipo de diferente de enfermidade, ou seja, há certos irmãos que são capacitados mediante estes dons para ministrar eficazmente em determinados tipos de doenças como : coluna, câncer, etc. Envolvem, também, os conceitos de cura do corpo, e cura da alma, ou cura interior ou das emoções.
  7. 7. O dom supremo de Jesus, o qual, acima de todos os homens, era o de curar, sendo ele o Grande Médico. (Mt 4:23). Esse dom era exercido pelos doze apóstolos quase desde o princípio. (Mt 10:1), bem como pelos setenta discípulos (Lc 10:8). E isso também foi uma manifestação proeminente na igreja, após o Pentecostes ( At 5:15 / Tg 5:14). As curas compõem um dom particularmente útil e excelente, visto que conferem ao homem uma ilustração gráfica do fato que existem poderes superiores, e que não podemos reduzir o universo, até mesmo em suas manifestações sobejamente conhecidas, a qualquer teoria materialista. O Senhor Jesus curou afim de aliviar a humanidade, e com frequência sem qualquer esforço consciente de provar o seu caráter messiânico. Jesus foi um grande humanitário, como foi e é o grande Redentor das almas humanas.
  8. 8. Em alguns casos observamos portanto algumas pessoas se aproximando ou sendo atraídas pelo evangelho ao verem a operação desses dons em alguns homens. (At 8:6,7 ; 28:8,10). Todos os crentes, de um modo geral, e os anciãos da igreja, em particular, estão dotados de poder para orar pelos enfermos (Mc 16:18 ; Tg 5:14).
  9. 9. 5. OPERAÇÃO DE MILAGRES ( gr. dynameis) É a habilidade para operar no Poder Explosivo de Deus jungido à Força Energizadora de Deus. É a fusão do Poder Explosivo de Deus, com a portentosa Energia de Deus, na realização de uma obra milagrosa. (At 1:8) É uma explosão do Poder de Deus para mudar o curso das coisas. É a capacitação do salvo para efetuar coisas maravilhosas aos olhos e corações humanos : • Transformar água em vinho (Jo 2:7-9); • Ressuscitar mortos (Jo 11:39-44 ; At 9:36-43 ; 20:9-12 ; Lc 8: 49- 56); • Mandar fogo descer dos céus (I Rs 18:33-39) • Multiplicar pães (Jo 6:11); • Fazer cego ver, paralítico andar (Jo 5:7-8 ; Jo 9:6); • Andar por cima das aguas (Mt 6:16-21); • Desafiar leis da gravidade, limitando movimento de astros do universo, tempestades ( Js 10:12-14 ; Lc 8:22-25);
  10. 10. Os milagres “extraordinários” em Éfeso são uma ilustração da operação do dom (At 19:11,12 ; 5:12-15). Paulo exercia esse dom, e “autenticava” assim seu apostolado e autoridade (II Co 12:12). Nessa categoria cabem os “sinais” e “maravilhas” operados pelos apóstolos, a exemplo de Jesus (At 2: 22, 43)
  11. 11. REFERÊNCIAS • JONES, Martyn lloyd. Deus, o Espírito Santo. Ed. PES. • PEARLMAN, Myer. Conhecendo as Doutrinas da Bíblia. Ed. Vida • BRANDÃO, Átila. Cartilha do Batismo no Espírito Santo. Ed. Cruzada Maranata de Evangelização. • CHAMPLIN, Russell Norman. O NTI. Ed. Hagnos

×