Páscoa

996 visualizações

Publicada em

Páscoa

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Páscoa

  1. 1. Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa
  2. 2. 1. Conceito e Definição. 2. Como surgiu. 3. O que representa? 4. Quadro Comparativo. 5. Acompanhando os passos de Jesus. 6. A data e o mês que se comemora a Páscoa. 7. Símbolos da Páscoa Judaica. Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06– Páscoa
  3. 3. 1. Conceito e definição. “Páscoa, também chamada SÉDER (ordem) é uma palavra de origem hebraica, PÊSSACH – (PÊÇAR), que significando passar por cima ou passar poupando”. Bispo Átila Brandão Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa
  4. 4. 1. Como Surgiu Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa Surgiu conforme registra a Bíblia em Êxodo 12, no ano de 1500 antes da E.C, em Gosén no Egito, nos últimos instantes que precederam a saída do povo judeu, após 430 anos de cativeiro egípcio, para a tão prometida e sonhada Terra que mana leite e mel. Naquele exato momento, instantes que antecederam a última praga sobre os egípcios, a mortandade dos primogênitos, Deus determinou: “ISH SEH LE BÊITH AVOTH SEH LA BAITH (SHEMOT – Êxodo) 12:3.”
  5. 5. 2. Como Surgiu Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 046– Páscoa Um Cordeiro HOMEM para cada casa, um cordeiro para cada família. – Observe que, em hebraico, macho é ZARRAH e fêmea é NEKEVAH, e no texto citado não aparece ZARRAH SEH, um cordeiro macho, mas, ISH SEH, um cordeiro homem. – Determinou ainda que cada família deveria tomar o cordeiro, simbolizando um Homem (ISH SEH) matá-lo, recolher o sangue numa bacia e pintar as vergas e os umbrais das casas, para que, no momento em que o MALACH (MÁLAR) HA – MAVET (O Anjo da Morte) passasse sobre o Egito para matar os primogênitos, tanto de homens, quanto de animais, não atingisse aqueles que estivessem nas casas pintadas com o sangue. O Anjo passaria poupando da morte o povo que assim houvesse procedido. Porque assim disse Deus: Vê-RAITÍ ÉT HADAM U-FASSÁRHTI ALÊHEM - “E vendo Eu sangue, passarei por cima de vós.” – SHEMOT – (Êxodo) 12:13b.
  6. 6. 2. Como Surgiu Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa Remonta a Páscoa ao GAN EDEN (Jardim do Prazer), logo após a queda de ADAM (Adão), quando o Senhor abatendo um cordeiro, fez vestes da sua pele e as vestiu em ADAM (Adão) e em HAVAH (Eva) (Gn 3:21 “E fez o SENHOR Deus a Adão e à sua mulher túnicas de peles, e os vestiu”), mostrando a Sua Provisão completa, Misericórdia e Amor.
  7. 7. 2. Como Surgiu Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa Vêmo-la, também, à época do Patriarca AVRAHAM AVINU (Abraão Nosso Pai), conforme registra BERESHIT (Gênesis) 22:7-8, no exato momento em que marchava em demanda ao AR MORIAH (Monte do Perfume de Deus) Monte Moriá para fazer a AKEDAH HA-ITZCHAK (a amarração, a ligadura de Isaque para sacrificá-lo a Deus) e este lhe pergunta: VA-IOMER ITZCHAK EL-AVRAHAM AVI: VA-IOMER, AVI; VA-IOMER, HINENI BENI. VA-IOMER: HINÊ HA-ESH VE-HÁ-ETSSIM; VE-AIEH HA-SE LE-OLAH? – “E disse Isaque a Abraão seu pai: E disse, pai; e disse, eis-me aqui meu filho. E disse: Eis aqui o fogo e as lenhas, e onde está o cordeiro substituto, propício para o holocausto?”. VA-IOMER AVRAHAM: ELOHIM IREÊ LÓ HA SEH LE OLAH, BENI! (E disse Abraão: “O Senhor proverá para Si o Cordeiro da Páscoa. Meu filho”). Porisso Jesus disse: “Abraão viu o Meu Dia e se alegrou”. (João 8:56)
  8. 8. 3. O que representa? Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06– Páscoa Aquele cordeiro pascoal, ish seh (cordeiro homem) imolado para salvar o povo da morte iminente, é a representação de IESHUA (JESUS), na Cruz do Calvário, morrendo pelos pecados da humanidade. Razão disto é que, quando Jesus aproximava-se das águas do YARDEN (Jordão), para ser batizado por Seu primo IOHANAN HA MATEBIL (João Batista), que ali batizava o povo, foi por este visto, após o que falou João à multidão e apontando para Jesus, disse: HINE ISH SEH HA ELOHIM HANISHOH ETE HATATE HA ARETZ (“Eis ali o Cordeiro Homem de Deus que tira o pecado da terra” – João 1:29) Páscoa, conforme nos leciona Paulo de Tarso em I Coríntios5:7, é Jesus Cristo imolado!
  9. 9. 4.Quadro Comparativo Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa PÊSSACH começa na noite de 14 de NISSAN ou AVIV correspondendo ao nosso 14 de abril, é ZEMAN CHERUTÊNU (data da libertação), é CHAG HA-AVIV (festa da primavera), é também CHAG HA-MATZOT(festa dos pães ázimos ou pães sem CHAMÉTZ (fermento). É também a época da colheita da cevada e do linho. É o fim da estação das chuvas e o começo da primavera, a estação das flores. É o início da lua nova. É o dia da transformação das 12 Tribos de Israel em um povo, data em que ocorreram duas mudanças fundamentais e profundas na vida de ISRAEL: 1) De escravo em LIVRE; 2) Solo nú e entorpecido em campos floridos e alegres. Antigo Testamento Êxodo 12 Novo Testamento 1º- No dia 10 de abril de 1500, AEC, tome um Cordeiro sem defeito, macho de um ano, sem mancha (versículo 5); 1528 anos depois, no dia 10 de abril de 28, EC, Jesus entrou em Jerusalém, montado num jumentinho pelo Portão das Ovelhas, por onde entram na Cidade os cordeiros destinados ao sacrifício na Páscoa; 2º- Leve o cordeiro para casa para examiná-lo nos dias 11,12 e 13 para fim de detectar se tem ou não defeitos; Nos dias 11,12 e 13, ele andou pelas ruas da cidade para ser examinado pelo povo e pelas autoridades e o KOHEN HÁ GADOL, o Sumo Sacerdote, disse: “é necessário que um homem morra pelo povo”. (João 11:50 ) . Logo, Ele não tinha defeitos, nem manchas, era o Cordeiro Homem propicio para o sacrifício;
  10. 10. 4. Quadro Comparativo Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa PÊSSACH começa na noite de 14 de NISSAN ou AVIV correspondendo ao nosso 14 de abril, é ZEMAN CHERUTÊNU (data da libertação), é CHAG HA-AVIV (festa da primavera), é também CHAG HA-MATZOT(festa dos pães ázimos ou pães sem CHAMÉTZ (fermento). É também a época da colheita da cevada e do linho. É o fim da estação das chuvas e o começo da primavera, a estação das flores. É o início da lua nova. É o dia da transformação das 12 Tribos de Israel em um povo, data em que ocorreram duas mudanças fundamentais e profundas na vida de ISRAEL: 1) De escravo em LIVRE; 2) Solo nú e entorpecido em campos floridos e alegres. Antigo Testamento Êxodo 12 Novo Testamento Pôncio Pilatos, o braço de Roma, Governador da Judéia, declarou “não vejo nesse homem, pecado algum” (Lucas 23:4) Foi preso no GAT SHIMANI (Lagar, prensa de azeite) e conduzido à Casa do Sumo Sacerdote, porque, “tudo quanto passar debaixo da Vara do Sacerdote é Santo ao Senhor” (Lv 27:32), e só o Sumo Sacerdote era autorizado apresentar a vítima ao Senhor. Sem a Bênção do Sumo Sacerdote, Deus não aceita o sacrifício, pois é sacrifício de tolos ! (Ec 5:4); 3º- E, no 14º dia, 15 horas, mate o cordeiro e recolha o seu sangue numa bacia e pixe as vergas e os umbrais da sua casa com esse sangue. E, por fim, no dia 14 de abril de 28, às 15 horas, Jesus no alto da cruz, bradou “Pai, nas tuas mãos entrego o meu Espírito, e, morreu” (Lc 23:46).
  11. 11. 5. Acompanhando os passos de Jesus Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa SEGUNDA-FEIRA Jesus sai de Betânia, vai a Jerusalém e no caminho amaldiçoa uma figueira. Em Jerusalém, protesta contra os vendilhões no templo e à tarde, retorna a Betânia. (Mt. 21.12-13;Mc. 11.15- 18); TERÇA-FEIRA Jesus retorna a Jerusalém e prediz a data de Sua morte, debate com líderes religiosos, vai ao monte das Oliveiras e fala do tempo do fim. (Mc. 13.1-4); QUARTA-FEIRA Judas trai Jesus. Uma mulher em Betânia unge Jesus. (MT. 26.6-13;Mc.14.1-9.);
  12. 12. 5. Acompanhando os passos de Jesus Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa QUINTA-FEIRA (18 às 22h) Jesus come a última Páscoa judaica, celebra a primeira Ceia cristã com os discípulos e lava os seus pés. Mt. 26.17-29;Mc. 14.12-25;Lc. 22.7-20;Jo. 13.1-38; (23h a – 0h) Jesus ora no Jardim do Getsêmani enquanto aguarda Sua prisão, logo a seguir. Mt.26.36-46;Mc.14.32-42;Lc. 22.40-46); SEXTA-FEIRA (1h às 2h) Jesus é julgado, e é torturado fisicamente; (3h às 5h)Jesus no palácio de (José) Caifás.(Mt. 26.57;Jo. 18.24); (5 às 6h)Jesus passa pelo terceiro julgamento quando decidem pedir ao governo romano para mata-lo.(Mt.27.1;Lc.23.1;Jo.18.28);
  13. 13. 5. Acompanhando os passos de Jesus Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa (6h às 7h) Jesus passa pelo quarto julgamento. Pilatos, afirma não ter encontrado pecado nEle. (MT. 27.11-14;Mc.15.2-5;Lc. 23.1-5;Jo.18.28-37); (7.30 às 8h)Jesus passa pelo quinto julgamento, perante Herodes Antipas. (Lc.23.7-11); (8 às 9h)Jesus passa pelo sexto e último julgamento. Pilatos, não vê nEle crime digno de morte.(Mt.27.26;Mc.15.15;Lc. 23.23-24;Jo.19.16); Paulo escrevendo aos hebreus, judeus crentes, diz que Jesus tinha que ser declarado “… Santo, irrepreensível, imaculado, e inviolado pelos pecadores”. (Hb 7.26) A lei dizia que o cordeiro teria que ser sem defeito; (9h às 10h) Jesus comparece ao Pretório Soldados de Pilatos se divertem, torturando-O colocam uma coroa de espinhos Nele. (Mt. 27.27-31);
  14. 14. 5. Acompanhando os passos de Jesus Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa (10h às 11h) Jesus é forçado a carregar Sua própria cruz para o Calvário, com a ajuda de um judeu negro, Simão de Cirene. (As duas peças da cruz pesavam 80 quilos.) (Mt.27.32- 34;Mc.15.21-24;Lc.23.26-31;Jo.19.16-17); (12h) Jesus é pregado na cruz.(Mt.27.35-36;Mc.25.22-24;Lc.23.33); (13h) Jesus clama pelo Pai: “Deus meu, Deus meu por que me abandonaste?” (Mt.27.46;Mc.15.34;Jo.19.28); (14h) Jesus declara que tudo foi pago. (Jo.19.30ª.Lc.23.46.); (15h) Jesus morre. Cumprem-se todos os símbolos dos holocaustos e sacrifícios judaicos. O CORDEIRO É IMOLADO. (Mt.27.51-52; Mc.15.37) Os soldados não conheciam as profecias, mais não quebraram as pernas de Jesus, como o fizeram com os outros crucificados. Jo.19.31-33); (18h) Jesus é sepultado no túmulo de José de Arimatéia.- (Mt.27.57-60;Mc.15.42-47;Lc.23.50- 56; Jo.19.31-42.);
  15. 15. 5. Acompanhando os passos de Jesus Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa SÁBADO. Como aconteceu na criação física (Gn.2.2); também na criação espiritual (2ªCo.5.17); DOMINGO . “… Jesus, o nazareno, que foi crucificado; ele ressurgiu; não está aqui;” Esta é a mensagem angelical. ” No primeiro dia da semana (domingo) Maria Madalena foi ao sepulcro de madrugada, sendo ainda escuro, e viu que a pedra fora removida do sepulcro” (Jo.20.1-2; Mc.16.6) Jesus ressuscitou. Aleluia! Aleluia!
  16. 16. 6. A data e o mês que se comemora a páscoa. Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa PÊSSACH começa na noite de 14 de NISSAN ou AVIV correspondendo ao nosso 14 de abril, é ZEMAN CHERUTÊNU (data da libertação), é CHAG HA-AVIV (festa da primavera), é também CHAG HA-MATZOT(festa dos pães ázimos ou pães sem CHAMÉTZ (fermento). É também a época da colheita da cevada e do linho. É o fim da estação das chuvas e o começo da primavera, a estação das flores. É o início da lua nova. É o dia da transformação das 12 Tribos de Israel em um povo, data em que ocorreram duas mudanças fundamentais e profundas na vida de ISRAEL: 1) De escravo em LIVRE; 2) Solo nú e entorpecido em campos floridos e alegres.
  17. 17. 7. Símbolos da Páscoa Judaica. A mesa do PÊSSACH , a KEARAH (Fonte), com os símbolos da Páscoa, é assim ornada com: MAROR (erva amarga, lembrando a vida amarga da escravidão no Egito); ZEROAH (pernil de carneiro assado); CHARÓSSET (mistura de maçãs e nozes picadas amassadas com vinho, formando uma pasta semelhante ao barro amassado pelos escravos judeus para fazer os tijolos no Egito); Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa
  18. 18. 7. Símbolos da Páscoa Judaica. Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa 1 – RITÁ (trigo); 2 – SEORÁ (cevada); 3 – ZÁIT (azeitona) (oliva), 4 – TEENÁ (figo); 5 – RIMÓN (romã); 6 –TAMAR (tâmara); 7 – GUÉFEN (uva); Complementam a mesa de SÉDER, 3 MATZOT (pães ázimos), simbolizando as 3 categorias do povo judeu: I – COHANIM, descendentes de Aarón; II – LEVIIM, descendente de Leví; III – AM ISRAEL, todo o povo de Israel.
  19. 19. Escola das Tribos. 19.04.2015 Aula 06 – Páscoa http://www.ibca.org.br/a-pascoa/ http://www.ibca.org.br/jesus-morreu-sexta-feira-mesmo/

×